Bruno Bolognesi

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5103554000522280
  • Última atualização do currículo em 11/12/2018


É cientista político, professor na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Possui doutorado em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e mestrado em Sociologia Política pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Realizou parte de seu doutoramento na University of Oxford. Coordena o Laboratório de Partidos Políticos e Sistemas Partidários (LAPeS), é pesquisador do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira (NUSP/UFPR) e do Núcleo de Estudos dos Partidos Políticos Latino Americanos (NEPLA/UFSCar). Atua como editor associado da 'Revista de Sociologia e Política'. Seus principais temas de pesquisa são: partidos políticos, organização partidária, sistema partidário, seleção de candidatos, recrutamento político, elites políticas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Bruno Bolognesi
Nome em citações bibliográficas
BOLOGNESI, Bruno;BOLOGNESI, BRUNO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Paraná, Departamento de Ciência Política (DECP).
Rua XV de Novembro, 460
Centro
80060000 - Curitiba, PR - Brasil - Caixa-postal: 2044
Telefone: (41) 33605093
URL da Homepage: www.lapesufpr.com.br


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2013
Doutorado em Ciencia Politica.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
com período sanduíche em University of Oxford (Orientador: Timothy J. Power).
Título: Caminhos para o poder: a seleção de candidatos para Deputado Federal no Brasil, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Maria do Socorro Sousa Braga.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Seleção de Candidatos; Recrutamento Político; Partidos Políticos; Elites Políticas.
2007 - 2009
Mestrado em Sociologia Política.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: Candidatos e eleitos: o recrutamento políticos nos partidos paranaenses nas eleições de 2006,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Renato Monseff Perissinotto.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Participação Política; Recrutamento Político; Partidos Políticos; Seleção de Candidatos.
2008 - 2008
Especialização em Programa Intensivo de Metodologia Quantitativa. (Carga Horária: 90h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Explorando variáveis sóciográficas da elite política brasileira..
Orientador: Sem orientador..
2002 - 2006
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Título: A Cultura Política dos Alunos da UFPR: valores e origens políticas no corpo discente 2005/2006..
Orientador: Renato Monseff Perissinotto.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2012 - 2012
Minicurso Introdução à Análise de Dados com R. (Carga horária: 20h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2012 - 2012
Minicurso Visualização e Análise Espacial de Dados. (Carga horária: 20h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2011 - 2011
Extensão universitária em SPSS aplicado para Ciências Sociais e RI. (Carga horária: 16h).
Centro de Estudos das Negociações Internacionais Ltda, CAENI, Brasil.
2011 - 2011
Visualização e Análise Espacial de Dados. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2010 - 2010
IPSA Summer School - Mixed Methods Research. (Carga horária: 70h).
International Political Science Association, IPSA, Canadá.
2007 - 2007
World Survey Values. (Carga horária: 20h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2007 - 2007
Treinamento Intensivo em Métodos Quantitativos. (Carga horária: 20h).
Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira, NUSP - UFPR, Brasil.
2005 - 2006
Extensão universitária em Seminários Teóricos Metodológicos NUSP/UFPR. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2005 - 2005
Iniciação ao Uso de Bancos de Dados. (Carga horária: 3h).
Consórcio de Informações Sociais, CIS, Brasil.
2005 - 2005
Cruso Básico de SPSS. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2005 - 2005
Treinamento em aplicação de survey. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
2005 - 2005
Teorias sociais da cultura.
Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, ANPOCS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Integração Latino-Americana, UNILA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, .

Cargo ou função
Membro titular da comissão de ética pública da universidade.
08/2014 - Atual
Ensino, Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos especiais em ciência política: Institucionalismo e suas vertentes
Tópicos especiais em ciência política: sistemas eleitorais e partidários
03/2015 - 07/2015
Ensino, Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Métodos Quantitativos
Instituições políticas na América-latina (partidos políticos)
01/2015 - 7/2015
Direção e administração, Centro Interdisciplinar de Integração e Relações Internacionais, .

Cargo ou função
Vice-coordenador do curso de Administração Pública e Políticas Públicas.
07/2013 - 10/2014
Direção e administração, Centro Interdisciplinar de Integração e Relações Internacionais, .

Cargo ou função
Vice-coordenador do CIIRI.
03/2014 - 07/2014
Ensino, Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Métodos Quantitativos
Teoria das Elites
09/2013 - 02/2014
Ensino, Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estatística Social e Modelos Estatísticos
Fundamentos de América Latina Una e Diversa
Métodos Quantitativos
01/2013 - 09/2013
Ensino, Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estatística Social e Modelos Estatísticos
Instituições Políticas na América Latina: Partidos e Sistemas Partidários
02/2013 - 04/2013
Ensino, Relações Internacionais e Integração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria Política Moderna

University of Oxford, OX, Inglaterra.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio de Doutorado no Latin American Centre, Carga horária: 0


Universidade Federal do Paraná, UFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2003 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 0

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Bolsista pós-graduando CAPES, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 12

Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Assistente, Carga horária: 12
Outras informações
Estágio como assistente de pesquisa da Especialização em Sociologia Política

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Bolsista PIBIC/CNPq, Carga horária: 12

Atividades

8/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Setor de Ciências Humanas Letras e Artes, Departamento de Ciências Sociais.

3/2016 - 3/2018
Direção e administração, Curso de graduação em Ciências Sociais, .

Cargo ou função
Coordenador da graduação em Ciências Sociais.

Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador

Vínculo institucional

2009 - 2014
Vínculo: Bolsista pós-graduando CNPq, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 12

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Extensão Universitária, Carga horária: 0
Outras informações
Atividade de extensão realizada ACIEPE - Usina de Cidadania e Direitos; Resumo: O objetivo é criar um espaço de informação, formação e reflexão sobre os temas ligados á Toria da Justiça, Ações Afirmativas, Redistribuição e Reconhecimento, bases da politica atual do MEC e, principal.



Linhas de pesquisa


1.
Elites políticas

Objetivo: Mapear as elites políticas na democracia brasileira para uma compreensão melhor da composição social e trajetória das mesmas..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político / Especialidade: Atitude e Ideologias Políticas.
Setores de atividade: Atividades de Banco de Dados.
Palavras-chave: Democracia; Participação Política; Cultura Política.
2.
Recrutamento Político

Objetivo: Analisar e compreender a forma com que os candidatos são recrutados nos partidos políticos e por que apenas algum se elegem..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política.
Palavras-chave: Recrutamento Político; Partidos Políticos; Banco de Dados; Teoria Política Contemporânea.
3.
Partidos Políticos

