Bruno Neris Basto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7882124076876491
  • Última atualização do currículo em 15/12/2018


Investigações nas aproximações entre Antropologia e Planejamento. Atuando com assessoria técnica, ensino, pesquisa e extensão universitária com movimentos sociais, organizações não-governamentais e experiências de educação popular e comunitária. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Bruno Neris Basto
Nome em citações bibliográficas
BASTO, B. N.


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em Antropologia Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: As sobras de tudo que chamam lar. Casas, incerteza e valor numa favela sob o fantasma da remoção [provisório],
Orientador: Federico Guillermo Neiburg.
2012 - 2014
Mestrado em Planejamento Urbano e Regional.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: A firma, o território - uso comum e mobilização no sertão de Minas Gerais,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Henri Acselrad.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2011 - 2012
Especialização em Política e Planejamento Urbano. (Carga Horária: 360h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: A nova agenda do Banco Mundial para as áreas de uso comum (1975-2011).
Orientador: Henri Acselrad.
2007 - 2011
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2007 interrompida
Graduação interrompida em 2007 em Direito.
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, UNIRIO, Brasil.
Ano de interrupção: 2007




Formação Complementar


2017 - 2017
Extensão universitária em Ecologia Política do Desenvolvimento.
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
2015 - 2016
TecEscola. (Carga horária: 720h).
Recode, RECODE, Brasil.
2014 - 2014
Formação Continuada - Ensino de Jovens e Adultos (Sociologia). (Carga horária: 40h).
Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ, CECIERJ, Brasil.
2013 - 2013
Licenciamento Ambiental. (Carga horária: 18h).
Instituto Ecológico Aqualung, IEA, Brasil.
2009 - 2009
Software de Análise Qualitativa NVivo 8. (Carga horária: 30h).
Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
2009 - 2009
Software de Análise Quantitativa SPSS. (Carga horária: 6h).
Sociedade Brasileira de Sociologia, SBS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador do Núcleo de Antropologia da Política no Museu Nacional (NuAP/MN).

Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador do Núcleo de Pesquisas em Cultura e Economia no Museu Nacional (NuCEC/MN)

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador do Laboratório Estado, Trabalho, Território e Natureza - Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (ETTERN/IPPUR).

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 16
Outras informações
Bolsa de pesquisa da Fundação Universitária José Bonifácio no projeto "As políticas sociais empresariais e suas implicações para os direitos das populações atingidas por grandes projetos de desenvolvimento o caso da mineração na Amazônia brasileira". atividades na categoria Ensino no nível mestrado.

Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa PIBIC/CNPq. Orientação: Prof. Dr. Henri Acselrad.

Atividades

2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Pesquisa Planejamento Urbano e Regional, .


Governo do Estado do Rio de Janeiro, GOVERNO/RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Docente I, Carga horária: 16
Outras informações
Professor Docente I (16h) na Secretaria do Estado de Educação (SEEDUC) do Rio de Janeiro. Convocação: DOERJ ANO XXXIX nº 242 Parte I. Poder Executivo. Segunda-feira 30 de dezembro de 2013. P. 63. Nomeação : DOERJ ANO XL nº 028 PARTE I. Poder Executivo. Terça -feira 11 de fevereiro de 2014. P. 3.

Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Docente I, Carga horária: 16
Outras informações
Professor Docente I (16h) na Secretaria do Estado de Educação (SEEDUC) do Rio de Janeiro. Convocação: DOERJ ANO XL nº 173 PARTE 1. Poder Executivo. Quarta-feira 17 de setembro de 2014. P. 43. Nomeação: DOERJ ANO XL nº 218 PARTE I. Poder Executivo. Segunda-feira 24 de novembro de 2014. P. 5.

