Luísa Simon

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4448336185117375
  • Última atualização do currículo em 29/05/2017


Atualmente é assistente de pesquisa na Unidade de Inovação e Tecnologia (UNITEC) - UNISINOS no projeto do Greentech Park. É mestre em Otimização de Processos para a Minimização de Resíduos Industriais pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e formada Engenharia de Produção-Mecânica, ambos na Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS. Estudou na Sungkyunkwan University, Coreia do Sul, pelo programa Ciência sem Fronteiras de agosto de 2012 a agosto de 2013. Participou de projetos de pesquisa na área de Produção mais Limpa e gerenciamento de resíduos, também na UNISINOS. Tem experiência na área de Produção mais Limpa e Sistemas da Qualidade, tendo realizado estágio em empresas multinacionais como MWM International Motores (Brasil), Hyundai Mobis e Hana Micron (Coreia do Sul). Nas duas últimas atuou nas áreas de Sistemas de Segurança Automotiva e Pesquisa e Desenvolvimento de Encapsulamento de Semicondutores, respectivamente. É professora convidada nos MBA de Engenharia de Produção, Qualidade e Logística e Gestão de Projetos na IERGS/UNIASSELVI. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luísa Simon
Nome em citações bibliográficas
SIMON, L.;SIMON, LUÍSA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas.
Avenida Unisinos
São João Batista
93022000 - São Leopoldo, RS - Brasil
Telefone: (051) 35911122
Ramal: 1769
URL da Homepage: www.unisinos.br


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2016
Mestrado em Engenharia Civil.
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Título: Avaliação ambiental e econômica do processo de limpeza para a reciclagem do cavaco metálico contaminado com fluido de corte oriundo do processo de usinagem,Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Carlos Alberto Mendes Moraes.
Coorientador: Regina Célia Espinosa Modolo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2007 - 2014
Graduação em Engenharia de Produção.
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Título: Proposta para Limpeza e Reaproveitamento do Cavaco Metálico Oriundo do Processo de Usinagem.
Orientador: Carlos Alberto Mendes Moraes.




Formação Complementar


2016 - 2016
Interpretação, Aplicação e Monitoramento de Licenças Ambientais. (Carga horária: 8h).
Bee Assessoria & Consultoria, BEE, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Introdução ao Encapsulamento de Semicondutores. (Carga horária: 20h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
2015 - 2015
Extensão universitária em Perícia Ambiental. (Carga horária: 12h).
Ecossis Soluções Ambientais, ECOSSIS, Brasil.
2014 - 2014
Plágio ? entenda os riscos e saiba como evitar.... (Carga horária: 15h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
2014 - 2014
Bases de Dados da Elsevier: Science Direct.... (Carga horária: 3h).
Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
2012 - 2013
Extensão universitária em Material Science Engineering.
Sungkyunkwan University Suwon, SKKU, Coréia do Sul.
2008 - 2008
Planejamento e controle de produção.
SENAI - Departamento Regional do Rio Grande do Sul, SENAI/DR/RS, Brasil.


Atuação Profissional



Hyundai Motor Group - Hyundai Mobis, South Korea, HYUNDAI MOBIS, Coréia do Sul.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiária, Engenharia de Segurança, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisa e apresentações sobre o mercado automotivo brasileiro e os principais fornecedores automotivos concorrentes da Hyundai Mobis. Estudo sobre o funcionamento de cintos de segurança e air bags e as novas tecnologias desenvolvidas pela empresa. Oportunidade de presenciar testes de batida de carros com testes nas novas tecnologias de cinto de segurança e air bag e seus respectivos sensors.


Hana Micron, HANA, Coréia do Sul.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Área de pesquisa e desenvolvimento, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


MWM INTERNATIONAL Motores, MWM, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Esttagiária de Sistemas da Qualidade, Carga horária: 30
Outras informações
Elaboração de fluxogramas e procedimentos de processos baseados na ISO 16949 e ISO 14001 para plantas da empresa localizadas no Brasil e Argentina.Auditorias internas da qualidade a fim de manter o sistema de gestão da qualidade baseado na ISO 16949.


Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa I, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Assistente de Pesquisa da Unidade de Inovação e Tecnologia (Unitec) trabalhando no projeto do Greentech Park.

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista CAPES PROSUP para desenvolvimento de dissertação de mestrado intitulado "Avaliação ambiental e econômica do processo de limpeza para a reciclagem do cavaco metálico contaminado com fluido de corte"

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Funcionária, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Funcionária da área de Unidade de Negócios e Relações Internacionais,

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Contrato temporário, Enquadramento Funcional: Contratado por 3 meses, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Trabalhou na Reitoria da Universidade dando suporte ao 3º Fórum Brasil-Coréia do Sul em Ciência, Tecnologia e Inovação - CAPES/PAEP.

Vínculo institucional

2008 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Bolsista do projeto de minimização da geração de resíduos baseado no programa de produção mais limpa.

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Laboratório de Metalurgia Física e Fundição, Carga horária: 20


Faculdade do Grupo UNIASSELVI, FAMESUL, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor convidado

Atividades

11/2016 - 12/2016
Ensino, MBA em Gerenciamento de Projetos, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Análise de Viabilidade de Projetos
09/2016 - 10/2016
Ensino, MBA em Engenharia de Produção, Qualidade e Logística, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Engenharia Econômica
09/2016 - 09/2016
Ensino, MBA em Engenharia de Produção, Qualidade e Logística, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Engenharia Econômica


