Laís Beiriz Rocha Suhett

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9821885420321908
  • Última atualização do currículo em 18/10/2017


Possui graduação em Psicologia pelo Centro Universitário de Vila Velha (2009). Especialização em Neuropsicologia pelo Centro Universitário Vila Velha (2011) e Mestra em Análise do Comportamento pela Universidade Estadual de Londrina (2017) . Tem experiência na área de Psicologia, com enfase em Psicologia clínica infantil, Neuropsicologia, Psicologia Escolar e Análise experimental do Comportamento. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Laís Beiriz Rocha Suhett
Nome em citações bibliográficas
SUHETT, L.B.R;ROCHA, L.B


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2017
Mestrado em Análise do Comportamento.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Título: Análise do Comportamento e formação de pedagogos: contribuições a partir do exame das Diretrizes Curriculares Nacionais,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Nádia Kienen.
Palavras-chave: Análise do comportamento; Pedagogia; Programação de ensino.
2017
Especialização em andamento em Transtornos Alimentares, Obesidade e Cirurgia Bariátrica. (Carga Horária: 420h).
Faculdade Unyleya, FU, Brasil.
2010 - 2012
Especialização em Neuropsicologia e Reabilitação Cognitiva.
Universidade Vila Velha, UVV, Brasil.
Título: A importância a avaliação Neuropsicologica para o diagnóstico precoce dos Transtornos de linguagem.
Orientador: Luziene Biassuti.
2005 - 2009
Graduação em Psicologia.
Universidade Vila Velha, UVV, Brasil.
Título: A Teoria do Amadurecimento e a Clínica Winnicottiana: Uma revisão bibliográfica.
Orientador: Luciana Bicalho Reis.




Formação Complementar


2013
Mestrado em Análise do Comportamento. (Carga horária: 40h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
2013
English Course. (Carga horária: 30h).
Minds, MINDS, Brasil.
2013
English Couse. (Carga horária: 40h).
MINDS ENGLISH SCHOOL, IISM, Brasil.
2017 - 2017
Módulo 2: A tutoria e o papel do Tutor. (Carga horária: 10h).
UNIVERSIDADE KROTON, UK, Brasil.
2017 - 2017
Terapia analítico comportamental infantil: análise de casos clínicos.
ABPMC - Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental, ABPMC, Brasil.
2017 - 2017
Módulo 3: Prática pedagógica e Técnicas para a Tutoria na Modalidade a Diis. (Carga horária: 15h).
UNIVERSIDADE KROTON, UK, Brasil.
2017 - 2017
Módulo 1: A modalidade EAD e suas Especificidades. (Carga horária: 15h).
UNIVERSIDADE KROTON, UK, Brasil.
2017 - 2017
Diagnóstico, curso e tratamento de transtornos alimentares. (Carga horária: 8h).
ATITUDE CURSOS, AC, Brasil.
2017 - 2017
Processos Educacionais pautados em metodologia ativas.
ABPMC - Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental, ABPMC, Brasil.
2017 - 2017
REDAÇÃO CIENTÍFICA. (Carga horária: 10h).
UNIVERSIDADE KROTON, UK, Brasil.
2016 - 2016
FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO INCLUSIVA. (Carga horária: 10h).
UNIVERSIDADE KROTON, UK, Brasil.
2016 - 2016
POR QUE ACADÊMICOS NÃO ESCREVEM? TEORIA E INTERVENÇÃO COMPORTAMENTAL DO BLO. (Carga horária: 4h).
ABPMC - Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental, ABPMC, Brasil.
2015 - 2015
As relações familiares e a promoção de comportamentos saudáveis: a família. (Carga horária: 4h).
Sociedade Brasileira de Psicologia, SBP, Brasil.
2015 - 2015
Modelos Experimentais de Recaida. (Carga horária: 4h).
Sociedade Brasileira de Psicologia, SBP, Brasil.
2007 - 2007
Psicologia e Interfaces com o Direito. (Carga horária: 6h).
Universidade Vila Velha, UVV, Brasil.
2006 - 2006
Introdução ao Psicodrama Clínico.. (Carga horária: 16h).
Conselho Federal de Psicologia, CFP, Brasil.
2006 - 2006
TRANSTORNOS INVASIVOS. (Carga horária: 3h).
Universidade Vila Velha, UVV, Brasil.
2006 - 2006
Clínica Infantil - WINNICOTT. (Carga horária: 3h).
Universidade Vila Velha, UVV, Brasil.


