Marcelo Santos Rodrigues

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7685802492506664
  • Última atualização do currículo em 09/10/2018


Graduação em Licenciatura e Bacharelado em História pela Universidade Católica do Salvador - UCSal (1994), Bahia. Mestre em História Social pela Universidade Federal da Bahia - UFBa (2001). Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo - USP (2009), São Paulo. Pós-doutorado em História Social pela Universidade Federal da Bahia - UFBa (2017). Professor Adjunto da Fundação Universidade Federal do Tocantins - UFT, desde 2003. Ministra as disciplinas de História da América Colonial, História da América Independente, História do Brasil Imperial, História e suas Fontes Digitais. Pesquisador e estudioso da História Comparativa e da Longa Duração na América; do uso de fontes documentais manuscritas; de jornais do século XIX; Desenvolvendo e orientando pesquisas relacionadas a Guerra do Paraguai, a Memória e Formação dos Estados Nacionais na América do Sul do século XIX; temas relacionados as Comemorações e ao Esquecimentos; da História Militar, da História e sua relação com o Sertão, da História Indígena e da atuação Dominicana no Brasil. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marcelo Santos Rodrigues
Nome em citações bibliográficas
RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Universidade Federal do Tocantins, Curso de História.
Quadra 706 Sul Alameda 21
Plano Diretor Sul
77022402 - Palmas, TO - Brasil
Telefone: (63) 33630505
URL da Homepage: www.uft.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2005 - 2009
Doutorado em História Social.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Guerra do Paraguai: Os Caminhos da Memória entre a Comemoração e o Esquecimento, Ano de obtenção: 2009.
Orientador: Horacio Gutierrez.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Guerra do Paraguai; Comemorações; Esquecimento; Ressentimentos.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
1999 - 2001
Mestrado em História.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: Os Involuntários da Pátria na Guerra do Paraguai (1864-1870): A Participação da Bahia no Conflito,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Dra. Lina Maria de Brandão Aras.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1990 - 1994
Graduação em História.
Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.


Pós-doutorado


2017 - 2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil Império.


Formação Complementar


2000 - 2000
Iconografia del Arte Colonial Peruano. (Carga horária: 10h).
Universitat Jaume I, UJI, Espanha.
2000 - 2000
História del Arte Cinematográfico. (Carga horária: 16h).
Universitat Jaume I, UJI, Espanha.
2000 - 2000
Historia de América Contemporánea. (Carga horária: 16h).
Universitat Jaume I, UJI, Espanha.
2000 - 2000
Actividades empresariales en el siglo XIX mexicano. (Carga horária: 10h).
Universitat Jaume I, UJI, Espanha.
2000 - 2000
Independencia de America. (Carga horária: 82h).
Universidad Jaume I de Castellon, UJC, Espanha.
2000 - 2000
Sociedad y trabajo en Mexico en siglo XIX. (Carga horária: 10h).
Universitat Jaume I, UJI, Espanha.


Atuação Profissional



Faculdade de Ciências e Tecnologia, FTC, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: ensino, Carga horária: 40

Atividades

02/2003 - 05/2003
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
sociologia aplicada à administração em Marketing
sociologia aplicada à administração Geral

Universidade Católica do Salvador, UCSAL, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1995
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20


Fundação Universidade Federal do Tocantins, UFT, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

05/2009 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Universidade Federal do TO - Campus de Porto Nacional, .

Cargo ou função
COAD - Comissão de Operacionalização de Avaliação Docente.
05/2003 - Atual
Ensino, Historia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Contemporânea
História da América I
História da América II
História e suas Fontes
05/2009 - 03/2010
Direção e administração, Fundação Universidade Federal do TO - Campus de Porto Nacional, .

Cargo ou função
Coordenação de Curso de História.
05/2009 - 03/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Federal do Tocantins, .

Cargo ou função
CONSEPE - Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão.
05/2009 - 03/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Universidade Federal do TO - Campus de Porto Nacional, .

Cargo ou função
Conselho Diretor do Campus de Porto Nacional.
05/2009 - 03/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Federal do Tocantins, .

Cargo ou função
Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação.
05/2009 - 03/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Universidade Federal do Tocantins - Campus de Porto Nacional, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão de Reformulação do Projeto Pedagogico do Curso.
02/2006 - 11/2006
Ensino, História da África, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Relações Raciais Escravidão e Cultura
09/2004 - 08/2006
Ensino, História Social, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
História da Escravidão no Brasil II
03/2004 - 03/2005
Extensão universitária .

Atividade de extensão realizada
Implantação do Programa de Consórcio de Segurança Alimentar - CONSAD na região do Bico do Papagaio.
07/2004 - 08/2004
Treinamentos ministrados .

Treinamentos ministrados
Capacitação do programa FOME ZERO
03/1995 - 11/2002
Ensino,

Disciplinas ministradas
Ensino Médio

Faculdades Jorge Amado, FJA, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: ensino, Carga horária: 40

Atividades

02/2003 - 05/2003
Ensino, Normal Superior, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Marcos das Ciências e das Artes II


