Mariana Labão Catapani

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9675860221566171
  • Última atualização do currículo em 19/11/2018


É doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental (PROCAM) da Universidade de São Paulo e mestre em Ecologia dos Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar. Bacharel em Ciências Biológicas pela UFSCar e possui graduação em Gestão Ambiental pelo Centro Universitário Senac. Atua principalmente na área de Conservação de fauna ameaçada, tendo participado do Programa de Conservación del serafín del platanal (Cyclopes didactylus) no Parque Zoológico Huachipa (Lima, Peru), do Programa de Reabilitação de elefantes asiáticos e educação comunitária na cidade de Chiang Mai, Tailândia e do Programa de Conservação do tatu-bola-da-caatinga (Tolypeutes tricinctus) na Reserva Natural Serra das Almas. Atualmente é pesquisadora associada ao Projeto Bandeiras e Rodovias, que investiga os fatores associados às colisões veiculares envolvendo o tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla). Tem experiência nas áreas de Conservação e manejo da biodiversidade, Comportamento animal, Educação ambiental, Uso da percepção ambiental como instrumento de gestão e Dimensões humanas da vida silvestre, com interesse principal nas interações humano-vida silvestre que ameaçam as espécies. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mariana Labão Catapani
Nome em citações bibliográficas
CATAPANI, M. L.


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em CIÊNCIA AMBIENTAL.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Da percepção à perseguição: dimensões humanas do conflito humano-tamanduá no Mato Grosso do Sul,
Orientador: Carla Morsello.
Coorientador: Alexandra Zimmermann.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2012 - 2014
Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Título: Estudo do comportamento de tamanduás-mirim (Tamandua tetradactyla) cativos sob diferentes condições de alojamento: análise comparativa entre animais solitários e pareados,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: José Salatiel Rodrigues Pires.
Coorientador: Angélica da Silva Vasconcellos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2007 - 2010
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Título: Etograma de tamanduaí (Cyclopes didactylus) em cativeiro: Um estudo no Parque Zoológico Huachipa - Lima, Peru.
Orientador: Marcelo Nivert Schlindwein.
2004 - 2006
Graduação em Gestão Ambiental.
Centro Universitário Senac, SENAC/SP, Brasil.
Título: O efeito das medidas conservacionistas na região do Vale do Ribeira-SP..
Orientador: Célia Regina Tomiko Futemma.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Questionnaire Design for Social Surveys. (Carga horária: 20h).
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
2018 - 2018
A practical introduction to social survey design for Conservation Science. (Carga horária: 40h).
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
2018 - 2018
How to Write a Scientific Paper. (Carga horária: 3h).
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
2015 - 2015
Bem-estar animal. (Carga horária: 5h).
Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, SZB, Brasil.
2015 - 2015
Captação de recursos e parcerias com empresas. (Carga horária: 8h).
Instituto Filantropia, IF, Brasil.
2011 - 2011
Extensão universitária em English studies. (Carga horária: 375h).
Language Studies International, LSI, Nova Zelândia.
2009 - 2009
Criação artificial de neonatos de aves e mamíferos. (Carga horária: 10h).
Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, SZB, Brasil.
2009 - 2009
Biologia, Conservação e Medicina de tartarugas marinhas. (Carga horária: 4h).
Aquário de São Paulo, AQUÁRIO SP, Brasil.
2008 - 2008
Répteis e anfíbios: diversidade e conservação. (Carga horária: 14h).
Fundação Parque Zoológico de São Paulo, FPZSP, Brasil.
2007 - 2007
Reprodução de felídeos neotropicais. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2006 - 2006
Manejo de animais selvagens em zoológicos. (Carga horária: 16h).
Universidade estadual Júlio Mesquita Filho - Campus Jaboticabal, UNESP, Brasil.
2005 - 2005
Educação ambiental na gestão das águas. (Carga horária: 8h).
Centro Universitário Senac, SENAC, Brasil.
2005 - 2005
Sistema de gestão ambiental na insdústria. (Carga horária: 3h).
Centro Universitário Senac, SENAC/SP, Brasil.
2005 - 2005
Alfabetização ecológica. (Carga horária: 8h).
Secretaria de Estado de Meio Ambiente, SEMA/PA, Brasil.
2004 - 2004
Gestão compartilhada dos recursos hídricos - o desafio da participação. (Carga horária: 8h).
Secretaria de Estado de Meio Ambiente, SEMA/PA, Brasil.
2004 - 2004
Cidades: agendas locais. (Carga horária: 8h).
Secretaria de Estado de Meio Ambiente, SEMA/PA, Brasil.


