Rosa Gabriella de Castro Gonçalves

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1080635385879533
  • Última atualização do currículo em 15/12/2018


Possui graduação em Comunicação Visual pela Fundação Armando Álvares Penteado (1990), graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1997), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2001) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2006). Realizou estágio pós-doutoral no Departamento de Arte e História da Arte da Universidade de Stanford. Atualmente é professor associada da Universidade Federal da Bahia e foi coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal da Bahia entre 2013 e 2017. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Fundamentos e Crítica das Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: crítica, arte moderna, formalismo, arte contemporânea e pintura. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rosa Gabriella de Castro Gonçalves
Nome em citações bibliográficas
GONÇALVES, R. G. C.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Bahia, Escola de Belas Artes, Departamento de História da Arte e Pintura.
Av. Araújo Pinho
Canela
40110150 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: () 32474247
Ramal: 22
URL da Homepage: http://


Formação acadêmica/titulação


2001 - 2006
Doutorado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Artes Visuais e Pensamento Discursivo na Crítica do Juízo, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: Maria Lúcia Mello de Oliveira Cacciola.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
1997 - 2001
Mestrado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Arte e Metafísica no Pensamento de Schopenhauer,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Maria Lúcia Mello de Oliveira Cacciola.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Schopenhauer; Vontade; Metafísica; Arte; estética; Gênio.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Estética.
1988 - 1997
Graduação em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1985 - 1990
Graduação em Comunicação Visual.
Fundação Armando Álvares Penteado, FAAP, Brasil.


Pós-doutorado


2011 - 2011
Pós-Doutorado.
Stanford University, STANFORD, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes


Atuação Profissional



Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Programa de Pós Graduação, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

07/2013 - Atual
Direção e administração, Escola de Belas Artes, .

Cargo ou função
Coordenadora do Programa de Pós Graduação em Artes Visuiais.
11/2009 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, FFCH - UFBA, .

Cargo ou função
Representante do Colegiado do Mestrado em Filosofia.
05/2009 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Belas Artes da UFBA, .

Cargo ou função
Representante no Colegiado do Curso de Artes Plásticas.
11/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Belas Artes, Departamento de História da Arte e Pintura.

Linhas de pesquisa
Teoria da Arte
9/2006 - Atual
Ensino, Artes Visuais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria da Arte
Seminários em História da Arte
08/2006 - Atual
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
A noção de forma na Crítica do Juízo
Tópicos especiais em estética
3/2005 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Belas Artes, Departamento de História da Arte e Pintura.

Cargo ou função
Representação Colegiado de Desenho Industrial.
10/2004 - Atual
Ensino, Belas Artes, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria da Percepção Visual
08/2009 - 12/2009
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
A idéia de autonomia e a teoria da arte moderna
04/2007 - 04/2009
Direção e administração, Ufba, .

Cargo ou função
Chefe de Departamento.

Escola Superior de Propaganda e Marketing, ESPM, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2001
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40

Atividades

9/1999 - 9/2001
Ensino, Comunicação, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia
Lógica

Colégio Santa Clara, CSC, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1991
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 40

Atividades

2/1991 - 12/1991
Ensino,

Disciplinas ministradas
História da Arte

Stanford University, SU, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: professor visitante



