Rodrigo Giraldi Cocco

Bolsista de Pós-doutorado Júnior do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4682862961188243
  • Última atualização do currículo em 17/11/2018


É licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Campus de Ourinhos, com Iniciação Científica financiada pela FAPESP e mestre em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da FCT/UNESP Presidente Prudente, sob orientação do Prof. Dr. Márcio Rogério Silveira e bolsa do CNPq. Também é doutor em Geografia pelo Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pela Universitat Autònoma de Barcelona (UAB), através de convênio de cotutela e dupla titulação, sob orientação do Dr. Márcio Rogério Silveira e coorientação da Profa. Dra. Carme Miralles Guasch efetuado durante o doutorado sandwich no exterior financiado pela CAPES (Programa PDSE). Atua nas áreas de Geografia Econômica e Geografia Urbana, com ênfase em estudos sobre planejamento urbano, mobilidade e transportes, aos quais integra estudos sobre inovações institucionais, de gestão, de financiamento e de tecnologias aplicadas à mobilidade e os transportes urbanos, dentro do marco teórico marxista. É membro do Grupo de Estudos em Desenvolvimento Regional e Infraestruturas (GEDRI), do Laboratório de Circulação, Transportes e Logística (LABCIT/UFSC), do Núcleo de Estudos sobre Transportes (NETRANS/UFS) e do Grup de'Estudis de Mobilitat, Transport i Territori (GEMOTT/UAB). Possui pós-doutorando realizado na Universidade de Guadalajara (UDG), México, com bolsa da instituição mexicana de fomento CONACYT, . (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rodrigo Giraldi Cocco
Nome em citações bibliográficas
COCCO, R. G.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Catarina, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC, Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
Campus Universitário Reitor João David Ferreira Lima, s/nº
Trindade
88040900 - Florianópolis, SC - Brasil
Telefone: (48) 37919000
URL da Homepage: https://www.ufsc.br/


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2016
Doutorado em Geografia.
Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, UAB, Espanha.
Título: TRANSPORTE PÚBLICO E MOBILIDADE URBANA: CONTRADIÇÕES ENTRE POLÍTICAS PÚBLICAS E DEMANDAS POR MOBILIDADE NA REGIÃO METROPOLITANA DE FLORIANÓPOLIS-SC, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: MARIA CARME MIRALLES-GUASCH.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2012 - 2016
Doutorado em Geografia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
com período co-tutela/sanduíche em (Orientador: ).
Título: Transporte público e mobilidade urbana: Contradições entre políticas públicas e demandas por mobilidade na Região Metropolitana de Florianópolis-SC., Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Márcio Rogério Silveira.
Coorientador: Maria Carme Miralles Guasch.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: acessibilidade; geografia dos transportes; interações espaciais; transporte público; materialismo histórico dialético; mobilidade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: geografia do transporte.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Econômica.
Setores de atividade: Transporte terrestre.
2008 - 2011
Mestrado em Geografia.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Interações espaciais e sistemas de transporte público: uma abordagem para Bauru, Marília e Presidente Prudente,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Márcio Rogério Silveira.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: acessibilidade; geografia dos transportes; Geografia Urbana; interações espaciais.
2004 - 2008
Graduação em Geografia.
Campus Experimental de Ourinhos, UNESP, Brasil.
Título: Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP.
Orientador: Márcio Rogério Silveira.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Urbana.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Política.
2016 - 2017
Pós-Doutorado.
Universidad de Guadalajara, UDG, México.
Bolsista do(a): Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Impactos Socioambientais.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Governança, mobilidade e território.


Formação Complementar


2014 - 2014
A Geografia na Gestão da Mobilidade Urbana. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2014 - 2014
Idioma Castellano. (Carga horária: 240h).
Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, UAB, Espanha.
2013 - 2013
Sistemas de Informação Geográfica - ArcGIS. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em Curso Extra-curricular de Língua Espanhola. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2012 - 2012
Movilidad Urbana Sostenible. (Carga horária: 12h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2012 - 2012
Introdução ao SPSS (Software estatístico). (Carga horária: 16h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2007 - 2007
Introdução a novas técnicas de pesquisa. (Carga horária: 8h).
Campus de Araraquara, UNESP, Brasil.
2007 - 2007
Circulação, logística e uso do território. (Carga horária: 8h).
Campus Experimental de Ourinhos, UNESP, Brasil.
2006 - 2006
Extensão universitária em Introdução ao pesamento de Paulo Freire. (Carga horária: 8h).
Campus Experimental de Ourinhos, UNESP, Brasil.
2006 - 2006
Procedimentos prática de ensino em Geografia. (Carga horária: 12h).
Campus Experimental de Ourinhos, UNESP, Brasil.
2006 - 2006
A cidade e o cinema. (Carga horária: 12h).
Campus Experimental de Ourinhos, UNESP, Brasil.
2005 - 2005
Fichamento e citação bibliográfica. (Carga horária: 4h).
FCT/Presidente Prudente, UNESP, Brasil.
2005 - 2005
Comunicação oral e escrita. (Carga horária: 4h).
FCT/Presidente Prudente, UNESP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor ministrante das disciplinas: Organização do Espaço Mundial I (finalizada); Legislação Urbana (em andamento); Geografia Urbana (em andamento); Técnicas de Elaboração do Trabalho Científico (em andamento); Tópicos em Geografia III - Mobilidade Urbana em Geografia (em andamento); Epistemologia da Geografia I (em andamento).

Atividades

09/2017 - 08/2018
Pesquisa e desenvolvimento , Unidades e Cursos de Graduação, Instituto de Ciências Humanas (ICH).

09/2017 - 08/2018
Pesquisa e desenvolvimento , Unidades e Cursos de Graduação, .

09/2017 - 08/2018
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Epistemologia da Geografia II
Geografia Urbana
Legislação Urbana
Organização do Espaço Mundial I
Técnicas de Elaboração do Trabalho Cientifico
Tópicos em Geografia III - Mobilidade urbana em Geografia
Seminário de Monografia
05/2018 - 06/2018
Conselhos, Comissões e Consultoria, Unidades e Cursos de Graduação, Instituto de Ciências Humanas (ICH).

Cargo ou função
Comissao de elaboração de súmulas de disciplinas na Área de Geografia Humana, para o novo Projeto Pedagógico do Curso de LIcenciatura em Geografia.

Universidad de Guadalajara, UDG, México.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pós-Doutorando/Professor no âmbito do mestrado em Mobilidade, Transporte e Território e Pesquisador junto ao projeto: Infraestructuras de transporte masivo y su afectación a la sustentabilidad urbana. La línea 3 del Tren Ligero en el Área Metropolitana de Guadalajara.

Atividades

06/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Mestrado em Mobilidade Urbana, .

08/2016 - 11/2016
Ensino, Mestrado en Movilidad, Transporte y Territorio, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Movilidad, Transporte y Territorio

Grupo de Estudos em Desenvolvimento Regional e Infraestruturas, GEDRI, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 4

Atividades

01/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Grupo de Estudos em Desenvolvimento Regional e Infraestruturas, .


Faculdades Barddal, BARDDAL, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 10

Atividades

08/2011 - 04/2012
Ensino, Arquitetura e Urbanismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ética e Legislação
Infraestrutura Urbana
Planejamento Urbano II
Sociologia

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Iniciação Científica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador nível de mestrado., Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa conseguida pela primeira colocação no processo seletivo de Mestrado em Geografia, na UNESP, Campus de Presidente Prudente.

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: bolsista pibic, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador doutorando, Bolsa CAPES/DS., Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa conseguida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSC, pela segunda colocação entre os candidatos, no processo seletivo de Doutorado.

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista PDSE, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa PDSE de Doutorado Sandwich no Exterior, com estágio na Universidade Autônoma de Barcelona, Barcelona, Espanha.


Reestruturação e Expansão das Universidades federais, REUNI, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador doutorando.
Outras informações
Bolsa conseguida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSC, pela segunda colocação entre os candidatos, no processo seletivo de Doutorado.


Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador nível Pós-Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa concedida para desenvolvimento de atividades de Pós-Doutorado junto à Universidade de Guadalajara - UDG.


Laboratório de Circulação, Transportes e Logística, LABCIT, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 4
Outras informações
Laboratório coordenado pelo Prof. Dr. Márcio Rogério Silveira, na UFSC.


Núcleo de Estudos em Transportes, NETRANS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 4
Outras informações
Núcleo de Estudos coordenado pelo Prof. Dr. Nelson Fernandes Felipe Júnior na Universidade Federal de Sergipe - UFS.


