Erick Calheiros de Lima

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3109241300359127
  • Última atualização do currículo em 01/08/2018


possui graduação (1998), mestrado (2002), doutorado (2006) e pós-doutorado (2008) em Filosofia pela UNICAMP e pela Universidade de Chicago, tendo realizado, como mestrando e doutorando, estágios de pesquisa em universidades e institutos na Alemanha. Foi professor adjunto da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pesquisador colaborador da UNICAMP. ATUALMENTE É PROFESSOR ADJUNTO IV (DE) no DEPARTAMENTO de FILOSOFIA DA UNIVERSIDADE de BRASÍLIA (UnB). O trabalho de pesquisa enfatiza interfaces entre a filosofia social e a teoria das ciências humanas. O projeto em andamento gira em torno da retomada de elementos da teoria hegeliana da eticidade (1802-1821) em contextos contemporâneos de discussão, em especial no pensamento de Jürgen Habermas e Axel Honneth. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Ética, Filosofia Política, Filosofia do Direito e História da Filosofia moderna e contemporânea. Principais interesses: antecedentes e legado da filosofia kantiana; relação entre Kant e o contratualismo, especialmente Hobbes e Rousseau; aspectos epistemológicos e ético-políticos do debate alemão pós-kantiano; filosofia teórica e prática de J. G. Fichte; evolução do projeto hegeliano; eticidade e direito em Hegel e a crítica ao contratualismo; Hegel e as teorias contemporâneas da justiça; intersubjetividade em um registro ?pós-metafísico?; questões acerca da Tradição Dialética (Platão, Hegel, Marx e Adorno); pragmatismo, epistemologia e linguagem; reformulação do paradigma crítico de racionalidade no pensamento pós-hegeliano. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Erick Calheiros de Lima
Nome em citações bibliográficas
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Departamento de Filosofia.
Departamento de Filsofia - Universidade de Brasília - ICC Ala Norte - Campus Universitário Darcy Ribeiro
Asa Norte
70910900 - Brasília, DF - Brasil - Caixa-postal: 04661
Telefone: (061) 31076623
Fax: (061) 32733810
URL da Homepage: http://www.unb.br/ih/fil/


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2006
Doutorado em Filosofia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Direito e Intersubjetividade: Eticidade em Hegel e o Conceito Fichteano de Reconhecimento, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: Prof. Dr. Marcos Lutz Müller.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Eticidade; Filosofia do Direito; G.W.F Hegel; J. G. Fichte; Intersubjetividade; Reconhecimento.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética / Especialidade: Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Social.
2002 interrompida
Doutorado interrompido em 2004 em Filosofia e Teoria Política.
Ludwig-Maximilians-Universität München, LMU, Alemanha.
Título: Hegels Lehre von der modernen Sittlichkeit als Aufhebung der Fichteschen Trennung von Moral und Recht,
Orientador: prof. Dr. Henning Ottmann.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Ano de interrupção: 2004
Palavras-chave: Eticidade; Filosofia do Direito; G.W.F Hegel; Filosofia Política; Idealismo alemão; J. G. Fichte.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética / Especialidade: Filosofia Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Metafísica.
1999 - 2002
Mestrado em Filosofia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Moral, Direito e Passagem entre Ser e Dever-Ser: desdobramentos políticos da filosofia crítica,Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: Prof. Dr. Marcos Lutz Müller.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Filosofia do Direito; Filosofia Política; Idealismo Transcendental; Immanuel Kant; Ética Deontológica; Jusracionalismo contratualista.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética / Especialidade: Direito Natural.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética / Especialidade: Filosofia Política.
1994 - 1998
Graduação em Filosofia.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Liberdade e Sistema: estudos sobre a fundamentação da moral e a terceira Crítica.
Orientador: Prof. Dr. Marcos Lutz Müller.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Pós-doutorado


2016 - 2017
Pós-Doutorado.
University of Chicago, UChicago, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética / Especialidade: Filosofia Política.
2007 - 2008
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Formação Complementar


2004 - 2004
DaF: wissenschaftliches Schreiben (CNPq). (Carga horária: 50h).
Ludwig-Maximilians-Universität München, LMU, Alemanha.
2003 - 2004
Extensão universitária em Philosophie und politische Theorie (CNPq). (Carga horária: 150h).
Ludwig-Maximilians-Universität München, LMU, Alemanha.
2003 - 2003
DSH-Vorbereitungskurs (DAAD). (Carga horária: 160h).
Goethe-Institut Mannheim, G.I, Alemanha.
2002 - 2003
Mittelstufe III (DAAD). (Carga horária: 160h).
Goethe-Institut Mannheim, G.I, Alemanha.
2002 - 2002
Extensão universitária em Estágio de Pesquisa de Doutorado (FAPESP).
Bayerische Akademie der Wissenschaften, BAW, Alemanha.
2001 - 2001
Extensão universitária em Estágio de Pesquisa de Mestrado (FAEPEX/UNICAMP).
Universität zu Köln, UK, Alemanha.
2000 - 2001
Deutschlandkundlicher Winterkurs (DAAD). (Carga horária: 180h).
Universitat Essen-Gesamthochschule, U.E.G., Alemanha.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto II, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

5/2017 - Atual
Direção e administração, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
Chefe de Departamento.
3/2017 - Atual
Ensino, Abi - Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia Contemporânea
Epistemologia das Ciências Humanas e Sociais
03/2014 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Epistemologia e Introdução à História da Filosofia
09/2012 - Atual
Direção e administração, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
Coordenador de Graduação.
04/2012 - Atual
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
FILOSOFIA MODERNA
FILOSOFIA POLÍTICA
01/2009 - Atual
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Dialética
Filosofia da Linguagem
Introdução à Filosofia
Tópicos Especiais de Filosofia da Linguagem
04/2013 - 12/2013
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da Filosofia Contemporânea e Filosofia Social e Política
Dialética e Introdução à Filosofia
08/2012 - 03/2013
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teorias Contemporâneas do Conhecimento
10/2011 - 12/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
PRESIDENTE DA COMISSÃO DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O INGRESSO NO MESTRADO ACADÊMICO PPG-FIL-UnB.
08/2011 - 12/2011
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO E CIENTÍFICO
FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA
DIALÉTICA
08/2011 - 12/2011
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
TEORIAS CLÁSSICAS DO CONHECIMENTO
04/2011 - 07/2011
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO E CIENTÍFICO
INTRODUÇÃO À HISTÓRIA DA FILOSOFIA
FILOSOFIA MODERNA
10/2010 - 12/2010
Conselhos, Comissões e Consultoria, Departamento de Filosofia, .

Cargo ou função
MEMBRO DA COMISSÃO DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O INGRESSO NO MESTRADO ACADÊMICO PPG-FIL-UnB.
08/2010 - 12/2010
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
FILOSOFIA MODERNA
SEMINÁRIO DE FILOSOFIA I
03/2010 - 07/2010
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
EPISTEMOLOGIA DAS CIÊNCIAS HUMANAS
FILOSOFIA DA LINGUAGEM
08/2009 - 12/2009
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
DIALÉTICA
TÓPICOS DE FILOSOFIA DA LINGUAGEM
04/2009 - 07/2009
Ensino, filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
INTRODUÇÃO À FILOSOFIA
FILOSOFIA DA LINGUAGEM

Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto A, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Disciplinas lecionadas Filosofia moderna (primeiro semestre de 2008) Teoria do Conhecimento (primeiro semestre de 2008) Dimensões filosóficas do esporte (primeiro semestre de 2008) Filosofia aplicada à administração (primeiro semestre de 2008) Filosofia para Comunicação social (primeiro e segundo semestres de 2008) Filosofia para Educação Física (primeiro semestre de 2008) Teoria do Conhecimento para Educação Física (primeiro semestre de 2008) Filosofia Política (segundo semestre de 2008) ? Filosofia para Ciências Sociais (segundo semestre de 2008)


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador colaborador

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista recém-doutor (FAPESP), Enquadramento Funcional: Pesquisador pós-doutorando, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Desenvolvimento de Projeto de Pesquisa financiado pela FAPESP

Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: livre, Enquadramento Funcional: estudante de doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
bolsista da Fapesp


Geschwister Scholl Institut, GSI, Alemanha.
Vínculo institucional

2002 - 2004
Vínculo: livre, Enquadramento Funcional: pesquisador visitante, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
bolsista do cnpq


Fundação Educacional Dom José D´Angelo Neto, FEJAN, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Professor doutor, Enquadramento Funcional: horista, Carga horária: 4
Outras informações
Disciplinas Lecionadas: Teoria do Conhecimento Filosofia Contemporânea II Filosofia Social e Política Filosofia Moderna Filosofia Contemporânea I (a partir de 2007, atividade didática exercida sob autorização da FAPESP, em conformidade com as exigências estabelecidas pela portaria CS - Nº 14/2004)