Linhas de pesquisa


1.
Teoria da Arte

Objetivo: Investigar as teorias da arte desenvolvidas a partir do século XIX, no interior de diferentes áreas do conhecimento, como a filosofia, a sociologia da arte, a história da arte e a crítica, com ênfase nas teorias ligadas ao modernismo e aos limites destas, levando em consideração que muitas questões da teoria da arte relacionam-se especificamente com gêneros, meios e estilos artísticos particulares, ou ainda, surgem naturalmente a partir de problemas colocados por artistas e críticos..
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Palavras-chave: Arte; Crítica; estética; Filosofia da Arte; Modernidade; Modernismo.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
O conceito de primitivo como chave de interpretação da arte modernista e contemporânea
Descrição: O projeto tem por objetivo investigar as origens do estabelecimento de conexões entre a história da arte e a antropologia, tomando como referência a obra do historiador Aby Warburg, bem como a conceitualização do "primitivo"efetuada por Carl Einstein e as conexões entre este conceito e as vanguardas. Considerando que esta seria a gêne se de uma história da arte que se volta para a antropologia e para a etnografia, pretende-se examinar criticamente a utilização do conceito de "primitivo"como dispositivo crítico e curatorial empregado em grandes mostras realizadas nos úlitmos vinte anos no Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves - Coordenador / Uriel Bezerra - Integrante / Alexandre Moreira Medrado - Integrante / Erick Santos Meira - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / UFBA IC - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 3
2011 - 2011
Reconstructing Greenberg's Rhetoric after the 60'S
Descrição: Due to its diversity, contemporary art seems to escape from a theory as coherent as that referring to modernism, a theory that it often denies. Thus, I propose to investigate theories related to contemporary art and, specially its relationship with modernity, examining Clement Greenberg's criticism, taken as a meaningful thought about modern art and his resistance to contemporary art, as well as the authors that attacked his formalism. The interest in Greenberg is derived from the fact that, after having produced some of the most influential views on modern art, Greenberg faced up to essential changes in the field of arts that were incompatible with his own ideas. Over the last twenty years, between the 1970s and the 1990s, the importance attributed by Greenberg to the quality of works of art and to individual taste has been severely attacked. By this time, several French philosophers associated with postmodernism had their works translated in the United States contributing to this kind of reaction, but subsequently, the thought of Greenberg has been reviewed in a more productive way, by authors such as Thierry de Duve, for example, who stresses how, after the publication of Greenberg Collected Essays and Criticism, by John O?Brian, Greenberg?s ideas became the object of a less prejudiced reading, specially by a younger public..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2016
A reflexão acerca da arte contemporânea e os pressupostos modernistas
Descrição: Com o advento da arte pop e do minimalismo, a arte passou por profundas transformações e o debate teórico precisou rever seus pressupostos, sobretudo a idéia de que seria necessário atingir o determinante único da organização formal da obra mediante o isolamento de uma única variável, a qual deveria poder ser abstraída de toda e qualquer manifestação artística sem levar em consideração o tema, o contexto cultural ou a iconografia. A produção contemporânea não pode mais ser avaliada segundo este critério, pois muitas vezes incorpora significados que estão além da mera estrutura formal das obras. Além disso, as teorias da arte moderna pressupõem uma leitura evolutiva da História da Arte que não admite retornos, ao passo que uma das características da arte contemporânea é a ausência de preconceitos contra estilos e linguagens anteriores: ela inclusive se alimenta destes por meio de citações, releituras e alusões. Fatores como estes revelam que a arte contemporânea exige novas abordagens teóricas, o que torna uma tarefa inadiável para os artistas, pesquisadores e críticos de arte, procurar novos critérios e possibilidades de interpretação. Porém, devido à sua própria diversidade de linguagens e intenções, a arte contemporânea parece escapar a um discurso tão coerente como aquele que se referia ao modernismo, o qual ela nega. O presente projeto de pesquisa propõe, dada esta situação, investigar a natureza da reflexão sobre a arte contemporânea, suas referências teóricas, e sua relação com as premissas modernistas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves - Coordenador / Ludmila Ribeiro da Silva Britto - Integrante / Fábio Luiz de Oliveira Gatti - Integrante / Uriel Bezerra - Integrante.Número de orientações: 3
2006 - 2010
Fundamentos para a Crítica de Arte após o Modernismo
Descrição: A pesquisa investiga os desdobramenteos da pintura e da reflexão sobre ela que ocorrrem após o modernismo. O desenvoliviemnto desta questão exige um estudo das relações entre pintura modernista e crítica formalista, seguido de um exame de tendências da pintura que evidenciam a gestualidade e a materialidade e dos dos desdobramentos sofridos pela pintura com o advento da arte pop e do minimalismo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Auxílio financeiro.