Objetivo: Compreender a organização e o funcionamento dos principais partidos políticos no Paraná e no Brasil..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político / Especialidade: Estudos Eleitorais e Partidos Políticos.
Palavras-chave: Recrutamento Político; Banco de Dados; Partidos Políticos.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Ideologia partidária no Brasil
Descrição: Dada a incongruência, a dinâmica do sistema partidário brasileiro fluída e a dificuldade em classificar os partidos políticos conforme sua ideologia, uma nova investida neste campo se faz necessária. A última vez que uma classificação dos partidos políticos foi realizada ocorreu em 2010. Para tanto utilizamos o método de expert survey e solicitamos à comunidade de cientistas políticos que classificasse as trinta e cinco legendas existentes no Brasil. Os eixos analisados são o de esquerda e direita e também acerca da organização partidária (vote seeking, office seeking e policy seeking). A coleta de dados será feita através de web based survey, com a aplicação de questionário para todos os associados à Associação Brasileira de Ciência Política..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Bruno Bolognesi - Coordenador / Ednaldo Aparecido Ribeiro - Integrante / Adriano Nervo Codato - Integrante / Ana Paula Maciel - Integrante.
2018 - Atual
Estrutura organizacional dos partidos políticos brasileiros: uma análise comparada
Descrição: Os partidos políticos do Brasil foram sempre estudados tendo em vista seu desempenho eleitoral, legislativo, sua capacidade de promover o funcionamento do governo, suas bases sociais e eleitorais, sua ideologia ou a organização. Contudo, o estudo das estruturas organizacionais do partidos foi sempre tratado como um apêndice desnecessário dado o baixo desempenho das legendas como instituições políticas. Esta pesquisa tenta preencher esta lacuna mostrando empiricamente que as estruturas organizacionais dos partidos são mais do que assento para as negociações clientelares intra-elites. Para isso dados sobre a quantidade de filiados, idade, complexidade organizacional, número de funcionários, distribuição de recursos, penetração territorial, inflexão organizativa, justaposição parlamentar serão coletados junto aos partidos e aos órgãos de controle. Além disso, através de um banco de dados organizado pelo Political Party DataBase Project será utilizado para comparar o desempenho organizativo de nossos partidos com mais de outros 30 países..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Bruno Bolognesi - Coordenador / Oswaldo Estanislau Amaral - Integrante / Flávia Roberta Babireski - Integrante / Karolina Mattos Roeder - Integrante / Giovanna Castro da Cruz - Integrante / Yasmin de Moraes Bicca - Integrante / Amanda Bilicki - Integrante / Leticia Zanatta Bonaccorsi - Integrante.
2016 - Atual
Quem decide concorrer? Um estudo dos candidatos a vereador (e de seus partidos) em Curitiba nas eleições de 2016
Descrição: Esta pesquisa pretende investigar duas dimensões das candidaturas a cargos representativos. A primeira dimensão diz respeito ao tipo de candidato que se lança na política: quais seus perfis sociais e partidários, o quão (in)experientes na política eles são, o que pensam da atividade representativa, o quão informados são das regras eleitorais. Pretende-se estudar esse primeiro degrau da profissão política ? o cargo de vereador ? e estimar a ambição política desses indivíduos e o seu grau de profissionalização. As questões centrais dessa primeira dimensão seriam: quem decide e por que alguns indivíduos decidem concorrer a um cargo político? A segunda dimensão da pesquisa é institucional. Como os diferentes partidos políticos escolhem os seus candidatos? Quais são suas estratégias? O processo de seleção de candidaturas é uma das mais importantes medidas para se estimar o tipo de recrutamento político e, indiretamente, o quão democrático é, do ponto de vista da sua organização, um partido político. Essas questões deverão ser respondidas a partir de survey aplicado ao universo de candidatos a vereador em Curitiba nas eleições municipais de 2016..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Bruno Bolognesi - Coordenador / Luiz Domingos Costa - Integrante / Adriano Nervo Codato - Integrante / Flávia Roberta Babireski - Integrante / Eneida Deisree Salgado - Integrante / Karolina Mattos Roeder - Integrante.
2014 - Atual
A direita no Cone Sul: dinâmicas de poder nos partidos políticos de Argentina, Brasil e Chile
Descrição: A pesquisa propõe um estudo comparativo sobro os novos e antigos partidos de direita de Argentina, Brasil e Chile, surgidos no recente contexto de governos de esquerda na região. O objeto será composto pelo PRO e Demócrata de Mendoza na Argentina, DEM, PTB, PP, PSC, PR e PSD no Brasil e UDI, RN e Evópoli no Chile. Em função das relações com o ambiente ? os novos atores políticos e as novas agendas como políticas de inclusão e defesa do meio ambiente ? e do caráter altamente informal da organização partidária na região, a hipótese de trabalho mira a dinâmica interna e a constituição dos líderes como o caminho mais apropriado para analisar as posições desses partidos no interior de cada sistema político. Para isso, propõe um survey comparado para captar as relações de poder, o recrutamento político e as conexões com o ambiente externo. A pesquisa pretende contribuir para o amadurecimento da pesquisa comparativa sobre partidos na região e aprofundar o conhecimento sobre a natureza da política partidária na América Latina..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Bruno Bolognesi - Coordenador / Luiz Domingos Costa - Integrante / Adriano Nervo Codato - Integrante / Renato Monseff Perissinotto - Integrante / SOUZA, Lucas M. T. A. - Integrante / Luciana Fernandes Veiga - Integrante / Pedro José Floriano Ribeiro - Integrante / Oswaldo Estanislau Amaral - Integrante / Stéphanie Alenda - Integrante / Gabriel Vommaro - Integrante / Soraia Marcelino Vieira - Integrante / Flávia Roberta Babireski - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
As transformações da classe política brasileira nos séculos XIX, XX e XXI: um estudo do perfil sócio-político dos deputados federais senadores (1889-2014)
Descrição: Estudos sobre a classe política brasileira avançaram significativamente na última década. Surgiram várias análises sobre origem social/profissional dos representantes eleitos (baseadas principalmente na Sociologia Política e em variáveis sociais), bem como análises das trajetórias e tipos de carreiras políticas dos parlamentares (baseadas principalmente na Ciência Política e em variáveis institucionais). Estudos históricos, por sua vez, são muito menos frequentes e aqueles disponíveis consistem basicamente em estudos de elites políticas focados no passado e não em análises sistemáticas sobre a transformação do perfil social e da trajetória política da elite parlamentar ao longo do tempo. O objetivo desta pesquisa é, a partir de dois grandes bancos de dados construídos pela equipe do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira da Universidade Federal do Paraná (UFPR), estudar os processos complexos de profissionalização política de senadores e deputados federais no Brasil entre 1889 e 2014. Por profissionalização política entendemos, conforme Eliassen & Pedersen (1978), o processo em que atributos de status social dão lugar a recursos e status político como critério básico para o recrutamento legislativo.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (6) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Bruno Bolognesi - Integrante / Luiz Domingos Costa - Integrante / Adriano Nervo Codato - Coordenador / Renato Monseff Perissinotto - Integrante / Paulo Roberto Neves Costa - Integrante / Paulo Franz Júnior - Integrante / Mariana Arcos Lorencetti - Integrante / Dhyeisa Lumena Rossi - Integrante / Paula Matoski Butture - Integrante / Ana Paula Lopes Ferreira - Integrante / Mariana Werner de Lemos - Integrante / Jonathan Diego Dill - Integrante / Alessandra Dias Mendes - Integrante / Gabriel Chichorro - Integrante / Lucas Massimo - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2014
Composição e recomposição de grupos dirigentes no Nordeste e no Sul do Brasil: uma abordagem comparativa e interdisciplinar
Descrição: Descrição: O projeto tem como objetivo principal a formação de uma rede de cooperação em pesquisa sobre elites e grupos dirigentes no país. Para isso, o projeto buscará somar esforços de pesquisadores de diferentes formações disciplinares - história, sociologia, ciência política e antropologia - atuantes em universidades dos estados de Sergipe, Paraná e Rio Grande do Sul, especialistas no tema. Entre os objetivos específicos, identificamos: 1) A partir de uma perspectiva histórica ampla - que compreenda o século XX - e comparativa entre as regiões Nordeste e Sul, estabelecer pelo menos quatro grandes eixos investigativos: (a) das relações entre sistema escolar e formação de grupos dirigentes (profissionais, burocrático-estatais, políticos, culturais, eclesiásticos); (b) das grandes famílias e de suas estratégias de reprodução e consagração social; (c) da atuação das elites estatais e dos processos de elaboração de políticas de governo; (d) das estratégias de consagração profissional desenvolvidas; e 2) com base na implementação dessa agenda comum de questões de pesquisa, criar sinergias entre estoques de investigações parciais e em andamento e comparar novos achados sobre as regiões quanto a: (a) modernização do aparato estatal e as relações com o recrutamento de elites burocráticas e jurídicas; (b) transformações na composição de elites políticas regionais e municipais (parlamentares, executivas e de alta administração); (c) relações entre características das elites políticas e elaboração de determinadas políticas governamentais; e (d) lógicas de constituição de certas elites profissionais, como as empresariais, eclesiásticas e jornalísticas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2013
Como se faz um deputado: a seleção de candidatos para deputado federal nas eleições de 2010.
Descrição: A partir de um survey aplicado a 120 candidatos a deputado federal nas eleições de 2010, o presente projeto de pesquisa tem por principal objetivo entender de que modos os candidatos experimentam a fase em que são inseridos nas listas eleitorais nos quatro maiores partidos brasileiros, notadamente o PT, o PSDB, o PMDB e o DEM. O survey foi aplicado para candidatos de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Sergipe e Pará. A pesquisa ocorre através de uma cooperação entre pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos, da Universidade Federal do Paraná, da Universidade Federal de Sergipe, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e da Universidade Federal do Pará. A pesquisa tem como objetivos específicos: i) formar um banco de dados sobre a seleção de candidatos no Brasil; ii) estabelecer as diferenças do processo de seleção entre os diferentes partidos políticos; iii) criar uma agenda de pesquisa empírica sobre o recrutamento de elites e a profissionalização do ofício político; e iv) estabelecer a lógica da relação entre os processos de seleção de candidatos, os partidos políticos e o sistema político no Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
Caminhos para o Parlamento: candidatos e eleitos nas eleições legislativas no Brasil
Descrição: Este projeto de pesquisa pretende formar um banco de dados a partir das informações colocadas à disposição pelo TSE sobre os atributos de candidatos e eleitos em todas as eleições legislativas no Brasil desde 1998. A partir desses dados e da discussão sobre a literatura sobre recrutamento político, pretende-se produzir análises sobre os atributos sociais, econômicos e políticos que potencializam ou dificultam o suscesso eleitoral e que caracterizam o universo dos candidatos. Enfim, trata-s ed esaber quais grupos sociais têm maiores condições de ter acesso à elite política no Brasil...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Bruno Bolognesi - Integrante / Renato Monseff Perissinotto - Coordenador / Angel Miríade de Souza - Integrante.
2005 - 2009
A nova elite do poder: uma diagnóstico da elite política e administrativa no Paraná hoje (2003-2006)
Descrição: Este projeto de pesquisa tem como objetivos: 2.1 Gerais: 1) continuar, de maneira sistemática e coordenada, uma série de estudos sobre a política paranaense contemporânea, uma vez que essa área tem recebido pouca atenção dos cientistas sociais ; 2) produzir evidências empíricas e consolidar informações sobre a política paranaense contemporânea que sirvam de referência básica para comparações no plano nacional e internacional ; 3) treinar pesquisadores nos níveis de graduação e pós-graduação para atuar tanto no ensino quanto na pesquisa, tendo como enfoque a Sociologia Política e como objeto de estudo a política paranaense contemporânea; 4) constituir um acervo de referência em sociologia política e política brasileira junto à Biblioteca dos Setores de Ciências Humanas, Letras e Artes/Educação da Universidade Federal do Paraná . 2.2 Específicos 1) traçar um perfil social, profissional e ideológico das elites políticas e burocráticas do Paraná focalizando as elites do governo Requião (2003-2006) 2) verificar o processo de mudança e/ou conservação das elites políticas e burocráticas no Paraná contemporâneo; 3) determinar o padrão de formação das equipes de governo (por coalizão, por cooptação, por fidelidade pessoal etc.) no período considerado; 4) compreender o papel das elites políticas e burocráticas nas transformações ocorridas na história recente do Paraná..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Bruno Bolognesi - Integrante / Julio Cesar Gouvêa - Integrante / Adriano Nervo Codato - Integrante / Renato Monseff Perissinotto - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)
2011 - 2016
Periódico: Paraná Eleitoral
2006 - 2007
Periódico: Revista Sociedade em Estudos