Projetos de pesquisa


2013 - Atual
Civilização e Catequese: Dominicanos na América Meridional Brasileira
Descrição: Em 1881 a Ordem Dominicana chegou ao Brasil. O caminho seguido pelos irmãos da ordem dstinaram-se a cidade de Uberaba, em Minas Gerais, partindo nos anos seguintes para a Provincia de Goias e Pará. Esse projeto tem como objetivo apresentar a ação dos religiosos que juntos com o governo das provincias e depois dos estados contribuiram para a integração do interior do Brasil ao projeto nacional de delimitações de suas fronteiras e civilização de sua população indigena e sertaneja entre os anos de 1881 e 1830..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Marcelo Santos Rodrigues - Coordenador.
2013 - Atual
Frei Gil Villanova: Catequese e Civilização nos sertões do Brasil (1886-1905)
Descrição: O projeto Frei Gil Villanova: Catequese e Civilização nos Sertões do Brasil *1886-1905) tem a finalidade de discutir a ação evangelizadora da Ordem Dominicana entre os rios Tocantins e Araguaia, numa região assinalada por conflitos entre sertanejos e indígenas nos naos finais da Monarquia e iniciais da República. Iniciamos a investigação com a cgehada dos missionarios da ordem dos Pregadores a cidade de Porto Nacional, Goias (1886) percorrendo os passos e ações do Frei Gil Villanova até sua morte (1905). A pesquisa se insere na conjuntura politica da implantação da republica em Goias, marcado por um contexto de disputas entre missionários dominicanos, capuchinhos, protestantes, sertanejos e coronéis, pelo direito de atuar entre índios e integra-los a civilização em uma região marcada por agitações politicas, pela resistência e acomodação indígena e mediação missionaria na região. Em 1886, chegava a cidade de Porto Nacional, quatro irmãos dominicanos para organizar o estabelecimento da Casa de Missão. Na ocasião Frei Gil Villanova tomava posse do governo na qualidade de vigário para executar o programa traçado pelo seu superior: a conservação da vida regular da comunidade; a administração da paroquia de Porto Nacional; o ministério nas circunvizinhanças; a construção da Igreja e do Convento e o estabelecimento de uma catequese junto aos índios do Norte de Goias. Entretanto a dinâmica politica e social levou o Frei dominicano para a região fronteiriça entre as províncias de Goias e Pará, onde na segunda, as margens do rio Araguaia, fundou a cidade de Conceição do Araguaia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marcelo Santos Rodrigues - Coordenador.
2012 - Atual
A provincia do Araguaia: História, Território e Natureza num novo projeto de uma nova divisão administrativa do Brasil, na segunda metade do século XIX
Descrição: A província do Araguaia: história, território e natureza no projeto de uma nova divisão administrativa do Império do Brasil (1873) O relatório do ministério do império, de 12 de maio de 1870, apresentado as Câmaras dos Deputados e do Senado, tratou da criação de novos centros administrativos no Brasil. Em 8 de maio de 1872, essa temática foi novamente discutida pelo governo que chamou a atenção do corpo legislativo para a divisão de algumas províncias, apresentando ainda um projeto de alteração dos limites das províncias. Num novo projeto para a divisão administrativa do Brasil, elaborado em 1873, entre as novas províncias figurava, como nos projetos anteriores, a do Araguaia. Essa pesquisa tem o objetivo de investigar os debates em torno dessa ideia, proposta pelo senador Cruz Machado, defendido e combatido pela província de Goiás, e assinalando no discurso sobre a ocupação do interior do Império nos moldes propostos pelo governo norte-americano que empreendeu sua politica de interiorização a partir da chamada ?corrida para o Oeste?. Os jornais que circulavam na capital do Império e nas províncias, principalmente daquelas que incluíam seus territórios na divisão também permitirão compreender como o assunto foi representado pela imprensa. Finalmente, a última divisão territorial formaria a província do Araguaia que compreenderia a parte norte da província de Goiás desde o município da Natividade, o vale do Paranaguá da província do Piauí, as comarcas da província do Maranhão situadas nas margens do rio Tocantins, e parte da província do Pará, entre os rios Tocantins e Araguaia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2013
Dicionário Brasileiro da Guerra do Paraguai
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marcelo Santos Rodrigues - Coordenador.
2005 - 2009
Os Usos da Guerra do Paraguai nas décadas finais do Império Brasileiro
Descrição: Em 01 de março de 1870 a Guerra do Paraguai estava terminada. Para conter o inimigo em suas fronteiras, o Brasil precisou mobilizar o Exército, a Guarda Nacional e criar corpos de Voluntários da Pátria. Durante cinco anos o cenário político e social se modificou e, raro era a família que não teve um filho, irmão, pai, esposo, parente ou amigo lutado no Paraguai. Terminada a campanha as tropas regressaram para o Brasil. Controvérsias entre o governo de D. Pedro II, a imprensa liberal e parlamentares da câmara e do senado, em relação à recepção das tropas no Brasil, provocaram acalorados debates. Tratava-se da disputa entre comemorar e esquecer. Nessa tese percorremos os caminhos da memória da Guerra do Paraguai e para isso transitamos pelas ruas embandeiradas da Corte e das capitais das províncias para narrar os festejos populares e oficiais na recepção dos servidores da pátria recebidos com regozijo, lágrimas, flores e poesias pela população que rendia homenagens aos filhos defensores da honra nacional. No dia 10 de julho de 1870, o governo de D. Pedro II realizou no Rio de Janeiro a festa oficial, a ?festa do barracão?, para comemorar a vitória do Brasil e lembrar os mortos e assim encerrar um capítulo da história pátria que tantas vidas deixaram no solo Paraguaio. Assistimos do alto da tribuna parlamentar a disputa pela memória da guerra de onde Caxias e o Conde D´Eu protagonizaram essa disputa. Transitamos pelas ruas de Niterói, Salvador, Recife e São Paulo e do Desterro, onde soldados doentes e mutilados, egressos dos campos paraguaios, mendigavam, provocavam desordens públicas e davam-se em espetáculos. Nas províncias encontramos as viúvas e órfãos que em súplicas ao rei pediam o pão pela perda do arrimo de família. Nas secretarias do governo, nas salas dos presidentes de províncias e nas redações de importantes jornais, era grande o volume de ofícios e petições requerendo o pagamento de indenização ao governo. Veteranos da campanha reivindicavam soldos atrasad.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1995 - 1995
SENAI: 50 anos de História
Descrição: Pesquisa em Comemoração aos 50 anos do SENAI na Bahia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2014 - 2016
PET INDIGENA CONECTANDO CONHECIMENTOS
Descrição: O PET: Conectando Conhecimentos promove atividades didático-pedagógicas voltadas ao acompanhamento e a melhoria do rendimento acadêmico dos estudantes indígenas universitários. De caráter interdisciplinar, pretende capacitar estudantes indígenas e alunos não-índios e orientá-los no sentido de assegurar a melhoria do rendimento escolar. Nesse sentido nosso objetivo é estimular a leitura e a produção de textos, de maneira que os alunos indígenas e não indígenas, que compõem o grupo PET: Conectando Conhecimentos desenvolvam, ampliem e aprimorem a capacidade de interpretação de textos, de expressão oral e de escrita acadêmica. Igualmente aprender a escrever textos adequados às aos contextos em que serão lidos e utilizados. O grupo PET: Conectando Conhecimentos realizará a pesquisa em jornais digitalizados e/ou online previamente definidos, selecionando artigos pertinentes à temática da cultura indígena. Está proposta considera que a fonte jornalística se caracteriza em geral de textos curtos, concisos e linguagem acessível. O método de pesquisa em jornais via internet parte da palavra-chave: ?cultura indígena?. Esta entrada permite acessar informações diversas que, uma vez selecionadas, promovam discussões sobre a economia (desenvolvimento sustentável), a dimensão simbólica da cultura indígena (cosmovisão), as demarcações e conflitos em torno das terras indígenas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (15) .
Integrantes: Marcelo Santos Rodrigues - Coordenador.