Membro de corpo editorial


2018 - Atual
Periódico: ARS (SÃO PAULO)
2014 - Atual
Periódico: Em curso
2007 - Atual
Periódico: Cadernos de Filosofia Alemã


Membro de comitê de assessoramento


2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Fundamentos e Crítica das Artes.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes / Subárea: Fundamentos e Crítica das Artes/Especialidade: Teoria da Arte.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Estética/Especialidade: Filosofia da Arte.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2016
International Travel Grant, Getty Research Institute.
2012
2013 Library Research Grant, Getty Research Institute.
2011
International Travel Grant, Getty Research Institute.
1991
Menção honrosa Projeto Nascente, Museu de Arte Contemporânea - Universidade de São Paulo.
1990
Prêmio Aquisição - XI Salão Nacional de Artes Plásticas, Museu Nacional de Belas Artes.
1989
Prêmio Secretaria de Estado da Cultura - VII Salão Paulista de Arte Contemporânea, Secretaria de Estado da Cultura do Estado de São Paulo.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GONÇALVES, R. G. C.2017GONÇALVES, R. G. C.. O cubismo como método. ARS, v. 15, p. 78-99, 2017.

2.
GONÇALVES, R. G. C.2016GONÇALVES, R. G. C.. A experiência estética face ao abjeto. Viso : Cadernos de Estética Aplicada, v. 1, p. 236, 2016.

3.
GONÇALVES, R. G. C.2014GONÇALVES, R. G. C.. PIntura, história da arte e cultura. Dois Pontos (UFPR), v. 11, p. 105-122, 2014.

4.
GONÇALVES, R. G. C.2013GONÇALVES, R. G. C.. Clement Greenberg, o expressionismo abstrato e crítica de arte durante a Guerra Fria. Cultura Visual, v. 19, p. 101-114, 2013.

5.
GONÇALVES, R. G. C.2005 GONÇALVES, R. G. C.. A especificidade do belo artístico. Discurso. Departamento de Filosofia da FFLCH da USP, São Paulo, v. 34, p. 203-224, 2005.

6.
GONÇALVES, R. G. C.2002GONÇALVES, R. G. C.. Imitação e Obra de Arte na Metafísica do Belo. Cadernos de Filosofia Alemã, São Paulo, v. 8, p. 85-106, 2002.

7.
GONÇALVES, R. G. C.1999GONÇALVES, R. G. C.. Schopenhauer e a Crítica de Walter Benjamin à Noção Romântica de Alegoria. Cadernos de Filosofia Alemã, São Paulo, v. 5, p. 17-27, 1999.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
GATTI, F. (Org.) ; NAPOLI, F. (Org.) ; ELUF, L. A. (Org.) ; CABRAL, P. (Org.) ; GONÇALVES, R. G. C. (Org.) ; ENTLER, R. (Org.) ; FARIAS, A. (Org.) . A operação artística: filosofia, desenho, fotografia e processos de criação. 1. ed. Salvador: Edufba, 2017. 202p .

2.
GONÇALVES, R. G. C.. Kant, Greenberg e a questão do formalismo da arte. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2016. v. 1. 183p .

Capítulos de livros publicados
1.
GONCALVES, M. C. ; GEBAUER, G. ; GONCALVES, R. G. C. ; CECCHINATO, G. ; BERTINETTO, A. ; KORMAN, C. H. ; DUARTE, R. ; VELLOSO, R. ; LAPOUJADE, D. ; GONÇALVES, R. G. C. . Finalidade sem fim, belezas livres e imaginação. In: Pazettto, Debora; Cecchinato, Georgia; Costa, Rachel. (Org.). Os fins da arte. 1ed.Belo Horizonte: Relicário, 2018, v. 1, p. 47-60.

2.
GATTI, F. ; NAPOLI, F. ; ELUF, L. A. ; CABRAL, P. ; GONÇALVES, R. G. C. ; ENTLER, R. ; FARIAS, A. . A representação do trágico no autorretrato: ficção, sonho ou realidade?. In: Fabio Gatti; Rosa Gabriella de Castro Gonçalves. (Org.). A operação artística: filosofia, desenho, fotografia e processos de criação. 1ed.Salvador: Edufba, 2017, v. 1, p. 127-145.

