Danielle Bastos Lopes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6586130981217856
  • Última atualização do currículo em 22/08/2018


É Professora servidora pública (Dedicação Exclusiva) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) no Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira ; doutora em Educação (PROPED /UERJ); Mestre em História Social (PPGHS /UERJ - 2011) e possui graduação em Pedagogia pela mesma universidade (2005 - 2008). É coordenadora do projeto de pesquisa Entre a terra e o céu ameríndio: currículo, cultura e diferença, financiado pela FAPERJ, membro do grupo de pesquisa Currículo, Cultura e Diferença vinculado ao (PROPED / UERJ), coordenado pela Profª. Drª Elizabeth Macedo e do grupo de pesquisa Juventudes, Infâncias e a Liberdade do Ser Aprendiz do instituto CAp -UERJ. Tem experiência nos assuntos de escolarização indígena, currículo e etnologia ameríndia. Sua atual pesquisa concentra-se na educação entre os Mbyá (Guarani) do estado do Rio de Janeiro e aplicação da Lei 11.645/2008 na educação básica. As pesquisas com influência pós-coloniais e deleuziana abrangem as grandes áreas da Educação, Filosofia e Antropologia. Tem como interesse os assuntos da socialidade, cosmologia, processos de escolarização e currículo entre os povos ameríndios viventes no território brasileiro e hispano-americano. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Danielle Bastos Lopes
Nome em citações bibliográficas
BASTOS LOPES, Danielle;LOPES (PROPED-UERJ);DNDª. DANIELLE BASTOS;DNDª. BASTOS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Programa de Pós Graduação em Educação da UERJ.
Rua São Francisco Xavier - de 280 a 526 - lado par
Maracanã
20550013 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em Educação.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: A NEGOCIAÇÃO DO QUE É SEM MAL:CURRÍCULO, COSMOLOGIA E DIFERENÇA ENTRE OS MBYÁ (GUARANI), Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Profª. Drª. Elizabeth Fernandes de Macedo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
2009 - 2011
Mestrado em História Social.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: O MOVIMENTO SOCIAL INDÍGENA NA ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE (1984-1988),Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Profª.Drª.Joana D´Arc do Valle Bahia.
Grande área: Ciências Humanas
2005 - 2008
Graduação em Pedagogia.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: A REPRESENTAÇÃO DO ÍNDIO NA ESCOLA SOB A PERSPECTIVA DA LEI 11.645..
Orientador: Profº. Drº.José Ribamar Bessa Freire.




Formação Complementar


2016 - 2016
Curso Dimensões das Culturas Indígenas. (Carga horária: 30h).
MUSEU DO ÍNDIO, FUNAI, Brasil.
2015 - 2015
Atualizações para docentes da UERJ. (Carga horária: 16h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2015 - 2015
Curso Dimensões das Culturas Indígenas. (Carga horária: 30h).
MUSEU DO ÍNDIO, FUNAI, Brasil.
2008 - 2008
Ciclo de palestras de História e Cultura dos Índios do Brasil. (Carga horária: 16h).
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PMVR, SME-PMVR, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora Pesquisadora do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira

Vínculo institucional

2012 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora de Doutorado
Outras informações
Pesquisadora bolsista CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) na modalidade bolsa Proex (Pró Excelência)- 01/08/2013- 29/02/2016

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora de Mestrado

Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação à Docência, Carga horária: 20
Outras informações
Bolsista de Iniciação à Docência no Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira , com bolsa pelo CETREINA /UERJ

Atividades

05/2017 - Atual
Extensão universitária , Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, .

Atividade de extensão realizada
Coordenadora do Projeto de Extensão em Estágio Interno Complementar:Por uma Educação Descolonizadora: pensando culturas não ocidentais no Ensino Fundamental.
05/2017 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira.

Atividade realizada
Orientação de bolsista de Iniciação Científica PIBIC FAPERJ.
06/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, .

05/2016 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira.

Atividade realizada
Orientação de bolsista de Estágio Interno Complementar (EIC).
03/2015 - Atual
Ensino,

Disciplinas ministradas
Disciplinas Núcleo Comum - Universidade do Estado do Rio de Janeiro
03/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Programa de Pós graduação em Educação PROPED, .


SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - PMVR, SME-PMVR, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 22


CENTRO DE FORMAÇÃO DE PRAÇAS DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, CFAP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: bolsista, Carga horária: 20



Linhas de pesquisa


1.
História, Culturas e Relações Étnico-Raciais (Grupo de Estudos em Práticas Educativas, Juventudes e Infâncias)
2.
Currículo, Cultura e Diferença (Grupo de pesquisa da linha Currículo -PROPED-UERJ)
3.
Currículo: sujeitos, conhecimento e cultura (Grupo de Pesquisa Currículo, Cultura e Diferença)
4.
Esta linha se caracteriza por articular pesquisas no campo do currículo, com destaque para as discussões sobre políticas e práticas curriculares. Inclui questões sobre o conhecimento, a cultura, os sujeitos da escola, as tecnologias e a sociedade. Integra