Outros Projetos


2009 - Atual
Representações sobre as independências Latino-Americanas nos jornais brasileiros do século XIX e XX
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Marcelo Santos Rodrigues - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal do Tocantins - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende BemLê Razoavelmente, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2004
Diretor da ANPUH TO, ANPUH.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1RODRIGUES, MARCELO SANTOS2015RODRIGUES, MARCELO SANTOS. Repercussões sobre o fim da Guerra do Paraguai, na Argentina, no Uruguai e no Brasil. Dialogos (Maringa), v. 19, p. 1065-1084, 2015.

2.
4RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS2015RODRIGUES, M. S.; ERTZOGUE, Marina Haizenreder . O lugar mais selvagem é a floresta: colonialismo e ambientalismo na formação do território do Tocantins. Brujula, v. 10, p. 1-19, 2015.

3.
3RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS2014RODRIGUES, M. S.. Em busca de um lugar na história: Viúvas, órfãos e mutilados vitimas da Guerra do Paraguai. Estudios Históricos (Rivera), v. VI, p. 1-16, 2014.

4.
2RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS2014RODRIGUES, M. S.. Os Esquecidos da Guerra do Paraguai (1865-1875). Historiae, v. 5, p. 164-183, 2014.

5.
5RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS2006RODRIGUES, M. S.; ERTZOGUE, Marina Haizenreder . A Liberdade em Vermelho: os lanceiros negros na ficção histórica de Tabajara ruas em Netto perde sua alma. Fragmentos de Cultura (Goiânia), v. 16, p. 779-792, 2006.

6.
6RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS2004RODRIGUES, M. S.. Mulheres Sertanejas na Guerra do Paraguai. Revista Eletrônica da ANPHLAC, v. 1, p. 1-12, 2004.

7.
7RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS2004RODRIGUES, M. S.. Mulheres Sertanejas na Guerra do Paraguaí. Fragmentos de Cultura (Goiânia), v. 14, p. 1087-1098, 2004.

Capítulos de livros publicados
1.
RODRIGUES, M. S.. Participação de jovens e crianças na guerra do Paraguai (1864-1870). In: Eliseu Riscaroli. (Org.). Epistemologia da infância. 595ed.curitiba: Appris editora, 2017, v. 1, p. 95-118.

2.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. A ameaça do regresso ao cativeiro e a Guerra do Paraguai. In: SQUINELO, Ana Paula. (Org.). 150 anos após ? a Guerra do Paraguai: entreolhares do Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai. 1ed.Campo Grande-MS: Ed. UFMS, 2016, v. 1, p. 1-30.

3.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. A festa do barracão: festejos oficiais pelo fim da Guerra do Paraguai (1870). In: Fernando da Silva Rodrigues & Fernando Velôzo Gomes Pedrosa. (Org.). Uma Tragédia Americana. 1ed.rio de janeiro: prisma, 2015, v. 1, p. 405-432.

4.
RODRIGUES, M. S.. Representações sobre o indigena no Correio Official de Goiás do século XIX. In: Berenice Aires; Denise de Barros Capuzzo. (Org.). Formação Extracurricular na Graduação: Ensino, Pesquisa e Extensão desenvolvidos pelo Programa de Educação Tutorial (PET). 1ed.Palmas: EDUFT, 2014, v. 1, p. 37-51.

5.
RODRIGUES, M. S.. Ana Justina Ferreira Nery e a Guerra do Paraguai (1865-1870). In: Eliseu Riscaroli. (Org.). Cruzando Fronteiras: Leituras em Gênero, Literatura e Educação. 1ed.Curitiba: Appris, 2012, v. 1, p. 69-82.

6.
RODRIGUES, M. S.. O rio Araguaia: igarités, barcos e vapores.. In: Juciene Ricarte Apolinário. (Org.). Paisagens Híbridas: fontes e escrituras da História. 1ed.João Pessoa: EDUEPB, 2011, v. , p. 367-386.