Atuação Profissional



Centro Marista Marcelino Champagnat, CMMC, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20
Outras informações
Estágio curricular obrigatório básico


Rede Exemplo de ensino, REE, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2013
Vínculo: Prestadora de serviço, Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 10


Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, SEFRAS, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 15
Outras informações
Fui estagiária dentro do Projeto: Casa Franciscana - Plantão Psicológico.


Psicoespaço, PSP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20


Associação de pais e amigos dos exepcionais, APAE, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 30
Outras informações
Estágio curricular obrigatório Supervisionado


Centro Médico, CM, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2013
Vínculo: Sublocatária, Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 40


Instituto Innove - Análise do Comportamento e Saúde,, INNOVE, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Sublocatária, Enquadramento Funcional: Psicóloga


Kroton Educacional, KE, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Tutora Eletrônica, Carga horária: 30



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Elaboração e avaliação de programas de capacitação para desenvolver novos comportamentos em diferentes contextos sociais
Descrição: Planejar uma capacitação profissional, independente do contexto em que a atuação profissional ocorra, exige caracterizar necessidades sociais da população e possibilidades de atuação derivadas dessas necessidades. Isso implica em, mais do que definir ?conteúdos? ou informações a serem apresentadas, definir as classes de comportamentos profissionais ou competências a serem desenvolvidas pelo aprendiz a fim de que ele possa atuar no contexto com o qual se depara, transformando a realidade por meio de sua atuação. A Análise do Comportamento, por meio de seus princípios e procedimentos, tem contribuições relevantes para o planejamento e desenvolvimento de capacitações que possibilitam o desenvolvimento de novos comportamentos. Uma dessas tecnologias é a Programação de Ensino, cuja ênfase está no processo de programar contingências para desenvolver novos comportamentos, sendo constituída por uma série de classes de comportamentos que iniciam com a descoberta dos comportamentos-objetivo a serem desenvolvidos pelo aprendiz e finaliza com o processo de avaliação e de aperfeiçoamento do processo de aprendizagem e dos próprios procedimentos de ensino. Vale destacar que é uma tecnologia que pode ser utilizada em quaisquer contextos em que seja requerida a aprendizagem de comportamentos, não se restringindo a contextos formais de ensino. Este projeto tem como objetivos elaborar e avaliar programas de capacitação para desenvolver novos comportamentos em diferentes contextos sociais, sendo realizado em quatro etapas. Na Etapa 1 será feita identificação e sistematização de comportamentos constituintes do perfil caracterizador da atuação do aprendiz no contexto social no qual deverá atuar, organizando os comportamentos identificados conforme seus graus de complexidade. A Etapa 2 consistirá na elaboração de programa de capacitação e será realizada com base nos comportamentos sistematizados na Etapa 1, em que serão propostos materiais didáticos e/ou programas de treinamento em que serão definidos, com base nos