Hugo Bras Martins da Costa

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0859117447580625
  • Última atualização do currículo em 22/11/2018


Doutorando em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (Iesp- Uerj) sob orientação do Prof. Dr. Carlos Roberto Sanchez Milani. Possui Mestrado em Ciências Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ (Iesp-Uerj). Atualmente é pesquisador do Laboratório de Análise Política Mundial (Labmundo) e da Plataforma de Pesquisa Latitude Sul e membro do corpo editorial do Conjuntura Latitude Sul (ISSN: 2526-5822). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Análise de Política Externa e Política Internacional, e atua principalmente nos seguintes temas: Política Externa Brasileira; Política Brasileira de Defesa; Organizações Internacionais; Resolução de Conflitos; Operações de Manutenção da Paz da ONU; Cooperação Sul-Sul. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Hugo Bras Martins da Costa
Nome em citações bibliográficas
Martins da Costa, Hugo Bras;Martins da Costa, H. B.;Costa, Hugo Bras M. da;Costa, H. B. M.;COSTA, HUGO BRAS MARTINS DA

Endereço


Endereço Profissional
Instituto de Estudos Sociais e Políticos.
Rua da Matriz, 82
Botafogo
22260100 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 22668300
URL da Homepage: http://www.iesp.uerj.br/


Formação acadêmica/titulação


2018
Doutorado em andamento em CIÊNCIA POLÍTICA.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Operações de Manutenção Paz e potências emergentes do Sul Geopolítico: uma análise comparativa entre Brasil, África do Sul e Índia no período pós-Guerra Fria,
Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2016 - 2017
Mestrado em CIÊNCIA POLÍTICA.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Política Externa Brasileira e Resolução de Conflitos: um estudo da participação brasileira na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (MINUSTAH),Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Carlos Roberto Sanchez Milani.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
2012 - 2016
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Geopolítica: Novas perspectivas teóricas e metodológicas. (Carga horária: 9h).
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
2018 - 2018
Introduction to UN Documents. (Carga horária: 3h).
United Nations Organization, UN, Estados Unidos.
2018 - 2018
Peacekeeping Research. (Carga horária: 3h).
United Nations Organization, UN, Estados Unidos.
2018 - 2018
Security Council Documentation. (Carga horária: 3h).
United Nations Organization, UN, Estados Unidos.
2018 - 2018
Workshop on Conflict Resolution, Mediation and Negatiation. (Carga horária: 8h).
United Nations Organization, UN, Estados Unidos.
2018 - 2018
General Assembly Documentation. (Carga horária: 3h).
United Nations Organization, UN, Estados Unidos.
2017 - 2017
Worshop Introdução às Bases de Dados das Nações Unidas. (Carga horária: 3h).
Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP, Brasil.
2017 - 2017
Treinamento em QGIS. (Carga horária: 10h).
Instituto Militar de Engenharia, IME, Brasil.
2016 - 2016
Métodos Qualitativos de Pesquisa em Ciências Sociais. (Carga horária: 15h).
Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP, Brasil.
2016 - 2016
Programação em R para Análise de Dados. (Carga horária: 15h).
Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP, Brasil.
2016 - 2016
Ateliê de Cartografia Temática. (Carga horária: 15h).
Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado
Outras informações
Bolsa de Doutorado CAPES

Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado
Outras informações
Bolsa Mestrado Nota 10 - FAPERJ (2017) / Bolsa Proex - CAPES (2016)


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica
Outras informações
Bolsista PIBIC-UFRJ (2014-2016) / Bolsista CNPQ (2013-2014)


Núcleo de Estudos Trabalho e Sociedade, NETS, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica
Outras informações
Integrante do Núcleo de Estudos Trabalho e Sociedade (NETS), como pesquisador, orientado pelo prof. Dr. Marco Aurélio Santana. Integrante da equipe do projeto de pesquisa: Trabalho, trabalhadores e regime ditatorial: a experiência brasileira (1964­1985), coordenado pelo prof. Dr. Marco Aurélio Santana, desenvolvido­ no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da­ Universidade Federal do Rio de Janeiro, junto ao Departamento de Sociologia e ao Programa de Pós­Graduação em Sociologia e Antropologia.


