Doughlas Regalin

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6279413484367260
  • Última atualização do currículo em 14/11/2017


Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná (2006). Mestre em Ciência Animal pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2009) e Doutorado em Ciência Animal pela mesma instituição (2015). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Anestesiologia Animal, Emergência/Terapia Intensiva Veterinária e Farmacologia Veterinária. Desde 2015 é professor adjunto na Universidade Federal de Goiás, regional Jataí, ministrando as disciplinas de Farmacologia veterinária, Anestesiologia Veterinária e Terapêutica Veterinária. É Diretor do Hospital Veterinário da Regional Jataí, UFG, desde 09/2017. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Doughlas Regalin
Nome em citações bibliográficas
REGALIN, D.;Regalin, Doughlas;Regalin Douglas;REGALIN, DOUGLAS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Goiás, Unidade Acadêmica Especial de Ciências Agrárias (CIAGRA) UFG/REJ.
Rodovia BR-364
Setor Francisco Antônio
75801615 - Jataí, GO - Brasil
Telefone: (64) 36068212


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2015
Doutorado em Ciencia Animal.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: Sedação prolongada em cães, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Dr. Nilson Oleskovicz.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2007 - 2009
Mestrado em Ciência Animal.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associado ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Nilson Oleskovicz.
Palavras-chave: hidroxietilamido 130/0,4; hipovolemia; NaCl 7,5%; gatas.
Grande área: Ciências Agrárias
Setores de atividade: Atividades veterinárias; Pesquisa e desenvolvimento científico.
2002 - 2006
Graduação em Medicina Veterinária.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Relatório Curricular Supervisionado.
Orientador: Édison Luiz Prisco Farias.




Formação Complementar


2010 - 2010
Français langue étrangère. (Carga horária: 168h).
L'Union française des centres de vacances et de loisirs, UFCV, França.
2006 - 2007
Corso di Lingua Italiana per stranieri. (Carga horária: 50h).
Istituto Comprensivo 25° Centro Territoriale Permanente, 25°CTP, Itália.


Atuação Profissional



Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Plantonista, Enquadramento Funcional: Plantão anestesiológico voluntário, Carga horária: 8
Outras informações
Total de 176 horas

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: professor colaborador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: professor substituto, Carga horária: 16, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Colaborador Aprovado por processo seletivo, ministrando as Disciplinas de Anestesiologia Veterinária, Técnica Cirúrgica, Patologia Clínica Cirúrgica e Farmacodinamica veterinaria.

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Bolsista pós-graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de pós-graduação, Carga horária: 12, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Bolsista pós graduando, Enquadramento Funcional: Bolsista de pós-graduação, Carga horária: 12

Atividades

03/2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Agroveterinário, Setor de Veterinaria.

03/2009 - 12/2009
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Técnica Cirúrgica
Patologia Clínica Cirúrgica
Anestesiologia veterinaria
08/2007 - 01/2008
Serviços técnicos especializados , Centro Agroveterinário, Setor de Veterinaria.

Serviço realizado
Plantão Anestésico Veterinário.
08/2007 - 01/2008
Serviços técnicos especializados , Centro Agroveterinário, Setor de Veterinaria.

Serviço realizado
Plantao Clínico Veterinario.
07/2006 - 10/2006
Estágios , Centro Agroveterinário, .

Estágio realizado
Anestesiologia veterinária de pequenos e grandes animais.

Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2006
Vínculo: Estudante, Enquadramento Funcional: Estudante

Atividades

03/2006 - 06/2006
Outras atividades técnico-científicas , Setor de Ciências Agrárias, Setor de Ciências Agrárias.

Atividade realizada
Programa de Monitoria Voluntária vinculado à disciplina Anestesiologia Veterinária do Departamento de Medicina Veterinária do Setor de Ciências Agrárias da UFPR..
8/2004 - 12/2004
Outras atividades técnico-científicas , Setor de Ciências Biológicas, Setor de Ciências Biológicas.

Atividade realizada
Programa de Monitoria Remunerada, vinculado à disciplina de Anatomia Veterinária Topográfica do Departamento de Anatomia da UFPR..
7/2002 - 8/2002
Estágios , Setor de Ciências Agrárias, Hospital Veterinário.

Estágio realizado
Estagio em Clínica Médica de Pequenos Animais.

Centro de Medicina Veterinária, CMV, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2006
Vínculo: Estágio Extra-curricular, Enquadramento Funcional: estagiário, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio realizado em área clínica médica e cirúrgica de pequenos animais.

Atividades

03/2006 - 06/2006
Estágios , Centro de Medicina Veterinária, .

Estágio realizado
Estágio realizado em clínica médica e cirúrgica de pequenos animais..
03/2005 - 12/2005
Estágios , Centro de Medicina Veterinária, .

Estágio realizado
Estágio realizado em clínica médica e cirurgica de pequenos animais.
2/2004 - 5/2004
Estágios , Centro de Medicina Veterinária, .

Estágio realizado
Estágio em Clínica Médica e Cirurgica de Pequenos Animais.
10/2002 - 11/2003
Estágios , Centro de Medicina Veterinária, .

Estágio realizado
Estágio em Clínica Médica e Cirurgica de Pequenos Animais.

Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Diretor do HV UFG/REJ, Enquadramento Funcional: Diretor do Hospital Veterinário UFG REJ, Carga horária: 40
Outras informações
Portaria 4295, de 11 de agosto de 2017

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisador membro do Grupo de pesquisa, Carga horária: 4
Outras informações
Pesquisador membro do Grupo de pesquisa " Produção e Sanidade Animal " da Unidade acadêmica Especial das Ciências Agrárias, do curso de Medicina Veterinária da Regional Jataí

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor das disciplinas de Anestesiologia Veterinária, Farmacologia Veterinária e Terapêutica veterinária.

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Residencia multiprofissional, Carga horária: 2
Outras informações
Professor da especialização Lato sensu da (Comissão de Residência Multiprofissional COREMU) Regional Jataí, ministrando a disciplina de Anestesiologia Veterinária

Atividades

08/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, .

Cargo ou função
Membro do Comitê de Ética no Uso de Animais da Regional Jataí.
01/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Unidade Acadêmica Especial de Ciências Agrárias (CIAGRA) UFG/REJ, .

01/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Unidade Acadêmica Especial de Ciências Agrárias (CIAGRA) UFG/REJ, .

Cargo ou função
Membro de comissão de Recursos de Concurso de Professor Efetivo (CIAGRA).


Linhas de pesquisa


1.
Anestesia Veterinária e Terapia intensiva
2.
Anestesiologia Veterinária
3.
Farmacologia Veterinária
4.
Emergência e Terapia intensiva veterinária