3.
TORRES FILHO, R.R. ; KOSSLER, M. ; SCHEER, B. ; FAZIO, D. M. ; KAMATA, Y. ; RUFFING, M. ; GIACOIA JUNIOR, O. ; SOUZA, M. G. ; TERRA, R. R. ; SUZUKI, M. ; FONSECA, T. L. ; BRUM, T. ; CHEVITARESE, L. ; BARBOZA, J. ; PIMENTA, P. P. ; BRANDÃO, E. ; SANTANA, K. B. ; SALVIANO, J. ; GONÇALVES, R. G. C. ; MATTOS, F. C. ; RAMOS, F. C. . Tensões e afinidades: Donald Judd, Josef Albers e Clement Greenberg. In: Eduardo Ribeiro da Fonseca; Fernando Costa Mattos; Flammarion Caldeira Ramos; Monique Hullshof; Vilmar Delbona. (Org.). Dogmatismo e antidogmatismo: filosofia crítica, vontade e liberdade. 1ed.Curitiba: Editora UFPR, 2015, v. 1, p. 251-261.

4.
GONÇALVES, R. G. C.. O interesse pelo Belo. In: João Carlos Salles. (Org.). Pesquisa e Filosofia. 1ed.Salvador: Quarteto, 2007, v. , p. 299-314.

5.
GONÇALVES, R. G. C.. Conceito e imagem na estética de Schopenhauer. In: João Carlos Salles. (Org.). Schopenhauer e o Idealismo Alemão. 1ed.Salvador: Quarteto, 2004, v. , p. 229-240.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
GONÇALVES, R. G. C.. O que é ou não é arte. Folha de São Paulo, São Paulo, p. 6 - 6, 25 out. 2015.

2.
GONÇALVES, R. G. C.. Olho crítico guia o artista: entrevista com Rodrigo Naves. A Tarde Cultural, Salvador, p. 4 - 5, 14 set. 2002.

3.
GONÇALVES, R. G. C.. A Crueldade do Mundo. Cult - Revista Brasileira de Literatura, São Paulo, , v. 26, p. 45 - 46, 01 set. 1999.

4.
GONÇALVES, R. G. C.. Tarsila, a dama antropofágica. Cult, São Paulo, , v. 19, p. 29 - 31, 01 fev. 1999.

5.
GONÇALVES, R. G. C.. A Paixão Política de Hannah Arendt. Cult - Revista Brasileira de Literatura, São Paulo, p. 16 - 18, 01 dez. 1997.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FAVARETTO, C. F. ; GONÇALVES, R. G. C. ; KOTHE, F. R. ; VEIGA, R. T. ; CAROLE, T. T. ; SILVA, L. O. M. ; FALCÃO, D. M. ; MENON, Walter ; GOMES, A. B. ; SOUZA, C. F. ; VIEIRA, V. ; TROJAIKE, L. R. ; SILVA, P. T. F. ; FURTADO, R, M. M. ; FABRINNI, R. N. ; CÂNDIDO, V. C. ; ANDRADE, P. D. ; Oliveira, M. F. C. . A arte conceitual e o fim da estética. In: XVI Encontro da ANPOF, 2015, Campos do Jordão. Estética e Arte/ Coleção XVI Encontro ANPOF. São Paulo: ANPOF, 2014. p. 24-33.

2.
GONÇALVES, R. G. C.. A morte da consciência moderna do tempo. In: 18o. Encontro Nacional de Pesquisadores em Artes Pásticas/ Transversalidades nas Artes Visuais, 2009, Salvador. Anais do ... Encontro Nacional da ANPAP (Cd-Rom). Salvador: Edufba, 2009. p. 1-3993.