Grupo de Estudos em Mobilidade, Transporte e Território, GEMOTT, Espanha.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador em Pesquisa, Carga horária: 20


Centro Educacional de Barreiros, CEB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 13


E. E. Zilah Barreto Paccitti, EE ZILAH, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 9

Atividades

03/2011 - 05/2011
Ensino,

Disciplinas ministradas
Geografia

Instituto Educacional Portal do Saber, IEPS, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8

Atividades

03/2011 - 05/2011
Ensino,

Disciplinas ministradas
Geografia

Instituto Soma, SOMA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário de geoprocessamento, Carga horária: 10
Outras informações
Atividade realizada no âmbito do projeto "PROGRAM Programa de Governança da Administração Municipal" oferecido pelo Instituto Soma em parceira com a Prefeitura de Ourinhos, totalizando 42 horas na atividade no primeiro semestre de 2006.

Atividades

2006 - 2006
Estágios , Instituto SOMA, .

Estágio realizado
Coleta e tratamento de dados cadastrais de imóveis urbanos..

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Integrante em Projeto de Pesquisa, Carga horária: 4
Outras informações
Integrante em Projetos de Pesquisa do Prof. Dr. Márcio Rogério Silveira.


Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador em projeto de pesquisa, Carga horária: 4
Outras informações
Participação em Projeto de Pesquisa coordenado pela Profa. Dra. Lisandra Pereira Lamoso.


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Pós-Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Integrante de Projeto de Pesquisa, Carga horária: 4
Outras informações
Integrante de Projeto de Pesquisa coordenado pelo Prof. Dr. Márcio Rogério Silveira.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Docência
Outras informações
Estágio docência realizado junto à disciplina " Geografia do Comércio e Serviços" (GCN 7402, UFSC) ministradas pelo Professor Dr. Márcio Rogério Silveira entre o mês de março e dezembro de 2012.


Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, UAB, Espanha.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador em atividades de pesquisa, Carga horária: 4
Outras informações
Participação em atividades relacionadas ao Projeto de Pesquisa coordenado pela Profa. Dra. Carme Miralles-Guasch.



Linhas de pesquisa


1.
Inovações institucionais, mobilidade e território

Objetivo: O objetivo dessa linha de pesquisa é analisar as condições de planejamento, gestão, integração de dados e integração de trabalho entre as instituições e agentes envolvidos na produção do espaço, de transportes e mobilidade. A eficácia das tecnologias de transporte, como BRT, LRT, VLP, monotrilhos, entre outros, depende de sua integração efetiva à totalidade do sistema de transporte público de um território, incluindo intermodalidades, logística corporativa e de Estado, integração ao transporte não-motorizado, estímulo a dinâmicas de proximidade e implementação de estratégias TOD. Tais inovações, por seu turno, obtêm mais sucesso dentro de determinadas condições de institucionalidade, capacidade de planejamento, financiamento e gestão, as quais estão submetidas aos pactos de poder e à formação de blocos historicos regionais orgãnicos aos objetivos de ampliação das condições de mobilidade..
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: geografia do transporte.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana / Especialidade: Geografia Econômica.
Palavras-chave: Mobilidade Urbana; transporte público; Planejamento urbano.
2.
Desenvolvimento Regional e Infraestruturas (Linha Geral do Grupo de Pesquisa - GEDRI)

Objetivo: O Grupo de Estudos em Desenvolvimento Regional e Infraestruturas (GEDRI), coordenado pelo Prof. Dr. Márcio Rogério Silveira é um grupo de estudos multidisciplinar e interinstitucional. As linhas de pesquisas girarão em torno dos temas: Desenvolvimento Regional e Infraestruturas, com destaque para o desenvolvimento urbano e rural, indústria, transportes, comércio e serviços. O grupo pretende realizar pesquisas e extensões e conta com pesquisadores, entre alunos e professores, de diversas instituições de ensino superior espalhados pelo território brasileiro. As reflexões sobre diversos temas relacionados à Geografia Humana, destacando aspectos da Geografia Econômica e Geografia da Circulação, Transportes e Logística..
Grande área: Ciências Humanas
Palavras-chave: Concessão de Serviços Públicos; Desenvolvimento Regional; Transportes; Urbanização.
3.
Mobilidade urbana, interações espaciais e desenvolvimento

Objetivo: A linha de pesquisa objetiva o estudo das relações entre o desenvolvimento das forças produtivas humanas e as condições de mobilidade poupadoras de tempo. Essas condições de mobilidade se referem a sistemas de transporte, mas também organizações de uso do solo. Entre estas estão as organizações de usos do solo mistos em renda e atividade, fomentadores de proximidade urbana (walkability) e os sistemas de transporte público mistos em tecnologia (VLTs, BRTs, bicing pública, modos aquáticos e infraestrutura para a caminhada). Essas atuações em transporte e mobilidade geram as condições necessárias para amplições nas interações espaciais e, assim, ampliações nas forças produtivas sociais. Nesse contexto, se busca compreender as multiplas determinações da manutenção de modelos standard de transporte e mobilidade nos países em desenvolvimento..
4.
Mobilidade urbana, interações espaciais e desenvolvimento

Objetivo: A linha de pesquisa objetiva o estudo das relações entre o desenvolvimento das forças produtivas humanas e as condições de mobilidade poupadoras de tempo. Essas condições de mobilidade se referem a sistemas de transporte, mas também organizações de uso do solo. Entre estas estão as organizações de usos do solo mistos em renda e atividade, fomentadores de proximidade urbana (walkability) e os sistemas de transporte público mistos em tecnologia (VLTs, BRTs, bicing pública, modos aquáticos e infraestrutura para a caminhada). Essas atuações em transporte e mobilidade geram as condições necessárias para amplições nas interações espaciais e, assim, ampliações nas forças produtivas sociais. Nesse contexto, se busca compreender as multiplas determinações da manutenção de modelos standard de transporte e mobilidade nos países em desenvolvimento..
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Transporte terrestre.
Palavras-chave: transporte público; mobilidade; Tecnologia; Desenvolvimento.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
A Geografia das empresas de Ti no Brasil e sua lógica.
Descrição: As tecnologias da informação (TI) são consideradas hoje atividades da nova economia. Elas possibilitam não só geração de informação mas colocam a informação em circulação, sendo chaves para inovação e para competitividade das empresas. Estudar a sua geografia é fundamental para entender o território e as intervenções que devem ser feitas tanto na esfera pública como privada. O presente projeto busca analisar a localização das atividades de ti no Brasil, estabelecer padrões desta localização e concluir sobre quais os atributos que um território deve ter para abrigar as atividades da nova economia. São utilizadas pesquisas qualitativas e quantitativa, softwares estatísticos e de mapeamento. As referências utilizadas são Storper, Boschaman, Milton Santos e Amim. Os estudos seguem a pesquisa da mesma natureza feita para o Rio Grande do Sul, onde se identificou a aglomeração no eixo Região Metropolitana-Caxias Sul, e mais três municípios fora do eixo: Pelotas, Passo Fundo e Santa Maria. E os resultados apontam para a localização está ligada ao burburinho. A mudança de escala se torna necessário para compreender esta geografia com mais profundidade. Tem por objetivos, analisar o uso do território pelos empreendimentos de TI, no Brasil, identificando aglomerações e relacionando-as para avaliar se elas seguem um padrão, mapear as aglomerações de Ti no Brasil; Caracterizar as aglomerações e relaciona-las para identificar um padrão; Avaliar quais os recursos do território atraem os empreendimentos do TI; Analisar os atores responsáveis pela organização deste território usado pela TI; Avaliar a pertinência da teoria do burburinho e do face-to-face para entender o uso do território pelos empreendimentos em TI..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Coordenador / Giovana Mendes de Oliveira - Integrante.
2016 - Atual
Infraestructuras de transporte masivo y su afectación a la sustentabilidad urbana. La línea 3 del Tren Ligero en el Área Metropolitana de Guadalajara..
Descrição: El proyecto se centra en uno de los fenómenos de mayor relevancia para el desarrollo urbano presente: la planificación, construcción y operación de redes de transporte masivo. Es conocido el desmesurado, disperso y fragmentado crecimiento que están teniendo en los últimos decenios ciudades como el Área Metropolitana de Guadalajara. Ante la dispersión de las poblaciones, y la desconcentración de actividades básicas como el trabajo, las universidades, hospitales o centros comerciales, intervenciones como la construcción de la Línea 3 del Tren Ligero en el Área Metropolitana de Guadalajara son de vital importancia para entender y evaluar la construcción de la sustentabilidad urbana. En esta tónica es necesario documentar cada una de las afectaciones, tanto positivas como negativas, que presentan estas infraestructuras para la preservación del medio natural y construido urbano, para la sostenibilidad económica o para la inclusión o exclusión social, así como para garantizar u obstaculizar el empoderamiento de las comunidades afectadas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Transformações nos Sistemas de Transportes e Logística no Brasil: dinâmica econômica e novas configurações territoriais

