Diogo Silva Corrêa

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1826497862042854
  • Última atualização do currículo em 12/12/2018


É pesquisador associado do Centre d'Études des Mouvements Sociaux da École des Hautes Études en Sciences Sociales (CEMS-EHESS) e pós-doutorando em sociologia do Sociofilo - Universidade Federal do Rio de Janeiro (IFCS-UFRJ), bolsa faperj nota 10. É doutor em sociologia pelo IESP-UERJ e pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), em regime de co-tutela, tendo realizado um doutorado sanduíche no Groupe de Sociologie Pragmatique et Reflexive (GSPR-EHESS). Fez pesquisa etnográfica junto a convertidos pentecostais da favela Cidade de Deus, tendo desenvolvido uma abordagem pragmatista das mudanças de vida, com particular ênfase na conversão religiosa. Atuais áreas de interesse: teoria sociológica, sociologia pragmática francesa; filosofia pragmatista; rupturas biográficas; mudanças de vida; sociologia dos problemas íntimos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Diogo Silva Corrêa
Nome em citações bibliográficas
Corrêa, Diogo Silva.;Silva Corrêa, Diogo.;CORRÊA, DIOGO SILVA

Endereço


Endereço Profissional
Instituto de Estudos Políticos e Sociais, Sociofilo.
Rua da Matriz
Botafogo
22260100 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 972333341
URL da Homepage: http://www,iesp.uerj.br


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2015
Doutorado em Sociologia.
Instituto de Estudos Políticos e Sociais, IEPES, Brasil.
com período co-tutela/sanduíche em (Orientador: ).
Título: Anjos de fuzil: uma etnografia das relações entre igreja e tráfico na Cidade de Deus, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Frédéric Vandenberghe.
Coorientador: Daniel Cefaï / Francis Chateauraynaud.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2007 - 2009
Mestrado em Ciências Sociais.
Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, Brasil.
Título: Teoria Sociológica Francesa: elementos para a análise de um grupo circunstancial,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Raul Magalhães.
Coorientador: Frédéric Vandenberghe.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2002 - 2005
Graduação em Ciências Sociais.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: Epistemologia das ciências humanas..
Orientador: Valter Sinder.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
2016 - 2018
Pós-Doutorado.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista FAPERJ Nota 10, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
?As ?viradas? nas ciências humanas? Disciplina de pós-graduação (mestrado e doutorado) ministrada com o professor Frédéric Vandenberghe.

Vínculo institucional

2010 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Contrato temporário, Enquadramento Funcional: Professor Contratado, Carga horária: 20

Atividades

08/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Sociais, .

Linhas de pesquisa
Teoria social - Sociofilo
08/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Sociais, .


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Contrato Temporário, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 20
Outras informações
Introdução à Sociologia para biblioteconomia Introdução à Sociologia para relações internacionais Introdução à Sociologia Contemporânea para Ciências Sociais


Washington University in Saint Louis, WUSTL, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Professor Assistente (TA - teaching assistant, Carga horária: 20
Outras informações
Teaching assistance ligado ao professor Bret Gustafson e sob a supervisão de John Bowen


Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado

Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Doutorando
Outras informações
Membro do Centre d'Études des Mouvements Sociaux

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador (Bolsa Sanduíche)
Outras informações
Pesquisador vinculado ao Groupe de Sociologie Pragmatique et Reflexive da École des Hautes Études en Sciences Sociales, sob a supervisão de Francis Chateauraynaud

Atividades

08/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Théorie Sociologique, .

09/2011 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Théorie Sociologique, .


Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estágio docente, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4, Regime: Dedicação exclusiva.


