Daniel Veloso Hirata

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4886588496142072
  • Última atualização do currículo em 11/12/2018


Professor adjunto do Departamento de Sociologia e Metodologia em Ciências Sociais da Universidade Federal Fluminense (GSO-UFF), do Programa de Pós Graduação em Sociologia (PPGS/UFF) e do Programa de Pós Graduação em Sociologia e Direito (PPGSD-UFF). Pesquisador efetivo do Núcleo de Estudos de Cidadania, Conflito e Violência Urbana (NECVU-UFRJ) e do Núcleo de Pesquisas em Economia e Cultura (NUCEC-UFRJ). Bolsista Jovens Cientistas do Nosso Estado (2018-2021) Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo, com estágio doutoral na Universite de Toulouse-le Mirail e na École des Hautes Etudes en Sciences Sociales. Tem interesse de pesquisa nas formas de controle social e nos ilegalismos populares. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Daniel Veloso Hirata
Nome em citações bibliográficas
HIRATA, D.;Hirata, Daniel veloso;HIRATA, DANIEL

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Fluminense, Centro de Estudos Gerais, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia.
Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis
São Domingos
24210201 - Niterói, RJ - Brasil
Telefone: (21) 26292860


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2010
Doutorado em PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em Université de Toulouse II - Le Mirail (Orientador: Angelina Peralva).
Título: sobreviver na adversidade: entre o mercado e a vida, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Vera da Silva Telles.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Ilegalismos; cidade; São Paulo; Controle Social; praticas urbanas.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Urbana.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia da Violência.
2002 - 2005
Mestrado em Sociologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Futebol de varzea: praticas urbanas e disputa pelo espaço na cidade de Sao Paulo,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Vera da Silva Telles.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: futebol de varzea; praticas urbanas; espaço; cidade; redes sociais.
Grande área: Ciências Humanas
1999 - 2002
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Orientador: Vera da Silva Telles.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2011 - 2014
Pós-Doutorado.
Instituto de Filosofia e Ciências Sociais - Universidade Federal do Rio de, IFCS-UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Urbana.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia da Violência.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 4
Outras informações
Disciplina ministrada com o professor Fernando Rabossi, intitulada ?Pobres, marginais e informais: etnografias, teorias e conceitos?

Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: bolsista de pos doutorado, Enquadramento Funcional: bolsista de pos doutorado

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 4
Outras informações
Disciplina ministrada com o professor Michel Misse intitulada "Sociologia do Crime e da Violência"

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 4
Outras informações
Disciplina Ministrada com o professor Federico Neiburg, professor Fernando Rabossi e a professora Eugênia Motta no IFCS e no Museu Nacional, intitulada "Economia Popular e Formas de Governo"


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: bolsista de doutorado

Vínculo institucional

2002 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de mestrado

Vínculo institucional

2001 - 2003
Vínculo: Outro (iniciação científica), Enquadramento Funcional: bolsista de iniciação científica, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Roubos, proteção patrimonial e letalidade no Rio de Janeiro
Descrição: Contribuir para a defesa dos direitos humanos em geral e do direito a vida em particular por meio da crítica às políticas de segurança pública no Rio de Janeiro: esclarecer e qualificar as relações entre as práticas de execuções extrajudiciais e o direcionamento do uso da força em operações policiais e militares para a proteção patrimonial em detrimento da defesa da vida..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Daniel Veloso Hirata - Coordenador / Carolina Christoph Grillo - Integrante / Renato Coelho Dirk - Integrante / Maria Isabel Couto - Integrante / Cecilia Olliveira - Integrante / Mariana dos Santos Viana - Integrante / Gabriel Gordo Alcantara - Integrante / Fernanda Gobbi - Integrante.Financiador(es): Fundação Heinrich Boll - Auxílio financeiro.
2016 - 2017
O Governo dos ambulantes na cidade do Rio de Janeiro e suas circulações
Descrição: A proposta é dar continuidades a uma série de reflexões sobre os processos de permanente construção das formas de regulação dos mercados populares, chamados de ilegais, informais ou ilícitos. De forma mais específica, a pesquisa procura descrever os processos que garantem a produção, circulação e apropriação da riqueza circulante associada aos circuitos da venda na rua, feito pelos chamados camelôs. A pergunta, prospecção conjuntural de um momento em que os mercados populares se ampliam cada vez mais e, portanto, passam a ser vistos como elemento central do uso comercial do espaço do centro da cidade do Rio de Janeiro, ou seja, no momento em que eles são disputados de forma intensa, seria: como esses mercados são governados? Quais são as linhas de força dos coletivos (estatais ou não estatais) que disputam e negociam a sua participação nesses mercados? De que maneira, através de quais mediadores sócio-técnicos, a condução desses mercados vem sendo realizada? Ou seja, quais são as formas de regulação da riqueza do comércio popular que atravessa o espaço urbano do Rio de Janeiro?.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Daniel Veloso Hirata - Coordenador / Bernardo Ferreira Tavares - Integrante / Layla Alvarenga Brito - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2016 - Atual
Segurança Pública e Ordem Urbana: Uma análise das tecnologias de governo no Rio de Janeiro contemporâneo
Descrição: Esse projeto pretende articular um conjunto de pesquisas que vêm procurando compreender certas práticas governamentais, pensadas aqui por meio do conceito de tecnologias de governo, para se pensar a Segurança Pública e a Ordem Urbana no Rio de Janeiro contemporâneo: mercados que se efetivam nos limiares da legalidade/ilegalidade, como o tráfico de drogas e o comércio ambulante; práticas de antecipação da liberdade de presos, realizadas através de mecanismos jurídicos como a progressão de regime e o livramento condicional; e as práticas de produção e gestão de informações acionadas para realizar a vigilância e o monitoramento na cidade. As tecnologias de governo parecem ser acionadas para regular fluxos de pessoas, mercadorias e informações de forma articulada com os sujeitos de sua incidência, portanto, é de especial interesse para as pesquisa em andamento a compreensão das conflitivas dinâmicas contemporâneas dessa interface..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (7) .
Integrantes: Daniel Veloso Hirata - Coordenador / Bruno Vasconcelos Cardoso - Integrante / Carolina Christoph Grillo - Integrante / Cesar Pinheiro Teixeira - Integrante / Fernando Rabossi - Integrante / Clara Gomes Polycarpo Péres - Integrante / Laura Talho Ribeiro - Integrante / Roberta Olivato Canheo - Integrante / Tiago Leão de Castro Monteiro - Integrante / Cláudia Freitas Lambert Bourseau - Integrante / Loraine Amaral Nogueira - Integrante / Caroline Muller Sarcinelli - Integrante / Viviane Linhares da Silva - Integrante / Rayssa de Barros Alcantara - Integrante / Ricardo Coelho Neto da Silveira - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal Fluminense - Auxílio financeiro.
2014 - 2018
A gestão do conflito na produção da cidade contemporânea: a experiência paulista