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 10/11/2016.
Descrição: Descrição: O resultado esperado é identificar os responsáveis pelas relevantes modificações nos sistemas de transportes, na produção e na formação de novas territorialidades. O Brasil, destarte, enfrentou reestruturações econômicas profundas que alteraram os padrões territoriais até então existentes. Importantes componentes para isso foram as mudanças dos sistemas de transportes que envolvem: 1) inovações técnicas nos meios e nas vias de transportes; 2) inovações organizacionais, como a logística; 3) implementação de infraestruturas de transportes; 4) desregulamentações e novas regulamentações (normativas); e 5) transformações tributárias. O avanço das forças produtivas internacionais e nacionais (na tentativa de superar o fim da reserva de mercado e competir melhor numa concorrência intercapitalista acentuada) proporcionaram transformações nas relações de produção que, por conseguinte, afetaram a forma de se realizar as trocas e os transportes das mercadorias. Os transportes já não são mais realizados hoje como eram no passado recente..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (7) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador / SOUZA, Vítor Hélio Pereira - Integrante / FELIPE JÚNIOR, Nelson Felipe - Integrante / Airton Aredes - Integrante / Alessandra dos Santos Júlio - Integrante / Diogo Quintilhano - Integrante / Janete Ely - Integrante / Margaux Hildebrandt Vera - Integrante / Keity Kristiny Vieira Isoppo - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2014 - Atual
La Movilidad Cotidiana y las Dinámicas de Proximidad. Un Enfoque Territorial, Social y Medioambiental
Descrição: Las externalidades negativas derivadas del uso masivo del transporte privado han sido ampliamente estudiadas y verificadas por un colectivo extenso de científicos, desde una perspectiva ambiental y social. Sin embargo, el uso de los automóviles es una práctica ampliamente aceptada e incluso reivindicada por un gran número de ciudadanos. Este dilema requiere de un análisis de las razones de estos usos y de las percepciones que tienen sus usuarios. Se analizan los motivos individuales de la utilización del transporte privado para llegar a un punto nodal suburbano de la Región Metropolitana de Barcelona: el Campus de la Universidad Autónoma de Barcelona. El análisis ha barajado metodología cuantitativa con los datos de la Encuesta de movilidad de la Universidad Autónoma de Barcelona y análisis cualitativo. Pues sólo cuantificando el uso de los transportes privados y entendiendo las razones de su utilización se podrán establecer políticas disuasorias para su uso..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (10) / Doutorado: (10) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Integrante / Maria Carme Miralles Guasch - Coordenador / Maria Mónica Arroyo - Integrante / Teresa Navas Ferrer - Integrante.
2012 - 2016
Reestruturação e Dinâmica dos Transportes e da Logística em Santa Catarina (Edital de Ciências Sociais)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 10/11/2016.
Descrição: Descrição: A pesquisa busca, através de referenciais teóricos e metodológicos da Geografia da Circulação, Transportes e Logística, prentende mostrar que a recente dinâmica econômica catarinense resulta dos processos de mundialização do capital. Eles foram capazes de gerar uma inédita dinâmica produtiva, distributiva e, sobretudo, comunicacional no estado catarinense da qual os transportes, o armazenamento e a logística são, cada vez mais, peças-chave desse processo. Fatos que estimulam novas interações espaciais no território catarinense e dele com demais espaços globais. Nesse sentido, nosso recorte temático ficará mais atrelado aos setores de transporte de cargas e a sua importância na recente dinâmica econômica e suas implicações espaciais no estado de Santa Catarina..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador / SOUZA, Vítor Hélio Pereira - Integrante / FELIPE JÚNIOR, Nelson Felipe - Integrante / Airton Aredes - Integrante / Alessandra dos Santos Júlio - Integrante / Diogo Quintilhano - Integrante / Janete Ely - Integrante / Margaux Hildebrandt Vera - Integrante / Keity Kristiny Vieira Isoppo - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2016
Territorialização e Mapeamento das Unidades Exportadoras de Mato Grosso do Sul
Descrição: Descrição: Nos últimos anos, Mato Grosso do Sul tem avançado no processo de planejamento e gestão de seu território. Já foram envidados esforços para o projeto Biota-MS e na elaboração do Zoneamento Ecológico e Econômico de Mato Grosso do Sul. Este projeto pretende ser uma continuação desses esforços no sentido de contribuir para o conhecimento da dinâmica das estruturas produtivas que estão diretamente ligadas à economia exportadora. Seu objetivo geral é caracterizar e mapear o território formado pela economia exportadora, com os seguintes desdobramentos: a) Relacionar as atividades da economia exportadora no Mato Grosso do Sul com as características do ambiente internacional com relação à: demanda por produto e destino das exportações; b) Identificar e analisar os principais eixos de exportação, os projetos de investimentos (sobretudo no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC), as concessões públicas à iniciativa privada e os pontos de estrangulamento nos sistemas de transporte e armazenamento, além das estratégias logísticas utilizadas pelos principais grupos exportadores do estado; c) Analisar os pontos de estrangulamento da circulação e logística empregada pelos principais grupos exportadores do estado; d) Discutir as possibilidades e pontos de estrangulamento que estão postos para o estado com relação à integração com os países que fazem parte do Mercosul; e) Analisar a dinâmica produtiva das cidades gêmeas de Corumbá/Puerto Suarez e Ponta Porã/Pedro Juan Caballero com relação à integração comercial; f) Discutir as implicações da Política Externa e da Política Industrial vigentes no Governo Dilma Roussef para a inserção internacional de Mato Grosso do Sul e repercussões na dinâmica produtiva estadual e g) Representar os territórios da economia exportadora a partir da elaboração de um Atlas Digital. O projeto se caracteriza como pesquisa científica e propõe uma metodologia que integra pesquisa, ensino e extensão, com o intuito de fortalecer o sistema de pós...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (12) / Doutorado: (8) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Integrante / Nelson Felipe Júnior - Integrante / Lisandra Pereira Lamoso - Coordenador / Edgar Aparecido Costa - Integrante / Fábio de Lima - Integrante / Rafael Gonçalves Alexandre - Integrante / Germano Kawey Ferracin Hamada - Integrante / Larissa Sangalli - Integrante / Henrique Sartori de Almeida Padro - Integrante / Hermes Moreira Junior - Integrante / João Nackle Urt - Integrante / Marco Aurélio Machado de Oliveira - Integrante / Matheus de Carvalho Hernandez - Integrante / Tomáz Espósito Neto - Integrante / Rosana Keiko Dokko - Integrante / Gustavo Pinheiro da Silva - Integrante / Eliana Lamberti - Integrante / Charlei Aparecido da Silva - Integrante / Angelo Franco do Nascimento Ribeiro - Integrante / Jussara de Paula Almeida Marques - Integrante / Kaulli Furiama Santos - Integrante / Vânia de Oliveira Sabatel - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio e Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do MS - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
Reestruturação e Dinâmica dos Transportes em Santa Catarina (Edital Universal)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 10/11/2016.
Descrição: Descrição: As regiões catarinenses foram constituídas e permaneceram durante muito tempo mais integradas às economias extra-regionais do que a sua capital (Florianópolis), ou seja, não formavam uma unidade econômica sólida e tão pouco o estado possuía uma identidade própria (fatos que, em menor intensidade, ainda persistem). Todavia, por mais que as regiões catarinenses ainda permaneçam atreladas a outras economias regionais mais pujantes, elas se articulam mais entre si, com a capital e com o mercado internacional. Esse fato, principalmente na fachada atlântica, só foi possível, entre outros fatores, devido à ampliação e a recente reestruturação dos sistemas de transportes e comunicações (revolução logística) e, em especial, ao transporte rodoviário e modernização portuária que atinge o Brasil e santa Catarina tardiamente (modernização que ainda está em curso). Portanto, é nesse sentido que procuraremos encaminhar a pesquisa, ou seja, destacar uma das discussões mais antigas da Geografia, ou seja, os transportes e a circulação (e, ao mesmo tempo, agregar outra discussão que faltou no passado, qual seja, a logística em transporte e armazenagem, além de analisar e de demonstrar a importância da circulação, dos transportes e da logística para a atual dinâmica econômica do estado de Santa Catarina). Já a hipótese a ser comprovada ou refutada dispõe que a atual dinâmica econômica do estado de Santa Catarina só foi possível devido à nova conjuntura econômica global capaz de gerar uma inédita dinâmica produtiva, distributiva e, sobretudo, comunicacional (com destaque para os sistemas de movimento, para os fluxos econômicos e para as estratégias logísticas), a ponto de estimular novas interações espaciais no território catarinense. Nesse sentido, nosso recorte temático ficará mais atrelado aos setores de transporte de cargas e a sua importância na recente dinâmica econômica e suas implicações espaciais no estado de Santa Catarina..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador / SOUZA, Vítor Hélio Pereira - Integrante / FELIPE JÚNIOR, Nelson Felipe - Integrante / Airton Aredes - Integrante / Alessandra dos Santos Júlio - Integrante / Diogo Quintilhano - Integrante / Janete Ely - Integrante / Margaux Hildebrandt Vera - Integrante / Keity Kristiny Vieira Isoppo - Integrante / Roberto França Júnior - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2014
Estruturação e Reestruturação dos Sistemas de Movimento e Logística no Estado de Santa Catarina (Bolsa PQ)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 10/11/2016.
Descrição: Descrição: O desenvolvimento do projeto busca destacar uma das discussões mais antigas das Ciências Humanas (principalmente da Geografia), valorizada nos clássicos compêndios dessas ciências, ou seja, os transportes e a circulação e, ao mesmo tempo, agregar outra discussão que, em termos, faltou no passado: a logística em transportes, analisando-se e demonstrando-se a importância dos mesmos (circulação, transportes e logística) para a atual dinâmica econômica do Estado de Santa Catarina. Assim, o recorte temático (logística, sistemas de movimento e fluxos econômicos), o recorte espacial (estado de Santa Catarina e, mais especificamente, a fachada atlântica) e o recorte temporal (a partir da década de 1970) articular-se-ão para responderem à hipótese a ser comprovada ou refutada: que a atual dinâmica econômica do Estado de Santa Catarina ocorreu devido à nova configuração econômica global e brasileira, capaz de realizar reestruturações produtivas, distributivas e de consumo, sobretudo comunicacionais (com destaque para os sistemas de movimento, os fluxos econômicos e as estratégias logísticas) estimulando conectividades temporais e espaciais nunca antes observadas no território catarinense..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador / OLIVEIRA FILHO, Altair Aparecido - Integrante / SOUZA, Vítor Hélio Pereira - Integrante / FELIPE JÚNIOR, Nelson Felipe - Integrante / Alessandra dos Santos Júlio - Integrante / Nelson Felipe Júnior - Integrante / Diogo Quintilhano - Integrante / Keity Kristiny Vieira Isoppo - Integrante / Sabrine Schnell Acosta - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2006 - 2008
Dinâmica Produtiva Regional e Transferência de Recursos Privados para Infra-Estruturas Públicas no Território Paulista: o Caso da Região de Ourinhos/SP