7.
RODRIGUES, M. S.. La Muerte en las narrativas médicas en la guerra de la Triple Alianza (1865-1870).. In: RODRIGUEZ, David; HERRERA, Limbergh. (Org.). Imagen de la Muerte. Lima: Universidad Nacional Mayo de San Marcos/ Editorial Linea Andinar, 2007, v. , p. 133-144.

8.
RODRIGUES, M. S.. De que vale este hábito de Cristo: os heróis que o Império esqueceu. In: Ertzogue, Marina Haizenreder & Parente, Temis Gomes. (Org.). História e sensibilidades.. Brasilia - DF: Paralelo 15, 2006, v. , p. 239-344.

9.
RODRIGUES, M. S.. Tropas e Negros na Guerra do Paraguai. In: Pires, A.L C S e Oliviera, R.. (Org.). Sociabilidades negras: comunidades remanescentes< escravidâo e cultura. 1ed.Belo Horizonte: Editora Daliana Ltda., 2006, v. , p. 116-138.

10.
RODRIGUES, M. S.. El espetáculo de la muerte en la Bahia del siglo XIX. In: Nanda Leonardini; David Rodriguez; Virgilio Freddy Cabanillas. (Org.). Imagen de la muerte. 1ed.Lima: Oficina de Archivo Central-Secretaria General - UNMSM, 2004, v. , p. 215-222.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
RODRIGUES, M. S.. Guerra em vez de cativeiro. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, p. 86 - 87, 10 maio 2012.

2.
RODRIGUES, M. S.. Mutilados e famintos: Baianos na Guerra do Paraguai. Jornal a Tarde, Salvador, p. 5 - 5, 20 out. 2001.

3.
RODRIGUES, M. S.. Involuntários da Pátria. Correio da Bahia, Bahia, p. 5 - 5, 22 out. 2000.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
RODRIGUES, M. S.. As comemorações pelo fim da Guerra do Paraguai na Argentina e no Brasil (1869-1870). In: ANPHLAC, 2014, Niteroi. XI Encontro Internacional da ANPHLAC, 2014. v. 1. p. 59-60.

2.
RODRIGUES, M. S.. Prisioneiros de Guerra na Campanha do Paraguai (1864-1870). In: X Encontro Internacional da ANphlac, 2012, São Paulo. Anais Eletronico do X Encontro Internacional da ANPHLAC. são paulo, 2012. v. 1. p. 1-7.

3.
RODRIGUES, M. S.; NUNES, E. G. . ELABORAÇÃO DE VERBETES PARA CONSTITUIÇÃO DO DICIONÁRIO BRASILEIRO DA GUERRA DO PARAGUAI. In: VI Simposio Nacional de História Cultural - Escritas da História: Ver - Sentir - Narrar, 2012, Teresina. http://gthistoriacultural.com.br/VIsimposio/anais/Eliane%20Gomes%20Nunes%20&%20Marcelo%20Santos%20Rodrigues.pdf. Teresina, 2012. v. 1. p. 1-6.

4.
RODRIGUES, M. S.. Quando Caxias Foi Esquecido e o Conde D?Eu Comemorado: As comemorações em torno da Guerra do Paraguai ? 1870.. In: XXVI Simpósio Nacional de História ? ANPUH, 2011, São Paulo. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História ? ANPUH, 2011. v. 1. p. 1-17.

5.
RODRIGUES, M. S.. As comemorasções pelo fim da Guerra do Paraguai no Brasil em 1870. In: ANPHLAC Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas a, 2010, Goiania. IX Encontro Internacional da ANPHLAC, 2010.

6.
RODRIGUES, M. S.. As Comemorações pelo fim da Guerra do Paraguai na Argentina e no Brasil. In: IX Encontro Internacional da ANPHLAC, 2010, Goiania. IX Encontro Internacional da ANPHLAC, 2010. p. 49-49.

7.
RODRIGUES, M. S.. Entre o esquecer e o lembrar o debate em torno das comemorações pelo termino da guerra da Triplice Aliança no Brasil. In: V Simposio Internacional Estados Americanos, 2010, Passo Fundo. V Simposio Internacional Estados Americanos. Passo Fundo, 2010. v. 1.

8.
RODRIGUES, M. S.. As comemorações pelo fim da guerra no Brasil em 1870. In: X encontro internacional da anphlac, 2010, goiania. Anais do 9 encontro internacional da anphlac, 2010. v. 1. p. 1-15.

9.
RODRIGUES, M. S.. La Muerte en las narrativas médicas en la guerra de la Triple Alianza (1865-1870). In: Segundo Congreso Latinoamericano de Ciencias Sociales y Humanidades, 2006, Yucatan. Anais do Segundo Congreso Latinoamericano de Ciencias Sociales y Humanidades, 2006. v. 1.

10.
RODRIGUES, M. S.. Médicos No Campo De Batalha: o corpo de saúde e a Guerra do Paraguaí. In: II Congresso de História da Medicina da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo- resumos, 2006, São Paulo. II Congresso de História da Medicina da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo- resumos. São Paulo.

11.
RODRIGUES, M. S.. A imagem da Morte na Guerra do Paraguaí. In: III Simpósio Nacional de História Cultural, 2006, Florianópolis. Anais do III Simpósio Nacional de História Cultural: Mundos da Imagem do texto ao visual, 2006.

12.
RODRIGUES, M. S.. Os Iválidos da Pátria. In: XXIII Encontro Nacional da ANPUH - História Guerra e Paz, 2005, Londrina. Cadernos de Resumo do Encontro Nacional da XXIII ANPUH, 2005. v. 1. p. 313-314.