Universiteit van Amsterdam, UvA, Holanda.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Parte do programa da bolsa TEPSIS sob a supervisão do professor Jan Willem Duyvendak



Linhas de pesquisa


1.
Para uma pragmática do poder

Objetivo: A partir da década de 1980, na sociologia francesa pós-bourdieusiana estabeleceu-se um corte um tanto bruto entre sociologias críticas, como a de Pierre Bourdieu, preocupadas com as relações de força e de dominação, e as sociologias pragmáticas da crítica, como a de Luc Boltanski e Laurent Thévenot, atentas às operações críticas e ao senso de justiça dos atores em momento de disputa. Com isso, opôs-se uma sociologia disposicionalista do ator, cujo objetivo era apontar as propriedades incorporadas de um indivíduo ou grupo ao longo de sua trajetória no mundo social, e uma sociologia da ação e da situação, mais voltada para a descrição da experiência dos atores em curso. Oposições rígidas foram sendo estabelecidas e atualmente boa parte do esforço da sociologia francesa tem sido escapar dessas armadilhadas conceituais. Nessa linha de pesquisa, tem-se por objetivo fazer composições entre esses dois ?estilos" (Benatouil) de se fazer sociologia, sem tomá-los como "paradigmas" (Kuhn) incomensuráveis. A partir deste desafio teórico, algumas questões se impõem: como trazer a temática do poder e das relações de força para uma sensibilidade pragmatista, isto é, mais descritiva e situacional? Como pensar situações que são experimentadas pelos indivíduos como intransponíveis sem, ao descrevê-las, cair em uma explicação generalizante do mundo social como regido exclusivamente por relações de dominação? Como construir ferramentas analíticas capazes de conjugar o acúmulo de experiências dos indivíduos sem uma explicação determinista do seu comportamento? Essa agenda de pesquisa pretende fundamentar uma nova teoria social, empiricamente bem informada, a partir desse debate mais geral..
2.
Pragmáticas da interioridade

Objetivo: A subjetividade é um dos temas mais espinhosos da filosofia, da psicologia, da sociologia e da antropologia. Não há ciência humana que não tenha se deparado com esta questão. Duas posturas tem preponderado na discussão em torno dela: de um lado, há aqueles, sobretudo de orientação pós-moderna, que tem buscado desconstruir a ?subjetividade" ou qualquer sentimento de identidade ou de interioridade, mostrando como isso não passa de uma construção de jogos de linguagem, de signos, de relações entre significantes etc. De outro lado, há o que continuam a invocar um princípio metafísico no qual a subjetividade ou o ?eu? encontram fundamento em uma res cogitans, um sujeito transcendental etc. De modo distinto, esta linha de pesquisa pretende, de um lado, levar a sério a ?interioridade" como instância pragmática mobilizada pelos atores em determinadas situações e, de outro, criar uma metodologia que seja capaz de acompanhar os problemas de pessoas, formalizando-os, de modo a obter os elementos fundamentais e pertinentes para o próprio ator e para o meio no qual ele está inserido sem que se precise supor algo anterior e a priori. Concebe-se aqui o ator como um emaranhado de tensões e problemas que evoluem ao longo do tempo. Com isso, objetiva-se ir além das explicações que reduzem o self e sua agência ao seu passado incorporado, como na hipótese disposicionalista - seja em sua versão do habitus à la Bourdieu ou seja em sua versão mais pormenorizada e minimalista do patrimônio disposicional em Lahire -, mas também tenta-se evitar a redução do ator ao seu futuro imaginado ou planejado como na hipótese da escolha racional (Boudon) ou das conversas interiores (Archer)..
3.
Teoria social - Sociofilo

Objetivo: Fundado em 2007, o núcleo de pesquisa Sociofilo desenvolve, a partir de uma perspectiva humanista, reflexões sistemáticas acerca dos fundamentos filosóficos da teoria social. Assim, a investigação dos pressupostos metateóricos das ciências sociais não constitui um fim em si mesmo, mas serve como preâmbulo necessário à construção de uma teoria social geral da ação em comum. Dessa forma, são abordadas diferentes perspectivas sociológicas e filosóficas, como a hermenêutica, a fenomenologia e a teoria crítica. Articulando a metateoria, a teoria social e a teoria sociológica numa teoria geral da sociedade, o núcleo está centrado em torno de quatro linhas inter-relacionadas de pesquisa: I. Fundamentos filosóficos da teoria social; II. As novas correntes da teoria social; III. Teoria sociológica como ontologia do presente IV. Teoria reconstrutiva: em prol do convivivialismo O núcleo atua como um ?colaboratório? que oferece apoio e estímulo intelectuais, funcionando como um fórum para orientandos e pesquisadores envolvidos na elaboração e execução de projetos ligados aos temas de interesse do Sociofilo. Através deste fórum intelectual, almeja-se contribuir para a formação de uma rede virtual descentralizada e aberta na qual circularão debates, informações, contatos e artigos. Com este fim, foi lançada a revista Cadernos do Sociofilo (ISSN: 2318-552X), que publica artigos de alta qualidade que são discutidos e aprovados pelo ´colaboratorio´ que funciona, de fato, com corpo editorial executivo...
4.
Socioantropologia das intensidades e virada afetiva