3.
GONÇALVES, R. G. C.. Forme et beaux arts dans la Critique de la Faculté de Juger. In: 10 th International Kant Kongress, 2008, São Paulo. 10 th International Kant Kongress. Berlim: Walter de Gruyter, 2005. v. 3. p. 631-640.

4.
GONÇALVES, R. G. C.. Pintura depois do Modernismo. In: XXVIII Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte, 2008, Rio de Janeiro. Anais do XXVIII Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte, 2008. p. 930-934.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GONÇALVES, R. G. C.. A estética como disciplina filosófica e as questões colocadas pela teoria da arte contemporânea. In: III Encontro de São Lázaro, 2012, Salvador. III Encontro de São Lázaro. Salvador: Quarteto Editora, 2012. p. 331-332.

2.
GONÇALVES, R. G. C.. Forma e conteúdo da bela arte. In: Encontro de São Lázaro, 2010, Salvador. Encontro de São Lázaro. Salvador: Quarteto, 2010. v. 1. p. 243-244.

3.
GONÇALVES, R. G. C.. O problema do refinamento do gosto na Crítica do Juízo. In: XIII Encontro Nacional de Filosofia da Anpof, 2008, Canela. Livro de Atas do XIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF. São Leopoldo: Unisinos, 2008. v. 1. p. 621-621.

4.
GONÇALVES, R. G. C.. Belo Natural, Belo Artístico e Forma nos Juízos de Gosto. In: XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2004, Salvador. XI Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF - Livro de Atas, 2004. p. 417-417.

5.
GONÇALVES, R. G. C.. Clement Greenberg leitor da crítica do juízo. In: X Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2002, São Paulo. Atas do X Encontro nacional de filosofia, 2002.

6.
GONÇALVES, R. G. C.. Gosto não se discute?. In: IX Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2000, Poços de Caldas. Anais do IX Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 2000.

7.
GONÇALVES, R. G. C.. Schopenhauer e a Crítica de Walter Benjamin à Noção Romântica de Alegoria. In: VIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 1998, Caxambu. Anais do VIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF, 1998.

Apresentações de Trabalho
1.
GONÇALVES, R. G. C.. O conceito de primitivismo como chave de interpretação da arte moderna e contemporânea. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
GONÇALVES, R. G. C.. A atração modernista pelo contemporâneo: fascínio ou idealização. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
GONÇALVES, R. G. C.. Aby Warburg and the Boundaries of Art History. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
GONÇALVES, R. G. C.. Belezas livres e imaginação. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
GONÇALVES, R. G. C.. Finalidade sem fim, belezas livres e imaginação. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
GONÇALVES, R. G. C.. Experiência estética e arte abjeta. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
GONÇALVES, R. G. C.. Arte contemporânea: experiência estética e crítica. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
GONÇALVES, R. G. C.. A pós-graduação em Artes Visuais na UFBA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
GONÇALVES, R. G. C.. Ficção ou realidade: o trágico na poética de Francesca Woodman. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
GONÇALVES, R. G. C.. O anacronismo dos juízos de gosto. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
GONÇALVES, R. G. C.. O caráter convencional da experiência estética. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
GONÇALVES, R. G. C.. A perspectiva como forma simbólica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
GONÇALVES, R. G. C.. O formalismo de Foucault. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
GONÇALVES, R. G. C.. Tensões e afinidades: Albers, Judd, e a indiferença de Greenberg. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
GONÇALVES, R. G. C.. A estética como disciplina filosófica e as questões colocadas pela teoria da arte contemporânea. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
GONÇALVES, R. G. C.. O cubismo como método. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
GONÇALVES, R. G. C.. Forma e conteúdo da obra de arte. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
GONÇALVES, R. G. C.. Forma e conteúdo da obra de arte. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
GONÇALVES, R. G. C.. Gosto e cultura na Crítica do Juízo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
GONÇALVES, R. G. C.. A Teoria da Arte e a Pesquisa na Universidade. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
GONÇALVES, R. G. C.. Arte e experiência estética na Crítica do Juízo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