comportamentos identificados e sistematizados na Etapa 1, as contingências de ensino a serem apresentadas aos aprendizes (unidades de aprendizagem, atividades a serem desenvolvidas, quantidade de sessões, estratégias de avaliação). Na Etapa 3 será aplicado o programa de capacitação elaborado na Etapa 2. Na Etapa 4 será feita avaliação do programa de capacitação. Serão aplicados instrumentos de pré e pós-teste para avaliar a eficiência dos programas de capacitação desenvolvidos, de modo a identificar aspectos do programa que podem ser mantidos e aspectos que necessitam de aperfeiçoamentos. Análises relativas à natureza dos comportamentos identificados como constituintes do perfil profissional caracterizado serão feitas a fim de sistematizá-los em conjuntos, de acordo com seus graus de complexidade. Esses graus de complexidade serão organizados a partir das seguintes categorias: o que fazer, como fazer, com que fazer, em que situações fazer e o que precisa decorrer do fazer. A análise dos resultados obtidos nos instrumentos de pré e pós-teste serão avaliados por meio de escala tipo Likert a fim de classificar o desempenho dos participantes antes e depois da capacitação. Essas escalas serão construídas conforme as características de cada comportamento desenvolvido. Será feita análise do desempenho do grupo e do desempenho individual dos participantes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Laís Beiriz Rocha Suhett - Integrante / Nádia Kienen - Coordenador / Shimeny Michelato - Integrante / Natália Ladeira - Integrante / Nayara Janaína Machado Neri - Integrante.
2012 - 2015
SOFTWARE ?ENSINO? PARA CAPACITAÇÃO EM ANÁLISE DO COMPORTAMENTO: AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA ENTRE DUAS VERSÕES
Descrição: OS ESTUDOS DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO RELACIONADOS A PROCESSOS EDUCACIONAIS COM FOCO EM PROCESSOS INSTRUCIONAIS EFETIVOS VÊM SENDO APRESENTADOS DESDE ANTES DA DÉCADA DE 70. MESMO HÁ MUITO TEMPO SENDO SUSTENTADO QUE OS ORGANISMOS APRENDEM, PRINCIPALMENTE, AO PRODUZIR MODIFICAÇÕES AMBIENTAIS, ALGUMAS TÉCNICAS ESPECIAIS PARA ARRANJAR CONTINGÊNCIAS SÓ COMEÇARAM A SER UTILIZADAS MAIS RECENTEMENTE E, UMA VEZ ARRANJADAS AS CONTINGÊNCIAS QUE RESULTAM EM CONSEQUÊNCIAS CHAMADAS REFORÇADORAS, AS TÉCNICAS PERMITEM QUE O COMPORTAMENTO DE UM ORGANISMO SEJA MODELADO. O USO DO COMPUTADOR NA NOSSA CULTURA TEM SE MOSTRADO ÚTIL NESTE PROCESSO DE ARRANJO FAVORECEDOR AO ENSINO, POSSIBILITANDO A CONSTRUÇÃO DE SOFTWARES QUE CONTROLEM AS VÁRIAS SEQUÊNCIAS DE SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM QUE SÃO APRESENTADAS. O SOFTWARE ?ENSINO? É UM INSTRUMENTO INFORMATIZADO INTERATIVO UTILIZADO COM PAIS, PROFISSIONAIS E PROFESSORES NA MUDANÇA DE SEUS COMPORTAMENTOS (AQUELES RELACIONADOS À MODIFICAÇÃO DO AMBIENTE QUE SERVE DE ESTÍMULO PARA A CRIANÇA SE COMPORTAR) ENQUANTO EM INTERAÇÃO COM CRIANÇAS QUE APRESENTAM COMPORTAMENTOS SOCIALMENTE INADEQUADOS, POR MEIO DA APRENDIZAGEM DE CONCEITOS E PRINCÍPIOS DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO, EM ESPECIAL OS CONCEITOS DE ANÁLISE FUNCIONAL E REFORÇO DIFERENCIAL DE COMPORTAMENTOS ALTERNATIVOS. A PARTIR DOS RESULTADOS OBTIDOS POR OUTROS PESQUISADORES QUE UTILIZARAM ESTE MESMO PROGRAMA, ESTE TRABALHO TERÁ COMO OBJETIVO AVALIAR A EFICÁCIA DE DUAS VERSÕES DO SOFTWARE ?ENSINO? PARA CAPACITAÇÃO EM ANÁLISE DO COMPORTAMENTO. O ESTUDO 1 SERÁ CONSTITUÍDO PELO LEVANTAMENTO REFERENCIAL DE ARTIGOS PUBLICADOS EM BASES ELETRÔNICAS