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
ENTRE A TERRA E O CÉU AMERÍNDIO: CURRÍCULO, CULTURA E DIFERENÇA
Descrição: Este projeto analisa o ensino sobre sociedades ameríndias no Ensino Fundamental do Rio de Janeiro com destaque para um estudo de caso dos materiais didáticos produzidos pelo Ensino Fundamental do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira. A investigação parte de um desdobramento de pesquisas anteriores entre os Mbyá (Guarani), a qual tenho me dedicado há mais de dez anos. Parto das teorizações dos assuntos do currículo, ensino e alteridade. Como campo de aproximação teórico utilizo os autores pós- estrutural do campo do currículo (Macedo, 2014; Lopes, 2014) e literatura pós-colonial com destaque para os autores ameríndios brasileiros e hispano-americanos (Benites, 2012; Luciano Baniwa,2011; Kopenawa e Albert, 2010). O intuito é aprofundar uma análise das relações sociocósmicas e linguagens transfísicas das culturas ameríndias, as quais tencionam humanidade e sagrado na narrativa ocidental dos materiais didáticos. É a partir deste esboço, portanto, que o projeto analisa as relações de subjetividades e pluralidades de óticas distintas em relação a narrativa dos materiais didáticos. A pesquisa contempla um mapeamento sobre o ensino de culturas indígenas no Ensino Fundamental do Rio de Janeiro de forma ampla, também inclui a análise de suas micro localidades no caso dos materiais didáticos produzidos no instituto. A pesquisa tenciona, em suma, as narrativas de cosmovisões dos mundos ameríndios e representatividade indígena..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Danielle Bastos Lopes - Coordenador / Mery Nancy de Lima Leite - Integrante / José Ribamar Bessa Freire - Integrante / Juliana Minervirno da Costa - Integrante / Marcos Borges dos Santos Junior - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
2016 - Atual
JUVENTUDES, INFÂNCIAS E A LIBERDADE DO SER APRENDIZ: MULTIPLICIDADES DE SENTIDOS EM DIÁLOGOS NO CAP-UERJ
Descrição: O Grupo de Estudos em Práticas Educativas, Juventudes e Infâncias (GEPEJI) atua no Instituto Fernando Rodrigues da Silveira da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (CAp-UERJ), e suas líderes fazem parte, também, do Corpo Docente do Programa de Pós-Graduação de Ensino em Educação Básica (PPGEB-CAp-UERJ). Composto por professores, mestrandos, estudantes do Ensino Básico do Instituto e graduandos da UERJ, de diferentes áreas do conhecimento, propõe o estudo dirigido de questões relacionadas às infâncias e juventudes, de forma a produzir saberes pedagógicos, a partir do debate motivado pela experiência sensível proporcionada pelo cinema. A discussão se fará de forma multidiscipinar, a partir das especificidades de cada linha de pesquisa que compõe o grupo: ?Linguagens, Culturas e Juventudes?, ?Memória, formação e infância?, ?História, culturas e relações étnico-raciais? e ?Prática pedagógica nas séries iniciais do ensino fundamental e formação de professores?. Para a produção de artigos, além de estudos regulares de pesquisas concluídas de mestrado e doutorado e dos autores que compõem o referencial-teórico dos quatro subgrupos de pesquisadores, serão realizadas sessões de filmes (CINECAp Diálogos) ligadas às temáticas, com o objetivo de sinalizar questões para o debate e material para a proposição de estratégias pedagógicas, a serem apresentadas por cada linha de pesquisa em seminários trimestrais. As sínteses das atividades serão registradas em relatórios, que acumularão para a produção de artigos de caráter científico, para publicação de livros, como trabalho de campo para as/os estudantes do Mestrado e para a elaboração de um Catálogo/Almanaque com os filmes que tratem das questões que envolvem as infâncias e as juventudes, com sugestões metodológicas, para uso didático ou de entretenimento para docentes e discentes. O grupo apoia-se em produções teóricas advindas, especialmente, dos Estudos Culturais (HALL,1996, 1997ª, 1997b, 1997c, 2000); CANCLINI, BARBERO,2003,2004 e SARLO,1997), da sociologia da infância (SARMENTO, FERNANDES E TOMÁS, 2007) para se pensar a constituição histórico-sociais das infâncias e das juventudes em face dos processos culturais, em autores como Nóvoa e Tardif, tendo em vista a necessária reflexão a percorrer o processo de construção dos saberes docentes e discentes, e nas reflexões do círculo de Bakhtin (1997a, 1997b,2000), como base teórica para a compreensão dos discursos produzidos pelos componentes dos grupos e dos sujeitos presentes nos diálogos formativos. Também propõe a utilização de produções acadêmicas do campo da educação formal e não formal e a articulação de saberes multidisciplinares, pesquisando as práticas educativas em suas múltiplas linguagens e expressividades e a produção no campo epistemológico de sujeitos livres, autônomos e culturalmente diversos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (13) / Mestrado profissional: (5) / Doutorado: (8) .
Integrantes: Danielle Bastos Lopes - Integrante / Mônica Regina Ferreira Lins - Integrante / Claudia Cristina Andrade dos Santos - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2015 - Atual
CURRÍCULO, SUBJETIVIDADE E DIFERENÇA
Descrição: Este projeto é construído como desdobramento de pesquisas que venho realizando nos últimos 15 anos, dedicadas ao estudo das políticas curriculares em matriz pós-estrutural e pós-colonial. Minha preocupação mais específica é com a temática da diferença, de modo que tenho priorizado a desconstrução das estratégias discursivas utilizadas pelos textos curriculares para a fixação da alteridade que embasam práticas de hierarquização cultural. O foco do que venho desenvolvendo tem recaído sobre a compreensão dos processos de fixação da alteridade, o que acaba dando visibilidade aos discursos de controle e aos contextos em que eles se inscrevem. Este projeto nasce do desconforto gerado por tal observação, com o intuito de destacar a ambivalência dos discursos hegemônicos/coloniais e o excesso que escapa à totalização da norma. De forma resumida, a proposta tem como objetivo entender como se constitui a subjetividade, a alteridade de si, de sujeitos estereotipados em relação a um Eu padrão no espaço da escola. Do ponto de vista teórico, a ideia de que o discurso hegemônico/colonial é sempre habitado por um excesso que o fratura será construída em diálogo com a teoria do discurso de E. Laclau , mas principalmente com os discursos pós-colonial de H. Bhabha, feminista e queer [especialmente J.Butler]. A principal estratégia metodológica utilizada será a narrativa [auto]biográfica, buscando entender as reterritorializações subversivas do reconhecimento em experiências na escola, sem supor a possibilidade de isolá-la. O ceticismo pós-estrutural em relação à possibilidade mesma da representação, assim como à autodeterminação do sujeito, tornou problemático o uso de narrativas [auto]biográficas na pesquisa. A matriz de intelegibilidade desse tipo de pesquisa foi posta em questão, de modo que este projeto busca redefinir seus conceitos?sujeito, experiência, fala, verdade ? para além da metafísica da presença...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (8) .
Integrantes: Danielle Bastos Lopes - Integrante / Elizabeth Fernandes de Macedo - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2014
CURRÍCULO, IDENTIDADE E DIFERENÇA: ARTICULAÇÕES EM TORNO DAS NOVAS DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA
Descrição: Construo este projeto com a noção de currículo como enunciação da cultura com a qual venho operando em projetos anteriores, a partir da qual defino a política curricular como o movimento de articulação hegemônica na direção da fixação de sentidos. Para tanto, dialogo, preferencialmente, com autores como H.Bhabha, S.Hall, E.Laclau e C.Mouffe, assim como com a filosofia derridiana importante referência para todos eles. Apoiada em conclusões de pesquisas anteriores, meu objetivo, neste estudo, é compreender os processos de articulação política que têm hegemonizado a percepção do currículo como projeção de identidades, destacando a centralidade que as discussões sobre conhecimento científico vêm assumindo em tais projeções. Entendendo que o estudo das formas de funcionamento de diferentes articulações hegemônicas permite o aprofundamento teórico sobre políticas curriculares, trabalho com as recentes políticas nacionais de produção de novas Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica (DCN), com foco no ensino fundamental. A opção por tratar a temática da identidade em políticas contemporâneas me obriga a tematizar o fato de que elas se inserem em um contexto de questionamento das fixações identitárias. Em tal contexto, as identidades não podem mais ser vistas como expressão de entes positivos e previamente constituídos, mas como uma relação imaginária entre sujeitos que se constituem na própria prática de identificação, que nunca será completa. Sendo assim, busco entender os deslocamentos que a hegemonia da idéia de currículo como formador de identidades vêm sofrendo tendo em vista a ampliação das demandas da diferença, evitando a insustentável premissa de que as políticas são imunes ao questionamento da fixidez..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (6) .
Integrantes: Danielle Bastos Lopes - Integrante / Elizabeth Fernandes de Macedo - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2017 - Atual
POR UMA EDUCAÇÃO DESCOLONIZADORA: A FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM UMA ÓTICA NÃO OCIDENTAL
Descrição: Apresentamos o projeto ?Por uma Educação Descolonizadora?. Foi elaborado no Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira - UERJ, em parceria com o Pró ? Índio e Centro de Estudios Pós Coloniales da Universidad Nacional de Misiones (UNAM), Argentina, assim como instituições das redes estaduais e municipais de ensino. O projeto tem como ponto central o desenvolvimento de cursos de formação de professores e curso de formação continuada com foco na discussão do ensino de culturas não ocidentais no currículo da educação básica. O objetivo consiste em um aprofundamento da discussão do ensino das culturas, incluindo atividades junto aos nossos parceiros (externos e internos) na promoção do desenvolvimento de material didático, seminários, editoração e produção de livros. O amadurecimento teórico parte da noção de currículo como lugar máximo da diferença (Macedo, 2012, 2014), assim como o ensino da literatura pós-colonial ressaltando os autores indígenas (Baniwa, 2010; Benites, 2012; Kopenawa, 2010), berberes, curdos, palestinos, (Bhabha, 2010; Chakrabarty, 2011; Dass, 2011); que ganham, portanto, destaque em nosso projeto de formação de professores..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Danielle Bastos Lopes - Coordenador / José Ribamar Bessa Freire - Integrante / Luciana Velloso da Silva Seixas - Integrante / Juliana Minervirno da Costa - Integrante / Marcos Borges dos Santos Junior - Integrante.


