Nicole Aguilar Gayard

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0282610412665401
  • Última atualização do currículo em 19/06/2018


Possui bacharelado em Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo (2008) com período-sanduíche na França (École Normale Supérieure de Cachan); Mestrado em Política Científica e Tecnológica pela Universidade Estadual de Campinas (2011) e Doutorado em Política Científica e Tecnológica pela mesma Universidade (2016), com período-sanduíche em Harvard (Havard Kennedy School), na área de Science and Technology Studies. Seus interesses de pesquisa se relacionam às dinâmicas da ciência e do desenvolvimento nas Relações Internacionais, especificamente no que se refere às relações e cognições tecidas entre países em desenvolvimento e organizações internacionais, ao propor modelos de gestão internacional voltados ao desenvolvimento. As análises realizadas nos trabalhos de Mestrado e Doutorado enfocaram as mudanças provocadas nos níveis social e institucional dos Estados. Tem interesse nos seguintes temas de pesquisa: cooperação internacional, ajuda internacional ao desenvolvimento, difusão de C&T, relações Estado e ciência, BRICS. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nicole Aguilar Gayard
Nome em citações bibliográficas
GAYARD, N. A.


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em Política Científica e Tecnológica.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Harvard University (Orientador: Sheila Jasanoff).
Título: A COOPERAÇÃO SUL-SUL EM SAÚDE BRASILEIRA: CONSIDERANDO CONHECIMENTOS, IMAGINÁRIOS E PRÁTICAS DE UMA POLÍTICA INTERNACIONAL, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Maria Conceição da Costa.
Coorientador: Philip Macnaghten.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Cooperação técnica internacional; Imaginários sociotécnicos; Saúde global.
Grande área: Ciências Humanas
2009 - 2011
Mestrado em Política Científica e Tecnológica.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: DINÂMICAS DE CONHECIMENTO NA COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PARA O MEIO AMBIENTE: UMA ANÁLISE DO ÔNIBUS MOVIDO A HIDROGÊNIO NO BRASIL COM RECURSOS DO FUNDO PARA O MEIO AMBIENTE MUNDIAL (GEF),Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Maria Conceição da Costa.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Cooperação Internacional; Meio Ambiente; Global Environmental Facility (GEF).
2004 - 2008
Graduação em Bacharelado em Relações Internacionais.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em École Normale Supérieure de Cachan (Orientador: Fréderic Attal).
Título: A Paradiplomacia da cidade de São Paulo: uma análise da inserção internacional da cidade (iniciação científica).
Orientador: Tullo Vigevani.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento, CEBRAP, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Pública.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas / Especialidade: Análise do Processo Decisório.


Formação Complementar


2017 - 2017
Discourse analysis and the environment. (Carga horária: 16h).
Wageningen University, WUR, Holanda.
2015 - 2015
Technical change and Industrial Dynamics as Evolut. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora substituta vinculada ao Curso de Relações Internacionais. Disciplinas ministradas: "Economia Política" e "Economia Política do Desenvolvimento da América Latina". Atividades de Pesquisa.

Atividades

04/2017 - 12/2017
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia Política
Economia Política do Desenvolvimento da América Latina
Instituições Econômicas e Políticas Internacionais
Laboratório de Pesquisa em Relações Internacionais I - Análise de Política Externa
Política Externa Brasileira II

Centro Universitário Fundação Santo André, CUFSA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 2
Outras informações
Professora do curso de Relações Internacionais. Disciplina ministrada: "Estados, Regimes e Formas de Governo" (conceitos introdutórios de Ciência Política e Relações Internacionais). Participação em reuniões do Colegiado do Curso de Relações Internacionais

Atividades

08/2016 - Atual
Ensino, Relações Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estados, Regimes e Formas de Governo

Harvard University, HARVARD, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Visiting Scholar, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisadora visitante da Kennedy School of Government, inserida no programa Science and Technology and Society at Havard, sob coordenação da Prof. Dra. Sheila Jasanoff. Durante este período, assisti às aulas semanais ministradas pela Profª. Drª. Sheila Jasanoff - "Science, Power and Politics" que discutiu conceitos e literaturas sobre os Estudos Sociais da Ciência e Ciência Política em torno de uma perspectiva política do conhecimento científico nas sociedades contemporâneas. Também participei de reuniões semanais do Grupo de pesquisadores associados ao Centro, com a apresentação de trabalho doutoral e discussão de outros trabalhos apresentados. Por fim, destacam-se as palestras semanas de trabalhos concluídos na área de Estudos Sociais da Ciência, sob uma perspectiva política da ciência. Durante o período de participação no Programa, o trabalho doutoral foi acompanhado pela Profª. Drª. Sheila Jasanoff.

