Esther Solano

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2371993297389684
  • Última atualização do currículo em 09/10/2018


Possui Mestrado em Ciências Sociais - Universidad Complutense de Madrid (2009) e doutorado em Ciências Sociais - Universidad Complutense de Madrid (2011). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de São Paulo no curso de Relações Internacionais, professora do Mestrado Interuniversitário Internacional de Estudos Contemporâneos de América Latina da Universidad Complutense de Madrid e da Pós-Graduação Lato Sensu em Conflitos Internacionais e Globalização da Universidade Federal de São Paulo. Tem experiência na área de Sociologia, com o tema principal de sociologia política (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Esther Solano
Nome em citações bibliográficas
SOLANO, E.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de São Paulo.
Rua Angélica
Jardim das Flores
06110295 - Osasco, SP - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2011
Doutorado em Ciências Sociais.
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Título: Identidad en las comunidades chiítas brasileñas (Cum Laude), Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Lorenzo Carlos Junquera Rubio.
Palavras-chave: Identidade; Islã brasileiro.
Grande área: Ciências Humanas
2008 - 2009
Mestrado em Ciências Sociais.
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Título: Inmigración sirio-libanesa y relaciones político-económicas entre Brasil y los MENA,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Lorenzo Carlos Junquera Rubio.
Grande área: Ciências Humanas
2010 - 2010
Especialização em Seguridad y Cooperación en el Mediterráneo. (Carga Horária: 200h).
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
Título: -.
2002 - 2006
Graduação em Ciências Físicas.
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.




Formação Complementar


2005 - 2005
Extensão universitária em Extensão universitária em estudos de gênero. (Carga horária: 200h).
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
O Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em "Conflitos Internacionais e Globalização"

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

06/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Escola Paulista de Economia, Política e Negócios, .


Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Organizações e Sociedade, Dimensão Antropológica das Organizações, Tópicos especiais


Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal, UNIDERP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor Relações Internacionais, Carga horária: 25
Outras informações
Introdução à Ciência Política, Geopolítica, Teoria Política Moderna, Segurança Internacional, Globalização,Organizações Internacionais, Metodologia das Ciências Sociais


Editora Marical Pons, MARCIAL PONS, Espanha.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Tradutora inglês, francês, espanhol
Outras informações
Tradutora de obras jurídicas


Universidad Caplutense de Madrid, UCM, Espanha.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Máster Universitario Internacional de Estudio


Universidade Complutense de Madri, UCM, Espanha.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Professor voluntário, Enquadramento Funcional: Professor voluntário
Outras informações
Professora voluntária no Departamento de Estudos Árabes e Islâmicos da Faculdade de Filologia da Universidade Complutense de Madrid. Seminário "Las relaciones entre Iberoamérica y el mundo árabe: el caso particular de Brasil", durante 60 horas


Instituto Geográfico Nacional, IGN, Espanha.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Mapa sísmico espanhol



Linhas de pesquisa


1.
Grupo de Pesquisa Conflitos Armados, Massacres e Genocídios na Era Contemporânea

Objetivo: Trata-se de um grupo de pesquisa que tem como objeto central de suas reflexões processos históricos correlacionadeos: conflitos armados (tanto nos moldes das guerras tradicionais inter-Estados; quanto das guerras intestinas e mais recentemente na forma do "choque de civilizações", envolvendo atores não-estatais); massacres (planejados sistematicamente para o aniquilamento de grupos sociais especificos ou fortuitos, consequência de enfrentamentos de grande vulto) e violações de direitos humanos em condições de conflito. O grupo é composto por pesquisadores em nível de graduação, mestrado e doutorado, bem como por professores doutores de diversas instituições de ensino superior, no Brasil e no exterior. Desde uma perspectiva inter e multidisciplinar, distintas áreas de conhecimento convergem para a análise conjunta de fenômenos complexos como deslocamentos populacionais decorrentes de conflitos armados, violações de direitos humanos, a atuação das Organizações Internacionais, a atuação do Tribunal Penal Internacional, as instituições de ajuda humanitária, massacres e o problema do terrorismo global. Uma série de atividades envolvem os integrantes do grupo, entre encontros de pesquisa, discussões de textos, orientação das pesquisas desenvolvidas pelos membros, palestras e conferências com convidados, seminários e encontros de pesquisa que organizam. Já desde 2008, mantém um acordo de cooperação pedagógico-técnico-científico com o Laboratório de Estudos sobre a Intolerância da Universidade de São Paulo, passando a caracterizar-se, desde então, como "Centro Membro" do LEI-USP. No âmbito deste acordo foram realizadas já uma série a atividades: como palestras, ciclos de conferências, mini-cursos, orientação de pesquisas de iniciação científica, organização de eventos etc.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Policing protests and the quality of democracy in Brazil and Northern Ireland
Descrição: Comparativa do modelo de policiamento na Irlanda do Norte posteriormente aos conflitos com o modelo de policiamento de manifestações brasileiro. Lições aprendidas que podem ser incorporadas para a democratização da polícia brasileira. Projeto conjunto com a Queen's University Belfast.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Esther Solano - Coordenador / Bruno Konder Comparato - Integrante / Liana de Paula - Integrante / Claudia Moraes - Integrante / Tim Chapman - Integrante / John Topping - Integrante.Financiador(es): Newton Fund - Bolsa.
2018 - Atual
Desafios da democracia
Descrição: Este projeto estudará os principais riscos que a democracia brasileira enfrenta, principalmente o desafio da extrema direita e o papel do poder judiciário.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2017
Mudanças sociais de 2013 a 2017
Descrição: Estudo das principais transformações sociais pós-junho de 2013; aumento do discurso conservador e punitivo nas redes e nas ruas, novos movimentos autonomistas como secundaristas, diminuição da hegemonia petista nos setores de esquerda, diminuição de legitimidade do PT nas periferias. O projeto oferece um panorama destas atuais dinâmicas sociais buscando entender como mudou o panorama nacional depois das emblemáticas jornadas de junho de 2013.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
A violência nos protestos: Black Bloc paulistano e Polícia Militar
Descrição: Trabalho de campo consistente em acompanhar as manifestações na cidade de São Paulo, dialogar, entrevistar jovens adeptos à tática Balck Bloc, assim como Polícia Militar com intuito de tentar entender a dinâmica de uso de violência como forma de protesto.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Esther Solano - Coordenador.


Projetos de extensão


2011 - Atual
Simulação Monaes (Mini-ONU)
Descrição: Simulações periódicas segundo o modelo intercolegial de Nações Unidas envolvendo alunos do Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, UFMS e UFGD. http://www.monaes.com.br/.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Membro de corpo editorial


2014 - Atual
Periódico: Hades ? Revista Interdisciplinar do Grupo de Pesquisa Conflitos Armados, Ma


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: DADOS - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS
2017 - Atual
Periódico: Opinião Pública (UNICAMP)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Violência.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Movimentos sociais.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Árabe
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Chinês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2011
Destaque docente 2011, Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SOLANO, E.2018SOLANO, E.. Brésil : la chute du Parti des travailleurs et la percée conservatrice. ALTERNATIVES SUD, v. 25, p. 97-107, 2018.

2.
SOLANO, E.2018SOLANO, E.. Impeachment, Lava Jato y elecciones. Política Exterior, v. 185, p. 1-4, 2018.

3.
SOLANO, E.2017SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . Guerras culturais e populismo antipetista nas manifestações de apoio a Lava Jato e conta a reforma da previdência. Em Debate, v. 10, p. 34, 2017.

4.
SOLANO, E.2017SOLANO, E.. Brasil: la caída del PT y el ascenso conservador. NUEVA SOCIEDAD, v. 266, p. 147-155, 2017.

5.
SOLANO, E.2016SOLANO, E.. Performance e discursos contra a Polícia Militar. Mouro: Revista Marxista (Impresso), v. 7, p. 295-329, 2016.

6.
ORTELLADO, P.2016ORTELLADO, P. ; SOLANO, E. . Nova direita nas ruas? Uma análise do descompasso entre manifestantes e convocantes dos protestos antigoverno de 2015. Perseu: História, Memória e Política, v. 11, p. 169-181, 2016.