Outros Projetos


2017 - Atual
POR UMA EDUCAÇÃO DESCOLONIZADORA: PENSANDO CULTURAS NÃO OCIDENTAIS NO ENSINO FUNDAMENTAL
Descrição: O projeto espelha um estudo produzido no Departamento de Ensino Fundamental (DEF) do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira- UERJ. A pesquisa é um desdobramento de minha vivência entre os Mbyá - Guarani, sociedades indígenas localizadas no estado do Rio de Janeiro. O projeto, destacadamente, tem a intenção de estender a inserção da pesquisa sobre currículo e ensino de culturas não ocidentais para todo o primeiro segmento do Ensino Fundamental. O foco consiste em situações de aprendizagem que favoreçam aos alunos tanto da graduação da UERJ como os de Educação Básica, um estudo das culturas anteriormente colonizadas e de sua inserção no currículo do primeiro segmento do Ensino Fundamental. A pesquisa analisa os objetivos traçados pelas Leis 10.639/2004 e 11.645/2008 que incorporam a obrigatoriedade das histórias e culturas das socialidades africanas e ameríndias no ensino da educação básica. Como base de matriz teórico ancoramos a literatura nos autores pós-coloniais (Chakrabartry, 1997, 2010; Appadurai, 1996, 2013) e pós- estrutural de currículo (Macedo, 2014, 2016), com destaque para inserção dos autores ameríndios, palestinos, indianos, curdos do campo da antropologia (Benites, 2012; Dass, 2011; Yousafzai Malala, 2013). A intenção é estabelecer um vínculo do ensino de culturas ameríndias, africanas, campesinas, curdas, ciganas já presentes nos conteúdos de História e Geografia estendendo seus fluxos, fundamentalmente, para outras áreas de aprendizagem como o raciocínio lógico-matemático, competência textual, orientando a seleção e criação de material didático no ensino básico..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
2016 - 2018
PENSANDO CULTURAS AMERÍNDIAS
Descrição: Pensando Culturas Ameríndias é um projeto em parceria com o Pró ? índio - UERJ, tem como finalidade relacionar a temática dos estudos que atravessam as áreas de ensino de História e Geografia dos 3º, 4º e 5º anos desenvolvidos pelo Departamento de Ensino Fundamental (DEF) do CAp UERJ associando-se aos objetivos traçados pela Lei 11.645/2008 que incorpora a obrigatoriedade das histórias e culturas das sociedades ameríndias no ensino da Educação Básica. Implica um exercício de esboço criativo em que professores e bolsista desenvolvem propostas de trabalho descolonizadas (Appadurai,1991; Chakrabarty, 1997, 2010; Hall, 2003) e interculturais. O ponto principal é estabelecer a expansão do ensino das culturas ameríndias para outras áreas de aprendizagem como o raciocínio lógico-matemático, compreensão leitora, competência textual, assim como orientar a seleção do material didático sobre a temática indígena na educação básica. A inserção dos autores indígenas (Benites,2012; Kopenawa, 2010; Munduruku, 2010; Tatendy Antunes,2010) e um acervo com materiais produzidos pelos Mbyá (Guarani), grupo de família Tupi, vivente no estado do Rio de Janeiro (Bessa Freire, 2009; Bastos Lopes,2013,2014) incorporam uma das características particulares do projeto. Utilizamos como método, a rigor, os quantitativos e os qualitativos. O trabalho realiza um levantamento nos bancos de dados das plataformas CAPES e CNPQ sobre o ensino de sociedades ameríndias no Ensino Fundamental de um modo amplo. Inclui também pesquisa local com estudos de caso entre os alunos do Ensino Fundamental e os materiais produzidos sobre as populações ameríndias no instituto CAp-UERJ; inclui ainda a organização e a catalogação de um acervo de imagens e artefatos das culturas Mbyá (Guarani). A intenção da metodologia é de investigação, levantamento e análise teórica tanto quanto de mostra e produção de material didático para os primeiros segmentos do Ensino Fundamental do instituto. O projeto concluiu a organização de um acervo de artefatos e imagens produzido por populações Mbyá-Guarani, tem produzido materiais didáticos constituído com os participantes do projeto (bolsista e turmas do Ensino Fundamental). Tem produzido divulgação das pesquisas em congressos de grande circulação e periódicos científicos..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Danielle Bastos Lopes - Coordenador / Mery Nancy de Lima Leite - Integrante / Gustavo de Almeida dos Reis - Integrante / Julia Abreu da Silva - Integrante / Paloma de Araújo Pontes - Integrante.Financiador(es): Departamento de estagios e Bolsas da UERJ - Bolsa.