Atividades

2014 - Atual
Ensino,

Disciplinas ministradas
Sociologia
Filosofia

Associação Portuguesa de Antropologia, APA, Portugal.
Vínculo institucional

2016 - 2018
Vínculo: Sócio, Enquadramento Funcional: Membro efectivo


Centro de Agricultura Alternativa do Norte de Minas, CAA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Assessor Técnico, Carga horária: 6
Outras informações
Assessor técnico no levantamento social, económico e ambiental de populações rurais do Norte de Minas Gerais. Atividade de acompanhamento sociotécnico em gestão ambiental com unidades de veredas na região de Januária. Dados do projeto: FUNDEP Projeto: 17806 - AVG/UFMG/ICA/IRRADIACAO/MANEJO AGROCOSSISTEMAS Subprojeto: 1 - MANEJO AGROCOSSISTEMAS


Institute for Transportation and Development Policy, ITDP, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Contribuição na elaboração do Relatório de Avaliação sobre o BRT TransOeste na perspectiva dos cidadãos e da sustentabilidade urbana. Resultou na publicação do relatório "Impact Analysis of Transoeste Bus Rapid Transit System in Rio de Janeiro" - ITDP Brasil, 2013.


Escola Parque, ESCOLA PARQUE, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Professor voluntário no Projeto de Educação Comunitária da Escola Parque - PECEP. Sobre o projeto: http://pecep.wordpress.com/


Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa PIBIC/CNPq. Pesquisador do Laboratório de Comunicação e Saúde do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (LACES/ICICT). Orientação: Profa. Dra. Regina Maria Marteleto



Linhas de pesquisa


1.
Políticas Públicas, Meio Ambiente e Conflitos Sociais


Projetos de pesquisa


2015 - 2018
As políticas sociais empresariais e suas implicações para os direitos das populações atingidas por grandes projetos de desenvolvimento o caso da mineração na Amazônia brasileira
Descrição: A inserção da América Latina na economia internacional liberalizada tem sido acompanhada por uma crescente presença do setor empresarial na esfera política. Os diferentes Estados?nação têm-se empenhado em gerar condições favoráveis à atração de investimentos, o que tem resultado em níveis variáveis de desregulação social e ambiental. Nas economias latino-americanas, os processos de acumulação têm assumido uma forma extensiva, expressa notadamente na expansão territorial das frentes da mineração, do agronegócio, monoculturas de árvores, exploração de petróleo e gás. A aplicação das políticas orientadas por preceitos de desregulação de diversos âmbitos e assuntos públicos provocou uma reacomodação nas relações de força em favor de empresas de grande porte, nos planos nacional como local. Tem-se observado, ao longo destes processos, a adoção de políticas empresariais que visam intervir na forma como são conduzidos os assuntos públicos e os processos de decisão, entre outros, aqueles relativos às formas de apropriação de territórios e dos recursos ambientais neles contidos. Observa-se, através de tal incidência, o estabelecimento de situações sociais que tendem a comprometer a reprodução sociocultural de grupos sociais e étnicos que vêm-se fragilizados pelos constrangimentos econômicos, pela desproteção legal e por frequentes esforços de deslegitimação de suas reivindicações, ainda que sendo objeto de políticas empresariais ditas compensatórias ou de responsabilidade social. O presente projeto procura compreender os sentidos, as estratégias e os efeitos sociais daquilo que, sob a denominação de políticas de responsabilidade social empresarial, tem configurado um espectro de práticas voltado à legitimação de grandes projetos de exploração mineral em curso na região Norte do país. Buscar-se-á explorar os elementos de informação e análise que permitam caracterizar as condições nas quais as chamadas ações sociais das empresas, associadas a renovados discursos e práticas de filantropia, ?governança?, ?responsabilidade social? e ?investimento social privado? - são acionadas, assim como discutir suas implicações para as condições de vida e exercício de direitos de habitantes de núcleos urbanos, de pequenos produtores rurais, povos e comunidades tradicionais atingidos por tais projetos e ações..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2014
Disputas territoriais e disputas cartográficas a constituição de sujeitos cartografantes
Descrição: Conflitos ambientais têm dado origem a disputas que se desdobram no plano das representações do espaço: os mapeamentos participativos ou as cartografias sociais podem constituir modos de apropriação das novas tecnologias por grupos sociais subalternos, mas também meios de apropriação dos conhecimentos tradicionais por interesses dominantes. O presente projeto propõe-se a acompanhar e discutir criticamente as experiências de cartografia social e mapeamento participativo no país à luz da seguinte questão: quem é o sujeito das experiências de inclusão de populações locais nas práticas cartográficas?.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Bruno Neris Basto - Integrante / Henri Acselrad - Coordenador / Wendell Ficher de Assis - Integrante / Ana Maria Daou - Integrante / André Dumans Guedes - Integrante / Gabriela Scotto - Integrante / Edwin Muñoz Gaviria - Integrante / Valter do Carmo Cruz - Integrante / Jorge Montenegro - Integrante / Andrey Cordeiro Ferreira - Integrante.Financiador(es): Fundação Ford - Bolsa.
2008 - 2010
Experiências em cartografia social e mapeamento participativo
Descrição: A pesquisa visa fazer um balanço sistematizado das experiências de cartografia social ou mapeamento participativo envolvendo sujeitos coletivos que afirmam suas identidades territoriais no Brasil, bem como explicitar os quadros conceituais que justificam e orientam tais experiências..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
O campo da saúde, sua constituição e autonomização: uma abordagem baseada em Bourdieu e Hjørland
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (1) .
Integrantes: Bruno Neris Basto - Integrante / Regina Maria Marteleto - Coordenador / Marcus Vinicius Pereira da Silva - Integrante / Luciana Alves Barbio - Integrante / Aleixina Maria Lopes Andalécio - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1