Projetos de pesquisa


2011 - Atual
MONITORAMENTO DO PROGRAMA DE PRODUCAO MAIS LIMPA E DE MEIO AMBIENTE DA FUNDIÇÃO LORSCHEITTER
Descrição: O projeto está dividido em três etapas, sendo: 1. Monitoramento do programa de produção mais limpa, oportunidades implementadas, indicadores ambientais e econômicos, novas oportunidades de melhoria. 2. Avaliação da qualidade da água e do solo do pátio e áreas próximas da empresa Metalúrgica Lorscheitter Ltda., através de coletas periódicas e em pontos pré determinados no período de Junho de 2011 a Maio de 2012 e, 3. Caracterização física, química e ambiental da areia verde para possível uso em asfalto ou como adição na fabricação de bloqueto de concreto para pavimentação. O enfoque à produção sustentada e voltada para alternativas ecologicamente corretas, aliadas a um mercado crescente consumidor desses produtos, nos dá a certeza que é mister aceitar o desafio da produção integrada com o meio ambiente. Neste contexto, procurar identificar, caracterizar e avaliar quantitativa e qualitativamente, os impactos ambientais num determinado ecossistema, buscando um melhor índice de eficiência dentro do Programa P+L, incorporando a variável ambiental, como forma de melhorar a produtividade, em função de um correto planejamento e uso dos recursos naturais. Uma forma de avaliar os impactos ambientais num determinado ecossistema, é através do monitoramento da qualidade da água e do solo. A metodologia empregada para este fim é a aplicação de alguns indicadores que consistem de variáveis que se correlacionam com as alterações sejam estas de origens antrópicas ou naturais. A idéia do monitoramento surgiu a partir das discussões e necessidade de se avaliar a qualidade da água do arroio que passa nos fundos da propriedade da empresa, que geograficamente pertence a Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos. Em relação ao reaproveitamento da areia verde em asfalto será realizada uma caracterização ambiental desta areia com o intuito de classificá-la ambientalmente e ensaios físicos e químicos para ver viabilidade do uso.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Mestrado acadêmico: (5) .
Integrantes: Luísa Simon - Integrante / Daiane Calheiro - Integrante / Daniel Canello Pires - Integrante / Carlos Alberto Mendes Moraes - Coordenador / Maria Géssica Dantas Rocha - Integrante / Tuane Alves da Silva - Integrante / Ademir Fidelis - Integrante / Mauricio Veronez - Integrante / Suzete Schneider Nunes - Integrante / Johny Anderson Severo - Integrante / Wagnner dos Passos da Silva - Integrante / Guilherme Luis Roehe Vaccaro - Integrante / Matheus Pielechovski Ferro - Integrante / Samanta do Nascimento Jandrey - Integrante / Jacson Castro - Integrante / Ana Maria Graff Flores - Integrante / Daniel Proszek - Integrante / Jamardo Torres de Almeida - Integrante / Feliciane Andrade Brehm - Integrante / Cynthia Fleming Batalha da Silveira - Integrante / karine Bastos dos Santos - Integrante / Aline Scheid Stoffel - Integrante / Leandro Moosher - Integrante / Gabriela Malgarin de Lima - Integrante.
2009 - 2013
Desenvolvimento tecnológico para regeneração combinada mecânico-térmico de areias fenólicas de fundição
Descrição: As indústrias metalúrgicas instaladas no Brasil produzem anualmente dois milhões de toneladas areia de fundição descartadas depois de utilizadas na moldagem de peças metálicas, geralmente contaminadas por fenol, produto químico orgânico encontrado em resinas, utilizado para conferir resistência ao molde de areia. A gestão ambiental deste resíduo deve ser avaliada do ponto de vista de minimização (produção mais limpa), adequação através de correta segregação do resíduo ainda gerado para propiciar sua reciclagem interna (desenvolvimento de processo de regeneração), e reciclagem externa como co-produto do excedente de resíduos após regeneração. A regeneração de areias de fundição descartadas é uma técnica que possibilita a remoção de cerca de 90% do material poluente (resinas e ligantes), e permite a reutilização da areia regenerada em processos de moldagem que exigem areia limpa. Este projeto tem como objetivo global promover a reciclagem interna de excedentes de areia verde e areia fenólica, utilizadas no processo de fundição de ferro fundido da LORSCH, tratadas pelo processo de regeneração. Os objetivos específicos deste projeto, são: (i) Implementação do programa de produção mais limpa para identificar, minimizar a geração de resíduos sólidos, qualificar a partir de adequada segregação a areia usada a ser regenerada. (ii) Desenvolver um processo de regeneração combinada mecânico-térmicomecânico de areias fenólicas, auto-sustentável, com aproveitamento do calor dos gases de exaustão de forno rotativos para obtenção da temperatura de calcinação da areia e com reaproveitamento de água gerada no processo de regeneração no circuito de resfriamento do forno. (iii) Desenvolvimento tecnológico de um equipamento Protótipo e a produção de um equipamento industrial para a regeneração mecânica de areias verdes e a regeneração combinada mecânica e térmica de areias fenólicas; (iv) Obter areias base regeneradas com características morfológicas, físicas e químicas que permitam a..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Luísa Simon - Integrante / Daiane Calheiro - Integrante / Daniel Canello Pires - Integrante / Amanda Gonçalves Kieling - Integrante / Carlos Alberto Mendes Moraes - Coordenador / Cynthia Fleming Batalha Silveira - Integrante / Maria Géssica Dantas Rocha - Integrante / Johny Anderson Severo - Integrante / Wagnner dos Passos da Silva - Integrante / Matheus Pielechovski Ferro - Integrante / Samanta do Nascimento Jandrey - Integrante / Jacson Castro - Integrante / Ana Maria Graff Flores - Integrante / Daniel Proszek - Integrante / Feliciane Andrade Brehm - Integrante / karine Bastos dos Santos - Integrante / Aline Scheid Stoffel - Integrante / Gabriela Malgarin de Lima - Integrante / Francisco de OLiveira Neto - Integrante / Rodrigo Crippa Gaspar - Integrante / Geovani Lorscheitter - Integrante / Lucas de Souza Machado - Integrante.