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
ÍNDICE DE MORTALIDADE DURANTE PROCEDIMENTOS ANESTÉSICOS NO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UFG REGIONAL JATAÍ: ESTUDO RETROSPECTIVO (2014 ? 2018)
Descrição: Avaliação dos dados referente as anestesias gerais do período de 2014 a 2018..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
ASSOCIAÇÃO DE FRAÇÃO VASCULAR ESTROMAL COM LASER DE BAIXA POTÊNCIA NO PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO CUTÂNEA
Descrição: A capacidade reconstrutiva das células-tronco e o potencial bioestimulador do laser de baixa potência (LBP) demonstram proporcionar uma melhor cicatrização de feridas e podem ser obtidas através do tecido adiposo a partir da Fação Vascular Estromal (FVE), sendo uma fonte acessível e de isolamento celular. A utilização de células-tronco em conjunto com o LBP é importante para a consolidação de melhores formas de tratamentos para lesões teciduais extensas como a queimadura. O objetivo desde projeto é analisar os efeitos da utilização da FEV associada com LBP no processo de cicatrização, em modelos de ferida por queimadura de terceiro grau em ratos. Serão utilizados ratos Wistar (Ratus norvegicus albinus), fêmeas, com peso entre 300 a 350 gramas, com quatro grupos, cinco repetições em quatro momentos de biopsia de 3, 7, 14 e 21 dias após a indução da lesão: 1. Grupo controle; 2. Grupo com injeção da FEV nas lesões; 3. Grupo com injeção de FEV + irradiação de LBP nas lesões; 4. Grupo com irradiação de LBP nas lesões. Após a obtenção da FEV, esta será imediatamente implantado nas lesões. As lesões de terceiro grau serão induzidas por via térmica por imersão da região dorsal de cada animal. No dia seguinte serão aplicadas as FVE ao redor das lesões e sobre o leito da ferida. As aplicações de LBP (Photon Laser III, com comprimento de onda 660 nm, com 27 mW de potência) serão feitas de forma pontual, na borda e no leito central da ferida, em dias alternados, iniciando-se 24 horas após a indução das lesões, juntamente com as avaliações macroscópicas das feridas. Serão realizadas a histopatologia por hematoxilina e eosina, Picrosirius red e imunoistoquímica (VEGF) e análise por histomorfometria para avaliação da angiogênese, formação do tecido de granulação, proliferação celular, quantificação de colágeno e infiltrado celular. Os dados serão submetidos à análise estatística (p<0,05) e espera-se identificar a aplicabilidade da metodologia para o tratamento de queimaduras..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
ASSOCIAÇÃO DAS CÉLULAS-TRONCO E FRAÇÃO TRONCO ADIPOSA COM LASER DE BAIXA POTÊNCIA NO PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO CUTÂNEA
Descrição: A cicatrização de feridas cutâneas, especialmente as causadas por queimaduras, constituem-se como um desafio constante na clínica médica e cirurgica de pacientes humanos e animais. Nas últimas décadas, o laser tem sido aplicado experimentalmente e clinicamente em feridas, obtendo-se resultados promissores. No entanto, a falta de padronização de parâmetros, como intensidade, tempo de exposição para as diversas fases da reparação cutânea ainda não estão estabelecidas. Além disso, a associação do laser de baixa intensidade com outras técnicas de reparação tecidual são bem vistas, pois são capazes de otimizar os efeitos e acelerar o processo. Dessa forma, este projeto pretende analisar os efeitos da utilização da fração tronco adiposa (FTA) e da cultura de células-tronco derivadas do tecido adiposo (ADSC) isoladas ou associadas com o laser de baixa potência (LBP) no processo de cicatrização, em modelos de ferida por queimadura de terceiro grau em ratos.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Monitoração hemodinâmica e perfusional minimamente invasiva em cães
Descrição: A monitoração de débito cardíaco (DC) e da oxigenação tecidual refletem uma adequada perfusão tecidual. Entretanto, a invasibilidade e o custo elevado dos métodos padrão para estimação destas variáveis tornam necessário o desenvolvimento de novas técnicas igualmente eficazes, mas de fácil acesso e ausência de riscos. O objetivo deste estudo é padronizar um sistema de monitoração minimamente invasivo de débito cardíaco e oxigenação tecidual em cães após diferentes situações hemodinâmicas. Serão utilizados 8 cães, machos, adultos, pesando de 10 a 15 Kg. Os animais serão mantidos em anestesia inalatória com isofluorano à 1 CAM. Será correlacionado o DC pelas técnicas de termodiluição, por meio de um cateter de swan-ganz e por ecocardiografia com Doppler de fluxo, por meio da velocidade em tempo integral (VTI) e área seccional das valvas aórtica e pulmonar. Ainda serão correlacionados os valores de conteúdo venoso de oxigênio (CvO2), saturação venosa de oxigênio (SvO2), taxa de extração de oxigênio (TEO2) e consumo de oxigênio (VO2) por meio de amostras de sangue da artéria pulmonar (sangue venoso misto) ou da veia cava cranial (sangue venoso central) juntamente com sangue arterial. Os parâmetros serão correlacionados nos tempos: Basal, com os animais a 1 CAM; VM, com os animais a 1 CAM e submetidos á ventilação mecânica; Hipo, com os animais em hipotensão por retirada de sangue até pressão arterial média (PAM) de 45 mmHg; Hiper com os animais com PAM 20% maior que o basal, obtida por meio de infusão de dobutamina. Para cada situação será permitida uma estabilização de 10 minutos nos valores fixados. Os valores serão correlacionados através de ANOVA e regressão linear simples...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Martielo I. Gehrcke - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Samuel Jorge Ronchi - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Helena mondardo cardoso - Integrante / Gizelli da silva - Integrante.
2014 - Atual
Avaliação dos efeitos analgésicos preemptivos da cetamina em cães submetidos à ovariosalpingohisterectomia eleti
Descrição: A maior dificuldade no diagnóstico da dor em medicina veterinária deve-se ao fato das avaliações serem muito subjetivas, dificultando a identificação da mesma. Dentre os vários protocolos estudados, a cetamina apresenta grande destaque, pois apresenta efeito analgésico, no entanto, existe muita controvérsia em relação a dose ideal a ser utilizada para produzir analgesia sem anestesia. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito analgésico preemptivo da cetamina nas doses de 1,5 e 2,0 mg kg-1, bem como as alterações cardiovasculares, respiratórias e hemogasométricas de cadelas submetidas a ovariossalpingohisterectomia eletiva. Serão utilizados 30 cadelas, com idade entre 1 e 5 anos, pesando de 10 à 15 kg, comprovadamente hígidas após exames clínicos e laboratoriais e encaminhadas para cirurgia de ovariossalpingohisterectomia (OSH) eletiva. Os animais serão alocados aleatoriamente em 5 grupos (n=6): Grupo cetamina 1,5 pré (GCpré1,5), os quais receberão 10 minutos antes da incisão cirúrgica uma dose de 1,5 mg kg-1 de cetamina por via intravenosa e o mesmo volume de solução salina ao final da cirurgia; Grupo cetamina 1,5 pós (GCpós1,5), que receberão solução salina 10 minutos antes da incisão cirúrgica e a mesma dose de cetamina, porém ao final da cirurgia; Grupo cetamina 2,0 pré (GCpré2,0), os quais receberão 10 minutos antes da incisão cirúrgica uma dose de 2,0 mg kg-1 por via intravenosa e o mesmo volume de solução salina ao final da cirurgia; Grupo cetamina 2,0 pós (GCpós2,0), que receberão solução salina 10 minutos antes da incisão cirúrgica e a mesma dose de cetamina ao final da cirurgia e Grupo controle (GCS), que receberão solução fisiológica em ambos os momentos. Os animais serão avaliados nos seguintes momentos: Basal (animais acordados), M0 (após a indução anestésica), M1 (5 minutos após a administração dos tratamentos e imediatamente antes da incisão cirúrgica), M2 (após incisão da pele), M3 (após pinçamento do ovário direito), M4 (após pinçamento do ovário esquerdo), M5 (após pinçamento da cérvix), M6 (após celiorrafia) e M7 (ao final da cirurgia). A análise estatística dos dados paramétricos será realizada por meio de ANOVA seguida de teste de Tukey entre grupos e ANOVA-RM seguido pelo teste de Student-Newman-Keuls para a avaliação entre tempos. Para os dados não paramétricos será utilizado o teste de Kruskall-Walliss e o teste de Friedmann, seguido pelo Student-Newman-Keuls (SNK). As análises serão desenvolvidas com significância de 5%.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Martielo I. Gehrcke - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / vanessa Sasso Padilha - Integrante / Carina Freccia - Integrante / cleverton marcon - Integrante.
2014 - Atual
Avaliação da troponina I e eletrocardiograma durante o coma induzido em cães.
Descrição: O objetivo deste estudo será avaliar a concentração de troponina I em dois protocolos de infusão contínua para sedação prolongada em cães. Serão selecionados 12 cães, adultos, SRD, machos com peso entre 10 e 15 Kg, comprovadamente hígidos através de exame clínico geral, laboratorial (hemograma, função hepática e renal). Após período de ambientalização, esses animais passarão por jejum hídrico-alimentar prévio, e no dia do experimento, ocorrerá a coleta de sangue para avaliação basal da concentração sérica da troponina, e avaliação da pressão arterial média (PAM) e eletrocardiograma. Após avaliação dos dados basais, os animais serão induzidos com propofol 2 mg/kg, cetamina 1 mg/Kg e morfina 0,5 mg/Kg no GI e 2 mg/Kg de propofol, 5 g/Kg de fentanil e 0,5 mg/Kg de diazepam pela via intravenosa no GII. Após a indução esses animais serão submetidos a infusão contínua durante 24 horas, sendo realizada no GI com propofol, cetamina e morfina, nas doses de 0,1 mg/Kg/min, 0,6 mg/Kg/hora e 0,24 mg/Kg/hora respectivamente ou GII propofol, diazepam e fentanil, nas doses de 0,1/mg/Kg/min, 0,5 mg/Kg/hora e 0,0036 mg/Kg/hora e então intubados com sonda endotraqueal apropriada e submetidos a ventilação controlada, ciclada a pressão com oxigênio a 30%. Após início da infusão, a concentração sérica da troponina, a PAM e o eletrocardiograma serão avaliados as 8, 12, 24 horas após início da infusão, e ainda 12, 24 e 72 horas após o término da infusão. Os dados referentes à avaliação entre tempos serão submetidos à análise de variância de uma via com repetições múltiplas, (ANOVA-RM) e posterior Teste de Student Newman Keuls, e as diferenças entre grupos, submetidos ao teste T de Student e os dados considerados significativos quando p≤0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Martielo I. Gehrcke - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / vanessa Sasso Padilha - Integrante / Samuel Jorge Ronchi - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Helena mondardo cardoso - Integrante / Gizelli da silva - Integrante.
2013 - 2014
Avaliação eletrocardiográfica e ecocardiográfica de cães submetidos a diferentes protocolos de sedação e diferentes protocolos de indução anestésica
Descrição: A eletrocardiografia e a ecocardiografia são os principais recursos utilizados no diagnóstico, prognóstico e direcionamento terapêutico das cardiopatias caninas. As principais dificuldades na sua execução em animais são a dificuldade de acesso dos ultrasons ao tórax, a agressividade, estresse ou angústia respiratória. Diante disso, a contenção química do animal não cooperativo é essencial para a realização de um exame adequado. Por conseguinte, o aumento da expectativa de vida crescente, faz com que muitos animais cardiopatas necessitem de um procedimento anestésico-cirúrgico, levantando-se a importância da avaliação de protocolos de indução anestésica. O presente estudo será dividido em 2 fases: fase I (sedação) - Protocolo 1 (acepromazina associada ao butorfanol), protocolo 2 (acepromazina associado à metadona), protocolo 3 (acepromazina associada à metadona e ao midazolam), visando verificar seus possíveis efeitos na função e no ritmo cardíacos, determinando-se o melhor protocolo de sedação (MPS) e fase II (indução), na qual os animais serão sedados com o MPS e realizada indução com diazepam/propofol, cetamina/propofol, diazepam/cetamina, etomidato/diazepam. Cada grupo sedação ou indução será composto por seis cães, os quais serão avaliados clinicamente e por meio de eletrocardiografia, ecocardiografia e aferição da pressão arterial antes (M0S e M0 I) e vinte minutos após a sedação com os diferentes protocolos (M1S) e imediatamente pós indução (M1I). Os critérios de exclusão envolverão a presença de cardiopatias e de afecções que possam impedir a utilização dos protocolos. Os dados serão submetidos à análise estatística pelo método de ANOVA por teste de T de Student com significância de p < 0,05..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Infusão contínua de metadona, ou morfina associada à cetamina e lidocaína em cadelas submetidas à OSH eletiva.
Descrição: O objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos cardiovasculares, hematológicos e hemostasia em 2 protocolos de infusão contínua para analgesia multimodal em pacientes anestesiados com isoflurano. Serão utilizadas 12 cadelas adultas hígidas, SRD, peso entre 10 e 15 Kg. Após jejum prévio será realizada a aferição dos dados basais (T0): frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial média (PAM) não invasiva, temperatura corpórea, hemograma completo e provas de coagulação sanguínea. Em seguida os animais serão pré-medicados com Acepromazina 0,05 mg/Kg e após 15 minutos ocorrerá novamente a leitura dos parâmetros avaliados (T1). Serão então induzidos a anestesia geral com propofol e mantidos em 1 CAM de isoflurano, posicionados em decúbito ventral onde permanecerão por 15 minutos para padronização do plano anestésico e então novamente avaliados (T2). Após administração da dose bolus (cetamina 1 mg/Kg, lidocaína, 1,5 mg/Kg associados à 0,5 mg/Kg de morfina, grupo MLK ou metadona 0,5 mg/Kg MeLK), será iniciada a infusão contínua em ambos os grupos: infusão de cetamina (10 μg/Kg/min), e lidocaína (50 μg/Kg/min) associada a morfina (4 μg/Kg/min) no grupo MLK, e metadona (4 μg/Kg/min no grupo MeLK. Serão considerados os seguintes momentos de avaliação: 5 minutos após início da infusão, 10 minutos após infusão, início da cirurgia de OSH, tracionamento do pedículo ovariano esquerdo, tracionamento do pedículo ovariano direito, final de celiorrafia, e final de sutura de pele (T3, T4, T5, T6, T7, T8 e T9 respectivamente). Os hemogramas e provas de coagulação serão realizados nos momentos: Basal (T0), (T4), e ainda 4, 12 e 24 horas após o término da infusão. Os dados referentes à avaliação entre tempos serão submetidos à (ANOVA-RM), seguidas da comparação pelo Teste de Student Newman Keuls. Para determinação das diferenças entre grupos, serão submetidos ao Teste t-Student, sendo consideradas estatisticamente significativas quando P<0.5.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (3) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Martielo I. Gehrcke - Integrante / vanessa Sasso Padilha - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante.