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Vera da Silva Telles em 07/10/2014.
Descrição: Tomando como referência empírica mudanças urbanas recentes ocorridas em São Paulo, capital e cidades do interior, este projeto pretende investigar os diferentes nexos que articulam processos de gestão dos espaços urbanos, governo das populações, instituição de dispositivos securitários e criação de novos mercados, bem como os campos de conflito que se configuram em torno dessas formas de controle e gestão dos espaços urbanos. A análise enfatiza a tendência à adoção de estratégias crescentemente militarizadas de gestão de espaços e territórios urbanos considerados de risco. Essas estratégias estão estreitamente relacionadas a uma expansiva policialização de condutas e ao desenvolvimento de dispositivos jurídicos de exceção. Ao debruçar-se sobre as mudanças que hoje redefinem o funcionamento dos mercados ilegais e informais da cidade, as operações securitárias de intervenção em espaços urbanos e os impactos decorrentes da política de encarceramento em massa, a investigação busca compreender a face atual desse processo de gestão militarizada de espaços urbanos. Sem desconhecer as práticas e as tradições que plasmaram uma concepção militarizada de segurança pública no Brasil, o que importa assinalar é o possível engate contemporâneo entre esse padrão histórico de controle social militarizado e as tendências que impulsionam um urbanismo militar de novo tipo. Desse ponto de vista, trata-se de refletir sobre os desafios que o reforço recíproco entre esses processos a um tempo locais e globais põem para a compreensão da face política das configurações urbanas recentes, bem como das modalidades de conflito e contra-condutas emergentes e que entregam os sinais de uma cartografia política da cidade, que nos interessa reconstruir ao longo das pesquisas contempladas pelo projeto. ..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2018
Passagens de Fronteira e Cidades Seguras
Descrição: O projeto intitulado Passagens de Fronteiras e Cidades Seguras tem por objetivo mais geral aprofundar e aproximar pesquisas realizadas na França e no Brasil a respeito da maneira pela qual fronteiras políticas, territoriais e sociais são constantemente (re)produzidas pela ação de atores estatais e para-estatais que executam o controle e operam a regulação dos mercados e das populações a nível nacional (fronteiras nacionais) e local (fronteiras interiores erguidas nos grandes centros urbanos)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
Dinâmicas transfronteiriças: mercados ilegais e mercadorias políticas na fronteira brasileira
Descrição: O presente projeto tem como objetivo realizar um diagnóstico qualitativo aprofundado sobre os impactos que a consolidação de mercados ilegais exerce sobre as dinâmicas socioeconômicas, demográficas e criminais de cidades localizadas na faixa de fronteira do Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2014
Gestão da Segurança Pública em Regiões da Fronteira
Descrição: Projeto financiado pelo PNUD, através do Ministério da Justiça, com apoio parcial do CNPq e FUJB, tem por objetivo descrever e analisar os regimes de cooperação, formais e informais, na gestão da segurança pública em cinco cidades-gêmeas da fronteira brasileira com a Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai e Argentina...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Pesquisa sobre segurança pública nas fronteiras
Descrição: Pesquisa de âmbito nacional, cujo universo de pesquisa cobre 588 municípios brasileiros da faixa de fronteira, com base em dados secundários, em survey numa amostra de 178 municípios e trabalho de campo qualitativo em 55 municípios do universo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (8) .
Integrantes: Daniel Veloso Hirata - Integrante / Michel Misse - Coordenador / Brígida Renoldi - Integrante / Carolina Christoph Grillo - Integrante / Fernando Rabossi - Integrante / Joana Vargas - Integrante / Felipe Zilli - Integrante / Klarissa Almeida Silva - Integrante.
2009 - 2014
Mercados ilegais, mercadorias políticas e organização local do crime no Rio de Janeiro
Descrição: Bolsista de pós doutorado e integrante do projeto.Este projeto dá prosseguimento à série de pesquisas e estudos sobre mercados ilegais e criminalidade no Rio de Janeiro que venho desenvolvendo desde meados dos anos 90 (Misse, 1995; 1997; 1999; 2006; 2007). Incluido como subprojeto no projeto em rede INCT/CNPq "Violência, Democracia e Segurança Cidadã", terá a duração de cinco anos e tem por objetivo realizar um amplo e rigoroso mapeamento e análise dos mercados ilegais no Rio de Janeiro e de suas formas de organização, com ênfase em quatro setores: 1) o varejo do tráfico de drogas (tanto o territorializado em áreas urbanas de baixa renda quanto os que recorrem a redes de contato envolvendo jovens de classe média); 2) o varejo de mercadorias ilícitas e/ou contrabandeadas (softwares, cds e dvds piratas, eletrônicos; 3) o jogo do bicho e os negócios que lhe estão ligados (caça níqueis, corrupção, lavagem de dinheiro); 4) os grupos de extorsão com base na oferta de proteção ( mercadorias políticas) como as chamadas "milícias", entre outros. Além do trabalho de campo etnográfico, será construido um banco de dados com base em fontes documentais: relatórios de CPIs federais e estaduais, incluindo a análise das transcrições de depoimentos prestados; processos judiciais federais e estaduais; materiais de imprensa; e entrevistas com apenados do sistema penitenciário. Na construção do banco de dados serão utilizados os softwares SPSS 17.0, o Nvida e o UCINET, com vistas a desenvolver uma análise em redes. Este projeto, junto a outros dois projetos, obteve apoio da FAPERJ (Bolsa "Cientista do Nosso Estado") com o título geral de "Conflitos Urbanos, violência e processos de criminalização", e do CNPq (INCT "Violência, Democracia e Segurança Cidadã"), sob o título específico: "Mercados ilegais, mercadorias políticas e organização local do crime no Rio de Janeiro". O projeto está em andamento desde janeiro de 2009.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2011
Acordo Capes-Cofecub.Trajetórias, circuitos e redes urbanas, nacionais e transnacionais e o seu impacto sobre a arquitetura institucional democrática
Descrição: Bolsista de doutorado com doutorado sanduiche na Universitè de Toulouse- Le Mirail e na Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales. Nosso objetivo é o de articular sob um olhar transversal, três níveis da análise da dinâmica social contemporânea, a partir de pesquisas que levam em conta: (i) uma modalidade fundamental de ação definida pela capacidade de indivíduos e de grupos situados em diferentes escalas territoriais (urbana, nacional, transnacional) e diversos planos de identidade civis ou sexuais, a ultrapassar fronteiras; (ii) novas modalidades de experiência do espaço, derivadas das condições atuais de comunicação à distância e da circulação de imaginários e categorias simbólicas através dos meios de comunicação; (iii) o impacto desses fenômenos, notadamente em termos de condutas violentas, na arquitetura institucional democrática Disciplina, palavras-chaves: sociologia espaço, mobilidade, fronteiras, violência.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2009
Nas tramas da cidade: práticas urbanas e nova ilegalidades no mundo social
Descrição: Bolsista de doutorado e integrante da equipe de pesquisa.O projeto propõe explorar e desdobrar questões de pesquisa que surgiram ao longo de una investigação iniciada em 2001 sobre trajetórias urbanas na cidade de São Paulo. Entre elas, um mundo social perpassado por uma expansiva trama de ilegalidades que se entrelaçam nas práticas urbanas e seus circuitos. Se é verdade que a produção da chamada cidade ilegal não é propriamente novidade na agenda dos estudos urbanos, o que merece uma interrogação mais detida são as novas mediações e conexões pelas quais essas ilegalidades vêm sendo urdidas no cenário urbano. A rigor, o que parece estar ocorrendo é um mundo social atravessado por uma crescente e ampliada zona de indiferenciação entre o lícito e o ilícito, que passa pelas tramas da vida social e circuitos variados do mundo urbano. Essa é a questão que se pretende investigar através de uma pesquisa qualitativa em duas regiões periféricas da cidade de São Paulo. As trajetórias urbanas são pontuadas e demarcadas por situações que podem ser vistas como espaços de condensação de práticas, mediações e mediadores que armam como que micro-cenas descritivas em que esses processos podem ser flagrados. Assumimos como hipótese teórico-metodológica a exigência de uma etnografia experimental , tomando como referência cenas descritivas que permitam seguir o traçado dessa constelação de processos e práticas, mediações e conexões, circuitos e seus territórios. Cada situação/cena social é atravessada por processos transversais nas trilhas muito concretas das diversas formas de conexão ou interconectividade, seja pelas mediações sociotécnicas que compõem o mundo urbano, seja pelas redes sociais que atuam nesse jogo de luz e sombra do mundo social, aí incluindo a economia subterrânea, o tráfico de drogas e o chamado comércio de bens ilícitos. Esses processos vão sendo constelados sob formas variadas em situações e contextos, arenas e cenários sociais. Portanto, são como processos situad.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2006
Cidade e trabalho: mobilidades ocupacionais e seus territorios
Descrição: Bolsista de mestrado e integrante da equipe de pesquisa do projeto. Dá continuidade ao projeto anterior "Cidade, politica e cidadania: um estudo sobre reconfiguracoes urbanas e novas regulacoes socais". Este projeto conta com uma cooperacao franco-brasileira (convenio CNPq-IRD). Coordenacao francesa: Dr. Robert Cabanes Objetivos: Este projeto propõe um estudo sobre as mobilidades ocupacionais vistas pelo ângulo das práticas e seus circuitos, tramas e redes sociais que articulam moradia, trabalho e acessos e espaços da cidade. Assume-se como hipótese de trabalho a forte inscrição territorial dos empregos sob o duplo impacto da reestruturação produtiva e reconfigurações urbanas em curso na metrópole paulista. É essa nova condição da distribuição e oferta dos empregos que coloca a importância de se averiguar práticas, redes sociais e os circuitos que articulam moradia e mercado, família e trabalho, e tentar, nesses circuitos e campos de prática, identificar o modo como operam exclusões, segmentações e novas clivagens sociais. Certamente falar de mobilidade ocupacional supõe tratar de questões em pauta atualmente: o escolhimento dos empregos e o desemprego, a desmontagem das regulações do trabalho e os percursos do trabalho precário, o trabalho incerto e o estreitamento dos horizontes de futuro. Porém, o que importa é colocar em evidências as práticas e as mediações que articulam moradia, trabalho e os espaços da cidade. A mobilidade ocupacional entrecruza-se com as práticas sociais inscritas nos deslocamentos na cidade (a mobilidade cotidiana) e nas formas de moradia, estas trazendo as marcas dos percursos dos deslocamentos nos espaços urbanos (mobilidade habitacional). Mobilidades residenciais e mobilidades cotidianas entre trabalho e moradia expressam recomposições econômicas e espaciais ao mesmo tempo que circunscrevem campos de práticas, e diferentes e desiguais usos da cidade e seus espaços..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2001 - 2003
Cidade, política e cidadania: um estudo sobre as reconfigurações urbanas e novas regulações sociais
Descrição: bolsista de iniciação científica no projeto desenvolvido em cooperacao com o Institut de Recherche pour le Développement - IRD - Convenio CNPq-IRD. Com base em uma pesquisa exploratória, o objetivo é identificar as novas configurações urbanas que vem se desenhando nos últimos anos na convergencia de tres processos conjugados: (i) a reestruturação produtiva e modernização econômica nos circuitos globalizados da economia altera o cenário dos atores, redefine as condições da ação coletiva e os princípios de exclusão e inclusão na cena política, ao mesmo tempo que reconfigura territórios e suas hierarquias no espaço nacional; (ii) a privatização dos serviços urbanos e sua inscrição nos circuitos do capital globalizado altera a produção dos espaços urbanos capturados pela lógica privada e privatizadora de capitais que circulam no mercado global, altera os modos de intervenção política agora reduzidas à regulação dos mercados e não a intervenção no registro de políticas públicas), ao mesmo tempo em que desloca o campo dos conflitos que acompanharam os processos de urbanização e nos quais o próprio sentido de bem público, na sua dimensão de universalidade, igualdade e justiça social, era atualizado nas diversas reivindicações vocalizadas por movimentos sociais diversos; (iii) as múltiplas facetas das atuais reformas de descentralização reconfiguram o jogo dos interesses locais e políticos, acompanhando a própria recomposição territorial dos mercados, institui novos regimes de organização dos poderes públicos e suas competências, ao mesmo tempo em que transforma os níveis locais (municipais) em espaço privilegiado para a constituição de novas formas de gestão das populações , o que desativa o campo político da luta contra as desigualdades e esvazia o sentido político das formas coletivas de participação democrática local pela captura das diversas práticas associativas pela lógica de um pragmatismo gestionário de programas de "combate à pobreza".
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social
2012 - 2012
Periódico: Revista Brasileira de Segurança Pública
2013 - 2013
Periódico: Idéias - Revista do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP
2014 - 2014
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2013 - 2013
Periódico: Civitas: Revista de Ciências Sociais (Impresso)
2016 - 2016
Periódico: Novos Estudos CEBRAP (Impresso)
2015 - 2015
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2015 - 2015
Periódico: Horizontes Antropológicos (UFRGS. Impresso)
2017 - 2017
Periódico: CADERNOS METRÓPOLE
2017 - 2017
Periódico: VIBRANT (FLORIANÓPOLIS)
2017 - 2017
Periódico: Ponto Urbe
2017 - 2017
Periódico: Ponto Urbe
2017 - 2017
Periódico: Educação e Pesquisa (USP. Impresso)
2018 - 2018
Periódico: REVISTA DE ESTUDIOS BRASILEÑOS
2018 - 2018
Periódico: CULTURES ET CONFLITS (REVUE)
2018 - 2018
Periódico: DADOS - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS
2018 - 2018
Periódico: REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS SOCIAIS (IMPRESSO)
2018 - 2018
Periódico: Area Development and Policy