Membro de comitê de assessoramento


2018 - 2018
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (Online)
2009 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Comportamento Político/Especialidade: Estudos Eleitorais e Partidos Políticos.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política/Especialidade: Teoria Política Contemporânea.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política/Especialidade: Teoria Política Clássica.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Probabilidade e Estatística / Subárea: Estatística/Especialidade: Análise de Dados.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BERLATTO, Fábia2016BERLATTO, Fábia ; Codato, Adriano ; BOLOGNESI, Bruno . Da polícia à política: explicando o perfil dos candidatos das Forças Repressivas de Estado à Câmara dos Deputados. Revista Brasileira de Ciência Política, p. 77-120, 2016.

2.
BOLOGNESI, Bruno;BOLOGNESI, BRUNO2016BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, Renato Monseff ; Codato, Adriano . Reclutamiento político en Brasil Mujeres, negros y partidos en las elecciones federales de 2014. Revista Mexicana de Ciencias Políticas y Sociales, v. 61, p. 247-278, 2016.

3.
COSTA, Luiz Domingos2015COSTA, Luiz Domingos ; BOLOGNESI, Bruno ; Codato, Adriano . Onde estão os trabalhadores nas listas de candidatos dos partidos brasileiros?. Newsletter. Observatório de elites políticas e sociais do Brasil, v. 2, p. 1-14, 2015.

4.
BOLOGNESI, Bruno2015BOLOGNESI, Bruno; COSTA, L. D. . Fronteiras sociais fortes e padrões organizacionais fracos? Seleção de candidatos e composição social dos principais paridos políticos brasileiros em 2010. CONEXÃO POLÍTICA - REVISTAS ELETRÔNICAS DA UFPI, v. 4, p. 43, 2015.

5.
COSTA, L. D.2014COSTA, L. D. ; BOLOGNESI, Bruno . O sistema partidário no Paraná: do personalismo à estruturação. Revista Debates (UFRGS), v. 8, p. 221-243, 2014.

6.
BOLOGNESI, Bruno2014BOLOGNESI, Bruno; MEDEIROS, P. L. . Aspectos motivacionais do recrutamento político: um estudo inicial dos candidatos a deputado federal no Brasil (2010). Paraná Eleitoral, v. 3, p. 301-326, 2014.

7.
BOLOGNESI, BRUNO2013 BOLOGNESI, BRUNO. A seleção de candidaturas no DEM, PMDB, PSDB e PT nas eleições legislativas federais brasileiras de 2010: percepções dos candidatos sobre a formação das listas. Revista de Sociologia e Política (UFPR. Impresso), v. 21, p. 45-68, 2013.

8.
BOLOGNESI, Bruno;BOLOGNESI, BRUNO2012BOLOGNESI, Bruno. A cota eleitoral de gênero: política pública ou engenharia eleitoral?. Paraná Eleitoral, v. 1, p. 117-133, 2012.

9.
PERISSINOTTO, R. M.2010PERISSINOTTO, R. M. ; BOLOGNESI, Bruno . Electoral Success and Political Institutionalization in the Federal Deputy Elections in Brazil (1998, 2002 and 2006). Brazilian political science review, v. 4, p. 10-32, 2010.

10.
BOLOGNESI, Bruno;BOLOGNESI, BRUNO2010BOLOGNESI, Bruno. Constituinte de 1987-88: organização ou instituição política?. Revista Eletrônica de Ciência Política - recp, v. 1, p. 86-100, 2010.