Objetivo: Energia, clima, sensibilidade, feeling, química, intuição, atmosfera, ambiência são algumas palavras que descrevem um conhecimento sub ou extra-representativo muito pouco explorado nas ciências sociais. Sob a hegemonia do simbolismo e da representação, as intensidades, os ritmos, as vibrações foram simplesmente ignoradas ou colocadas em segundo plano. A proposição de uma linha de pesquisa em torno de uma sócio-antropologia das intensidades, das potências e das forças pretende inserir, dentro da pesquisa etnográfica e sociológica, conceitos que permitam a compreensão e a descrição mais ampla da experiência dos seres sencientes. Também nos nutrimos, para isso, das discussões recentes na antropologia e na filosofia sobre o neo-animismo, neo-vitalismo, neo-materialismo, pan-psiquismo, etc..


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Frontiers in Sociology
2010 - Atual
Periódico: Cadernos do Sociofilo


Revisor de periódico


2014 - Atual
Periódico: Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social
2015 - Atual
Periódico: Mediações - Revista de Ciências Sociais
2016 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Tempo Social (USP. Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Fundamentos da Sociologia/Especialidade: Teoria Sociológica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2016
Prêmio IESP-UERJ de melhor tese de doutorado em sociologia, IESP-UERJ.
2016
Aprovação Concurso Professor Adjunto Universidade de Brasília (UnB), Universidade de Brasília.
2015
Aprovação da tese pela École des Hautes Études en Sciences Sociales: "très honorable avec félicitations du Jury", EHESS.
2013
BOLSA TEPSIS École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS) - Washington University in St. Louis - University of Amsterdam (UVA), École des Hautes Études en Sciences Sociales.
2011
Aprovação concurso para professor substituto no IFCS-UFRJ, IFCS-UFRJ.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
Silva Corrêa, Diogo.2017Silva Corrêa, Diogo.. Da ontologia à ontogênese: quando as realidades se tornam reais?. Teoria e Cultura, v. 11, p. 181-191, 2017.

2.
CORRÊA, DIOGO SILVA2016 CORRÊA, DIOGO SILVA; DIAS, RODRIGO DE CASTRO . A CRÍTICA E OS MOMENTOS CRÍTICOS: DE LA JUSTIFICATION E A GUINADA PRAGMÁTICA NA SOCIOLOGIA FRANCESA. MANA (UFRJ. IMPRESSO), v. 22, p. 67-99, 2016.

3.
Corrêa, Diogo Silva.2014 Corrêa, Diogo Silva.. Do problema do social ao social como problema: elementos para uma leitura da sociologia pragmática francesa. Política & Trabalho (UFPB. Impresso), v. 40, p. 35-62, 2014.

4.
Corrêa, Diogo Silva.2012Corrêa, Diogo Silva.. A construção de um problema pú- blico: o caso CEG e a edificação de um coletivo.. cadernos do sociofilo, v. 2, p. 170-215, 2012.

5.
Corrêa, Diogo Silva.2011Corrêa, Diogo Silva.; PETERS, G. . Somos bourdieusianos? Introdução. Sociofilo, v. 1, p. 1-5, 2011.

6.
Corrêa, Diogo Silva.2010Corrêa, Diogo Silva.. De la critique: précis de sociologie de l'émancipation. Sociedade e Estado (UnB. Impresso), v. 25, p. 589-600, 2010.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CORRÊA, DIOGO SILVA; LEAL, S. ; CHARTAIN, L. ; CANTU, R. . Crítica a Pragmatismo na sociologia: diálogos entre Brasil e França. 1. ed. São Paulo: Annablume, 2018. v. 2. 450p .

2.
Corrêa, Diogo Silva.; VANDENBERGHE, F. (Org.) . Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea. 1. ed. São Paulo: Annablume, 2018.