22.
GONÇALVES, R. G. C.. A noção de forma na Crítica do Juízo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
GONÇALVES, R. G. C.. Entre a Estética e as Teorias da Arte. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
GONÇALVES, R. G. C.. O conceito de teatralidade em Diderot. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
GONÇALVES, R. G. C.. Interrogações acerca da Teoria da Arte depois do Modernismo. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
GONÇALVES, R. G. C.. A morte da consciência moderna do tempo. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
GONÇALVES, R. G. C.. Gosto e cultura na Crítica do Juízo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
GONÇALVES, R. G. C.. Arte depois do modernismo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
GONÇALVES, R. G. C.. Pintura depois do modernismo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
GONÇALVES, R. G. C.. O problema do refinamento do gosto na Crítica do Juízo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
GONÇALVES, R. G. C.. Desdobramentos do Concretismo e do Neoconcretismo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
GONÇALVES, R. G. C.. A Educação Estética do Homem. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
GONÇALVES, R. G. C.. Natureza, Arte e Interesse. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

34.
GONÇALVES, R. G. C.. Arthur Danto Após o Fim da Arte. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
GONÇALVES, R. G. C.. Observações sobre o sentimento do belo e do sublime. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
GONÇALVES, R. G. C.. Forma e Matéria da Bela-Arte. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
GONÇALVES, R. G. C.. Modernidade modernismo: o projeto crítico de Kant e a concepção de arte em Greenberg. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
GONÇALVES, R. G. C.. Forme et beaux arts dans la Critique de la Faculté de Juger. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
GONÇALVES, R. G. C.. A Crítica da Faculdade de Julgar. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

40.
GONÇALVES, R. G. C.. Belo Natural, Belo Artístico e a Forma nos Juízos de Gosto. 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

41.
GONÇALVES, R. G. C.. Imagem e Conceito na Estética de Schopenhauer. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

42.
GONÇALVES, R. G. C.. Clement Greenberg leitor da Crítica do Juízo. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

43.
GONÇALVES, R. G. C.. Schopenhauer e o problema da imitação. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
GONÇALVES, R. G. C.. Gosto não se discute?. 2000. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

45.
GONÇALVES, R. G. C.. Schopenhauer e a crítica de Walter Benjamin à noção de representação. 1998. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
GONÇALVES, R. G. C.. Estética Doméstica. São Paulo: Editora Brasileira de Ciências (Cebrap), 2003 (Resenha).

2.
GONÇALVES, R. G. C.. Sobre as origens da escola de Nova York: 1939-1943. São Paula: Editora Brasileira de Ciências, 1994. (Tradução/Artigo).


Demais tipos de produção técnica
1.
GONÇALVES, R. G. C.. O formalismo em Kant e na Crítica de Arte. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Coletiva. 1994. Pintura.

2.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Individual. 1994. Pintura.

3.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Coletiva. 1993. Pintura.

4.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Coletiva. 1992. Pintura.

5.
GONÇALVES, R. G. C.. Sala Especial. 1990. Pintura.

6.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Coletiva. 1990. Pintura.

7.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Indiviual. 1990. Pintura.

8.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Coletiva. 1990. Pintura.

9.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Coletiva. 1989. Pintura.

10.
GONÇALVES, R. G. C.. Exposição Coletiva. 1989. Pintura.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
GONÇALVES, R. G. C.. Participação em banca de Mike Sam Chagas. Uma corografia poética dos fliperamas em Poços de Caldas. 2015. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia.

2.
GONÇALVES, R. G. C.; PIMENTEL, L. C.; AMOROSO, D.. Participação em banca de Ana Carolina Frinhani. Devir dança: virtualizações-atualizações da dança de Loie Fuller. 2015. Dissertação (Mestrado em Dança) - Universidade Federal da Bahia.

3.
SAES, S. F. A.; SUZUKI, M.; GONÇALVES, R. G. C.. Participação em banca de Alba Poliana de Souza Araújo. O conceito de ironia em Friedrich Schlegel,. 2015. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.