Projetos de pesquisa


2016 - Atual
A Eticidade Perdida em Seus Extremos: dimensões da teoria hegeliana da normatividade e a teoria social contemporânea
Descrição: O presente projeto de pesquisa tem como objetivo mais amplo promover a pesquisa bibliográfica, a produção teórica (artigos e conferências) e a participação em atividades acadêmicas de discussão (seminários e colóquios) que conduzam à preparação do material que se tornará um livro sobre a filosofia hegeliana. O título provisório desse livro é ?A eticidade perdida em seus extremos: Hegel e a crítica social?, uma referência à famosa caracterização proposta por Hegel para a sociedade moderna na Filosofia do Direito como ?das System der in ihre Extreme verlorenen Sittlichkeit? (§ 184). A meta mais abrangente desse trabalho, bem como de todos os estágios da pesquisa e produção que lhe condicionam, será repensar algumas ideias, desenvolvidas no contexto mais geral da teoria crítica da sociedade (de Marx a Habermas, Honneth e Rahel Jaeggi), e concernentes às patologias da sociedade moderna como sendo fortemente inspiradas pela própria interpretação hegeliana do mundo moderno, particularmente pela maneira a partir da qual Hegel compreende a relação entre as concepções modernas de liberdade, a estrutura pulsional da individualidade e a estrutura normativa dos vínculos sociais. Contudo, nesta tentativa de reconsiderar a Zeitdiagnose de Hegel, pretendo tomar mais seriamente a interpretação dialética da autodeterminação propugnada por Hegel, o que significa considerar tal diagnóstico de época à luz de uma ideia, frequentemente atribuída a Robert Pippin, a saber: Hegels Dynamisierung von Kants Idee der rationalen Selbstgesetzgebung; e também considerar a concepção hegeliana de normatividade social enquanto fortemente conectada com sua metafísica, com sua Ciência da Lógica. Minha expectativa mais geral consiste em que, ao fazer isso, tornar-se-á possível mostrar que a compreensão hegeliana da modernidade política se concentra mais nos déficits de normatividade do que em componentes psicológicos, o que conduziria a uma visão crítica das instigantes propostas de Honneth. O estágio final desse itinerário é a possibilidade de investigar, a partir da conexão estabelecida por uma compreensão pragmatista da ontologia social e pelas estratégias de crítica imanente das sociedades capitalistas avançadas, o legado hegeliano nas correntes contemporâneas da teoria crítica da sociedade, fortemente amparadas na noção de justificação e em sua ligação com a estrutura normativa das formas de vida, em especial no debate travado por Honneth, Jaeggi e Boltanski, por exemplo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Erick Calheiros de Lima - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2013 - Atual
TEORIA, PRÁTICA E CRÍTICA: TRAÇOS DO LEGADO HEGELIANO NAS DISCUSSÕES EPISTEMOLÓGICAS E ÉTICO-POLÍTICAS CONTEMPORÂNEAS
Descrição: Trata-se de um projeto de pesquisa cujo objetivo principal é produzir a percepção da decisiva herança hegeliana nas questões epistemológicas, sócio-políticas e crítico-teóricas nos debates filosóficos contemporâneos. Pretende-se construir esta percepção no contexto do ?Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Filosofia Moderna e Contemporânea?, formado por professores, orientandos de graduação e de pós-graduação do Departamento de Filosofia da UnB. O trabalho de pesquisa se estenderá, ao longo dos três anos de vigência do projeto, por tópicos relativos ao direcionamento adquirido pela noção hegeliana de reconhecimento em debates concernentes à epistemologia, à filosofia da linguagem, à teoria social, à filosofia política e à base normativa para a crítica da sociedade sob o capitalismo avançado. Como mostra o quadro contendo o cronograma de execução do projeto, as mencionadas diretrizes constituem também suas linhas de ação ao longo dos três anos previstos de financiamento. Do ponto de vista estritamente teórico, esperamos que a execução do projeto conduza a uma visualização mais consistente e nítida da relação estabelecida, do ponto de vista das questões contemporâneas decisivas no âmbito mais geral da epistemologia das ciências humanas, entre a tradição dialética tal como desenvolvida no quadro da ?matriz hegeliana de crítica da modernidade política? e outras correntes do pensamento contemporâneo, principalmente no que tange as relações entre intersubjetividade, teoria, prática, normatividade e a crítica das relações de poder e dominação. Em suma, em vista de todas essas direções incipiente e apressadamente apresentadas, o presente projeto de pesquisa conduzirá, ao longo de seu desenvolvimento nos próximos 36 meses, a uma visualização, a partir de investigações epistemológicas nas ?ciências humanas?, do diálogo formado pelas correntes dialéticas, hermenêuticas e pós-estruturalistas da crítica social no século XX. Objetivos Específicos a) Promover a consolidação do ?Grupo de Estudo e Pesquisa em Filosofia Moderna e Contemporânea? no Departamento de Filosofia da UnB; b) Promover o intercâmbio acadêmico de pesquisadores do grupo com pesquisadores renomados de outras universidades brasileiras; c) Investigar a presença de diretrizes hegelianas nos debates epistemológicos contemporâneos, sobretudo a partir da noção de reconhecimento; d) Investigar a herança hegeliana em concepções hermenêutico-dialéticas e pragmáticas da linguagem; e) Investigar o potencial normativo da noção hegeliana de reconhecimento e seu aproveitamento nas teorias políticas contemporâneas, bem como nas teorias contemporâneas da justiça; f) Investigar a relação entre aspectos marcantes das teorias sociais contemporâneas e elementos vinculados à noção hegeliana de reconhecimento, sobretudo a questão da tessitura intersubjetiva do mundo da vida simbolicamente mediado; g) Investigar a pertinência de pontos de vista herdados de Hegel na revitalização da base normativa para a teoria crítica da sociedade sob o capitalismo avançado; h) Apreender a posição atual da tradição dialética nas discussões epistemológicas em ciências humanas e sociais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (6) .
Integrantes: Erick Calheiros de Lima - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO DISTRITO FEDERAL - Auxílio financeiro.
2009 - Atual
INTERSUBJETIVIDADE E OBJETIVIDADE: Contribuições hegelianas ao debate em torno de uma pragmática normativa
Descrição: Em seu horizonte mais amplo, a proposta de pesquisa apresentada pretende investigar as conexões entre o pensamento hegeliano e o atual debate em torno de uma pragmática normativa. Para isso será considerada, primeiramente, a articulação entre objetividade e intersubjetividade formulada por G.W.F Hegel na Fenomenologia do Espírito e na Ciência da Lógica, tomando como pano de fundo as reflexões do jovem Hegel sobre o tema. Neste sentido, uma das principais intenções seria a de contribuir a uma relativização da tradicional distinção entre o jovem Hegel e sua obra madura (1). No segundo passo, esta relativização é perseguida no contexto mais específico do pensamento político e, em especial, da plausibilidade de um resgate da teoria hegeliana da justiça no debate contemporâneo acerca das bases morais da sociedade moderna. Com efeito, tomando como preâmbulo uma investigação acerca da crítica hegeliana ao argumento contratualista, pretende-se considerar a interpretação da filosofia do direito de Hegel, proposta por Honneth, enquanto teoria nos nexos societários que, numa sociedade pós-tradicional, são condições incontornáveis da ancoragem e da formação da identidade individual. Em particular, interessa à perspectiva aqui adotada investigar quais elementos, dentro desta consideração política da contextualização da normatividade moderna, são interessantes do ponto de vista de um programa voltado à pragmática normativa (2). No terceiro momento delineado pela presente proposta, interessa oferecer uma interpretação dos projetos habermasianos da ?pragmática universal?, da ?teoria da ação comunicativa? e da ?ética do discurso? como estando diante do desafio de construir uma compreensão do engate da racionalidade procedimental nos processos de socialização e individualização que forjam o tecido dos mundos da vida pós-tradicionais. Segundo a hipótese que se procurará verificar, trata-se com este esforço de um desdobramento da discussão proposta por Hegel com o problema da gênese in.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Erick Calheiros de Lima - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2009 - Atual
O Futuro da noção de Reconhecimento
Descrição: No segundo semestre de 2009, a CAPES concedeu ao departamento de filosofia da UnB duas bolsas para pesquisadores em nível de pós-doutorado, com duração de até 5 (cinco) anos, para o desenvolvimento do projeto de pesquisa ?O futuro da noção de Anerkennung? (consultar http://www.capes.gov.br/images/stories/download/editais/Resultado_PNPD_Capes.pdf ). Além dos dois pesquisadores bolsistas, já em atividade no departamento, participam do desenvolvimento do projeto os professores (as) doutores (as) Alex Sandro Calheiros de Moura, Erick Calheiros de Lima, Eros Moreira de Carvalho, Priscila Rossinetti Rufinoni, Hilan Nissior Bensusan e Herivelto Pereira de Souza. Some-se a isso o projeto de pesquisa subsidiário, financiado pelo CNPq a partir de 2009, que procura desenvolver especificamente a retomada do teor epistemológico e ético-político das concepções pós-kantianas de intersubjetividade (consultar http://efomento.cnpq.br/efomento/divulgacao/divulgacaoResultados.do?metodo=propostas&codigoLinhaFomento=47&seqChamada=60&idComite=FI&codigoPeriodoSubmissao=886 ). Em sua articulação mais ampla, o projeto pretende investigar, ao longo dos próximos anos, tanto correntes da filosofia contemporâneas que procuram recolocar, em registro metafísico ou pós-metafísico, a pertinência das discussões hegelianas acerca da intersubjetividade, buscando restaurar a plausibilidade de seus nexos epistemológicos, ético-políticos, teórico-sociais ou estéticos; quanto as orientações que, nestes mesmos eixos, em maior ou menor grau, erigem-se como propostas eminentemente críticas em relação a qualquer inspiração hegeliana..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Mestrado acadêmico: (5) .
Integrantes: Erick Calheiros de Lima - Coordenador / Alex Sandro Calheiros de Moura - Integrante / Priscila Rossinetti Rufinoni - Integrante / Hilan Nissior Bensusan - Integrante / Herivelto Pereira de Souza - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2007 - Atual
Lógica, Intersubjetividade e Filosofia Real em Hegel
Descrição: A intenção deste tópico de pesquisa é perseguir, na esteira dos trabalhos de Theunissen, Fink-Eitel e Müller, a estruturação lógica das relações intersubjetivas de reconhecimento recíproco na passagem da lógica objetiva para a subjetiva. O sentido maior desta reflexão é investigar o papel da intersubjetividade na relação entre a lógica e a filosofia real..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - Atual
Teoria da Intersubjetividade e o debate político-filosófico contemporâneo
Descrição: Seguindo Honneth (2001 e 2004) e Forst (1994), pretende-se investigar, neste tópico subordinado ao projeto de pós-doutorado, se e sob que condições pode ser depreendida a partir de Hegel uma noção comunicativa da liberdade humana, capaz de transpor impasses suscitados pelas críticas contextualistas ao formalismo (Williams, 1997). A partir de uma re-articulação do reconhecimento, Honneth tem procurado romper com o debate entre ?comunitarismo? e ?liberalismo?, que se instaura na discussão político-filosófica depois da publicação de A Theory of Justice de John Rawls, e mesmo com a separação, que Habermas pretende estar superada pela ética do discurso, entre ética do dever e ética do bem comum, especializadas em questões de justiça e do bem viver; e tem, em um nível ainda mais fundamental, tencionado a integração pós-metafísica da moral kantiana e da concepção ético-política aristotélica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - Atual
Normatividade, Individualização e Socialização: Em torno do resgate pós-metafísico do conceito hegeliano de reconhecimento
Descrição: O projeto pretende investigar a retomada contemporânea da conexão entre normatividade, socialização e individualização presente no conceito hegeliano de reconhecimento. No primeiro passo, pretende-se investigá-la à luz de críticas recentes, como a ?repressão? da intersubjetividade pela eticidade substancialista (Theunissen 1982), o abandono do modelo intersubjetivista de espírito por um conceito erguido sobre a subjetividade auto-referente (Habermas 1968, 1985, 1999) e a derrocada das potencialidades de uma ?socialização individualizante? pela subordinação à teoria da consciência (Honneth 1992). O objetivo é solidificar o modelo de uma relação dialética entre concepções da intersubjetividade, a fim de apontar seus nexos recuperáveis pós-metafisicamente. No segundo passo, pretende-se investigar como Habermas formula, tendo o ?reconhecimento recíproco? como horizonte filosófico, uma compreensão da prática comunicativa cotidiana que, despida dos elementos metafísicos, condensa a reciprocidade de individualização e socialização. Em seguida, como, partindo da diferenciação ?pós-convencional? entre eticidade e moral, Habermas é levado a dificuldades de inserção social da razão procedimental exigida pela ética do discurso, as quais planeja resolver, programaticamente, através de processos de individualização e socialização que, em sociedades pós-tradicionais, engatariam o discurso prático na intersubjetividade de formas de vida racionalizadas. No terceiro passo, compreendendo o ?direcionamento jurídico? da teoria habermasiana da sociedade como resposta à falibilidade de procedimentos morais, pretende-se investigar, em uma avaliação das potencialidades da ética do discurso eventualmente não efetivadas teoricamente (Honneth), os detalhes da ancoragem de processos de socialização e individualização no medium do direito positivo moderno..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2006
Hegel e a tradição contratualista
Descrição: Este projeto tenciona ordenar os diversos elementos do pensamento hegeliano que se vinculam a uma crítica do contratualismo. Segundo a hipótese de pesquisa, tais elementos não se acham restritos à obra de maturidade, mas lançam raízes ainda nas discussões que, nos textos de juventude, antecipam um conceito orgânico de comunidade: por exemplo, as discussões sobre o amor e o destino em Frankfurt, a subjugação da eticidade relativa à eticidade absoluta da primeira fase em Jena e os elementos referentes a uma gênese intersubjetiva do Volksgeist na segunda fase de Jena. A intenção mais geral é, portanto, compreender como, na evolução das concepções de Hegel, sua crítica ao contratualismo tende a se tornar uma crítica imanente do mesmo, a qual incorpora, no preâmbulo para a exposição da eticidade reflexiva, o ponto de vista do individualismo e do atomismo contratualistas como momentos incontornáveis, mas insuficientes para a compreensão dos vínculos éticos. Para além disso, pretende-se determinar como a noção de Bildung da individualidade, delineada por Hegel desde a juventude e que se pode conectar ao conceito de reconhecimento, constitui parte imprescindível da crítica hegeliana..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2004
Ética, Direito e Intersubjetividade em Fichte
Descrição: A intenção fundamental deste projeto de pesquisa é investigar a relação entre intersubjetividade e a fundamentação da moral e do direito no primeiro Fichte (1794-1798). Em particular, as diretrizes da investigação dizem respeito, primeiramente, à conexão entre o conceito fichteano de reconhecimento jurídico e sua tese acerca da independência fundacional entre moral e direito (1796/1797); e, em segundo lugar, à hipóstase da intersubjetividade na fundamentação da ética (1798) pelo recurso à doutrina leibniziana da harmonia pré-estabelecida..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1999 - 2002
Desdobramentos políticos da filosofia crítica
Descrição: O objetivo deste projeto consiste em embasar a tese de que a filosofia política de Kant, decantada principalmente em textos como a Rechtslehre, Über den Gemeinspruch, Zum ewigen Frieden, Idéia de uma História universal e Conflito das Faculdades, oferece uma consistente mediação entre o republicanismo de Rousseau e a teoria hobbesiana da instituição do Estado (KERSTING, 1993). Nossa contribuição ao embasamento desta tese reside em explicitar a relação entre direito, política e a doutrina da passagem entre a natureza e a liberdade, estabelecida na KU ? e, em especial, na doutrina do método da faculdade teleológica. Trata-se de uma tentativa de localizar a filosofia política kantiana, tomada a partir de uma perspectiva sistemática, na tradição contratualista..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Revisor de projeto de fomento


