Fabiano Escher

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7170589180060167
  • Última atualização do currículo em 04/01/2019


Doutor em Desenvolvimento Rural pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com programa de doutorado sanduíche no College of Humanities and Development Studies (COHD) da China Agricultural University (CAU). Mestre em Desenvolvimento Rural também pelo PGDR/UFRGS. Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Pós-Doutorado no Programa Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Possui experiência nos temas de Agricultura Familiar, Desenvolvimento Rural, Sistema Agroalimentar, Cooperativismo, Mercado de Trabalho e Informalidade. Atuou como tutor no curso de Graduação em Planejamento e Gestão do Desenvolvimento Rural (PLAGEDER/UFRGS/UAB). Atuou como pesquisador no Projeto Multidimensional para Análise dos Dados do Novo Censo Agropecuário 2006, numa parceria entre o PGDR/UFRGS e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Atuou como professor na Especialização em Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI). Atua como professor no curso de Administração do Centro de Ensino Superior do Realiza (CESREAL). É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural (GEPAD/UFRGS). E é membro da plataforma internacional de pesquisadores em estudos agrários e agroalimentares nos BRICS (Brazil, Russia, India, China and South Africal) chamada BICAS (BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies). Possui interesse nas áreas de Economia Política, Economia Institucional, Sociologia Econômica, Desenvolvimento Socioeconômico, Desenvolvimento Rural, Agricultura Familiar, Sistema Agroalimentar, China contemporânea e BRICS. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Fabiano Escher
Nome em citações bibliográficas
ESCHER, F.;ESCHER, FABIANO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Centro de Pós-Graduação em Desenvolvimento Agrícola.
Avenida Presidente Vargas - de 311 a 583 - lado ímpar
Centro
20071003 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil - Caixa-postal: 90110170
Telefone: (21) 22248577
Ramal: 205
URL da Homepage: http://r1.ufrrj.br/cpda/


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em Desenvolvimento Rural.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Agricultura, alimentação e desenvolvimento rural: uma análise institucional comparativa de Brasil e China., Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Sergio Schneider.
Coorientador: Ye Jingzhong.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul, FAPERGS, Brasil.
Palavras-chave: Brasil; China; desenvolvimento rural; atores sociais; instituições; sistemas agroalimentares.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Rural.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
2014 - 2014
Doutorado em Rural Development.
China Agricultural University, CAU, China.
com período sanduíche em China Agricultural University (Orientador: Ye Jingzhong).
Título: Agricultura, alimentação e desenvolvimento rural: uma análise institucional comparativa de Brasil e China, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Sergio Schneider.
Coorientador: Ye Jingzhong.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: China; agricultura familiar; desenvolvimento rural; sistema agroalimentar; Critical Agrarian Issues.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
2009 - 2011
Mestrado em Desenvolvimento Rural.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Os assaltos do moinho satânico nos campos e os contramovimentos da agricultura familiar: atores sociais, instituições e desenvolvimento rural no Sudoeste do Paraná.,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Sérgio Schneider.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: agricultura familiar; desenvolvimento rural; Sudoeste do Paraná; mercantilização; instituições; cooperativismo.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economias Agrária e dos Recursos Naturais / Especialidade: Economia Agrária.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
2001 - 2008
Graduação em Ciências Econômicas.
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Título: Considerações sobre a categoria trabalho: a evolução do trabalho informal frente ao formal no mercado de trabalho brasileiro a partir da década de 1990.
Orientador: Roselaine Navarro Barrinha da Silva.


Pós-doutorado


2017
Pós-Doutorado.
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Rural.


Formação Complementar


2012 - 2012
Avaliação de Políticas Públicas. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, SOBER, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Análise de Dados Qualitativos com o Programa QSR NVIVO 8. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2008 - 2008
Curso de Qualificação de Gestão com Ênfase em Cooperativismo. (Carga horária: 200h).
Instituto de Formação do Cooperativismo Solidário, INFOCOS, Brasil.
2007 - 2007
Curso de Qualificação de Gestão com Ênfase em Cooperativismo. (Carga horária: 250h).
Instituto de Formação do Cooperativismo Solidário, INFOCOS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador de Pós-Doutorado, Carga horária: 40

Atividades

07/2017 - 12/2017
Ensino, Geografia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Econômica
03/2017 - 06/2017
Ensino, Ciências Econômicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Econômica Geral