4.
MARTINs, M. V. G.; Artur Matuck; GONÇALVES, R. G. C.. Participação em banca de Mike Sam Chagas. Uma Corografia Poética dos Fliperamas em Poços de Caldas. 2015. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia.

5.
GONÇALVES, R. G. C.; SANTANA, K. B.; SALVIANO, J.. Participação em banca de Fabricio Santiago Almeida. Grande estilo e grande política: uma crítica à modernidade em Nietzsche. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.

6.
GONÇALVES, R. G. C.; MARTINs, M. V. G.; FORTES, H. F. S.. Participação em banca de Eliane Moniz de Aragão Simões. Tempo de fundo:a arte, o mar e algumas correspondências. 2010. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia.

7.
GONÇALVES, R. G. C.; COUTO, Edvaldo Souza; ITAPARICA, A. L. M.. Participação em banca de Julio Cesar Gomes Santos. Theodor Adorno: A Teoria Estética como Projeto de Emancipação. 2009. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.

8.
GONÇALVES, R. G. C.; HERNANDES, Maria Herminia; Maria de Fatima Morethy Couto. Participação em banca de Dilson Rodrigues Midlej. Juarez Paraiso: estruturação, abstração e expressão nos anos 1960. 2008. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia.

Teses de doutorado
1.
ROMAGNOLO. S. M.; GONÇALVES, R. G. C.; SEIXAS, A. M.; ROMANO, L. R. V.. Participação em banca de Ricardo Bezerra da Albuquerque. Auké - A ilha invisível: Pintura e Dramaturgia. 2017. Tese (Doutorado em Artes) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

2.
TACCA, F. C.; ELUF, L. A.; WEISS, L.; GONÇALVES, R. G. C.; ENTLER, R.. Participação em banca de Fábio Luiz Oliveira Gatti. A fotografia em quatro atos: narrativas improváveis sobre a imagem e sua feitura. 2013. Tese (Doutorado em Artes) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
TORRES, JCB; FARIA, PFE; TECHIO, J.; GONÇALVES, R. G. C.. Participação em banca de Virginia Helena Aragones Aita. A especie da arte em Danto: da ontologia à granulação estética do embodiment. 2013. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
João Carlos Salles; Benedito Leopoldo Pepe; GONÇALVES, R. G. C.. Participação em banca de Josevan Dutra dos Santos.Considerações sobre a Teoria das Cores: Newton, Goethe e Schopenhauer. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
GONÇALVES, R. G. C.; Queiroz, M.; Santos, E. A.. Comissão Julgadora do Edital Matilde Matos. 2009. Fundação Cultural do Estado da Bahia.

2.
João Carlos Salles; GONÇALVES, R. G. C.; José Crisóstomo da Silva. Processo Seletivo Alunos Regulares do Mestrado em Filosofia da UFBA. 2007. Universidade Federal da Bahia.

3.
GONÇALVES, R. G. C.; PARAISO, Juarez; HERNANDES, Maria Herminia; BIRIBA, Ricardo; RAMOS, Graça. Processo Seletivo do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais - UFBA. 2006. Universidade Federal da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
9o Encontro Nacional do GT de Estetica da ANPOF.debatedora. 2018. (Encontro).

2.
CAA Getty International Program Reunion. Aby Warburg and the Boundaries of Art History. 2017. (Congresso).

3.
XVII Encontro Nacional da ANPOF. Desdobramentos do formalismo: efeitos dos critérios de pureza e especificidade no minimalismo. 2016. (Congresso).

4.
III Congresso Kant. III Congresso Kant. 2001. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GONÇALVES, R. G. C.. Arte depois do modernismo. 2008. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Uriel de Souza Bezerra. Imagem, memória e política: as Bienais da Bahia. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Márcia Maria Saievicz. Visão e sentimento na experiência da pintura. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia. (Orientador).

3.
Yves Marcel de Oliveira São Paulo. A metafísica da cinefilia: uma leitura bergsoniana do cinema. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Monique Carneiro Aguiar. Do lixo televisivo à televisão de arte. Início: 2018. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia. (Orientador).