Revisor de periódico


2016 - Atual
Periódico: Ensaios Filosóficos
2017 - Atual
Periódico: PERIFERIA (DUQUE DE CAXIAS)
2017 - 2017
Periódico: ESTUDOS HISTÓRICOS


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Etnologia Indígena.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem.
Guarani
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2017
Menção Honrosa 16ª Semana de Graduação - Prêmio Fernando Sgarbi pela orientação do projeto de Iniação à Docência (ID) Pensando Culturas Ameríndias, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
2BASTOS LOPES, Danielle2017BASTOS LOPES, Danielle. A presença do invisível na constituinte: com a palavra os povos indígenas (1986-1988). HISTÓRIA REVISTA (ONLINE), v. 22, p. 71, 2017.

2.
1BASTOS LOPES, Danielle2017BASTOS LOPES, Danielle. A presença do invisível em escolas indígenas: escolarização, diferença e cosmologia entre os povos Mbyá (Guarani) do Rio de Janeiro / The presence of the invisible in indigenous schools: scholarization, difference and cosmology.... CADERNOS CIMEAC, v. 7, p. 103, 2017.

3.
3OLIVEIRA, T. R. M.2016 OLIVEIRA, T. R. M. ; BASTOS LOPES, Danielle . On the limits of the human in the curriculum field. CURRICULUM INQUIRY, v. 46, p. 110-125, 2016.

4.
4BASTOS LOPES, Danielle2016BASTOS LOPES, Danielle. ENTRE A TERRA E O CÉU GUARANI: UMA CONVERSA COM B. MELIÀ. ESPAÇO AMERÍNDIO (UFRGS), v. 10, p. 289, 2016.

5.
5BASTOS LOPES, Danielle2014BASTOS LOPES, Danielle. O DIREITO DOS ÍNDIOS NO BRASIL: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NAS CONSTITUIÇÕES DO PAÍS. ESPAÇO AMERÍNDIO (UFRGS), v. 8, p. 83-108, 2014.

6.
6BASTOS LOPES, Danielle2013BASTOS LOPES, Danielle. E TODO DIA ERA DIA DE ÍNDIO: A REPRESENTAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS NOS CURRÍCULOS ESCOLARES DO RIO DE JANEIRO. POIÉSIS - Revista do Programa de Pós-Graduação em Educação (Unisul), v. 7, p. 96-112, 2013.

7.
7BASTOS LOPES, Danielle2012BASTOS LOPES, Danielle. MULTICULTURALISMO CRÍTICO: UMA APROXIMAÇÃO. EM TEMPO DE HISTÓRIAS, v. 21, p. 205-210, 2012.

8.
8BASTOS LOPES, Danielle2010BASTOS LOPES, Danielle. EDUCAÇÃO COMPARADA: A REPRESENTAÇÃO DE ÍNDIOS E NEGROS NO ENSINO DE HISTÓRIA. REVISTA DE HISTÓRIA COMPARADA (UFRJ), v. 4, p. 42-63, 2010.

Capítulos de livros publicados
1.
BASTOS LOPES, Danielle. O INIMIGO DO CONCEITO: POSSIBILIDADES DO AUTOBIOGRÁFICO NO PROCESSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. In: PINTO, Felipe Gonçalves; BASTOS, Lourdes; CASTANHEIRA, Maurício; ALVARENGA, Rafael. (Org.). Hortelã: formação de professores em Filosofia e outros ensaios.Coleção Chás para a Filosofia. 1ed.Rio de Janeiro: Publit, 2017, v. IV, p. 155-164.

2.
BASTOS LOPES, Danielle. PENSANDO CULTURAS AMERÍNDIAS:USOS E DESUSOS DO MATERIAL DIDÁTICO EM UM INSTITUTO DE APLICAÇÃO. In: PINTO, Felipe Gonçalves; BASTOS, Lourdes; CASTANHEIRA, Mauricio; ALVARENGA, Rafael. (Org.). Maçã com Canela: produtos educacionais e outros textos. Coleção Chás para a Filosofia. 1ed.Rio de Janeiro: Publit, 2017, v. V, p. 31-38.

3.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO, MÉTODO E DIFERENÇA: O FUNDAMENTO COMO RECUSA. In: CASTANHEIRA, Maurício; BASTOS, Lourdes; ALVARENGA, Rafael. (Org.). Camomila: textos sobre métodos de ensino e outros ensaios. Coleção Chás para a Filosofia. 1ed.Rio de Janeiro: Publit, 2016, v. III, p. 242-255.