QUE APRESENTEM O USO DE SOFTWARES PARA O ENSINO DE CONCEITOS DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO. O ESTUDO 2 SERÁ DIVIDIDO EM TRÊS ETAPAS, SENDO A ETAPA 1 CONSTITUÍDA PELA CONSTRUÇÃO DAS SITUAÇÕES DA NOVA VERSÃO DO SOFTWARE A PARTIR DE CRITÉRIOS PRÉ ESTABELECIDOS PELO PESQUISADOR, A ETAPA 2, COMPOSTA PELA MODIFICAÇÃO NA PROGRAMAÇÃO, POSSIBILITANDO NOVAS UTILIZAÇÕES DO SOFTWARE, E A ETAPA 3 SERÁ COMPOSTA POR PRÉ-INTERVENÇÃO, INTERVENÇÃO E PÓS-INTERVENÇÃO, UMA COMPARAÇÃO DA NOVA VERSÃO DO SOFTWARE COM A VERSÃO 1.9 DO SOFTWARE ?ENSINO?. OS DADOS SERÃO ANALISADOS ESTATISTICAMENTE, TANTO EM GRUPO QUANTO INDIVIDUALMENTE..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Laís Beiriz Rocha Suhett - Integrante / Silvia Aparecida Fornazari - Coordenador / Aline Fernanda de Campos - Integrante / Bruno Henrique de Souza Guerra - Integrante / Carolina Lopes Tamberline - Integrante / Eduardo Yuddi Huss - Integrante / Isadora Camargo Cardoso - Integrante / Raissa Ortega dos Santos - Integrante / Tamara Regina Souza Marques - Integrante / Thais Santiago Marino - Integrante / Victor Hugo Basseto - Integrante.
2012 - Atual
Avaliação da eficiência de um programa de capacitação para desenvolver o comportamento de estudar textos acadêmicos de estudantes de graduação em Psicologia
Descrição: Muitos estudantes ingressam no ensino superior com repertório de comportamentos de estudar incompatível com as novas exigências do ensino superior (Silva & Santos, 2004). Pesquisas com relação ao estudar no ensino superior são mais escassas, se comparadas àquelas realizadas em relação a outros níveis de ensino (Burochovitch, 2007) e as encontradas dizem respeito à intervenção em estratégias de aprendizagem focadas no uso da metacognição em atividades de leitura em sala de aula e à intervenção em estratégias de estudo e de leitura (Rodrigues, 1999; Sampaio; Santos, 2004; Santos, 1997; Silva; Santos, 2004 citado por Burochovitch, 2007). Os resultados demonstram a melhora do desempenho cognitivo e escolar dos estudantes que participaram desses estudos, o que evidencia a relevância de estudos que possibilitem desenvolver, aplicar e avaliar programas de capacitação referentes ao comportamento de estudar de estudantes de ensino superior. Estudar pode ser compreendido como um processo comportamental complexo, constituído por diversos outros comportamentos menos complexos (pré-requisitos). Na literatura em que esse fenômeno é examinado, ele comumente é dividido em estratégias de pré-estudo, de estudo e de pós-estudo. Viecili et al. (2010), objetivando capacitar estudantes de graduação a aperfeiçoarem seus comportamentos de estudo, identificaram 310 comportamentos constituintes do estudar (94 de pré-estudo, 171 de estudo e 45 de pós-estudo). Ao sistematizarem esses comportamentos para avaliar o grau de abrangência e as relações entre os mesmos, identificaram que há a necessidade de descobrir comportamentos intermediários a vários dos comportamentos identificados a fim de propor um programa de capacitação que promova o desenvolvimento desses comportamentos de maneira mais sistemática e completa. O objetivo desta pesquisa é avaliar a eficiência de um programa de capacitação para desenvolver o comportamento de estudar textos acadêmicos de estudantes de graduação em psicologia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Laís Beiriz Rocha Suhett - Integrante / Silvia Aparecida Fornazari - Integrante / Nádia Kienen - Coordenador.