2.
Caroline Vieira Sant'Anna. Transfigurações do eu. Escritas de si: as imagens políticas no corpo-obra. Início: 2018. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia. (Orientador).

3.
André Ramos França. Teorias da Fotografia na Modernidade. Início: 2018. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia. (Orientador).

4.
Virginia de Fátima de Oliveira e Silva. A gravura na Bahia. Início: 2017. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Fábio Luiz de Oliveira Gatti. Início: 2014. Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Iniciação científica
1.
Alexandre Moreira Medrado. A Bienal da Antropofagia do ponto de vista do pós colonialismo. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Artes Plásticas) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Erck Santos Maia. A Mostra do Redescobrimento do ponto de visa do pós colonialismo. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Artes Plásticas) - Universidade Federal da Bahia, UFBA IC. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
ANGIE GLORIELA MONTIEL MUNOZ. A construção ideológica da obra plástica: uma crítica à pós-modernidade na arte. 2017. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

2.
Luciana Marcelino. Aby Warburg: contribuições para a historiografia da arte. 2016. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

3.
Rosa Bunchaft. A noiva emulsionada e os apontamentos da câmara escura: do porão à laje, um estudo em vermelho. 2016. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

4.
Daniel Prudente da Silva Ferreira. Mar Morto de Goeldi: ilustração e gravura. 2015. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

5.
Bruno Carneiro de Campos Dantas. A tapeçaria artística na Bahia nas décadas de 1960 e 1970. 2014. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

6.
Fabricio Santiago Almeida. Grande estilo e grande política: uma crítica à modernidade em Nietzsche. 2013. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

7.
Pedro Arcanjo da Silva. Bienal do Recôncavo: aspectos de uma intervenção contemporânea. 2010. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

8.
Ludmila Ribeiro da Silva Britto. A poética multimídia de Paulo Brusky. 2009. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

9.
Neila Dourado Gonçalves Maciel. A influência da Cultura Popular no processo criativo de Raimundo de Oliveira e Ieda de Oliveira. 2009. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

10.
Virginia de Fátima de Oliveira e Silva. A gravura na Bahia. 2007. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

Tese de doutorado
1.
Ludmila Ribeiro da Silva Britto. O espaço público e práticas artísticas colaborativas: um estudo de caso dos coletivos Poro e Gia. 2017. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Cintia Sobral Coelho. Crítica da Arte Pura. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

Iniciação científica
1.
Wesley Costa Moreira. O espaço na arte contemporânea. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Design) - Universidade Federal da Bahia. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

2.
Lioil Lohana Soares de Brito. O esgotamento do formalismo e o debate teórico contemporâneo. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Artes Plásticas) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

3.
Cintia Sobral Coelho. A transformação do real em Edward Hopper omo contribuição para a crítica de arte contemporânea. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

4.
Cintia sobral Coelho. Edward Hopper como precursor da Pop Art. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Filosofia) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.

5.
Paulo Vitor Santana Leal. A abstração geométrica na obra de Alfredo Volpi. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Belas Artes) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rosa Gabriella de Castro Gonçalves.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
GONÇALVES, R. G. C.2017GONÇALVES, R. G. C.. O cubismo como método. ARS, v. 15, p. 78-99, 2017.


Apresentações de Trabalho
1.
GONÇALVES, R. G. C.. A perspectiva como forma simbólica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
GONÇALVES, R. G. C.. O formalismo de Foucault. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
GONÇALVES, R. G. C.. Tensões e afinidades: Albers, Judd, e a indiferença de Greenberg. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
GONÇALVES, R. G. C.. A estética como disciplina filosófica e as questões colocadas pela teoria da arte contemporânea. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
GONÇALVES, R. G. C.. O cubismo como método. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
GONÇALVES, R. G. C.. O anacronismo dos juízos de gosto. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
GONÇALVES, R. G. C.. O caráter convencional da experiência estética. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Outras informações relevantes


Membro do College of Art Association desde 2011.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 13:23:35