Laboratório de Análise Política Mundial, LABMUNDO, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pós-Graduando
Outras informações
Pesquisador em Política Externa em Perspectiva Comparada (África do Sul, Brasil, China, Índia, México e Turquia) / Membro da equipe de Cartografia Temática


Plataforma Latitude Sul, LATITUDE SUL, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Pós-Graduando
Outras informações
Pesquisador em Política Externa em Perspectiva Comparada (África do Sul, Brasil, China, Índia, México e Turquia) / Membro do Corpo Editorial do Conjuntura Latitude Sul: Editor Adjunto e Editor de Redação


Missão Permanente do Brasil Junto às Nações Unidas, DELBRASONU, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Capacitação Acadêmica, Enquadramento Funcional: Adviser, Carga horária: 40
Outras informações
Auxílio à Missão Permanente do Brasil junto às Nações Unidas em Nova York em atividades internas e na sede das Nações Unidas em Nova York, nas áreas de Paz e Segurança Internacional e Desarmamento.



Projetos de pesquisa


2016 - 2017
Cartografia Temática da Defesa Brasileira e seu Entorno Estratégico
Descrição: O projeto Cartografia Temática da Defesa Brasileira e seu Entorno Estratégico, visa aplicar a metodologia da cartografia temática na análise da política de defesa nacional e seu entorno estratégico (global e regional). A cartografia temática reune, de modo científico e didático, os principais temas relativos à projeção estratégica de poder do Brasil em seu entorno, utilizando-se de quantificação, demonstração gráfica e análise crítica das políticas públicas de defesa nacional. O projeto é importante diante da conjuntura de aumento da relevância do Brasil no sistema internacional e, simultaneamente, ampliação dos desafios geopolíticos e econômicos em distintas dimensões. Contudo, mesmo com o aumento do peso econômico e político do Brasil no mundo, no campo da segurança e da defesa nacional, a sensibilidade da sociedade é mais difusa, ainda que desde a criação do Ministério da Defesa em 1999, tenha avançado o diálogo entre Estado e sociedade. O projeto visa contribuir para a diminuição deste déficits de diálogo em matéria de defesa nacional e segurança internacional, partindo da premissa de que a superação dessa deficiência passa necessariamente pelo esforço de compreender, de modo espacial, a inserção estratégica do Brasil, tornando a temática mais acessível à sociedade como um todo. O Atlas da Política de Defesa e Segurança do Brasil, principal resultado esperado deste projeto, será material didático para fins de uso em disciplinas do Ensino Médio e Superior que tenham em suas análises temas internacionais, relativos à segurança global e à política de defesa, podendo beneficiar estudantes de muitas áreas do ensino médio e do ensino superior, nos campos da História, Geografia, Ciências Sociais e Ciência Política, Filosofia Política, Direito, Economia, Sociologia e mais em especial às graduações da grande área de Relações Internacionais e programas afins, como Estratégia e Defesa, Comércio Exterior. O projeto parte de uma experiência anterior (desenvolvimento do primeiro Atlas da Política Externa Brasileira, CLACSO/EdUerj, no prelo) e conta com a parceria entre dois grupos de pesquisa consolidados do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ: o Observatório Político Sul-Americano (OPSA) e o Laboratório de Análise Política Mundial (LABMUNDO). Também inclui a cooperação acadêmica com o Ateliê de Cartografia do Instituto de Estudos Políticos de Paris (Sciences Po)...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Cooperación Internacional en Haití: Tensiones y Lecciones. Los casos de Brasil, Chile y México
Descrição: Son los objectivos del Proyecto: Describir, en términos generales, los rasgos principales de la política de cooperación internacional de Brasil, de Chile y de México, según sea el caso. Dar cuenta de los antecedentes de la cooperación de Brasil, Chile y México con Haití, durante los últimos 10 años. Analizar tres ejemplos de proyectos o acciones de cooperación sur-sur. Hacer un balance de los principales resultados con base en los criterios establecidos conjuntamente para el estudio. Dar cuenta de la percepción de los actores haitianos involucrados en los casos. Sintetizar las principales lecciones aprendidas. Sintetizar las distintas lecciones aprendidas de los casos estudiados y, en general, de la Cooperación del país con Haití. Sustraer las principales recomendaciones (para el gobierno de Brasil, Chile o México y para los socios haitianos) y aspectos a tener en cuenta en el marco de las políticas de cooperación sur-sur..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Hugo Bras Martins da Costa - Integrante / Carlos Roberto Sanchez Milani - Coordenador / Katarzyna Maria Baran - Integrante.
2013 - 2016
Trabalho, trabalhadores e regime ditatorial: a experiência brasileira (1964­-1985)
Descrição: O presente projeto de pesquisa visa analisar, no período 1964­-1985, a trajetória dos trabalhadores brasileiros sob um regime de exceção. Estarão em tela, entre outros, os modelos de produção desenvolvidos no período, seus impactos sobre a vida de trabalho e organização dos trabalhadores, bem como as formas de resistências engendradas pelos trabalhadores e por seus órgãos de representação frente ao patronato e ao Estado, ai incluídas as suas articulações com a militância de grupos de esquerda. O que se espera, ao fim de tal investida, a partir do que seria uma sociologia política do trabalho, é contribuir para que a ação dos trabalhadores possa ser realçada, em termos de sua importância, no interior do ambiente ditatorial, escapando de visões já consolidadas sobre o tema que a pensa apenas como lacunar, ausente e deficitária. Pode­se dizer que muito há para se fazer no que tange aos impactos dos governos ditatoriais pós­1964 sobre o trabalho e os trabalhadores brasileiros. A forte repressão não facilitou acessos às fontes, que sobraram em meio a muitas que foram destruídas. Só mais recentemente alguns acervos estão sendo abertos, o que já tem favorecido uma série de achados acerca de outros setores sociais, embora ainda não tenham sido explorados plenamente no que tange ao mundo do trabalho. Da mesma forma, sob a repressão a dificuldade de produção e análise de documentação oral não esteve mais facilitada, só se tornando possível nos momentos mais finais do regime de exceção. A atividade de pesquisa baseia­se, principalmente, na utilização de métodos qualitativos. Além da análise da literatura geral acerca do tema, são compulsadas fontes governamentais, empresariais, sindicais e de imprensa ("grande" e "alternativa") que nos auxiliem na obtenção de informações acerca dos trabalhadores no período. Neste sentido, são de extrema importância acervos tais como Arquivo Nacional (AN), Biblioteca Nacional (BN), Arquivo Público doEstado do Rio de Janeiro (APERJ)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2016 - 2016
Curso de Extensão: Trabalho, Trabalhadores e Movimento Sindical: História e Perspectiva
Descrição: O curso de extensão "Trabalho, Trabalhadores e Movimento Sindical: História e Perspectiva" é voltado a trabalhadores, estudantes e sindicalistas e tem como objetivo oferecer uma formação sobre a trajetória do sindicalismo no Brasil e no mundo a partir de uma perspectiva crítica, baseada na produção histórica e sociológica existente. Trata-se de uma iniciativa do Núcleo de Estudos Trabalho e Sociedade (NETS/UFRJ), preocupado em aumentar os canais de diálogo entre a universidade e a sociedade e comprometido com as questões que atingem os mundos do trabalho em suas diversas facetas contemporâneas. A equipe de professores do Núcleo, composta por estudantes de graduação, mestrado e doutorado, sob a coordenação do sociólogo Marco Aurélio Santana, fará cargo das aulas ministradas ao longo do curso. Ao final dele, a expectativa é que a relação estabelecida com a universidade possa contribuir para qualificar o movimento sindical para enfrentar os desafios atuais existentes no meio sindical e nas relações entre capital e trabalho, de forma mais ampla, bem como possa contribuir com as experiências colocadas para formação docente dos integrantes do Núcleo e para a formação acadêmica dos alunos da UFRJ..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Hugo Bras Martins da Costa - Integrante / Marco Aurélio Santana - Coordenador / Yasmim Motta de Aquino - Integrante / Mayra Cristine Pessoa Antas - Integrante / Alexandre Barbosa Fraga - Integrante / Sabrina de Oliveira Moura Dias - Integrante / Alejandra Estevez - Integrante / Carlos Takashi - Integrante / Júlia Aguiar - Integrante / Keila Lúcio de Carvalho - Integrante / Lucas Corrêa - Integrante / Luís Berner - Integrante / Natália Cindra - Integrante / Roberta Corôa - Integrante / Thiago Brandão - Integrante.


