Pedro Henrique Mourthé de Araújo Costa

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7997930341504935
  • Última atualização do currículo em 02/10/2018


É bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Montes Claros (2011) e mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal de São Carlos (2015), onde atualmente também cursa o doutorado. É pesquisador associado do LE-E (Laboratório de Experimentações Etnográficas) da UFSCAR. Desde 2010 vem realizando pesquisas junto a comunidades quilombolas e rurais da região do Norte de Minas Gerais. Tem experiência na área de Antropologia, atuando nos seguintes temas: quilombolas, camponeses, povos e comunidades tradicionais. Em 2016 foi agraciado com o VII Prêmio Antropologia e Direitos Humanos, categoria mestrado, concebido pela ABA. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Pedro Henrique Mourthé de Araújo Costa
Nome em citações bibliográficas
COSTA, P. H. M. A.;COSTA, Pedro Henrique Mourthé de Araújo Costa;MOURTHÉ, Pedro Henrique


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Antropologia Social.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Título: Movimento e luta quilombola no Sertão Norte Mineiro,
Orientador: Anna Catarina Morawska Vianna.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Luta; Quilombolas; Movimentos Rurais; Etnografia; Minas Gerais.
2013 - 2015
Mestrado em Antropologia Social.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Título: Entre os documentos e as retomadas : movimentos da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG),Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Anna Catarina Morawska Vianna.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Quilombolas; Movimentos; Luta; Documentos; Direitos.
2008 - 2011
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
Título: Criminalização de Sujeitos de Direito : Jacaré, Quilombolas e Antropólogos.
Orientador: João Batista de Almeida Costa.




Formação Complementar


2014 - 2014
"República e Educação". (Carga horária: 20h).
Laboratório de Ensino de Filosofia e Formação de Professores, LENF, Brasil.
2014 - 2014
Etnografias do Global. (Carga horária: 96h).
PPGAS/UFSCAR, PPGAS/UFSCAR, Brasil.
2012 - 2012
Tópicos Especiais em Antropologia Econômica. (Carga horária: 60h).
Programa de Pós-Graduação em Antropologia UFMG, PPGAN UFMG, Brasil.
2011 - 2011
Extensão universitária em Antropologia das Sociedades Ribeirinhas. (Carga horária: 80h).
Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Social - UNIMONTES, PPGDS, Brasil.
2011 - 2011
Capacitação Pesquisa / Elaboração de Questionários. (Carga horária: 4h).
Empresa Júnior de Estudos e Pesquisas Sociais, DATAMONTES, Brasil.
2010 - 2010
Mini-curso Antropologia da Religião. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2010 - 2010
Mini-curso Antropologia Urbana. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2009 - 2009
Capacitação em Pesquisa Social. (Carga horária: 20h).
Empresa Júnior de Estudos e Pesquisas Sociais, DATAMONTES, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Estudante de Pós-Graduação, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante de Pós-Graduação, Regime: Dedicação exclusiva.


Laboratório de Experimentações Etnográficas, LE-E, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Coordenado pela professora Dra. Anna Catarina Morawska Vianna, o Laboratório de Experimentações Etnográficas (LE-E) é um grupo de pesquisa vinculado ao Programa de Pós-graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de São Carlos (PPGAS/UFSCar) que desde 2013 conta com pesquisadores de graduação e pós-graduação das mais variadas subáreas da antropologia social reunidos em torno de debates teórico-metodológicos sobre o fazer etnográfico. Seu eixo definidor não é o estudo de uma área temática específica ou populações determinadas, mas sim discussões metodológicas a respeito das etapas que necessariamente marcam a confecção de uma etnografia: o recorte da pesquisa; a mobilização da bibliografia; as estratégias empregadas durante o trabalho de campo; a confecção do texto etnográfico diante de problemas específicos colocados pelo campo. Ao invés da busca por soluções a problemas gerais de método, o grupo procura discutir possibilidades caso a caso. O objetivo é encorajar experimentações com materiais etnográficos e bibliográficos de modo a operar torções de perspectiva, descrições inesperadas, comparações não convencionais, contrastes de lógicas ou a preterição de determinadas dimensões a favor de outras menos frequentes em áreas específicas da antropologia. Para maiores informações: leeufscar.wordpress.com


Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do Conselho Universitário
Outras informações
Representante dos acadêmicos do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) no Conselho Universitário (CONSU) da UNIMONTES.

Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: ICV, Enquadramento Funcional: Graduando em Ciências Sociais


Grupo de Estudos e Pesquisa em Cultura, Processos Sociais, Sertão, UNIMONTES, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
O Grupo de Estudo e Pesquisas em Cultura, Processos Sociais, Sertão, consolida linhas de pesquisas sobre o Norte de Minas através de criação de espaço institucional e acadêmico na Universidade Estadual de Montes Claros. Coordenado pelo professor Dr. João Batista de Almeida Costa e pela professora Ma. Cláudia Luz de Oliveira, a principal repercussão da criação do grupo foi o estabelecimento de processo de pesquisa envolvendo professores e estudantes, tanto da graduação quanto da pós-graduação. Desde a criação do Grupo em 2003 iniciou-se um processo de constituição de uma comunidade de comunicação e argumentação em que se objetivou e se objetiva, permanentemente, construir entre os membros do grupo compreensões sobre as três temáticas articuladoras dos estudos e pesquisas que se desenvolvem pelos membros do grupo: (a) Cultura, Relações Sociais, Econômicas, Meio Ambiente; (b) Norte de Minas, Sociedade em Fronteira; (c) Sertão, Processos Sociais, Memória, Identidade e Fronteira Simbólica.


Empresa Júnior de Estudos e Pesquisas Sociais, DATAMONTES, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Diretor de Projetos
Outras informações
Ao longo da minha participação na gestão da DATAMONTES, desenvolvi as seguintes atividades: planejamento e elaboração de pesquisas de opinião, projetos culturais e sociais; capacitação de agentes; coordenação de pesquisa de campo; tabulação e aplicação de questionários; confecção de relatórios de pesquisa e construção de bancos de dados.


University of California, Los Angeles, UCLA, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Aplicação de questionários
Outras informações
Colaboração na pesquisa "Do Cash Transfers Substitute for Public Services? CCTs and Accountability in Brazilian Democracy" desenvolvida por Marika Csapo, (University of California, Los Angeles (UCLA/EUA), em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Durante a pesquisa foram realizadas reuniões, viagens e aplicações de questionários nas cidades de Belo Horizonte, São João da Lagoa, Jequitaí, Ibiaí, Icaraí de Minas e Urucuia.


Instituto Fé e Alegria, FYA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenador de Pesquisa
Outras informações
Coordenador de pesquisa de campo que teve como objetivo avaliar a satisfação do público atendido pelo Instituto Fé e Alegria no município de Montes Claros, captando as demandas dos moradores dos bairros assistidos pelo instituto e contribuindo para a elaboração de novos projetos sociais através de parcerias com outras entidades.



Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Movimento e luta quilombola no Sertão Norte Mineiro
Descrição: Este projeto propõe a elaboração de uma etnografia da luta quilombola no Sertão do Norte de Minas Gerais. Pretende-se, por meio de abordagem etnográfica, descrever como esta luta é feita na movimentação de pessoas e coisas, importantes para acionar a rede de parceiros e para as ações políticas das lideranças. Parte-se nesta pesquisa da hipótese de que o movimento político quilombola é uma luta em movimento, realizada por meio da movimentação dos atores, documentos, demandas, parceiros em vários espaços de participação e disputa política. Ao acompanhar o deslocamento das lideranças, pretende-se compreender como a rotina dessas caminhadas e como essa mobilização faz e refaz os níveis da luta (local, regional, nacional e internacional) e estabelece pertencimentos singulares e contingentes (ora como quilombolas, ora como povos e comunidades tradicionais, ora como movimentos rurais), produzindo efeitos no próprio movimento político, já que quanto maior a escala maiores são as reverberações, aumentando suas conexões e o alcance de suas reivindicações.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Entre os documentos e as retomadas: movimentos da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG)
Descrição: Nesta pesquisa elaborei uma reflexão sobre os vários movimentos que compõem a luta dos habitantes de Brejo dos Crioulos pela titulação do território quilombola. Procurei descrever etnograficamente os encontros entre os moradores, a antropologia e o Estado em meio ao processo de assunção quilombola. Brejo dos Crioulos está localizado na divisa de três municípios da região do Norte de Minas Gerais: São João da Ponte, Varzelândia e Verdelândia. Após sofrerem os efeitos de violentos processos de expropriação territorial iniciados em meados de 1930, os moradores de Brejo dos Crioulos passaram a viver em estreitas parcelas de terra entre várias fazendas, com acesso restrito ao território. A partir do ano de 1998, iniciam-se as mobilizações e articulações dentro e fora da comunidade com vistas ao processo de titulação. Frente à morosidade dos órgãos estatais responsáveis pelos procedimentos de regularização fundiária, os habitantes de Brejo dos Crioulos iniciaram a luta pela de retomada do território quilombola. Para mais informações sobre estes processos, ver Mourthé (2015)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Pedro Henrique Mourthé de Araújo Costa - Coordenador.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2010 - 2011
Negros do Norte de Minas: relações intercomunitárias e processos sociais em comunidades quilombolas
Descrição: O projeto de pesquisa e extensão Negros do Norte de Minas: Relações Intercomunitárias e Processos sociais em Comunidades Quilombolas ocorreu como um desdobramento do projeto Negros do Norte de Minas: Cultura, Identidade e Educação Étnica em uma Comunidade Quilombola, realizado entre os anos de 2006 e 2009 em Agreste, comunidade quilombola situada na zona rural do município de São João da Ponte (MG). Financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), o projeto contou com a colaboração de pesquisadores de diferentes níveis e áreas do conhecimento (Antropologia, Sociologia, Pedagogia e Artes). A equipe do referido projeto realizou trabalho de campo nas comunidades quilombolas de Agreste, Vereda Viana, Terra Dura, Jacaré e Sete Ladeiras, ambas também localizadas na zona rural do município de São João da Ponte (MG). A pesquisa multidisciplinar buscou aprofundar na compreensão sociocultural e política dos coletivos quilombolas da região. Através da minha vinculação a este projeto, realizei uma pesquisa de iniciação científica entre os anos de 2010 e 2011, sob orientação do prof. Dr. João Batista de Almeida Costa. Minha participação neste projeto culminou na realização de um estudo etnográfico sobre a comunidade de Jacaré e na elaboração de uma monografia de conclusão de curso em Ciências Sociais, na área de Antropologia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia das Populações Afro-Brasileiras.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Política.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Rural.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2016
VII Prêmio Antropologia e Direitos Humanos categoria mestrado, Associação Brasileira de Antropologia (ABA).


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
COSTA, P. H. M. A.2015COSTA, P. H. M. A.. Negros do Norte de Minas: Percepções Etnográficas sobre a Comunidade Negra Rural de Jacaré. INTERCÂMBIO (MONTES CLAROS), v. VI, p. 71-85, 2015.

2.
COSTA, P. H. M. A.2015COSTA, P. H. M. A.; ALVES, Y. C. . Multiplicidades do movimento: um experimento etnográfico sobre duas caminhadas quilombolas. CADERNOS DE CAMPO (USP), v. 24, p. 183-201, 2015.

3.
COSTA, P. H. M. A.2012COSTA, P. H. M. A.. Antropologia e Cinema: Algumas Considerações. Revista Alteridade, v. 1, p. 51-57, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
COSTA, P. H. M. A.. Entre os documentos e as retomadas: movimentos da luta quilombola em Brejo dos Crioulos (MG). In: Lucía Eilbaum; Patrice Schuch; Gisele Fonseca Chagas. (Org.). Antropologia e Direitos Humanos 7. 1ed.Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Antropologia, 2017, v. , p. 81-113.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
COSTA, P. H. M. A.. Movimentos quilombolas e lutas no Norte de Minas Gerais. In: XII Reunión de Antropología del Mercosur, 2017, Posadas, Misiones. Libro de Actas: XII Reunión de Antropología del Mercosur Experiencias Etnográficas: desafíos y acciones para el Siglo 21, 2017. v. 1. p. 7457-7476.