Atividades

08/2015 - 12/2015
Pesquisa e desenvolvimento , John F. Kennedy School of Government, .

Linhas de pesquisa
Imaginários sociotécnicos

Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Programa de Estágio em Docência, Carga horária: 4
Outras informações
Programa de Estágio Docente no Departamento de Política Científica e Tecnológica, para as disciplinas GT 001 - Ciência, Tecnologia e Sociedade (1º semestre de 2013) e GT 505 - Recursos Naturais, meio ambiente e desenvolvimento. O estágio de docência contemplou atividades didáticas, condução de três aulas do programa a diferentes turmas, atendimento aos alunos e correção de exercícios extra-classe, organização de material e controle de presença.

Atividades

03/2009 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Geociências da UNICAMP, .

03/2015 - 07/2015
Ensino, Política Científica e Tecnológica, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
CT 050 - The governance of Science and Technology (auxiliar do Prof. Phil Macnaghten)
03/2014 - 07/2014
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
GT 505 - Recursos Naturais, meio ambiente e desenvolvimento
03/2013 - 07/2013
Ensino, Programa de Formação Interdisciplinar Superior, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
GT 001 - Ciência, Tecnologia e Sociedade

Centro de Estudos de Cultura Contemporânea, CEDEC, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Pesquisadora em iniciação científica

Atividades

05/2005 - 12/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Equipe Relações Internacionais, .



Linhas de pesquisa


1.
Paradiplomacia da cidade de São Paulo
2.
Pesquisadora do Grupo de Estudos Sociais em Ciência e Tecnologia

Objetivo: O Grupo de Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia do DPCT da UNICAMP é composto por uma equipe multidisciplinar orientada para a compreensão das relações entre os fatos científicos, os artefatos tecnológicos, as políticas públicas e os contextos sociais, históricos, materiais e culturais onde estes conhecimentos são desenvolvidos e postos em operação. As pesquisas realizadas têm como objetivo analisar, qualitativa e quantitativamente, as diferentes formas de produção e uso dos conhecimentos científicos e tecnológicos, as suas formas de validação, divulgação e cooperação. Espera-se que os estudos realizados produzam conhecimentos que sejam úteis para a intervenção política sobre a regulação da ciência e da tecnologia. O grupo tem reputação consolidada junto à comunidade nacional e internacional da Área, que se reflete nos financiamentos recebidos e na expressiva produção científica..
3.
Imaginários sociotécnicos

Objetivo: Esta plataforma de pesquisa interativa oferece uma introdução ao conceito teórico de imaginários sociotécnicos. Consiste em uma dentre várias ferramentas de pesquisa que explicam os principais conceitos dos Estudos Sociais de Ciência e Tecnologia desenvolvidos Programa de Estudos de Ciência e Tecnologia (STS) da Harvard Kennedy School. No mundo moderno, ciência e tecnologia (C & T) estão profundamente envolvidas na produção de visões coletivas de futuros bons e alcançáveis. Estes "imaginários sociotécnicos" revelaram-se particularmente úteis para os formuladores de políticas nas sociedades modernas tardias. Futuros imaginados ajudam a justificar novos investimentos em C & T; por sua vez, os avanços em C & T reafirmam a capacidade do Estado em atuar como agente responsável pelo bem público. Os imaginários sociotécnicos servem, nesse sentido, como fins de política e como instrumentos de legitimação. Os governos nacionais são locais importantes para a construção e implementação de imaginários sociotécnicos. Mas outros imaginários também estão muitas vezes em jogo , com base em entendimentos culturais diferentes sobre as esolhas científicas e tecnológicas. Os Públicos também constroem e agem de acordo com seus próprios imaginários de quem está no poder e responsabilizam os formuladores de políticas de acordo com suas noções tácitas ou explícitas de descoberta, inovação, eficiência, progresso, incerteza, evidência, argumento, valor e legitimação. O conceito de imaginários sociotécnicos busca abarcar a diversidade de projetos e concepções que se identificam em torno da C&T nas relações sociais contemporâneas..
4.
Ciência e Tecnologia, Relações Internacionais