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 10/11/2016.
Descrição: Descrição: A pesquisa apresentada é uma continuidade da realizada no doutorado. Após ter-se constatado a importância do modal ferroviário para o desenvolvimento nacional, chegamos à conclusão que os métodos utilizados pelos geógrafos é de vital importância para um melhor entendimento da revolução logística que se processa. Um dos objetivos foi, então, recuperar a importância dos estudos relacionados à geografia dos transportes e também das infra-estruturas. O que se pretende, nesse trabalho, é avaliar os modelos de concessão de serviços públicos à iniciativa privada realizada no estado de São Paulo, sobretudo no eixo denominado de Sorocabana, para o setor ferroviário de cargas e avaliar a importância dos futuros projetos de infra-estruturas ferroviárias para a realização através das Parcerias Público-Privadas (PPPs). Para essa última afirmação será necessário identificar os principais nós de estrangulamento ferroviários, isto é, as obras necessárias para melhor eficiência e ampliação da rede férrea paulista. Caso seja necessário propor-se-á um modelo alternativo de concessão e planos de investimentos em infra-estruturas, que sejam responsáveis por gerar um efeito multiplicador positivo regional e também sobre toda macroeconomia nacional. Após a identificação, durante o doutorado, de alguns modelos de concessão de serviços públicos à iniciativa privada, considerou-se que o modelo mais apropriado é a denominada ?saída rangeliana?. Entretanto, passados mais de dois anos do governo Lula, o Ministério do Planejamento lançou uma nova proposta de concessão de serviços públicos e de investimentos à iniciativa privada. Cabe, também, analisar essa proposta e, se necessário, sugerir algumas alterações ou criar outro modelo, capaz de atuar tanto sobre a economia nacional quanto sobre a estadual, neste caso, de São Paulo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador / Renan Amábile Boscariol - Integrante / NISHIMORI, Flávio - Integrante / CASTILHO, Raquel Camalionte - Integrante / IZIDORO, Kivam Arruda - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2006 - 2008
Desenvolvimento Regional e Transporte Ferroviário no Entorno de Ourinhos/SP

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 12/11/2016.
Descrição: Descrição: Somente a conclusão dos projetos ferroviários parados poderia mudar a estagnação que sofre o setor de infra-estrutura brasileiro. Nos estados de São Paulo e do Paraná encontram-se diversos pontos de estrangulamentos, em especial, no interior, na qual, a ampliação produtiva e populacional produziu novas formas de cidades médias e pequenas. Na região de Ourinhos, repleta por cidades pequenas, o desenvolvimento econômico, sobretudo, através de inversões públicas e privadas, não acompanha a média dos dois estados supracitados e distancia-se de outros núcleos regionais mais dinâmicos. Nessa região são encontrados diversos nós de estrangulamentos, ou seja, setores necessitando de investimentos, com destaque para as infra-estruturas. A identificação desses gargalos econômicos juntamente com a classificação de prioridades é um dos resultados que se espera alcançar com essa pesquisa. O destaque fundamental, como relatado, será através da abordagem das infra-estruturas viários, destacando o modo férreo, historicamente, significativo para a região e que doravante vem perdendo importância..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador / Renan Amábile Boscariol - Integrante / NISHIMORI, Flávio - Integrante / OLIVEIRA FILHO, Altair Aparecido - Integrante / NAKAMOTO, Bianca Sanae - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2005 - 2013
Planejamento, Desenvolvimento e Interações Espaciais nos Espaços Urbanos do Interior Paulista