13.
RODRIGUES, M. S.. Mulheres Sertanejas na Guerra do Paraguai. In: VI Encontro da ANPHLAC, 2004, Maringa. VI Encontro da ANPHLAC - Resumos. Maringá, 2004. v. 1. p. 1-12.

14.
RODRIGUES, M. S.. O Silêncio e o Invisível: indagações sobre uma questão sensível - a presença do negro no Bico do Papagaio - TO. In: III Seminário Fontes Históricas, 2004, Palmas. Anais do III Seminário Fontes Históricas. Palmas - TO, 2004.

15.
RODRIGUES, M. S.. Os Involuntários da Pátria. In: I Encontro de História Brasil Paraguai, 2002, Salvador. I Encontro de História Brasil Paraguai. Salvador: Instituto Geografico e Histórico da Bahia, 2001. p. 229-257.

16.
RODRIGUES, M. S.. Guerra do Paraguai e Festa em Barra do Rio Grande. In: IV Encontro da Associação Nacional dos Pesquisadores Latino América e Caribenha, 2000, Salvador. IV Encontro da Associação Nacional dos Pesquisadores Latino América e Caribenha, 2000.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
RODRIGUES, M. S.. A morte na Guerra do Paraguai (1864-1870). In: XXVII Simposio Nacional de Historia, 2013, Natal. Anais do XXVII Simpósio Nacional de História, 2013. v. XXVII. p. 693.

2.
RODRIGUES, M. S.. Comemorar e esquecer: os Voluntários da Pátria na Guerra do Paraguai. In: II Congresso Sul-Americano de História, 2005, Passo Fundo. Caderno de Resumos do II Congresso Sul-Americano de História. Passo Fundo: EDUPF, 2005. v. 1. p. 160-161.

3.
RODRIGUES, M. S.. As batalhas nas ruas: a Guerra do Paraguai e os usos da memória. In: II Simpósio Internacional de História - Cultura e Identidade, 2005, Goiânia. Cadernos de Resumo do II Simpósio Internacional de História. Goiânia: ed UCG, 2005. p. 86-87.

4.
RODRIGUES, M. S.. Sobre o Escudo Espartano: mães, viúvas e órfãos - uma história dos ressentimentos na Guerra do Paraguai. In: 2º Simpósio Nacional de História Cultural, 2004, Rio de Janeiro. 2º Simpósio Nacional de História Cultural - Resumos. Rio de Janeiro, 2004. v. 1. p. 78-78.

5.
RODRIGUES, M. S.. Barra, Guerra e Festa. In: I Simpósio Internacional de História: Cultura e Identidades, 2003, Goiânia. I Simpósio Internacional de História: Cultura e Identidades. Goiânia, 2003. p. 237-238.

6.
RODRIGUES, M. S.. Escravos e Libertos vão à Guerra. In: Primeiro Encontro Regional de História, 2002, Ilhéus. Livro de Resumo, 2002. v. 1. p. 09-238.

7.
RODRIGUES, M. S.. Ana Nery: Uma baiana na Guerra do Paraguai. In: V Simpósio Baiano de Pesquisadores Sobre Mulher e Relação de Gênero, 2000, Salvador. V Simpósio Baiano de Pesquisadores Sobre Mulher e Relação de Gênero, 2000.

8.
RODRIGUES, M. S.. A literatura na Guerra do Paraguai. In: II Seminário de Pesquisa da FFCH, 1999, Salvador. II Seminário de Pesquisa da FFCH - Caderno de Resumo, 1999.

Apresentações de Trabalho
1.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. Memórias de prisioneiros da Guerra do Paraguai (1864-1924). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. PRISIONEIROS DA GUERRA DO PARAGUAI (1864-1923). 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. prisioneiros de guerra do Paraguai. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. O Local e o Regional na perspectiva Latino-Americana. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
RODRIGUES, M. S.. Comemorar ou Esquecer? História, Memória e Esquecimento na Guerra do Paraguai. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
RODRIGUES, M. S.. As Comemorações pelo fim da guerra do Paraguai na Argentina e no Brasil (1869-1870). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
RODRIGUES, M. S.. A Festa nas ruas: O fim da guerra do Paraguai e a recepção das tropas no Rio de Janeiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
RODRIGUES, M. S.. Entre comemoração e esquecimento: Che Guevara, Fidel Castro e a memória da Revolução. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
RODRIGUES, M. S.. Os medicos no campo de batalha: a medicina na Guerra do Paraguaí. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
RODRIGUES, M. S.. La muerte en las narrativas médicas en la guerra de la Triple Alianza (1864-1870). 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
RODRIGUES, M. S.. A Bahia na Guerra do Paraguai. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
RODRIGUES, M. S.. Mulheres e Histórias Nacionais. 2004. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

13.
RODRIGUES, M. S.. Sobre o escudo espartano: mães, viúvas e órfãos - uma história de ressentimentos na Guerra do Paraguai. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
RODRIGUES, M. S.. Relações Interpessoais. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
RODRIGUES, M. S.. O Silêncio e o Invisível: Identificando reminiscências de Quilombos no Tocantins. 2003. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
RODRIGUES, M. S.. Os Involuntários da Pátria. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
RODRIGUES, M. S.. La Independencia del Brasil en La Historia de America. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
RODRIGUES, M. S.. Guerra do Paraguai e América Latina. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
RODRIGUES, M. S.. Guerra do Paraguai e festa em Barra do Rio Grande. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
RODRIGUES, M. S.. A Literatura na Guerra do Paraguai. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
RODRIGUES, M. S.. Machado de Assis e a Guerra do Paraguai. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
RODRIGUES, M. S.. A Guerra do Paraguai e os Involuntários da Pátria. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
RODRIGUES, M. S.. A Guerra do Paraguai. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
RODRIGUES, M. S.. Ana Nery: uma baiana na Guerra do Paraguai. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
RODRIGUES, M. S.. A Bahia e a Guerra do Paraguai. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
RODRIGUES, M. S.. CONSAD ´Bico do Papagaio - Consórcios de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Local na Região do Bico do Papagaio. 2004.