2013 - Atual
Anestesia epidural com lidocaína, bupivacaína ou associação de ambas em cães, submetidos à orquiectomia eletiva
Descrição: A utilização da mistura de lidocaína e bupivacaína para realização de anestesia epidural é amplamente utilizada em medicina veterinária. Entretanto, os benefícios da associação ainda não estão comprovados cientificamente e a literatura disponível diverge em relação a este ponto. O objetivo deste estudo é avaliar os reais benefícios da associação de lidocaína e bupivacaína pela via epidural em cães. Serão utilizados 18 cães, machos, provenientes da rotina hospitalar, encaminhados para orquiectomia eletiva. Os animais serão induzidos à anestesia geral com propofol na dose de 7mg/kg pela via intravenosa e isofluorano à 2V% diluído em oxigênio à 100% na taxa de 50ml/kg/min por via inalatória. Após 15 minutos, os animais receberão por via epidural os seguintes tratamentos: lidocaína à 2% sem vasoconstritor (GL, n=6), na dose de 0,25ml/kg; bupivacaína à 0,5% sem vasoconstritor (GB, n=6) na mesma dose; e a associação 1:1 de ambas na mesma dose (GLB, n=6). Ao final da realização da epidural será cessada a anestesia inalatória e através de pinçamento interdigital será avaliado o início do bloqueio anestésico nos membros pélvicos a cada minuto e o tempo de duração a cada 15 minutos. Também serão avaliadas freqüências cardíaca e respiratória e a pressão arterial sistólica antes dos tratamentos e a cada 15 minutos até 2 horas pós. A análise estatística será conduzida com auxilio do software GraphPrisma 5.0 utilizando-se análise de variância (ANOVA) seguida de teste de Dunnet para variações dentre grupo e teste de Tukey para variações entre os tratamentos...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Martielo I. Gehrcke - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / vanessa Sasso Padilha - Integrante / Samuel Jorge Ronchi - Integrante.
2013 - Atual
Efeitos cardiovasculares, hemodinâmicos e metabólicos de dois protocolos de infusão contínua para sedação em câes durante 24 horas.
Descrição: O objetivo deste estudo será determinar a dose e avaliar dois protocolos de infusão contínua para sedação prolongada em cães. Serão selecionados 12 cães, adultos, SRD, machos com peso entre 10 e 15 Kg, hígidos. Na Fase I, serão avaliados os dados basais (M0): escore de sedação, frequência cardíaca, respiratória e PAM, e após serão alocados em dois grupos, que receberão como protocolo indutor: GI propofol 2 mg/kg, cetamina 1 mg/Kg e morfina 0,5 mg/Kg e GII propofol 2 mg/Kg, fentanil 5 μg/Kg e diazepam 0,5 mg/Kg, pela via intravenosa. Após o protocolo de indução, serão submetidos à infusão contínua, no GI com propofol, cetamina e morfina, nas doses de 0,1 mg/Kg/min, 0,6 mg/Kg/hora e 0,24 mg/Kg/hora respectivamente ou propofol, diazepam e fentanil, nas doses de 0,1/mg/Kg/min, 0,5 mg/Kg/hora e 3,6 μ/Kg/hora no GII. Após início da infusão os mesmos parâmetros serão avaliados a cada 15 minutos durante 2 horas e então definidos as doses de infusão. Na Fase II, 2 semanas após a fase I, os animais serão instrumentados sob anestesia geral inalatória e serão recuperados da anestesia geral, após 30 minutos serão aferidos os valores basais: FC, PAM, PVC, DC, VS, IRVS, f, TR, análise hemogasométrica arterial, hemograma, função hepática e renal, lactato, glicose sanguínea, pressão intraocular, prova de coagulação e escala de sedação. Após avaliação dos dados basais, os animais serão induzidos e mantidos sob infusão contínua com os protocolos e doses estabelecidos na fase I (propofol, cetamina e morfina no GI e propofol, fentanil e diazepam no GII) e então serão entubados e colocados sob ventilação mecânica com oxigênio a 30%. Após início da infusão, serão avaliados: FC, PAM, PVC, TC e f a cada hora, durante 24 horas. Os parâmetros como DC, VS, IC, IRVS, hemogasometria arterial, pressão intraocular, débito urinário, lactato e glicose sérica, serão avaliados a cada 2 horas durante 24 horas. O hemograma, função hepática e renal e provas de coagulação serão avaliados com 12, 24, 36, 48 e 72 horas após o início da infusão dos protocolos. Os dados referentes à avaliação entre tempos serão submetidos à análise de variância de uma via com repetições múltiplas, (ANOVA-RM) e posterior Teste de Student. Newman Keuls, e as diferenças entre grupos, submetidos ao teste ANOVA de uma via. aprovado CNPQ 4752/41.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Martielo I. Gehrcke - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Felipe Comassetto - Integrante / vanessa Sasso Padilha - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante / Helena mondardo cardoso - Integrante / Gizelli da silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2013
Comportamento da neoformação óssea e da osteointegração de biomateriais micro e nanoestruturados bifásicos em ovinos
Descrição: Neste trabalho serão realizados experimentos cirúrgicos em fêmur de ovinos, com o objetivo de avaliar a capacidade osteo-regenerativa de biomateriais em diferentes compósitos, com o intuito de se buscar novas alternativas para o tratamento de fraturas, tumores ósseos, ou qualquer enfermidade ortopédica onde fosse indicado o uso de transplantes ou enxertos ósseos autógenos, alógenos ou xenógenos. Serão utilizados 12 animais, fêmeas, com idade media de 12 meses e peso médio de 50 kg, da raça Hampshire Down. Serão realizados 4 (quatro ) defeitos ósseos em ambos os fêmures de cada animal, sendo que cada um será preenchido por um biomaterial diferente, de acordo com o grupo a que os animais pertencem. Os animais serão alocados em três diferentes grupos: Grupo B (Biomateriais n=04), que testará a eficácia de Hidroxiapatita (HA) e do Fosfato de Cálcio-β (TCP-β), associados e isolados, e serão comparados ao material Bone Ceramic, que também preencherá um defeito nesse grupo. Grupo BCB (Biomateriais em Composições Bifásicas n=04), que testará o tratamento de composições bifásicas à base de HA e TCP-β em diferentes proporções, as quais também serão comparadas ao material Bone Ceramic; e, por fim, o Grupo BN (Biomateriais Nanocompósitos n=04), que testará biomateriais sob a forma de diferentes nanocompósitos, comparados posteriormente, como os demais, ao material Bone Ceramic. Serão realizadas avaliações radiográficas aos 15, 30, 45, 60, 75 e 90 dias de pós-operatório. Aos 90 dias de pós-operatório os animais serão submetidos à eutanásia para que sejam realizadas avaliações macroscópica, histológica, bem como a avaliação da densidade óssea das regiões com o implante.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. ..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2013
Efeitos cardiovasculares e analgésicos da administração epidural de ropivacaína isolada ou associada à morfina, em felinos
Descrição: O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos cardiovasculares e analgésicos dos protocolos epidurais: ropivacaína isolada (GR) ou ropivacaína associada à morfina, (GRM) em felinos. Serão utilizadas 16 gatas adultas, sem raça definida, pesando aproximadamente 4 Kg, hígidas. Após aferição dos dados basais, será administrada a medicação pré-anestésica (MPA), dexmedetomidina 5μg/Kg e após induzidas com propofol, 4 mg/Kg e colocadas na anestesia inalatória com isoflurano em 0,5 CAM. Subsequente será realizado o protocolo epidural específico dependente do grupo: ropivacaína 0,75% 1 mg/kg no GR ou Ropivacaína 0,75% 1 mg/kg + morfina na dose de 0,1 mg/kg no GRM. Após 15 minutos em decúbito ventral, serão reposicionados em decúbito dorsal para o início do procedimento de OSH. Será considerado os seguintes momentos experimentais: Tempo 0 (T0); 1 (T1); 2 (T2); 3 (T3); 4 (T4); 5 (T5); 6 (T6) e 7 (T7), 8(T8) sendo respectivamente os tempos: basal; 15 minutos após MPA; após peridural; 15 minutos após peridural; ligadura do pedículo ovariano esquerdo; ligadura do pedículo ovariano direito; ligadura cervical; início de sutura da cavidade; e final da sutura de pele. Em cada tempo será avaliado: frequência respiratória e cardíaca; pressão arterial sistólica não-invasiva, análise da glicose sanguínea; temperatura retal e grau de analgesia, miorrelaxamento e período de recuperação. Os dados referentes à avaliação estatística das médias entre tempos serão submetidos à análise de variância de uma via com repetições múltiplas, seguidas da comparação pelo Teste Student Newman Keuls, e as diferenças estatísticas entre grupos, submetidos ao Teste t-Student..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Ronise Tocheto - Integrante / Marina Moresco - Integrante / vanessa Sasso Padilha - Integrante.
2008 - 2009
Efeitos cardiorrespiratórios, metabólicos e Hemogasométricos da Administração de dois protocolos de Medicação Pré-Anestésica em Cadelas Submetidas à Ovariosalpingohisterectomia Sob Infusão Contínua de Propofol
Descrição: O objetivo é avaliar novas formulações que viabilizem praticidade e economia à anestesia. Utilizar-se-á 12 cadelas, com idade entre 1 e 4 anos, 10 a 15kg. Realizar-se-á a medicação pré-anestésica, sendo os animais alocados em dois grupos: Grupo Tramadol, n=6, receberão cetamina (S+), midazolam e tramadol (CEMTRA), nas concentrações 100, 10 e 20 mg/ml e no Grupo Morfina, n = 6, cetamina (S+), midazolam e morfina, nas concentrações 50, 5 e 5 mg/ml respectivamente, ambas na dose 1ml/kg e aplicadas via intramuscular. A indução anestésica será com propofol (4mg/kg) em microemulsão a 1%, sendo a manutenção anestésica com o mesmo na taxa 0,4mg/kg/minuto. O estímulo cirúrgico será a ovariosalpingohisterectomia, padronizada em 30 minutos. Ao término do estímulo, encerrar-se-á a infusão, mantendo-se a fluidoterapia de manutenção (10ml/kg/h). Serão mensurados os seguintes parâmetros: freqüências cardíaca e respiratória; temperatura corporal e sala; pressão arterial sistólica, diastólica e média; hemogasometria arterial (pH, PaO2, PaCO2, cálcio, potássio, sódio, bicarbonato, excesso de base), fração inspirada e saturação de oxigênio nos seguintes momentos: M0 (basal), M1 (15 minutos após a MPA), M2 (após a intubação), M3, M4, M5 e M6 (10, 20, 30 e 40 minutos após o início da infusão contínua); além disso será avaliado qualidade de sedação e intubação e relaxamento muscular e, após o M6 avaliar-se-á a FC, f, TR e analgesia a cada 60 minutos durante 6 horas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Ruiney Carneiro - Integrante / Maria Gonzatti - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante.
2008 - 2009
Efeitos cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da administração de diferentes protocolos anestésicos para campanhas de castração em massa, em cães
Descrição: O objetivo deste estudo será avaliar os efeitos cardiorespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da utilização de medicação pré anestésica (MPA) com acepram e morfina, indução com tiopental e epidural com lidocaína e morfina, em comparação com a utilização de MPA com acepram, morfina e xilazina e indução com cetamina e diazepam, ambos protocolos sem intubação, em cadelas submetidas a ovariosalpingohisterectomia (OSH). Serão utilizadas 12 cadelas, pesando entre 8 a 15 kg, com idade de 1 a 4 anos idade. Os animais serão alocados em dois grupos: G1 (n=06) receberão na MPA acepromazina (0,1 mg/kg) e meperidina (5 mg/kg), via intramuscular (IM). Após 15 minutos administrar-se-á tiopental (10 mg/kg) por via intravenosa (IV). Após a indução será administrado pela via epidural, morfina (0,1 mg/kg) com volume final ajustado para 1 mL/3,0 kg de peso com lidocaína 2% sem vasoconstritor. Os animais do G2 (n=06) receberão na MPA acepromazina (0,05mg/kg), morfina (0,5 mg/kg) e xilazina (1,0 mg/kg), todos por via intramuscular (IM). Após 15 minutos administrar-se-á cetamina (5,0 mg/kg) e diazepam (0,25 mg/kg), ambos por via intravenosa (IV). A FC, f, PAS, PAD, PAM, TC e hemogasometria arterial serão coletados nos momentos: M0 (basal), M1 (15 minutos após MPA), M2, M3, M4, M5, M6 (0, 10, 20, 30 e 40 minutos após indução). Além disso, avaliar-se-á qualidade de sedação, relaxamento muscular e qualidade analgésica. Os dados serão submetidos ao teste de Análise de Variância de uma via entre os grupos e Análise de Variância com Repetições Múltiplas entre os tempos dentro de cada grupo (P≤0,05)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Integrante / Ruiney Carneiro - Integrante / Maria Gonzatti - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante.
2008 - 2009
EFEITOS CARDIOVASCULAR E METABÓLICO DA REPOSIÇÃO VOLÊMICA COM SOLUÇÃO SALINA HIPERTÔNICA 7,5% ASSOCIADO OU NÃO AO HIDROXIETILAMIDO 130/0,4 EM GATAS COM
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2016 - Atual
Atendimento Anestesiológico e em Emergência Veterinária no Hospital Veterinária UFG/Jataí
Descrição: Devido ao crescente aumento no numero de casos atendidos no hospital veterinário da UFG/Jataí, este trabalha com nível máximo de lotação e assim muitos casos são encaminhados a clinicas particulares, objetivou-se desta forma aumentar de maneira quantitativa o número de animais atendidos em serviço de anestesiologia e também de maneira qualitativa, com o treinamento dos médicos residentes..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (3) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Doughlas Regalin - Coordenador / Flavia Augusta de Oliveira - Integrante / Andreia Vitor Do Amaral - Integrante / PAtricia Assis - Integrante / Ana Paula Arantes - Integrante / Leticia Souza Prado - Integrante / Nathalia Dias Caetano - Integrante / Edgar Ferreira - Integrante / Larissa Batista - Integrante / Carlos Moreira Junior - Integrante / Jéssica Bueno Guimarães - Integrante / Jéssica Ribeiro Magalhães - Integrante / Thaiz Furtado Silva - Integrante / Heloisa Caetano Martins - Integrante / KAline Ogliari - Integrante / Carolina Araújo Neves - Integrante / Reiner Silveira de Moraes - Integrante.
2016 - Atual
Atendimento a fazendas de produção de bovinos do Sudoeste Goiano
Descrição: A dor interfere na recuperação e consequentemente no ganho de peso de animais de produção, devendo sempre ser avaliada em procedimentos cirurgicos. Desta forma, objetivou-se o atendimento anestésico-cirúrgico a fazendas produtoras de bovinos do sudoeste goiano, bem como o esclarecimento sobre bem estar e dor em animais em relação a produção animal..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Revisor de periódico