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2016
Vínculo: Estudante de Pós-Graduação, Enquadramento Funcional: Estudante de Pós-Graduação, Carga horária: 40
Outras informações
Entre março e agosto de 2014, Fabiano Escher realizou um estágio de doutorado sanduíche no College of Humanities and Development Studies (COHD) da China Agricultural University (CAU) em Beijing, China. Lá realizou um conjunto de atividades relacionadas a sua pesquisa para a tese de doutorado defendida em julho de 2016 e já disponibilizada na plataforma da UFRGS (http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/164710). Entre essas atividades destaca-se: 1) a participação em uma série de seminários em "Estudos Agrários Críticos" realizada pelo COHD com professores chineses e de todo o mundo; 2) pesquisa bibliográfica de artigos atuais nas plataformas chinesas; 3) trabalho de campo na aldeia de Sanggang, na província de Hebei; 4) trabalho de campo na aldeia de Huangjue, na província de Sichuan; 5) participação em uma feira da indústria alimentar em Shanghai; 6) networking com pesquisadores e intelectuais chineses e internacionais que atuam na China em nas áreas de economia e ciências sociais nos temas agricultura alimentação e desenvolvimento rural.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: bolsista, Enquadramento Funcional: tutoria EAD, Carga horária: 20
Outras informações
Tutora a distância do curso de graduação tecnológica Gestão e Planejamento para o Desenvolvimento Rural - PLAGEDER/UFRGS. Aos tutores EAD cabe atuar como: a) Facilitadores do processo de ensino-aprendizagem; b) Comentar as participações e atividades realizadas pelos alunos; c) Auxiliar os estudantes na compreensão dos textos e discussões através dos fóruns, mensagens, chats; d) Acompanhar os prazos para o cumprimento das atividades da disciplina; e) Fornecer feedback constantemente à coordenação do curso; f) Ministrar os encontros presenciais do curso. Disciplinas ministradas DERAD 020 - Mercados e Comercialização de Produtos Agroindustriais

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: bolsista, Enquadramento Funcional: tutoria EAD, Carga horária: 20
Outras informações
Tutor a distância do curso de graduação tecnológica Gestão e Planejamento para o Desenvolvimento Rural - PLAGEDER/UFRGS. Aos tutores EAD cabe atuar como: a) Facilitadores do processo de ensino-aprendizagem; b) Comentar as participações e atividades realizadas pelos alunos; c) Auxiliar os estudantes na compreensão dos textos e discussões através dos fóruns, mensagens, chats; d) Acompanhar os prazos para o cumprimento das atividades da disciplina; e) Fornecer feedback constantemente à coordenação do curso; f) Ministrar os encontros presenciais do curso. Disciplinas ministradas DERAD 016 - Mercados e Comercialização de Produtos Agrícolas


Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, URI, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 12

Atividades

10/2016 - 01/2017
Ensino, Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Negócios e Mercados para a Agricultura Familiar

Cooperativa Iguaçu de Prestação de Serviços, COOPERIGUAÇU, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Estágio remunerado, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40


CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE REALEZA ( CESREAL ), CESRC_PPROV, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

Atividades

07/2018 - Atual
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Internacionalização de Negócios
Negociação e Solução de Conflitos


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
SOCIOLOGIA DOS MERCADOS AGROALIMENTARES - PROBLEMATIZACÃO TEÓRICA E ESTUDOS DE CASO

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sergio Schneider em 20/09/2018.
Descrição: O tema central deste projeto de pesquisa é estudo das características e do modo de funcionamento dos mercados agroalimentares do Brasil, com especial enfoque sobre a agricultura familiar, embora isto não implique deixar de analisar outros grupos sociais. O objetivo geral deste projeto é o de contribuir para fomentar e ampliar o estudo dos mercados e suas características, assim como entender quem são os atores principais que os promovem, suas dinâmicas de operação, o modo de funcionamento e as interfaces micro e macro sociais. A sociologia dos mercados agroalimentares visa compreender as práticas, processos e modos de ação de atores individuais e coletivos na construção de interações mercantis e trocas econômicas de produtos, serviços e mercadorias no espaço rural, envolvendo ou não alimentos. A elaboração desta sociologia dos mercados agroalimentares se dará em duas frentes distintas, porém absolutamente complementares e interdependentes. Por um lado, como ponto de partida, analisar-se-á as práticas e os processos empíricos de funcionamento dos mercados. Vamos investigar, mapear e descrever os mercados realmente existentes, que são os espaços sociais e físicos em que as trocas e o intercâmbio de produtos, serviços e mercadorias ocorre. Pretendemos estudar as feiras de produtores e consumidores, em seus mais diferentes tipos, estilos e tamanhos, com o objetivo de construir um repertório de casos e experiências reais, que já existem a muito tempo como tal. De outro lado, nosso objetivo será o de elaborar um entendimento mais amplo e aprofundado sobre os elementos comuns a estes casos, buscando construir tipologias. A metodologia ser utilizada para o estudo dos processos de inserção dos agricultores aos mercados agroalimentares e a análise de seu funcionamento será a revisão sistemática de literatura, estudos de casos e a comparação. A análise das redes sociais será utilizada para compreender como se dá o funcionamento das interacões mercantis e sob quais elementos repousam estas relacões. Outra ferramenta metodológica a ser utilizada, particularmente no estudo dos mercados orgânicos e na análise das relacões entre produtores e consumidores, será a elaboracão de Mapas Mentais e do FOFA (também conhecido como método SWOT, Strenghts, Weaknesses, Opportunities, Threats)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Fabiano Escher - Integrante / Sergio Schneider - Coordenador.
2017 - Atual
A dinâmica dos mercados agroalimentares no rio grande do sul: mapeamento e analise socioeconômica