7.
SOLANO, E.2016SOLANO, E.. Fatores da crise, corrupção e saídas para a mesma: refletindo e conversand. Ponto-e-Vírgula (PUCSP), v. 19, p. 126-139, 2016.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SOLANO, E.. O ódio como política. A reinvenção das direitas no Brasil. 1. ed. São Paulo: Boitempo, 2018. 118p .

2.
BUENO, W. (Org.) ; BURIGO, J. (Org.) ; MACHADO, R. P. (Org.) ; SOLANO, E. (Org.) . Tem saida? ensaios críticos sobre o Brasil. 2. ed. Porto Alegre: Zouk, 2017. v. 1. 248p .

3.
SOLANO, E.; MANSO, B. P. ; NOVAES, W. . Mascarados. A verdadeira história dos adeptos da tática Black Bloc. 1. ed. São Paulo: Geração Editorial, 2014. v. 1. 287p .

Capítulos de livros publicados
1.
SOLANO, E.. Populismo de direita. In: Giovanni Alves, Mirian Gonçalves, Maria Luiza Quaresma Tonelli e Wilson Ramos Filho. (Org.). A enciclopedia do golpe. 1ed.São Paulo: Prexis, 2017, v. 1, p. 1-288.

2.
SOLANO, E.. Os argumentos do Estado repressor. In: Paulo César Busato, Andressa Paula de Andrade, Alexey Choi Caruncho. (Org.). 29 de abril, reflexões sobre as manifestações no centro cívico de Curitiba-PR. 1ed.Curitiba: Modernas Tendências do sistema criminal, 2016, v. , p. 42-51.

3.
SOLANO, E.. Estado punitivo e criminalização dos movimentos sociais no Brasil. In: Claudio André de Souza, Jaime Barreros Neto. (Org.). #DEMOCRACIABR:O momento político atual. 1ed.Salvador de Baia: Faculdade Baiana de Direito, 2016, v. , p. 191-.

4.
ORTELLADO, P. ; SOLANO, E. ; MORETTO, M. . Uma sociedade polarizada?. In: Ivana Jinkings, Kim Doria, Murilo Cleto. (Org.). Por que gritamos golpe?. 1ed.São Paulo: Boitempo, 2016, v. , p. 159-164.

5.
SOLANO, E.; LUGOBONI, P. . Manifestações em São Paulo:a violência e o estigma como formas de comunicação. In: Carlos Martins Junior, Edvaldo Correa, Miguel Rodrigues de Sousa. (Org.). Democracias e ditaduras no mundo contemporâneo. 1ed.Campo Grande: , 2015, v. , p. 207-227.

6.
SOLANO, E.; ALCADIPANI, R. . Legitimação da violência performativa no Black Bloc paulistano. In: Amanda Alves. (Org.). Não é por centavos: um retrato das manifestações no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: LIGA, 2014, v. , p. 51-58.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . Manifestantes anti-impeachment: um voto de confiança no sistema político. El Pais Brasil, 05 abr. 2016.

2.
SOLANO, E.. Os direitos não são conquistados dentro de gabinetes. Carta Maior, 03 dez. 2015.

3.
ORTELLADO, P. ; SOLANO, E. ; NADER, L. . Um desacordo entre manifestantes e os convocantes dos protestos?. El Pais, 18 ago. 2015.

4.
SOLANO, E.. O que querem os manifestantes anti-Dilma?. Carta Capital, 16 abr. 2015.

5.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; NADER, L. . Um protesto contra todo o sistema político?. El Pais, 14 abr. 2015.

6.
SOLANO, E.. Projeto de Lei antiterrorista deve ser aprovado: Não. Folha de São Paulo, 28 mar. 2015.

7.
SOLANO, E.. O grande derrotado foi o desejo de mudança. El Pais, São Paulo, 06 out. 2014.

8.
SOLANO, E.. O Brasil em preto e branco: a não democracia racial. Portal IG, 21 mar. 2014.

9.
SOLANO, E.; ALCADIPANI, R. . A tragédia fatal era mera questão de tempo. El Pais, 10 fev. 2014.

10.
SOLANO, E.. Black blocs: o que esperar dos manifestantes mascarados em 2014?. Portal IG, 07 jan. 2014.

11.
SOLANO, E.; ALCADIPANI, R. . Análise: É preciso deixar para trás estigmas sobre 'black blocs' e polícia. Folha de São Paulo, 28 out. 2013.

12.
SOLANO, E.; ALCADIPANI, R. . 'Black bloc' visa chamar atenção de um Estado ausente. Folha de São Paulo.

13.
SOLANO, E.. Longe da violência, perto do debate. O Globo, Rio de Janeiro.

14.
SOLANO, E.. Espanha é um país diferente depois das eleições. Carta Capital.

15.
SOLANO, E.. Renovação espanhola. O Globo.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SOLANO, E.; LUGOBONI, P. . Black Bloc Nas Ruas Brasileiras:Violência Comunicativa E Raiva Contra A Polícia Militar. In: XII CONLAB, 2015, Lisboa. Livro de atas do XII Conlab. Lisboa: Instituto de Ciências Sociais de Lieboa, 2015. p. 1225-1234.

2.
D, S. L. ; VALADAO JR, V. M. ; MEDEIROS, C. R. ; SOLANO, E. . Crimen Corporativo y el Discurso de la Responsabilidad Socioambiental: el Bueno, el Feo y el Perfumado. In: CLADEA, 2014, Barcelona. Anais Cladea 49th, 2014. v. 49.

3.
SOLANO, E.. Legitimação de violência performativa no Black Bloc paulistano. In: VIII Encontro da ANDHEP ?Políticas Públicas para a Segurança Pública e Direitos Humanos?, 2014, São Paulo. Anais VIII Encontro da ANDHEP ?Políticas Públicas para a Segurança Pública e Direitos Humanos?, 2014. v. 1. p. 56-65.

4.
VEIGA, M. I. ; SOLANO, E. . A influência das redes sociais nas manifestações da Primavera Árabe: uma análise das manifestações da Tunísia (Jan 2011 ? Jan 2013). In: 4° Simpósio de Ciberjornalismo, 2013, Campo Grande. Anais do 4° Simpósio de Ciberjornalismo, 2013.

5.
MEDEIROS, C. R. ; G, S. E. ; VADALAO JUNIOR, V. M. ; SOLANO, E. ; T F, A. . INTERPRETING THE SEVENTH ART ORGANIZATIONS: INTERFACE BETWEEN CULTURE AND METAPHOR. In: CLADEA, 2013, Rio de Janeiro. Cladea 2013, 2013.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SOLANO, E.. O comando não vai gostar, mas escreva tudo isso ai porque é verdade: confkitos entre oficiais em praças ma PMESP. In: 39 Encontro Anual da Anpocs, 2015, Caxambu. 39 Encontro Anual da Anpocs, 2015.

Artigos aceitos para publicação
1.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. . A nova direita nas ruas? Análise das divergencias entre manifestantes e organizadores nas manifestaçãoes antigoverno de 2015. Perseu: História, Memória e Política, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
SOLANO, E.. Desafios democráticos: captura econômica, populismos de direita, autoritarismos, estado de exceção, crise das esquerdas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
SINGER, A. ; SECCO, L. ; SOLANO, E. . Os impasses do Lulismo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
VASCONCELLOS, A. ; FUCCILLE, A. ; SOLANO, E. . Desafios à democracia. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
SOLANO, E.; MIKLOS, M. ; BERTH, J. . Viver em São Paulo: mulher. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ABRAMOVAY, P. ; QUINALHA, R. ; SOLANO, E. . A intervenção militar no Rio de Janeiro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
FORNAZIERI, A. ; FONSECA, F. ; SOLANO, E. . Eleições ameaçadas?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
RODRIGUES, J. ; SOLANO, E. . Conservadorismo e nova direita em debate no CEDEM. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
SOLANO, E.. Conservadorismo, novos grupos de direita e religião. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
SOLANO, E.. Eleitores de Bolsonaro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
SOLANO, E.. Crise da democracia e extrema-direita no Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
SOLANO, E.. Caraterizando o voto em Jair Bolsonaro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
SOLANO, E.. O Clima Político Para as Eleições de 2018: pautas do eleitorado. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
SOLANO, E.. Desafios para além das eleições. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
SOLANO, E.. Elecciones Brasil 2018. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
SOLANO, E.. Feminismo e Relações Internacionais. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
SOLANO, E.. Novas direitas e pensamento conservador: um olhar multidimensional. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
SOLANO, E.. Entendendo a simpatia pelo candidato brasileiro de extrema-direita Jair Bolsonaro. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
SOLANO, E.. O comportamento eleitoral nas eleições de 2018. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . Young brazilians: beyond pro e anti-impeachment polarization. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
SOLANO, E.. as múltiplas forma de violência do Estado. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . Guerras culturais e populismo antipetista nas manifestações de apoio a Lava Jato e conta a reforma da previdência. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
SOLANO, E.. Novos populismos de direita no Brasil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