11.
BOLOGNESI, Bruno;BOLOGNESI, BRUNO2009BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M. . O recrutamento político no PT e no PFL paranaenses nas eleições de 2006: sugestões de pesquisa. Revista Mediações (UEL), v. 14, p. 1, 2009.

12.
RIBEIRO, Ednaldo A.2008RIBEIRO, Ednaldo A. ; BOLOGNESI, Bruno . As Elites Paranaenses e a Democracia: explorando a estrutura dimensional e os determinantes dos seus valores e atitudes políticas. Tomo (UFS), v. 12, p. 83-110, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BOLOGNESI, Bruno; ROEDER, K. M. (Org.) ; BABIRESKI, F. R. (Org.) . Quem decide concorrer. A eleição e os vereadores em Curitiba. 1. ed. Curitiba: Massimo Editorial, 2018. v. 1. 380p .

2.
BOLOGNESI, Bruno. Caminhos para o poder: a seleção de candidatos para Deputado Federal nas eleições brasileiras. 1. ed. Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015. 329p .

Capítulos de livros publicados
1.
RIBEIRO, Ednaldo A. ; BOLOGNESI, Bruno . Ideologia e representação: valores e atitudes dos legisladores municipais. In: Eder Rodrigo Gimenes; Julian Borba. (Org.). Poder legislativo e cultura política: valores, atitudes, trajetória e comportamento político dos vereadores e vereadoras do Estado de Santa Catarina. 1ed.Curitiba: CPOP, 2018, v. , p. 131-181.

2.
BOLOGNESI, Bruno; BABIRESKI, F. R. . Posicionamentos ideológicos dos partidos políticos de direita no Brasil. In: Luiz Fux; Luiz Fernando Casagrande Pereira; Walber de Moura Agra; Luiz Fernando Peccinin. (Org.). Tratado de Direito Eleitoral. 1ed.Belo Horizonte: Fórum, 2018, v. II, p. 1-25.

3.
Codato, Adriano ; PERISSINOTTO, RENATO MONSEFF ; BOLOGNESI, Bruno ; COSTA, L. D. ; MASSIMO, L. ; COSTA, P. R. N. . La sociología política de las elites políticas y estatales de Brasil: un balance de cincuenta años de estudios. In: Gabriel Vommaro, Mariana Gené. (Org.). Las élites políticas en el Sur: un estado de la cuestión de los estudios sobre la Argentina, Brasil y Chile. 1ed.Buenos Aires: Ediciones UNGS, 2018, v. , p. 1-25.

4.
BOLOGNESI, Bruno; Codato, Adriano . Sociologia Política dos políticos do Brasil: um estudo da competição eleitoral sob o regime da Constituição de 1988. In: Luciana Fernandes Veiga; Oswaldo E. do Amaral; Cristina B. de Hollanda. (Org.). A constituição de 88 trinta anos depois. 1ed.Curitiba: Editora da UFPR, 2018, v. , p. 359-390.

5.
ROEDER, K. M. ; BABIRESKI, F. R. ; BOLOGNESI, Bruno ; CRUZ, G. C. . Seleção de candidatos em nível loca: eleições 2016. In: Bruno Bolognesi, Karolina Roeder, Flávia Babireski. (Org.). Quem decide concorrer. A eleição e os vereadores em Curitiba. 1ed.Curitiba: Massimo Editorial, 2018, v. 1, p. 85-.

6.
BORGES, T. D. P. ; BABIRESKI, F. R. ; BOLOGNESI, Bruno . Candidatos da fé: bases sociais e estratégias eleitorais dos partidos confessionais nas eleições de 2016 em Curitiba. In: Bruno Bolognesi, Karolina Roeder, Flávia Babireski. (Org.). Quem decide concorrer. A eleição e os vereadores em Curitiba. 1ed.Curitiba: Massimo Editorial, 2018, v. 1, p. 131-155.

7.
PERISSINOTTO, R. M. ; BOLOGNESI, Bruno . Sucesso eleitoras nas disputas para a Câmara dos Deputados. In: Adriano Codato; Luiz Domingos Costa; Lucas Massimo. (Org.). Retratos da classe política brasileira: estudos de Ciência Política. 1ed.Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015, v. , p. 110-143.

8.
COSTA, L. D. ; BOLOGNESI, Bruno ; CODATO, Adriano Nervo . O recrutamento político e a questão de gênero no Parlamento brasileiro. In: Adriano Codato; Luiz Domingos Costa; Lucas Massimo. (Org.). Retratos da classe política brasileira: estudos de Ciência Política. 1ed.Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015, v. , p. 170-192.

9.
COSTA, L. D. ; BOLOGNESI, Bruno ; CODATO, Adriano Nervo . Onde estão os trabalhadores nos partidos brasileiros?. In: Adriano Codato, Luiz Domingos Costa, Lucas Massimo. (Org.). Retratos da classe política brasileira: estudos de Ciência Política. 1ed.Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015, v. , p. 193-207.

10.
BOLOGNESI, Bruno; MEDEIROS, P. L. . As motivações no recrutamento político no Brasil. In: Adriano Codato; Luiz Domingos Costa; Lucas Massimo. (Org.). Retratos da classe política brasileira: estudos de Ciência Política. 1ed.Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015, v. , p. 288-318.

11.
BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M. . O uso do survey no estudo do recrutamento político. In: Renato Perissinotto; Adriano Codato. (Org.). Como estudar elites. 1ed.Curitiba: Editora UFPR, 2015, v. 1, p. 33-62.

12.
BOLOGNESI, Bruno. Determinantes da seleção de candidatos. In: Adriano Codato, Luiz Domingos Costa; Lucas Massimo. (Org.). Retratos da classe política brasileira: estudos de Ciência Política. 1ed.Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015, v. , p. 239-287.

13.
BRAGA, M. S. S. ; BOLOGNESI, Bruno . Dimensões do Processo de Seleção de Candidatos da Classe Política Brasileira: autopercepções dos candidatos à Câmara dos Deputados nas eleições de 2010. In: André Marenco dos Santos. (Org.). Os Eleitos: representação e carreiras políticas em democracias. 1ed.Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2013, v. , p. 75-106.

14.
COSTA, L. D. ; BOLOGNESI, Bruno ; CODATO, Adriano Nervo . Variáveis sobre o recrutamento político e a questão de gênero no Parlamento brasileiro. In: Eneida Desiree Salgado, Ivo Dantas. (Org.). Partidos políticos e seu regime jurídico: o desenho constitucional dos partidos políticos. 1ed.Curitiba: , 2013, v. 1, p. 209-228.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BOLOGNESI, Bruno. A reforma do vazio. Gazeta do Povo, Curitiba, 13 nov. 2014.

2.
BOLOGNESI, Bruno. Entrevista concedida - Revista Sentidos. Revista Sentidos, São Paulo, 10 set. 2010.

3.
BOLOGNESI, Bruno. Entrevista concedida - Eleições Municipais à Vista. Jornal Comunicação, 25 abr. 2008.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BOLOGNESI, Bruno; COSTA, L. D. . Duas faces da profissionalização política: parlamentarização e partidarização das carreiras dos senadores brasileiros (1945-2010). In: IX Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política, 2014, Brasília. Anais do IX Encontro da ABCP, 2014.

2.
COSTA, L. D. ; BOLOGNESI, Bruno . Fronteiras sociais claras e organizacionais obtusas? Recrutamento e seleção de candidatos ao legislativo nacional e suas consequências nos grandes partidos políticos brasileiros em 2010. In: 38°. Encontro Anual da ANPOCS, 2014, Caxambu. Anais do 38°. Encontro Anual da ANPOCS, 2014.