2015 - 2017
Periódico: Agro@mbiente On-line
2017 - Atual
Periódico: ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA (ONLINE)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Clínica e Cirurgia Animal/Especialidade: Anestesiologia Animal.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Farmacologia Veterinaria.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Terapia Intensiva Veterinária.


Idiomas


Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Aprovação em 2° Lugar Concurso público 005/2015,, Universidade Federal de Pelotas.
2015
Aprovação em 1° Lugar concurso publico 30/2015 UFG - Seção 3 Edição nr 192 de 07/10/2015 Pág. 67, Universidade Federal de Goiás.
2015
Aprovação 1° lugar no proesso seletivo 06/2015 para a vaga de professor colaborador da disciplina de anestesiologia veterinária - PORTARIA INTERNA DO CAV Nº 170/2015, de 10/07/2015, Universidade do Estado de Santa Catarina.
2015
Classificação em 2° Lugar com o trabalho "Avaliação metabólica e hemodinâmica de dois protocolos de sedação prolongada em cães", XII Encontro de Anestesiologia Veterinária.
2014
Aprovação em 2° Lugar Processo Seletivo 10/2014 professor substituto Fisiologia Veterinária, Universidade do Estado de Santa Catarina - CAV/UDESC.
2011
Aprovação em 1° Lugar no processo seletivo 06\2011, para professor colaborador da disciplina de Farmacologia Geral e Farmacodinâmica Veterinária, Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Agroveterinárias.
2009
Aprovação em 2º lugar no processo seletivo 01/2009, Centro de Ciencias Agroveterinarias CAV UDESC..
2008
Menção Honrosa. Trabalho científico classificado em segundo lugar no VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, Colégio Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária - CBCAV.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
COMASSETTO, F.2017COMASSETTO, F. ; ROSA, L. ; RONCHI, S. J. ; FUCHS, K. S. ; REGALIN, B. D. C. ; Regalin, Doughlas ; PADILHA, VANESSA SASSO ; OLESKOVICZ, N. . Correlação entre as escalas analógica visual, de Glasgow, Colorado e Melbourne na avaliação de dor pós-operatória em cadelas submetidas à mastectomia total unilateral. ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINARIA E ZOOTECNIA, v. 69, p. 355-363, 2017.