2008 - 2012
Aplicação do programa de produção mais limpa na minimização e valorização de resíduos industriais
Descrição: A indústria metalúrgica, de forma geral, vem sendo cada vez mais pressionada para atender as exigências da legislação ambiental quanto a seu desempenho ambiental no sentido de controlar a geração de resíduos, dar destinação adequada para os mesmos, e mais recentemente, como estabelecer formas de prevenção da poluição. Estas empresas também vêm sendo muito pressionadas pelo mercado, tornando a gestão ambiental uma área cada vez mais envolvida e valorizada, como um fator de melhoria de qualidade de seus produtos comercializados. Neste sentido, ao minimizarem a geração de seus resíduos buscando melhorias no seu processo produtivo, segregarem adequadamente seus resíduos, e estabelecerem critérios para transformá-los em co-produtos através de sua reciclagem interna e externa priorizam assim estas ações frente à tradicional decisão de enclausurá-los em aterros industriais. Para avaliar estas potencialidades, paralelamente aos estudos experimentais e aplicados, será utilizado o método de análise de ciclo de vida ambiental e econômica para melhor avaliar as possibilidades de aplicação das oportunidades de produção mais limpa em indústrias metalúrgicas (siderurgia e fundição) e na valorização dos resíduos ainda descartados, como co-produtos para reciclagem interna ou externa, destas e de outras indústrias, com foco na indústria da construção civil atribuindo valor agregado a este co-produto. Este projeto principal apresenta um diferencial no sentido de que, mesmo que exista uma vasta gama de estudos de alternativas já testadas da reciclagem de resíduos na construção civil, poucas consideram os aspectos relacionados à busca da melhor qualidade do resíduo quando gerado e segregado junto à fonte de origem. Além disso, devem-se considerar os aspectos ambientais, técnicos e econômicos no sentido de agregar valor a este agora denominado co-produto da empresa que o produz e garantir que sua reciclagem obedeça aos princípios de desenvolvimento sustentável.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Luísa Simon - Integrante / Clarissa de Oliveira Arend - Integrante / Daiane Calheiro - Integrante / Daniel Canello Pires - Integrante / Amanda Gonçalves Kieling - Integrante / Carlos Alberto Mendes Moraes - Coordenador / Wagnner dos Passos da Silva - Integrante / Matheus Pielechovski Ferro - Integrante / Feliciane Andrade Brehm - Integrante / Claudio de Souza Kazmierczak - Integrante / Lisiane Kleinkauf da Rocha - Integrante / Marlova Piva Kulakowski - Integrante / Francisco de OLiveira Neto - Integrante / Rosângela Andréia Bersch - Integrante / Marília Duarte Cardoso - Integrante / Mônica Vargas - Integrante / Queli Viviane da Silva - Integrante / Gabrielle Lanzony - Integrante / Clairton dos Santos - Integrante.
2006 - Atual
Reciclagem de cavacos de alumínio gerados em usinagem
Descrição: O presente projeto pretende mostrar focado em ferramentas do programa de produção mais limpa, atualmente em implementação em laboratórios da Engenharia Mecânica da UNISINOS, como ações de melhorias contínuas do Sistema de Gestão Ambiental UNISINOS. Pensando em redução de custos e principalmente em minimizar o impacto ambiental que é o grande objetivo do Sistema de Gestão Ambiental (SGA) da Unisinos, foi iniciado este estudo para o reaproveitamento dos resíduos oriundos do processo de usinagem. Este resíduo denominado cavaco, por ser um metal contaminado com óleo, é Classe I perigoso - de acordo com a ABNT 10004/2004, não podia ser reaproveitado sendo encaminhado para a central de resíduos para disposição final, por não possuir valor agregado como sucata. Os laboratórios geradores de cavacos de alumínio, visando não o descarte, mas a reinserção destes resíduos na forma de matéria-prima para usinagem através de uma série de procedimentos. Este projeto apresenta um nova metodologia de limpeza dos cavacos, sua fusão e produção de peças utilizadas nos processos de usinagem posteriormente, e a readequação do efluente e resíduos sólidos gerados na limpeza dos cavacos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Alemão
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2015
Menção Honrosa Trabalho Apresentado: Análise de Métodos de Reaproveitamento de Cavaco Metálico Contaminado Considerando Abordagens de Ecoeficiência e Ecoefetividade, 5th International Workshop Advances in Cleaner Production.
2015
4º Lugar Categoria Ideia: Lavagem de Resíduos de Usinagem - LRU na 4ª edição do Prêmio Padre Francisco Xavier Roser SJ de Empreendedorismo de Inovação, Parque Tecnológico São Leopoldo - TECNOSINOS e Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SIMON, LUÍSA2017 SIMON, LUÍSA; MORAES, CARLOS A.M. ; MODOLO, REGINA C.E. ; VARGAS, MÔNICA ; CALHEIRO, DAIANE ; BREHM, FELICIANE A. . Recycling of contaminated metallic chip based on eco-efficiency and eco-effectiveness approaches. JOURNAL OF CLEANER PRODUCTION, v. 153, p. 417-424, 2017.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SIMON, L.; VARGAS, M. ; MORAES, C. A. M. . Análise de métodos de reaproveitamento de cavaco metálico contaminado considerando abordagens de ecoeficiência e ecoefetividade. In: 6º Forum Internacional de Resíduos Sólidos, 2015, São José dos Campos. Anais do 6º Fprum Internacional de Resíduos Sólidos, 2015.