Projetos de pesquisa


2005 - 2008
Governos subnacionais, relações internacionais e integração regional
Descrição: Projeto temático desenvolvido em cooperação pelo CEDEC, FGV-SP, PUC-SP, financiado pela FAPESP. O objetivo foi estudar iniciativas de governos subnacionais - estados membros de federações, províncias, cidades ou estados - no desenvolvimentos de relações internacionais, nas mais diversas áreas, e em sua capacidades de posicionamento na arena internacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Nicole Aguilar Gayard - Integrante / Tullo Vigevani - Coordenador / Armando Gallo Yahn Filho - Integrante / Marcelo Passini Mariano - Integrante / Luiz Eduardo Wanderley - Integrante / Maria Inez Barreto - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: MEDIAÇÕES - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS
2018 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Políticas Públicas e Internacionais (ISSN 2525-5584)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Organizações Internacionais.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Ciência, Tecnologia, Inovação e Relações Internacionais.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Alemão
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GAYARD, N. A.2017GAYARD, N. A.. Democratizando a ciência no cenário internacional: um debate sobre conceito de comunidades epistêmicas e sua perspectiva da ciência na política internacional | Democratizing science on the international scene: a debate on the concept of epistemic communities and its perspective of science in international politics. LIINC EM REVISTA, v. 13, p. 112-125, 2017.

2.
COSTA, M. C.2012 COSTA, M. C. ; GAYARD, N. A. . As dinâmicas do conhecimento na cooperação internacional para o meio ambiente. Liinc em Revista, v. 8, p. 141-150, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
GAYARD, N. A.. A cooperação internacional como difusão de imaginários: o caso da cooperação em saúde brasileira. In: Jorge Gibert, Andrés Gómez y Ronald Cancino. (Org.). CIENCIA, TECNOLOGIA Y SOCIEDAD EN AMERICA LATINA: LA MIRADA DE LAS NUEVAS GENERACIONES. 1ed.Santiago de Chile: RIL Editores, 2017, v. 1, p. 1-.

2.
GAYARD, N. A.; TANFERRI, M. ; RAIMBAULT, B. ; MIRMALEK, Z. . Uma utopia da presença: situando mundos desejados nos lugares, espaços e sociedades em que vivemos. In: Antonio Guedes Rangel Júnior; Antonio Roberto Faustino da Costa; José Luciano Albino Barbosa; Luciano do Nascimento Silva; Luis Henrique Hermínio Cunha; Luiz Custódio da Silva; Thales Haddad Novaes de Andrade. (Org.). Um convite à utopia. 1ed.Campina Grande: Editora da Universidade Estadual da Paraíba, 2016, v. 1, p. 169-201.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GAYARD, N. A.. Interface entre ciência e política nas abordagens de saúde global. In: 7º Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade, 2017, Brasília. Anais eletrônicos do 7º Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade, 2017.

2.
GAYARD, N. A.. A cooperação internacional em saúde brasileira: uma análise da co-produção entre conhecimento, práticas e política internacional. In: 3º Seminário da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2016, Florianópolis. Trabalhos do 3º Seminário da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2016.

3.
GAYARD, N. A.. A promoção do desenvolvimento internacional a partir do Sul: uma análise da política brasileira de Cooperação Sul-Sul em saúde. In: IV Escuela Doctoral de ESOCITE, 2015, Valparaíso. IV Escuela Doctoral Iberoamericana de Estudios Sociales y Políticos sobre la Ciencia y la Tecnología, 2015. v. 1.

4.
COSTA, M. C. ; GAYARD, N. A. . As dinâmicas do conhecimento na cooperação internacional para o meio ambiente. In: Sociedade Brasileira de Sociologia, 2011, Curitiba. GT02 - Ciência, tecnologia e inovação social, 2011.

5.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. ; KREITLON, P. . A Cooperação Norte-Sul para o Meio Ambiente e a abordagem tecnico-científica dos problemas ambientais: um estudo do GEF no Brasil. In: ESOCITE, 2010, Buenos Aires. Jornadas Latino Americanas de Estudios Sociales de Ciência y Tecnologia, 2010.

6.
KREITLON, P. ; GAYARD, N. A. ; COSTA, M. C. . Environmental Financing, Scientific Knowledge and Political Neutrality: a Study of the Global Environmental Facility?s Aid to Brazil. In: Royal Geographical Society Annual Conference, 2010, Londres. RGS-IBG Annual International Conference 2010- Confronting the challenges of the post crisis global economy & environment, 2010.

7.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. . Novas Dimensões da cooperação Norte-Sul para o Meio Ambiente. In: III Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade, 2009, Curitiba. Trabalhos do Simpósio em CD, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. . Society for the Social Studies of Science - 4S Annual Meeting 2014. In: Society for the Social Studies of Science - 4S Annual Meeting, 2014, Buenos Aires. Society for the Social Studies of Science - 4S Annual Meeting program, 2014.

2.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. . The green turn of Development Assistance: the Global Environment Facility as a case study. In: Is There A New Development? The promise and politics of provincializing experts, models, and knowledge in the 21st, 2013, Berkeley. Is There A New Development? The promise and politics of provincializing experts, models, and knowledge in the 21st century, 2013.