2.
COSTA, P. H. M. A.. Notas etnográficas sobre Brejo dos Crioulos: os documentos, as retomadas, e a luta pelo território. In: ReACT - Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia, 2015, Porto Alegre. Anais da ReACT - Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia. Campinas: Departamento de Política Científica e Tecnológica/Instituto de Geociências - Unicamp., 2015. v. 2. p. 1-19.

3.
COSTA, P. H. M. A.. Movimentos de expropriação territorial: história, etnografia e circulação de famílias de ex-escravos no sertão norte mineiro. In: IV Encontro de Pesquisa em História da UFMG, 2015, Belo Horizonte. Anais do IV Encontro de Pesquisa em História da UFMG, 2015. v. 7. p. 1059-1068.

4.
COSTA, P. H. M. A.. Entre os documentos e as retomadas : Imagens da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG). In: III Seminário de Antropologia da UFSCAR, 2014, São Carlos. ANAIS DO SEMINÁRIO DE ANTROPOLOGIA DA UFSCAR, ANO 1, EDIÇÃO 1, 2014. v. 1.

5.
COSTA, P. H. M. A.. O Sujeito Quilombola e sua Criminalização. In: 7º Encontro da ANDHEP - Direitos Humanos e Acesso à Terra, 2012, Curitiba. GT09 - Comunidades Tradicionais e Territorialidades, 2012.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
COSTA, P. H. M. A.. Movimento e luta quilombola no Sertão Norte Mineiro. In: IV Colóquio Internacional Povos e Comunidades Tradicionais - Estado, Capital e Territórios Tradicionais: dinâmicas territoriais em disputa, 2016, Montes Claros. IV Colóquio Eixo 1 - Identidade, Migrações, Território e Cultura, 2016. v. IV. p. 87-88.

2.
COSTA, P. H. M. A.. Notas etnográficas sobre Brejo dos Crioulos: estratégias e saberes mobilizados na luta pelo território. In: III Colóquio Internacional sobre Povos e Comunidades Tradicionais, 2014, Montes Claros. RESUMOS DO EIXO IDENTIDADE E TERRITÓRIO, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
COSTA, P. H. M. A.. Tecendo a rede e fazendo a luta : Brejo dos Crioulos e as caminhadas pela titulação do território quilombola. In: V REA e XIV ABANNE, 2015, Maceió. Trabalhos em Relações entre Humanos e Não-humanos: Pensando a partir da Antropologia, 2015.

2.
COSTA, P. H. M. A.. Notas etnográficas sobre Brejo dos Crioulos: reflexões sobre Direitos, Documentos e Retomadas. In: II CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO DOS POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS, 2014, Salvador. PUBLICAÇÃO DOS RESUMOS DO II CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIREITO DE POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
COSTA, P. H. M. A.. Territórios quilombolas: movimentos, luta e liderança. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
COSTA, P. H. M. A.. Movimentos da luta quilombola em Brejo dos Crioulos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
COSTA, P. H. M. A.. Movimento e luta quilombola no Sertão Norte Mineiro. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
COSTA, P. H. M. A.. Movimentos quilombolas e lutas no Norte de Minas Gerais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
COSTA, P. H. M. A.. Reflexões sobre a luta e o movimento quilombola no Sertão Norte Mineiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
COSTA, P. H. M. A.. Notas etnográficas sobre Brejo dos Crioulos: os documentos, as retomadas, e a luta pelo território. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
COSTA, P. H. M. A.. Movimentos de expropriação territorial: história, etnografia e circulação de famílias de ex-escravos no Sertão Norte Mineiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
COSTA, P. H. M. A.. Entre os documentos e as retomadas: movimentos da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG). 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
COSTA, P. H. M. A.. Notas etnográficas sobre Brejo dos Crioulos : estratégias e saberes mobilizados na luta pelo território. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
COSTA, P. H. M. A.. Entre os documentos e as retomadas : Imagens da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
COSTA, P. H. M. A.. O Sujeito Quilombola e a sua Criminalização. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
COSTA, P. H. M. A.. Relatório Científico Parcial FAPESP - pesquisa de doutorado. 2018.