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Urbana.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia dos Mercados.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia da Violência.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
AQUINO, JANIA2018AQUINO, JANIA ; HIRATA, DANIEL . Inserções etnográficas ao universo do crime: algumas considerações sobre pesquisas realizadas no Brasil entre 2000 e 2017. REVISTA BRASILEIRA DE INFORMAÇÃO BIBLIOGRÁFICA EM CIÊNCIAS SOCIAIS - BIB, v. 84, p. 107-147, 2018.

2.
Bruno Vasconcelos Cardoso2017Bruno Vasconcelos Cardoso ; HIRATA, D. . Dispositivos de inscrição e redes de ordenamento público: uma aproximação entre a teoria do ator-rede (ANT) e Foucault. REVISTA SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA, v. 07, p. 79-103, 2017.

3.
HIRATA, D.2017HIRATA, D.; Carolina Christoph Grillo . Sintonia e Amizade entre patrões e donos de morro:perspectivas comparativas entre o comércio varejista de drogas em São Paulo e no Rio de Janeiro. TEMPO SOCIAL (ONLINE), v. 29, p. 75-97, 2017.

4.
MAGALHAES FILHO, J. C.2017MAGALHAES FILHO, J. C. ; HIRATA, DANIEL . Governar pela Critica: o reformismo carcerário em Vigiar e Punir. DILEMAS: REVISTA DE ESTUDOS DE CONFLITO E CONTROLE SOCIAL, v. 02, p. 67-83, 2017.