Atuação Profissional



Royal Zoological Society of Scotland, RZSS, Escócia.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Secretaria do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo, SVMA, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 40
Outras informações
05/2005 a 11/2005: Componente da equipe de Educação Ambiental nas atividades dos Projetos de Educação Ambiental desenvolvidos com crianças, adolescentes, mães de portadores de necessidades especiais, comunidades indígenas Guarani, artesãos e agricultores nas comunidades da região da Área de Proteção aos Mananciais Sul da Cidade de São Paulo, em especial nas regiões de abrangência das Sub-Prefeituras de Parelheiros e da Capela do Socorro. 02/ 2005 a 05/2005: Centro de Educação Ambiental Parque Trianon, São Paulo 10/2004 a 01/2005: Estágio na DEA ? Divisão de Educação Ambiental


Instituto de Pesquisa e Conservação de Tamanduás no Brasil, PROJETO TAMANDUÁ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Analista de projetos socioambientais, Carga horária: 40


Elephant Nature Park ? A Sanctuary for Asian Elephants, ELEPHANT NATURE, Tailândia.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Voluntária, Enquadramento Funcional: Voluntária
Outras informações
Participação no Programa de Reabilitação de Elefantes Asiáticos e Educação Comunitária (Chiang Mai, Tailândia)


Parque Zoológico Huachipa - Lima, Peru, ZOO HUACHIPA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Parque Zoológico Huachipa
Outras informações
Participação no Projeto de Conservação e Manejo em Cativeiro do Tamanduaí (Cyclopes didactylus) do Parque Zoológico Huachipa

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária
Outras informações
Manejo de fauna silvestre e educação ambiental


Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Representante discente de graduação
Outras informações
Representante discente de graduação do curso de Ciências Biológicas (Bacharelado)

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Monitora
Outras informações
Monitora da disciplina Biologia da Conservação.


Criadouro Conservacionista de Primatas Brasileiros - Projeto Mucky, PROJETO MUCKY, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Tratadora, Enquadramento Funcional: Tratadora
Outras informações
Manejo e reabilitação de fauna resgatada


Centro Universitário Senac, SENAC, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Bolsista CNPq, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica, Carga horária: 12


Associação Caatinga, AC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Pesquisadora convidada
Outras informações
Participação no Programa de Conservação do tatu-bola (Tolypeutes tricinctus). Estudo do comportamento in situ / ex situ da espécie Responsável pela transferência do primeiro indivíduo de tatu-bola-da-caatinga do semi-cativeiro (Reserva Serra das Almas - PI) para Zoológico de Brasília.


Aquário de São Paulo, AQUÁRIO SP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Monitora de Educação Ambiental


Fundação Parque Zoológico de São Paulo, FPZSP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária
Outras informações
Manejo de Fauna Silvestre - Estágio na Divisão de Ciências Biológicas ? Rodízio1


Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros - Sorocaba/SP, PZMQB, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária
Outras informações
Manejo de fauna silvestre em cativeiro


Zoológico Bosque dos Jequitibás de Campinas, BOSQUE JEQUITIBA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária
Outras informações
Manejo de fauna em cativeiro