2.
COSTA, P. H. M. A.. Parecer ad hoc para R@U Revista de Antropologia da UFSCAR. 2018.

3.
COSTA, P. H. M. A.. Relatório Científico Parcial FAPESP - pesquisa de doutorado. 2017.

4.
COSTA, P. H. M. A.. Parecer ad hoc para Revista Florestan. 2017.

5.
COSTA, P. H. M. A.; ACYPRESTE, I. P. ; SILVA, J. A. . Relatório da Audiência Pública de instituição da Comissão da Verdade e Memória do Grande Sertão (Montes Claros - MG). 2015.

6.
COSTA, P. H. M. A.; ACYPRESTE, I. P. ; ROCHA, D. F. B. ; FONSECA, G. L. . Atividade de autodemarcação do território Geraizeiro de Vale de Cancelas, no âmbito do projeto Consulta Comunitária e Direitos Territoriais de Comunidades Geraizeiras (Grão Mogol - MG). 2015.

7.
COSTA, P. H. M. A.. Entre os documentos e as retomadas: imagens da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG) (Relatório de Pesquisa/Qualificação). 2014.

8.
COSTA, P. H. M. A.. Relatório da Caravana Agroecológica: visita dos indígenas Xakriabás ao quilombo de Brejo dos Crioulos. 2013.

9.
COSTA, P. H. M. A.. Relatório do Grupo de Trabalho 1 -Agrobiodiversidade, Direitos Territoriais e Conflitos Socioambientais - VI Encontro Norte Mineiro da Agrobiodiversidade e I Encontro da Agrobiodiversidade do Semiárido Mineiro. 2013.

10.
COSTA, P. H. M. A.. Relatório de Trabalho de Campo. 2013.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
COSTA, P. H. M. A.. Pesquisa da UFSCar recebe Prêmio Antropologia e Direitos Humanos. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).


Demais tipos de produção técnica


Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
3º Canjerê Festival de Cultura Quilombola de Minas Gerais. 2018. (Outra).

2.
Afeto e Escrita Etnográfica. 2018. (Outra).

3.
De anjos a unicórnios: temporalidade, algoritmos e investimentos no agronegócio brasileiro. Ana Flávia Bádue. 2018. (Outra).

4.
Jurema, Jesus e o problema da história na etnologia. Clarissa Martins Lima. 2018. (Outra).

5.
Modos de fazer: Michel De Certeau e uma antropologia das práticas. Julia Ruiz Di Giovanni. 2018. (Outra).

6.
Oficina Territorial sobre Gestão Territorial e Ambiental Quilombola.Processo de elaboração de diretrizes para gestão territorial e ambiental de territórios quilombolas e sua interface com as Mudanças Climáticas por meio da realização de oficinas formativas e informativas. 2018. (Oficina).

7.
Quartas indomáveis: Davi Kopenawa. 2018. (Seminário).

8.
V Encontro das Ciências Sociais no Norte de Minas.Territórios quilombolas: movimentos, luta e liderança. 2018. (Encontro).

9.
1º Encontro Quilombola de Jaíba e Região. 2017. (Encontro).

10.
Caos político: os desafios dos movimentos sociais e dos intelectuais na reconstrução do futuro. Rosana Pinheiro Machado. 2017. (Outra).

11.
Debate com alunos do ensino médio sobre o movimento OCUPE A EDUCAÇÃO. 2017. (Outra).

12.
I Ciclo de Encontros Antropológicos - Cosmopolítica e Saberes Afroindígenas: Anti-Epistemologias do Respeito e Contra-Ontologia da Mistura.. 2017. (Seminário).

13.
Povos indígenas na UFSCar: diálogos interculturais para a construção coletiva de conhecimentos. 2017. (Seminário).

14.
Seminário Humanimalia. 2017. (Seminário).

15.
Seminário os vivos e os mortos: ecologia política da memória e do esquecimento. 2017. (Seminário).

16.
VI ReACT Reunião de Antropologia da Ciência e da Tecnologia. 2017. (Outra).

17.
XII Reunión de Antropología del Mercosur. Movimentos quilombolas e lutas no Norte de Minas Gerais. 2017. (Congresso).