2.
Regalin, Doughlas2017Regalin, Doughlas; GEHERCKE, M. ; COMASSETTO, F. ; REGALIN, B. D. C. ; ROSA, L. ; PADILHA, VANESSA SASSO ; LIMA, I. T. ; Moraes, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, N. . Avaliação metabólica e hemodinâmica de dois protocolos de sedação prolongada em cães. ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINARIA E ZOOTECNIA, v. 69, p. 1215-1224, 2017.

3.
GEHRCKE, M. I.2017GEHRCKE, M. I. ; Regalin, Doughlas ; PADILHA, V. S. ; COMASSETTO, F. ; SILVA, GIZELLI DA ; MORAES, A. N. ; OLESKOVICZ, Nilson . Arterial, Mixed Venous or Central Venous Hemogasometry and End Tidal CO2 in Dogs under Different Hemodynamic States. ACTA SCIENTIAE VETERINARIAE (ONLINE), v. 1448, p. 1-8, 2017.

4.
REGALIN, D.;Regalin, Doughlas;Regalin Douglas;REGALIN, DOUGLAS2017REGALIN, D.; GEHRCKE, M. I. ; COMASSETTO, F. ; RONCHI, S. ; ANTONELLI, M. ; CARDOSO, H. M. ; OLESKOVICZ, Nilson . Avaliação da concentração sérica de troponina I e do traçado eletrocardiográfico em cães submetidos a sedação prolongada durante 24 horas. ACTA SCIENTIAE VETERINARIAE (ONLINE), v. 45, p. 1-8, 2017.

5.
LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE2016LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE ; DALLABRIDA, Ademar ; MORAES, A. N. ; GEHERCKE, M. ; REGALIN, B. D. C. ; REGALIN, D. ; COMASSETTO, F. ; OLESKOVICS, N. . Anestesia geral inalatória intravenosa associada à anestesia subaracnoidea, em ovinos. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 68, p. 369, 2016.

6.
GEHRCKE, MARTIELO IVAN2016GEHRCKE, MARTIELO IVAN ; CARDOSO, HELENA MONDARDO ; Regalin, Doughlas ; SILVA, GIZELLI DA ; PADILHA, VANESSA SASSO ; Moraes, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Cardiac index by thermodilution or transthoracic echocardiography in dogs at different hemodynamic states. Ciência Rural, v. 46, p. 2049-2054, 2016.

7.
CARDOSO, HELENA MONDARDO2016CARDOSO, HELENA MONDARDO ; PADILHA, VANESSA SASSO ; TOCHETO, RONISE ; REGALIN, DOUGLAS ; GEHRCKE, MARTIELO IVAN ; OLESKOVICZ, Nilson . Electrocardiographic, echocardiographic, and indirect blood pressure evaluation in dogs subjected to different sedation protocols. Ciência Rural, v. 46, p. 2043-2048, 2016.

8.
LIMA, M. P. A.2016LIMA, M. P. A. ; COMASSETTO, F. ; REGALIN, DOUGLAS ; DALLABRIDA, Ademar ; RONCHI, S. J. ; OLESKOVICZ, N. . Infusão contínua de propofol ou midazolam associado à anestesia subaracnóidea em ovinos submetidos a osteotomia bilateral de tíbia. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, v. 38, p. 250, 2016.

9.
REGALIN, B. D. C.2015REGALIN, B. D. C. ; CAMARGO, NELSON H. A. ; OLESKOVICZ, Nilson ; GAVA, A. ; DALLABRIDA, ADEMAR L. ; REGALIN, D. ; LIMA, M. P. A. ; MORAES, AURY N. DE . Neoformação óssea e osteointegração de biomateriais micro e nanoestruturados em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso), v. 35, p. 177-137, 2015.

10.
GEHRCKE, M. I.2015GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; RONCHI, S. J. ; COMASSETTO, F. ; Moraes, Aury N. ; OLESKOVICZ, N. . Calorimetria indireta na monitoração hemodinâmica e metabólica em cães sob diferentes situações hemodinâmicas. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia (Online), v. 67, p. 1263-1271, 2015.

11.
REGALIN, D.2014REGALIN, D.; MORAES, A. N. ; Santos, M. A. ; COSTA, B. D. ; FLORES, F. N. ; OLESKOVICZ, N. . Administração epidural de ropivacaína isolada ou associada à xilazina em bovinos. Semina. Ciências Agrárias (Online), v. 35, p. 2481, 2014.

12.
COMASSETTO, F.2014COMASSETTO, F. ; OLESKOVICZ, N. ; BAGGIO, R. M. ; REGALIN, D. ; FARIAS, F. H. ; Beier, Suzane L. ; TOCHETO, R. . Avaliação analgésica e sedativa de dois protocolos em suínos submetidos à orquiectomia. Acta Scientiae Veterinariae (Online), v. 42, p. 1212, 2014.

13.
CAMARGO, NELSON H. A.2014CAMARGO, NELSON H. A. ; GEMELLI, ENORI ; MORAES, AURY N. DE ; COSTA, BRUNA D. DA ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, ADEMAR L. ; REGALIN, D. ; LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE . In Vivo Preliminary Study on Bone Neoformation Behavior of Three Types of Calcium Phosphate Bioceramics. Journal of Biosciences and Medicines, v. 02, p. 36-42, 2014.

14.
REGALIN, D.2014REGALIN, D.; MORESCO, M. ; PADILHA, V. S. ; TOCHETO, R. ; OLESKOVICZ, N. . Efeitos cardiovasculares e analgésicos da administração epidural de ropivacaína isolada ou associada à morfina, em felinos. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 44, p. 2228-2235, 2014.

15.
Corrêa. A,L.2013Corrêa. A,L. ; TAMANHO, R. B. ; MORAES, A. N. ; Moraes, Aury Nunes de ; Beier, SL ; REGALIN, D. ; Farias, Felipe Hertzing ; SPOLTI, P. ; OLESKOVICS, N. . Evaluation of the clinical and cardiorespiratory effects of propofol microemulsion in dogs. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 1107-1113, 2013.

16.
TAMANHO, Renato Batista2013TAMANHO, Renato Batista ; CORRÊA, ANDRÉ LUÍS ; Moraes, Aury Nunes de ; BEIER, SUZANE LILIAN ; REGALIN, D. ; Farias, Felipe Hertzing ; Oleskovicz, Nilson . Respostas cardiorrespiratória e metabólica do propofol nas formulações em emulsão lipídica ou microemulsão em gatas. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 1435-1442, 2013.

17.
Tamanho, Renato Batista2010Tamanho, Renato Batista ; Oleskovicz, Nilson ; Moraes, Aury Nunes de ; Flôres, Fabíola Niederauer ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; REGALIN, D. ; Carneiro, Ruiney ; Pacheco, Acácio Duarte ; Rosa, Ademir Cassiano da . Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 40, p. 115-122, 2010.

18.
Regalin, Doughlas2010Regalin, Doughlas; Moraes, Aury Nunes de ; Flores, Fabíola Niederauer ; Corrêa, André Luís ; Costa, Bruna Ditzel da ; Carneiro, Ruiney ; Oleskovicz, Nilson . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associada ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 40, p. 1770-1778, 2010.

19.
Soares, André Vasconcelos2009Soares, André Vasconcelos ; Oleskovicz, Nilson ; Moraes, Aury Nunes de ; Flôres, Fabíola Niederauer ; Tamanho, Renato Batista ; Pacheco, Acácio Duarte ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney ; Armando, Aline Meireles . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com hidroxietilamido 130/0,4 em felinos domésticos com hipovolemia induzida. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 39, p. 428-433, 2009.

20.
Rosa, Ademir C.2009Rosa, Ademir C. ; Moraes, Aury N. ; Beier, Suzane L. ; Oleskovicz, Nilson ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney ; Nascimento, Corinne A.F. . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso), v. 29, p. 816-822, 2009.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Andre Soares ; FLORES, F. N. ; OLESKOVICZ, N. ; MORAES, A. N. ; REGALIN, D. . Protocolo anestésico para cirurgia de gastrocentese com gastropexia em cão - relato de caso. In: II Seminario Regonal dos pós-graduandos em ciências agrárias, 2007, Lages. Protocolo anestésico para cirurgia de gastrocentese com gastropexia em cão - relato de caso. Lages: udesc, 2007. v. 1. p. 140-141.

2.
REGALIN, D.; SOARES, A. ; OLESKOVICZ, N. ; FLORES, F. N. ; ROSA, A. C. . Utilização de Midazolam por via epidural para ovariossalpingo-histerectomia em gata - relato de caso. In: II Seminário Regional dos pós-graduandos em ciências agrárias, 2007, Lages. Utilização de Midazolam por via epidural para ovariossalpingo-histerectomia em gata - relato de caso. Lages: Udesc, 2007. v. 1. p. 163-164.