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Armadillos & Honey: Assessment and mitigation of damage to beehives by giant armadillo (Priodontes maximus) and creation of a certified Armadillo Friendly Honey to stop retaliatory killing.
Descrição: Giant armadillos are being killed by beekeepers as they destroy their beehives to consume bee larvae. Beekeepers work in the last remnants of native habitat and are key stakeholders and arguing for the preservation of Native habitat. So while we found there are fragmented areas in which giant armadillos persist, we also discovered that there was a major conflict that compromised their future. One giant armadillo can destroy a beekeepers livelihood in a matter of weeks. To prevent this, they apply lethal poison on the fallen beehive which will kill the giant armadillo. This solves the problem. Giant armadillos are solitary and occur at such low densities so the damage is usually done by a single individual. The poison will also kill tayra, giant anteaters, southern tamanduas and other species. In areas where our models predict giant armadillos should be present, we have found no evidence of the species. We know of several areas where the species has gone extinct due to retaliatory killing. The main goal of this project is to eradicate the conflict between beekeepers and giant armadillos, so that retaliatory killing of giant armadillos is stopped, and beekeepers actually benefit from the presence of giant armadillos.The specific goals are: to assess damage to beehives by giant armadillos, implement with beekeepers non-lethal beehive protection measures and provide incentives for "giant armadillo friendly" beekeeping through a certification label and consumer demand for "giant armadillo friendly" products..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Conhecimento e atitudes de frequentadores e funcionários em relação à presença de gatos domésticos residentes no Parque do Ibirapuera, São Paulo, Brasil.
Descrição: O gato doméstico feral (Felis catus) é uma espécie exótica invasora com efeitos negativos sobre a vida selvagem nativa. Em parques públicos, estes felinos podem causar problemas considerados de grande importância pelo poder público e de difícil solução para a administração do local. Possibilidades de ações de manejo apropriadas e aceitáveis para o controle populacional destes animais geram conflitos de interesse entre diferentes stakeholders, com argumentações que vão desde a conservação da vida selvagem, passando pelo campo do bem-estar animal destes felinos e questões de saúde pública envolvendo o controle e a prevenção de doenças. Apesar da vasta literatura científica sobre os impactos dos gatos na vida selvagem, há pouca informação sobre as dimensões humanas do manejo destes gatos. Dessa forma, este trabalho apresenta uma avaliação do conhecimento e da percepção de diferentes stakeholders em relação à população de gatos residentes no parque Ibirapuera, localizado na cidade de São Paulo, e as diferentes possibilidades de ações de manejo para o controle populacional destes animais. As informações obtidas através deste estudo poderão servir como subsídio para futuras tomadas de decisão pela prefeitura de São Paulo em relação ao manejo de gatos em parques públicos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
As interações humano-tamanduá sob a perspectiva das Dimensões Humanas da Vida Silvestre
Descrição: O presente estudo utiliza a abordagem das Dimensões Humanas da Vida Silvestre para investigar duas interações humano-tamanduá que ameaçam a persistência da espécie (Myrmecophaga tridactyla) em algumas regiões de sua distribuição: a perseguição humana, motivada por superstições de mau-agouro, e as colisões veiculares..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Mariana Labão Catapani - Coordenador / Carla Morsello - Integrante / Arnaud Desbiez - Integrante.Financiador(es): Fondation Segré - Auxílio financeiro / CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social - Bolsa.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Melhor trabalho na modalidade pôster do XXII Congresso de la Associación Latinoamericana de Parques Zoologicos y Acuarios (ALPZA) - Córdoba, Argentina., ALPZA.
2014
Mestrado - aprovada com distinção e louvor. Programa de Ecologia e recursos naturais/UFSCar, Universidade Federal de São Carlos.


Produções



Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições
1.
CATAPANI, M. L.; Pedro Rodrigues Busana ; FORMENTON, N. ; DESBIEZ, A. . O Incrível Tamanduá: Manual do Professor. 1. ed. , 2018. v. 100. 40p .