2016 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: História da Filosofia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética/Especialidade: Filosofia Política.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Epistemologia das Ciências Humanas.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Metafísica.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Social.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Grego
Lê Razoavelmente.
Latim
Lê Bem.


Prêmios e títulos


2004
Zulassung zur Promotion, Promotionsausschuss Dr. Phil (Universität München).
2003
Aprovação na deutsche Sprachprüfung für den Hochschulzugang ausländischer Studienbewerber (DSH), Goethe-Institut / Universität Mannheim.
2001
1º lugar na seleção 2000/2001 para o Doutorado em Filosofia do Programa de Pós-graduação em Filosofia do IFCH / UNICAMP, Departamento de Filosofia do IFCH / UNICAMP (CAPES/CNPq).
1999
1º lugar na seleção 1998/1999 para o Mestrado em Filosofia do Programa de Pós-graduação em Filosofia do IFCH / UNICAMP, Departamento de Filosofia do IFCH / UNICAMP (CAPES/CNPq).


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
LIMA, ERICK2018LIMA, ERICK. Entre o eu puro e o eu empírico: McDowell, Adorno e as linhas gerais para uma leitura materialista e realista da gênese da autoconsciência em Hegel. REVISTA SOFIA - VERSÃO ELETRÔNICA, v. 7, p. 105-125, 2018.

2.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2017LIMA, E. C.. Notas sobre a crítica de Hegel ao subjetivismo na filosofia prática: liberdade e normatividade. Revista Eletrônica de Estudos Hegelianos, v. 14, p. 117-135, 2017.

3.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2017LIMA, E. C.. The Normative Authority of Social Practices: A Critical Theoretical Reading of Hegel?s Introduction to the Philosophy of Right. Hegel Bulletin, p. 1-23, 2017.

4.
LIMA, ERICK2017LIMA, ERICK. ENTRE A PRAGMÁTICA LINGUÍSTICA E A HERMENÊUTICA FILOSÓFICA: HEGEL E OS DESAFIOS DE UMA ESTRUTURAÇÃO LINGUÍSTICA DA EXPERIÊNCIA. SINTESE (BELO HORIZONTE. 1974), v. 44, p. 131-152, 2017.

5.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2016LIMA, E. C.. HEGEL E OS DESAFIOS DE UMA ESTRUTURAÇÃO LINGUÍSTICA DA EXPERIÊNCIA. Revista Transformação, v. 39, p. 59-86, 2016.

6.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2016LIMA, E. C.. ?Individualidade é um Conceito Recíproco e Comunitário?: Fichte e as diretrizes de uma filosofia social segundo a Wissenschaftslehre. Educação e Filosofia (UFU. Impresso), v. 30, p. 353-372, 2016.