4.
BASTOS LOPES, Danielle; OLIVEIRA, T. R. M. . COM A PALAVRA OS POVOS INDÍGENAS: O DIREITO AO USUFRUTO DA TERRA NA CONSTITUINTE. In: MARÉS, Carlos Frederico de S. Filho; JOCA, Priscylla Monteiro; OLIVEIRA, Assis da Costa; MILÉO,Bruno Alberto Paracampo; ARAÚJO, Eduardo Fernandes de; MOREIRA, Érika Macedo; QUINTANS, Mariana Trotta Dallalana. (Org.). DireitosTerritoriais de Povos e Comunidades Tradicionais em Situação de Conflitos Socioambientais. 1ed.Brasília: Instituto de Pesquisa Direitos e Movimentos Sociais (IPDMS), 2015, v. I, p. 80-99.

5.
BASTOS LOPES, Danielle; MORENO, F. ; OLIVEIRA, L. F. . ETNOMATEMATICA: UM NOVO OLHAR PARA SALA DE AULA.. In: LIMA, Augusto Cesar G.; OLIVEIRA, Luiz Fernandes; LINS, Mônica R. F.. (Org.). Diálogos Interculturais, Currículo e Educação: experiências e pesquisas anti-racistas com crianças na educação básica. 1ed.Rio de Janeiro: Quartet/Faperj, 2009, v. 1, p. 151-162.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BASTOS LOPES, Danielle. ?NÃO? PARA OS CLICHÊS. ALTERIDADE INDÍGENA E AFRICANA AINDA É POUCO CONHECIDA PELOS PROFESSORES E RETRATADA DE FORMA SUPERFICIAL NOS LIVROS DIDÁTICOS. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, , v. 103, p. 70 - 73, 02 abr. 2014.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO E COSMOLOGIA: ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E SAGRADO ENTRE OS POVOS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. In: IX Seminário Internacional as Redes Educativas e as Tecnologias, 2017, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Aprenderensinar para um mundo plural e igualitário (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), 2017. p. 1-11.

2.
PONTES, P. A. ; BASTOS LOPES, Danielle . O ENSINO DE GUARANI NAS ESCOLAS PARAGUAIAS E A QUESTÃO DA INTERCULTURALIDADE NO AMBIENTE ACADÊMICO. In: IV Congresso Nacional de Educação (IV CONEDU), 2017, João Pessoa - Paraíba. IV Congresso Nacional de Educação. p. 1-11.

3.
BASTOS LOPES, Danielle. ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E MAGIA ENTRE OS POVOS GUARANI (MBYÁ) DO RIO DE JANEIRO: QUANDO A ESCOLARIZAÇÃO ATRAVESSA LÓGICAS SENSÍVEIS. In: IV Congresso Nacional de Educação (IV CONEDU), 2017, João Pessoa-Paraíba. IV Congresso Nacional de Educação, 2017. p. 1-12.

4.
BASTOS LOPES, Danielle. POLÍTICA DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL,CURRÍCULO E MUNDOS AMERÍNDIOS: UM ESTUDO SOBRE POLÍTICAS DE ENSINO DE CULTURAS AMERÍNDIAS NO BRASIL. In: XXI Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociologia ALAS Uruguai, 2017, Montevideo-Uruguai. Las encrucijadas abiertas de América Latina. La sociología en tiempos de cambio (Universidad de la República Uruguay), 2017. p. 1-10.

5.
BASTOS LOPES, Danielle. MEMÓRIAS, COSMOLOGIA E OUTRAS SOCIABILIDADES POSSÍVEIS: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). In: XXI Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociologia ALAS Uruguai, 2017, Montevideo-Uruguai. Las encrucijadas abiertas de América Latina. La sociología en tiempos de cambio (Universidad de la República Uruguay), 2017. p. 1-10.

6.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO E OBJETOS: A TROCA NO SENTIDO DAS MIÇANGAS ENTRE OS MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. In: III Congresso Nacional de Educação (III CONEDU), 2016, Natal ? Rio Grande do Norte. III Congresso Nacional de Educação, 2016. p. 1-13.

7.
BASTOS LOPES, Danielle. TERRITÓRIO, O TRANSFÍSICO E A ESCOLA: UM ESTUDO SOBRE PROCESSOS FORMATIVOS ENTRE OS MBYÁ (GUARANI). In: VIII Seminário Internacional as Redes Educativas e as Tecnologias, 2015, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. As Redes Educativas e as Tecnologias Movimentos Sociais e a Educação (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), 2015. p. 1-12.

8.
SILVA, E. R. ; BASTOS LOPES, Danielle . A INFÂNCIA INDÍGENA E O SEU DIREITO À UMA EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, BILÍNGUE E ESPECÍFICA. In: XXX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Costa Rica, 2015, São José - Costa Rica. Pueblos en movimiento: un nuevo diálogo en las ciencias sociales (Universidad de Costa Rica). p. 1-10.

9.
BASTOS LOPES, Danielle; SILVA, E. R. . INFÂNCIA, COSMOLOGIA E IDENTIDADE: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÀ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). In: XXX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Costa Rica, 2015, São José -Costa Rica. Pueblos en movimiento: un nuevo diálogo en las ciencias sociales (Universidad de Costa Rica). p. 1-10.

10.
BASTOS LOPES, Danielle; TOME, C. M. F. F. ; OLIVEIRA, T. R. M. . ENTRE TERRITÓRIO E CHARUTOS: UM ESTUDO SOBRE CURRÍCULO ENTRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. In: XI Colóquio sobre Questões Curriculares, VII Colóquio Luso-Brasileiro e I Colóquio Luso-Afro-Brasileiro, 2014, Braga -Portugual. Currículo na contemporaneidade: internacionalização e contextos locais (Universidade do Minho). p. 3312-3317.

11.
BASTOS LOPES, Danielle; SILVA, P. T. B. . O DITO FORMAL E O NÃO FORMAL ENTRE AS TERRAS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO: UMA EXPERIÊNCIA ETNOGRÁFICA. In: XI Colóquio sobre Questões Curriculares, VII Colóquio Luso-Brasileiro e I Colóquio Luso-Afro-Brasileiro, 2014, Braga - Portugual. Currículo na contemporaneidade: internacionalização e contextos locais (Universidade do Minho). p. 826-831.