3.
Andre Soares ; FLORES, F. N. ; MORAES, A. N. ; CORREA, A. ; REGALIN, D. . Sedação com dexmedetomidina em pacientes caninos pedriátricos - Resultados preliminares. In: I Seminário de Pós-graduandos em Ciências agrárias, 2006, Lages. Sedação com dexmedetomidina em pacientes caninos pedriátricos - Resultados preliminares. LAGES: UDESC, 2006. v. 1.

4.
Andre Soares ; FLORES, F. N. ; OLESKOVICZ, N. ; REGALIN, D. ; MINSKY, V. . Uso de Clonidina epidural associada á anestesia geral inalatória para cirurgia de gonodectomia pré-púbere em cadela - relato de caso. In: I Seminário dos Pós-graduandos em Ciências Agrárias, 2006, Lages. Uso de Clonidina epidural associada á anestesia geral inalatória para cirurgia de gonodectomia pré-púbere em cadela - relato de caso. Lages: UDESC, 2006. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Oleskovicz, Nilson ; COMASSETTO, F. ; RONCHI, S. J. ; FUCHS, K. S. ; REGALIN, B. D. C. ; REGALIN, D. ; PADILHA, VANESSA SASSO . Correlation between Visual Analog, Glasgow, Colorado and Melbourne Scale in the evaluation os postoperative pain in dogs undergoing total unilateral mastectomy. In: AVA Autumn Meeting, 2016, Praga - Republica Checa. AVA Autumn Meeting, 2016.

2.
COMASSETTO, F. ; ROSA, L. ; RONCHI, S. J. ; BATISTELA, F. A. ; REGALIN, B. D. C. ; Regalin, Doughlas ; OLESKOVICZ, Nilson . ANALGESIA TRANS E PÓS-OPERATÓRIA DA CETAMINA EM CADELAS SUBMETIDAS À MASTECTOMIA UNILATERAL TOTAL. In: XII Congresso Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2016, Curitiba. Anais do XII Congresso Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2016. v. 1. p. 71-71.

3.
Regalin, Doughlas; ANTONELLI, M. ; REGALIN, B. D. C. ; GEHERCKE, M. ; FRECCIA, C. ; COMASSETTO, F. ; VOLPATO, J. ; OLESKOVICZ, N. . INFUSÃO CONTÍNUA DE METADONA OU MORFINA ASSOCIADA À CETAMINA E LIDOCAÍNA EM CÃES. In: XII Congresso Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2016, Curitiba. XII Congresso Brasileiro de Anestesiologia Veterinária - Anais, 2016. v. 1. p. 74-74.

4.
RONCHI, S. J. ; COMASSETTO, F. ; GEHRCKE, M. I. ; Regalin, Doughlas ; OLESKOVICZ, Nilson . ANESTESIA EPIDURAL COM LIDOCAÍNA, BUPIVACAÍNA OU ASSOCIAÇÃO DE AMBAS EM CÃES, SUBMETIDOS À ORQUIECTOMIA ELETIVA. In: XII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2015, Joao Pessoa. Anais - XII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2015. p. 3-3.

5.
Regalin, Doughlas; COMASSETTO, F. ; REGALIN, B. D. C. ; RONCHI, S. J. ; Moraes, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, N. . AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO SÉRICA DE TROPONINA I (cTnI) E DO ELETROCARDIOGRAMA (ECG) EM CÃES SUBMETIDOS A SEDAÇÃO PROLONGADA. In: XII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2015, Joao Pessoa. Anais - XII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2015. p. 12-12.

6.
Regalin, Doughlas; GEHRCKE, M. I. ; COMASSETTO, F. ; LIMA, I. T. ; PADILHA, V. S. ; Moraes, Aury Nunes de ; ROSA, L. ; OLESKOVICZ, N. . AVALIAÇÃO METABÓLICA E HEMODINÂMICA DE DOIS PROTOCOLOS DE SEDAÇÃO PROLONGADA EM CAES. In: XII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2015, João Pessoa. Anais - XII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2015. p. 19-19.

7.
Oleskovicz, Nilson ; RONCHI, S. J. ; JESUS, M. ; GEHRCKE, M. I. ; Regalin, Doughlas . Anestesia epidural com lidocaína, bupivacaína ou associação de ambas em cães, submetidos à orquiectomia eletiva. In: 24° Seminário de Iniciação Científica, 2014, Lages. Anestesia epidural com lidocaína, bupivacaína ou associação de ambas em cães, submetidos à orquiectomia eletiva, 2014.

8.
Oleskovicz, Nilson ; ANTONELLI, M. ; REGALIN, D. ; COSTA, B. D. ; GEHRCKE, M. I. ; FRECCIA, C. ; COMASSETTO, F. ; VOLPATO, J. . Efeitos cardiovasculares e alterações hematológicas da infusão contínua de metadona, ou morfina associada à cetamina e lidocaína pela via intravenosa em cães anestesiados com isoflurano e submetidos à OSH eletiva.. In: 24° Seminário de Iniciação Científica, 2014, Lages. Efeitos cardiovasculares e alterações hematológicas da infusão contínua de metadona, ou morfina associada à cetamina e lidocaína pela via intravenosa em cães anestesiados com isoflurano e submetidos à OSH eletiva., 2014.

9.
SALBEGO, F. Z. ; VARGAS, C. ; OLESKOVICZ, N. ; GIMENES, A. M. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; PRA, C. D. ; SOUZA NETO, E. ; DUARTE, F. M. ; GIGGHI, E. . Alterações cardiorrespiratórias e hemogasométricas da anestesia epidural com levobupivacaína ou levobupivacaína e alfentanil, durante administração intravenosa contínua de propofol para ovário-salpingo-histerectomia em cães.. In: 23° Seminário de Iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2013, Lages - SC. Anais - 23° Seminário de Iniciação Científica, 2013. p. 5-5.

10.
MORAES, A. N. ; CAMARGO, N. ; OLESKOVICZ, N. ; SASSE, L. T. N. ; COSTA, B. D. ; REGALIN, D. ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; LIMA, M. P. A. . Comportamento da neoformação óssea e da osteointegração de biomateriais micro e nanoestruturados em ovinos. In: 23° Seminário de Iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2013, Lages - SC. Anais - 23° Semiário de Iniciação Científica, 2013. p. 54-54.

11.
OLESKOVICZ, N. ; MORESCO, M. ; COMASSETTO, F. ; BITTENCOURT, E. ; REGALIN, D. ; PADILHA, V. S. ; TOCHETO, R. . Efeitos cardiovasculares e analgésicos da administração de ropivacaína isolada ou associada à morfina, pela via epidural em felinos anestesiados com isoflurano. In: 23° Seminário de Iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2013, Lages - SC. Anais - 23° Seminário de Iniciação Científica, 2013. p. 77-77.

12.
LEMPEK, M. ; PRA, C. D. ; SALBEGO, F. Z. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; OLESKOVICZ, N. ; ANDRADE, J. N. . AFERIÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL SISTÊMICA PELOS MÉTODOS INVASIVO E OSCILOMÉTRICO. In: Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2012, Florianópolis. Anais do X Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2012. v. 5. p. 39-39.

13.
COMASSETTO, F. ; Beier, S. L. ; CRISTANI, J. ; FARIAS, F. H. ; REGALIN, D. ; BAGGIO, R. M. ; TOCHETO, R. . AVALIAÇÃO ANESTÉSICA E ANALGÉSICA DE DOIS PROTOCOLOS EM SUÍNOS SUBMETIDOS À. In: X Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2012, Florianópolis. Anais do X Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia veterinária, 2012. v. 5. p. 138-138.

14.
ANDRADE, J. N. ; LEMPEK, M. ; PRA, C. D. ; SALBEGO, F. Z. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; OLESKOVICZ, N. . Aferição da pressão arterial em cães pelos métodos invasivo e oscilométrico sob anestesia com propofol e após recuperação anestésica total. In: 22° Seminário de Iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2012, Lages - SC. Anais - 22° Seminário de Iniciação Científica, 2012. p. 5-5.

15.
Moraes, Aury Nunes de ; BIAZUS, A. H. ; OLESKOVICZ, N. ; COSTA, B. D. ; REGALIN, D. ; GEHRCKE, M. I. . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios em bovinos submetidos à orquiectomia eletiva utilizando anestesia local e imobilização eletromagnética. In: 22° Seminário de Iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2012, Lages - SC. Anais - 22° Seminário de Iniciação Científica, 2012. p. 27-27.

16.
OLESKOVICZ, N. ; COMASSETTO, F. ; Beier, S. L. ; CRISTANI, J. ; HERTZING, F. ; REGALIN, D. ; BAGGIO, R. M. ; TOCHETO, R. . Avaliação anestésica e analgésica de dois protocolos em suínos submetidos à orquiectomia. In: 22° Seminário de Iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2012, Lages - SC. Anais - 22° Seminário de Iniciação Científica, 2012. p. 14-14.

17.
SALBEGO, F. Z. ; PRA, C. D. ; OLESKOVICZ, N. ; GIMENES, A. M. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; GIGGHI, E. ; SOUZA NETO, E. ; DUARTE, F. M. . Alterações cardiorrespiratórias e hemogasométricas da anestesia epidural com levobupivacaína ou levobupivacaína e alfentanil, durante administração intravenosa contínua de propofol para ovário-salpingo-histerectomia em cães.. In: 22° Seminário de iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2012, Lages - SC. Anais - 22° Seminário de iniciação Científica, 2012. p. 7-7.