3.
BOLOGNESI, Bruno. A seleção de candidatos no Brasil: processos e consequências nas eleições de 2010 para a Câmara dos Deputados. In: III Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Política, 2013, Curitiba. Anais do III FBCP, 2013.

4.
BOLOGNESI, Bruno. A seleção de candidatos nos partidos políticos brasileiros: percepções dos candidatos à deputado federal no pleito de 2010. In: 37° Encontro Anual da ANPOCS, 2013, Águas de Lindóia. Anais do 37º Encontro Anual da Anpocs, de 23 a 27 de setembro de 2013, em Águas de Lindóia - SP, 2013.

5.
BOLOGNESI, Bruno. A tipologia dos candidatos ao legislativo no Brasil: adaptando conceitos para uma ferramenta de análise. In: 6° Congreso Latinoamericano de Ciencia Política, 2012, Quito. CDROM Ponencias Alacip 2012, 2012.

6.
BOLOGNESI, Bruno. Institucionalização Partidária: a proposta de uma ferramenta bidimensional para indicadores empíricos. In: 36° Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS), 2012, Águas de Lindóia. Anais do 36 ° Encontro da ANPOCS, 2012.

7.
BOLOGNESI, Bruno; CERVI, Emerson U. . Distribuição de recursos e sucesso eleitoral nas eleições de 2006: dinheiro e tempo de HGPE como financiadores de campanha a deputado federal no Paraná. In: 35° Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2011, Caxambu. Anais do 35° Encontro anual da ANPOCS, 2011.

8.
BOLOGNESI, Bruno. Impactos do sistema eleitoral, competitividade política e recrutamento de elites: partidos políticos no Brasil. In: V Congreso Latinoamericano de Ciência Política, 2010, Buenos Aires. CDROM do V Congreso Latinoamericano de Ciência Política, 2010. v. 1. p. 1-2.

9.
BOLOGNESI, Bruno. Competição Eleitoral e Recrutamento de Elites: Partidos, Distritos e seus Impactos nas Estratégias Políticas. In: II Seminário Nacional de Sociologia e Política, 2010, Curitiba. Seminário Nacional Sociologia e Política (Online). Curitiba: UFPR, 2010. v. 3. p. 3-26.

10.
PERISSINOTTO, R. M. ; BOLOGNESI, Bruno . Caminhos para o parlamento: o recrutamento político para Câmara dos Deputados (1998-2006). In: Tenth International Conference of the Brazilian Studies Association, 2010, Brasília. Papers Brasa X, 2010.

11.
BOLOGNESI, Bruno; PARANHOS, R. . The Function of the Opposition Parties in the State Legislative assembly. In: 21st World Congress of Political Science, 2009, Santiago. Anais do 21st World Congress of Political Science, 2009.

12.
PERISSINOTTO, R. M. ; BOLOGNESI, Bruno ; SOUZA, Angel Miríade de. . Condicionantes do sucesso eleitoral no Brasil: as eleições para deputado federal de 1994 a 2006. In: 21st World Congress of Political Science, 2009, Santiago. Anais do 21st World Congress of Political Science, 2009.

13.
BOLOGNESI, Bruno; RIBEIRO, Ednaldo A. . Elites e democracia: o caso do legislativo paranaense. In: I Seminário Nacional de Sociologia e Política, 2009, Curitiba. Anais do I Seminário de Sociologia e Politica. Curitiba: UFPR, 2009. v. 1. p. 1-25.

14.
BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M. . Partidos e Recrutamento Partidário nas eleições para Deputado em 2006.. In: 6º Encontro da ABCP, 2008, Campinas. Publicações do 6º Encontro da ABCP, 2008.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BOLOGNESI, Bruno. Candidatos e Eleitos: seleção de candidaturas e recrutamento parlamentar nos partidos políticos paranaenses.. In: XXXII Encontro Anual da ANPOCS, 2008, Caxambu. Livro de Resumos do XXXII Encontro Anual da ANPOCS, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BOLOGNESI, Bruno. Tipologia dos candidatos a Deputado Federal no Brasil: o papel dos partidos nas eleições 2010. In: II Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Política, 2011, São Carlos. Anais do II Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Política, 2011.

2.
BOLOGNESI, Bruno. Cultura Política na UFPR: Origem Social e Valores Políticos no Corpo Discente(2005/2006).. In: 14º EVINCI UFPR, 2006, Curitiba. Livro de Resumos 14º EVINCI UFPR. Curitiba: Editora UFPR, 2006. v. 1. p. 1-112.

3.
BOLOGNESI, Bruno. A Cultura Política ods Alunos da UFPR. In: 13o. EVINCI UFPR, 2005, Curitiba. Livro de Resumos do 13o. EVINCI UFPR. Curitiba: Editora UFPR, 2005. v. 1.

Artigos aceitos para publicação
1.
BOLOGNESI, Bruno; MACIEL, A. P. ; BABIRESKI, F. R. . Conhecendo o desconhecido: congruência ideológica dos partidos brasileiros. Revista Política e Sociedade, 2019.

2.
BOLOGNESI, Bruno; Codato, Adriano ; COSTA, L. D. . EL PT DE BRASIL: UN PARTIDO DE TRABAJADORES SIN TRABAJADORES. AMÉRICA LATINA HOY, 2019.

3.
CODATO, Adriano Nervo ; BERLATTO, Fábia ; BOLOGNESI, Bruno . Tipologia dos políticos de direita no Brasil: uma classificação empírica. Análise Social (Lisboa), 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
BOLOGNESI, Bruno; BABIRESKI, F. R. . Organização partidária municipal: dinâmicas de poder nas eleições de 2016 em Curitiba. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BOLOGNESI, Bruno; CODATO, Adriano Nervo ; COSTA, L. D. . A revolução silenciosa no Partido dos Trabalhadores. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
BOLOGNESI, Bruno. Partisan institutionalization in Brazil: theoretical hypotheses and ways of measurement. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
BOLOGNESI, Bruno. Institucionalização Partidária: a proposta de uma ferramenta bidimensional para indicadores empíricos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
BOLOGNESI, Bruno. Organização e institucionalização partidária: sugestão para novos indicadores na América Latina.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
BOLOGNESI, Bruno; CERVI, Emerson U. . Distribuição de recursos e sucesso eleitoral nas eleições 2006: dinheiro e tempo de HGPE como financiadores de campanha a deputado federal no Paraná. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M. . Caminhos para o parlamento: recrutamento político para a Câmara dos Deputados No Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
BOLOGNESI, Bruno. Competição eleitoral e recrutamento de elites: partidos, distritos e seus impactos nas estratégias políticas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
BOLOGNESI, Bruno; RIBEIRO, Ednaldo A. . Elites e democracia: o caso do legislativo paranaense. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
BOLOGNESI, Bruno; SOUZA, Angel Miríade de. . Eleições 2006: uma análise do perfil socioocupacional de candidatos e eleitos para a Câmara dos Deputados. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
BOLOGNESI, Bruno; COSTA, L. D. . Estruturação social e enquadramento institucional no processo de formação das elites políticas: o caso da eleição de mulheres para a câmara dos deputados em 2006. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
BOLOGNESI, Bruno; TRIBESS, Camila . Uma guinada à esquerda? Um estudo da elite política federal paranaense nos governos FHC/Lerner (1999/2002) e Lula/Requião (2003/2006). 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
COSTA, L. D. ; BOLOGNESI, Bruno . A eleição de mulheres no Brasil: entre estruturas, valores e regras. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M. . Partidos e recrutamento partidário nas eleições para Deputado Federal em 2006. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
BOLOGNESI, Bruno. Candidatos e Eleitos: seleção de candidaturas e recrutamento parlamentar nos partidos políticos paranaenses.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M. . O recrutamento da elite nas eleições para o legislativo em 2006. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
BOLOGNESI, Bruno. Recrutamento Político. Londres: Sage Publications, 2013. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a revista DADOS. 2017.