5.
HIRATA, D.2016HIRATA, D.; Bruno Vasconcelos Cardoso . Coordenação como Tecnologia de Governo. Horizontes Antropológicos (UFRGS. Impresso), v. 22, p. 61, 2016.

6.
HIRATA, DANIEL2016HIRATA, DANIEL. Le commerce ambulant considéré comme un « problème » : circulations entre Rio de Janeiro et São PauloO comercio ambulante considerado como um 'problema': circulações entre Rio de Janeiro e São PauloHawking considered a 'problem': circulations between Rio de Janeiro and São Paulo. Confins (Paris), v. 28, p. 1-20, 2016.

7.
HIRATA, D.2016HIRATA, D.. O proceder de Adalton. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 8, p. 787-796, 2016.

8.
HIRATA, D.2015HIRATA, D.. Segurança Pública nas fronteiras: apontamentos a partir do 'Arco Norte'. Ciência e Cultura, v. 67, p. 30, 2015.

9.
HIRATA, D.2015HIRATA, D.. Gangsta'rap: possibilidades analíticas e tipo social. Antropolítica: Revista Contemporânea de Antropologia, v. 38, p. 61, 2015.

10.
HIRATA, D.2014HIRATA, D.. Street commerce as a 'problem' in the cities of Rio de Janeiro and São Paulo. Vibrant (Florianópolis), v. 11, p. 97, 2014.

11.
HIRATA, D.2014HIRATA, D.. A propos d?un point de vente de drogues : notes ethnographiques. ORDA L´ordinaire des Ameriques, v. 216, p. 116, 2014.

12.
HIRATA, D.2014HIRATA, D.. Commerce ambulant à Rio de Janeiro et à São Paulo : groupes de pouvoir et Instruments de gouvernement contemporains. Bresil(s), v. 6, p. 40, 2014.

13.
HIRATA, D.2012HIRATA, D.. ?Boa Gestão? Urbana e Transporte Coletivo em São Paulo. Áskesis, v. 1, p. 13, 2012.

14.
HIRATA, D.2012HIRATA, D.. Fronteiras Vivas. Contemporânea - Revista de Sociologia da UFSCar, v. 2, p. 273, 2012.

15.
Hirata, Daniel veloso2011 Hirata, Daniel veloso. Produção da Desordem e Gestão da Ordem: notas para uma história recente do transporte clandestino em São Paulo. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 4, p. 441-465, 2011.

16.
Telles, Vera da Silva2010 Telles, Vera da Silva ; Hirata, Daniel veloso . Ilegalismos e jogos de poder em São Paulo. Tempo Social (USP. Impresso), v. 22, p. 39-59, 2010.

17.
Telles, Vera da Silva2007 Telles, Vera da Silva ; HIRATA, D. . Cidade e práticas urbanas: nas fronteiras incertas entre o ilegal, o informal e o ilícito. Estudos Avançados (USP. Impresso), v. 21, p. 173-192, 2007.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
HIRATA, DANIEL. Sobreviver na Adversidade: mercados e formas de vida. 1. ed. São Carlos: Edufscar, 2018. v. 1. 258p .

2.
HIRATA, D.; ALVAREZ, M. (Org.) . 40 anos de Vigiar e Punir: o ronco surdo da batalha. 1. ed. Rio de Janeiro: Revista Dilemas, 2017.

Capítulos de livros publicados
1.
HIRATA, DANIEL. O governo dos ambulantes: mercado e coerção em São Paulo e no Rio de Janeiro. In: MISSE, Michel; ADORNO, Sérgio. (Org.). Mercados ilegais, violência e criminalização. 1ed.São Paulo: Alameda, 2018, v. 1, p. 95-114.

2.
Michel Misse ; ZILLI, L. F. ; HIRATA, D. ; Brígida Renoldi . Gestão de Política de Segurança Pública nas regiões de fronteira: resultados gerais de uma pesquisa. In: Ana Carolina Pareschi; Cíntia Liara Engel; Gustavo Camilo Baptista; Alex Jorge das Neves. (Org.). Pensando a Segurança Pública: investigação criminal e avaliação de políticas de segurança pública. 1ed.Brasília: SENASP, 2016, v. , p. 119-.

3.
HIRATA, D.. Comércio Ambulante no Rio de Janeiro e em São Paulo: grupos de poder e instrumentos contemporâneos de governo. In: Patricia Birman; Márcia Pereira Leite; Carly Machado; Sandra Sá Carneiro. (Org.). Dispositivos Urbanos e Trama dos Viventes. 1ed.Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2015, v. , p. 95-.

4.
HIRATA, D.. The "feirinha da madrugada". In: Mortenbock, Peter; Mooshammer, Helge. (Org.). Informal Market World Atlas: the architecture of economic pressure. 1ed.Rotterdam: NAI010 publishers, 2015, v. 1, p. 226-232.

5.
HIRATA, D.. Sobre um ponto de vendas de drogas. In: Vera Telles e Angelina Peralva. (Org.). Ilegalismos na globalização. 1ed.Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2015, v. , p. 425-440.

6.
HIRATA, D.. Ilegalismo. In: Sérgio de Lima; José Luiz Ratton; Rodrigo Ghiringhelli de Azevedo. (Org.). Crime, Justiça e Polícia no Brasil. 1ed.: , 2014, v. , p. 54-.

7.
HIRATA, D.. O Ponto e a biqueira: notas para a construção de um conceito. In: César Barreira; Jânia Perla de Aquino; Leonardo Damasceno Sá. (Org.). Violência, Ilegalismos e Lugares Morais. 1ed.Campinas: Pontes Editores, 2014, v. , p. 311-.

8.
HIRATA, D.. São Paulo:Cidade securitária e novos mercados. In: Sérgio Veloso; Adriana Erthal Abdenur; Paulo Esteves. (Org.). As Cidades e os BRICS. 1ed.Rio de Janeiro: Editora PUC Rio, 2013, v. , p. 179-196.

9.
HIRATA, D.. O transporte coletivo em São Paulo: contribuição para uma antropologia política do estado. In: Cristian Azais; Gabriel Kessler; Vera Telles. (Org.). Ilegalismos, cidade e política. 1ed.São Paulo: Fino Traço, 2012, v. , p. 229-.

10.
HIRATA, D.. Vida Loka. In: R, Cabanes; I, Georges; C, Risek; V, Telles. (Org.). Saídas de Emergência. 1ed.Sao Paulo: Boitempo Editorial, 2011, v. , p. 189-213.

11.
Telles, Vera da Silva ; HIRATA, D. . Cidade e práticas urbanas: nas fronteiras incertas entre o ilegal, o informal e o ilícito.. In: KOWARICK, Lucio; MARQUES, Eduardo.. (Org.). São Paulo: novos percursos e atores. 1ed.São paulo: Editora 34, 2011, v. , p. 347-375.

12.
Telles, Vera da Silva ; Hirata, Daniel veloso . Pratiques urbaines aux frontières incertaines entre illégal, informel, illicite. In: CABANES, Robert; GEORGES, Isabel. (Org.). São Paulo, debut de siecle: La ville d'en bas. Paris: L'Harmattan, 2009, v. , p. 135-150.

13.
Hirata, Daniel veloso. Les "Racionais" et la Vida Loka. In: CABANES, Robert; GEORGES, Isabel. (Org.). São Paulo, debut de siecle: La ville d'en bas. Paris: L'Harmattan, 2009, v. , p. 167-182.