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sergio Schneider em 20/09/2018.
Descrição: Os processos de mercantilização da vida social e econômica estão avançando rapidamente no período contemporâneo. Nos espaços rurais e nas atividades agropecuárias este processo se intensificou nas últimas décadas. O objetivo geral deste projeto consiste em realizar estudos e pesquisas para mapear, descrever, tipificar e analisar a dinâmica dos mercados agroalimentares em distintas regiões do Rio Grande do Sul, mormente os assentamentos, feiras e espaços de comercialização da região metropolitana de Porto Alegre, as estratégias de comércio de produtos orgânicos na Serra Gaúcha e no Litoral Norte, as feiras populares da região central e a comercialização da produção agropecuária no Alto Uruguai. A execução do projeto será realizada por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores que já possuem vínculos e parcerias preestabelecidas que estão baseados em três Universidades do Rio Grande do Sul, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, através do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural e do Departamento Interdisciplinar do Campus de Litoral Norte/Tramandaí, a UFSM, Universidade Federal de Santa Maria, através do Colégio Politécnico e a UERGS, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul, através do Campus Regional III - Unidade em Erechim. A metodologia de pesquisa a ser utilizada será a realização de estudos de casos e sua comparação entre si nas cinco regiões a serem pesquisadas, seguida da elaboração de uma tipologia. Com este projeto espera-se ampliar e aprofundar o conhecimento sobre os mercados agroalimentares nos quais estão inseridos os agricultores de distintas regiões do Rio Grande do Sul..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Fabiano Escher - Integrante / Sergio Schneider - Coordenador / Paulo André Niederle - Integrante / YE, JINGZHONG - Integrante / Dirceu Basso - Integrante / Eric Pierre Sabourin - Integrante / Jan Douwe van der Ploeg - Integrante / Marcio Gazolla - Integrante / Daniela Oliveira - Integrante.
2017 - Atual
Os sistemas agroalimentares de Brasil e China na reestruturação do regime alimentar internacional: um estudo dos investimentos chineses no agronegócio brasileiro
Descrição: Esse projeto de pesquisa e plano de atividades de pós-doutorado tem como tema geral a inserção dos sistemas agroalimentares de dois países ?emergentes?, China e Brasil, no atual regime alimentar internacional. E o seu foco específico centra-se na evolução e dinâmica recente dos investimentos chineses no agronegócio brasileiro e suas infraestruturas relacionadas. A pesquisa visa responder um conjunto de perguntas. Qual é a relação entre a estratégia de segurança alimentar do governo chinês e o envolvimento no nível das empresas (sobretudo as estatais, mas também privadas) no processo de ?going out? para a realização de IDEs no agronegócio e no sistema agroalimentar de outros países em desenvolvimento? Que parcela dos investimentos anunciados vem sendo efetivamente realizada no caso do Brasil? É possível já avaliar o seu impacto em termos de capacidade produtiva e tecnológica e de infraestrutura e logística no país? Estes investimentos têm gerado que tipo de expectativa ou reação entre os atores do agronegócio, do estado, da mídia e dos movimentos sociais no Brasil? E numa escala maior, que influência estes IDEs chineses no Brasil têm na dinâmica das cadeias globais de valor centradas em complexos agroindustriais (ex. soja-carne)? Ou de maneira teórica, como as relações entre os sistemas agroalimentares de China e Brasil se inserem no, são afetados por, e influenciam na reestruturação do atual regime alimentar internacional?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Fabiano Escher - Integrante / John Wilkinson - Coordenador.
2014 - 2017
Análise Sociológica de Práticas, Processos e Políticas de Desenvolvimento Rural no Brasil