18.
A política do direito: notas sobre as formas de processamento do STF. Andressa Lewandowski. 2016. (Seminário).

19.
Cooperação para desenvolvimento: uma abordagem a partir da teoria de sistemas. Letícia Cesarino. 2016. (Seminário).

20.
Diálogos cerimoniais yanomami: metáfora, sonho e território. José Kelly. 2016. (Seminário).

21.
II Seminário de Experimentações Etnográficas. 2016. (Seminário).

22.
IV Colóquio Internacional Povos e Comunidades Tradicionais. Movimento e luta quilombola no Sertão Norte Mineiro. 2016. (Congresso).

23.
Matemáticas Selvagens. Mauro Almeida. 2016. (Seminário).

24.
Os futuros do ponto de vista nativo migração e antropologia dos saberes. Daniel Reichman. 2016. (Seminário).

25.
Seminário de Antropologia Econômica PPGAS/UFSCAR. 2016. (Seminário).

26.
XIV Semana de Ciências Sociais da UFSCAR. Reflexões sobre a luta e o movimento quilombola no Sertão Norte Mineiro. 2016. (Congresso).

27.
Antropologia, Gênero e Educação. Miriam Pillar Grossi. 2015. (Seminário).

28.
A participação das mulheres pescadoras em projetos de manejo de recursos pesqueiros na RDS Mamirauá, AM. Edna Alencar. 2015. (Seminário).

29.
Encontro de Pesquisa em História UFMG.Movimentos de expropriação territorial: história, etnografia e circulação de famílias de ex-escravos no Sertão Norte Mineiro. 2015. (Encontro).

30.
Entre Risos e Perigos: artes de resistência e cosmo-políticas quilombolas no Alto Sertão da Bahia. Suzane de Alencar Vieira. 2015. (Seminário).

31.
I Seminário de Experimentações Etnográficas.Entre os documentos e as retomadas: movimentos da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG). 2015. (Seminário).

32.
Projetos de Desenvolvimento e Cientistas Sociais. Russell Parry Scott. 2015. (Seminário).

33.
ReACT - Reunião de Antropologia da Ciência e Tecnologia.Notas etnográficas sobre Brejo dos Crioulos: os documentos, as retomadas, e a luta pelo território. 2015. (Encontro).

34.
Seminário sobre o reconhecimento dos direitos de Povos e Comunidades Tradicionais do Médio São Francisco. 2015. (Seminário).

35.
Bonitinha feito sorriso de criança: Relações entre infância e criação de animais entre os Karitiana, Rondônia. Felipe Vander Velden. 2014. (Seminário).

36.
Compactação e Comparação: a natureza dos dados científicos. Antonia Walford. 2014. (Seminário).

37.
Criando animais, criando humanos nas aldeias Awá-Guajá. Uirá Felippe Garcia. 2014. (Seminário).

38.
Etnografando assaltos contra instituições financeiras: A publicação dos dados e seus desdobramentos. Jânia Perla Diógenes de Aquino. 2014. (Seminário).

39.
Filosofia, Formação Humana e Ação Política. Cláudio Boeira Garcia. 2014. (Seminário).

40.
Hidrelétricas do Pac: hierarquia de saberes e a perspectiva das populações afetadas. 2014. (Seminário).

41.
III Colóquio Internacional sobre Povos e Comunidades Tradicionais. Notas etnográficas sobre Brejo dos Crioulos : estratégias e saberes mobilizados na luta pelo território. 2014. (Congresso).

42.
III Seminário de Antropologia da UFSCAR.Entre os documentos e as retomadas : Imagens da luta pelo território em Brejo dos Crioulos (MG). 2014. (Seminário).

43.
Presa enquanto pessoa? Reflexões sobre arpoadores e pirarucus. Carlos Emanuel Sautchuk. 2014. (Seminário).

44.
Problemas cosmológicos e uma ecologia transgressiva no Rio Epecuru. Julia Sauma. 2014. (Seminário).

45.
Violence, Social Order and Human Insecurity. Louis Marcelin. 2014. (Seminário).

46.
" Antropologia como Profissão: regulamentar ou não?" Hennyo T. Barreto. 2013. (Seminário).