12.
BASTOS LOPES, Danielle. Ê, Ê ÍNDIO QUER APITO SE NÃO DER PAU VAI COMER: A CRIAÇÃO DO MOVIMENTO INDÍGENA NO BRASIL. In: I Seminário Nacional de Memória Social, 2013, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. I Seminário Nacional de Memória Social (Universidade Ferderal do Estado do Rio de Janeiro). p. 1-10.

13.
BASTOS LOPES, Danielle. A EDUCAÇÃO INDÍGENA COMO PRODUTORA DE MEMÓRIA: TENSÕES E CONFLITOS ENTRE A MEMÓRIA ORAL E A ESCRITA NAS ALDEIAS DO RIO DE JANEIRO. In: I Seminário Internacional Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares: racismo, política e educação, 2013, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Contextos Contemporâneos e Demandas Populares: racismo, política e educação (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro). p. 1-14.

14.
BASTOS LOPES, Danielle; MAGALHAES, J. E. P. ; BARRETO, M. R. . O DIREITO DOS ÍNDIOS NO BRASIL: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NAS CONSTITUIÇÕES DO PAÍS. In: XXIX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Chile, 2013, Santiago - Chile. Crisis y Emergencias Sociales en América Latina (Universidad de Chile), 2013. p. 1-10.

15.
BARRETO, M. R. ; BASTOS LOPES, Danielle . MEMÓRIAS DOS POVOS ORIGINÁRIOS DO BRASIL E A COPA DO MUNDO: DO SOTERRAMENTO A INSURREIÇÃO DAS MEMÓRIAS INDIGENAS SILENCIADAS. In: XXIX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Chile, 2013, Santiago - Chile. Crisis y Emergencias Sociales en América Latina (Universidad de Chile). p. 1-11.

16.
MORAES, M. J. D. ; BASTOS LOPES, Danielle . A HERANÇA LOGOCÊNTRICA DE ROUSSEAU. In: V Colóquio Nacional Jean Jaques Rousseau, 2011, Sergipe -Aracaju. Sociedade e Natureza (Universidade Federal de Sergipe), 2011. p. 1-9.

17.
BASTOS LOPES, Danielle. CULTURAS INDÍGENAS E O ENSINO DE HISTÓRIA BRASILEIRO : VELHOS CONFLITOS NOVAS PROPOSTAS. In: VII Simpósio de História, 2010, Niterói- Rio de Janeiro. VI Simpósio de História:reflexões sobre os usos de desusos da História (Universidade Salgado de Oliveira). p. 1-10.

18.
BASTOS LOPES, Danielle. ÁFRICA CULTURAS INDÍGENAS E SUA HISTÓRIA :DISCUTINDO A NOVA OBRIGATORIEDADE CURRICULAR. In: II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas - NÚCLEO DE ESTUDOS DAS AMÉRICA (UERJ), 2010, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Sistema de Poder - Pluriculturalidade - Integração (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). p. 1-8.

19.
BASTOS LOPES, Danielle. A NOVA POLÍTICA EDUCACIONAL E AS NARRATIVAS SOBRE CULTURAS INDÍGENAS: A ESCOLA COMO ARTESÃ DA INTERCULTURALIDADE. In: II Encontro de História da Educação do Estado do Rio de Janeiro, 2010, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. II Encontro de História da Educação do Estado do Rio de Janeiro (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro). p. 1-11.

20.
BASTOS LOPES, Danielle. ENTRE ÍNDIOS E POLÍTICA: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NA POLÍTICA BRASILEIRA (1967-1980). In: Seminário de História Social: Relações de Poder e Identidades do Programa de Pós-Graduação em História Social da UERJ, 2010, São Gonçalo -Rio de Janeiro. Relações de Poder e Identidades ( Faculdade de Formação de Professores da UERJ), 2010. p. 1-9.

21.
BASTOS LOPES, Danielle. O ÍNDIO E A CONSTRUÇÃO DAS POLITICAS INDIGENISTAS : UMA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO REPUBLICANO. In: I Seminário Nacional Praticas Sociais , Narrativas Visuais e Relações de Poder, 2010, Viçosa -Minas Gerais. Práticas Sociais , Narrativas Visuais e Relações de poder ( Universidade Federal de Viçosa). p. 185-191.

22.
BASTOS LOPES, Danielle. A REPRESENTAÇÃO DO ÍNDIO NAS AULAS DE HISTÓRIA : DISCUTINDO A LEI 11.645. In: VI Encontro Estadual de Ensino de História, 2009, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. O Ensino de História Hoje: questões e possibilidades (Faculdade de Formação de Professores da UERJ). p. 1-10.

23.
BASTOS LOPES, Danielle. O UNIVERSO ETNOMATEMÁTICO: UMA NOVA MATEMATICA NO COTIDIANO ESCOLAR. In: VI Encontro Sul Fluminense de Educação Matemática, 2008, Vassouras -Rio de Janeiro. VI Encontro Sul Fluminense de Educação Matemática (Universidade Severino Sombra). p. 165-176.

24.
BASTOS LOPES, Danielle. A REPRESENTAÇÃO DO ÍNDIO NA ESCOLA: UMA ANÁLISE DA LEI 11.645. In: XIII Semana da Educação da Faculdade de Educação da UERJ, 2008, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Educação,Formação e Sociedade:desafios contemporâneos (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). p. 1-11.

25.
BASTOS LOPES, Danielle; OLIVEIRA, L. F. . ETNOMATEMÁTICA: UM NOVO OLHAR PARA SALA DE AULA. In: V SICEA - V Seminário de Institutos e Colégios de Aplicação das Universidades Brasileiras, 2007, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Cultura, história, sujeitos e singularidades (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). p. 1-10.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BASTOS LOPES, Danielle. PENSANDO CULTURAS AMERÍNDIAS: EXPERIENCIAS DE UM PROJETO DE INICIAÇÃO À DOCENCIA NO CAp/UERJ. In: X Simpósio Educação e Sociedade Contemporânea: Desafios e Propostas, 2016, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. X Simpósio Educação e Sociedade Contemporânea: Desafios e Propostas (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). p. 1-2.