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sergio Schneider em 20/09/2018.
Descrição: O objetivo principal deste projeto para obtenção de Bolsa Produtividade em Pesquisa do CNPq consiste em realizar pesquisa e investigação científica, assim como orientar e apoiar discentes em nível de mestrado, doutorado e graduação, sobre a temática das práticas produtivas, sociais e organizacionais de agricultores e outros atores do meio rural (grupos, organizações coletivas, gestores públicos, etc) que estejam contribuindo para desenvolvimento rural..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Fabiano Escher - Integrante / Sergio Schneider - Coordenador.
2013 - Atual
BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies (BICAS)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Sergio Schneider em 20/09/2018.
Descrição: BICAS é um conjunto de pesquisadores acadêmicos, em grande parte baseados em BRICS ou conexos relacionados com a compreensão dos países BRICS e suas implicações para as transformações agrárias globais. Questões críticas teóricas e empíricas sobre as origens, o caráter e o significado de mudanças complexas em andamento precisam ser investigadas de forma mais sistemática..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Fabiano Escher - Integrante / Sergio Schneider - Coordenador / Ye Jingzhong - Integrante / Jan Douwe van der Ploeg - Integrante / Saturnino Borras - Integrante / Sergio Sauer - Integrante.
2012 - 2016
Agricultura, alimentação e desenvolvimento rural: uma análise institucional comparativa de Brasil e China
Descrição: Com o objetivo geral de analisar comparativamente as ?dinâmicas de desenvolvimento rural? emergentes no Brasil e na China mediante as distintas formas de inserção dos seus ?sistemas agroalimentares? no ?regime alimentar internacional?, este trabalho visa preencher parte dessa lacuna. A investigação é inspirada na tese da ?grande transformação? de Karl Polanyi, sobre a ascensão e queda da ?civilização liberal novecentista? organizada em torno de um sistema de mercados autorregulado. Estaríamos vivendo algo análogo na época atual, com reflexos na agricultura e na alimentação. Neste sentido, é fundamental a noção de ?duplo movimento? do autor. De um lado, um movimento hegemônico, representado pela liberalização dos mercados agrícolas nacionais e a globalização dos sistemas agroalimentares sob o comando das grandes corporações transnacionais do agronegócio, da indústria de alimentos e das grandes redes varejistas. De outro lado, um movimento contra-hegemônico, representado pelas novas dinâmicas desenvolvimento rural emergentes, envolvendo o realinhamento da agricultura na natureza e na sociedade para criar novas bases para a produção, distribuição e consumo de alimentos, enquanto uma expressão de resistência, resiliência e autonomia dos camponeses e agricultores familiares. A hipótese de pesquisa é que as novas dinâmicas de desenvolvimento rural emergentes na China e no Brasil são parte de um ?contramovimento?. Elas emergem simultaneamente, numa mesma época histórica e em realidades tão distintas, porque representam respostas à questão agroalimentar num contexto de crise da globalização neoliberal. Metodologicamente, o trabalho é caracterizado como uma ?análise institucional comparativa?.Trata-se de um estudo de grande amplitude temática, teórica e histórica, que através da combinação da análise institucional e do método comparativo busca compreender os contextos, os mecanismos e os resultados destes fenômenos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Fabiano Escher - Coordenador.
2009 - 2011
Análise Multidimensional dos Dados do Novo Censo Agropecuário 2006
Descrição: O Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por meio de seu coordenador e membros de seu corpo docente e de pesquisadores vinculados, vem atender ao convite realizado pelo IPEA e, através deste documento, apresenta uma proposta de pesquisa para realização de estudos temáticos sobre os resultados do Censo Agropecuário de 2006. Esta proposta consiste em um projeto de pesquisa de equipe que se desdobra em um conjunto de seis subprojetos, que deverão ser realizados sob a coordenação do PGDR..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Fabiano Escher - Integrante / Sergio Schneider - Coordenador.
Financiador(es): Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF - Bolsa.
2009 - 2011
Os assaltos do moinho satânico nos campos e os contramovimentos da agricultura familiar: atores sociais, instituições e desenvolvimento rural no Sudoeste do Paraná.
Descrição: O objetivo dessa pesquisa é analisar a diversidade dos estilos de agricultura familiar e as formas com que os agricultores foram respondendo às circunstâncias redundantes do crescente processo de mercantilização da agricultura e do espaço rural, em relação a suas práticas técnico-produtivas e suas formas organizativo-institucionais. Para isso, realizamos um estudo de caso no Sudoeste do Paraná, um território onde a importância da categoria agricultura familiar é amplamente reconhecida. A diversidade da agricultura familiar e do meio rural pode ser explicada, por um lado, pela sua crescente mercantilização, por conta da inserção dos agricultores na dinâmica da economia capitalista, enquanto produtores de mercadorias, trabalhadores e demandantes de insumos e tecnologias externas e, por outro, pelas estratégias de reprodução que os mesmos foram estabelecendo como reação a este processo ou mesmo para adaptarem-se a ele. Após analisar a trajetória de mercantilização e modernização da agricultura na região, o foco recai particularmente sobre a atividade leiteira, estratégia cada vez mais central para a reprodução das unidades produtivas, que ganha uma expressão institucional através da organização do Sistema de Cooperativas de Leite da Agricultura Familiar - SISCLAF, um dispositivo coletivo de ação econômica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Fabiano Escher - Coordenador.


Revisor de periódico


2016 - Atual
Periódico: Revista de Economia e Sociologia Rural (Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Revista de Extensão Rural
2017 - Atual
Periódico: REVISTA IDEAS (ONLINE)
2017 - Atual
Periódico: ESTUDOS SOCIEDADE E AGRICULTURA (UFRRJ)
2017 - Atual
Periódico: Revista brasileira de tecnologia agroindustrial
2018 - Atual
Periódico: Revista Eixo
2018 - Atual
Periódico: CIENCIA RURAL
2018 - Atual
Periódico: Globalizations


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Agrária.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico/Especialidade: Crescimento e Desenvolvimento Econômico.
5.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Rural.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia do Desenvolvimento.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Chinês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Aprovação em Concurso Público na Área de Economia, Universidade Federal de Pelotas - UFPEL.
2017
Aprovação em Concurso Público na Área de Relações Internacionais, Universidade Federal do ABC - UFABC.
2015
Aprovação em Concurso Público na Área de Desenvolvimento Regional, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRJ.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ESCHER, FABIANO2017 ESCHER, FABIANO; SCHNEIDER, SERGIO ; YE, JINGZHONG . The agrifood question and rural development dynamics in Brazil and China: towards a protective `countermovement?. Globalizations, v. 1, p. 1-22, 2017.