Capítulos de livros publicados
1.
CORRÊA, DIOGO SILVA. De uma sociologia dos problemas públicos a uma sociologia dos problemas íntimos: relendo Boltanski e a sociologia pragmática 2017 (Capítulo de livro (no prelo)).. In: Corrêa, Diogo Silva; Vandenberghe, Frédéric. (Org.). Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea. 1ed.São Paulo: Annablume, 2018, v. , p. 12-45.

2.
Silva Corrêa, Diogo.. ?O homem é um pequeno deus!?: humanidade e divindade na cosmologia crente.. In: Von der Weid, Olivia; Vandenberghe, Frédéric. (Org.). Novas Antropologias. 1ed.Rio de Janeiro: Três pontos, 2017, v. 1, p. 48-74.

3.
Corrêa, Diogo Silva.. O pragmatismo e as sociologias de sensibilidade pragmatista. In: Sell, Carlos Eduardo; Martins, Carlos Benedito. (Org.). Teoria sociológica contemporânea: autores e perspectivas. 1ed.São Paulo: Annablume, 2017, v. 1, p. 215-240.

4.
Corrêa, Diogo Silva.. Exorcizando o simbolismo. In: Von der Weid, Olivia; Vandenberghe, Frédéric. (Org.). Novas Antropologias. 1ed.Rio de Janeiro: Três pontos, 2016, v. 1, p. 210-217.

5.
Corrêa, Diogo Silva.; VERAN, J. . A ?justificação? como modelo político de regulação: reflexão a partir do contexto brasileiro. In: Vandenberghe, F. Véran,, J. F.. (Org.). São Paulo: Annablume, 2015 (Capítulo de Livro).. 1ed.São Paulo: Annablume, 2015, v. , p. 23-.

6.
Corrêa, Diogo Silva.. Foucault e a crítica racional da racionalidade.. In: Jessé Souza; Patrícia Mattos. (Org.). Teoria Crítica no Século XXI. 1ed.São Paulo: Annablume, 2007, v. , p. 257-281.

7.
Corrêa, Diogo Silva.. Somos desiguais? A propósito de Jessé e Damatta.. In: Jessé Souza. (Org.). A invisibilidade da desigualdade.. 1ed.Belo Horizonte: UFMG, 2006, v. , p. 359-394.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Corrêa, Diogo Silva.; MENEZES, P. V. . ?Na favela tá tudo monitorado?: notas sobre a reorganização do tráfico de drogas em territórios ?pacificados?. In: https://lasa.international.pitt.edu/files/Final-MainIndex.pdf, 2015, San Juan. 33rd International Congress of the Latin American Studies Association, 2015.

2.
Corrêa, Diogo Silva.; MENEZES, P. V. . Do desarmamento ao rearmamento: elementos de uma sociologia da crítica às UPPs. In: XVII Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia, 2015, Porto Alegre. XVII Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia, 2015.

3.
Corrêa, Diogo Silva.; CASTRO, R. D. . A 'virada pragmática' na sociologia francesa pós-bourdieusiana. In: GT40 - Teoria social no limite: novas frentes/fronteiras na teoria social contemporânea, 2014, Caxambu. A, 2014.

4.
Corrêa, Diogo Silva.; CASTRO, R. D. . Epígonos ou prógonos de Bourdieu? Uma leitura sobre os caminhos da sociologia francesa pós-bourdieusiana.. In: XVI Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia, 2013, Salvador. GT34 - Teoria sociológica, 2013.

5.
Corrêa, Diogo Silva.. 'O indivíduo ?desajustado? como revelador das moralidades e mundos de uma favela no Rio de Janeiro?. In: X Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM) Grupo de Trabalho 49: Moralidades nas cidades da periferia, 2013, Córdoba. X Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM) Grupo de Trabalho 49: Moralidades nas cidades da periferia, 2013.

6.
Corrêa, Diogo Silva.. Do problema do social ao social como problema: elementos para uma leitura das 'novas sociologias' contemporâneas. In: 36º Encontro Anual da ANPOCS, 2012, Águas de Lindóia. GT24 - O pluralismo na teoria social contemporânea, 2012.