7.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2016LIMA, E. C.. A Estrutura Conceitual da Experiência: McDowell e o debate Kant-Hegel‏. Veritas (Porto Alegre. Impresso), v. 61, p. 220-248, 2016.

8.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2016LIMA, E. C.. Reconstrução Normativa e Socialidade da Razão: notas sobre a discussão contemporânea em torno da noção Hegeliana de reconhecimento. SÍNTESE - REVISTA DE FILOSOFIA, v. 43, p. 365-385, 2016.

9.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2016LIMA, E. C.. As Preleções de Hegel sobre a ?Filosofia do Espírito? (1805/06): introdução e tradução da segunda parte (?o Espírito Efetivo?). Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 4, p. 176-184, 2016.

10.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2015LIMA, E. C.. ?Sobre a Essência da Crítica Filosófica em geral?, de G.W.F Hegel e F.W.J. Schelling: introdução e tradução. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 2, p. 112-130, 2015.

11.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2015LIMA, E. C.. Interpreting Modern Epistemology with McDowell: Remarks on Contextualism and Perceptive Experience. Sofia, v. 4, p. 95-111, 2015.

12.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2015LIMA, E. C.. Os Fragmentos 19 e 20 dos Systementwürfe 1803/1804, de G.W.F. Hegel: introdução e tradução. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 3, p. 194-216, 2015.

13.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2015LIMA, E. C.. As Preleções de Hegel sobre a ?Filosofia do Espírito? (1805/06): introdução e tradução da primeira parte (?o Espírito segundo seu Conceito?). Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 3, p. 176, 2015.

14.
ZIZEK, S.2015ZIZEK, S. ; LIMA, E. C. . Entrevista ?i?ek - Nossa situação atual corresponde muito mais àquela de Hegel do que à de Marx. Pólemos, v. 4, p. 149-155, 2015.

15.
3LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2014LIMA, E. C.. ROMPENDO COM O FASCÍNIO PELO CONCEITO ABSTRATO: ALGUNS MOTIVOS PRÁTICOS E TEÓRICOS NA ELABORAÇÃO DA DIALÉTICA ESPECULATIVA. SÍNTESE - REVISTA DE FILOSOFIA, v. 41, p. 5-33, 2014.

16.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2014LIMA, E. C.. NOTAS SOBRE O DEBATE ENTRE PUTNAM E HABERMAS EM TORNO DA OBJETIVIDADE DOS VALORES. Cognitio-Estudos (PUC-SP. Online), v. 11, p. 201-227, 2014.

17.
1LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2014LIMA, E. C.. REALISMO COGNITIVO, NATURALISMO E PRAGMATISMO ÉTICO: A ESTRUTURA NORMATIVA DAS 'FORMAS DE VIDA'. Principia (Florianópolis. Online), v. 17, p. 459-488, 2014.

18.
2LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2014LIMA, E. C.. A noção de Normatividade na Filosofia do Direito de Hegel: Elementos Para Uma Crítica à Concepção de Autodeterminação. Revista Portuguesa de Filosofia, v. 70, p. 577-600, 2014.

19.
LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2014LIMA, E. C.. Autoridade Normativa das Práticas Compartilhadas: uma leitura da Introdução à Filosofia do Direito. Dissertatio (UFPel), v. 40, p. 117-150, 2014.

20.
4LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2014LIMA, E. C.. Dialética, Linguagem e Genealogia: sobre o programa da Dialética Negativa de Adorno. revista de filosofia moderna e contemporânea, v. 2, p. 144-164, 2014.

21.
ASMUTH, C.2014ASMUTH, C. ; BISOL, B. ; LIMA, E. C. . A renovação fichteana da filosofia da imagem. Revista de Filosofia Moderna e Contemporânea, v. 2, p. 3-19, 2014.

22.
5LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2013LIMA, E. C.. ENTRE A IMAGEM E O SIGNO: NOTAS SOBRE NIETZSCHE, A LINGUAGEM E A TRADIÇÃO DIALÉTICA. Princípios (UFRN. Impresso), v. 20, p. 189-216, 2013.

23.
8LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2012LIMA, E. C.. ENTRE A TEORIA SOCIAL E A TEORIA DA JUSTIÇA: INTERSUBJETIVIDADE, NORMATIVIDADE E VULNERABILIDADE. Princípios (UFRN. Impresso), v. 19, p. 261-297, 2012.

24.
7LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2012LIMA, E. C.. LUTA E MODERNIDADE POLÍTICA: SOBRE A CRÍTICA DE HEGEL À CONCEPÇÃO HOBBESIANA DE 'ESTADO DE NATUREZA'. Ethic@ (UFSC), v. 11, p. 261-287, 2012.

25.
6LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2012LIMA, E. C.. A DINÂMICA INTERSUBJETIVA DA VALIDADE: LINGUAGEM, EPISTEMOLOGIA E RECONHECIMENTO. Cognitio-Estudos (PUC-SP. Online), v. 9, p. 161-184, 2012.

26.
9LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2011LIMA, E. C.. Linguagem e Formação na Teoria da Consciência do jovem Hegel. Trans/Form/Ação (UNESP. Marília. Impresso), v. 34, p. 67-86, 2011.

27.
11LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2010 LIMA, E. C.. O conceito hegeliano de Direito na Filosofia do Espírito de 1805/1806. Veritas (Porto Alegre. Impresso), v. 55, p. 130-157, 2010.

28.
10LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2010LIMA, E. C.. Linguagem e Consciência em Hegel. Filosofia Unisinos, v. 12, p. 265-279, 2010.

29.
12LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2009LIMA, E. C.. Crítica da moral deontológica. Sintese (Belo Horizonte. 1974), v. 36, p. 361-380, 2009.

30.
13LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2008 LIMA, E. C.. Formação Social da ?Consciência Jurídica?: observações sobre a conexão entre intersubjetividade e normatividade em Kant e Fichte. Princípios ((UFRN), v. 14, p. 221-252, 2008.

31.
15LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2008LIMA, E. C.. Movimento da Consciência e Eticidade: para uma localização do Systementwurf 1803/04. Revista de Filosofia (PUCPR), v. 20, p. 151-182, 2008.

32.
17LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2008LIMA, E. C.. Resenha de Sofrimento de Indeterminação, de Axel Honneth. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 11, p. 127-140, 2008.

33.
16LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2008LIMA, E. C.. O Fragmento 22 dos Jenaer Sytementwürfe (1803/04): apresentação e tradução. Revista Eletrônica de Estudos Hegelianos, v. 5, p. 75-98, 2008.

34.
14LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2008 LIMA, E. C.. Momentos da Articulação Comunitária da Vereinigung: Dialética e Sociedade no jovem Hegel. Dissertatio (UFPel), v. 26, p. 61-110, 2008.

35.
20LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2007 LIMA, E. C.. Intersubjetividade, Direito e Educação: Sobre a leitura hegeliana do ?Direito Natural? de Fichte. Dois Pontos (UFPR), v. 2, p. 11-54, 2007.

36.
21LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2007LIMA, E. C.. O Fragmento de um Sistema (1800) : comentário e tradução. Cadernos de Filosofia Alemã, v. 10, p. 115-137, 2007.

37.
19LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2007 LIMA, E. C.. Gênese do Espírito Ético na Filosofia do Espírito de Jena. Cadernos de Ética e Filosofia Política (USP), v. 10, p. 79-102, 2007.

38.
18LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2007LIMA, E. C.. Crítica da Moral Deontológica no jovem Hegel. Educação e Filosofia (UFU. Impresso), v. 22, p. 89-114, 2007.

39.
24LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2005LIMA, E. C.. Observações sobre a Fundamentação Moral do Direito em Kant. Ethic@ (UFSC), v. 4, p. 141-155, 2005.

40.
23LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2005LIMA, E. C.. Moral, Direito e Intersubjetividade: Observações sobre as primeiras reflexões de Fichte sobre o reconhecimento. Dissertatio (UFPel), v. 21, p. 119-154, 2005.

41.
22LIMA, E. C.;LIMA, ERICK2005LIMA, E. C.. Esboços sobre Religião e Amor. Revista Eletrônica de Estudos Hegelianos, v. 2, p. 22, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
LIMA, E. C.. Direito e intersubjetividade em Fichte e Hegel. 1. ed. Campinas: EDITORA PHI, 2014. v. 1. 512p .

Capítulos de livros publicados
1.
LIMA, ERICK. Normatividade e ?segunda natureza?: sobre o conceito hegeliano de espírito na Enciclopédia. In: TASSINARI, Ricardo Pereira; BAVARESCO, Agemir; MAGALHÃES, Marcelo Marconato; (Orgs.). (Org.). Enciclopédia das Ciências Filosóficas 200 anos. 1ed.Porto Alegre: Editora FI, 2018, v. 1, p. 137-156.

2.
LIMA, E. C.. Contextualism and Perceptive Experience: Reading Kant and Hegel through McDowell. In: Sanguinetti, F. ; Abath, A.. (Org.). McDowell and Hegel Perceptual Experience, Thought and Action. 1ed.New York: SPRINGER, 2018, v. 1, p. 1-.