2.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a revista Lua Nova. 2017.

3.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a revista Opinião Pública. 2017.

4.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a revista Teoria & Pesquisa. 2017.

5.
BOLOGNESI, Bruno; AMARAL, O. E. . Coordenação do GT Partidos e Sistemas Partidários na ANPOCS. 2017.

6.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado à Revista de Sociologia e Política. 2016.

7.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico para a revista Opinião Pública. 2016.

8.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado ao Boletim Informativo Bibliográfico (BIB). 2016.

9.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado à Brazilian Political Science Review. 2016.

10.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado à Revista Uruguaya de Ciencia Política. 2016.

11.
BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M. . Parecer técnico dado a projeto de pós-doutoramento PPGCP/UFPR. 2016.

12.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Mediações: revista de ciências sociais. 2015.

13.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Política&Sociedade. 2015.

14.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a revista Opinião Pública. 2015.

15.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências Sociais - BIB. 2015.

16.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Brazilian Political Science Review. 2015.

17.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado à Revista de Sociologia e Política. 2015.

18.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado à Revista Teoria e Pesquisa. 2015.

19.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado à Revista de Sociologia e Política. 2015.

20.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Debates. 2014.

21.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista de Sociologia e Política. 2014.

22.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Teoria&Pesquisa: revista de ciência política. 2014.

23.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Estudos Feministas. 2014.

24.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Brasileira de Ciência Política. 2014.

25.
BOLOGNESI, Bruno; VIEIRA, S. M. . Coordenação do SPG 'Partidos e Sistemas de Partidos' no 38° Encontro Anual da ANPOCS. 2014.

26.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Três Pontos. 2013.

27.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Eletrônica de Ciência Política. 2013.

28.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista Leviathan (PPGCP/USP). 2012.

29.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista de Sociologia e Política. 2012.

30.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a revista América Latina Hoy. 2012.

31.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista de Sociologia e Política. 2011.

32.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista de Sociologia e Política. 2011.

33.
SOUZA, Lucas M. T. A. ; BOLOGNESI, Bruno . Caderno de Programação do II Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Política. 2011.

34.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer dado a Revista Política Hoje. 2010.

35.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer técnico dado a Revista de Sociologia e Política. 2010.

36.
BOLOGNESI, Bruno; GOUVÊA, Julio C. ; SOUZA, Angel Miríade de. . Eleições 2006: Candidatos ao Poder Legislativo no Brasil. 2007.

37.
BOLOGNESI, Bruno. A Cultura Política na UFPR: origem social e valores políticos no corpo discente (2005/2006).. 2006.


Demais tipos de produção técnica
1.
AMARAL, O. E. ; BOLOGNESI, Bruno . ST Partidos e Sistemas Partidários. 2016. (Coordenação).

2.
BOLOGNESI, Bruno; VIEIRA, S. M. . SPG Partidos e Sistemas Partidários. 2015. (Coordenação).

3.
BOLOGNESI, Bruno; CARVALHO, Adriana D. S. ; SOUZA, Lucas M. T. A. . Partidos Políticos: teoria e história no Brasil. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
BOLOGNESI, Bruno. Coordenação do GT Eleições, Partidos e Representação no 1º Fórum Brasileiro de Pós-graduação em Ciência Política. 2009. (Coordenação).

5.
BOLOGNESI, Bruno. Introdução à estatística em pesquisa social. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer Técnico para a Revista Temáticas (IFCH, Unicamp). 2008. (Parecer).

7.
BOLOGNESI, Bruno. Recrutamento Político Partidário no Paraná. 2007. (Relatório de pesquisa).

8.
BOLOGNESI, Bruno. Cultura Política na UFPR: Origem Social e Valores Políticos no Corpo Discente(2005/2006).. 2006. (Relatório de pesquisa).

9.
BOLOGNESI, Bruno. Parecer para a Revista Sociedade em Estudos. 2006. (Parecer).

10.
BOLOGNESI, Bruno; COSTA, L. D. . Consultoria acadêmica ao projeto USOPLAMED. 2004. (Consultoria).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SILVA, G. P.; AVELAR, L.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Marina Merlo. Mulheres tomando partido e partido fazendo candidatas: a atuação partidária na trajetória das eleitas. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de São Paulo.

2.
BOLOGNESI, Bruno; PERISSINOTTO, R. M.; VIEIRA, S. M.. Participação em banca de Mariana Werner de Lemos. Institucionalização partidária: modelo analítico e aplicação em PSDB, DEM e PT. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

3.
CODATO, Adriano Nervo; MADEIRA, R. M.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Miguel Jose Lorenzoni Herrera. ANÁLISIS DE LAS PLATAFORMAS ELECTORALES DE BRASIL, URUGUAY Y CHILE: UN ESTUDIO EN BASE A LA METODOGÌA DEL COMPARATIVE MANIFESTO PROJECT (CMP). 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

4.
PERISSINOTTO, R. M.; ROSSI, P.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Thâmara Tavares de Moraes. A institucionalização da cúpula do sistema judiciário brasileiro de 1828 a 2014. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

5.
BOLOGNESI, Bruno; VEIGA, L. F.; BORGES, T. D. P.. Participação em banca de Karolina Mattos Roeder. Relação Executivo-Legislativo na esfera local: os governos petistas em Contagem (MG). (2005 a 2008) e Joinville (SC) (2008 a 2012).. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

6.
PERISSINOTTO, R. M.; ROS, L.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Dhyeisa Lumena Rossi. CONDICIONANTES PARA A OCUPAÇÃO DOS CARGOS DE PRESIDÊNCIA DAS COMISSÕES PERMANENTES DO SENADO ENTRE 1990 E 2014. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

7.
CODATO, Adriano Nervo; CERVI, Emerson U.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Tiago Alexandre Leme Barbosa. Dirigentes partidários e parlamentares do PMDB no Mato Grosso do Sul (1980-2010): uma análise da origem social dos membros da comissão executiva e dos deputados estaduais e federais eleitos no Estado. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

8.
PERISSINOTTO, R. M.; COSTA, P. R. N.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Paula Adriana Wagnitz Pach. Trajetórias e decisões: uma análise das ADINS sobre a união homoafetiva e a fidelidade partidária no STF. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

9.
CODATO, Adriano Nervo; CERVI, Emerson U.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Ana Paula Lopes Ferreira. O perfil sócio-profissional dos funcionários públicos eleitos para a Câmara dos Deputados (1945-2010). 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

Teses de doutorado
1.
CODATO, ADRIANO; BORGES, A.; COUTO, C. G.; DALTO, F. A. S.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Willson Gerigk. Política nos pequenos municípios brasileiros: uma análise de seus efeitos sobre o processo decisório, as políticas fiscais e os investimentos públicos. 2016. Tese (Doutorado em Políticas Públicas) - Universidade Federal do Paraná.