7.
Corrêa, Diogo Silva.; COUTINHO, A. . A reflexividade na teoria social contemporânea: um diálogo franco-britânico. In: XIV Congresso Brasileiro de Sociologia, 2009, Rio De Janeiro. GT29 - Teoria Sociológica, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Corrêa, Diogo Silva.. As reflexividade(s) na teoria social. In: 34 Encontro Anual da ANPOCS, 2010, Caxambu. GT34 - Teoria sociológica, 2010.

Artigos aceitos para publicação
1.
Silva Corrêa, Diogo.; MENEZES, P. V. . Do desarmamento ao rearmamento: elementos de uma sociologia da crítica às UPPs. VIBRANT (FLORIANÓPOLIS), 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
Corrêa, Diogo Silva.. O indivíduo ?desajustado? como revelador das moralidades e mundos de uma favela no Rio de Janeiro. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
Corrêa, Diogo Silva.. Le soi et ses problèmes: une discussion pragmatiste des controverses intimes. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Corrêa, Diogo Silva.. Élements pour une approche pragmatiste des conversions religieuses. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Corrêa, Diogo Silva.. Do problema do social ao social como problema: elementos para uma leitura das 'novas sociologias' contemporâneas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Corrêa, Diogo Silva.. What about the believers in Brazil?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Corrêa, Diogo Silva.. A(s) reflexividade(s) na teoria social.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
Corrêa, Diogo Silva.. ?A captura como experiência: investigações pragmáticas e teorias do poder?. São Paulo: RBCS, 2017. (Tradução/Artigo).

2.
Corrêa, Diogo Silva.. ?A atmosfera como o conceito fundamental da nova estética?, 2017. (Tradução/Artigo).

3.
Corrêa, Diogo Silva.; GUTIERREZ, C. . ?A força dos dispositivos?. Brasília: UnB, 2017. (Tradução/Artigo).

4.
Corrêa, Diogo Silva.. Para uma sociologia relativamente exata. Outremont: Athéna édition, 2015. (Tradução/Livro).

5.
Corrêa, Diogo Silva.. Do estruturalismo ao culturalismo: a filosofia das formas simbólicas de Ernst Cassirer. London: Sage Publications, 2015. (Tradução/Artigo).

6.
Corrêa, Diogo Silva.. A conversão à antropologia como condição de uma antropologia das conversões 2014 ((Texto publicado em "Que cazzo é esse?" (Blog de Teoria e Metodologia das Ciências Sociais).).

7.
Corrêa, Diogo Silva.; HAMLIN, C. ; ASSIS, R. . Vinte Teses sobre a Sociologia, 2014. (Tradução/Outra).

8.
Corrêa, Diogo Silva.. Prova do tangível. Experiências de investigação e surgimento da prova, 2013. (Tradução/Artigo).

9.
Corrêa, Diogo Silva.; NASSER, T. ; VANDENBERGHE, F. ; PETERS, G. ; HAMLIN, C. . Habitus, reflexividade e realismo. Rio de Janeiro: Dados, 2011. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
Corrêa, Diogo Silva.. Pareceirista ad hoc revista Dilemas. 2014.

2.
Corrêa, Diogo Silva.. Pareceirista ad hoc revista Forum Sociológico. 2014.


Demais tipos de produção técnica
1.
VANDENBERGHE, F. ; Corrêa, Diogo Silva. ; LOPES, M. O. ; MAGNELLI, A. ; PERES, I. ; PETERS, G. ; ASSIS, R. ; CAILLE, A. . Quinto Caderno: Entre a Sociologia e a Filosofia II. 2014. ((Editoração/Periódico)).

2.
VANDENBERGHE, F. ; PETERS, G. ; LACERDA, M. ; CHERNILO, D. ; Corrêa, Diogo Silva. . Terceiro Caderno: Entre a sociologia e a filosofia I. 2013. ((Editoração/Periódico)).

3.
Corrêa, Diogo Silva.; COUTINHO, P. ; PONTES, T. ; VANDENBERGHE, F. ; CAETANO, A. ; LAHIRE, B. ; CARDOSO, A. ; AZEVEDO, P. . Quarto Caderno: Homenagem a Bernard Lahire. 2013. ((Editoração/Periódico)).