2.
MORAES, C. A. M. ; SIMON, L. ; VARGAS, M. . Análise de métodos de reaproveitamento de cavaco metálico contaminado considerando abordagens de ecoeficiência e ecoefetividade. In: 5th International Workshop on Advances in Cleaner Production, 2015, São Paulo. Proceedings do 5th International Workshop on Advances in Cleaner Production, 2015. v. 1. p. 1-8.

3.
Stoffel, Aline Scheid ; MORAES, C. A. M. ; SILVEIRA, C. F. B. ; CALHEIRO, D. ; SIMON, L. . AVALIAÇÃO AMBIENTAL DE DUAS FORMAS DE CUSTOMIZAÇÃO DE CAMISETAS PARA DIVULGAÇÃO DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM UMA INDÚSTRIA. In: 26º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2011, Porto Alegre. Anais do 26º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 2011. p. 1-11.

4.
AREND, C. O. ; CALHEIRO, D. ; MORAES, C.A.M ; SIMON, L. ; PIRES, D. C. ; KIELING, A. G. . Avaliação dos Aspectos e Impactos Ambientais de uma indústria de fundição. In: 65° Congresso Internacional da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM, 2010, Rio de Janeiro. Anais do 65° Congresso Internacional da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM, 2010.

5.
SIMON, L.; MORAES, C.A.M ; KIELING, A. G. ; CALHEIRO, D. ; VEREZ, R. B. ; ZEZZI, T. S. . Caracterização físico-química de luvas exotérmicas utilizadas como isolantes térmicos em processos de fundição. In: 65° Congresso Internacional da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM, 2010, Rio de Janeiro. Anais do 65° Congresso Internacional da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM, 2010.

6.
MORAES, C.A.M ; VEREZ, R. B. ; ZEZZI, T. S. ; SIMON, L. ; CALHEIRO, D. ; SILVA, J. T. M. . Gestão e recuperação de resíduos gerados em laboratórios de metalurgia. In: 65° Congresso Internacional da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM, 2010, Rio de Janeiro. Anais 65° Congresso Internacional da Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM, 2010.

7.
AREND, C. O. ; MORAES, C.A.M ; CALHEIRO, D. ; OLIVEIRA NETO, F. ; SIMON, L. . Minimização de resíduos em pequenas fundições: limites e avanços.. In: V Forum Internacional de Produção Mais Limpa, 2009, Porto Alegre. Anais do V Forum internacional de Produção Mais Limpa, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
SIMON, L.; VARGAS, M. ; MORAES, C. A. M. . Análise de métodos de reaproveitamento de cavaco metálico contaminado considerando abordagens de ecoeficiência e ecoefetividade. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SIMON, L.; ZEZZI, T. S. ; VEREZ, R. B. . Caracterização físico-química de luvas exotérmicas utilizadas como isolantes térmicos em processos de fundição. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SIMON, L.; TROIAN, C. . Proposta de um plano de gerenciamento de resíduos sólidos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
PIRES, D. C. ; KIELING, A. G. ; CALHEIRO, D. ; SIMON, L. ; AREND, C. O. . Avaliação dos aspectos e impactos ambientais de uma indústria de fundição. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
MORAES, C. A. M. ; ZEZZI, T. S. ; VEREZ, R. B. ; SIMON, L. ; SILVA, J. T. M. ; CALHEIRO, D. . Gestão e recuperação de resíduos gerados em laboratórios de metalurgia física. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
AREND, C. O. ; SIMON, L. . Minimização de impactos ambientais no setor de fundição através da ferramenta de produção mais limpa.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
SIMON, L.; AREND, C. O. . Estudo para implementação da metodologia de Produção mais Limpa em uma empresa de fundição.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
SIMON, L.; AREND, C. O. . Identificação de oportunidades para implementação do programa de Produção mais Limpa em empresa de fundição. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Demais tipos de produção técnica
1.
AREND, C. O. ; SIMON, L. . Workshop Cradle to Cradle. 2016. .