23.
SOLANO, E.. Mulheres na política brasileira: necessidade de reformas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

24.
SOLANO, E.. Apresentação dos resultados de pesquisa na Marcha para Jesus. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
SOLANO, E.. Os desafios da democracia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

26.
SOLANO, E.. G20 experts meeting Preventing Radicalisation ? Towards Resilient Societies. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

27.
SOLANO, E.. Situação política atual: polarização, discurso antipolítico e perspetivas para 2018. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
SOLANO, E.. O desafio da corrupção na política e a exigência de alternativas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
SOLANO, E.. Manifestações populares: desconfiança no sistema, saídas autoritárias e messianismo jurídico. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

30.
SOLANO, E.. Brazil divided: characteristics of the diffusion of pro and anti-impeachment demonstrations. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. . Brasil e as manifestações de 2015: caraterizando as ruas e as redes. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
SOLANO, E.. A identidade da nova direita nas ruas de São Paulo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
SOLANO, E.. Seguridad pública, justicia y control del crimen: desafios de América Latina. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . Um Brasil dividido: caraterização das manifestações pró e anti-impeachment. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
SOLANO, E.. Reflexões sobre a agenda de pesquisa em gestão pública. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
SOLANO, E.. Protestos Contemporâneos no Brasul e no Mundo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
SOLANO, E.. World Protests and Political Economy. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

38.
SOLANO, E.. Black Bloc: violoência comunicativa e raiva contra a Polícia Militar. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

39.
SOLANO, E.; MANSO, B. P. . Evolução dos protestos brasileiros: do Junho dos ?20 centavos? à polarização entre Polícia Militar e Black Bloc. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

40.
SOLANO, E.. O comando não vai gostar mas escreva tudo isso ai porque é verdade: conflitos entre oficiais e praças na PMESP. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

41.
SOLANO, E.. Atitudes políticas,ideologias e redes sociais nos protestos: emergencia de novas formas político-midiáticas? Mesa Redonda. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
SOLANO, E.. A democracia brasilira e a saida para a crise política. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

43.
SOLANO, E.. Pesquisa etnográfica sobre Black Bloc. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
SOLANO, E.. A ocupação das ruas: movimentos sociais no tempo presente. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
SOLANO, E.. Discursos de legitimação da violência nas manifestações paulistas 2013-2014. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
SOLANO, E.. De las calles a las urnas: el ciclo 2013-2014 en Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

47.
SOLANO, E.. Reforma política: límites e possibilidades. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

48.
SOLANO, E.. Choque de civilizações, fundamentalismo e conceito de guerra preventiva ao terrorismo. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

49.
SOLANO, E.. Manifestações na Grécia e Egito, Turquia e Brasil : Insatisfação que gera resultados?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

50.
SOLANO, E.. Movimentos sociais e o papel da polícia. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

51.
SOLANO, E.. Manifestações e Black Bloc: alguns desafios. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

52.
SOLANO, E.. Crise na União Europeia: questões políticas, econômicas e sociais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

53.
SOLANO, E.. Fim de Osama Bin Laden: fim da erra do terror?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

54.
SOLANO, E.; MONTIBELER, E. . Novas estrategias internacionais: Brasil-países árabes. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

55.
SOLANO, E.. Internet e política no mundo comtemporâneo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

56.
SOLANO, E.. Islã político: origens e atualidade. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

57.
SOLANO, E.. Brasil y los países de Medio Oriente y Norte de África. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

58.
SOLANO, E.. Islamismos en Asia Central. Contextos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

59.
SOLANO, E.. Islã: religião e política. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

60.
SOLANO, E.. Interpretación feminista del Corán. Códigos de Familia islámicos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
SOLANO, E.. Corpos em aliança e política das ruas. Rio de Janeiro (RJ), 2018. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
SOLANO, E.. Ser e Dever Ser. Barcelona: Marcial Pons, 2011. (Tradução/Artigo).

3.
SOLANO, E.. Hans Kelsen e a Corte Institucional Austríaca (1918-1929). Barcelona: Marcial Pons, 2011. (Tradução/Artigo).

4.
SOLANO, E.. Ross, Kelsen e a validade. Barcelona: Marcial Pons, 2011. (Tradução/Artigo).

5.
SOLANO, E.. Kelsen, a dicotomia Ser-Dever Ser e a falácia naturalista. Barcelona: Marcial Pons, 2011. (Tradução/Artigo).

6.
SOLANO, E.. A teoria do direito de Kelsen é positivista?. Barcelona: Marcial Pons, 2011. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
SOLANO, E.. Black Bloc e protestos em São Paulo. 2014.

2.
SOLANO, E.. Entender o Black Bloc. 2013.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SOLANO, E.. Seguridad de guerra en Brasil para proteger el juicio contra Lula da Silva. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

2.
SOLANO, E.. Ainda são só vinte centavos. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

3.
SOLANO, E.. Plantão especial TV Julgamento Lula. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
SOLANO, E.. Hoe het Odebrecht-schandaal het door en door corrupte systeem in Latijns-Amerika blootlegt. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

5.
SOLANO, E.. Contra-ataque conservador. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

6.
SOLANO, E.. Jair Bolsonaro, un ex policía homófobo y racista para presidir Brasil. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

7.
SOLANO, E.. Fort Apache: Vuelve Lula?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

8.
SOLANO, E.. Michel Temer?s last year in office could be a slow one. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

9.
SOLANO, E.. Assédio, desemprego e tempo com filhos são temas que mais preocupam mulher em SP. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
SOLANO, E.. Pesquisa diz que 27% das paulistanas têm medo de sofrer violência sexual. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
SOLANO, E.. O poder na política. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
SOLANO, E.. 'Se Aécio virar réu, retórica de que Lava-jato é seletiva começa a enfraquecer'. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
SOLANO, E.. Une élection brésilienne suspendue au sort de Lula. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

14.
SOLANO, E.. La captura. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

15.
SOLANO, E.. 'A prisão de Lula é um ataque a todo o campo progressista'. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
SOLANO, E.. El caso Lula, derivaciones en Brasil y en Latinoamérica. Esther Solano. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

17.
SOLANO, E.. E agora, Maria? COmo o feminismo deve reagir diante da simaptia por um candidato misógino?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

18.
SOLANO, E.. Entenda o que sustenta o pensamento de jovens de 16 a 24 que votam em Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

19.
SOLANO, E.. Quem são e que pensam as novas direitas brasileiras. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

20.
SOLANO, E.. Why people vote for Jair Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

21.
SOLANO, E.. Bolsonaro e a autoverdade. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

22.
SOLANO, E.. Bolsonaro na desputa pela estética da quebrada. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

23.
SOLANO, E.. Ataque fortalece campanha e legitima propostas de Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

24.
SOLANO, E.. Brésil : bataille en règle en vue des élections. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

25.
SOLANO, E.. Depuis sa cellule, Lula da Silva opte pour une stratégie risquée. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

26.
SOLANO, E.. La violencia entra de lleno en la campaña electoral brasileña tras el apuñalamiento de un candidato. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

27.
SOLANO, E.. Eleitor de Bolsonaro celebra embate com a Globo, crítica a kit gay e defesa de polícia letal. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

28.
SOLANO, E.. Datafolha reforça dilema petista entre esticar corda com Lula ou lançar Haddad. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

29.
SOLANO, E.. Esther Solano falsa sobre as eleições. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

30.
SOLANO, E.. Lula y después. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

31.
SOLANO, E.. DEBATE BAND: Esther Solano analisa estratégia de candidatos à presidência. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