Membro de corpo editorial


2017 - 2018
Periódico: Conjuntura Latitude Sul
2017 - Atual
Periódico: Conjuntura Latitude Sul


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Ciência Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Análise de Política Externa.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2017
Diploma de Dignidade Acadêmica MAGNA CUM LAUDE em Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
2017
Bolsa Mestrado Nota 10, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ).
2014
Diplomas de Español como Lengua Extranjera (DELE) NIVEL C1, Instituto Cervantes (Ministerio de Educación y Ciencia de España).
2014
Melhor Trabalho da Mesa, XXXVI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ.
2013
Melhor Trabalho da Mesa, XXXV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
COSTA, HUGO BRAS MARTINS DA2018COSTA, HUGO BRAS MARTINS DA. Destined for War: Can America and China Escape Thucydides's Trap?. BRAZILIAN POLITICAL SCIENCE REVIEW, v. 12, p. 1-6, 2018.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
LIMA, M. R. S. ; MILANI, Carlos R. S ; DUARTE, R. S. ; ALBUQUERQUE, M. R. A. ; ACACIO, I. D. P. ; CARVALHO, T. C. O. ; FREITAS, F. J. M. ; FARIA, N. N. G. ; COSTA, M. G. ; Martins da Costa, Hugo Bras ; SILVA, J. P. L. . Atlas da Política Brasileira de Defesa. 1. ed. Buenos Aires: CLASO, 2017.