47.
" Atravessando pessoas no noroeste amazônico?" Pedro Lolli. 2013. (Seminário).

48.
" Direitos Indígenas" Felipe Vander Velden, Marta Azevedo, Cleber Buzzato, Sergio Augusto Domingues. 2013. (Seminário).

49.
" Marx Selvagem " Jean Tible. 2013. (Seminário).

50.
" Monde humain, monde animal: quel système de pensée? " (Mundo Humano, mundo animal: que sistema de pensamento?) Hélène Clastres. 2013. (Seminário).

51.
" O campo e a escrita" Tânia Stolze de Lima. 2013. (Seminário).

52.
Conversações com um velho praticante de antropologia. Roberto da Matta. 2013. (Seminário).

53.
Diários de Boa Vista: organizações indígenas e regimes de saberes estatais e contra-estatais. Catarina Morawska Vianna. 2013. (Seminário).

54.
I Fórum Internacional Agrobiodiversidade Mudanças Climáticas e Direitos dos Agricultores.Agrobiodiversidade, Direitos Territoriais e Conflitos Socioambientais. 2013. (Encontro).

55.
II Seminário de Antropologia da Ufscar. 2013. (Seminário).

56.
Revolta & contracultura. Jorge Villela, Jean Tible, Amir Geiger. 2013. (Seminário).

57.
" Sobre hostilidades e boas maneiras: esboço de ontologia e ética ameríndia" Márnio Teixeira Pinto. 2012. (Seminário).

58.
7º Encontro da ANDHEP - Direitos Humanos e Acesso à Terra.O Sujeito Quilombola e a sua Criminalização. 2012. (Encontro).

59.
Encontro Regional do Seminário Legislativo " Pobreza e Desigualdade". 2011. (Encontro).

60.
II Encontro das Comunidades Quilombolas do Norte de Minas. 2011. (Encontro).

61.
Seminário do Projeto Brasil Local. 2011. (Seminário).

62.
Encontros e Debates - 41 anos da morte de Carlos Marighella. 2010. (Outra).

63.
Encontros e Debates - Limite da propriedade da Terra. 2010. (Seminário).

64.
III Workshop Políticas Públicas e Processos Socioambientais na Mata Seca Norte Mineira: Desafios para Conservação. 2010. (Outra).

65.
I Semana Acadêmica de Ciências Sociais: "Ciências sociais e vida pública" - UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA. 2010. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
COSTA, P. H. M. A.; ACYPRESTE, I. P. ; OLIVEIRA, C. L. . GT 17 - Lugares de vida, coletivos rurais, cotidiano e movimentos/ V Encontro de Ciências Sociais no Norte de Minas. 2018. (Outro).

2.
VIANNA, Catarina Morawska ; COSTA, P. H. M. A. . II Seminário de Experimentações Etnográficas. 2016. (Congresso).

3.
COSTA, P. H. M. A.; ACYPRESTE, I. P. ; ROCHA, D. F. B. ; Costa, João Batista de Almeida . Audiência Pública de constituição da Comissão da Verdade e Memória do Grande Sertão. 2015. (Outro).

4.
COSTA, P. H. M. A.; MACHADO, I. J. R. ; VIANNA, Catarina Morawska . II Seminário de Antropologia da UFSCar. 2013. (Congresso).

5.
COSTA, P. H. M. A.; RIBEIRO, L. M. M. ; ROCHA, D. F. B. ; ACYPRESTE, I. P. . I Encontro de Agrobiodiversidade do Semiárido Mineiro ; VI Encontro Norte Mineiro de Agrobiodiversidade e Mudanças Climáticas; I Fórum Internacional de Agrobiodiversidade e Mudanças Climáticas. 2013. (Congresso).

6.
COSTA, P. H. M. A.. Seminário do Projeto Encontros e Debates - Limite da propriedade da Terra. 2010. (Outro).

7.
COSTA, P. H. M. A.; ALVES, M. R. ; CAIXETA DE QUEIROZ, Carlos . Mostra audiovisual do curso de Ciências Sociais - OIA - Olhar, Imaginar e Agir.. 2009. (Outro).





Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2018 às 9:14:32