32.
SOLANO, E.. Qual será o impacto do atentado contra Bolsonaro na corrida eleitoral?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

33.
SOLANO, E.. El auge de Bolsonaro y la muerte de la derecha, reflejos del odio en Brasil. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

34.
SOLANO, E.. Au Brésil, le rempart des femmes contre l?extrême droite. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

35.
SOLANO, E.. Agora, o Brasil é um país feito à medida de Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

36.
SOLANO, E.. A right-wing populist is poised to become Brazil?s next president. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

37.
SOLANO, E.. 'Identidade da centro-direita foi posta em xeque' Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://www.valor.com.br/politica/5884403/identidade-da-centro-direita-foi-posta-em-xeque ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal e. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

38.
SOLANO, E.. Eleições 2018 levam ódio e desavença às relações. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

39.
SOLANO, E.. Discurso de ódio. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

40.
SOLANO, E.. Polarização influencia escolha de indecisos na reta final. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

41.
SOLANO, E.. Por que há ex-eleitores de Lula que votam em Bolsonaro?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

42.
SOLANO, E.. Maioria dos manifestantes na Paulista rejeita reforma da previcência. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

43.
SOLANO, E.. Permanência do PSDB fortalece Temer, mas é arriscada para tucanos, dizem analistas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

44.
SOLANO, E.. O que foram, afinal, as Jornadas de Junho de 2013. E no que elas deram Link para matéria: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/06/17/O-que-foram-afinal-as-Jornadas-de-Junho-de-2013.-E-no-que-elas-deram © 2017 | Todos os direitos deste material são reservados ao NEXO JORNAL LTDA., conforme a Lei nº 9.610/98. A sua publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia é. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

45.
SOLANO, E.. Marcha para Jesus não confia nos políticos e defende respeito aos homossexuais nas escolas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

46.
SOLANO, E.. Evangélicos da Marcha rejeitam lideranças religiosas na política e apoiam 'respeito a gays', diz pesquisa... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/06/16/evangelicos-rejeitam-liderancas-religiosas-e-apoiam-respeito-a-gays-na-escola-diz-pesquisa.htm?cmpid=copiaecola. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

47.
SOLANO, E.. Direto da Redação: jornadas de junho. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

48.
SOLANO, E.. Mulheres participam de ato pelas diretas e por direitos em São Paulo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

49.
SOLANO, E.. Mulheres participam de ato pelas diretas e por direitos em São Paulo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

50.
SOLANO, E.. Católicos em Aparecida (SP) são contra direito ao aborto e defendem pena de morte, diz pesquisa... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/10/17/pesquisa-com-catolicos-em-aparecida-sp-revela-um-13-de-votos-brancos-ou-nulos-a-presidencia.htm?cmpid=copiaecola. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

51.
SOLANO, E.. O que a disputa entre Lula e Bolsonaro indica sobre a sociedade brasileira?. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

52.
SOLANO, E.. Vencida a segunda denúncia, o que esperar da reta final do governo Temer?. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

53.
SOLANO, E.. Por que 60% dos eleitores de Bolsonaro são jovens?. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

54.
SOLANO, E.. A renúncia o diálogo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

55.
SOLANO, E.. MPL tem linha de frente mais teen nos atos deste ano. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

56.
SOLANO, E.. Em busca de apoio MPL aceita qualquer grupo. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

57.
SOLANO, E.. Melhor e mais justo: Passe Livre. 2016.

58.
SOLANO, E.. 'A repressão foi anterior à manifestação: política para uns, polícia para outros', diz professora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

59.
SOLANO, E.. 'Não há ninguém que pare Sergio Moro depois de ontem', diz pesquisadora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

60.
SOLANO, E.. Manifestantes anti-Dilma veem 'perfil messiânico' em Moro, diz professora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

61.
SOLANO, E.. Doutora em ciências sociais vê protagonismo de Moro e descontentamento geral em protestos. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

62.
SOLANO, E.. Moro está se tornando uma figura messiânica. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

63.
SOLANO, E.. ?Quando a Justiça se politiza, ela perde a capacidade de ser justa?, diz socióloga. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

64.
SOLANO, E.. Esther Solano faz uma análise do momento político na vida dos brasileiros. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

65.
SOLANO, E.. Brazil braces for clashes as anti-Rousseff protests held in 45 cities. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

66.
SOLANO, E.. Para especialistas, governo está enfraquecido. 2016.

67.
SOLANO, E.. Los ataques machistas se disparan en la crisis política brasileña. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

68.
SOLANO, E.. Esther Solano: 'Nenhum dos lados se sente contemplado pela imprensa'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

69.
SOLANO, E.. Parlement Brazilië beslist over lot Rousseff. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

70.
SOLANO, E.. 'Há falta de confiança geral, tanto no PT quanto no PMDB e PSDB'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

71.
SOLANO, E.. Debate político no Brasil está 'infantilizado', diz pesquisadora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

72.
SOLANO, E.. Doutora em Ciências Sociais analisa afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

73.
SOLANO, E.. Bala de borracha cega criança que queria ser criança. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

74.
SOLANO, E.. Ocupação da Alesp é 'ato de coragem' dos secundaristas, diz professora da Unifesp. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

75.
SOLANO, E.. Conservative?s Star Rises in Brazil as Polarizing Views Tap Into Discontent. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

76.
SOLANO, E.. Esther Solano: 'Crise escancara toda incoerência política que nós temos'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

77.
SOLANO, E.. La chute de la présidente Dilma Rousseff laisse le Brésil sonné. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

78.
SOLANO, E.. Não devemos menosprezar a capacidade de manobra de Eduardo Cunha?, analisa a especialista em ciências sociais. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

79.
SOLANO, E.. Qual é o recado da primeira grande manifestação pós-impeachment para Temer? Analistas respondem. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

80.
SOLANO, E.. Brazilian President?s impeachment trial draws to a dramatic close. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

81.
SOLANO, E.. Direitas Já, o grito que assombra ao governo Temer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

82.
SOLANO, E.. Manifestantes contrários ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff fizeram protestos, bloqueando o trânsito em diversos pontos da cidade. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

83.
SOLANO, E.. Jornal da Record News reúne especialistas para debater o processo de impeachment de Dilma. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

84.
SOLANO, E.. JO 2016 : l?« agression » que vous ne verrez pas à la cérémonie d?ouverture. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

85.
SOLANO, E.. Eleições municipais no Brasil. 2016.

86.
SOLANO, E.. PT se afastou muito da sua base social. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

87.
SOLANO, E.. Para especialistas, ocupação é nova forma de fazer política (sem partidos). 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

88.
SOLANO, E.. http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2016/11/manifestacoes-populares-devem-ser-acompanhadas-por-policiais-armados.html. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

89.
SOLANO, E.; NOVAES, W. ; MANSO, B. P. . Jô Soares promove debate sobre black blocs no ?Programa do Jô?. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

90.
SOLANO, E.; NOVAES, W. . Entrevista no programa Pânico, Jovem Pam. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

91.
SOLANO, E.. Pesquisa mostra rejeição a corte de gastos públicos com saúde e educação. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

92.
SOLANO, E.. Nem de esquerda nem de direita, paulistano se diz ?pouco conservador?. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

93.
SOLANO, E.. Pesquisa mostra que população discorda de discurso do governo Temer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

94.
SOLANO, E.. White male cabinet raises fears of backsliding in diverse Brazil. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

95.
SOLANO, E.. Mesmo sem ordem policia dispara contra manifestantes. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

96.
SOLANO, E.. Os movimentos dos sem água. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

97.
SOLANO, E.. Os políticos deveriam dialogar com manifestantes e não se esconder atrás da polícia,. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

98.
SOLANO, E.. Por trás da máscara dos black blocs. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

99.
SOLANO, E.. Brazil activists to walk 600 miles for 'free markets, lower taxes and privatisation'. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

100.
SOLANO, E.. Não é só PT e PSDB: 'sistema inteiro está em crise e precisa mudar', diz pesquisadora. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

101.
SOLANO, E.. Para 64% dos manifestantes da Paulista, PT quer comunismo no país, diz pesquisa. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

102.
SOLANO, E.. 'Estado mínimo' separa líderes dos protestos e manifestantes pró-impeachment. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