2.
RODRIGUES, M. S.. Educação Indígena: Formação do professor e a prática pedagógica na comunidade de São José e Mariazinha. 2002.

3.
RODRIGUES, M. S.. O espaço da oralidade na aula de língua materna: uma análise da atuação de professores em formação e sem formação nas escolas estaduais de Tocantinópolis. 2002.


Demais tipos de produção técnica
1.
RODRIGUES, M. S.. Fontes Digitais e a Pesquisa em Ciencias Humanas. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
RODRIGUES, M. S.. História e suas fontes digitais: conhecendo os arquivos e fontes históricas. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
RODRIGUES, M. S.. CONSAD Bico do Papagaio. 2004. (Coordenação do CONSAD Bico do Papagaio - TO).

4.
RODRIGUES, M. S.. Capacitação Programa FOME ZERO. 2003. .

Demais trabalhos
1.
RODRIGUES, M. S.. Consórcios de Segurança Alimetar e Desenvolvimento Local da Região do Bico do Papagaio - TO. 2004 (Coordenação de Projeto) .

2.
RODRIGUES, M. S.. A independência do Brasil na História da América. 2000 (Conferencia) .

3.
RODRIGUES, M. S.. Guerra do Paraguai e América Latina. 2000 (Palestra) .

4.
RODRIGUES, M. S.. A Bahia e a Guerra do Paraguai. 1999 (Palestra) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
GARCIA, A. S.; REIS, R.; SALES, D. L. N.; RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Natalicia da Encarnação Batista. Mulheres na Arena: A participação de mulheres na construção do estádio Arena Fonte Nova. 2015. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Urbano) - Instituto de Pesquisas Aplicadas da UNIFACS.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Iony Alves dos Santos. A cultura da Violência no cotidiano escravista: resignificando processos criminais em Arraias. 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em História) - Universidade Luterana Brasileira.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Mauro Sergio Lima Oliveira.A História em fontes judiciais. O incendio da fazenda do "morro" na região do alto vale do rio Tocantins (1905). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins.

2.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Núbia Firmino de Sousa.A importância do ensino de historia nos anos iniciais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins.

3.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Joevá das Merces Vicente.Educação e trabalho na sociedade capitalista. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins.

4.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Meire Vânia Ferreira Araújo Guimarães.Resistencia camponesa à ditadura civil e militar no município de Porto Nacional na década de 1970. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins.

5.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Maria Francisca Gomes de Sousa.A ditadura e a reforma agrária no norte goiano: os posseiros da fazenda São João de Porto Nacional. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins.

6.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Osvaldo Ribeiro Souza Neto.Alcazar: a irreverencia do teatro lirico francês como espaço de sociabilidade masculina no Rio de Janeiro imperial. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

7.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Neyrihone Alves Medrado.Vida material, economia de mercado e autoconsumo: conceitos de Fernand Broudel aplicados à feira de Porto Nacional. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

8.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Lucas Demarchi Munhoz.As representações dos festejos do Divino na literatura de viagem do século XIX. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

9.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Ivanilson Batista Nogueira.O tropeiro nos caminhos do interior do Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

10.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Aldenor Rodrigues Filho.Repressão à Imprensa nos anos de Chumbo. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

11.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Angela Maria Campos.O Poder Público e a Educação na Comunidade Kalunga. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

12.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Lucineide Pereira dos Santos.Setores Populares e Politica: As cartas-testamento de Eva Perón e Getúlio Vargas (1952-1954). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

13.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Alexsandra Gonçalves de Araújo Guimarães.Tradições Rupestres, Estudos e Anaises Comparativas na Região de Babaçulandia e Filadélfia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

14.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de José Augusto Ribas Miranda.Vassalos Amotinados no Arraial de São José do Tocatins - 1736. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

15.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Walace Monteiro Parente.O olhar social sobre a constituição de 1988. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

16.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Renata Gomes Teixeira.Inquisição - Poder e Politica em nome de Deus. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

17.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Sebastiana Tavares de Morais.Negras que ensinam: professoras negras no ensino médio de Porto Nacional. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

18.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Miguel de Sousa Barreto.O sentido social da Guerra de Canudos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

19.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Elizabeth Boullos.O modelo de organização social e a escola Rotary clubes de feira de Santana. 2003. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Administração) - Faculdade de Ciências e Tecnologia.

20.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Hilcias Mizael Desvars Araújo.A formação do professor indígena: um estudo da aldeia São José em Tocantinópolis. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

21.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Irakiles Pinheiro de Sousa.A violência no contexto escolar: onde vão parar nossos jovens e crianças. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

22.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Jairene Bandeira Gomes de Oliveira.Orientação sexual: a necessidade de abordar a questão na primeira fase do ensino fundamental. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.

23.
RODRIGUES, M. S.. Participação em banca de Georgiana Gomes da Silva.A História da Escola Estadual Pio XII e o perfil docente de 1963 a 1970. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
RODRIGUES, M. S.. Banca Examinadora em Concurso Público da UFT para professor em História do Brasil Império. 2010. Fundação Universidade Federal do Tocantins.

2.
RODRIGUES, M. S.. Banca Examinadora em Concurso Público da UFT para Professor Assistente em História da América. 2004. Fundação Universidade Federal do Tocantins.