Capítulos de livros publicados
1.
CATAPANI, M. L.; BERMUDEZ, L. ; BUSANA, P. ; MIRANDA, F. . Dados de Comportamento de Tamanduaí (Cyclopes didcatylus) em Cativeiro. In: Flávia Miranda. (Org.). Manutenção de Tamanduás em Cativeiro. 1ed.São Carlos: Editora Cubo, 2012, v. 1, p. 80-102.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CATAPANI, M. L.; BERTASSONI, A. ; SILVA, S. M. . Tamanduás, tatus e preguiças são parentes?. Ciência Hoje das Crianças, p. 6 - 9, 13 nov. 2016.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CATAPANI, M. L.; DESBIEZ, A. ; MORSELLO, C. . Do mau-agouro à perseguição: identificando fatores associados à assimilação de crenças supersticiosas em relação à fauna. In: 42. Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB), 2018, Brasília. 42. Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB), 2018.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ASCENCAO, F. ; YOGUI, D. ; ALVES, M. ; OLIVEIRA, B. ; CATAPANI, M. L. ; DESBIEZ, A. . Comprender el movimiento para mitigar los impactos de las carreteras sobre el oso hormiguero gigante. In: XIII Jornada de la Sociedad Espanola para la Conservación y Estudio de los Mamíferos SECEM, 2017, Guadalajara. Comprender el movimiento para mitigar los impactos de las carreteras sobre el oso hormiguero gigante, 2017.

2.
BUSANA, P. ; CATAPANI, M. L. ; FAVORETTO, G. ; DESBIEZ, A. . Etograma ilustrado como ferramenta do estudo do comportamento animal. In: I Reunião Científica da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, 2017, São Paulo. I Reunião Científica da Fundação Parque Zoológico de São Paulo, 2017.

3.
CATAPANI, M. L.; MIRANDA, F. ; BERMUDEZ, L. ; VASCONCELLOS, A. S. S. . Comportamento de tamanduaí (Cyclopes didactylus) em cativeiro. In: 40. Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, 2016, João Pessoa. Comportamento de tamanduaí (Cyclopes didactylus) em cativeiro, 2016.

4.
CATAPANI, M. L.. Alojamento social de tamanduá-mirim em cativeiro: implicações para o bem-estar. In: 39. Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, 2015, Foz do Iguaçu. Alojamento social de tamanduá-mirim em cativeiro: implicações para o bem-estar, 2015.

5.
PROCOPIO, E. ; Flávia Miranda ; CATAPANI, M. L. . Levantamento do conhecimento dos estudantes do Ensino Fundamental I (5º ano) sobre as espécies de xenarthros brasileiros em escolas públicas da Zona Leste e Sul de São Paulo ? SP. In: XXII Congresso de la Associación Latinoamericana de Parques Zoologicos y Acuarios (ALPZA), 2015, Córdoba. Levantamento do conhecimento dos estudantes do Ensino Fundamental I (5º ano) sobre as espécies de xenarthros brasileiros em escolas públicas da Zona Leste e Sul de São Paulo ? SP, 2015.

6.
CATAPANI, M. L.; Flávia Miranda ; VASCONCELLOS, A. S. S. . Análise comportamental do tatu-bola Tolypeutes tricinctus em condições de semicativeiro e cativeiro. In: 8. Congresso Brasileiro de Mastozoologia, 2015, João Pessoa. Análise comportamental do tatu-bola Tolypeutes tricinctus em condições de semicativeiro e cativeiro, 2015.

7.
CATAPANI, M. L.; Futemma, C.R. . O efeito das medidas conservacionistas na região do Vale do Ribeira-SP. In: I Congresso de Iniciação Científica do Centro Universitário Senac, 2006, São Paulo. O efeito das medidas conservacionistas na região do Vale do Ribeira-SP, 2006.