14.
HIRATA, D.. No Meio de Campo: o que está em jogo no futebol de várzea?. In: Telles, Vera ; Cabanes, Robert. (Org.). Nas Tramas da Cidade: trajetórias urbanas e seus territorios. São Paulo: Associacao Editorial Humanitas, 2006, v. , p. -.

15.
Telles, Vera ; HIRATA, D. ; Magalhães JR, J.C. . Ao lado, o outro Lado: veredas incertas.. In: Telles, Vera ; Cabanes, Robert. (Org.). Nas Tramas da Cidade: trajetorias urbanas e seus territorios. São Paulo: Associação Editorial Humanitas, 2006, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
Carolina Christoph Grillo ; HIRATA, D. . A intervenção dos interesses privados na segurança publica do Rio de Janeiro. Le Monde Diplomatique Brasil, p. 4 - 5, 01 maio 2018.

2.
HIRATA, D.; TELLES, V. S. . A gramática bélica da segurança. Jornal O Estado de São Paulo, São Paulo, p. J5 - J5, 18 nov. 2012.

3.
HIRATA, D.; MARQUES, A. ; FELTRAN, G. ; BIONDI, K. . A quem serve negar o impacto do PCC?. Caros Amigos, 24 ago. 2012.

4.
HIRATA, D.. A Produção das Cidades Securitárias: polícia e política. Le Monde Diplomatique (Brasil), São Paulo, 01 mar. 2012.

5.
Hirata, Daniel veloso; Magalhães JR, J.C. . Os Dois Lados da Raposa Serra do Sol. Brasileiros, São Paulo, p. 88 - 95, 10 jun. 2009.

6.
Telles, Vera da Silva ; Hirata, Daniel veloso . El rostro menudo de la droga. Le Monde Diplomatique Argentina, 01 out. 2007.

7.
Telles, Vera da Silva ; Hirata, Daniel veloso . A Face Miúda da Droga. Le Monde Diplomatique Brasil, São Paulo, 01 set. 2007.

Apresentações de Trabalho
1.
HIRATA, D.. The government of illegalisms in são paulo and rio de janeiro: A comparison of the informal street markets. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
HIRATA, D.. legalismos, cotrole social e mercadorias políticas no Rio de Janeiro e São Paulo: Uma pesquisa comparativa. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
Hirata, Daniel veloso. "Boa Gestão" urbana e ilegalismos popiulares: territorialidades e grupos de poder em São Paulo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
HIRATA, D.; ALVAREZ, M. . 40 anos de Vigiar e Punir: o ronco surdo da batalha 2017 (apresentação a edição especial).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
HIRATA, D.. parecer de assessoria Ad Hoc da FAPESP. 2015.

2.
HIRATA, D.. Parecerista Ad Hoc ?Concurso Brasileiro ANPOCS de Teses e Dissertações Universitárias em Ciências Sociais ? Edição 2015. 2015.

3.
HIRATA, D.. Parecerista Ad Hoc ?Concurso Brasileiro ANPOCS de Teses e Dissertações Universitárias em Ciências Sociais ? Edição 2014?. 2014.


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
Berg, Marcelo ; Magalhães JR, J.C. ; HIRATA, D. ; Cabanes, Robert . Ajuste. 2006. Vídeo.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CAVALCANTI, M.; MOTA, E.; HIRATA, DANIEL. Participação em banca de Ingrid Herdeiro Gomes. Punição e ressocialização: A apresentação da APAC enquanto proposta de humanização da pena dentro do sistema carcerário ordinário. 2018. Dissertação (Mestrado em IESP) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
BARBOSA, A. C. R.; Carolina Christoph Grillo; HIRATA, DANIEL. Participação em banca de Janrryer Mota. Sangue, silêncio e revolta: uma etnografia com mães que perderam seus filhos nas lutas faccionais do crime ou da violência policial. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

3.
HOLANDA, B. B. B.; FONTES, P. R. R.; HIRATA, D.. Participação em banca de Diego Fernandes de Biagi. Amadores, profissionais e varzeanos: os significados das práticas futebolísticas na cidade de São Paulo e os clubes da comunidade. 2017. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

4.
ANgelina Peralva; COSTA, F.; GOLOUTEREKO, N.; HIRATA, DANIEL. Participação em banca de Mats Lucia Bayer. Mega événements sportifs et politiques urbaines. Le conflit de la ville Autódromo et les jeux olympiques de Rio de Janeiro. 2017. Dissertação (Mestrado em Civilisations, cultures sociétés) - Université de Toulouse II - Le Mirail.

5.
MELO, M. P.; MEIRELLES, D. R. S.; HIRATA, D.. Participação em banca de Salomão Silva do Nascimneto Rosa. Integração cultural: a ambiência de vida dos jovens angolanos no complexo da maré. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

6.
FERRAZ, A. L. M. C.; RUI, T.; HIRATA, D.. Participação em banca de Renata Carvalho Rodrigues Souza. Na Maloca: Etnografia sobre pessoas em situação de rua em uma praça na cidade do Rio de Janeiro. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense.

7.
FONTES, P. R. R.; PANDOLFI, D. C.; HIRATA, D.. Participação em banca de Rodrigo Gonçalves Benevenuto. ?Lutas Sociais, Associativismo e Redemocratização na Periferia Noroeste de São Paulo: Jaraguá, 1983-1988?. 2017. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

8.
FERREIRA, V. G.; LYRA, D. A.; HIRATA, D.. Participação em banca de Ionara dos Santos Fernandes. Será que ele veio me pedir desculpas? O olhar de crianças e adolescentes pobres sobre a política de segurança. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

9.
GEORGES, I.; Cibele Saliba RIsek; HIRATA, D.. Participação em banca de Tarcísio Perdigão Araújo Filho. A construção de um controle negociado: o trabalho dos auxiliares de fiscalização da prefeitura de Belo Horizonte. 2016. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de São Carlos.

10.
HIRATA, DANIEL; Cibele Saliba RIsek; FELTRAN, G.. Participação em banca de Gregório Zambon Diniz. A cidade dos homens: etnografia em um salão de cabeleireiro na periferia de São Paulo. 2016. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal de São Carlos.

11.
ALMEIRA, R.; BIONDI, K.; HIRATA, D.. Participação em banca de Liniker Giamari Batista. A grande cidade e a vida no crime: uma etnografia dos mercados do crime em uma periferia de São Paulo. 2015. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

12.
TELLES, V. S.; ARANTES, P. E.; HIRATA, D.. Participação em banca de Juliana Gomes Machado Brito. Copa pra quem?Estado de exceção e resistências em torno da Copa do Mundo FIFA 2014. 2015. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

13.
LAGO, L. C.; SANTOS JUNIOR, O. A.; HIRATA, D.. Participação em banca de Maíra Villas-Bôas Vannuchi. O vendedor ambulante nas cidades-sede da copa do mundo 2014: mecanismos de controle, captura e espoliação. 2015. Dissertação (Mestrado em IPPUR) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

14.
HIRATA, D.. Participação em banca de Augusto Pereira Francisco. Fronteiras estratégicas: o contrabando de cigarros paraguaios no Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

15.
HIRATA, D.. Participação em banca de Rosa cavalcanti Ribas Vieira. Itinerâncias e governo: a mobilidade haitiana no Brasil. 2014. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

16.
HIRATA, D.. Participação em banca de Maíra Villas-Bôas Vannuchi. A organização política dos trabalhadores ambulantes e a oposição entre os paradigmas associativo e empreendedor. 2014. Dissertação (Mestrado em IPPUR) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
HIRATA, D.. Participação em banca de Tamires Meria Alves. A idiosincrasia da escolha punitiva: o hiperencarceramento brasileiro sob a perspectiva do abolicionismo penal. 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal Fluminense.