3.
RODRIGUES, M. S.. Banca Examinadora em Concurso Público da UFT para Professor Assistente em História Medieval. 2004. Fundação Universidade Federal do Tocantins.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II SNHM Simpósio Nacional de História Militar.Prisioneiros da Guerra do Paraguai ( 1864-1923). 2017. (Simpósio).

2.
Forum Permanente 1/sem 2016.O índio nos periódicos do século XIX. 2016. (Outra).

3.
II Encontro entre os Grupos do Programa de Educação Totorial (InterPET).Apresentação de Relatório de Atividades desenvolvidas no PET Indígena Conectando Conhecimentos de Porto Nacional. 2016. (Encontro).

4.
IV Forum Permanente.O Local e o Regional na perspectiva latino=Americana. 2016. (Outra).

5.
XXVI Simpósio Nacional História.Quando Caxias foi esquecido e o conde D´Eu comemorado: As comemorações em torno da Guerra do Paraguai - 1870. 2011. (Simpósio).

6.
Semana Acadêmica de História de Porto Nacional.Entre Comemoração e esquecimento: Che Guevara, Fidel Castro e a Memória da Revolução. 2009. (Seminário).

7.
I Colóquio de História Militar: "Arquivos Militares e a Produção do Conhecimento Histórico". 2008. (Outra).

8.
II Congresso Paulista de História da Medicina. A medicina na Guerra do Paraguai. 2006. (Congresso).

9.
Segundo Congreso Latinoamericano de Ciencias Sociales y Humanidades. La muerte en las narrativas médicas en la guerra de la Triple Alinaza (1864-1870). 2006. (Congresso).

10.
II Congresso Sul-Americano de História. II Congresso Sul-Americano de História. 2005. (Congresso).

11.
XXIII Encontro Nacional da ANPUH - História Guerra e Paz.XXIII Encontro Nacional da ANPUH - História Guerra e Paz. 2005. (Encontro).

12.
2º Simpósio de História Cultural.2º Simpósio Nacional de História Cultural. 2004. (Simpósio).

13.
I Encontro do NEAB-TO.A lenda do Pai Inácio e do Principe Obá - Palestra. 2004. (Encontro).

14.
III Seminário Fontes Históricas.O Silêncio e o invisível - indagações sobre uma questão sensível: a presença de negros no Bico do Papagaio. 2004. (Seminário).

15.
Primer Congreso Latinoamericano de Ciencias Sociales y Humanidades. Primer Congreso Latinoamericano de Ciencias Sociales y Humanidades. 2004. (Congresso).

16.
VI Encontro da ANPHLAC.Mulheres e Histórias Nacionais. 2004. (Encontro).

17.
VI Encontro da ANPLHAC.Mulheres Sertanejas na Guerra do Paraguai. 2004. (Encontro).

18.
2a Capacitação das Entidades Implementadoras Regionais. 2003. (Encontro).

19.
I Simpósio de Educação e Cultura.A Lenda do Pai Inácio: a história do negro no Brasil. 2003. (Simpósio).

20.
I Simpósio Internacional de História: Cultura e Identidades.Barra, Guerra e Festa. 2003. (Simpósio).

21.
I Simpósio Povos Indígenas - Desafios e Perspectivas. 2003. (Seminário).

22.
I Encontro de História Brasil - Paraguai.Os Involuntários da Pátria. 2001. (Encontro).

23.
V Congresso de História da Bahia. V Congresso de História da Bahia. 2001. (Congresso).

24.
Actividades empresariales en el siglo XIX mexicano. 2000. (Outra).

25.
Actividades empresariales en siglo XIX. 2000. (Seminário).

26.
clase en la asignatura História del Arte Cinemaatográfico. 2000. (Outra).

27.
classe de la asignatura Historia de América Contemporanea. 2000. (Outra).

28.
Iconografia del Arte Peruano. 2000. (Seminário).

29.
IV Encontro da ANPHLAC.Guerra do Paraguai e festa em Barra do Rio Grande. 2000. (Encontro).

30.
Seminário Formação Étnico-Cultural da Sociedade Brasileira. 2000. (Seminário).

31.
Seminário História e Historiadores. 2000. (Seminário).

32.
Sociedad y trabajo en México en el siglo XIX. 2000. (Seminário).

33.
Formação Étnica - Cultural da Sociedade Brasileira. 1999. (Seminário).

34.
II Seminário de Pesquisa da FFCH.A literatura na Guerra do Paraguai. 1999. (Seminário).

35.
Seminário de História da América.Machado de Assis e a Guerra do Paraguai. 1999. (Seminário).

36.
Seminário Historiografia de Regiões Brasileiras. 1999. (Seminário).

37.
V Seminário Escravidão e Resistência Escrava. 1999. (Seminário).

38.
V Simpósio Baiano de Pesquisadores sobre Mulher e Relação de Gênero.Ana Nery: uma baiana na Guerra do Paraguay. 1999. (Simpósio).

39.
V Simpósio Baiano de Pesquisadores sobre Mulher e Relações de Gênero.Ana Nery: Uma baiana na Guerra do Paraguai. 1999. (Simpósio).