4.
Corrêa, Diogo Silva.; VANDENBERGHE, F. ; NAZARETH, E. ; CANTU, R. ; MOSSI, T. . Segundo Caderno: Nanossociologia. 2012. ((Editoração/Periódico)).

5.
PETERS, G. ; PONTES, T. ; VANDENBERGHE, F. ; SOARES, D. ; Corrêa, Diogo Silva. . Somos bourdieusianos?. 2011. ((Editoração/Periódico)).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
WERNECK, A.; VERAN, J.; TEIXEIRA, C.; GODOI, R.; Corrêa, Diogo Silva.. Participação em banca de Camille Porto. Selves em cadeia: Um estudo sociológico sobre a carreira moral de egressantes do sistema penitenciário carioca. 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
DI PIERRO, M. C.; FANTINATO, M. C.; FONSECA, M. C. F. R.; MACEDO, V.; Corrêa, Diogo Silva.. Participação em banca de Carla Cristina Gomes Pompeu. Um estudo sobre a relação de alunos da educação de jovens e adultos do estado de São Paulo com a matemática. 2017. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
SETTON, M. G. J.; KNOBLAUCH, A.; Corrêa, Diogo Silva.. Participação em banca de Gabriela Abuhab Valente. As práticas docentes e a questão religiosa. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Educação) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
AQUINO, J. P.; PICANCO, F.; TEIXEIRA, C.; WERNECK, A.; Corrêa, Diogo Silva.. Participação em banca de Camille Porto. A gente só aprende quando cai lá dentro: Um estudo sociológico sobre a carreira de egressos do sistema penitenciário carioca. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Sociologia e Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
18º Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia. Repensando a relação entre sociologia crítica e sociologia pragmática. 2017. (Congresso).

2.
Ciclo de Palestras sobre Violência e Crime do IESP-UERJ.Quando religião e crime coabitam. 2017. (Encontro).

3.
I Ciclo de Debates do Programa de Mestrado em Sociologia Política do IUPERJ/UCAM.Reflexões sobre o emaranhamento do crime e do pentecostalismo. 2017. (Seminário).

4.
30º Reunião Brasileira de Antropologia. Entre o espírito santo e os demônios: uma reflexão sobre o papel dos seres intangíveis na favela Cidade de Deus. 2016. (Congresso).

5.
40º Encontro Anual da Anpocs. Entre a pragmática e a crítica: a questão das incapacidades cidadãs. 2016. (Congresso).

6.
Diálogos entre teoria e empiria: tendências da sociologia contemporânea?.Luc Boltanski e a sociologia pragmática. 2016. (Seminário).

7.
Evento de alunos do curso de ciências sociais da FGV.para alunos do curso de ciências sociais da FGV. 2016. (Encontro).

8.
Palestra para alunos do curso de Mariana Cavalcanti no IESP-UERJ.A religião e o crime como formas de vida e processos identitários. 2016. (Encontro).

9.
Seminário de alunos do IESP-UERJ.Debatedor de trabalhos da Mesa sobre Teoria Social. 2016. (Seminário).

10.
39º Encontro Anual da Anpocs. A hierarquia e os limites morais da mudança: os. 2015. (Congresso).

11.
38º Encontro Anual da Anpocs. A virada pragmática na sociologia francesa pós-bourdieusiana. 2014. (Congresso).

12.
36º Encontro Anual da ANPOCS. Do problema do social ao social como problema: elementos para uma leitura das novas sociologias contemporâneas. 2012. (Congresso).

13.
34º Encontro Anual da ANPOCS.. A(s) reflexividade(s) na teoria social. 2010. (Congresso).

14.
Congresso Brasileiro de Sociologia. A reflexividade na teoria social contemporânea: um diálogo franco-britânico. 2009. (Congresso).

15.
Primeira Semana de Ciências Sociais.As diferenças entre Jessé e Damatta,. 2005. (Seminário).

16.
28 Encontro Anual da ANPOCS. 2004. (Encontro).

17.
XI Encontro Nacional de Filosofia. 2004. (Encontro).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Corrêa, Diogo Silva.. What about the believers in Brazil?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Corrêa, Diogo Silva.. Le soi et ses problèmes: une discussion pragmatiste des controverses intimes. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
Corrêa, Diogo Silva.. Élements pour une approche pragmatiste des conversions religieuses. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 6:28:18