103.
SOLANO, E.. Lideranças de atos do fim de semana tinham claros pensamentos antipetistas. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

104.
SOLANO, E.. Pesquisa revela que grupo pró-impeachment não tem potencial de crescimento. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

105.
SOLANO, E.. Quem são os manifestantes de 16 de agosto?. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

106.
SOLANO, E.. Sem adesão de novos grupos, público que ocupa Paulista segue homogêneo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

107.
SOLANO, E.. Alckmin é o mais confiável para manifestantes da Paulista, diz estudo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

108.
SOLANO, E.. Pesquisa: manifestantes de 12/04 têm pouca informação política. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

109.
SOLANO, E.. Pesquisadores da USP e Unifesp realizam estudo sobre manifestações de 12 de abril. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

110.
SOLANO, E.. Na periferia de SP, maioria discorda de que ?bandido bom é bandido morto?. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

111.
SOLANO, E.. Polícia coibe protestos de estudantes contra reorganização. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

112.
SOLANO, E.. Brazil uses surveillance and undercover agents to foil World Cup protests. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

113.
SOLANO, E.. A questão dos rolezinhos. 2014.

114.
SOLANO, E.. Violência em manifestações. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

115.
SOLANO, E.. A violência e nós. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

116.
SOLANO, E.. O papel da polícia nas manifestações. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

117.
SOLANO, E.. Black Bloc brasileiro. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

118.
SOLANO, E.. Desafio: O futuro do black bloc nas manifestações. 2014.

119.
SOLANO, E.. Vencedores e vencidos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

120.
SOLANO, E.. Faltam 25 dias para a Copa do Mundo. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

121.
SOLANO, E.. Brazil Youth. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

122.
SOLANO, E.. Meet the anarchists who plan to go nuts at the World Cup. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

123.
SOLANO, E.. Jornal GloboNews Especialista fala sobre atos de vandalismo durante protesto do Movimento Passe Livre em SP. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

124.
SOLANO, E.. Brazil 2014: Black Blocs to provide black mark?. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

125.
SOLANO, E.. A Copa driblou os protestos?. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

126.
SOLANO, E.. Corrupção no dia a dia. 2014. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

127.
SOLANO, E.. El espíritu de las protestas de Brasil, diluido camino a las urnas. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

128.
SOLANO, E.. Para especialista, candidatos e partidos não souberam traduzir a voz das ruas e nem deram alternativas de voto aos eleitores. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

129.
SOLANO, E.. Manifestantes foram ingênuos por apostar em mudanças, diz socióloga. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

130.
SOLANO, E.. Vandalismo en las protestas por el precio del transporte público. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

131.
SOLANO, E.. Manifestações e Black Bloc: Programa do Observatório do Terceiro Seitor. 2013.

132.
SOLANO, E.. Black blocs, o alvo é a copa. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

133.
SOLANO, E.. Violência em atos em SP ofusca movimentos pacíficos. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

134.
SOLANO, E.. Existe descontentamento da população sobre como a política é conduzida. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

135.
SOLANO, E.. ONU investiga responsável por ataque químico na Síria. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

136.
SOLANO, E.. Especialista aponta contexto sócio-econômico como motivação do movimento Black Bloc. 2013.

137.
SOLANO, E.. ?Black Bloc?, la nueva incógnita de las protestas de Brasil. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

138.
SOLANO, E.. Tras las máscaras de las protestas. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

139.
SOLANO, E.. Ação da polícia nas manifestações. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

140.
SOLANO, E.. Raiva une 2ª geração de Black Blocs de São Paulo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

141.
SOLANO, E.. Complexidade dos ?Black Blocs? instiga pesquisa sobre o que representam estes grupos. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

142.
SOLANO, E.. Manifestações e Black Bloc. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

143.
SOLANO, E.. Manifestações e Black Bloc. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

144.
SOLANO, E.. Black Bloc, los jóvenes violentos que tienen en jaque a Brasil. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

145.
SOLANO, E.. Candidato da Irmandade Muçulmana vence eleições no Egito. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

146.
SOLANO, E.. Violência na Síria continua mesmo após declaração de cessar fogo. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
SOLANO, E.. Blogueira Blog Folha em espanhol. 2014; Tema: Colaboradora. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
SOLANO, E.. Crise da democracia e extrema-direita no Brasil. 2018. (Relatório de pesquisa).

2.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . 2016:o ano da polarização?. 2017. (Relatório de pesquisa).

3.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . Guerras culturais e populismo antopetias nas tuas de 2017. 2017. (Relatório de pesquisa).

4.
SOLANO, E.. Regional consultation on The Right to Protest Principles - Brazil - final document. 2016. (Relatório direito de protesto).

5.
SOLANO, E.. Manfestações violentas no Brasil contemporâneo. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
Veiga, M.I. ; SOLANO, E. . RERI (Revista de Relações Internacionais). 2011. (Editoração/Periódico).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
ALVES, D.; PEREIRA, L.; SOLANO, E.. Participação em banca de Paulo Roberto Spina. O Movimento Passe Livre em São Paulo nos protestos de 2013. 2016. Dissertação (Mestrado em Pós-graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Paulo.

2.
MICHELS, I.; MONTIBELER, E.; SOLANO, E.. Participação em banca de Sueli Regina Moura Vendas Arakaki. Estudos dos custos ambientais inerentes ao processo de expansão e consolidação do setor sucroenergético no Estado de MS. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências Econômicas) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

3.
ELIAS, E.; CARVALHO, J.; SOLANO, E.. Participação em banca de Leandro Gustavo Albertão dos Santos. Compra de terras do Centro-Oeste brasileiro por capital estrangeiro. 2012. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Teses de doutorado
1.
SOLANO, E.; Banducci, A.; Suzuki, J.C.; Betioli, F.. Participação em banca de Maria Lucia Torrecilha. Gestão compartilhada como espaço de integração na fronteira Ponta Porã (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai). 2013. Tese (Doutorado em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
SOLANO, E.; CARDOSO, M.. Participação em banca de Carlos Eduardo Frankiw de Andrade. Ruas Libertas: Direito à Cidade, Desvios Espaciais e Ação Direta na Belo Horizonte contemporânea. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Humanidades, Direitos e outras Legitimidades) - Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos.

2.
SOLANO, E.. Participação em banca de Paulo Vitor Teixeira Pereira de Melo. Ventos de mudança: o efeito de novos partidos no sistema partidário e nos partidos espanhóis. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação da Faculdade de Direito da UFMG -) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Mestrado
1.
SOLANO, E.. Participação em banca de Francine Ribeiro Santos. Resistências ativas e resistências reativas: um estudo sobre os coletivos que contestam as práticas violentas da polícia no Estado de São Paulo. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do ABC.

2.
DIAS, C. C. N.; TEIXEIRA, A.; SOLANO, E.. Participação em banca de Francine Ribeiro Santos. Resistências ativas e resistências reativas: um estudo de caso sobre os coletivos que contestam a violência policial no Estado de São Paulo. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Pós-graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal do ABC.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SOLANO, E.. Participação em banca de Bianca Vitoria Cunha.As origens da liderança econômica alemã na UE e seus desafios pela frente. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

2.
SOLANO, E.. Participação em banca de Ana Beatriz TRindade.A influência do Lobby de Israel na formulação da política externa do EUA. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

3.
SOLANO, E.. Participação em banca de Giovana Beltrame.Relações Rússia-OTAN na era Putin. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

4.
SOLANO, E.. Participação em banca de Nathan Polanchi.A lei antiterrorista e criminalização dos movimentos sociais. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

5.
SOLANO, E.. Participação em banca de Camila Correa.A decisão da corte internacional de justiça sobre a ilegalidade da caçã as baleias na Antártida. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

6.
SOLANO, E.. Participação em banca de Leonardo Ferraz.O desenvolvimento susstentável: retrospetiva histórica. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

7.
SOLANO, E.. Participação em banca de Gabriel Costa.Futebol e identidade: o caso do FC Barcelona e o separatismo de Catalunha. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

8.
SOLANO, E.. Participação em banca de Matheus Fava Barbosa.As contradições no posicionamento brasileiro com relação a exportação de armas. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo.