Projetos de extensão


2018 - Atual
Entre cidades de direito e cidades de privilégio: disputando narrativas na Comunidade Indiana Tijuca
Descrição: As ações do projeto fortalecerão a aproximação da discussão concernente ao direito à cidade entre a universidade e as moradoras e moradores da Favela Indiana Tijuca, situada no Rio de Janeiro, que, de acordo com o Censo de 2010 realizado pelo IBGE, totalizava 887 habitantes, residindo em 298 domicílios. Quanto aos moradores e moradoras, estão incluídas principalmente crianças e jovens na faixa etária de 08 a 16 anos, lideranças locais e representantes de instituições ligadas à comunidade, como a Defensoria Pública Geral do Estado do Rio de Janeiro..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Bruno Neris Basto - Integrante / Bruna Garritano Ferreira - Integrante / Elisa Martins Silva - Integrante / Phillipe Antonio Araujo Pereira - Integrante / Jaqueline Sério da Costa - Integrante / Julia Sant'Anna Gomes de Rezende - Integrante / Lucas Gabriel de Matos Santos - Integrante / Luisa Pflueger de Farias - Integrante / Rafaella Consoli Rodrigues - Integrante / Roberta Priscila Brasilino Barbosa - Integrante / Edwin Alberto Muñoz Gaviria - Coordenador / Heloisa Teixeira Firmo - Integrante / José Paulo Soares de Azevedo - Integrante / Pedro Paulo Gastalho de Bicalho - Integrante / Vera Regina Tângari - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional / Subárea: Planejamento Ambiental.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2016
Aprovação e Classificação em 7° lugar - Processo seletivo para Doutorado em Antropologia Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
2015
Indicação IPPUR/UFRJ - Melhor Dissertação em Sociologia Rural, SOBER - Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural.
2014
Aprovação e Classificação em 7° lugar - Concurso Público para Professor Docente I 16h e 30h. Disciplina Sociologia, Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro.
2014
Aprovação e Classificação em 6° lugar - Concurso Público para Professor Docente I 16h e 30h. Disciplina Sociologia, Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro.
2014
Excelência Acadêmica - Dissertação de Mestrado em Planejamento Urbano e Regional, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
2012
Aprovação e Classificação em 1° lugar - Processo seletivo para Mestrado em Planejamento Urbano e Regional, Universidade Federal do Rio de Janeiro.
2010
3° lugar - XVI Semana de Planejamento Urbano e Regional: Melhor Apresentação em Pôster. O Banco Mundial e as Áreas de Uso Comum, Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Produções



Produção bibliográfica
Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BASTO, B. N.. Anúncios de São Roque. Observatório de Imprensa.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BASTO, B. N.. Histórico das posições do Banco Mundial com relação às áreas de uso comum. In: III Encontro ETTERN - Globalização, Políticas Territoriais, Meio Ambiente e Conflitos Sociais, 2012, Vassouras. Anais do III Encontro ETTERN. Rio de Janeiro: ETTERN, 2012.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BASTO, B. N.. Posse, propriedade e sistemas de uso comum nos sertões brasileiros - considerações a partir do Norte de Minas Gerais. In: 39 Encontro Anual da ANPOCS - Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Ciências Sociais, 2015, Caxambu. Anais do 39 Encontro Anual da ANPOCS, 2015.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BASTO, B. N.. A revitalização dos comuns no Norte de Minas Gerais. In: VI Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2016, Coimbra. Anais do VI Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia.