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 12/11/2016.
Descrição: Descrição: A pesquisa destaca o planejamento, o desenvolvimento e as interações espaciais, através dos sistemas de movimento (infra-estruturas e meios de transportes) e dos fluxos econômicos (pessoas e cargas), nos espaços da cidade e regional. Com a contribuição de diversas pesquisas complementares, procurar-se-á entender como as novas configurações política e econômica global e brasileira alteraram os espaços urbanos e regionais. Algumas discussões correlatas envolvem: a) Ordenamento territorial; b) Desenvolvimento regional e urbano; c) Industrialização e novas territorialidades; d) Planejamento regional e urbano; e) Políticas públicas; f) Equipamentos coletivos urbanos; g) Infraestruturas urbanas; h) Interações espaciais; i) Transporte público urbano; j) Logística urbana; Além do território paulista, numa segunda etapa do projeto, outros serão estudados a ponto de gerar bases comparativas e compreender as interações entre os espaços urbanos e regionais brasileiros..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador / Renan Amábile Boscariol - Integrante / MELO, Nildo Aparecido - Integrante / Alessandra dos Santos Júlio - Integrante.
2005 - 2012
O Mapa da Indústria no Início do Século XXI: Diferentes Paradigmas para a Leitura Territorial da Dinâmica Econômica no Estado de São Paulo - Projeto Temático FAPESP (Integrante na qualidade de aluno envolvido)
Descrição: Descrição: Tendo-se como preocupação constante o relacionamento de conceitos importantes no pensamento geográfico, pretende-se verificar como se dá a dinâmica econômica no interior do Estado de São Paulo, considerando-se o papel da metrópole na geração de riquezas relativas ao estado e ao país, e do interior na produção industrial, no comércio e nos serviços vis-à-vis a constituição de uma rede logística, definida pelas autopistas e pelas cidades médias. O desafio maior é relacionar a dinâmica da desconcentração industrial em direção ao interior do estado com a dinâmica do emprego e do desemprego em todos os setores econômicos levando-se em conta, ainda, a dinâmica populacional. No final, o mapeamento das transformações socioeconômicas e territoriais poderá mostrar, didaticamente, os tempos e os movimentos para a leitura da dinâmica econômica pelos recortes propostos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (60) / Mestrado acadêmico: (50) / Doutorado: (20) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Integrante / Eliseu Savério Sposito - Coordenador / Nelson Felipe Júnior - Integrante / Maria Encarnação Beltrão Sposito - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2018 - 2018
Geografia do Comércio e do Consumo: contextos e conteúdos fundamentais.
Descrição: A influência do comércio na vida contemporânea é inegável. O mundo flui em um ritmo crescente de comércio e consumo, de forma que a sociedade conheceu uma evolução que transcendeu o empirismo e a experimentação de seus pressupostos. Bernstein (2009, p.15) relata que o comércio impulsionou de forma direta a prosperidade global, permitindo que as nações se concentrassem em produzir o que seus dons geográficos, climáticos e intelectuais melhor permitissem. O comércio é uma das esferas mais dinâmicas do espaço urbano. Esta característica peculiar traz consigo significativas transformações ocasionadas principalmente pelo movimento constante e alucinado do mercado consumidor. As cidades estão cada vez mais assinaladas por profundas marcas, representadas na paisagem comercial, produzidas pelas exigências de novos mercados consumidores. Este retrato remonta o cenário perfeito para a atividade comercial: um espaço por onde centenas de pessoas se deslocam diariamente para realizarem suas atividades. A cada dia surgem novos formatos comerciais, que englobam desde os tradicionais centros de consumo, outlets, empreendimentos de grande superfície, como os hipermercados e shoppings centers, chegando à era digital, com o comércio eletrônico. A conexão na formação do centro e o comércio está no ?processo contraditório entre a necessidade de aglomerar e ao mesmo tempo de se afastar de um ponto no qual todos gostariam de se localizar, fazendo surgir o centro da aglomeração neste ponto? (VILLAÇA, 1998, p. 239). A ampla gama de serviços e opções oferecidas satisfaz a massa consumidora constituindo um centro de convergência não só de serviços, mas também de investimentos do capital, de infraestrutura e planejamento. Entender a lógica e a dinâmica do comércio e do consumo contemporâneos guarda fundamental importância para a análise e a produção do espaço urbano..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Coordenador / Sidney Gonçalves - Integrante.
2018 - 2018
Seminário de Monografias dos Cursos de Geografia
Descrição: Um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) não reside somente na confecção da monografia. O processo de elaboração de uma monografia se inicia desde a primeira reunião com o professor orientador e termina muitas vezes com um seminário de apresentação, ou seja, uma defesa expositiva do trabalho monográfico desenvolvido perante professores e outros acadêmicos. Apesar do terror que tal atividade provoca no acadêmico, seu papel é primordial para a formação tanto do apresentador como dos demais acadêmicos dos cursos, pois a apresentação oral da monografia é uma oportunidade ímpar para o aprendizado de vários elementos que o acadêmico treinou durante toda sua graduação, seu estágio, e qualquer outra atividade social: a organização de ideias e elementos e a comunicação em público. Para os acadêmicos em curso é uma oportunidade de conhecer temáticas a serem abordadas, novas metodologias de pesquisa, possíveis professores orientadores. Apesar da importância da defesa oral, muitas universidades estão relegando a mesma para um segundo plano. Os professores dos cursos de Geografia, porém, querem continuar dando atenção ao seminário de defesa no final do curso porque acreditam que o aprendizado propiciado pela defesa de monografia ou do TCC será sem dúvida muito usado na vida profissional do aluno, seja na carreira acadêmica, seja na docente ou ainda no setor privado. Isto porque uma atividade própria de qualquer forma de exercer a profissão, independente de qual for e em qual meio, ele sempre será demandado a defender ou apresentar suas ideias, seus projetos ou qualquer outro conteúdo..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Dione Dutra Lihtnov - Coordenador.
2018 - Atual
Nova economia e sua geografia
Descrição: O movimento da sociedade tem sido de produzir cenários de permanências e de transformações. Es este processo é refletido em vários aspectos de nosso cotidiano, assim como no espaço. A leitura do espaço e de seus movimentos permite o melhor entendimento da sociedade. A Geografia como ciência tem se preocupado em estudar o espaço através de várias categorias, a saber território, natureza, lugar, entre outras. A categoria território está estruturada no conceito de poder, nas suas facetas econômica ou política. A discussão do território pela ótica do poder econômica tem se revelado muito ampla neste final de século, pois a globalização, a informação e a inovação tem provocados muitas rupturas, demandando de transformações espaciais. A geografia econômica é a disciplina do currículo da Geografia da UFPEL que tem se dedicado a esta questão. Contudo a complexidade do assunto tem exigido muitos estudos por parte dos alunos, o que motiva a organização deste projeto de ensino para auxiliar os alunos nestes estudos. Grupos de estudos tem se mostrado importantes para aprofundar temas e pensado desta forma busca-se organizar um grupo que se dedique aos estudos da geografia econômica..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Giovana Mendes de Oliveira - Coordenador.
2012 - 2013
Cursos de curta duração em transporte urbano e mobilidade
Descrição: Mini-cursos abordando o problema dos transportes e mobilidade urbana em cidades brasileiras e de outras formações sociais, abordando novas e clássicas conceitualizações do tema, problemas e proposições para políticas públicas e organização institucional. O projeto contribuiu com a formação dos estudantes de graduação, aprofundando temas tratados nas disciplinas de Geografia Humana e Geografia Econômica..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Coordenador.
2006 - 2006
Informativo GEDRI

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Márcio Rogério Silveira em 06/03/2017.
Descrição: Publicação de divulgação das atividades do Grupo de Estudos em Desenvolvimento Regional e Infraestruturas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Rodrigo Giraldi Cocco - Integrante / Márcio Rogério Silveira - Coordenador.


Revisor de periódico


2017 - Atual
Periódico: Urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana
2017 - Atual
Periódico: Caminhos da Geografia (UFU. Online)
2017 - Atual
Periódico: REVISTA TRANSPORTE Y TERRITORIO
2018 - Atual
Periódico: Geosul
2018 - Atual
Periódico: PLURAL (USP)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Urbana.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Econômica.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Governança, mobilidade e território.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia dos Transportes.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Política Urbana.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Catalão
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2018
Aprovado na Quarta Colocação em Concurso Público para Professor Efetivo em Geografia Humana, para o Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
2017
Aprovado como Pesquisador nivel C do Sistema Nacional de Investigadores (SNI), México., CONACYT.
2017
Primeiro Colocado no Concurso Público para Professor Substituto em Geografia Humana, para o Departamento de Geografia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Universidade Federal de Pelotas (UFPel).
2016
Distinção acadêmica Cum Laude concedida pela Universidade Autônoma de Barcelona, pela tese de doutorado defendida na mesma instituição., Universidade Autônoma de Barcelona.
2011
Congratulação pela publicação do livro Ourinhos: Formação e desenvolvimento de uma economia regional, Moção de congratulações, Câmara Municipal de Ourinhos-SP.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SCOPUS
Total de trabalhos:1
Total de citações:5
Cocco, R.G.  Data: 15/08/2018

Outras
Total de trabalhos:6
Total de citações:37
RG Cocco  Data: 13/11/2016

Artigos completos publicados em periódicos

1.
1COCCO, R. G.2016 COCCO, R. G.; MIRALLES-GUASCH, M. C. . As manifestações pelo transporte público no Brasil: uma leitura distinta a partir do caso da grande Florianópolis, estado de Santa Catarina. Scripta Nova (Barcelona), v. XX, p. 1-29, 2016.

2.
2SILVEIRA, M. R.2013 SILVEIRA, M. R. ; COCCO, R. G. . Transporte público, mobilidade e planejamento urbano: contradições essenciais. Estudos Avançados (USP. Impresso), v. 27, p. 41-53, 2013.

3.
4COCCO, R. G.2012COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Bases for a materialist and dialectical approach to spatial interactions. Terrae (Online), v. 8, p. 35-42, 2012.

4.
5COCCO, R. G.2011COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Sistemas de transporte público coletivo e interações espaciais em Marília e Presidente Prudente. Journal of Transport Literature, v. 5, p. 16-26, 2011.

5.
3SILVEIRA, M. R.2010 SILVEIRA, M. R. ; COCCO, R. G. . Interações espaciais, transporte público e estruturação do espaço urbano. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR), v. 12, p. 63-81, 2010.

6.
6COCCO, R. G.2009COCCO, R. G.; BOSCARIOL, R. A. ; AMORIM, W. V. . A teoria do desenvolvimento desigual e combinado e a Geografia. Geografia e Pesquisa (UNESP. Ourinhos), v. 3, p. 9-22, 2009.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
COCCO, R. G.. Transporte público e mobilidade na Região Metropolitana de Florianópolis. 1. ed. Florianópolis: Insular, 2017. v. 1. 378p .