2.
BASTOS LOPES, Danielle. A TRAJETÓRIA E DIALÉTICA MULTICULTURALISTA: ORIGEM E CONSTRUÇÃO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA. In: II Encontro de História da Educação do Estado do Rio de Janeiro, 2010, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. II Encontro de História da Educação do Estado do Rio de Janeiro (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro). p. 1-2.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO E COSMOLOGIA: ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E SAGRADO ENTRE OS POVOS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. In: IX Seminário Internacional as Redes Educativas, 2017, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Aprenderensinar para um mundo plural e igualitário (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), 2017.

2.
PONTES, P. A. ; BASTOS LOPES, Danielle . O ENSINO DE GUARANI NAS ESCOLAS PARAGUAIAS E A QUESTÃO DA INTERCULTURALIDADE NO AMBIENTE ACADÊMICO. In: IV Congresso Nacional de Educação (IV CONEDU), 2017, João Pessoa - Paraíba. IV Congresso Nacional de Educação, 2017.

3.
BASTOS LOPES, Danielle. ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E MAGIA ENTRE OS POVOS GUARANI (MBYÁ) DO RIO DE JANEIRO: QUANDO A ESCOLARIZAÇÃO ATRAVESSA LÓGICAS SENSÍVEIS. In: IV Congresso Nacional de Educação (IV CONEDU), 2017, João Pessoa -Paraíba. IV Congresso Nacional de Educação, 2017.

4.
BASTOS LOPES, Danielle. POLÍTICA DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, CURRÍCULO E MUNDOS AMERÍNDIOS: UM ESTUDO SOBRE POLÍTICAS DE ENSINO DE CULTURAS AMERÍNDIAS NO BRASIL. In: XXI Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociologia ALAS Uruguai, 2017, Montevideo - Uruguai. Las encrucijadas abiertas de América Latina. La sociología en tiempos de cambio (Universidad de la República Uruguay), 2017.

5.
BASTOS LOPES, Danielle. MEMÓRIAS, COSMOLOGIA E OUTRAS SOCIABILIDADES POSSÍVEIS: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). In: XXI Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociologia ALAS Uruguai, 2017, Montevideo- Uruguai. Las encrucijadas abiertas de América Latina. La sociología en tiempos de cambio (Universidad de la República Uruguay), 2017.

6.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO E OBJETOS: A TROCA NO SENTIDO DAS MIÇANGAS ENTRE OS MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. In: III Congresso Nacional de Educação (III CONEDU), 2016, Natal ? Rio Grande do Norte. III Congresso Nacional de Educação, 2016.

7.
BASTOS LOPES, Danielle. TERRITÓRIO,O TRANSFÍSICO E A ESCOLA: UM ESTUDO SOBRE PROCESSOS FORMATIVOS ENTRE OS MBYÁ (GUARANI). In: VIII Seminário Internacional as Redes Educativas e as Tecnologias, 2015, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. As Redes Educativas e as Tecnologias Movimentos Sociais e a Educação (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

8.
SILVA, E. R. ; BASTOS LOPES, Danielle . A INFÂNCIA INDÍGENA E O SEU DIREITO Á UMA EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, BILÍNGUE E ESPECÍFICA. In: XXX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Costa Rica, 2015, San José - Costa Rica. Pueblos en movimiento: un nuevo diálogo en las ciencias sociales (Universidad de Costa Rica).

9.
BASTOS LOPES, Danielle; SILVA, E. R. . INFÂNCIA, COSMOLOGIA E IDENTIDADE: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÀ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). In: XXX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Costa Rica, 2015, San Jose- Costa Rica. Pueblos en movimiento:un nuevo diálogo en las ciencias sociales (Universidad de Costa Rica).

10.
BASTOS LOPES, Danielle; TOME, C. M. F. F. ; OLIVEIRA, T. R. M. . ENTRE TERRITÓRIO E CHARUTOS: UM ESTUDO SOBRE CURRÍCULO ENTRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. In: XI Colóquio sobre Questões Curriculares, VII Colóquio Luso-Brasileiro e I Colóquio Luso-Afro-Brasileiro, 2014, Braga- Portugual. Currículo na contemporaneidade: internacionalização e contextos locais (Universidade do Minho). p. 3312-3316.

11.
BASTOS LOPES, Danielle; SILVA, P. T. B. . O DITO FORMAL E O NÃO FORMAL ENTRE AS TERRAS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO: UMA EXPERIÊNCIA ETNOGRÁFICA. In: XI Colóquio sobre Questões Curriculares, VII Colóquio Luso-Brasileiro e I Colóquio Luso-Afro-Brasileiro, 2014, Braga - Portugual. Currículo na contemporaneidade: internacionalização e contextos locais (Universidade do Minho).

12.
BASTOS LOPES, Danielle. Ê, Ê ÍNDIO QUER APITO SE NÃO DER PAU VAI COMER: A CRIAÇÃO DO MOVIMENTO INDÍGENA NO BRASIL. In: I Seminário Nacional de Memória Social, 2013, Rio de Janeiro. I Seminário Nacional de Memória Social (Universidade Ferderal do Estado do Rio de Janeiro), 2013.

13.
BASTOS LOPES, Danielle. A EDUCAÇÃO INDÍGENA COMO PRODUTORA DE MEMÓRIA: TENSÕES E CONFLITOS ENTRE A MEMÓRIA ORAL E A ESCRITA NAS ALDEIAS DO RIO DE JANEIRO. In: I Seminário Internacional Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares: racismo, política e educação, 2013, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Contextos contemporâneos e demandas populares: racismo, política e educação (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro).

14.
BASTOS LOPES, Danielle; MAGALHAES, J. E. P. ; BARRETO, M. R. . O DIREITO DOS ÍNDIOS NO BRASIL: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NAS CONSTITUIÇÕES DO PAÍS. In: XXIX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Chile, 2013, Santiago - Chile. Crisis y Emergencias Sociales en América Latina (Universidad de Chile).