Projetos de extensão


2008 - 2008
Seleção e Orientação Profissional
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Laís Beiriz Rocha Suhett - Coordenador / Monica Colla - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
KIENEN, N.2017KIENEN, N. ; SAHAO, F. T. ; ROCHA, L.B ; GOMES, N. ; MICHELATO, S. ; PRIETO, T. . Comportamentos pré-requisitos do ?Estudar textos em contexto acadêmico?. Revista Psicologia CES, v. 10, p. 28-49, 2017.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SUHETT, L.B.R. Como estudar de forma eficaz?. Informativo Instituto Innove.

Apresentações de Trabalho
1.
SUHETT, L.B.R; KIENEN, N. ; GOMES, N. ; MICHELATO, S. ; ORTOLAN, M. L. M. . AvALIAÇÃO DE UMA CAPACITAÇÃO PARA DESENVOLVER COMPORTAMENTOS DE ESTUDO EM ALUNOS DE PSICOLOGIA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SUHETT, L.B.R; KIENEN, N. ; HAYDU, V. B. . As contribuições da Análise do Comportamento para a formação de pedagogos: uma revisão bibliográfica. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SUHETT, L.B.R; KIENEN, N. ; CARVALHO, G. ; GONCALVES, V. . Organização e motivação para estudar: como pais e professores podem auxiliar?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
SUHETT, L.B.R; KIENEN, N. ; FORNAZARI, S. A. ; FERREIRA, C. H. . Comportamentos pré requisito de estudar textos acadêmicos: O que pode ser intensificado a partir da literatura existente?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SUHETT, L.B.R; REIS, Luciana Bicalho . A teoria do Amadurecimento e a Clínica Winnicottiana: Uma revisão teórica. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
COLLA, M. ; SUHETT, L.B.R . Seleção e Orientação Profissional. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SUHETT, L.B.R. Dislexia: A importância de um diagnóstico precoce. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
SUHETT, L.B.R; KIENEN, N. ; CARVALHO, G. ; GOMES, N. ; MICHELATO, S. ; GONCALVES, V. . Gerenciamento de tempo. 2013. .



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXVI Encontro Brasileiro de Psicologia e Medicina Comportamental,. 2017. (Congresso).

2.
XXVI Encontro Brasileiro de Psicologia e Medicina Comportamental,. ?Classes de comportamentos do perfil básico do Pedagogo propostas nas diretrizes curriculares do Curso de Pedagogia?. 2017. (Congresso).

3.
Encontro Brasileiro de Psicologia e Medicina Comportamental. AVALIAÇÃO DE UMA CAPACITAÇÃO PARA DESENVOLVER COMPORTAMENTOS DE ESTUDO EM ALUNOS DE PSICOLOGIA. 2016. (Congresso).

4.
Encontro Brasileiro de Psicologia e Medicina Comportamental. 2016. (Congresso).

5.
Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia. 2015. (Congresso).

6.
Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia. As contribuições da Análise do Comportamento para a formação de pedagogos: uma revisão bibliográfica. 2015. (Congresso).

7.
III Congresso de Psicologia e Análise do comportamento. 2014. (Congresso).

8.
III Congresso Nacional de Psicologia e VI Congresso de Psicologia da UniFil. 2013. (Congresso).

9.
IV Congresso de Psicologia da UEL & I Oficina do Pró saúde III: A Psicologiae suas interfaces. 2013. (Congresso).

10.
Jornada de Análise do Comportamento da UEL. 2013. (Congresso).

11.
Sentimentos de autoestima,autoconfiança e responsabilidade,na perspectiva da da TCR. 2013. (Seminário).

12.
IX Semana de Psicologia ?Comportamento, Subjetividade, Emoção: Novas Tendências?..Teoria do amadurecimento e a Clínica Winnicottiana: Uma revisão teórica. 2010. (Outra).

13.
Seminário Clínico Internacional. 2008. (Seminário).

14.
VI Jornada Científica UVV.Seleção e orientação profissional. 2008. (Outra).

15.
VI Congresso Brasileiro de Psicologia do Desenvolvimento. 2007. (Congresso).

16.
II Congresso de Psicologia:Ciencia e Profissão. 2006. (Congresso).

17.
V Semana da Psicologia UVV. 2006. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SUHETT, L.B.R. Seleção e orientação. 2008. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
SUHETT, L.B.R; KIENEN, N. ; GOMES, N. ; MICHELATO, S. ; ORTOLAN, M. L. M. . AvALIAÇÃO DE UMA CAPACITAÇÃO PARA DESENVOLVER COMPORTAMENTOS DE ESTUDO EM ALUNOS DE PSICOLOGIA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Cursos de curta duração ministrados
1.
SUHETT, L.B.R; KIENEN, N. ; CARVALHO, G. ; GOMES, N. ; MICHELATO, S. ; GONCALVES, V. . Gerenciamento de tempo. 2013. .




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 09/12/2018 às 18:29:36