2.
SCHNEIDER, S.2016SCHNEIDER, S. ; SCHUBERT, M. ; ESCHER, F. . Regimes agroalimentares e o lugar da agricultura familiar: uma apresentação do debate. Revista Mundi Meio Ambiente e Agrárias, v. 1, p. 1-20, 2016.

3.
ESCHER, FABIANO2014 ESCHER, FABIANO; SCHNEIDER, SERGIO ; SCARTON, LUCIANA MARIA ; CONTERATO, MARCELO ANTONIO . Caracterização da pluriatividade e dos plurirrendimentos da agricultura brasileira a partir do Censo Agropecuário 2006. Revista de Economia e Sociologia Rural (Impresso), v. 52, p. 643-668, 2014.

4.
SCHNEIDER, S.2013SCHNEIDER, S. ; CONTERATO, M.A. ; SOUZA, M. ; ESCHER, F. ; SCARTON, L. M. ; RUCKERT, L. M. . Pluriatividade e Plurirrendimentos nos Estabelecimentos Agropecuários do Brasil e das Regiões Sul e Nordeste Uma análise a partir do Censo Agropecuário 2006. Texto para Discussão (IPEA. Brasília), v. 1, p. 86, 2013.

5.
SCHNEIDER, S.2011 SCHNEIDER, S. ; ESCHER, F. . A contribuição de Karl Polanyi para a sociologia do desenvolvimento rural. Sociologias (UFRGS. Impresso), v. 14, p. 180/6-219, 2011.

6.
ESCHER, F.;ESCHER, FABIANO2007ESCHER, F.. Informalidade no mercado de trabalho brasileiro: aspectos teóricos e práticos das mudanças econômicas a partir da década de 1990.. Faz Ciência (UNIOESTE. Impresso), v. 9, p. 153-168, 2007.

Capítulos de livros publicados
1.
ESCHER, F.; Wilkinson, J. ; Pereira, P. R. F. . Causas e implicações dos investimentos chineses no agronegócio brasileiro. In: Anna Jaguaribe. (Org.). Direction of Chinese global investments: implications for Brazil. 1ed.Brasília: FUNAG, 2017, v. 1, p. 289-338.

2.
CONCEICAO, A. F. ; ESCHER, F. ; CAMPAGNOLO, V. . Cooperativa Econativa e Rede Ecovida de Agroecologia: atores sociais e ação coletiva na construção de novos mercados e redes alimentares alternativas. In: Fabiana Thomé da Cruz; Alessandra Matte; Sergio Schneider. (Org.). Produção, Consumo e Abastecimento de Alimentos: desafios e novas estratégias. 1ed.Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2016, v. 1, p. 203-213.

3.
SCHNEIDER, S. ; ESCHER, F. ; SCARTON, L. M. ; CONTERATO, M.A. . PLURIATIVIDADE E PLURIRRENDIMENTOS NOS ESTABELECIMENTOS AGROPECUÁRIOS DO BRASIL E DAS REGIÕES SUL E NORDESTE. In: Sergio Schneider; Brancolina Ferreira; Fábio Alves. (Org.). PLURIATIVIDADE E PLURIRRENDIMENTOS NOS ESTABELECIMENTOS AGROPECUÁRIOS DO BRASIL E DAS REGIÕES SUL E NORDESTE. 1ed.Brasilia-DF: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA, 2014, v. 1, p. 103-130.

4.
SCHNEIDER, S. ; ESCHER, F. . El concepto de agricultura familiar en América Latina. In: Clara Craviotti. (Org.). Agricultura familiar en Latinoamérica: continuidad, transformaciones y controversias. 1ed.Buenos Aires: CICCUS, 2014, v. 1, p. 25-56.

5.
NIEDERLE, P. A. ; ESCHER, F. ; CONTERATO, M.A. . Estilos de agricultura: capturando a diversidade do rural contemporâneo. In: Marcelo Antonio Conterato; Guilherme Francisco Waterloo Radomsky; Sergio Schneider. (Org.). Pesquisa em Desenvolvimento Rural: aportes teóricos e proposições metodológicas. 1ed.Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2014, v. 1, p. 205-226.

6.
ESCHER, F.. A evolução institucional do sistema de cooperativas de leite da agricultura familiar com interação solidária (SISCLAF): atores sociais, mercados e ação coletiva no Sudoeste do Paraná. In: Marcelo Antonio Conterato; Paulo André Niederle; Rozane Marcia Triches; Flávia Charão Marques; Glauco Schultz. (Org.). Mercados e agricultura familiar:. 1ed.Porto Alegre: Via Sapiens, 2013, v. 1, p. 36-60.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ESCHER, FABIANO. A concentração do sistema agroalimentar global e os desafios do Brasil. Sul 21, Porto Alegre, RS, 14 mar. 2018.