3.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. . The use of techno-fixes in the international cooperation for the environment: the case of the Global Environment Facility (GEF). In: Society for the Social Studies of Science - 4S Annual Meeting, 2012, copenhagen. Preliminary Program, 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
GAYARD, N. A.. A atuação brasileira em saúde no cenário internacional. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
GAYARD, N. A.. A cooperação internacional em saúde brasileira: uma análise da co-produção entre conhecimento, práticas e política internacional. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
GAYARD, N. A.. A promoção do desenvolvimento internacional a partir do Sul: uma análise da política brasileira de cooperação Sul-Sul em saúde. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. . Ciência e Política na Cooperação Sul-Sul: panorama da cooperação brasileira em saúde. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. . The green turn of development assistance: the Global Environmental Facility as a case study. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
GAYARD, N. A.; COSTA, M. C. . The use of techno-fixes in the international cooperation for the environment: the case of the Global Environmental Facility (GEF). 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
COSTA, M. C. ; GAYARD, N. A. . As dinâmicas do conhecimento na cooperação internacional para o meio ambiente. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
KREITLON, P. ; GAYARD, N. A. ; COSTA, M. C. . Environmental Financing, Scientific Knowledge and Political Neutrality: a Study of the Global Environmental Facility?s Aid to Brazil.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
GAYARD, N. A.. Uma contribuição ao debate de saúde global. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 2018 (Resenha de livro).

2.
Bonacelli, M. B. M, ; GAYARD, N. A. . Trajetória Institucional e Resumo das Dissertações e Teses 2012 (Resumo de Tese e Dissertações).

3.
GAYARD, N. A.. A Paradiplomacia da cidade de São Paulo: uma análise da inserção internacional da cidade 2006 (Iniciação científica).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
RAMANZINI JR., H.; GAYARD, N. A.; CARDOZO, S.. Participação em banca de Rafael de Almeida. O Ministério de Relações Exteriores e a ampliação de atores na política externa. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Economia) - Universidade Federal de Uberlândia.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CARDOSO, E. W.; GAYARD, N. A.; LAGO, M. C.. Participação em banca de João Vicente Sobrinho Moreira.A política externa de FHC e Lula frente ao Mercosul e a Integração Latino-Americana. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário Fundação Santo André.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
3º Seminário da Associação Brasileira de Relações Internacionais.A cooperação internacional em saúde brasileira: uma análise da co-produção entre conhecimento, práticas e política internacional. 2016. (Seminário).

2.
IV Escuela Doctoral Iberoamericana de Estudios Sociales y Políticos sobre la Ciencia y Tecnología.A promoção do desenvolvimento internacional a partir do Sul: uma análise da política brasileira de Cooperação Sul-Sul em saúde. 2015. (Simpósio).

3.
Society for the Social Studies of Science - 4S Annual Meeting. Ciência e política na cooperação Sul-sul: panorama da cooperação brasileira em saúde. 2014. (Congresso).

4.
Is there a new development?.The green turn of Development Assistance: the Global Environment Facility as a case study. 2013. (Simpósio).

5.
Society for the Social Studies of Science - 4S Annual Meeting. The use of techno-fixes in the international cooperation for the environment: the case of the Global Environment Facility (GEF). 2012. (Congresso).

6.
III Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade.Novas Dimensões da cooperação Norte-Sul para o Meio Ambiente. 2009. (Simpósio).

7.
1º Simpósio Nacional de Pesquisa na Graduação em Relações Internacionais.A PARADIPLOMACIA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UMA ANÁLISE EMPÍRICA DA INSERÇÃO INTERNACIONAL DO MUNICÍPIO. 2007. (Simpósio).

8.
Encontro nacional dos estudantes de Relações Internacionais. 2005. (Congresso).

9.
Cone Sul. 2004. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
COSTA, M. C. ; GIBBON, S. ; MONTEIRO, M. S. ; LEONEL, R. ; GAYARD, N. A. ; BUENO, L. M. ; CAMARGO, M. A. ; CHEIDA, R. S. . Escola São Paulo de Ciências Avançadas em Biotecnologia, Biossociabilidade e Governança das Ciências da Vida. 2014. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Orientações de outra natureza
1.
Ilária Regina Rocha. Monitoria em Política Externa Brasileira II. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Universidade Federal de Uberlândia. (Orientador).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
GAYARD, N. A.. A atuação brasileira em saúde no cenário internacional. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


Membro do Grupo de Pesquisas de Estudos Sociais de Ciência e Tecnologia, do Departamento de Política Científica e Tecnológica, Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (DPCT/Unicamp). Categoria: pesquisadora.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/02/2019 às 22:15:43