3.
LIMA, ERICK. Crítica e Prática: uma interpretação da Introdução à Filosofia do Direito de Hegel à luz das discussões contemporâneas sobre a normatividade. In: NEUMANN, Hardy; CUBO, Óscar; BAVARESCO, Agemir. (Org.). Hegel y el proyecto de una Enciclopedia Filosófica. 1ed.Porto Alegre: Editora FI, 2017, v. 1, p. 163-190.

4.
LIMA, E. C.. Práticas Compartilhadas e Justificação de Normas: revisitando a discussão de Hegel acerca da ?suspensão? da moralidade na eticidade. In: Marcelo Carvalho, Ricardo Tassinari, José Pertille. (Org.). HEGEL. Coleção XVI Encontro ANPOF. 1ed.São Paulo: Anpof, 2015, v. 1, p. 143-160.

5.
LIMA, E. C.. ENTRE TEORIA E PRÁTICA: A INTERSUBJETIVIDADE COMO TEMA EPISTEMOLÓGICO NA FILOSOFIA PÓSKANTIANA. Los aportes del itinerario intelectual de Kant a Hegel. 1ed.PORTO ALEGRE: EDIPUCRS/FI, 2014, v. 1, p. 889-924.

6.
LIMA, E. C.. A linguagem do pensamento e o pensamento da linguagem: reflexões sobre a concepção de linguagem em Hegel. In: Carvalho, M. ; Figueiredo, V.. (Org.). Filosofia Alemã: de Kant a Hegel. 1ed.São Paulo: ANPOF, 2014, v. 3, p. 171-186.

7.
LIMA, E. C.. Normatividade e a Dialética de Individualização e Socialização: Hegel, Habermas e Honneth. In: Melo, Rúrion. (Org.). A Teoria Crítica de Axel Honneth: Reconhecimento, Liberdade e Justiça. 1ed.São Paulo: Saraiva, 2013, v. 1, p. 83-116.

8.
LIMA, E. C.. Crítica Social e Teoria da Justiça: mediações a partir de um "Pragmatismo Hegeliano". In: Konzen, P. ; Bavaresco, A.; Oliveira, N.. (Org.). Justiça, Direito e Ética Aplicada. 1ed.Porto Alegre: Editora FI, 2013, v. 1, p. 63-88.

9.
LIMA, E. C.. Eticidade e Intersubjetividade: notas acerca da influência da filosofia social de Fichte sobre Hegel. In: Bavarescho, A; Silva, M. M.. (Org.). Filosofia, Reconhecimento e Direito. 1ed.Pelotas: Ed. Universidade de Pelotas, 2006, v. , p. 13-65.

10.
LIMA, E. C.. Kant e a sistemática Filosófica: o projeto da terceira Crítica. In: Castilho, Fausto. (Org.). Modernos e Contemporâneos. 1ed.Campinas: IFCH/UNICAMP, 2000, v. 1, p. 62-140.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
LIMA, E. C.. O Jovem Hegel: Espírito e Destino do Cristianismo. Horizonte Acadêmico, Pouso Alegre, p. 3 - 3, 10 jul. 2007.

2.
LIMA, E. C.. Observações sobre a teoria da intersubjetividade no idealismo alemão. Horizonte Acadêmico, Pouso Alegre, p. 5 - 5, 15 nov. 2006.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LIMA, E. C.. Normatividade a Partir de Socialização e Individualização: Proximidades entre Hegel e Habermas. In: V Congresso Internacional Principia, 2009, Florianópolis. RUMOS DA EPISTEMOLOGIA (Anais do V Simpósio Internacional Principia). Florianópolis: NEL/UFSC. v. 9. p. 287-305.

2.
LIMA, E. C.. Befugnis zu zwingen und moralisches Vermögen andere zu verpflichten: Versuch einer Rekonstruktion der Hauptaufgaben von Kants Rechtslehre innerhalb ihrer Einleitung. In: XI Internationaler Kant-Kongress, 2008, Sao Paulo. Akten des X Internationalen Kant-Kongresses. Berlin: Walter de Gruyter, 2008. v. 4. p. 495-507.

3.
LIMA, E. C.. Religião e Política no jovem Hegel: modernidade a partir da interpretação do cristianismo. In: II Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião, 2008, Belo Horizonte. Anais do II Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião - CD-rom. Belo Horizonte: sethdesign, 2007. v. 1. p. 04.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LIMA, E. C.. Hegel e a construção da experiência, segundo Robert Brandom. In: The 10th Principia International Symposium, 2017, Florianópolis. 10TH PRINCIPIA INTERNATIONAL SYMPOSIUM - ABSTRACTS. Florianópolis: NEL ? Epistemology and Logic Research Group, 2017. v. 1. p. 38-38.

2.
LIMA, E. C.. Crítica e Prática: uma interpretação da Introdução à Filosofia do Direito de Hegel à luz das discussões contemporâneas sobre a normatividade. In: II Congreso Germano-Latinoamericano sobre la Filosofía de Hegel: ?Hegel y el proyecto de una enciclopedia filosófica?, 2017, Valparaiso. II Congreso Germano-Latinoamericano sobre la Filosofía de Hegel: ?Hegel y el proyecto de una enciclopedia filosófica?. Valparaiso: PUCV, 2017. v. 1. p. 50-50.

3.
LIMA, E. C.. A dialética da liberdade: estrutura da 'Filosofia do Direito' e algumas de suas retomadas contemporâneas. In: IV Jornada de Filosofia Política, 2017, Brasília. IV JORNADA DE FILOSOFIA POLÍTICA DA UNB V ENCONTRO DO GT FILOSOFIA E DIREITO DA ANPOF Pensar a Cidade CADERNO DE RESUMOS. Brasília: FIL/UnB, 2017. v. 1. p. 21-21.

4.
LIMA, E. C.. Conceito e Práxis: Hegel à luz da discussão contemporânea em torno da normatividade conceitual. In: V CONGRESSO INTERNACIONAL DE FILOSOFIA MORAL E POLÍTICA Agência, Deliberação e Motivação, 2017, Pelotas. V CONGRESSO INTERNACIONAL DE FILOSOFIA MORAL E POLÍTICA Agência, Deliberação e Motivação. Pelotas: UFPEL, 2017. v. 1. p. 10-10.

5.
LIMA, E. C.. Normatividade e ?segunda natureza?: sobre o conceito hegeliano de espírito na Enciclopédia. In: IX Congresso Internacional da Sociedade Hegel Brasileira: Enciclopédia das Ciências Filosóficas - 200 anos, 2017, Marília. IX Congresso Internacional da Sociedade Hegel Brasileira: Enciclopédia das Ciências Filosóficas - 200 anos - PROGRAMA OFICIAL. Marília: STAEPE/Unesp, 2017. v. 1. p. 18-19.

6.
LIMA, E. C.. Universidade, ciência e tecnocracia: sobre a especificidade das ciências humanas. In: IV Encontro Nacional de Pesquisa na Graduação em Filosofia, 2017, Brasília. IV Encontro Nacional de Pesquisa na Graduação em Filosofia. Brasília: FIL/UnB, 2017. v. 1. p. 39-40.

7.
LIMA, E. C.. Teoria e Prática: considerações a partir do Idealismo Pós-kantiano. In: I. Deutsch-lateinamerikanischer Hegelkongreß, 2014, Buenos Aires. Metafísica, Crítica à Metafísica e Nova Fundamentação do Conhecimento, 2014. v. 1. p. 51-51.

8.
LIMA, E. C.. Crítica e Reconstrução da Epistemologia Moderna segundo Hegel. In: XVII Encontro Internacional da Sociedade Interamericana de Filosofia, 2013, Salvador. XVII Congresso da Sociedade Interamericana de Filosofia: Livro de Resumos. Salvador: Editora Quarteto, 2013. v. 1. p. 172-172.

9.
LIMA, E. C.. A linguagem do pensamento e o pensamento da linguagem: reflexões sobre a concepção de linguagem em Hegel. In: XV Encontro Nacional da Anpof, 2012, Curitiba. Caderno de Resumos do XV ENANPOF. Curitiba: Síntese, 2012. v. 1. p. 233-233.

10.
LIMA, E. C.. Notas sobre Hegel, Nietzsche e a Linguagem. In: I Congresso Internacional Nietzsche e a Tradição Filosófica: Nietzsche e a Tradição Kantiana, 2012, Belo Horizonte. I Congresso Internacional Nietzsche e a Tradição Filosófica: Nietzsche e a Tradição Kantiana, 2012. v. 1. p. 16-16.

11.
LIMA, E. C.. A Inefabilidade do Sagrado: Religião, Cultura e Historicidade em Hegel e Heidegger. In: IV Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião, 2011, Brasília. Anais do IV Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião.. Brasília: Época Editoria, 2011. v. 1. p. 40-41.

12.
LIMA, E. C.. Uma Pragmática Normativa a partir de Hegel ? Notas sobre objetividade e contextualismo na interpretação de Brandom. In: XIV Encontro Nacional de Filosofia da Anpof, 2010, Águas de Lindóia. XIV Encontro de Filosofia da ANPOF - Livro de Resumos, 2010. v. 1.

13.
LIMA, E. C.. Eticidade e Formação prático-cognitiva: Hegel segundo Honneth. In: XIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2008, Canela. Livro de Atas do XIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2008. v. 1. p. 212-212.