2.
ESCHER, F.. O ?efeito China? na economia e na agricultura do Brasil. Sul 21, Porto Alegre, 15 jan. 2018.

3.
ESCHER, F.. Reza pra São Keynes que o velho Marx tava certo!. Pravda (em português), Brasil e Russia, 17 ago. 2008.

4.
ESCHER, F.. Ser 'colono' é que é moderno. Jornal de Beltrão, Francisco Beltrão/PR, 16 ago. 2008.

5.
ESCHER, F.. Por uma agricultura com agricultores. Jornal de Beltrão, Francisco Beltrão/PR, 09 ago. 2008.

6.
ESCHER, F.. Reforma agrária: como avançar o debate?. Jornal de Beltrão, Francisco Beltrão/PR, 02 ago. 2008.

7.
ESCHER, F.. Reação conservadora e criminalização dos movimentos sociais: até quando?. Jornal Hora Popular, Francisco Beltrão/PR, 24 jul. 2008.

8.
ESCHER, F.. A importância de uma Ater cooperativada na construção do desenvolvimento rural sustentável. Revista da União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária - UNICAFES/PR, Francisco Beltrão/PR, 01 jun. 2008.

9.
ESCHER, F.. A demissão de Marina Silva e as políticas de desenvolvimento para o Meio ambiente e Agricultura no Brasil. Jornal Hora Popular, Francisco Beltrão/PR, 21 maio 2008.

10.
ESCHER, F.. Imprensa alternativa e mídias populares locais: pela. Jornal Hora Popular, Francisco Beltrão/PR, 10 abr. 2008.

11.
ESCHER, F.. Fidel Castro: consequente até o final. Jornal Hora Popular, Francisco Beltrão/PR, 21 mar. 2008.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VALDERRAMA, N. ; ESCHER, F. ; SCHNEIDER, SERGIO . Armed conflict, the agrarrian question ad rural development in Colombia: an introductory view. In: VI Conference of the BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies, 2018, Brasília. ?Development and agrarian transformations: BRICS, competition and cooperation in the Global South, 2018. v. 1. p. 1-44.

2.
ESCHER, F.; SCHNEIDER, S. . Capitalism, Agriculture and Development in Brazil: a contribution to the current debate. In: VI Conference of the BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies, 2018, Braasília. ?Development and agrarian transformations: BRICS, competition and cooperation in the Global South, 2018. v. 1. p. 1-44.

3.
ESCHER, F.; Wilkinson, J. . O complexo soja-carne Brasil-China e o reordenamento do regime alimentar internacional. In: X Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología Rural, 2018, Montevideo. Ruralidades en América Latina: convergencias, disputas y alternativas en el siglo XXI, 2018. v. 1. p. 1-20.

4.
ESCHER, F.; SCHNEIDER, S. . 'CONTRAMOVIMENTOS' NOS SISTEMAS AGROALIMENTARES DO BRASIL E DA CHINA? CONECTANDO PRODUÇÃO E CONSUMO ATRAVÉS DA CONSTRUÇÃO DE NOVOS MERCADOS IMERSOS. In: 55° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2017, Santa Maria. AO - 001 - MERCADOS AGROALIMENTARES. Araraquara: SOBER, 2017. v. 1. p. 1-20.

5.
ESCHER, F.; Wilkinson, J. ; Pereira, P. R. F. . Drivers and implications of Chinese investments in Brazilian agribusiness: actors, strategies and market dynamics of the corporate food regime. In: 5th International Conference of the BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies, 2017, Moscow. New Extractivism, Peasantries and Social Dynamics: Critical Perspectives and Debates, 2017. v. 1. p. 1-32.

6.
ESCHER, F.; SCHNEIDER, S. . ?Counter-movements? in Brazil and China agrifood systems? Some experiences in linking production and consumption through the construction of new, nested markets. In: The 4th International Conference of BICAS (BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies), 2016, Beijing, China. Agro‐extractivism inside and outside BRICS: agrarian change and development trajectories, 2016. v. 1. p. 1-19.

7.
ESCHER, F.; SCHNEIDER, S. ; Ye Jingzhong . Bitaleral relations and development trajectories of Brazil and China: critical agrarian issues at the centre of the contemporary 'double movement'. In: Rural Transformations and the Food Systems: The BRICS and Agrarian Change in the Global South, 2015, Cape Town, SA. BICAS Working Papers, 2015. v. 7. p. 1-35.

8.
ESCHER, F.; SCHUBERT, M. N. . Competitividade das cooperativas de leite da agricultura familiar: uma análise dos custos de transação. In: 51° Congresso Brasileiro de Economia, Administração e Sociologia Rural - SOBER, 2013, Belém, PA. 51° Congresso da SOBER. Piracicaba: SOBER, 2013.

9.
ESCHER, F.; SCARTON, L. M. ; CONTERATO, M.A. . PLURIATIVIDADE E PLURIRRENDIMENTOS NOS ESTABELECIMENTOS AGROPECUÁRIOS DO BRASIL E DAS REGIÕES SUL E NORDESTE: UMA ANÁLISE A PARTIR DO CENSO AGROPECUÁRIO 2006. In: 50 Congresso Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rura, 2012, Vitória / ES. Anais SOBER, 2012.