2.
PERES, P. S.; AMARAL, O. E.; MADEIRA, R. M.; KRAUSE, S.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Amanda Santos Machado. Recrutamento Partidário de Jovens no Rio Grande do Sul. 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Qualificações de Doutorado
1.
PERISSINOTTO, RENATO MONSEFF; ROJAS, G. A.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Edmar Almeida de Macedo. Moderação e profissionalização política no Brasil e na Argentina (1989-2017): o caso dos deputados trotskistas. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

2.
BRAGA, M. S. S.; RIBEIRO, P. J. F.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Marcus Leonardo Corrêa Rodrigues. A seleção de candidatos a Deputado Federal nas eleições de 2018 no PMDB, PSDB e PT de São Paulo. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Politica) - Universidade Federal de São Carlos.

Qualificações de Mestrado
1.
CAMPOS, R. S.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Andreia Sena Maidana. Política do impeachment presidencial: uma análise comparativa dos fatores que impulsionaram os casos de Collor e Rousseff. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade Federal de Santa Maria.

2.
CODATO, Adriano Nervo; BOLOGNESI, BRUNO; CERVI, Emerson U.. Participação em banca de Tiago Alexandre Leme Barbosa. O PMDB no Mato Grosso do Sul: elite partidárias e parlamentares (1978-2010). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
COSTA, P. R. N.; SAMPAIO, R. C.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Bruna Brito Prata Ferreira.Empresários e Corrupção: a operação Lava Jato. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná.

2.
BOLOGNESI, Bruno; BABIRESKI, F. R.; ROEDER, K. M.. Participação em banca de Giovanna Castro da Cruz.Infraestrutura partidária e custo do voto: a força organizacional da direita no Brasil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná.

3.
CERVI, Emerson U.; MARQUES, F. P. J. A.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Andressa Butture Kniess.Como pensa o eleitor de baixa renda? Avaliação de governo, ideologia e o voto para presidente em 2002 e 2006 no Brasil. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná.

4.
RIBEIRO, P. J. F.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Amanda Modolin Balestrero.Uma análise sobre o declínio e a crise organizativa do PFL/DEM. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

5.
RIBEIRO, P. J. F.; BOLOGNESI, Bruno. Participação em banca de Natália Martins Gonzaga de Oliveira.PSDB: uma análise da filiação partidária. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SILVA, R. L. M.; STAEVIE, P. M.; BOLOGNESI, Bruno. Concurso para Professores da Carreira do Magistério Superior - Área: Economia. 2014. Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

2.
BOLOGNESI, Bruno; RIBEIRO, Ednaldo A.; SERNA, M.. Concurso para Professores da Carreira do Magistério Superior - Área: Ciência Política. 2014. Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

3.
CODATO, Adriano Nervo; PESSALI, H. F.; BOLOGNESI, Bruno. Concurso para Professores da Carreira do Magistério Superior - Área: Políticas Públicas. 2014. Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

4.
BOLOGNESI, Bruno; SILVA, R. L. M.; CODATO, Adriano Nervo. Concurso para professores da carreira do magistério superior - Área: Economia. 2014. Universidade Federal da Integração Latino-Americana.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
41° Encontro Anual da ANPOCS.A obra de Giovanni Sartori e o estudos dos sistemas partidários. 2017. (Encontro).

2.
9° Congresso da Associação Latino-americana de Ciência Política. Organização partidária ao nível municipal: dinâmicas de poder nas eleições de 2016 em Curitiba. 2017. (Congresso).

3.
10° Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.A revolução silenciosa no Partido dos Trabalhadores. 2016. (Encontro).

4.
40° Encontro Anual da Anpocs. 2016. (Encontro).

5.
39° Encontro Anual da ANPOCS. 2015. (Encontro).

6.
Conferências Temáticas PPGCP/UFRGS.Os trabalhadores e o Partido dos Trabalhadores. 2015. (Outra).

7.
38°. Encontro Anual da ANPOCS.Fronteiras sociais claras e organizacionais obtusas? Recrutamento e seleção de candidatos ao legislativo nacional e suas consequências nos grandes partidos políticos brasileiros em 2010. 2014. (Encontro).

8.
IX Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Duas faces da profissionalização política: parlamentarização e partidarização das carreiras dos senadores brasileiros (1945-2010). 2014. (Encontro).

9.
37° Encontro Anual da ANPOCS.A seleção de candidatos nos partidos políticos brasileiros: percepções dos candidatos à deputado federal no pleito de 2010. 2013. (Encontro).

10.
III Fórum Brasileiro de Pó-Graduação em Ciência Política. A seleção de candidatos no Brasil: processos e consequências nas eleições de 2010 para a Câmara dos Deputados. 2013. (Congresso).

11.
36° Encontro Anual da ANPOCS.Institucionalização Partidária: a proposta de uma ferramenta bidimensional para indicadores empíricos. 2012. (Encontro).

12.
6° Congreso Latinoamericano de Ciencia Política. A tipologia dos candidatos ao legislativo no Brasil: adaptando conceitos para uma ferramenta de análise. 2012. (Congresso).

13.
Special Seminars - Brazilian Program.Partisan institutionalization in Brazil: theoretical hypotheses and ways of measurement. 2012. (Oficina).

14.
The PT from Lula to Dilma: Explaining Change in the Brazilian Workers? Party. 2012. (Seminário).

15.
VI Congresso da Associação Portuguesa de Ciência Política. Organização e institucionalização partidária: sugestão para novos indicadores na América Latina. 2012. (Congresso).

16.
II Fórum Brasileiro de Pós-Graduação em Ciência Política. Tipologia dos candidatos a Deputado Federal no Brasil: o papel dos partidos nas eleições 2010. 2011. (Congresso).

17.
Os eleitos: como parlamentares tornam-se parlamentares?.Partidos e Inclusividade na Seleção de Candidatos no Brasil. 2011. (Seminário).

18.
7º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política. 2010. (Encontro).

19.
II Seminário Nacional de Sociologia e Política.Competição eleitoral e recrutamento de elites: partidos, distritos e seus impactos nas estratégias políticas. 2010. (Seminário).

20.
V Congreso Latinoamericano de Ciência Política. Impactos do sistema eleitoral, competitividade política e recrutamento de elites: partidos políticos no Brasil. 2010. (Congresso).

21.
V Congresso da Associação Portuguesa de Ciência Política. Caminhos para o parlamento: recrutamento político para a Câmara dos Deputados No Brasil. 2010. (Congresso).

22.
V Semana Acadêmica de Ciências Sociais da Universidade Federal do Paraná.Gênero e Política: participação da mulher no Brasil. 2010. (Outra).

23.
1º Fórum Brasileiro de Pós-graduação em Ciência Política. Eleições 2006: uma análise do perfil socioocupacional de candidatos e eleitos para a Câmara dos Deputados. 2009. (Congresso).

24.
33º Encontro Anual da ANPOCS.Uma guinada à esquerda? Um estudo da elite política federal paranaense nos governos FHC/Lerner (1999/2002) e Lula/Requião (2003/2006). 2009. (Encontro).

25.
8ª Jornada Científica e Tecnológica da UFSCar. Coordenação da Seção Oral de Trabalhos apresentados. 2009. (Congresso).

26.
II Congresso Nós Podemos Paraná. A participação feminina na política brasileira. 2009. (Congresso).

27.
II Workshop do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira.A eleição de mulheres no Brasil: entre estruturas, valores e regras. 2009. (Oficina).

28.
I Seminário Intermediário da ABCP.Estruturação social e enquadramento institucional na formação das elites políticas: o caso da eleição das mulheres para a Câmara dos Deputados em 2006. 2009. (Seminário).

29.
6º Encontro da ABCP.Partidos e recrutamento partidário nas eleições para Deputado Federal em 2006. 2008. (Encontro).