9.
SOLANO, E.; Honing Gonçalves, Alexandre. Participação em banca de Fabienne Köning.ONGs internacionais: o caso da Sea Shepherd. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.

10.
SOLANO, E.; Honing Gonçalves, Alexandre. Participação em banca de Josiane da Cunha Ramalho.Crise na União Europeia: perspetivas de ruptura conceitual para as Relações Internacionais. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.

11.
SOLANO, E.; Honing Gonçalves, Alexandre. Participação em banca de Arianni Menezes.Refugiados no Brasil. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.

12.
Honing Gonçalves, Alexandre; SOLANO, E.. Participação em banca de Thainays Canhete Marques.Análise das vantagens e perspetivas da intemodalidade. 2011 - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.

13.
Honing Gonçalves, Alexandre; SOLANO, E.. Participação em banca de Thainá Baís Ramos.A participação da Erva Mate na criação do Estado de Mato Grosso do Sul. 2011 - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.

14.
Honing Gonçalves, Alexandre; SOLANO, E.. Participação em banca de Thaís Cristina Pinto da Silva.Exportação de Cachaça brasileira: um estudo de caso. 2011 - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
39 Encontro Anual da ANPOCS. Mesa redonda atitudes políticas, ideologias e redes sociais nos protestos: emergência de novas forças político-midiáticas?. 2016. (Congresso).

2.
39 Encontro Anual da ANPOCS. O comando não vai gostar mas escreva isso ai: conflitos entre oficiais e praças na PMESP. 2016. (Congresso).

3.
II COngresso Internacional de Ciências Penais. Por trás da máscara: a violência como linguagem. 2016. (Congresso).

4.
XII Congresso Luso- Afro- Brasileiro (CONLAB). Black Bloc: violoência comunicativa e raiva contra a Polícia Militar. 2015. (Congresso).

5.
38 ANPOCS. Evolução dos protestos brasileiros: do Junho dos ?20 centavos? à polarização entre Polícia Militar e Black Bloc. 2014. (Congresso).

6.
VII encontro nacional da ANDHEP. Discursos de legitimação da violência nas manifestações paulistas 2013-2014. 2014. (Congresso).

7.
XXI encontro da associação nacional de história, MS. A ocupação das ruas: movimentos sociais no tempo presente. 2014. (Congresso).

8.
Colóquio Internacional do Poder Local. Identidad, territorio y cultura: prácticas sociales de los musulmanes chiitas de Foz de Iguazú. 2012. (Congresso).

9.
Congreso Internacional del Conocimiento. Expansão econômica chinesa em África. 2012. (Congresso).

10.
Congresso Nacional de Iniciação Científica. Desafios da democracia no Oriente Médio: Egito pós-Mubarak, perspectivas de governo. 2012. (Congresso).

11.
XII coloquio internacional do poder local. Identidad, territorio y cultura: prácticas sociales de los musulmanes chiitas de Foz de Iguazú. 2012. (Congresso).

12.
Congreso Internacional del Conocimiento. Religiões antigas em contextos novos: Xiismo no Brasil. 2011. (Congresso).

13.
Curso Direito+Relações Internacionais+Ciências da Computação.Internet e política: um novo meio de mobilização política e social. 2011. (Seminário).

14.
Direito Internacional vai ao cinema II.Direto Internacional e Relações Internacionais. 2011. (Encontro).

15.
Seminário Direito+Computação+Relações Internacionais.Internet e Política no Mundo Contemporâneo. 2011. (Seminário).

16.
VIII Seminário Internacional Direitos Humanos. Direitos humanos e a etnia Ofaie no município de Brasilândia no estado de Mato Grosso do Sul. 2011. (Congresso).

17.
Congreso Sociedad Internacional de Sociologia de las Religiones. 2010. (Congresso).

18.
Reunião Grupo Periferia e Religião em América Latina UMESP. 2010. (Encontro).

19.
Simposio Electrónico Internacional Medio Oriente y Norte de África. Islamismos en Asia Central. Contextos. 2010. (Congresso).

20.
XII Encuentro del foro de investigadores sobre el mundo árabe y musulmán. Nuevas estrategias internacionales. Brasil y los países de Medio Oriente y Norte de África. 2010. (Congresso).

21.
XVI Seminário Paul Tillich. Política globalizada na crise da civilização moderna. Islã Político. 2010. (Congresso).

22.
I Jornadas sobre Política y Seguridad Internacional: ?Radicalización y terrorismo yihadista en Europa?. 2009. (Congresso).

23.
III Congreso Internacional de Feminismo Islámico. 2008. (Congresso).

24.
Congreso internacional Ibn Jaldún. 2006. (Congresso).

25.
Feminismo, ilustración y multiculturalidad. 2006. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SOLANO, E.. Festival de poesía árabe e israelí. 2005. (Festival).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Aline Manzo de Arruda. Escândalos de corrupção: Lava Jato e Operação Mãos Limpas. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

2.
Késia Luise Bruning Pereira. O alistamento de menores europeos no Estado Islâmico. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

3.
Elisandra Roberta Ferenzini. A construção da imagem do "muçulmano terrorista" pela mídia brasileira (2001-2011): o caso Veja. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

4.
Beatriz Telles Candiotto. O surgimento do Cartel del Medellin e a mudança da política externa dos EUA em relação a Cuba. Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

5.
Júlia Castilho. Direitos humanos e das mulheres na Arabia Saudita (2000-2015). Início: 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).

6.
Marina Moreira de Assis. Masculinidades e feminilidades nos protestos do Brasil: micropoder e masculinidade hegemônica na política internacional. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Julia Carneiro. O segundo sexo e a violência de gêneero na sociedade da guerra. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

2.
Elisandra Roberta Ferezini. A Criação da Imagem do ?Muçulmano Terrorista? e a sua Perpetuação pela Mídia Brasileira: o Caso 11 de Setembro. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

3.
Késia Luise Bruning. A internet como médio de propagação de narrativas extremistas. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

4.
Beatriz Candiotto. O surgimento do Cartel de Medellín e a mudança da política externa estadunidense em relação a Colombia. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

5.
Josielle Amaral. O terrorismo islâmico após o 11 de setembro: de Al-Qaeda ao Estado Islâmico. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

6.
Andressa Marçola Bombonato. Impactos dos megaeventos esportivos no Brasil: realização de Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

7.
Paulo Lugoboni. Globalização Tática: Análise da tática Black Bloc como instrumento no plano internaciona. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

8.
Thais Shinohara. O vínculo entre imigração e segurança na Europa: o caso Espanha-Marrocos. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.

9.
Ben-Hur Yarzon Pinhero. Os valores protestantes e a política externa de George Bush. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande. Orientador: Esther Solano.

10.
Affonso Scandola Rondina Silveira. Terrorismo e Relações Internacionais: uma perspetiva neoliberal. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande. Orientador: Esther Solano.

11.
Linda Caroline Arante Torres. Soberania e Direitos Humanos- A legitmidade das intervenções humanitárias e um estado de caso sobre Kosovo. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande, Anhanguera. Orientador: Esther Solano.

Iniciação científica
1.
Hudson Moreira. O aumento do discurso punitivo nas periferias de São Paulo. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Esther Solano.

2.
Maria Claudia Barbaresco. O discurso punitivo na mídia: os casos Folha de S. Paulo e o Estado de S. Paulo (2015-2016). 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Esther Solano.

3.
Natalia Barreto Lino. Desafio da democracia no Oriente Médio- Egito pós Mubarak, perspetivas de governo. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal, Anhanguera. Orientador: Esther Solano.

4.
Timoteo Carolino Magela Ribeiro. O tridimensionalismo do poder e a ascensão de Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul no sistema internacional. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal, Anhanguera. Orientador: Esther Solano.

Orientações de outra natureza
1.
Filipe Suzuki. A primavera árabe no Egito e sua repercussão na imprensa brasileira sob a ótica da teoria do pós-colonialismo. 2014. Orientação de outra natureza. (Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo. Orientador: Esther Solano.



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SOLANO, E.; ALCADIPANI, R. . Análise: É preciso deixar para trás estigmas sobre 'black blocs' e polícia. Folha de São Paulo, 28 out. 2013.