2.
JULIO, A. S. ; OLIVEIRA FILHO, Altair Aparecido ; PEREIRA, Ana Paula Camilo ; NAKAMOTO, Bianca Sanae ; TSUKADA, Cláudia Yuri ; NISHIMORI, Flávio ; IZIDORO, Kivam Arruda ; SILVEIRA, M. R. ; FELIPE JUNIOR, N. ; MELO, Nildo Aparecido ; CASTILHO, Raquel Camalionte ; COCCO, R. G. . Ourinhos/SP: formação e desenvolvimento de uma economia regional e outros estudos.. 1. ed. Ourinhos: Joarte Gráfica e Editora, 2011. v. 1. 252p .

Capítulos de livros publicados
1.
LEON, A. A. G. ; REILLO, F. C. ; ARCE, R. H. A. ; COCCO, R. G. . Gobernanza y calidad ambiental en la concepción y contrucción de la Línea 3 del Tren Ligero en el Area Metropolitana de Guadalajara. In: Fernando Calonge Reillo. (Org.). La sustentabilidad urbana en vía muerta. Gobernanza y participación ciudadana ante la contrucción de infraestructura de transporte masivo.. 1ed.Buenos Aires: Estudios Sociológicos, 2017, v. 1, p. 1-227.

2.
SILVEIRA, M. R. ; FELIPE JUNIOR, N. ; CRUZ, W. L. M. ; JÚLIO, Alessandra ; QUINTILHANO, D. ; ELY, J. ; SOUZA, Vítor Hélio Pereira ; COCCO, R. G. ; VERA, M. H. ; ISOPPO, K. K. V. . Transporte público coletivo e mobilidade urbana na Região Metropolitana de Florianópolis.. In: Márcio Rogério Silveira. (Org.). Circulação, Transportes e Logística no Estado de Santa Catarina.. 1ed.Florianópolis: Insular, 2016, v. , p. 1-440.

3.
SILVEIRA, M. R. ; FELIPE JÚNIOR, Nelson Felipe ; SOUZA, Vítor Hélio Pereira ; JULIO, A. S. ; NAKAMOTO, B. S. ; PEREIRA, Ana Paula Camilo ; AREDES, A. ; COCCO, R. G. ; CRUZ, D. A. M. O. . O transporte urbano de passageiros como reprodutor do capital: uma discussão para o estado de São Paulo. In: Márcio Rogério Silveira. (Org.). Circulação, transportes e Logística no Estado de São Paulo. 1ed.Campinas,SP: Appris, 2014, v. , p. 203-223.

4.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Transporte Público Coletivo: Acessibilidade e Crise nas Cidades Médias Paulistas. In: SILVEIRA, Márcio Rogério. (Org.). Circulação, Transportes e Logística: Diferentes Perspectivas. 1ed.São Paulo/SP: Expressão Popular, 2011, v. 1, p. 553-579.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
COCCO, R. G.. Transporte público: os desafios de Dilma e o embuste dos opositores. Portal Vermelho, 06 nov. 2016.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
COCCO, R. G.. CONTRADIÇÕES ENTRE OS SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO, A MOBILIDADE E A ESTRUTURAÇÃO DO ESPAÇO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FLORIANÓPOLIS. In: XI Encontro Nacional da Anpege - ENANPEGE, 2015, Presidente Prudente. Anais do XI ENANPEGE, 2015.

2.
COCCO, R. G.. Dificuldades institucionais e hegemonias na gestão da mobilidade e dos transportes coletivos na Grande Florianópolis. In: XII Seminário de Pós Graduação em Geografia, 2014, Rio Claro. Anais do XII Seminário de Pós Graduação em Geografia. Rio Claro: UNESP/RC, 2014. p. 452-480.

3.
COCCO, R. G.. Interações espaciais e transporte publico: proposições para a aglomeração de Florianópolis/SC. In: XVII Congresso Latino Americano de Transporte Público Urbano, 2013, Guayaquil. Anais XVII CLATPU, 2013.

4.
COCCO, R. G.. Transportes público, planejamento e mobilidade intra-urbana da força de trabalho. In: XI Colóquio Internacional de Geocrítica, 2010, Buenos Aires. Actas del XI Colóquio Internacional de Geocrítica, 2010.

5.
COCCO, R. G.. Transporte Humano, Interações Espaciais e Circulação do Capital. In: VI Colóquio Internacional Marx e Engels, 2009, Campinas. Anais do VI Colóquio Marx e Engels, 2009.

6.
COCCO, R. G.. Acessibilidade, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. In: VIII Encontro Nacional da Anpege, 2009, Curitiba/PR. Anais do VIII Encontro Nacional da Anpege, 2009.

7.
COCCO, R. G.. Planejamento de Transportes e Estruturação Urbana: Possíveis Contribuições da Geografia para o Planejamento dos Transportes Públicos. In: XII Encuentro de Geógrafos de América Latina, 2009, Montevidéu/UR. XII Encuentro de Geógrafos de América Latina, 2009.

8.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Reflexões sobre a subordinação capitalista das redes e das interações espaciais em Ourinhos/SP. In: X SIMPURB Simpósio Nacional de Geografia Urbana, 2007, Florianópolis. X-SIMPURB. Florianópolis/SC: UFSC, 2007. v. 1. p. 1-20.

9.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. In: II Simpósio Internacional de Cidades Médias, 2006, Uberlândia. II Simpósio Internacional sobre Cidades Médias. Uberlândia/MG: EDUFU, 2006. v. 1. p. 1-12.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
COCCO, R. G.. TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO E DESENVOLVIMENTO: A CONTRADIÇÃO ENTRE O CARÁTER PRODUTIVO DOS TRANSPORTES DE PASSAGEIROS E O DESINVESTIMENTO NO SETOR. In: Simgeo - Simpósio de Geografia da UDESC, 2012, Florianópolis/SC. Anais do Simgeo. Florianópolis/SC, 2012.

2.
COCCO, R. G.. Utilização diferencial dos modos de transporte nas interações espaciais em Ourinhos/SP: a concorrência entre transporte público e transporte individual. In: XIX CIC Congresso de Iniciação Científica UNESP, 2007, Araraquara/SP. XIX CIC Congresso de Iniciação Científica - CD/ROM. São Paulo: CGB/Prope UNESP, 2007. v. 1. p. 1-4.

3.
COCCO, R. G.. Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos São Paulo. In: II Ciclo de Idéias e Debates GEDRI, 2007, Ourinhos/SP. II Ciclo de Idéias e Debates, 2007. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
COCCO, R. G.. Relationships between Public Transportation and Power Pacts in the Great Florianópolis, Brazil: The Interpretation about the Facts of June, 2013 from the Marxist Theory of Social Formation. In: Annual International Conference on Geography, 2015, Atenas. Publications ATINER. Atenas: ATINER Athens Institute, 2015. p. 29-31.

2.
COCCO, R. G.. Dinâmica econômica e sistemas de transporte público: reflexos sobre as cidades de Bauru,Marília e Presidente Prudente. In: VII Worshop O Novo Mapa da Indústria no Início do Século XXI, 2010, Presidente Prudente. Anais do VII Workshop O novo Mapa da Indústria, 2010. v. 0. p. 0-0.

3.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Rede Viária, Transporte Público e as Interações Espaciais em Ourinhos-SP. In: II Semana de Geografia da UNESP de Ourinhos Geografia em Questão :Teorias e Práticas, 2006, Ourinhos. Anais da Segunda Semana de Geografia. UNESP/Ourinhos: (confeccionado pela unidade).

4.
COCCO, R. G.. Transporte Público Urbano em Ourinhos. In: I Ciclo de Idéias e Debates GEDRI Ourinhos 2005, 2005, Ourinhos. Anais do I Ciclo de Idéias e Debates GEDRI Ourinhos 2005, 2005. v. 1. p. 07-07.

5.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Transporte Público e Rede Viária na Cidade de Ourinhos. In: XVII CIC Congresso de Iniciação Científica UNESP, 2005, Presidente Prudente. Anais do XVII Semana de Iniciação Científica da UNESP, 2005.

Artigos aceitos para publicação
1.
COCCO, R. G.. A reprodução de velhos paradigmas em políticas de mobilidade: o caso da Região Metropolitana de Florianópolis. REVISTA TRANSPORTE Y TERRITORIO, 2019.