2.
FELTRAN, G.; Cibele Saliba RIsek; SILVERIO, V. R.; BAIRD, A.; HIRATA, DANIEL. Participação em banca de William Andrés Alvarez. Gangues na Periferia: Cultura do Terror e Violencia no caribe Colombiano. 2018. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de São Carlos.

3.
CARDOSO, A.; LEITE, M. S. P.; CAVALCANTI, M.; RABOSSI, F.; HIRATA, DANIEL. Participação em banca de Daniel Soares Rumbelsperger. A configuração da informalidade nas margens do Estado: um estudo sobre a trajetória de comerciantes em favelas "pacificadas". 2018. Tese (Doutorado em Instituto de Estudos Sociais e Políticos) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

4.
BEATO FILHO, C. C.; HIRATA, D.; RIBEIRO, L. M. L.; SAPORI, L. F.; FELTRAN, G.. Participação em banca de Vinicius Assis Couto. Entre Armas e urnas: processos de estruturação e inserção política de organizações criminosas, as milícias como um estudo de caso. 2017. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
OLIVEIRA, A. C.; SILVA, L. A. M.; CAVALCANTI, M.; VIANNA, A.; HIRATA, D.. Participação em banca de Rachel Barros de Oliveira. Urbanização e pacificação em Manguinhos: um olhar etnográfico sobre a sociabilidade e ações de governo. 2016. Tese (Doutorado em Instituto de Estudos Sociais e Políticos) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

6.
SILVA, L. A. M.; LEITE, M. S. P.; TOMMASI, M. L.; TELLES, V. S.; HIRATA, D.. Participação em banca de Thiago Oliveira Lima Matiolli. O que o complexo do Alemão nos conta sobre as cidades: poder e conhecimento no Rio de Janeiro no início dos anos 80. 2016. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

7.
HIRATA, D.; MIRANDA, N.; FERREIRA, V. G.; MICHELS, I. L.; MONTIBELER, E. E.. Participação em banca de Thatiana de Andrade Figueira. No meio da Lavoura tinha uma pedra: estudo sobre os trabalhadores volantes na lavoura de café e o consumo de crackavoura de café e o consumo de crack. 2016. Tese (Doutorado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

8.
FELGUEIRAS, C. L. T.; OLIVEIRA, V. L.; BUHLER, E.; FELTRAN, G.; HIRATA, D.. Participação em banca de Diorival da Costa dos Santos. No coração da selva: atentados à condição humana na fronteira franco-brasileira. 2015. Tese (Doutorado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

9.
HIRATA, D.; RIBEIRO JUNIOR, H.; FAGUNDES, P. E.; VARGAS, J.; Michel Misse. Participação em banca de Marco Aurélio Borges da Costa. Vítimas que choram: empreendedorismo violento e acumulação social da violência no Espírito Santo. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

10.
HIRATA, D.. Participação em banca de Cristina de Amorim Maranhão Gomes da SIlva. Imagens da Guerra: Brasil, Palestina e Portugal. 2013. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
RABOSSI, F.; Bruno Vasconcelos Cardoso; HIRATA, D.. Participação em banca de Pedro Augusto Perreira Francisco. O futuro das fronteiras: o mercado de drones no Brasil. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
MELO, M. P.; VELOSO, L. H. M.; BERNER, V. O. B.; HIRATA, DANIEL. Participação em banca de Carolina Genovez Parreira. A inserção politica dos imigrantes na cidade do Rio de Janeiro e de São Paulo. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

3.
HIRATA, D.; CARDOSO, A.; SILVA, L. A. M.. Participação em banca de Thiago Brandão Peres. Pode o pobre empreender? Empreendedorismo e informalidade no Brasil. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Instituto de Estudos Sociais e Políticos) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

4.
MIRANDA, N.; PAES, V. G. F.; HIRATA, D.. Participação em banca de Thatiana de Andrade Figueira. No meio da Lavoura tinha uma pedra: estudo sobre os trabalhadores volantes na lavoura de café e o consumo de crack. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

5.
HIRATA, D.. Participação em banca de Cristina Maranhão. Imagens da Guerra: Brasil, Palestina e Portugal. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
BARBOSA, A. C. R.; Carolina Christoph Grillo; HIRATA, D.. Participação em banca de Janrryer Mota Santos. Coração de mãe: uma etnografia sobre o tráfico de drogas em Itabuna - BA. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

2.
HIRATA, D.. Participação em banca de Giuliana Monteiro da Silva. Corrupção e moralidade publica nos anos 1950. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense.

3.
HIRATA, D.; HOLANDA, B. B.; FONTES, P. R. R.. Participação em banca de Diego Fernandes de Biagi. "Entre o trabalho e o lazer: uma análise etnográfica de práticas futebolísticas na cidade de São Paulo". 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

4.
HIRATA, D.; FERREIRA, V. G.; LYRA, D. A.. Participação em banca de Ionara dos Santos Fernandes. "Será que ele me veio pedir desculpas?" o olhar de crianças e adolescentes pobres sobre as estratégias de segurança publica no Rio de janeiro. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense.

5.
HIRATA, DANIEL; FONTES, P. R. R.; PANDOLFI, D. C.. Participação em banca de Rodrigo Golçalves Benevenuto. Do quebra quebra à quebrada: lutas sociais, violência e cultura na periferia oeste de São Paulo (1983-1996). 2016. Exame de qualificação (Mestrando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

6.
HIRATA, D.; RABOSSI, F.; PIRES, L.. Participação em banca de Moane Carvalho de Brito Moreira. Quem pode ser um empreendedor: a gestão pública de construção de novos sujeitos jurídicos e econômicos. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

7.
HIRATA, D.. Participação em banca de Thais Nascimento Cordeiro. À margem da linha do rio, sentei e chorei. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

8.
HIRATA, D.. Participação em banca de Liniker Giamari Batista. A grande cidade e a vida no crime: uma etnografia dos mercados do crime em uma periferia de São Paulo. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia Social) - Universidade Estadual de Campinas.

9.
HIRATA, D.. Participação em banca de Thiago Oliveira Lima Matiolli. A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E A TERRITORIALIZAÇÃO DO ESTADO NO COMPLEXO DO ALEMÃO (RJ). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

10.
HIRATA, D.. Participação em banca de Pedro Augusto Pereira Francisco. Transpondo Fronteiras: uma análise da relação entre Estado, empresas e vendedores no contrabando de cigarros no Brasil. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de pós-graduação em sociologia e antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

11.
RABOSSI, F.; BARBOSA, A.; HIRATA, D.. Participação em banca de Ana Lídia de Oliveira Aguiar. Na Informalidade: Relações de Alteridade e Identidade na Rua 25 de Março. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em CIÊNCIAS SOCIAIS) - Universidade Federal de São Paulo.