10.
ESCHER, F.. MERCANTILIZAÇÃO E IMPORTÂNCIA ECONÔMICA DA PRODUÇÃO LEITEIRA NA AGRICULTURA FAMILIAR DO MUNICÍPIO DE ITAPEJARA D?OESTE - PR: UMA ANÁLISE DOS ?ESTILOS DE AGRICULTURA?. In: 50 Congresso Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rura, 2012, Vitória / ES. Anais 50° SOBER, 2012.

Artigos aceitos para publicação
1.
ESCHER, F.. As Novas Ordens Alimentares. ESTUDOS SOCIEDADE E AGRICULTURA (UFRRJ), 2019.

2.
ESCHER, F.; Wilkinson, J. . A Economia Política do Complexo Soja-Carne Brasil-China. REVISTA DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL (IMPRESSO), 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
ESCHER, F.. A ascensão da China e o reordenamento do sistema agroalimentar internacional: implicações e desafios para o Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ESCHER, F.. A Ascensão da China no Sistema Agroalimentar Internacional: Implicações e Desafios para o Brasil. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
ESCHER, F.. China y la reconfiguración del sistema agroalimentario global? Implicaciones para el rural latinoamericano. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
ESCHER, F.. DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL NO BRASIL PÓS-GOLPE DIANTE DA ASCENSÃO DA CHINA. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ESCHER, F.; Wilkinson, J. . The Brazil-China soy-meat complex: a food regime analysis. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ESCHER, F.; SCHNEIDER, S. . ?Counter-movements? in Brazil and China agrifood systems? Some experiences in linking production and consumption through the construction of new, nested markets. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
ESCHER, F.; SCHNEIDER, S. ; Ye Jingzhong . Bilateral relations and compared development trajectories of Brazil and China. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
ESCHER, FABIANO. Desenvolvimento rural e questão agroalimentar na China: processos, políticas e lições para o Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
ESCHER, F.; SCHUBERT, M. N. . Competitividade das cooperativas de leite da agricultura familiar. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
ESCHER, F.. Agricultura familiar e cooperativismo solidário: dilemas e desafios para o desenvolvimento rural. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
ESCHER, F.. O cooperativismo solidário como 'contramovimento' da agricultura familiar: origens sociais e evolução institucional. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
ESCHER, F.. Mercantilização e importância econômica da produção leiteira na agricultura familiar do município de Itapejara d'Oeste - PR: uma análise dos 'estilos de agricultura'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
ESCHER, F.; SCARTON, L. M. ; CONTERATO, M.A. . Pluriatividade e plurirrendimentos nos estabelecimentos agropecuários do Brasil e das regiões Sul e Nordeste: uma análise a partir do Censo Agropecuário 2006. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
ESCHER, F.. A evolução institucional do Sistema de Cooperativas de Leite da Agricultura Familiar com Interação Solidária (SISCLAF): atores sociais, mercados e ação coletiva no Sudoeste do Paraná. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
ESCHER, F.. A redescoberta de Karl Polanyi e a retomada do desenvolvimento (rural). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
ESCHER, F.; SCHNEIDER, S. . Os 'contramovimentos' da agricultura familiar: atores sociais, instituições e desenvolvimento rural no Sudoeste do Paraná. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
International Conference: Rethinking the State in Globalized Capitalism. 2018. (Outra).

2.
55° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. ?CONTRAMOVIMENTOS? NOS SISTEMAS AGROALIMENTARES DO BRASIL E DA CHINA? CONECTANDO PRODUÇÃO E CONSUMO ATRAVÉS DA CONSTRUÇÃO DE NOVOS MERCADOS IMERSOS. 2017. (Congresso).

3.
5th 5th International Conference of the BRICS Initiative for Critical Agrarian Studies.Drivers and Implications of Chinese Investments in the Brazilian Agribusiness: Actors, Strategies and Market Dynamics of the Corporate Food Regime. 2017. (Outra).

4.
V Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural.DESAFIOS PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL NO BRASIL PÓS-GOLPE DIANTE DA ASCENSÃO DA CHINA. 2017. (Seminário).

5.
53° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural - SOBER. Relações Brasil-China e suas implicações para a agricultura, a alimentação e o desenvolvimento rural. 2015. (Congresso).

6.
53° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural - SOBER. Desenvolvimento rural e questão agroalimentar na China: processos, políticas e lições para o Brasil. 2015. (Congresso).

7.
Rural Transformations and Food Systems: The BRICS and Agrarian Change in the Global South.Bitaleral relations and development trajectories of Brazil and China: critical agrarian issues at the centre of the contemporary 'double movement'. 2015. (Encontro).

8.
IV Colóquio da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural - O futuro da agricultura familiar: teoria e política para um novo desenvolvimento rural. 2014. (Outra).

9.
IX Congresso Latinoamericano de Sociologia Rural. A emergência dos estudos rurais e agroalimentares: um olhar analítico sobre a literatura internacional. 2014. (Congresso).

10.
1° Colóquio de Economia Contemporânea.O Cooperativismo Solidário como 'contramovimento' da Agricultura Familiar: origens sociais e evolução institucional. 2013. (Encontro).