Artigos aceitos para publicação
1.
CATAPANI, M. L.; VASCONCELLOS, A. S. S. . Single- or Pair-Housed:©Which Is Better for Captive Southern Tamanduas?. JOURNAL OF APPLIED ANIMAL WELFARE SCIENCE, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
CATAPANI, M. L.; MASSOCATO, G. . Human-wildlife conflicts: an introduction. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CATAPANI, M. L.; DESBIEZ, A. ; MORSELLO, C. . From bad omen to persecution: human-wildlife conflicts motivated by superstitious beliefs. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CATAPANI, M. L.; DESBIEZ, A. ; MORSELLO, C. . Fatores associados à assimilação de superstições negativas em relação à fauna. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
CATAPANI, M. L.. Conflitos humano-fauna motivados por superstições. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CATAPANI, M. L.. Biologia e Conservação de Xenarthra. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
CATAPANI, M. L.; VASCONCELLOS, A. S. S. . ALOJAMENTO SOCIAL DE TAMANDUÁ-MIRIM (TAMANDUA TETRADACTYLA) EM CONDIÇÕES DE CATIVEIRO: IMPLICAÇÕES PARA O BEM-ESTAR. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CATAPANI, M. L.. Conservação de tamanduás: ameaças e ações futuras. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
CATAPANI, M. L.. Bem-estar em animais cativos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CATAPANI, M. L.. O papel do zoológico moderno na conservação. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
CATAPANI, M. L.. Papel dos Zoológicos na Conservação de mamíferos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
CATAPANI, M. L.. Conservação de Xenarthros em centros urbanos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
CATAPANI, M. L.. Ecologia, Manejo e Conservação de Tamanduás em Cativeiro. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
CATAPANI, M. L.. "O efeito das medidas conservacionistas na região do vale do Ribeira, São Paulo". 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
CATAPANI, M. L.; BUSANA, P. ; OLIVEIRA, B. ; DESBIEZ, A. . O Incrível Tamanduá 2018 (Livro didático).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MIRANDA, F. ; CATAPANI, M. L. . Menor tamanduá do mundo é encontrado em novo habitat no Brasil. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
CATAPANI, M. L.. A chegada do primeiro tatu-bola-da-caatinga no Zoológico de Brasília. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CATAPANI, M. L.. Projeto Tamanduá: ações que favorecem a conservação de Xenarthra no Brasil. 2016. (Palestra proferida).

2.
CATAPANI, M. L.. Técnicas de estudo de comportamento com animais em vida livre. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
CATAPANI, M. L.. Conservação de Xenartros brasileiros. 2014. (Palestra proferida).

4.
CATAPANI, M. L.. Bem-estar e enriquecimento ambiental em animais cativos. 2014. (Palestra proferida).

5.
CATAPANI, M. L.. Conservação de xenarthros em centros urbanos. 2010. (Palestra proferida).

6.
CATAPANI, M. L.. Ecologia, manejo e conservação de tamanduaí. 2010. (Palestra proferida).

7.
CATAPANI, M. L.. Manejo e Conservação de tamanduaí em cativeiro. 2010. (Palestra proferida).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
2018 Student Conference on Conservation Science. From bad omen to persecution: human-wildlife conflicts motivated by superstitious beliefs. 2018. (Congresso).

2.
42. Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB). Fatores associados à assimilação de superstições negativas em relação à fauna. 2018. (Congresso).

3.
I Strategic Planning Workshop for Environmental Education and Communication - ICAS.Interações Humano-Xenarthra. 2018. (Oficina).

4.
I Reunião Científica da Fundação Parque Zoológico de São Paulo.Etograma ilustrado como ferramenta do estudo do comportamento animal. 2017. (Encontro).

5.
I Simpósio Internacional de Conservação Integrada. 2017. (Simpósio).

6.
I Workshop sobre Pesquisa Aplicada à Gestão de Fauna. 2017. (Seminário).

7.
Workshop "Avaliando o impacto de atividades de engajamento de comunidades". 2017. (Oficina).

8.
40. Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil. Projeto Tamanduá: ações que favorecem a conservação de Xenarthra no Brasil. 2016. (Congresso).

9.
39. Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil. Alojamento social de tamanduá-mirim em cativeiro: implicações para o bem-estar. 2015. (Congresso).