14.
LIMA, E. C.. Para uma tematização da justiça a partir dos processos de socialização e individualização: proximidades entre Hegel e Habermas. In: V Simpósio Internacional Principia, 2007, Florianópolis. V Simpósio Internacional Principia, Abstracts. Florianópolis: NEL/UFSC, 2007. p. 54-55.

15.
LIMA, E. C.. Religião e Política no jovem Hegel: modernidade a partir da interpretação do cristianismo. In: II Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião, 2007, Belo Horizonte. Anais do II Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião. Belo Horizonte: Emgraf, 2007. v. 1. p. 28-29.

16.
LIMA, E. C.. Individualidade e substância ética: uma leitura da introdução à ?razão ativa? a partir da Filosofia do Espírito de 1803/04. In: IV Congresso Internacional ? SHB, 2007, Porto Alegre. Atas do IV Congresso Internacional ? SHB. Porto Alegre: Sociedade Hegel Brasileira, 2007. v. 4. p. 79-79.

17.
LIMA, E. C.. Socialização e individualização: questões acerca da atualidade do conceito hegeliano de reconhecimento. In: XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2006, Salvador. Atas do XII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. Salvador: Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia, 2006.

18.
LIMA, E. C.. Autorization to Coerce and Moral Capacity to Place Others under Obligation: an attempt to reconstruct the main tasks of Kant´s Rechtslehre within its Introduction. In: X International Kant Congress: right and peace in Kant's Philosophy, 2005, São Paulo. Proceedings of the International Kant Congress: right and peace in Kant's Philosophy. São Paulo, 2005.

19.
LIMA, E. C.. Aspectos jurídico-morais da Teoria do Reconhecimento em Fichte e Hegel. In: XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2004, Salvador. Atas do XI Encontro Nacional de Filosofia. Salvador: Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia, 2004.

20.
LIMA, E. C.. Fichtes Auffassung der politischen Intersubjektivität. In: Tagung Philosophie und p. Theorie, 2003, München. Akten der Tagung Philosophie und Theorie. München, 2003.

21.
LIMA, E. C.. A teoria hegeliana da moderna eticidade. In: X Encontro nacional de Filosofia da Anpof, 2002, São Paulo. Atas do X Encontro nacional de Filosofia. Campinas/SP: ANPOF, 2002.

22.
LIMA, E. C.. Kant e a sistemática filosófica: o projeto da terceira crítica e a arquitetônica da razão pura. In: IX Encontro nacional de filosofia da Anpof, 2000, Poços de Caldas/MG. Atas do IX Encontro Nacional de Filosofia.. Campinas/SP: ANPOF, 2000.

Apresentações de Trabalho
1.
LIMA, E. C.. Hegel e a Questão do Naturalismo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
LIMA, E. C.. Hegel e a Construção da Experiência, segundo Robert Brandom. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
LIMA, E. C.. Por que estudar Hegel hoje?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
LIMA, E. C.. A DIALÉTICA HEGELIANA NA ?FILOSOFIA DO DIREITO?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
LIMA, E. C.. SOBRE A RELAÇÃO ENTRE EU PURO E EU EMPÍRICO: O DEBATE ENTRE MCDOWELL E PIPPIN EM TORNO DA DIALÉTICA DA AUTOCONSCIÊNCIA EM HEGEL. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
LIMA, E. C.. UNIVERSIDADE, CIÊNCIA E TECNOCRACIA: sobre a especificidade das ciências humanas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
LIMA, E. C.. A Dialética da Liberdade: estrutura da 'Filosofia do Direito' e algumas de suas retomadas contemporâneas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
LIMA, E. C.. Conceito e Práxis: Hegel à luz da discussão contemporânea em torno da normatividade conceitual. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
LIMA, E. C.. Crítica e Prática: uma interpretação da Introdução à Filosofia do Direito de Hegel à luz das discussões contemporâneas sobre a normatividade. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
LIMA, E. C.. Normatividade e ?segunda natureza?: sobre o conceito hegeliano de espírito na Enciclopédia.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
LIMA, E. C.. O Hegel de McDowell: having the world in view. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
LIMA, E. C.. Empirical Concepts and Perceptual Experience: On McDowell's Interpretation of Kant and Hegel. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
LIMA, E. C.. Curso 'Teorias da Justiça': Hegel. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
LIMA, E. C.. Reconstrução Normativa e Socialidade da Razão: notas sobre a discussão contemporânea em torno da noção Hegeliana de reconhecimento. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
LIMA, E. C.. Liberdade e Autodeterminação: notas sobre a noção hegeliana de normatividade. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
LIMA, E. C.. DIALÉTICA, HERMENÊUTICA E O DEBATE SOBRE O POSITIVISMO NAS CIÊNCIAS HUMANAS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
LIMA, E. C.. Algumas notas sobre Hegel e a Filosofia Teórica Contemporânea. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
LIMA, E. C.. Algumas notas sobre Hegel e a Filosofia Prática Contemporânea. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
LIMA, E. C.. Teoria e Prática: considerações a partir do Idealismo Pós-kantiano. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
LIMA, E. C.. Reconstrução Normativa e Socialidade da Razão. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
LIMA, E. C.. Conceito, Normatividade e Reconhecimento: Reflexões a partir de Fichte.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
LIMA, E. C.. Práticas Compartilhadas e Justificação de Normas: revisitando a discussão de Hegel acerca da ?suspensão? da moralidade na eticidade. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
LIMA, E. C.. Teoria da Justiça como Crítica Social: Honneth e a reformulação hegeliana da noção de autodeterminação. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
LIMA, E. C.. As Dimensões da Razão Prática e a ?Objetividade? dos Valores: notas sobre o debate entre Putnam e Habermas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
LIMA, E. C.. Crítica e Reconstrução da Epistemologia Moderna segundo Hegel. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
LIMA, E. C.. Da Teoria da Justiça à Teoria Social, e de volta: crítica, sofrimento social e o legado da ?FILOSOFIA DO DIREITO? de HEGEL. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
LIMA, E. C.. Nietzsche e a Tradição Dialética: algumas interlocuções. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
LIMA, E. C.. Sobre a Dignidade Filosófica da Experiência Religiosa: diálogos entre Kierkegaard e Hegel. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
LIMA, E. C.. Luta e modernidade política: sobre a herança hobbesiana em Hegel. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
LIMA, E. C.. As origens práticas e teóricas da dialética especulativa. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

31.
LIMA, E. C.. Notas sobre Hegel, Nietzsche e a Linguagem. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
LIMA, E. C.. A linguagem do pensamento e o pensamento da linguagem: reflexões sobre a concepção de linguagem em Hegel. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

33.
LIMA, E. C.. A Consciência Tecnocrática e o Estudo de Filosofia: potenciais para emancipação na cultura teórica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
LIMA, E. C.. A Inefabilidade do Sagrado: Religião, Cultura e Historicidade em Hegel e Heidegger. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
LIMA, E. C.. Dialética, Hermenêutica e a Querela em torno do positivismo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
LIMA, E. C.. Uma Pragmática Normativa a partir de Hegel ? Notas sobre objetividade e contextualismo na interpretação de Brandom. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
LIMA, E. C.. Fichte, Hegel e a mediação intersubjetiva da autoconsciência. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
LIMA, E. C.. Notas sobre a relação entre Religião e Filosofia na obra de Hegel. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
LIMA, E. C.. Para uma tematização da justiça a partir dos processos de socialização e individualização: proximidades entre Hegel e Habermas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

40.
LIMA, E. C.. Antecedentes teóricos da primeira teoria Crítica. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
LIMA, E. C.. Notas sobre a origem do conceito fichteano de reconhecimento. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

42.
LIMA, E. C.. Observações sobre o Re-direcionamento Político do Processo do Reconhecimento em Nürnberg e Berlin. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

43.
LIMA, E. C.. Autorização para coagir e capacidade moral de obrigar. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

44.
LIMA, E. C.. Notas sobre o desenvolvimento da relação entre Intersubjetividade e Ética no Idealismo Alemão. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

45.
LIMA, E. C.. Aspectos jurídico-morais da Teoria do Reconhecimento em Fichte e Hegel. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

46.
LIMA, E. C.. Hegel und die Kritik des praktischen Formalismus: die Elemente einer ?sittlichen Moral? und die Anerkennung als Einheit des Praktischen. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

47.
LIMA, E. C.. Fichtes Auffassung der politischen Intersubjektivität : Anerkennung und Unabhängigkeit des Rechts von der Moral. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

48.
LIMA, E. C.. Die Weiterentwicklung der Theorie der Anerkennung bei Hegel (Jena 1801-1807). 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

49.
LIMA, E. C.. Kant e a sistemática filosófica: o projeto da terceira crítica e a arquitetônica da razão pura. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

50.
LIMA, E. C.. Questões acerca da filosofia alemã pós-kantiana. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

51.
LIMA, E. C.. Liberdade e fundamentação da moral em Kant. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

52.
LIMA, E. C.. Notas sobre a teoria kantiana da Liberdade. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

53.
LIMA, E. C.. Para uma consideração da resolução da terceira antinomia. 1997. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
LIMA, E. C.. Tradução integral para o português da filosofia política dos Jenaer Systementwürfe I e III 2007 (Relatório Científico de Bolsa de Pós-doutorado (FAPESP)).