12.
HIRATA, D.. Participação em banca de Bruna Augusta Mattos Ramachiotti. De justiceiro a traficante: as tramas de uma transformação vista a partir de Paraisópolis,. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia) - Universidade de São Paulo.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
HIRATA, D.; SILVA, E.; PIMENTA, I. L.. Participação em banca de Solano Scarpa Cardoso. O Papel da mídia na ocupação do Complexo do Alemão. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Políticas Públicas de Justiça Criminal e Segurança) - Universidade Federal Fluminense.

2.
HIRATA, D.; SILVA, E.; PIMENTA, I. L.. Participação em banca de Charles Rodrigues. "Sumiu na poeira" ou como aparecem os desaparecidos: mídia, política e produção de verdades sobre pessoas desaparecidas no estado do Rio de JaneiroSumiu na poeira" ou como aparecem os desaparecidos: mídia, política e produção de verdades sobre pessoas desaparecidas no estado do Rio de Janeiro. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Políticas Públicas de Justiça Criminal e Segurança) - Universidade Federal Fluminense.

3.
HIRATA, D.; SILVA, E.; PIMENTA, I. L.. Participação em banca de Michelle sa Silva Rosa. Lei Seca: Uma análise do comportamento social no trânsito. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Políticas Públicas de Justiça Criminal e Segurança) - Universidade Federal Fluminense.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
VILLELA, J. L. M.; Hirata, Daniel veloso. Participação em banca de Renan Martins.Levantando os Feridos e Salvando os Fracos : a disciplina e o funcionamento de uma comunidade terapêutica evangélica... 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Antropologia) - Universidade Federal de São Carlos.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
HIRATA, D.. Banca de seleção para Tutores. 2014. Universidade Federal Fluminense.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Contrôle des frontières et policing des populations en Guyane.LES ILLÉGALISMES TRANSFRONTALIERS : ACTEURS ET TENDANCES CONTEMPORAINES. 2018. (Seminário).

2.
IV Oficina de Estudos Urbanos.Panorama Rio de Janeiro-São Paulo (2016-2017). 2018. (Oficina).

3.
REBRAC.O comércio ambulante como ?problema?: circulações entre São Paulo e o Rio de Janeiro. 2018. (Encontro).

4.
41 Encontro anual da ANPOCS.América Latina: tensões e práticas. 2017. (Encontro).

5.
5o ciclo de estudos: metrópoles, politicas publicas e tecnologias de governo: a centralidade das periferias brasileiras.Dinâmicas das periferias e a (re) produção das metrópole(s): um olhar a partir de São Paulo. 2017. (Simpósio).

6.
La investigacíon de mercados ilegales, violência y redes criminales en Argentina.Experiencias de campo: investigación de mercados ilegales, violencia y intervenciones policiais a nivel local. Herramientas metodologícas. 2017. (Seminário).

7.
La investigacion de mercados ilegales, violencia y redes criminales en la Argentina.Ejércitos contra mercados: la "guerra" contra las economias ilegales en Colômbia, México, Brasil y Argentina. 2017. (Seminário).

8.
lançamento do relatório do Fórum Grita Baixada.Um Brasil dentro do Brasil pede socorro. 2017. (Outra).

9.
Mondialisations discrètes: bilan comparé Maghreb, Brésil, Europe.regárdes croisés Brésil, Algérie, Tunisie. 2017. (Seminário).

10.
Passagens de fronteiras e cidades seguras.Desafios contemporâneos do controle dos mercados transnacionais de drogas. 2017. (Seminário).

11.
Seminário internacional mobilidades conteporâneas: práticas e politicas de mobilidade na América Latina.Mercados, circuitos e fronteiras nas periferias e sertões. 2017. (Seminário).

12.
30a Reunião Brasileira de Antropologia. Participação no SE 03. Violência Urbana e Cidades: resistências, pacificação e mercado. 2016. (Congresso).

13.
Entre lo legal y lo ilegal.movimientos y mercados populares. 2016. (Simpósio).

14.
Entre lo legal y lo Ilegal.Crimen y configuraciones de orden. 2016. (Simpósio).

15.
Inquietudes Urbanas-a periferia no centro.Cidades, Segregação e Violência. 2016. (Outra).

16.
Lançamento da revista movimentos_ mesa redonda Violência.Violência. 2016. (Outra).

17.
Seminário Conflitos na Cidade e Políticas de Gestão.Conflito e gestão na cidade. 2016. (Seminário).

18.
seminario del proyecto de Ciencia Basica CONACYT "Migración , violencia e inseguridad en el noroeste de México y sur de Texas".Pacas de a Libra. Control territorial del coercion de ropa usada en la frontera de Texas y más acá. 2016. (Seminário).

19.
Seminário Pontos, linhas e nós.Conflito, cidade e política: o Estado e suas margens em tempos de crise. 2016. (Seminário).

20.
Seminário Sociologia e Pesquisa: apresentação dos professores do PPGS-UFF.Legalismos e ilegalismos em São Paulo e no Rio de Janeiro. 2016. (Seminário).

21.
V Seminário Internacional Violência e conflitos sociais: criminalização, control e e punição.Trânsitos internacionais, circulações e ilegalismos. 2016. (Simpósio).

22.
39o encontro anual da ANPOCS.Passagens e controle de fluxos transfronteiriços de drogas e de imigração: uma nova agenda de pesquisas. 2015. (Encontro).

23.
67 reunião da SBPC. Dossier deslocamentos sociais. 2015. (Congresso).

24.
Seguridad transfronteriza en Estados emergentes: Colômbia y México en perspectiva comparada.Ciudades y Fronteras en Brasil. 2015. (Seminário).

25.
Seminário gênero e territórios: cidades e (algumas) fronteiras.Circulações entre cidades e fronteiras. 2015. (Seminário).

26.
Workshop Gênero e territórios: cidades e (algumas) fronteiras.Cidades e fronteiras. 2015. (Outra).

27.
29 RBA - diálogos antropológicos, expandindo fronteiras. Deslocamentos, desigualdades e violência de Estado. 2014. (Congresso).

28.
29 RBA - diálogos antropológicos, expandindo fronteiras.fronteiras, fluxos e lugares nas sociedades contemporâneas. 2014. (Simpósio).

29.
38 encontro anual da Anpocs.Crime e metamorfoses da construção da ordem nas prisões. 2014. (Encontro).

30.
66a. Reunião Anual da SBPC - Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.. Segurança Pública nas fronteiras. 2014. (Congresso).

31.
II Oficina de Estudos Urbanos.Cidade, Estado e Mercado. 2014. (Oficina).

32.
1o Simposio de Segurança Pública na fronteira de SC.Pesquisa Segurança pública nas fronteiras. 2013. (Simpósio).

33.
I Oficina de Estudos Urbanos.Cidade e Trabalho. 2013. (Oficina).

34.
IX Encontro Técnico da ENAFRON.Pesquisa segurança pública nas fronteiras. 2013. (Encontro).

35.
XXXI International Congress of the Latin American Studies Association ? Toward a new social contract?. ?formas de inserção e posição ocupadas por jovens entre o informal, o ilegal e o ilícito?. 2013. (Congresso).

36.
28a Reunião Brasileira de Antropologia. O comércio ambulante em São Paulo e no Rio de Janeiro: dispositivos de controle sócio-urbanísticos. 2012. (Congresso).

37.
28ª Reunião Brasileira de Antropologia. Abordagens etnográficas de mercados informais, ilegalismos, comércios ilegais e práticas de controle. 2012. (Congresso).

38.
2nd ISA Forum of Sociology 2012:Social justice and democratization. The government of illegalisms in são paulo and rio de janeiro: A comparison of the informal street markets. 2012. (Congresso).