40.
IV Seminário Escravidão e Resistência Escrava. 1998. (Seminário).

41.
Seminário Comemorativo do Segundo Centenário da sedição de 1798 na Bahia. 1998. (Seminário).

42.
Seminário História e Historiografia das Mulheres. 1998. (Seminário).

43.
III Seminário Escravidão e Resistência Escrava. 1997. (Seminário).

44.
I Seminário de História Oral da Bahia. 1996. (Seminário).

45.
As denominações de 1798. 1995. (Seminário).

46.
Filosofia e Ciência Diante dos Novos Paradgmas no Século XXI. 1994. (Seminário).

47.
História Oral. 1994. (Seminário).

48.
III Seminário de Filosofia, Ciência, Técnica e Sociedade. 1994. (Seminário).

49.
III Seminário Internacional de História e Computação. 1994. (Seminário).

50.
Religião e Sociedade. 1994. (Seminário).

51.
Seminário 150 anos de pensamento de Nietzsche. 1994. (Seminário).

52.
Cultura e a Nova Ordem Mundial. 1993. (Encontro).

53.
Hebermas: Teoria da Ação Comunicativa. 1993. (Encontro).

54.
Wittgeenstin: Jogos da Linguagem. 1993. (Encontro).

55.
A Europa chega às Américas. 1992. (Seminário).

56.
História da América nos livros didáticos. 1992. (Encontro).

57.
Seminário 200 anos da morte de Tiradentes. 1992. (Seminário).

58.
Seminário de Pesquisa Histórica. 1992. (Seminário).

59.
História Cultural: Cotidiano; Cultura Popular. 1991. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. membro da Comissão Científica do V SEHPOLIS. 2017. (Congresso).

2.
RODRIGUES, M. S.. VI Semana de Educação e II Seminário de Pesquisa. 2002. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Bruna Thamires Santos. LEVANTAMENTO DE FONTES DE JORNAIS PARA O ESTUDO DA PRESENÇA DOS DOMININCANOS NO NORTE DE GOIAS (1881-1897). Início: 2013. Iniciação científica (Graduando em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Marlon Ladeia Caetano. LEVANTAMENTO DE FONTES DE JORNAIS PARA O ESTUDO DA PRESENÇA DOS DOMININCANOS NO NORTE DE GOIAS (1881-1897). Início: 2013. Iniciação científica (Graduando em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Luiz Antônio Costa de Carvalho. O crime da viúva...Criminalidade, história e gênero.. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em história) - Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Luciano Ribeiro Louzeiro. A Guerra do Paraguai: a contribuição da Província de Goiás na Logistica do Exército Brasileiro. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

2.
Oneide Belém Ribeiro. O Jacumã: uma voz popular no norte de Goiás. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

3.
Ibsem Carlos Medrado Cardozo. Uma Possível História do Jazz Portuense (1940-1960). 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

4.
André Luiz Lima da Silva. As viagens de Sarmiento ao Brasil: os registros da imprensa brasileira em 1868 e suas impressões sobre o império.. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em história) - Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

5.
Ivanilson Batista Nogueira. O tropeiro nos caminhos do interior do Brasil. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

6.
Maria Merces Ribeiro Lopes. O Trafico Interno de Escravos no Brasil (1854-1879). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

7.
Felipe Gustavo Oliveira Cavalcante. A Rememoração da Guerrilha do Araguia na Folha de São Paulo. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

8.
Antonio Mendes Dias. O Andarilho e a Estrada. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

9.
Vanderlei Dias Sotero Apinayé. A História da Escola Mãtyk. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

10.
Maria José Silva Araújo. Educação Sexual na Escola versus Mídia. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

Iniciação científica
1.
Marlon Ladeia Caetano. Levantamento de Fontes de Jornais para a presença dos Dominicanos no Norte de Goias (1881- 1897). 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal do Tocantins, Fundação Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

2.
Bruna Thamires Santos. Levantamento de Fontes de Jornais para a presença dos Dominicanos no Norte de Goias (1881- 1897). 2014. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

3.
Thasley Westanyslau Alves Pereira. Levantamento de Fontes para o Dicionário Brasileiro da Guerra do Paraguai. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

4.
Eliane Gomes Nunes. Levantamento de Fontes para o Dicionário Brasileiro da Guerra do Paraguai. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em história) - Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

5.
Thasley Westanyslau Alves Pereira. Dicionario Brasileiro da Guerra do Paraguai. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

6.
Brenno Gannis Chaves Alvim. Dicionario Brasileiro da Guerra do Paraguai. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins, Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

7.
Maria Aparecida Pires Ribeiro. Dicionario Brasileiro da Guerra do Paraguai. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

8.
Eliane Gomes Nunes. Dicionario Brasileiro da Guerra do Paraguai. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Historia) - Fundação Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

9.
Breno Gannis Chaves Alvim. Levantamento de Fontes para o Dicionario Brasileiro da Guerra do Paraguai. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em História) - Universidade Federal do Tocantins, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.

Orientações de outra natureza
1.
josimar de Souza Cruz. A saída de Caxias da Guerra do Paraguai e a sua repercussão no jornal Opinião Liberal ( 1869-1870). 2014. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal do Tocantins. Orientador: Marcelo Santos Rodrigues.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
2RODRIGUES, M. S.;RODRIGUES, MARCELO SANTOS2014RODRIGUES, M. S.. Os Esquecidos da Guerra do Paraguai (1865-1875). Historiae, v. 5, p. 164-183, 2014.


Livros e capítulos
1.
RODRIGUES, M. S.. Ana Justina Ferreira Nery e a Guerra do Paraguai (1865-1870). In: Eliseu Riscaroli. (Org.). Cruzando Fronteiras: Leituras em Gênero, Literatura e Educação. 1ed.Curitiba: Appris, 2012, v. 1, p. 69-82.

2.
RODRIGUES, M. S.. Participação de jovens e crianças na guerra do Paraguai (1864-1870). In: Eliseu Riscaroli. (Org.). Epistemologia da infância. 595ed.curitiba: Appris editora, 2017, v. 1, p. 95-118.


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
RODRIGUES, MARCELO SANTOS. membro da Comissão Científica do V SEHPOLIS. 2017. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/11/2018 às 19:28:53