18.
ANDRADE, J. N. ; LEMPEK, M. ; PRA, C. D. ; SALBEGO, F. Z. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; OLESKOVICZ, N. . Aferição da pressão arterial em cães pelos métodos invasivo e oscilométrico antes e após sedação com acepromazina. In: 22° Seminário de iniciação Científica - Universidade do Estado de Santa Catarina, 2012, Lages - SC. Anais - Seminário de Iniciação Científica, 2012. p. 4-4.

19.
CORREA, A. ; TAMANHO, R. B. ; MORAES, A. N. ; Beier, S. L. ; REGALIN, D. ; FARIAS, F. H. ; SPOLTI, P. ; OLESKOVICZ, N. . Clinical and cardiorespiratory effects of propofol nanoemulsion in dogs. In: Association of Veterinary Anaesthetists Autumn meeting, 3rd 4th September, 2010, Santorini. Veterinary Anaesthesia and Analgesia, 2010. v. 38. p. 9-9.

20.
TAMANHO, R. B. ; CORREA, A. ; MORAES, A. N. ; REGALIN, D. ; FARIAS, F. H. ; SPOLTI, P. ; SOUZA, R. V. ; OLESKOVICZ, N. . Cardiopulmonary and metabolic evaluation of a new formulation of propofol in cats. In: : Association of Veterinary Anaesthetists Autumn meeting, 3rd 4th September 2010, 2010, santorini. Veterinary Anaesthesia and Analgesia, 2010. v. 38. p. 15-16.

21.
TAMANHO, R. B. ; OLESKOVICZ, N. ; MORAES, A. N. ; REGALIN, D. ; CORREA, A. ; FARIAS, F. H. ; SOUZA, R. V. ; SPOLTI, P. . Perfil Clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em gatas:Estudo experimental. In: IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009, Goiânia. Anais do IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009. p. 47-47.

22.
CORREA, A. ; OLESKOVICZ, N. ; MORAES, A. N. ; Beier, S. L. ; TAMANHO, R. B. ; REGALIN, D. ; SPOLTI, P. ; FARIAS, F. H. ; SOUZA, R. V. . Efeitos Hemodinâmicos e Respiratórios da Utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães. In: IX Encontro Brasileiro de anestesiologia Veterinária, 2009, Goiânia. Anais IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009. p. 46-46.

23.
OLESKOVICZ, N. ; TAMANHO, R. B. ; Gonzatti, M. L. S. ; MORAES, A. N. ; FLORES, F. N. ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; REGALIN, D. ; Carneiro, R. ; PACHECO, A. . Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da administração epidural cranial de lidocaína e morfina para utilização em campanhas de castração em cães. In: 18° Seminário de Iniciação científica da UDESC, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc. Lages: CAV/UDESC, 2008. v. 1. p. 119-119.

24.
OLESKOVICZ, N. ; Carneiro, R. ; MORAES, A. N. ; REGALIN, D. ; CORREA, A. ; Gonzatti, M. L. S. . Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da anestesia total intravenosa com duas formulações de propofol em felinos. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008. v. 1. p. 118-118.

25.
MORAES, A. N. ; NASCIMENTO, C. A. F. ; Beier, S. L. ; OLESKOVICZ, N. ; ROSA, A. C. ; REGALIN, D. ; Carneiro, R. . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concetração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização letromagnética. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008. v. 1. p. 108-108.

26.
MORAES, A. N. ; COSTA, B. D. ; ARMANDO, A. M. ; OLESKOVICZ, N. ; FLORES, F. N. ; Beier, S. L. ; REGALIN, D. ; COSTA, A. . Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da anestesia com isoflurano e halotano em microemussuspensão injetável pela via intravenosa em felinos. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008. v. 1. p. 107-107.

27.
MORAES, A. N. ; Santos, M. A. ; REGALIN, D. ; COSTA, A. ; COSTA, B. D. ; Gonzatti, M. L. S. ; Carneiro, R. . Efeitos da administração epidural de ropivacaína ou ropivacaína e xilazina em bovinos. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008. v. 1. p. 109-109.

28.
MORAES, A. N. ; Santos, M. A. ; OLESKOVICZ, N. ; REGALIN, D. ; COSTA, A. ; COSTA, B. D. ; Gonzatti, M. L. S. ; Carneiro, R. ; FLORES, F. N. . Efeitos da administração epidural de ropivacaína ou ropivacaína e xilazina em bovinos. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife. Anais do VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Recife - Pe: Editora da UFPE, 2008. v. 1. p. 530-530.

29.
MORAES, A. N. ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, N. ; Beier, S. L. ; NASCIMENTO, C. A. F. ; REGALIN, D. ; Carneiro, R. . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife. Anais do VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária.. Recife - PE: Editora da UFPE, 2008. v. 1. p. 530-530.

30.
TAMANHO, R. B. ; OLESKOVICZ, N. ; MORAES, A. N. ; FLORES, F. N. ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; REGALIN, D. ; Carneiro, R. ; PACHECO, A. ; ROSA, A. C. . Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária,, 2008, Recife. Anais do VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Recife - Pe: Editora da UFPE, 2008. v. 1. p. 362-362.

31.
REGALIN, D.; OLESKOVICZ, N. ; MORAES, A. N. ; FLORES, F. N. ; CORREA, A. ; COSTA, B. D. ; Carneiro, R. ; Gonzatti, M. L. S. . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associado ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife. Anais do VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Recife - Pe: Editora da UFPE, 2008. v. 1. p. 466-466.

Apresentações de Trabalho
1.
REGALIN, D.. Sedação prolongada em pequenos animais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
REGALIN, D.. Anestesia e contenção química em animais silvestres. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
REGALIN, D.. Anestesia em pacientes geriátricos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
COMASSETTO, F. ; ROSA, L. ; RONCHI, S. J. ; FUCHS, K. S. ; BATISTELA, F. A. ; REGALIN, B. D. C. ; REGALIN, D. ; Oleskovicz, Nilson . Analgesia Trans e Pós-operatória da Cetamina em Cadelas Submetidas à mastectomia unilateral total. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Regalin Douglas; ANTONELLI, M. ; REGALIN, B. D. C. ; GEHRCKE, M. I. ; FRECCIA, C. ; COMASSETTO, F. ; VOLPATO, J. ; OLESKOVICZ, N. . Infusão contínua de metadona ou morfina associada a cetamina e lidocaína em cães. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
REGALIN, D.. Ventilação mecânica em pequenos animais: quando e como fazer. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
REGALIN, D.. Sedação prolongada e coma induzido: Como fazer. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
REGALIN, D.. Ventilalação mecânica na anestesia: Quando empregar?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
REGALIN, D.. Ventilação Mecânica na UTI: O que sabemos em Medicina Veterinária. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
REGALIN, D.. Analgesia por infusão contínua, aplicação no trans e pós-Operatório. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
REGALIN, D.; GEHRCKE, M. I. ; COMASSETTO, F. ; LIMA, I. T. ; PADILHA, V. S. ; MORAES, A. N. ; ROSA, L. ; OLESKOVICZ, N. . Avaliação metabolica e hemodinâmica de dois protocolos de sedação prologada em cães. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
RONCHI, S. J. ; COMASSETTO, F. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; OLESKOVICZ, N. . Anestesia epidural com lidocaína, bupivacaína ou a associação de ambas em cães , submetidos a orquiectomia. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
REGALIN, D.; COMASSETTO, F. ; COSTA, B. D. ; RONCHI, S. J. ; MORAES, A. N. ; OLESKOVICZ, N. . Avaliação da concentração sérica de troponina I (ctni) e do eletrocardiograma (ecg) em caes submetidos a sedação prolongada. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
OLESKOVICZ, N. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; REGALIN, B. D. C. ; COMASSETTO, F. ; PADILHA, V. S. ; MORAES, A. N. . Metabolic and Hemodynamic for two long term sedation protocols in dogs. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
OLESKOVICZ, N. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. ; COMASSETTO, F. ; MORAES, A. N. ; PADILHA, V. S. ; CARDOSO, H. M. . Indirect Calorimetry in hemodynamic and metabolic monitoring in dogs under different hemodynamic stats. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
COSTA, B. D. ; DALLABRIDA, ADEMAR L. ; GAVA, A. ; Moraes, Aury N. ; Regalin, Doughlas ; LIMA, M. P. A. ; CAMARGO, N. ; OLESKOVICZ, Nilson . Neoformação Óssea e Osteointegração de Biomateriais Micro e Nanoestruturados em Ovinos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
REGALIN, D.. Modalidades de Ventilação Mecânica na Anestesia de Pequenos animais. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
REGALIN, D.. Monitoração Anestésica e Emergências Trans-Anestésicas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
REGALIN, D.. Ressucitação Cérebro-Cardiopulmonar (RCCP): O que há de novo. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
REGALIN, D.; MORESCO, M. ; OLESKOVICZ, N. ; COMASSETTO, F. ; BITTENCOURT, E. ; PADILHA, V. S. ; TOCHETO, R. . Efeitos Cardiovasculares e Analgésicos da Administração de ropivacaína Isolada ou Associada à morfina pela via epidural em felinos anestesiados com isoflurano. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