2.
BASTO, B. N.. Terra de uso comum e unidades de mobilização: notas a partir das identidades territoriais do Norte de Minas Gerais. In: XVIII Semana de Planejamento Urbano e Regional, 2012, Rio de Janeiro. Anais da XVIII Semana de Planejamento Urbano e Regional. Rio de Janeiro: IPPUR/UFRJ, 2012.

3.
BASTO, B. N.. O Banco Mundial e as Áreas de Uso Comum. In: XVI Semana de Planejamento Urbano e Regional, 2010, Rio de Janeiro. Anais da XVI Semana de Planejamento Urbano e Regional, 2010.

Apresentações de Trabalho
1.
FERREIRA, B. G. ; BASTO, B. N. ; COSTA, J. S. ; SILVA, E. M. ; SANTOS, L. G. M. ; RODRIGUES, R. C. ; FARIAS, L. P. ; REZENDE, J. S. G. ; BARBOSA, R. P. B. ; BICALHO, P. P. G. . Cidades de direito, cidades de privilégio: o cinema como mobilizador social e instrumento de luta política na Comunidade Indiana Tijuca. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
SANTOS, L. G. M. ; RODRIGUES, R. C. ; SILVA, E. M. ; FERREIRA, B. G. ; FARIAS, L. P. ; COSTA, J. S. ; BASTO, B. N. ; REZENDE, J. S. G. ; BARBOSA, R. P. B. . Construindo outras narrativas sobre o Rio Maracanã junto a moradoras e moradores da Comunidade Indiana Tijuca. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
BASTO, B. N.; REZENDE, J. S. G. . Do celular à cidade: o olhar das crianças numa favela carioca. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
COSTA, J. S. ; SANTOS, L. G. M. ; BARBOSA, R. P. B. ; SILVA, E. M. ; BASTO, B. N. . Psicologia e Direito à Cidade: construindo outras narrativas na Comunidade Indiana Tijuca. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
BASTO, B. N.. Cadastro Ambiental Rural e povos tradicionais. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
BASTO, B. N.. A revitalização dos comuns no norte de Minas Gerais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
BASTO, B. N.. Da norma à política - relações entre povos e comunidades tradicionais e o Cadastro Ambiental Rural. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
BASTO, B. N.. Da norma à política - povos e comunidades tradicionais e a politização do Cadastro Ambiental Rural. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
BASTO, B. N.. Ética escolar: a justa medida aristotélica e a diversidade cultural. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
BASTO, B. N.. Posse, propriedade e sistemas de uso comum - considerações a partir do Norte de Minas Gerais. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
BASTO, B. N.. Terra de uso comum e unidades de mobilização: notas a partir das identidades territoriais do Norte de Minas Gerais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
BASTO, B. N.; MUNIZ, J. R. . Mapeamentos, tramas territoriais e políticas para conservação da biodiversidade: as experiências de cartografia social em Unidades de Conservação no Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
BASTO, B. N.; MUNIZ, J. R. . Estratégias interventivas do Banco Mundial e os regimes de propriedade comum. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
BASTO, B. N.; MUNIZ, J. R. . Lutas por direitos territoriais: as experiências em cartografia social de quilombolas no Brasil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
BASTO, B. N.. O Banco Mundial e as Áreas de Uso Comum. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
BASTO, B. N.. Cartografia Social e Território: a experiência de comunidades extrativistas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
BASTO, B. N.; TORRES, P. H. C. . O campo da saúde, sua constituição e autonomização: uma abordagem baseada em Bourdieu e Hjørland. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
TORRES, P. H. C. ; BASTO, B. N. . Ensino de Sociologia e Educação Ambiental: práticas e saberes em sala de aula. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
BASTO, B. N.. Cartografia Social e Território: a experiência de comunidades extrativistas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
BASTO, B. N.; TORRES, P. H. C. . Impact Analysis of Transoeste Bus Rapid Transit System in Rio de Janeiro. 2013.

Trabalhos técnicos
1.
BASTO, B. N.. Avaliador de Resumos na 9° Semana de Integração Acadêmica da UFRJ. 2018.