2.
LIMA, E. C.. Direito e Intersubjetividade: Eticidade em Hegel e o conceito ficheano de Reconhecimento. Campinas: IFCH/Unicamp, 2006 (Tese de Doutorado).

3.
LIMA, E. C.. Moral, Direito e passagem entre ser e dever-ser: desdobramentos políticos da filosofia crítica. Campinas: IFCH/Unicamp, 2002 (Dissertacao de Mestrado).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
LIMA, E. C.. PARTICIPAÇÃO NO PNLD/CAPES (Plano Nacional do Livro Didático ? comissão de avaliação FILOSOFIA - 2012). 2011.

2.
LIMA, E. C.. Comissão de Seleção para o mestrado em Filosofia no PPG-Fil (Presidente). 2011.

3.
LIMA, E. C.. PARTICIPAÇÃO NO PROJETO TICS/UAB-UnB/CAPES (?Ágora Virtual: uma introdução à filosofia? ? confecção do curso de ?Introdução à Filosofia?). 2011.

4.
LIMA, E. C.. Revista Eletrônica de Estudos Hegelianos. 2008.

5.
LIMA, E. C.. Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2008.

6.
LIMA, E. C.. Cadernos de Ética e Filosofia Política. 2008.

7.
LIMA, E. C.. REVISTA MEDIAÇÕES. 2008.


Demais tipos de produção técnica
1.
LIMA, E. C.. FILOSOFIA MODERNA. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
LIMA, E. C.; Dep. estadual L. Augusto . Reforma Política no Brasil. 2006. (Mesa Redonda).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
KIRSCHNER, R.; FERNANDES, M. A.; LIMA, E. C.. Participação em banca de David Wilkerson Silva Almeida. O Habitar na Morada Originária segundo Heidegger. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília.

2.
PEREZ, D. O.; HAHN, A.; LIMA, E. C.. Participação em banca de Isabella Oliveira Holanda. Autonomia da Vontade e Autocracia da Filosofia Moral de Immanuel Kant. 2018. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília.

3.
SOUZA, J. C.; SALVIANO, J.; LIMA, E. C.. Participação em banca de Carla Vanessa Brito de Oliveira. A EXPERIÊNCIA (ERFAHRUNG) EM HEGEL COMO EXPERIÊNCIA PRÁTICA: AUTOCONSCIÊNCIA E TRABALHO. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.

4.
VISENTEINER, J.; LUCHI, J.; LIMA, E. C.. Participação em banca de José Garajaú da Silva Neto. Hegel, Spinoza e o Indivíduo: Fraqueza ou Fortaleza?. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Espírito Santo.

5.
LIMA, E. C.; DUARTE, R.; SOARES, E.. Participação em banca de Mariana Fidelis Jerônimo de Oliveira. O 'desencantamento do conceito' na Dialética Negativa de Theodor Adorno. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

6.
LIMA, E. C.; PAULA, M. G.; DIP, P. C.. Participação em banca de Jádson Teles da Silva. O AMOR COMO FUNDAMENTO ÉTICO EM KIERKEGAARD. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília.

7.
PINZANI, A.; LIMA, E. C.; WERLE, D.. Participação em banca de Evania Elizete Reich. O Reconhecimento em Hegel. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

8.
LIMA, E. C.; TERRA, R. R.; GONCALVES, A.. Participação em banca de Ricardo Crissiuma. Reconhecimento: a relação entre sujeito e objeto nas primeiras seções da Fenomenologia do Espírito de Hegel. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
NOBRE, M. S.; MADUREIRA, M.; PIMENTA, P. P.; GONCALVES, M.; LIMA, E. C.. Participação em banca de Ricardo Crissiuma. A FORMAÇÃO DO JOVEM HEGEL (1770-1800): DO ESCLARECIMENTO DO HOMEM COMUM AO CARECIMENTO DA FILOSOFIA. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
MULLER, F. M.; BAVARESCO, A.; LUFT, E.; PERTILLE, J.; LIMA, E. C.. Participação em banca de Ediovani Antônio Gaboardi. O dilema do critério em Hegel: uma crítica a K. Westphal e uma proposta de aproximação com R. Chisholm. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

3.
TERRA, R.; MELO, R.; FRATESCHI, Y.; WERLE, D.; LIMA, E. C.. Participação em banca de Nathalie de Almeida Bressiani. Crítica e Poder? Crítica Social e Diagnóstico de Patologias em Axel Honneth. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SOUZA, C. J.; LIMA, E. C.; SILVA, M. R.. Participação em banca de Adriano J. da Silva.As interferências causais no Tratado da Natureza Humana de D. Hume. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual de Londrina.

2.
SANTOS, E. S.; ALBERTUNI, C. A.; LIMA, E. C.. Participação em banca de Josiane K. Correia.A importância da idéia de Deus nas Meditações Cartesianas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual de Londrina.

3.
SILVA, M. R.; LIMA, E. C.; SOUZA, C. J.. Participação em banca de Marcos R Agostini.Hábito, imaginação e inferência causal na epistemologia de Hume. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual de Londrina.

4.
Weber, J. F.; PADILHA, L.; LIMA, E. C.. Participação em banca de Rafael Ceribelli.A consciência, a razão e a regeneração moral em J. J. Rousseau. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual de Londrina.

5.
SANTOS, V. E.; LIMA, E. C.; Weber, J. F.. Participação em banca de Tiago M. Petito.Os fundamentos ontológicos do existencialismo em Sartre. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual de Londrina.

6.
DONAT, M.; LIMA, E. C.; BANNWART JUNIOR, C.. Participação em banca de Mateus C. Ruy.Jogos de linguagem e regras nas Investigações Filosóficas de Wittgenstein. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Estadual de Londrina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
LIMA, E. C.; PORTUGAL, A.; CALHEIROS, A.. Processo Seletivo para Contratação de Professor Substituto. 2013. Universidade de Brasília.

2.
LIMA, E. C.; BENSUSAN, H.; OLIVEIRA, M. A.. Concurso Público para Professor Adjunto em Filosofia da Linguagem. 2010. Universidade de Brasília.

3.
LIMA, E. C.; SANTOS, E. S.; CENCI, E. M.. Processo Seletivo para Contratação de Professor Temporário. 2008. Universidade Estadual de Londrina.

Outras participações
1.
LIMA, E. C.; PAULA, M. G.; OLIVEIRA, L.; SIMON, S.; CALHEIROS, A.. Comissão de Seleção para Ingressantes no Mestrado PPG-FIL. 2012. Universidade de Brasília.

2.
CORNELLI, G.; ABRANTES, P.; LIMA, E. C.. Comissão de Seleção para Ingressantes no Mestrado PPG-FIL. 2010. Universidade de Brasília.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VII Seminário de Pesquisa em Ciências Humanas.Democracia e ntersubjetividade: a noção de democracia em Habermas a partir dos processos de formação prático-cognitiva. 2008. (Seminário).

2.
X Semana da Educação ? ?A psicologia da educação na formação de professores?.Formação (Bildung) no pensamento alemão: idealismo e romantismo. 2008. (Simpósio).

3.
II Congresso Brasileiro de Filosofia da Religião. Religião e Política no jovem Hegel: modernidade a partir da interpretação do cristianismo. 2007. (Congresso).

4.
IV CONGRESSO INTERNACIONAL DA SOCIEDADE HEGEL BRASILEIRA. Individualidade e Substância Ética: uma leitura da introdução à ?razão ativa? a partir da ?Filosofia do Espírito? de 1803/04. 2007. (Congresso).

5.
V Simpósio Principia.Para uma tematização da justiça a partir dos processos de socialização e individualização: proximidades entre Hegel e Habermas. 2007. (Simpósio).

6.
II Semana Filosófica.Antecedentes teóricos da primeira teoria Crítica. 2006. (Encontro).

7.
I Encontro de Encontro de Pós-graduação em Filosofia IFCH/UNICAMP.Notas sobre o desenvolvimento da relação entre Intersubjetividade e Ética no Idealismo Alemão. 2005. (Encontro).

8.
II Congresso Internacional de Filosofia da Sociedade Hegel Brasileira. Observações sobre o Re-direcionamento Político do Processo do Reconhecimento em Nürnberg e Berlin. 2005. (Congresso).

9.
VII Encontro de Pesquisa em Filosofia.Notas sobre o desenvolvimento da relação entre Intersubjetividade e Ética no Idealismo Alemão. 2005. (Encontro).

10.
X Congresso Kant Internacional: direito e paz na filosofia de Kant. Autorização para coagir e capacidade moral de obrigar. 2005. (Congresso).

11.
Doktoranden-Seminar am Institut für Philosophie (Sommersemester).Hegel und die Kritik des praktischen Formalismus: die Elemente einer sittlichen Moral und die Anerkennung als Einheit des Praktischen. 2004. (Seminário).

12.
XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.Aspectos jurídico-morais da Teoria do Reconhecimento em Fichte e Hegel. 2004. (Encontro).

13.
Doktoranden-Seminar am GS-Institut (Sommersemester).Fichtes Auffassung der politischen Intersubjektivität : Anerkennung und Unabhängigkeit des Rechts von der Moral. 2003. (Seminário).