21.
Regalin, Doughlas. Estabilização do Paciente Emergêncial. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
REGALIN, D.. Choque hemorrágico em pequenos animais: fisiopatologia e tratamento. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
COMASSETTO, F. ; OLESKOVICZ, N. ; BAGGIO, R. M. ; TOCHETO, R. ; Beier, S. L. ; CRISTANI, J. ; REGALIN, D. . Avaliação Anestésica e Analgésica de dois protocolos em suínos submetidos a orquiectomia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
TAMANHO, R. B. ; Oleskovicz, Nilson ; Moraes, Aury N. ; REGALIN, D. ; CORREA, A. ; HERTZING, F. ; SOUZA, R. V. ; SPOLTI, P. . Perfil clinico da utilizacao de uma nova formulação de propofol em microemulsão em gatas: estudo experimental. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
CORREA, A. ; OLESKOVICZ, N. ; Moraes, Aury N. ; Beier, Suzane L. ; TAMANHO, R. B. ; REGALIN, D. ; SPOLTI, P. ; HERTZING, F. ; SOUZA, R. V. . Efeitos Hemodinamicos e respiratorios da utilizacao de uma nova formulacao de propofol em microemulsão em cães. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
REGALIN, D.. Medicação Pré-anestésica. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
REGALIN, D.; OLESKOVICZ, N. ; MORAES, A. N. ; FLORES, F. N. ; CORREA, A. ; COSTA, B. D. ; Carneiro, R. ; Gonzatti, M. L. S. . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associado ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
OLESKOVICZ, N. ; TAMANHO, R. B. ; MORAES, A. N. ; FLORES, F. N. ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; REGALIN, D. ; Carneiro, R. ; PACHECO, A. . Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
MORAES, A. N. ; Santos, M. A. ; OLESKOVICZ, N. ; REGALIN, D. ; COSTA, A. ; COSTA, B. D. ; Gonzatti, M. L. S. ; Carneiro, R. ; FLORES, F. N. . Efeitos da administração epidural de ropivacaína ou ropivacaína e xilazina em bovinos. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
MORAES, A. N. ; ROSA, A. C. ; Beier, S. L. ; OLESKOVICZ, N. ; REGALIN, D. ; Carneiro, R. ; NASCIMENTO, C. A. F. . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
SOARES, A. ; FLORES, F. N. ; OLESKOVICZ, N. ; MORAES, A. N. ; REGALIN, D. . Protocolo Anestésico para cirurgia de Gastrocentese com Gastropexia em Cão - Relato de Caso. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

32.
REGALIN, D.; SOARES, A. ; OLESKOVICZ, N. ; FLORES, F. N. ; ROSA, A. C. . Utilização de midazolam por via epidural para ovariossalpingo-histerectomia em gatas - Relato de caso. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

33.
MORAES, A. N. ; OLESKOVICZ, N. ; FLORES, F. N. ; SOARES, A. ; REGALIN, D. ; CORREA, A. . Sedação com dexmedetomidina em pacientes caninos pediátricos ? resultados preliminares.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

34.
OLESKOVICZ, N. ; FLORES, F. N. ; SOARES, A. ; REGALIN, D. ; MINSKY, V. . Uso de Clonidina via Epidural associada á anestesia geral inalatória para cirurgia de gonodectomia pré-púbere em cadela ? relato de caso. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Demais tipos de produção técnica
1.
Regalin, Doughlas. Parecer em 3 trabalhos científicos da Acessoria de Pesquisa e Inovação. 2017. (Avaliação/Parecer de trabalhos científicos).

2.
REGALIN, D.. I Encontro Ciêntífico de Ciências Agrárias da Regional Jataí - UFG. 2016. (Relator de trabalhos cientificos).

3.
REGALIN, D.. I Encontro Ciêntífico de Ciências Agrárias da Regional Jataí - UFG. 2016. (Avaliação/Parecer de trabalhos científicos).

4.
REGALIN, D.. Modulo Prático (Ressucitação Cérebro-Cardiopulmonar (IV Curso Teórico-Prático de Emergência em Pequenos Animais). 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
OLESKOVICZ, N. ; COSTA, B. D. ; MORAES, A. N. ; GEHRCKE, M. I. ; REGALIN, D. . Modulo Prático (Estabilização do paciente crítico) - III Curso Teorico Pratico de Emergenia em pequenos Animais. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
OLESKOVICZ, Nilson ; Moraes, Aury Nunes de ; REGALIN, D. ; ROSA, A. C. ; TAMANHO, R. B. . Modulo Prático (Anestesiologia) - III Curso Teórico Prático de Anestesiologia em Pequenos Animais. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
MORENO, J. C. D.; OTERO, P. E.; DAMASCENO, A. D.; BOSCO, F. A. P.; REGALIN, D.. Participação em banca de Ana Carolina Vasques Villela. Anestesia paravertebral torácica em cães. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
AMARAL, A. V.; Regalin, Doughlas; OLIVEIRA, F. A.. Participação em banca de Jéssica Bueno Guimarães. Propofol na Anestesia Total intravenosa em Pequenos animais: Revisão de Literatura. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência em Área Profissional em Saúde da Universidade Federal de Goiás () - Universidade Federal de Goiás.

2.
COSTA, T. C.; Regalin, Doughlas; VULCANI, A. S.. Participação em banca de Igor Ribeiro Rosa. SINDROME DE CANTRELL EM UM CÃO DA RAÇA SHIH-TZU: Relato de caso. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência em Área Profissional em Saúde da Universidade Federal de Goiás () - Universidade Federal de Goiás.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
OLESKOVICZ, N.; REGALIN, D.; GEHRCKE, M. I.. Participação em banca de Gabriela Oliveira Gall.Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinaria) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, N.; REGALIN, D.. Participação em banca de Simone Crisel del Moro.Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária). 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinaria) - Universidade do Estado de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
ARAUJO, G. H. M.; Regalin, Doughlas; CAGNINI, D. Q.. Banca de Processo Seletivo para Professor substituto. 2016. Universidade Federal de Goiás.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Fórum de Dirigentes de Hospitais Veterinários de Instituições Federais de De Ensino superior. 2017. (Congresso).

2.
XII Congresso Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. 2016. (Congresso).

3.
I Simpósio de Medicina Felina. 2012. (Simpósio).

4.
X Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. 2012. (Congresso).

5.
II Curso Teórico Prático de Emergência Veterinária. 2009. (Outra).

6.
VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. 2008. (Congresso).

7.
II Seminário Regional dos Pós-Graduandos em Ciências Agrárias. 2007. (Seminário).

8.
VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. 2007. (Congresso).

9.
I Curso Teórico-Prático de Controle Populacional de Cães e gatos. 2006. (Outra).

10.
XXII Semana Acadêmica de Medicina Veterinária. 2005. (Outra).

11.
Host, Agent, Enviroment, and Infectious Disease Diagnosis. 2004. (Outra).

12.
XXI Semana Academica de Medicina Veterinária. 2004. (Outra).

13.
I CURSO SOBRE PRODUÇÀO ANIMAL NO PANTANAL. 2003. (Seminário).

14.
Contruindo o Futuro de Guaratuba. 2002. (Outra).

15.
Contruindo o Futuro de Matinhos. 2002. (Outra).

16.
Fórum ?Construindo o Futuro de Guaratuba?. 2002. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
REGALIN, D.. Espaço das profissões. 2016. (Outro).

2.
MAFRA, A. L. ; REGALIN, D. ; MARIOTTO, J. R. ; MEDEIROS, J. C. ; Gonçalves, M. C. . II Seminário Regional dos Pós Graduandos em Ciências Agrárias / II SEPOSCA. 2007. (Outro).

3.
MORAES, A. N. ; OLESKOVICZ, N. ; Beier, S. L. ; FLORES, F. N. ; REGALIN, D. ; SOARES, A. ; TAMANHO, R. B. ; PACHECO, A. ; ARMANDO, A. M. ; Carneiro, R. ; Santos, M. A. ; ROSA, A. C. . VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. 2007. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Jessica Bueno Guimaraes. AVALIAÇÃO DE DOIS PROTOCOLOS DE INFUSÃO CONTÍNUA PARA ANALGESIA MULTIMODAL EM CADELAS SUBMETIDAS À MASTECTOMIA UNILATERAL. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Biociência Animal) - Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Maria Rita Agenor Alves. Anestesia no cão braquicefálico: Relato de caso. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Doughlas Regalin.

Orientações de outra natureza
1.
Mario de Castro Magalhães Filho. Monitoria em Farmacologia Veterinária. 2016. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí. Orientador: Doughlas Regalin.

2.
Jessiane Damian. Programa monitoria UDESC - Farmacologia Geral. 2012. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Doughlas Regalin.

3.
Matheus Ferreira de Souza. Programa de Monitoria UDESC - Farmacodinâmica. 2012. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Doughlas Regalin.

4.
Monica Pavei. Programa de Monitoria UDESC - Farmacologia Geral e Farmacodinâmica. 2011. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Doughlas Regalin.



Outras informações relevantes


Representante discente na comissão permanente de seleção de coleções - CAV/UDESC Portaria interna do CAV 0902012 - 134/2014.

Representante discente junto ao Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade do Estado de Santa Catarina ? UDESC, no período de dez/2007 a setembro/2008.

Aluno regularmente matriculado em programa de doutorado desde 2012/01 até 2015/01 (2012/01 - 2012/02 - 2013/01 - 2013/02 - 2014/01 - 2014/02 e 2015/01).

Participação na Campanha de castração realizada pela Prefeitura Municipal de Alfredo Wagner dia 31/08/2007 perfazendo um total de 10 horas.

Participação na Campanha de castração realizada pela Prefeitura Municipal de Alfredo Wagner dia 10/11/2007 perfazendo um total de 10 horas.

Participação na Campanha de castração realizada pela Prefeitura Municipal de Alfredo Wagner dia 04/04/2008 perfazendo um total de 10 horas.

Participação na Campanha de castração realizada pela Prefeitura Municipal de Alfredo Wagner dia 05/09/2008 perfazendo um total de 10 horas.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 18:36:56