39.
ANPOCS.Territorialidades do tráfico de drogas em São Paulo. 2012. (Encontro).

40.
ANPOCS.Coordenador do GT "Violência e Justiça" no 1o encontro de iniciação científica da ANPOCS. 2012. (Encontro).

41.
Encontros com a Sociologia e Antropologia.Gestão da Ordem e Produção de mercados: o comércio ambulante e suas formas de governo no Rio de Janeiro e São Paulo. 2012. (Encontro).

42.
Gestão dos ilegalismos no Brasil Contemporâneo.A Produção das Cidades Securitárias: polícia e política e mercados. 2012. (Seminário).

43.
VI Encontro do Fórum Brasileiro de Segurança Publica - Segurança Publica e Desenvolvimento: Reformas institucionais, Grandes eventos e e Direitos Humanos. O Impacto do PCC fora das prisões. 2012. (Congresso).

44.
X Semana de Ciências Sociais.A cidade no Brasil: observações sobre a formação humana nos espaços urbanos brasileiros. 2012. (Encontro).

45.
?Entre le licite et l?illicite. Migrations, travail, marchés?..Dynamiques de régulation et formes de territorialisation du commerce détalliste de drogues à São Paulo. 2011. (Seminário).

46.
Colóquio Dispositivos Urbanos e Trama dos Viventes: Ordens e Resistências.Entre o legal e o ilegal: práticas e discursos sobre o urbano. 2011. (Outra).

47.
Curso de Pós Graduação em Globalização e Cultura Integrada à Antropologia - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.Ilegalismos e Jogos de Poder em São Paulo. 2011. (Outra).

48.
III Seminário de Integração "Cidade: legalismos e ilegalismos".Cidade: legalismos e ilegalismos. 2011. (Seminário).

49.
III Seminário Internacional Violência e Conflitos Sociais: ilegalismos e lugares morais.etnografias urbanas: lugares, redes e conflitos.. 2011. (Seminário).

50.
XI Reunião de Antropolia do Mercosul: Culturas, Encontros, Desigualdades. "Boa Gestão" urbana e ilegalismos popiulares: territorialidades e grupos de poder em São Paulo. 2011. (Congresso).

51.
II Seminário do Programa de Pós Graduação em Sociologia Sociedade & Subjetividade: desafio sociógicos na contenporaneidade.Mesa Redonda Pobreza, Violência e Subjetividade. 2010. (Seminário).

52.
Seminário Ilegalismos, Cidade e Política..Os Perueiros e a cidade: ilegalismos em São Paulo. 2010. (Seminário).

53.
Seminário Violência, Crime e Cidade.O PCC e os debates. 2009. (Seminário).

54.
Journées des Doctorants du CERS.Illegalismes a São Paulo. 2008. (Seminário).

55.
Pays du Nord, Pays du Sud. Mobilités migratoires, circulation de richesses et nouvelles frontières entre le licite et l?illicte.Le transport clandestin a São Paulo. 2008. (Seminário).

56.
Séminaire de recherche du CERS.Le PCC et les "debat" Résultats préliminaires d?une enquête de terrain a São Paulo. 2008. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MISSE, D. ; HIRATA, D. . Passagens de fronteiras e cidades seguras. 2017. (Outro).

2.
TOMMASI, M. L. ; HIRATA, D. . III Oficina de estudos Urbanos. 2015. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Mariana dos Santos Vianna. A PRODUÇÃO E A GESTÃO DA INFORMAÇÃO PELA CENTRAL DISQUE-DENÚNCIA. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. (Orientador).

2.
Thuane Elize batista. CONTROLE DA CRIMINALIDADE E O PAPEL DA POLÍCIA MILITAR: a redução dos índices de homicídios no Estado do Espírito Santo e a correlação com a sensação de segurança sentida por uma comunidade.. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

3.
Marcela Regina Oliveira de Miranda. A vida no Rio de Janeiro: uma análise das zonas componentes da cidade como procriadoras da exclusão e desigualdade social. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

4.
Rajnia de Vito Nunes Rodrigues. Terror e tráfico na baixada fluminense. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

5.
Leonardo Brama. Segurança Publica e baixada fluminense configuração do domínio de grupos criminosos armados e a percepção dos moradores dos bairros Jardim Primavera e Saracuruna. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Roberta Canheo. produção e gestão da população LGBT presa na cidade do Rio de janeiro. Início: 2018. Tese (Doutorado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

2.
Clarissa Cunha Felix Agra Figueiredo. A esfinge do sistema penal. Início: 2017. Tese (Doutorado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Carolina Christoph Grillo. Início: 2018. Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Iniciação científica
1.
Fernanda de Gobbi. Crime e ocupação em uma favela paulista: uma etnografia. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Renato Coelho Dirk. ?Treinamento e Capacitação Técnica no âmbito do Núcleo de Pesquisas em Economia e Cultura?. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade Federal Fluminense. Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Clarissa Cunha Felix Agra Figueiredo. Olhar insurgente sobre o sistema prisional: estudo empírico sobre emprisionamento e raça. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Daniel Veloso Hirata.

2.
Roberta Olivato Canheo. ?Puxa pro Evaristo?: produção e gestão da população LGBT presa na cidade do Rio de janeiro. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense, . Orientador: Daniel Veloso Hirata.

3.
Clara Gomes Polycarpo Péres. Afinal quem são os inimigos urbanos? Uma análise das representações sociais das camadas médias urbanas da Zona sul da cidade do Rio de Janeiro e as atuais políticas públicas de segurança.. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Daniel Veloso Hirata.

4.
Laura Talho Ribeiro. Centro de Operações Rio: construção de narrativas sobre o espaço urbano e novas configurações de gestão de fluxos. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Direito) - Universidade Federal Fluminense, . Orientador: Daniel Veloso Hirata.

5.
Jéssica Lôro. Entre os muros da cidade: condomínios e segregação socioespacial na Barra da Tijuca. 2016. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal Fluminense, . Orientador: Daniel Veloso Hirata.

6.
Maíra Souza e Silva Acioli. Informalidade, gestão e mercado:reflexões a partir dos mototáxis e da Unidade de Polícia Pacificadora da Rocinha. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa de pós-graduação em sociologia e antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Coorientador: Daniel Veloso Hirata.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Gustavo Affonso Marinho. Redes de proteção e a operacionalização e exploração de maquinas de caça-níqueis no Rio de Janeiro. 2018. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense. Orientador: Daniel Veloso Hirata.

2.
Clara Gomes Polycarpo Péres. Afinal quem são os inimigos urbanos? Uma análise das representações sociais das camadas médias urbanas da Zona sul da cidade do Rio de Janeiro e as atuais políticas públicas de segurança. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense. Orientador: Daniel Veloso Hirata.

Iniciação científica
1.
Layla Alvarenga Brito. Comércio ambulante no Rio de Janeiro e suas circulações. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Daniel Veloso Hirata.

2.
Clara Gomes Polycarpo Péres. ?Quem são os inimigos urbanos? Uma analise das representações sociais das camadas médias urbanas da zona Sul do Rio de Janeiro e as atuais politicas publicas de segurança?. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Daniel Veloso Hirata.

3.
Bernardo Ferreira Tavares. ?O governo dos ambulantes na cidade do Rio de Janeiro e suas circulações?. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal Fluminense, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Daniel Veloso Hirata.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/12/2018 às 6:33:43