14.
Doktoranden-Seminar am GS-Institut (Wintersemester).Die Weiterentwicklung der Theorie der Anerkennung bei Hegel (Jena 1801-1807). 2003. (Seminário).

15.
Kulturen im Dialog. 2003. (Congresso).

16.
Tagung Philosophie und p. Theorie.Fichtes Auffassung der politischen Intersubjektivität. 2003. (Encontro).

17.
Technologie als Allegorie sozialer Beziehungen, mit Fredric Jameson. 2001. (Simpósio).

18.
IX Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.Kant e a sistemática filosófica: o projeto da terceira crítica e a arquitetônica da razão pura. 2000. (Encontro).

19.
IX Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.Lançamento do primeiro número da revista ?Modernos e Contemporâneos?. 2000. (Encontro).

20.
II Encontro de Pesquisa em Graduação em Filosofia FFLCH/USP.Liberdade e fundamentação da moral em Kant.. 1998. (Encontro).

21.
II Encontro de Pesquisa em Graduação em Filosofia IFCH/Unicamp.Questões acerca da filosofia alemã pós-kantiana. 1998. (Encontro).

22.
I Encontro de Pesquisa na Graduação em Filosofia. FFLCH/USP.Notas sobre a teoria kantiana da Liberdade. 1997. (Encontro).

23.
IIº Congresso Internacional Kant (200 anos da "Metafísica dos Costumes"). 1997. (Congresso).

24.
I Encontro de Pesquisa em graduação em filosofia.Para uma consideração da resolução da terceira antinomia. 1996. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Artur Lucman Nogueira Braga. Experiência e Semântica na Fenomenologia do Espírito. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Igor Lago Caribé. A Gênese Fenomenológica do Conceito: uma interpretação do capítulo sobre o "Entendimento" na Fenomenologia do Espírito de Hegel. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

3.
Edward Araújo Seabra. Entre Pragmática e Hermenêutica: estudos sobre a filosofia da linguagem em Wittgenstein. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

4.
Débora Mourão Miranda. Antropologia e Política em Hobbes. Início: 2013. Dissertação (Mestrado profissional em Mestrado em Filosofia) - UnB, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Rafael de Sousa Siqueira. A REALIDADE CONCRETA E A TOTALIDADE CONCEITUAL: O CONHECIMENTO DA EFETIVIDADE E O MÉTODO ABSOLUTO NA CIÊNCIA DA LÓGICA DE HEGEL. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Alan David dos Santos Tormá. Metacrítica da Razão Prática: Uma Teoria da Sublimação. Início: 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Thiago de Lima. A Dialética do reconhecimento e o trabalho estranhado: Sobre o legado Hegeliano no projeto de Marx. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Helena Cristina da Costa Wagner. A Crítica Dialética à Epistemologia Moderna: uma introdução à dialética contemporânea. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

3.
Thiago Ferrare Pinto. Direito e Reconhecimento: um estudo introdutório sobre o pensamento político de Hegel. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

4.
Edward de Araújo Seabra. Intersubjetividade e Objetividade: direções da ?virada linguística?. Início: 2012. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Bramimir Millic. A ?Guinada filosófico-política? da Teoria Crítica: em direção à democracia deliberativa. Início: 2012. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

6.
Priscila da Silva Miranda. Teoria e Práxis: uma investigação introdutória à tradição dialética. Início: 2012. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

7.
Alexandre Cherulli Marçal. O Problema do Reconhecimento no Pensamento Político de Hegel. Início: 2012. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

8.
Letícia Olano Morgantti Salustiano Botelho. A crise da racionalidade cientificista: uma investigação epistemológica sobre os fundamentos da crítica social. Início: 2011. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

9.
Talita Siqueira Cavaignac. Reconhecimento e Política: uma investigação sobre a intersubjetividade na filosofia social de Hegel. Início: 2011. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

10.
Alexandre Cherulli Marçal. Em torno do conceito hermenêutico-dialético de experiência. Início: 2011. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

11.
Rafael Sousa Siqueira. O conceito de trabalho em Hegel e Marx:: entre a auto-formação e o paradigma produtivista. Início: 2011. Iniciação científica (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Ruth Mendes. Trabalho de Editoração de Periódico. Início: 2011. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Alexandre Cherulli Marçal. Trabalho de Editoração de Periódico. Início: 2011. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. UnB. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Thiago Ferrare Pinto. A realização da liberdade no Estado Democrático de Direito: limites e possibilidades. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

2.
Igor Lago Caribé. O Ponto de Vista da Separação: Gênese Dialética da Postura Cognitiva do ?Entendimento? na ?Fenomenologia? de Hegel. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

3.
Alan David dos Santos Tórma. Adorno entre Kant e Hegel: crítica à tese semântica do idealismo. 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

4.
Joelmar Fernando Cordeiro de Souza. Regimes de Verdade em Michel Foucault: aparição e gênese de um conceito. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

5.
Rafael de Souza Siqueira. O Método da Crítica da Economia Política: a Ciência de Marx na. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

6.
Alexandre Mello. Epistemologia Moral: a argumentação de Putnam acerca da objetividade dos valores. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - UnB, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

7.
Helke Cunha de Carvalho. A noção de crítica na Fenomenologia do Espírito de G.W.F Hegel. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - UnB, . Orientador: Erick Calheiros de Lima.

8.
Thiago da Silva Soares. Crítica e Reconhecimento: Honneth e a tentativa de reaver o "social" no escopo da tradição da Teoria Crítica. 2011. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade de Brasília, . Orientador: Erick Calheiros de Lima.

Iniciação científica
1.
Luís Carlos Cazetta. A Crítica Dialética à Teoria do Conhecimento: uma introdução à teoria crítica. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

2.
Henrique Gomes Guimarães. Entre Pragmática e Hermenêutica: sobre a relação entre Intersubjetividade e Objetividade na filosofia contemporânea. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

3.
Artur Lucman Nogueira Braga. O Conceito Hegeliano de Experiência na Tradição da Hermenêutica Filosófica. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

4.
Alan David dos Santos Tórma. Flertando com o Inefável: Linguagem e Dialética Negativa em Adorno. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

5.
Thiago Ferrare Pinto. Direito e Reconhecimento: um estudo introdutório sobre o pensamento político de Hegel. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

6.
Igor Oliveira França. Ressonâncias da Crítica da Razão Instrumental na Crítica da Cultura: um estudo introdutório. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

7.
Antônio Ferreira Marques Neto. Fundamentos Teóricos para a Crítica Social. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

8.
Bianca Rocha Machado. Linguagem Poética e a questão da técnica: elementos para uma crítica estética da modernidade a partir Benjamin e Heidegger. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

9.
Elzahrã Mohamed Radwan Omar Osman. A Poesia como lugar privilegiado da Filosofia ? incursões sobre a linguagem filosófica e poemática.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

10.
Victor Rabello da Mata Machado. Direções pragmáticas e hermenêuticas na virada linguística: um estudo comparativo acerca da articulação entre objetividade e intersubjetividade. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

11.
Antônio Ferreira Marques Neto. Teoria Crítica da Sociedade e Democracia radical: uma investigação introdutória sobre o potencial crítico da política deliberativa. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em filosofia) - Universidade de Brasília, Universidade de Brasília. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

12.
Rafael Sousa Siqueira. A crítica dialética à teoria do conhecimento e suas conseqüências para uma compreensão da práxis. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em filosofia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

13.
Victor Rabello da Mata Machado. Linguagem e consciência: crítica wittgensteiniana ao solipsismo a partir do ?argumento da linguagem privada?. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em filosofia) - Universidade de Brasília. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

Orientações de outra natureza
1.
VICTOR RABELLO DA MATA MACHADO. Programa de Bolsas de Graduação REUNI de Assistência ao Ensino em filosofia da linguagem. 2009. Orientação de outra natureza - Universidade de Brasília, UnB. Orientador: Erick Calheiros de Lima.

2.
Mayara Franca Moreira. Programa de Bolsas de Graduação REUNI de Assistência ao Ensino em filosofia da linguagem. 2009. Orientação de outra natureza - Universidade de Brasília, UnB. Orientador: Erick Calheiros de Lima.



Outras informações relevantes


1)Fui bolsista de iniciação científica da FAPESP por quatro semestres.
2)Durante a pós-graduação realizei três estágios financiados de pesquisa no exterior. O primeiro, junto à Universidade de Colônia, ocorreu durante o mestrado, no segundo semestre de 2001, após um Curso de Língua e Cultura alemã financiado por uma bolsa do DAAD na Universidade de Essen, e contou com o apoio da FAEPEX/UNICAMP. O segundo ocorreu durante o doutorado junto ao pessoal da Fichte-Komission da BAW, em Munique, contando com o apoio da FAPESP. O terceiro estágio ocorreu entre Setembro de 2002 e Setembro de 2004, quando fui acolhido como doutorando na Ludwig Maximillians ? Universität München, tendo desenvolvido, junto à cátedra de Filosofia e Teoria Política do Geschwister Scholl-Institut e com financiamento da FAPESP (2002), do DAAD (2002/2003) e do CNPQ (2002-2004), projeto de pesquisa sobre tópicos da filosofia política do idealismo alemão retomados em discussões contemporâneas sobre ética e filosofia política.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 3:08:04