Apresentações de Trabalho
1.
COCCO, R. G.. Transporte público e mobilidade urbana na Região Metropolitana de Florianópolis. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
COCCO, R. G.. Contradições entre transporte e mobilidade na Região Metropolitana de Florianópolis. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
COCCO, R. G.. Transporte público e mobilidade urbana na Região Metropolitana de Florianópolis. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
COCCO, R. G.. Relationships between Public Transportation and Power Pacts in the Great Florianópolis, Brazil: The Interpretation about the Facts of June, 2013 from the Marxist Theory of Social Formation. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
COCCO, R. G.. CONTRADIÇÕES ENTRE OS SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO, A MOBILIDADE E A ESTRUTURAÇÃO DO ESPAÇO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FLORIANÓPOLIS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
COCCO, R. G.. Transporte Público, Mobilidade e Estruturação da Região Metropolitana de Florianópolis/SC.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
COCCO, R. G.. DIFICULDADES INSTITUCIONAIS E HEGEMONIAS NA GESTÃO DA MOBILIDADE E DOS TRANSPORTES COLETIVOS NA GRANDE FLORIANÓPOLIS. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
COCCO, R. G.. Interações espaciais e transporte público coletivo: Proposições para a Grande Florianópolis. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
COCCO, R. G.. TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO E DESENVOLVIMENTO: A CONTRADIÇÃO ENTRE O CARÁTER PRODUTIVO DOS TRANSPORTES DE PASSAGEIROS E O DESINVESTIMENTO NO SETOR. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
COCCO, R. G.. Transporte público, planejamento e mobilidae intra-urbana da força de trabalho. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
COCCO, R. G.. Dinâmica econômica e sistemas de transporte público: reflexos sobre as cidades de Bauru,Marília e Presidente Prudente. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
COCCO, R. G.. Desenvolvimento regional, circulação e transportes na produção do espaço. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
COCCO, R. G.. Planejamento de Transportes e Estruturação Urbana: Possíveis Contribuições da Geografia para o Planejamento dos Transportes Públicos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
COCCO, R. G.. Acessibilidade, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
COCCO, R. G.. Transporte Humano, Interações Espaciais e Circulação do Capital. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Reflexões sobre a subordinação capitalista das redes e das interações espaciais em Ourinhos/SP. 2007. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

17.
COCCO, R. G.. Utilização diferencial dos modos de transporte nas interações espaciais em Ourinhos/SP: a concorrência entre transporte público e transporte individual. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
COCCO, R. G.. Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
COCCO, R. G.. Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
COCCO, R. G.. Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

21.
COCCO, R. G.. Transporte Público Urbano em Ourinhos/SP. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
COCCO, R. G.. Transporte Público Urbano em Ourinhos/SP. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
SILVEIRA, M. R. ; COCCO, R. G. . Interação espacial. São Paulo: Editora da Unesp, 2017 (Verbete em Dicionário).

2.
SILVEIRA, M. R. ; COCCO, R. G. . Mercado de Transporte (verbete em dicionário). Cidade do Porto/PT: Porto Editora, 2016 (Verbete em Dicionário).

3.
COCCO, R. G.. O Golpe de Estado de 2016 e as políticas públicas: uma vala perigosa no caminho das políticas de mobilidade urbana 2016 ((Publicação em Blog)).

4.
COCCO, R. G.. TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO E MOBILIDADE URBANA NA REGIÃO METROPOLITANA DA GRANDE FLORIANÓPOLIS 2016 ((Texto em Blog)).

5.
COCCO, R. G.. Acessibilidade. Florianópolis: Insular, 2016 (Verbete em Livro).

6.
COCCO, R. G.. Interações Espaciais. Florianópolis: Insular, 2016 (Verbete em Livro).

7.
COCCO, R. G.. Mobilidade. Florianópolis: Insular, 2016 (Verbete em Livro).

8.
COCCO, R. G.. Planejamento de Transportes. Florianópolis: Insular, 2016 (Verbete em Livro).

9.
COCCO, R. G.. Transporte Público. Florianópolis: Insular, 2016 (Verbete em Livro).

10.
COCCO, R. G.. Políticas públicas de mobilidade e transportes coletivos, Tarifa Zero e Passe Livre estudantil nas eleições 2014. 2014 ((Texto publicado em Blog)).

11.
COCCO, R. G.. Acessibilidade. São Paulo: Outras Expressões, 2011 (Verbete em Livro).

12.
COCCO, R. G.. Planejamento de transportes. São Paulo: Outras Expressões, 2011 (Verbete em Livro).

13.
COCCO, R. G.. Trânsito. São Paulo: Outras Expressões, 2011 (Verbete em Livro).

14.
COCCO, R. G.. Mobilidade. São Paulo: Outras Expressões, 2011 (Verbete em Livro).

15.
COCCO, R. G.. Geografia como Interação Espacial. (trabalho não publicado), 2009. (Tradução/Outra).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
COCCO, R. G.. Palestra aborda transporte público e mobilidade na Grande Florianópolis. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
COCCO, R. G.. Especialista defende atuação articulada em planejamento urbano. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
COCCO, R. G.. Transporte público é tema de mestrado. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
COCCO, R. G.; FRANCA JUNIOR, R. . Desenvolvimento urbano e transportes: uma relação em múltiplas escalas. 2007. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
COCCO, R. G.. Transporte Público Coletivo e Mobilidade Cotidiana: uma abordagem crítica desde a Geografia.. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
COCCO, R. G.. Transporte Público e Mobilidade: Alguns aspectos sobre a Grande Florianópolis. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
COCCO, R. G.. O transporte público em questão: apontamentos sobre o estado da arte da mobilidade urbana em cidades brasileiras. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
COCCO, R. G.. Transporte Público e Mobilidade: Teorias e Método. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2008. (Relatório de pesquisa).

Demais trabalhos
1.
COCCO, R. G.. Informativo GEDRI (Grupo de Estudos em Desenvolvimento Regional e Infra-Estruturas). 2006 (Participação no Projeto de Extensão) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
SILVEIRA, M. R.; CAMPOS, N. J.; SILVA, S. D. M.; COCCO, R. G.. Participação em banca de Tiago Duarte do Nascimento. Expansão e consolidação urbana: aspectos da produção do espaço do município de São José a partir da década de 1980. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Geografia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
COCCO, R. G.; DUARTE, T. S.; CORREA, E.. Participação em banca de Manoela Kruger Parada.A aplicabilidade da charge como prática docente no processo de ensino-aprendizagem da Geografia. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Pelotas.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
PITANO, S. C.; SPIRONELLO, R.; COCCO, R. G.. Concurso público para professor substituto em Ensino de Geografia. 2018. Universidade Federal de Pelotas.

Outras participações
1.
COCCO, R. G.; ARCE, R. H. A.; REILLO, F. C.. Coloquio Maestría en Movilidad Urbana, Transporte y Território. 2017. Universidad de Guadalajara.

2.
LEON, A. A. G.; COCCO, R. G.; ARCE, R. H. A.; RODRIGUEZ, M. R. S.; REILLO, F. C.. Coloquio de la Maestría en Movilidad Urbana, Transporte y Território. 2016. Universidad de Guadalajara.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seminário Circulação, Transportes e Logística em Santa Catarina.Transporte público e mobilidade urbana na Região Metropolitana de Florianópolis. 2016. (Seminário).

2.
30 Anos do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSC - PPGG.Transporte público, mobilidade e estruturação da Região Metropolitana de Florianópolis/SC. 2015. (Seminário).

3.
Annual International Conference on Geography - ATINER. Relationships between Public Transportation and Power Pacts in the Great Florianópolis, Brazil: The Interpretation about the Facts of June, 2013 from the Marxist Theory of Social Formation. 2015. (Congresso).

4.
XI Encontro Nacional da Anpege - ENANPEGE. CONTRADIÇÕES ENTRE OS SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO, OS PADRÕES DE MOBILIDADE E A ESTRUTURAÇÃO DO ESPAÇO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FLORIANÓPOLIS. 2015. (Congresso).

5.
Continuidade ou Descontinuidade? Leituras sobre o pensamento e a obra de Antonio Gramsci. 2014. (Seminário).

6.
Debate público sobre mobilidade urbana na Região Metropolitana de Florianópolis. 2014. (Oficina).

7.
Panorama atual dos estudos gramscianos: Itália, Brasil, Argentina. 2014. (Seminário).

8.
XII Seminário de Pós-Graduação em Geografia: Territórios Possíveis Paradigmas da Geografia Contemporânâneaa.DIFICULDADES INSTITUCIONAIS E HEGEMONIAS NA GESTÃO DA MOBILIDADE E DOS TRANSPORTES COLETIVOS NA GRANDE FLORIANÓPOLIS. 2014. (Seminário).

9.
XVII Congresso Latino Americano de Transporte Público Urbano. ) Interações espaciais e transporte público coletivo: Proposições para a Grande Florianópolis. 2013. (Congresso).

10.
Simgeo - Simpósio de Geografia da UDESC.TRANSPORTE PÚBLICO COLETIVO E DESENVOLVIMENTO: A CONTRADIÇÃO ENTRE O CARÁTER PRODUTIVO DOS TRANSPORTES DE PASSAGEIROS E O DESINVESTIMENTO NO SETOR. 2012. (Simpósio).