2.
SOLANO, E.; ALCADIPANI, R. . 'Black bloc' visa chamar atenção de um Estado ausente. Folha de São Paulo.

3.
SOLANO, E.; ALCADIPANI, R. . A tragédia fatal era mera questão de tempo. El Pais, 10 fev. 2014.

4.
SOLANO, E.. Black blocs: o que esperar dos manifestantes mascarados em 2014?. Portal IG, 07 jan. 2014.

5.
SOLANO, E.. O Brasil em preto e branco: a não democracia racial. Portal IG, 21 mar. 2014.

6.
SOLANO, E.. Longe da violência, perto do debate. O Globo, Rio de Janeiro.

7.
SOLANO, E.. O que querem os manifestantes anti-Dilma?. Carta Capital, 16 abr. 2015.

8.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; NADER, L. . Um protesto contra todo o sistema político?. El Pais, 14 abr. 2015.

9.
ORTELLADO, P. ; SOLANO, E. ; NADER, L. . Um desacordo entre manifestantes e os convocantes dos protestos?. El Pais, 18 ago. 2015.

10.
SOLANO, E.. Os direitos não são conquistados dentro de gabinetes. Carta Maior, 03 dez. 2015.

11.
SOLANO, E.. Espanha é um país diferente depois das eleições. Carta Capital.

12.
SOLANO, E.. Renovação espanhola. O Globo.

13.
SOLANO, E.; ORTELLADO, P. ; MORETTO, M. . Manifestantes anti-impeachment: um voto de confiança no sistema político. El Pais Brasil, 05 abr. 2016.

14.
SOLANO, E.. Projeto de Lei antiterrorista deve ser aprovado: Não. Folha de São Paulo, 28 mar. 2015.


Apresentações de Trabalho
1.
SOLANO, E.. Manifestações populares: desconfiança no sistema, saídas autoritárias e messianismo jurídico. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SOLANO, E.. Vandalismo en las protestas por el precio del transporte público. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

2.
SOLANO, E.. Manifestações e Black Bloc: Programa do Observatório do Terceiro Seitor. 2013.

3.
SOLANO, E.. Black blocs, o alvo é a copa. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
SOLANO, E.. Violência em atos em SP ofusca movimentos pacíficos. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

5.
SOLANO, E.. Existe descontentamento da população sobre como a política é conduzida. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
SOLANO, E.. Brazil uses surveillance and undercover agents to foil World Cup protests. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

7.
SOLANO, E.. A questão dos rolezinhos. 2014.

8.
SOLANO, E.. Violência em manifestações. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
SOLANO, E.. A violência e nós. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

10.
SOLANO, E.. O papel da polícia nas manifestações. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
SOLANO, E.. Black Bloc brasileiro. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

12.
SOLANO, E.. Desafio: O futuro do black bloc nas manifestações. 2014.

13.
SOLANO, E.. Vencedores e vencidos. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

14.
SOLANO, E.. Faltam 25 dias para a Copa do Mundo. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
SOLANO, E.. Brazil Youth. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
SOLANO, E.. Meet the anarchists who plan to go nuts at the World Cup. 2014. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

17.
SOLANO, E.. Jornal GloboNews Especialista fala sobre atos de vandalismo durante protesto do Movimento Passe Livre em SP. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

18.
SOLANO, E.. Brazil 2014: Black Blocs to provide black mark?. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

19.
SOLANO, E.. A Copa driblou os protestos?. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

20.
SOLANO, E.. Mesmo sem ordem policia dispara contra manifestantes. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

21.
SOLANO, E.. Os movimentos dos sem água. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

22.
SOLANO, E.. Os políticos deveriam dialogar com manifestantes e não se esconder atrás da polícia,. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

23.
SOLANO, E.. Por trás da máscara dos black blocs. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

24.
SOLANO, E.. Brazil activists to walk 600 miles for 'free markets, lower taxes and privatisation'. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

25.
SOLANO, E.. Não é só PT e PSDB: 'sistema inteiro está em crise e precisa mudar', diz pesquisadora. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

26.
SOLANO, E.. Para 64% dos manifestantes da Paulista, PT quer comunismo no país, diz pesquisa. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

27.
SOLANO, E.. 'Estado mínimo' separa líderes dos protestos e manifestantes pró-impeachment. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

28.
SOLANO, E.. Lideranças de atos do fim de semana tinham claros pensamentos antipetistas. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

29.
SOLANO, E.. Pesquisa revela que grupo pró-impeachment não tem potencial de crescimento. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

30.
SOLANO, E.. Quem são os manifestantes de 16 de agosto?. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

31.
SOLANO, E.. Sem adesão de novos grupos, público que ocupa Paulista segue homogêneo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

32.
SOLANO, E.. Alckmin é o mais confiável para manifestantes da Paulista, diz estudo. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

33.
SOLANO, E.. Pesquisa: manifestantes de 12/04 têm pouca informação política. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

34.
SOLANO, E.. Pesquisadores da USP e Unifesp realizam estudo sobre manifestações de 12 de abril. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

35.
SOLANO, E.. Na periferia de SP, maioria discorda de que ?bandido bom é bandido morto?. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

36.
SOLANO, E.. Polícia coibe protestos de estudantes contra reorganização. 2015. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

37.
SOLANO, E.. MPL tem linha de frente mais teen nos atos deste ano. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

38.
SOLANO, E.. Em busca de apoio MPL aceita qualquer grupo. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

39.
SOLANO, E.. Melhor e mais justo: Passe Livre. 2016.

40.
SOLANO, E.. 'A repressão foi anterior à manifestação: política para uns, polícia para outros', diz professora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

41.
SOLANO, E.. 'Não há ninguém que pare Sergio Moro depois de ontem', diz pesquisadora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

42.
SOLANO, E.. Manifestantes anti-Dilma veem 'perfil messiânico' em Moro, diz professora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

43.
SOLANO, E.. Doutora em ciências sociais vê protagonismo de Moro e descontentamento geral em protestos. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

44.
SOLANO, E.. Moro está se tornando uma figura messiânica. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

45.
SOLANO, E.. ?Quando a Justiça se politiza, ela perde a capacidade de ser justa?, diz socióloga. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

46.
SOLANO, E.. Esther Solano faz uma análise do momento político na vida dos brasileiros. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

47.
SOLANO, E.. Brazil braces for clashes as anti-Rousseff protests held in 45 cities. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

48.
SOLANO, E.. Para especialistas, governo está enfraquecido. 2016.

49.
SOLANO, E.. Los ataques machistas se disparan en la crisis política brasileña. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

50.
SOLANO, E.. Esther Solano: 'Nenhum dos lados se sente contemplado pela imprensa'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

51.
SOLANO, E.. Parlement Brazilië beslist over lot Rousseff. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

52.
SOLANO, E.. 'Há falta de confiança geral, tanto no PT quanto no PMDB e PSDB'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

53.
SOLANO, E.. Debate político no Brasil está 'infantilizado', diz pesquisadora. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

54.
SOLANO, E.. Doutora em Ciências Sociais analisa afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

55.
SOLANO, E.. Bala de borracha cega criança que queria ser criança. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

56.
SOLANO, E.. Ocupação da Alesp é 'ato de coragem' dos secundaristas, diz professora da Unifesp. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

57.
SOLANO, E.. Conservative?s Star Rises in Brazil as Polarizing Views Tap Into Discontent. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

58.
SOLANO, E.. Esther Solano: 'Crise escancara toda incoerência política que nós temos'. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

59.
SOLANO, E.. La chute de la présidente Dilma Rousseff laisse le Brésil sonné. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

60.
SOLANO, E.. Não devemos menosprezar a capacidade de manobra de Eduardo Cunha?, analisa a especialista em ciências sociais. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

61.
SOLANO, E.. Qual é o recado da primeira grande manifestação pós-impeachment para Temer? Analistas respondem. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

62.
SOLANO, E.. Brazilian President?s impeachment trial draws to a dramatic close. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

63.
SOLANO, E.. Direitas Já, o grito que assombra ao governo Temer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

64.
SOLANO, E.. Manifestantes contrários ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff fizeram protestos, bloqueando o trânsito em diversos pontos da cidade. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

65.
SOLANO, E.. Jornal da Record News reúne especialistas para debater o processo de impeachment de Dilma. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