11.
1° Workshop de Estratégias Alimentares e de Abastecimento. 2013. (Encontro).

12.
51° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Competitividade das cooperativas de leite da agricultura familiar: uma análise dos custos de transação. 2013. (Congresso).

13.
Agricultura Familiar e Cooperativismo Solidário: dilemas e desafios para o desenvolvimento rural.Agricultura Familiar e Cooperativismo Solidário: dilemas e desafios para o desenvolvimento rural. 2013. (Outra).

14.
50° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Pluriatividade e plurirrendimentos nos estabelecimentos agropecuários do Brasil e das regiões Sul e Nordeste: uma análise a partir do Censo Agropecuário 2006. 2012. (Congresso).

15.
III Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural.A evolução institucional do Sistema de Cooperativas de Leite da Agricultura Familiar com Interação Solidária (SISCLAF): atores sociais, mercados e ação coletiva no Sudoeste do Paraná. 2011. (Outra).

16.
II Seminário Internacional de Pesquisa Comparada de Processos de Desenvolvimento Rural no Brasil, China e União Européia. 2011. (Seminário).

17.
Seminário Nacional "Desenvolvimento Econômico e Democracia no Brasil".A redescoberta de Karl Polanyi e a retomada do desenvolvimento (rural). 2010. (Seminário).

18.
VIII Congresso Latinoamericano de Sociologia Rural. Os contramovimentos da agricultura familiar: atores, instituições e processos de desenvolvimento rural no Sudoeste do Paraná.. 2010. (Congresso).

19.
47° Congresso da Sociedade Brasileira e Economia, Administração e Sociologia Rural - SOBER. 2009. (Congresso).

20.
Aonde vai o Desenvolvimento Rural Brasileiro: Estado, Organizações, Atores sociais e sua ação no Espaço Rural. 2009. (Seminário).

21.
II Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural. 2008. (Outra).

22.
A geopolitica Européia. 2007. (Outra).

23.
III Seet - Seminário Estadual de Estudos Territoriais: A agroecologia no contexto do desenvolvimento territorial. 2007. (Seminário).

24.
IX EESP - Encontro de Economia do Sudoeste do Paraná. 2006. (Encontro).

25.
V Fórum do Ensino Superior do Sudoeste do Paraná - Perspectivas do desenvolvimento regional: desafios para o ensino superior. 2006. (Outra).

26.
VI SEU - Seminário de Extensão da Unioeste. 2006. (Seminário).

27.
XVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMISTAS - Políticas públicas e desenvolvimento. A armadilha do endividamento interno e externo. 2005. (Congresso).

28.
1º Ciclo de debates do HISTOPR: a construção da universidade brasileira e a atual reforma universitária. 2004. (Outra).

29.
VII Ciclo de Economia da UNIOESTE - Associativismo como alternativa para o crescimento econômico. Mini-curso: Clusters agroindustriais como estratégia competitiva. 2004. (Outra).

30.
VII Ciclo de Economia da UNIOESTE - Associativismo como alternativa para o crescimento econômico. Mini-curso: Inclusão social, micro-crédito e agroecologia. 2004. (Outra).

31.
Aspectos do desenvolvimento sócioeconomico da região oeste do Paraná. 2003. (Outra).

32.
Reforma tributária brasileira: impactos nas empresas e na economia. 2003. (Oficina).

33.
VI CICLO DE ECONOMIA - Agronegócio e desenvolvimento sustentável. 2003. (Encontro).

34.
IV CICLO DE ECONOMIA - Economia brasileira pós-real. 2002. (Encontro).

35.
I Workshop de extensão nos campi. 2002. (Outra).

36.
V CICLO DE ECONOMIA - Mundo do trabalho: transformações recentes e perspectivas para o século XXI. 2002. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ESCHER, F.. IV Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural - O futuro da agricultura familiar: teoria e política para um novo desenvolvimento rural. 2014. (Outro).

2.
ESCHER, F.. 1° Workshop de Estratégias Alimentares e de Abastecimento. 2013. (Outro).

3.
ESCHER, F.. III Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural. 2011. (Outro).

4.
ESCHER, F.. II Seminário Internacional de Pesquisa Comparada de Processos de Desenvolvimento Rural no Brasil, China e União Européia. 2011. (Outro).

5.
ESCHER, F.. 47° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. 2009. (Congresso).

6.
ESCHER, F.. Semana de Cabo Verde na UFRGS e Fórum de Estudos Cabo-Verdianos. 2009. (Outro).

7.
ESCHER, F.. Aonde vai o Desenvolvimento Rural Brasileiro: Estado, Organizações, Atores Sociais e sua ação no Espaço Rural. 2009. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ESCHER, FABIANO. A concentração do sistema agroalimentar global e os desafios do Brasil. Sul 21, Porto Alegre, RS, 14 mar. 2018.

2.
ESCHER, F.. O ?efeito China? na economia e na agricultura do Brasil. Sul 21, Porto Alegre, 15 jan. 2018.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/02/2019 às 6:28:16