10.
8. Congresso Brasileiro de Mastozoologia. Análise comportamental do tatu-bola Tolypeutes tricinctus em condições de semicativeiro e cativeiro. 2015. (Congresso).

11.
II Congresso de Ecologia da Paisagem. 2012. (Congresso).

12.
II Conferência Brasileira de Enriquecimento Ambiental. 2010. (Simpósio).

13.
XVI SEMEV - Semana de Estudos em Medicina Veterinária.Conservação de Xenarthras. 2010. (Encontro).

14.
"Situação Atual dos Programas de Conservação dos Carnívoros do Brasil". 2009. (Seminário).

15.
I Encontro Umbrasiliano de Empreendedorismo: gestão ao feminino.Empreendedorismo social. 2009. (Encontro).

16.
Mini-Curso: Criação artificial de neonatos de aves e mamíferos. 2009. (Outra).

17.
Semana da extensão veterinária da Anhembi Morumbi. 2009. (Outra).

18.
XXXIII Congresso da Sociedade de Zoológicos do Brasil. 2009. (Congresso).

19.
Encontro Internacional de Profissionais da Conservação da Biodiversidade. 2008. (Encontro).

20.
II Semana da Biologia UFSCar.-. 2008. (Outra).

21.
IV Congresso Brasileiro de Mastozoologia. 2008. (Congresso).

22.
IV Simpósio Brasileiro sobre animais silvestres e selvagens - UFV. 2007. (Simpósio).

23.
XXXI Congresso da Sociedade de Zoológicos do Brasil. 2007. (Congresso).

24.
A sustentabilidade da produção de água nos mananciais: A experiência de Nova Iorque e os desafios de São Paulo. 2006. (Seminário).

25.
APA - Territórios de Gestão Ambiental Participativa. 2005. (Seminário).

26.
Conferência Internacional de Governança e Sustentabilidade Ambiental 2005: A Questão da Água. 2005. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CATAPANI, M. L.; MIRANDA, F. ; BARONE, W. . Bichos do Brasil: nossos ilustres desconhecidos.. 2016. (Exposição).

2.
CATAPANI, M. L.. IV Curso de Capacitação para trabalho com fauna em vida livre - Pantanal MS. 2015. (Outro).

3.
CATAPANI, M. L.. I Workshop de Planejamento Estratégico - Instituto de Pesquisa e Conservação de Tamanduás no Brasil. 2015. (Outro).

4.
CATAPANI, M. L.. III Curso de Capacitação para trabalho com fauna em vida livre - Pantanal MS. 2014. (Outro).

5.
CATAPANI, M. L.. II Curso de Capacitação para trabalho com fauna em vida livre - Pantanal MS. 2013. (Outro).

6.
CATAPANI, M. L.. II Semana da Biologia - UFSCar Sorocaba. 2008. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Agatha Amorim. Percepção dos visitantes em relação ao bem-estar de animais cativos.. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Santo Amaro. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Agatha Barbosa Amorim. A influência do comportamento do animal cativo no interesse do visitante pela espécie e pelas ferramentas educacionais. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Santo Amaro. Orientador: Mariana Labão Catapani.

2.
Erika Nogueira. Levantamento do conhecimento dos estudantes do Ensino Fundamental I (5º ano) sobre as espécies de xenarthros brasileiros em escolas públicas da Zona Leste e Sul de São Paulo ? SP. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas. Orientador: Mariana Labão Catapani.



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CATAPANI, M. L.; BERTASSONI, A. ; SILVA, S. M. . Tamanduás, tatus e preguiças são parentes?. Ciência Hoje das Crianças, p. 6 - 9, 13 nov. 2016.


Apresentações de Trabalho
1.
CATAPANI, M. L.. Biologia e Conservação de Xenarthra. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MIRANDA, F. ; CATAPANI, M. L. . Menor tamanduá do mundo é encontrado em novo habitat no Brasil. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 2:01:35