2.
BASTO, B. N.. Avaliador de Resumos na 8° Semana de Integração Acadêmica da UFRJ. 2017.

3.
BASTO, B. N.. Relatório socioeconômico e para gestão ambiental junto a comunidades rurais do Norte de Minas. 2013.


Demais tipos de produção técnica
1.
BASTO, B. N.. Povos e comunidades tradicionais e o Cadastro Ambiental Rural. 2016. (Relatório de pesquisa).

2.
BASTO, B. N.. Relatório do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica/CNPq. 2011. (Relatório de pesquisa).

3.
BASTO, B. N.. Relatório do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica UFRJ/CNPq. 2010. (Relatório de pesquisa).

4.
BASTO, B. N.. Relatório do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica/CNPq. 2009. (Relatório de pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
12° Mostra Regional de Práticas em Psicologia. Psicologia e Direito à Cidade: construindo outras narrativas na Comunidade Indiana Tijuca. 2018. (Exposição).

2.
9° Semana de Integração Acadêmica da UFRJ. Cidades de Direito, Cidades de Privilégio: o cinema como mobilizador social e instrumento de luta política na Comunidade Indiana Tijuca. 2018. (Feira).

3.
Curso de Extensão - Grandes Corporações e Direitos Humanos.Cadastro Ambiental Rural e povos tradicionais. 2018. (Oficina).

4.
XI Simpósio Internacional sobre Espaço e Cultura.Do celular à cidade: o olhar das crianças numa favela carioca. 2018. (Simpósio).

5.
IV Colóquio Internacional sobre Povos e Comunidades Tradicionais. Da norma à política - Povos e comunidades tradicionais e a politização do Cadastro Ambiental Rural. 2016. (Congresso).

6.
VI Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia. A revitalização dos comuns no norte de Minas Gerais. 2016. (Congresso).

7.
V Seminário Fluminense de Sociologia.Da norma à política - relações entre povos e comunidades tradicionais e o Cadastro Ambiental Rural. 2016. (Seminário).

8.
39° Encontro Nacional da ANPOCS.Posse, propriedade e sistemas de uso comum nos sertões brasileiros -considerações a partir do Norte de Minas Gerais. 2015. (Encontro).

9.
III Encontro ETTERN.Histórico das posições do Banco Mundial com relação às áreas de uso comum. 2012. (Encontro).

10.
XVIII Semana de Planejamento Urbano e Regional.Terra de uso comum e unidades de mobilização: notas a partir das identidades territoriais do Norte de Minas Gerais. 2012. (Seminário).

11.
XIV ENANPUR - Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional (ANPUR).Mapeamentos, tramas territoriais e políticas para conservação da biodiversidade: as experiências de cartografia social em Unidades de Conservação no Brasil. 2011. (Encontro).

12.
XV Congresso Brasileiro de Sociologia. Estratégias interventivas do Banco Mundial e os regimes de propriedade comum. 2011. (Congresso).

13.
10° Fórum Social Mundial. 2010. (Congresso).

14.
Seminário Cartografias Sociais e Território na América Latina.Cartografia Social e Território: a experiência de comunidades extrativistas. 2010. (Seminário).

15.
XVI Semana de Planejamento Urbano e Regional.O Banco Mundial e as Áreas de Uso Comum. 2010. (Seminário).

16.
9º Fórum Social Mundial. 2009. (Congresso).

17.
I ENESEB - Encontro Nacional Sobre o Ensino de Sociologia na Educação Básica. Ensino de Sociologia e Educação Ambiental: práticas e saberes em sala de aula. 2009. (Congresso).

18.
XIV Congresso Brasileiro de Sociologia. O campo da saúde, sua constituição e autonomização: uma abordagem baseada em Bourdieu e Hjørland. 2009. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BASTO, B. N.; LOCKE, G. . Amazônia: Povos e Comunidades Tradicionais. 2011. (Exposição).

2.
ACSELRAD, H. ; PINTO, R. G. ; BASTO, B. N. ; SILVA, D. V. F. ; LACERDA, N. . Seminário Cartografias Sociais e Território na América Latina. 2010. (Congresso).

3.
BASTO, B. N.. I ENESEB - Encontro Nacional Sobre o Ensino de Sociologia na Educação Básica. 2009. (Congresso).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
BASTO, B. N.. Ética escolar: a justa medida aristotélica e a diversidade cultural. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 4:57:31