Capítulos de livros publicados
1.
MILANI, Carlos R. S ; BARAN, K. ; Martins da Costa, H. B. . La cooperación brasileña para el desarrollo en Haití desde 2010: actores, intereses y resultados. In: Gabriela Sánchez Gutiérrez; Randolph Gilbert. (Org.). Cooperación internacional en Haití: tensiones y lecciones. Los casos de Brasil, Chile y México. 1ed.Ciudad de México: Instituto de Investigaciones Dr. José María Luis Mora, 2017, v. , p. 89-152.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Martins da Costa, Hugo Bras. Trabalhadores, sindicatos e Ditadura Militar: a experiência do sindicato dos bancários do Rio de Janeiro. In: I Jornada de Estudos Marxistas da UFRJ, 2014, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos I Jornada de Estudos Marxistas da UFRJ, 2014.

2.
Martins da Costa, Hugo Bras; AQUINO, Y. M. ; SILVEIRA, M. L. A. . Os trabalhadores brasileiros e suas organizações frente ao Regime Militar. In: XXXV Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 2014, Rio de Janeiro. Revista do CFCH, 2013.

Apresentações de Trabalho
1.
Martins da Costa, H. B.. BRICS and United Nations Peacekeeping Operations. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
Martins da Costa, Hugo Bras. A participação brasileira nas Operações de Paz da ONU. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Martins da Costa, Hugo Bras. O Brasil e as Operações de Paz da ONU. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Martins da Costa, Hugo Bras; LIMA, M. R. S. ; DUARTE, R. S. . Lançamento do Atlas da Política Brasileira de Defesa. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
Martins da Costa, H. B.. Operações de Paz da ONU. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Martins da Costa, Hugo Bras; AQUINO, Y. M. ; GARCIA, J. B. A. ; ANTAS, M. C. P. . TRABALHADORES, SINDICATOS E DITADURA MILITAR: OS BANCÁRIOS E AS NOVAS FORMAS DE LUTA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
Martins da Costa, Hugo Bras; AQUINO, Y. M. . XXXVI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ - TRABALHO, TRABALHADORES E REGIME DITATORIAL: A EXPERIÊNCIA DO SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO RIO DE JANEIRO (1964-1968). 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
Martins da Costa, Hugo Bras. Trabalhadores, sindicatos e Ditadura Militar: a experiência do sindicato dos bancários do Rio de Janeiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
Martins da Costa, Hugo Bras. Revista Habitus - Os trabalhadores urbanos brasileiros e suas organizações no período do Governo Castelo Branco. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
Martins da Costa, Hugo Bras; AQUINO, Y. M. ; SILVEIRA, M. L. A. . XXXV Jornada de Iniciação Ciêntifica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ - Os trabalhadores brasileiros e suas organizações frente ao regime militar. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
Martins da Costa, Hugo Bras. Eleições e Operações de Manutenção da Paz da ONU 2018 (Site IESP nas Eleições).

2.
Martins da Costa, H. B.; COSTA, M. G. . Há Ideologização da Política Externa Brasileira? 2018 (Site IESP nas Eleições).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
Martins da Costa, Hugo Bras; Lená Medeiros de Menezes ; Haroon Aziz . Refugiados. 2017.

2.
Martins da Costa, Hugo Bras; ROSAS, J. . Gobierno Temer significa ataques a los derechos de los trabajadores. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
Martins da Costa, Hugo Bras; PASSARINHO, P. ; COSTA, S. ; SOARES, K. ; MELO, P. . Programa Faixa Livre sobre Processo de Impeachment e Governo Temer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº1/02, Ed. Jan-Fev. 2018). 2018. (Editor/ Editoração de Redação).

2.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº2/02, Ed. Mar. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

3.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº3/02, Ed. Abr. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

4.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº4/02, Ed. Mai. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

5.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº5/02, Ed. Jun. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

6.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº6/02, Ed. Jul. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

7.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº7/02, Ed. Ago. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

8.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº/08, Ed. Set. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

9.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº/09, Ed. Out. 2018). 2018. (Editoração de Redação).