2.
SIMON, L.; AREND, C. O. . Cradle to Cradle. 2015. .

3.
SIMON, L.; MACIEL, E. F. . Produção mais Limpa. 2015. .

4.
SIMON, L.; AREND, C. O. . Cradle to Cradle. 2015. .

5.
AREND, C. O. ; PIRES, D. C. ; SIMON, L. . Produção mais Limpa. 2009. .



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
7º Forum Internacional de Resíduos Sólidos. 2016. 2016. (Congresso).

2.
4° Prêmio Padre Francisco Xavier Roser S.J. de empreendedorismo de inovação.Capacitação de 24 horas.. 2015. (Outra).

3.
6º Forum Internacional de Resíduos Sólidos. Análise de métodos de reaproveitamento de cavaco metálico contaminado considerando abordagens de ecoeficiência e ecoefetividade. 2015. (Congresso).

4.
IV Seminário de Gestão Sustentável de Resíduos Sólidos: Cidade Bem Tratada. 2015. (Seminário).

5.
4º Forum Brasil Coreia do Sul. 2014. (Outra).

6.
3º Forum Brasil Coreia do Sul. 2013. (Outra).

7.
1º Forum Brasil Coreia do Sul. 2011. (Outra).

8.
65º Congresso da ABM. Gestão e recuperação de resíduos gerados em laboratórios de metalurgia. 2010. (Congresso).

9.
II Congresso Internacional de Inovação - FIERGS. 2009. (Congresso).

10.
III Seminário sobre Tecnologias Limpas e V Forum Internacional de Produção Mais Limpa.Minimização de resíduos em pequenas fundições: limites e avanços. 2009. (Seminário).

11.
ENGEMA - Encontro Nacional de Gestão Empresarial e Meio Ambiente.. 2008. (Congresso).

12.
FIEMA - Feira Internacional de Tecnologia em Meio Ambiente.. 2008. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MATOS, A. C. ; MORAES, C. A. M. ; FERNANDES, I. J. ; SIMON, L. ; MACIEL, E. F. . 7º Forum Internacional de Resíduos Sólidos.. 2016. (Congresso).

2.
MATOS, A. C. ; MORAES, C. A. M. ; KIELING, A. G. ; SIMON, L. ; FERNANDES, I. J. ; SANTOS, E. C. A. . 6º Forum Internacional de Resíduos Sólidos. 2015. (Congresso).

3.
SIMON, L.; RIBEIRO, G. D. ; TEIXEIRA, T. A. ; BRAGANÇA JÚNIOR, W. A. ; KOCHHANN, L. E. C. ; SILVA, J. T. M. ; FINK, D. ; Cristani, C. R. ; LOPES, G. F. ; CERQUEIRA, J. P. S. ; FERRAZ, P. A. Pedro ; SCARIOT, W. K. ; LEE, H. . Korea-Brazil Student Joint Workshop. 2013. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
SIMON, L.; AREND, C. O. . Cradle to Cradle. 2015. .

2.
SIMON, L.; MACIEL, E. F. . Produção mais Limpa. 2015. .

3.
SIMON, L.; AREND, C. O. . Cradle to Cradle. 2015. .


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MATOS, A. C. ; MORAES, C. A. M. ; FERNANDES, I. J. ; SIMON, L. ; MACIEL, E. F. . 7º Forum Internacional de Resíduos Sólidos.. 2016. (Congresso).

2.
MATOS, A. C. ; MORAES, C. A. M. ; KIELING, A. G. ; SIMON, L. ; FERNANDES, I. J. ; SANTOS, E. C. A. . 6º Forum Internacional de Resíduos Sólidos. 2015. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/12/2018 às 15:04:34