11.
XVII Encontro Nacional de Geógrafos. 2012. (Congresso).

12.
Seminário de mobilidade urbana: marcos regulatórios e novos modais de transporte de massa em Florianópolis e Região. 2011. (Seminário).

13.
XI Colóquio Internacional de Geocrítica.Transporte público, planejamento e mobilidade intra-urbana da força de trabalho. 2010. (Outra).

14.
XVI Encontro Nacional de Geógrafos. 2010. (Congresso).

15.
VI Colóquio Internacional Marx e Engels.Transporte Humano, Interações Espaciais e Circulação do Capital. 2009. (Outra).

16.
VIII Encontro Nacional da Anpege.Acessibilidade, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2009. (Encontro).

17.
XII Encuentro de Geógrafos de América Latina.Planejamento de Transportes e Estruturação Urbana: Possíveis Contribuições da Geografia para o Planejamento dos Transportes Públicos. 2009. (Encontro).

18.
I Colóquio do Grupo de Estudos Dinâmica Territorial e Indústria. 2008. (Outra).

19.
II Ciclo de Idéias e Debates GEDRI. Rede Viária, transporte público e interações espaciais em Ourinhos/SP. 2007. (Congresso).

20.
XIX CIC Congresso de Iniciação Científica UNESP. Utilização diferencial dos modods de transporte nas interações espaciais em Ourinhos/SP: a concorrência entre transporte público e transporte individual. 2007. (Congresso).

21.
X SIMPURB Simpósio Nacional de Geografia Urbana.Reflexões sobre a Subordinação Capitalista das Redes e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2007. (Simpósio).

22.
II Semana de Iniciação Científica da UNESP Ourinhos. II Semana de Geografia UNESP Ourinhos. 2006. (Congresso).

23.
II Simpósio Internacional de Cidades Médias.Rede viária, transporte público e interações espaciais em Ourinhos/SP. 2006. (Simpósio).

24.
I Ciclo de Idéias e Debates. I Ciclo de Idéias e Debates GEDRI Ourinhos. 2005. (Congresso).

25.
I Encontro de Ensino e Geografia.I Encontro de Ensino e Geografia. 2005. (Encontro).

26.
V Fórum de Ciências da FCT: Demandas atuais na Universidade ética, pesquisa e produtividade.V Fórum de Ciências da FCT. 2005. (Outra).

27.
XVII CIC Congresso de Iniciação Científica UNESP. XVII Congresso de Iniciação Científica UNESP. 2005. (Congresso).

28.
Meio Ambiente, Educação, Poder e Mídia: os nós da sociedade informacional.Encontro Regional: Meio Ambiente, Educação, Poder e Mídia: os nós da Sociedade informacional. 2004. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LEON, A. A. G. ; COCCO, R. G. . Curso de Inducción a la Sustentabilidad Centro Universitário de Tonalá ciclo 2016B. 2016. (Outro).

2.
COCCO, R. G.. II Ciclo de Idéias e Debates GEDRI. 2007. (Congresso).

3.
COCCO, R. G.. II Semana de Geografia da UNESP de Ourinhos. 2006. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Manoela Kruger Parada. A Aplicabilidade da Charge como Prática Docente no Processo de Ensino-Aprendizagem da Geografia. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Rodrigo Giraldi Cocco.



Inovação



Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
6COCCO, R. G.2009COCCO, R. G.; BOSCARIOL, R. A. ; AMORIM, W. V. . A teoria do desenvolvimento desigual e combinado e a Geografia. Geografia e Pesquisa (UNESP. Ourinhos), v. 3, p. 9-22, 2009.

2.
5COCCO, R. G.2011COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Sistemas de transporte público coletivo e interações espaciais em Marília e Presidente Prudente. Journal of Transport Literature, v. 5, p. 16-26, 2011.

3.
3SILVEIRA, M. R.2010 SILVEIRA, M. R. ; COCCO, R. G. . Interações espaciais, transporte público e estruturação do espaço urbano. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (ANPUR), v. 12, p. 63-81, 2010.

4.
4COCCO, R. G.2012COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Bases for a materialist and dialectical approach to spatial interactions. Terrae (Online), v. 8, p. 35-42, 2012.

5.
2SILVEIRA, M. R.2013 SILVEIRA, M. R. ; COCCO, R. G. . Transporte público, mobilidade e planejamento urbano: contradições essenciais. Estudos Avançados (USP. Impresso), v. 27, p. 41-53, 2013.

6.
1COCCO, R. G.2016 COCCO, R. G.; MIRALLES-GUASCH, M. C. . As manifestações pelo transporte público no Brasil: uma leitura distinta a partir do caso da grande Florianópolis, estado de Santa Catarina. Scripta Nova (Barcelona), v. XX, p. 1-29, 2016.

Artigos aceitos para publicação
1.
COCCO, R. G.. A reprodução de velhos paradigmas em políticas de mobilidade: o caso da Região Metropolitana de Florianópolis. REVISTA TRANSPORTE Y TERRITORIO, 2019.


Livros e capítulos
1.
COCCO, R. G.. Transporte público e mobilidade na Região Metropolitana de Florianópolis. 1. ed. Florianópolis: Insular, 2017. v. 1. 378p .

2.
JULIO, A. S. ; OLIVEIRA FILHO, Altair Aparecido ; PEREIRA, Ana Paula Camilo ; NAKAMOTO, Bianca Sanae ; TSUKADA, Cláudia Yuri ; NISHIMORI, Flávio ; IZIDORO, Kivam Arruda ; SILVEIRA, M. R. ; FELIPE JUNIOR, N. ; MELO, Nildo Aparecido ; CASTILHO, Raquel Camalionte ; COCCO, R. G. . Ourinhos/SP: formação e desenvolvimento de uma economia regional e outros estudos.. 1. ed. Ourinhos: Joarte Gráfica e Editora, 2011. v. 1. 252p .

1.
COCCO, R. G.; SILVEIRA, M. R. . Transporte Público Coletivo: Acessibilidade e Crise nas Cidades Médias Paulistas. In: SILVEIRA, Márcio Rogério. (Org.). Circulação, Transportes e Logística: Diferentes Perspectivas. 1ed.São Paulo/SP: Expressão Popular, 2011, v. 1, p. 553-579.

2.
LEON, A. A. G. ; REILLO, F. C. ; ARCE, R. H. A. ; COCCO, R. G. . Gobernanza y calidad ambiental en la concepción y contrucción de la Línea 3 del Tren Ligero en el Area Metropolitana de Guadalajara. In: Fernando Calonge Reillo. (Org.). La sustentabilidad urbana en vía muerta. Gobernanza y participación ciudadana ante la contrucción de infraestructura de transporte masivo.. 1ed.Buenos Aires: Estudios Sociológicos, 2017, v. 1, p. 1-227.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
COCCO, R. G.. Transporte público: os desafios de Dilma e o embuste dos opositores. Portal Vermelho, 06 nov. 2016.


Apresentações de Trabalho
1.
COCCO, R. G.. Rede Viária, Transporte Público e Interações Espaciais em Ourinhos/SP. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
COCCO, R. G.. Desenvolvimento regional, circulação e transportes na produção do espaço. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
COCCO, R. G.. Interações espaciais e transporte público coletivo: Proposições para a Grande Florianópolis. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
COCCO, R. G.. CONTRADIÇÕES ENTRE OS SISTEMAS DE TRANSPORTE PÚBLICO, A MOBILIDADE E A ESTRUTURAÇÃO DO ESPAÇO NA REGIÃO METROPOLITANA DE FLORIANÓPOLIS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
COCCO, R. G.. Transporte Público, Mobilidade e Estruturação da Região Metropolitana de Florianópolis/SC.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
COCCO, R. G.. Transporte público e mobilidade urbana na Região Metropolitana de Florianópolis. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
COCCO, R. G.. Contradições entre transporte e mobilidade na Região Metropolitana de Florianópolis. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
COCCO, R. G.. O transporte público em questão: apontamentos sobre o estado da arte da mobilidade urbana em cidades brasileiras. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
COCCO, R. G.. Transporte Público e Mobilidade: Alguns aspectos sobre a Grande Florianópolis. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
COCCO, R. G.. Transporte Público Coletivo e Mobilidade Cotidiana: uma abordagem crítica desde a Geografia.. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
COCCO, R. G.. Transporte Público e Mobilidade: Teorias e Método. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
COCCO, R. G.. Transporte público é tema de mestrado. 2010. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LEON, A. A. G. ; COCCO, R. G. . Curso de Inducción a la Sustentabilidad Centro Universitário de Tonalá ciclo 2016B. 2016. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 18:35:31