10.
Martins da Costa, H. B.. Conjuntura Latitude Sul (nº1, Ed. Jan. 2017). 2017. (Editoria de Redação).

11.
Martins da Costa, H. B.. Conjuntura Latitude Sul (nº2, Ed. Fev. 2017). 2017. (Editoração de Redação).

12.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº3, Ed. Mar. 2017). 2017. (Editoração de Redação).

13.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº4, Ed. Abr. 2017). 2017. (Editoração de Redação).

14.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº5, Ed. Mai. 2017). 2017. (Editoração de Redação).

15.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº6, Ed. Jun. 2017). 2017. (Editoração de Redação).

16.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº7, Ed. Jul. 2017). 2017. (Editor/ Editoração de Redação).

17.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº8, Ed. Ago. 2017). 2017. (Editor/ Editoração de Redação).

18.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº9, Ed. Set. 2017). 2017. (Editor/ Editoração de Redação).

19.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº10, Ed. Out. 2017). 2017. (Editor/ Editoração de Redação).

20.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº12, Ed. Dez. 2017). 2017. (Editor/ Editoração de Redação).

21.
Martins da Costa, Hugo Bras. Conjuntura Latitude Sul (nº11, Ed. Nov. 2017). 2017. (Editor/ Editoração de Redação).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
2018 BRICS Defense and Development Workshop.BRICS and United Nations Peacekeeping Operations. 2018. (Oficina).

2.
Challenges of Engagement in Humanitarian Protection. 2018. (Outra).

3.
Índia em Perspectivas. 2018. (Simpósio).

4.
International Scholar Panel Discussion at Columbia University: Crime Prevention and Digital Migration: Perspectives in International Affairs and Media Studies. 2018. (Outra).

5.
Lecture by Prof. Sakiko Fukuda-Parr. 2018. (Outra).

6.
Lecture with Professor Albert Fishlow. 2018. (Outra).

7.
As perspectivas futuras da participação do Brasil em Operações de Paz. 2017. (Seminário).

8.
Brasil no Haiti, um caso de sucesso. 2017. (Simpósio).

9.
I Congresso Acadêmico sobre o Sistema ONU. O Brasil e as Operações de Paz da ONU. 2017. (Congresso).

10.
Uma nova agenda de Defesa Nacional para o Brasil. 2017. (Seminário).

11.
A Grande estratégia do Brasil. 2016. (Outra).

12.
A atuação do Brasil nas Operações de Paz da ONU: situação atual e perspectivas futuras. 2015. (Seminário).

13.
Bertrand Badie: A humilhação como parâmetro das relações internacionais. 2015. (Outra).

14.
Michael Burawoy: Os movimentos sociais na era da precarização. 2015. (Outra).

15.
Ordem Mundial, Desigualdades e legitimidade: que papel para as potências emergentes?. 2015. (Seminário).

16.
XXXVII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ. TRABALHADORES, SINDICATOS E DITADURA MILITAR: OS BANCÁRIOS E AS NOVAS FORMAS DE LUTA. 2015. (Congresso).

17.
2º Testemunho da Verdade do Sindicato dos Bancários do Rio. 2014. (Outra).

18.
Homenagem ao centenário de vida do Professor Evaristo de Moraes Filho. 2014. (Outra).

19.
XXXVI Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ. TRABALHO, TRABALHADORES E REGIME DITATORIAL: A EXPERIÊNCIA DO SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO RIO DE JANEIRO (1964-1968). 2014. (Congresso).

20.
1º Testemunho da Verdade do Sindicato dos Bancários do Rio. 2013. (Outra).

21.
IV Conselho Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais.Estatuto da Articulação Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais (ANECS). 2013. (Outra).

22.
Mudar o Mundo: A geração 'à rasca' e os movimentos sociais numa Europa em ruptura social. 2013. (Outra).

23.
Novas Formas de Engajamento na Atualidad.Os trabalhadores urbanos brasileiros e suas organizações no período do Governo Castelo Branco. 2013. (Outra).

24.
O IFCS e a Ditadura Militar: Entrevista pública com Marly Vianna. 2013. (Outra).

25.
Seminário CLT 70 anos. 2013. (Seminário).

26.
Seminário Marx: a Criação Destruidora. 2013. (Seminário).

27.
Testemunho da Verdade - 40 anos do desaparecimento de Honestino Guimarães. 2013. (Outra).

28.
XXXV Jornada de Iniciação Ciêntifica, Tecnológica, Artística e Cultural da UFRJ. Os trabalhadores brasileiros e suas organizações frente ao regime militar. 2013. (Congresso).

29.
XXVII Encontro Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais.Democracia e Educação: Libertar para Romper Fronteiras. 2012. (Encontro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 15:30:48