30.
III Semana Acadêmica de Ciências Sociais da UFPR.Recrutamento e seleção de candidatos: a organização partidária no controle. 2008. (Outra).

31.
I Workshop do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Política Brasileira NUSP/UFPR.O recrutamento da elite nas eleições para o legislativo em 2006. 2008. (Outra).

32.
Seminário Internacional Legislativo Brasileiro em Perspectiva Comparada. 2008. (Seminário).

33.
XXXII Encontro Anual da ANPOCS. Candidatos e Eleitos: seleção de candidaturas e recrutamento parlamentar nos partidos políticos paranaenses.. 2008. (Congresso).

34.
XXXI Encontro Anual da ANPOCS. 2007. (Encontro).

35.
14º EVINCI UFPR.Cultura Política na UFPR: Origem Social e Valores Políticos no Corpo Discente(2005/2006).. 2006. (Outra).

36.
A Política Brasileira Hoje: perspectivas. 2006. (Simpósio).

37.
A Política Brasileira Hoje: perspectivas..A Política Brasileira Hoje: perspectivas. 2006. (Encontro).

38.
Seminários Teórico-Metodológicos NUSP/UFPR. 2006. (Seminário).

39.
VII Semana Acadêmica de Farmácia UFPR.A produção científica na universidade pública. 2006. (Encontro).

40.
13o EVINCI UFPR.A Cultura Política dos Alunos da UFPR. 2005. (Outra).

41.
Ciclo de Conferências "Tecendo o Presente". 2005. (Outra).

42.
Fim da Política?. 2005. (Outra).

43.
Tópicos Especiais em Teoria Política Contemporânea. 2005. (Seminário).

44.
XXIX Encontro Anual da ANPOCS. 2005. (Encontro).

45.
Qual a Reforma Política?. 2004. (Simpósio).

46.
I Encontro de Duscussões Filosóficas Karl H. Marx. 2003. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BOLOGNESI, Bruno; BABIRESKI, F. R. ; ROEDER, K. M. ; PERES, P. S. . Diálogos de Ciência Política. 2017. (Outro).

2.
BOLOGNESI, Bruno; PERES, P. S. ; BABIRESKI, F. R. ; ROEDER, K. M. . Escola Livre de Ciência Política. 2017. (Outro).

3.
BOLOGNESI, Bruno. II Fórum Brasileiro de Pós-graduação em Ciência Política. 2011. (Congresso).

4.
BOLOGNESI, Bruno; CODATO, Adriano Nervo ; SOUZA, Angel Miríade de. . I Workshop do Núcleo de Pesquisa em Sociologia Brasileira. 2008. (Outro).

5.
BOLOGNESI, Bruno; COSTA, L. D. ; CASTRO, Lucas Fernando de ; ZIEGMANN, André Barsch ; GOUVÊA, Julio C. ; CODATO, Adriano Nervo . A Política Brasileira Hoje: perspectivas. 2006. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Breno Leandro Pacheco. Conexão eleitoral em Curitiba (2016-2020). Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Ulisses Alves Arias. Partido Progressista: do autoritarismo à democracia. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Giovanna Castro da Cruz. Força organizacional dos partidos políticos brasileiros e o custo do voto. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Katiano Miguel Cruz. Institucionalização dos partidos políticos no Brasil. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná. (Coorientador).

5.
Jeanette Soares. Mulheres e política: trajetórias de políticas locais nas eleições curitibanas de 2016. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Ana Paula Maciel. Congruência ideológica partidária no Brasil. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Karolina Mattos Roeder. Profissionalização política e a exclusão de trabalhadores: o perfil sócio-político dos parlamentares petistas e a organização interna do Partido dos Trabalhadores [1982-2014]. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Yasmin de Moraes Bicca. Mapeando a esquerda no Cone Sul: partidos políticos em perspectiva comparada. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná. (Orientador).

2.
Leticia Zanatta Bonaccorsi. Mapeando o centro no Cone Sul: partidos políticos em perspectiva comparada. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná. (Orientador).

3.
Amanda Bilicki. Mapeando a direita no Cone Sul: partidos políticos em perspectiva comparada. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Luan Orlando Lima de Azevedo. PATRONAGEM PARTIDÁRIA E SELEÇÃO DE CANDIDATOS: O PSDB E O PDT NAS ELEIÇÕES DE CURITIBA EM 2016. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Bruno Bolognesi.

2.
Elias Alvizuri. POPULISMOS DE ESQUERDA E DIREITA? MENSURANDO O CONCEITO NOS MANIFESTOS PARTIDÁRIOS DE URIBE (2002) E CORREA (2006). 2018. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Bruno Bolognesi.

3.
Karolina Mattos Roeder. RELAÇÃO EXECUTIVO-LEGISLATIVO NA ESFERA LOCAL: OS GOVERNOS PETISTAS EM CONTAGEM (MG) (2005 A 2008) E JOINVILLE (SC) (2008 A 2012). 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Bruno Bolognesi.

4.
Mariana Werner de Lemos. Institucionalização partidária: modelo analítico e aplicação em PSDB, DEM e PT. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Federal do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Bruno Bolognesi.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Giovanna Castro da Cruz. Infraestrutura partidária e custo do voto: a força organizacional da direita. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bruno Bolognesi.

2.
Mariana Rodriguez Espinosa. Ideología y respresentación parlamentaria femenina en latinoamerica. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Orientador: Bruno Bolognesi.

3.
Ulisses Venancio dos Santos. Empresários candidatos por partidos de esquerda às Assembleias Legislativas estaduais do sul do Brasil nas eleições de 2010 e 2014. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Orientador: Bruno Bolognesi.

4.
Jesus Ibanez Ojeda. Confianza institucional por los partidos políticos: caso estudiantes de Unila pertenceintes a la Comunidad Andina de Naciones (CAN). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Orientador: Bruno Bolognesi.

Iniciação científica
1.
Giovanna Castro Cruz. A força organizacional dos partidos de direita no Brasil. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Ciências Sociais) - Universidade Federal do Paraná, Tesouro Nacional. Orientador: Bruno Bolognesi.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
BOLOGNESI, Bruno; ROEDER, K. M. (Org.) ; BABIRESKI, F. R. (Org.) . Quem decide concorrer. A eleição e os vereadores em Curitiba. 1. ed. Curitiba: Massimo Editorial, 2018. v. 1. 380p .

1.
COSTA, L. D. ; BOLOGNESI, Bruno ; CODATO, Adriano Nervo . Variáveis sobre o recrutamento político e a questão de gênero no Parlamento brasileiro. In: Eneida Desiree Salgado, Ivo Dantas. (Org.). Partidos políticos e seu regime jurídico: o desenho constitucional dos partidos políticos. 1ed.Curitiba: , 2013, v. 1, p. 209-228.

2.
BOLOGNESI, Bruno; BABIRESKI, F. R. . Posicionamentos ideológicos dos partidos políticos de direita no Brasil. In: Luiz Fux; Luiz Fernando Casagrande Pereira; Walber de Moura Agra; Luiz Fernando Peccinin. (Org.). Tratado de Direito Eleitoral. 1ed.Belo Horizonte: Fórum, 2018, v. II, p. 1-25.



Outras informações relevantes


Bolsista da International Political Science Association no 21º Congresso, realizado em Santiago - Chile.
Representante discente no Conselho de Pesquisa (CoPq) da Universidade Federal de São Carlos (2009-2010).
Diretor da Associação de Pós-graduandos da Universidade Federal de São Carlos (2009-2010).
Representante discente do Conselho de Pós-graduação em Ciência Política da UFSCar (2010-2011).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 11:35:58