66.
SOLANO, E.. JO 2016 : l?« agression » que vous ne verrez pas à la cérémonie d?ouverture. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

67.
SOLANO, E.. Eleições municipais no Brasil. 2016.

68.
SOLANO, E.. PT se afastou muito da sua base social. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

69.
SOLANO, E.. Para especialistas, ocupação é nova forma de fazer política (sem partidos). 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

70.
SOLANO, E.. http://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2016/11/manifestacoes-populares-devem-ser-acompanhadas-por-policiais-armados.html. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

71.
SOLANO, E.; NOVAES, W. ; MANSO, B. P. . Jô Soares promove debate sobre black blocs no ?Programa do Jô?. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

72.
SOLANO, E.; NOVAES, W. . Entrevista no programa Pânico, Jovem Pam. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

73.
SOLANO, E.. Pesquisa mostra rejeição a corte de gastos públicos com saúde e educação. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

74.
SOLANO, E.. Nem de esquerda nem de direita, paulistano se diz ?pouco conservador?. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

75.
SOLANO, E.. Pesquisa mostra que população discorda de discurso do governo Temer. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

76.
SOLANO, E.. Maioria dos manifestantes na Paulista rejeita reforma da previcência. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

77.
SOLANO, E.. Permanência do PSDB fortalece Temer, mas é arriscada para tucanos, dizem analistas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

78.
SOLANO, E.. O que foram, afinal, as Jornadas de Junho de 2013. E no que elas deram Link para matéria: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2017/06/17/O-que-foram-afinal-as-Jornadas-de-Junho-de-2013.-E-no-que-elas-deram © 2017 | Todos os direitos deste material são reservados ao NEXO JORNAL LTDA., conforme a Lei nº 9.610/98. A sua publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia é. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

79.
SOLANO, E.. Marcha para Jesus não confia nos políticos e defende respeito aos homossexuais nas escolas. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

80.
SOLANO, E.. Evangélicos da Marcha rejeitam lideranças religiosas na política e apoiam 'respeito a gays', diz pesquisa... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/06/16/evangelicos-rejeitam-liderancas-religiosas-e-apoiam-respeito-a-gays-na-escola-diz-pesquisa.htm?cmpid=copiaecola. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

81.
SOLANO, E.. Direto da Redação: jornadas de junho. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

82.
SOLANO, E.. Mulheres participam de ato pelas diretas e por direitos em São Paulo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

83.
SOLANO, E.. Mulheres participam de ato pelas diretas e por direitos em São Paulo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

84.
SOLANO, E.. Católicos em Aparecida (SP) são contra direito ao aborto e defendem pena de morte, diz pesquisa... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2017/10/17/pesquisa-com-catolicos-em-aparecida-sp-revela-um-13-de-votos-brancos-ou-nulos-a-presidencia.htm?cmpid=copiaecola. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

85.
SOLANO, E.. O que a disputa entre Lula e Bolsonaro indica sobre a sociedade brasileira?. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

86.
SOLANO, E.. Vencida a segunda denúncia, o que esperar da reta final do governo Temer?. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

87.
SOLANO, E.. Por que 60% dos eleitores de Bolsonaro são jovens?. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

88.
SOLANO, E.. Seguridad de guerra en Brasil para proteger el juicio contra Lula da Silva. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

89.
SOLANO, E.. Ainda são só vinte centavos. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

90.
SOLANO, E.. Plantão especial TV Julgamento Lula. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

91.
SOLANO, E.. Hoe het Odebrecht-schandaal het door en door corrupte systeem in Latijns-Amerika blootlegt. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

92.
SOLANO, E.. Contra-ataque conservador. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

93.
SOLANO, E.. A renúncia o diálogo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

94.
SOLANO, E.. Jair Bolsonaro, un ex policía homófobo y racista para presidir Brasil. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

95.
SOLANO, E.. Fort Apache: Vuelve Lula?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

96.
SOLANO, E.. Michel Temer?s last year in office could be a slow one. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

97.
SOLANO, E.. Assédio, desemprego e tempo com filhos são temas que mais preocupam mulher em SP. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

98.
SOLANO, E.. Pesquisa diz que 27% das paulistanas têm medo de sofrer violência sexual. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

99.
SOLANO, E.. O poder na política. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

100.
SOLANO, E.. 'Se Aécio virar réu, retórica de que Lava-jato é seletiva começa a enfraquecer'. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

101.
SOLANO, E.. Une élection brésilienne suspendue au sort de Lula. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

102.
SOLANO, E.. La captura. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

103.
SOLANO, E.. 'A prisão de Lula é um ataque a todo o campo progressista'. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

104.
SOLANO, E.. El caso Lula, derivaciones en Brasil y en Latinoamérica. Esther Solano. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

105.
SOLANO, E.. E agora, Maria? COmo o feminismo deve reagir diante da simaptia por um candidato misógino?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

106.
SOLANO, E.. Entenda o que sustenta o pensamento de jovens de 16 a 24 que votam em Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

107.
SOLANO, E.. Quem são e que pensam as novas direitas brasileiras. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

108.
SOLANO, E.. Why people vote for Jair Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

109.
SOLANO, E.. Bolsonaro e a autoverdade. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

110.
SOLANO, E.. Bolsonaro na desputa pela estética da quebrada. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

111.
SOLANO, E.. Ataque fortalece campanha e legitima propostas de Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

112.
SOLANO, E.. Brésil : bataille en règle en vue des élections. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

113.
SOLANO, E.. Depuis sa cellule, Lula da Silva opte pour une stratégie risquée. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

114.
SOLANO, E.. La violencia entra de lleno en la campaña electoral brasileña tras el apuñalamiento de un candidato. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

115.
SOLANO, E.. Eleitor de Bolsonaro celebra embate com a Globo, crítica a kit gay e defesa de polícia letal. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

116.
SOLANO, E.. Datafolha reforça dilema petista entre esticar corda com Lula ou lançar Haddad. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

117.
SOLANO, E.. Esther Solano falsa sobre as eleições. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

118.
SOLANO, E.. Lula y después. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

119.
SOLANO, E.. DEBATE BAND: Esther Solano analisa estratégia de candidatos à presidência. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

120.
SOLANO, E.. Qual será o impacto do atentado contra Bolsonaro na corrida eleitoral?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

121.
SOLANO, E.. El auge de Bolsonaro y la muerte de la derecha, reflejos del odio en Brasil. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

122.
SOLANO, E.. Au Brésil, le rempart des femmes contre l?extrême droite. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

123.
SOLANO, E.. Agora, o Brasil é um país feito à medida de Bolsonaro. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

124.
SOLANO, E.. A right-wing populist is poised to become Brazil?s next president. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

125.
SOLANO, E.. 'Identidade da centro-direita foi posta em xeque' Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://www.valor.com.br/politica/5884403/identidade-da-centro-direita-foi-posta-em-xeque ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal e. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

126.
SOLANO, E.. Eleições 2018 levam ódio e desavença às relações. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

127.
SOLANO, E.. Discurso de ódio. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

128.
SOLANO, E.. Polarização influencia escolha de indecisos na reta final. 2018. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

129.
SOLANO, E.. Por que há ex-eleitores de Lula que votam em Bolsonaro?. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

130.
SOLANO, E.. Candidato da Irmandade Muçulmana vence eleições no Egito. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

131.
SOLANO, E.. ONU investiga responsável por ataque químico na Síria. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

132.
SOLANO, E.. Especialista aponta contexto sócio-econômico como motivação do movimento Black Bloc. 2013.

133.
SOLANO, E.. Ação da polícia nas manifestações. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

134.
SOLANO, E.. Raiva une 2ª geração de Black Blocs de São Paulo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

135.
SOLANO, E.. Complexidade dos ?Black Blocs? instiga pesquisa sobre o que representam estes grupos. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

136.
SOLANO, E.. Manifestações e Black Bloc. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

137.
SOLANO, E.. Manifestações e Black Bloc. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

138.
SOLANO, E.. Black Bloc, los jóvenes violentos que tienen en jaque a Brasil. 2013. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

139.
SOLANO, E.. White male cabinet raises fears of backsliding in diverse Brazil. 2016. (Programa de rádio ou TV/Comentário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 12:06:06