15.
BARRETO, M. R. ; BASTOS LOPES, Danielle . MEMÓRIAS DOS POVOS ORIGINÁRIOS DO BRASIL E A COPA DO MUNDO: DO SOTERRAMENTO A INSURREIÇÃO DAS MEMÓRIAS INDIGENAS SILENCIADAS. In: XXIX Congreso Latinoamericano de Sociología - Asociación Latinoamericana de Sociología ALAS Chile, 2013, Santiago - Chile. Crisis y Emergencias Sociales en América Latina (Universidad de Chile).

16.
BASTOS LOPES, Danielle; MORAES, M. J. D. . A HERANÇA LOGOCÊNTRICA DE ROUSSEAU. In: V Colóquio Nacional Jean Jaques Rousseau, 2011, Aracaju-Sergipe. Sociedade e Natureza (Universidade Federal de Sergipe).

17.
BASTOS LOPES, Danielle. CULTURAS INDÍGENAS E O ENSINO DE HISTÓRIA BRASILEIRO : VELHOS CONFLITOS NOVAS PROPOSTAS. In: VII Simpósio de História, 2010, Niterói -Rio de Janeiro. VII Simpósio de História: reflexões sobre os usos de desusos da História (Universidade Salgado de Oliveira).

18.
BASTOS LOPES, Danielle. ÁFRICA CULTURAS INDÍGENAS E SUA HISTÓRIA : DISCUTINDO A NOVA OBRIGATORIEDADE CURRICULAR. In: II Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas - NÚCLEO DE ESTUDOS DAS AMÉRICA (UERJ), 2010, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Sistemas de Poder - Pluriculturldade ,Integração (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

19.
BASTOS LOPES, Danielle. A NOVA POLÍTICA EDUCACIONAL E AS NARRATIVAS SOBRE CULTURAS INDÍGENAS: A ESCOLA COMO ARTESÃ DA INTERCULTURALIDADE. In: II Encontro de História da Educação do Estado do Rio de Janeiro, 2010, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. II Encontro de História da Educação do Estado do Rio de Janeiro (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro).

20.
BASTOS LOPES, Danielle. ENTRE ÍNDIOS E POLÍTICA: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NA POLÍTICA BRASILEIRA (1967-1980). In: Seminário de História Social: Relação de Poder e Identidade do Programa de Pós-Graduação em História Social da UERJ, 2010, São Gonçalo -Rio de Janeiro. Relação de Poder e Identidade (Faculdade de Formação de Professores da UERJ), 2010.

21.
BASTOS LOPES, Danielle. O ÍNDIO E A CONSTRUÇÃO DAS POLÍTICAS INDIGENISTAS : UMA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO. In: Práticas Sociais,Narrativas Visuais e Relações de Poder (Universidade Federal de Viçosa), 2010, Viçosa- Minas Gerais. Práticas Sociais , Narrativas Visuais (Universidade Federal de Viçosa), 2010.

22.
BASTOS LOPES, Danielle. A REPRESENTAÇÃO DO ÍNDIO NAS AULAS DE HISTÓRIA : DISCUTINDO A LEI 11.645. In: VI Encontro Estadual de Ensino de História, 2009, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. O Ensino de História Hoje: questões e possibilidades (Faculdade de Formação de Professores da UERJ).

23.
BASTOS LOPES, Danielle. O UNIVERSO ETNOMATEMÁTICO: UMA NOVA MATEMATICA NO COTIDIANO ESCOLAR. In: VI Encontro Sul Fluminense de Educação Matemática, 2008, Vassouras -Rio de Janeiro. VI ESFEM- Encontro Sul Fluminense de Educação Matemática (Universidade Severino Sombra).

24.
BASTOS LOPES, Danielle. A REPRSENTAÇÃO DO ÍNDIO NA ESCOLA: UMA ANÁLISE DA LEI 11.645. In: XIII Semana da Educação da Faculdade de Educação da UERJ, 2008, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Educação,Formação e Sociedade : Desafios Contemporaneos (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

25.
BASTOS LOPES, Danielle; OLIVEIRA, L. F. . ETNOMATEMATICA: UM NOVO OLHAR PARA SALA DE AULA.. In: V SICEA - V Seminário de Institutos e Colégios de Aplicação das Universidades Brasileiras, 2007, Rio de Janeiro- Rio de Janeiro. Cultura, história, sujeitos e singularidades (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).

Artigos aceitos para publicação
1.
BASTOS LOPES, Danielle. O DIREITO DE ESTUDAR O INDÍGENA: SEDUÇÃO E ESTRANHAMENTO EM SALAS DE AULA. Cadernos CEDES (UNICAMP) Impresso, 2018.

2.
BASTOS LOPES, Danielle. PENSANDO CULTURAS AMERÍNDIAS: EXPERIÊNCIAS DE UM PROJETO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA EM UMA ÓTICA DESCOLONIZADORA. REVISTA APROXIMANDO, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
BASTOS LOPES, Danielle. CONVERSÃO, PEDRAÇÃO E RELIGIOSIDADE NA COSMOGONIA MBYÁ (GUARANI). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO E COSMOLOGIA: ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E SAGRADO ENTRE OS POVOS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
BASTOS LOPES, Danielle. O ENSINO DE GUARANI NAS ESCOLAS PARAGUAIAS E A QUESTÃO DA INTERCULTURALIDADE NO AMBIENTE ACADÊMICO. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
BASTOS LOPES, Danielle. MEMÓRIAS, COSMOLOGIA E OUTRAS SOCIABILIDADES POSSÍVEIS: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
BASTOS LOPES, Danielle. POLÍTICA DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, CURRÍCULO E MUNDOS AMERÍNDIOS: UM ESTUDO SOBRE POLÍTICAS DE ENSINO DE CULTURAS AMERÍNDIAS NO BRASIL. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
BASTOS LOPES, Danielle. ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E MAGIA ENTRE OS POVOS GUARANI (MBYÁ) DO RIO DE JANEIRO: QUANDO A ESCOLARIZAÇÃO ATRAVESSA LÓGICAS SENSÍVEIS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
BASTOS LOPES, Danielle. PENSANDO CULTURAS AMERÍNDIAS: EXPERIÊNCIAS DE UM PROJETO DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA NO CAP/UERJ (PÔSTER). 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO E OBJETOS: A TROCA NO SENTIDO DAS MIÇANGAS ENTRE OS MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
BASTOS LOPES, Danielle. TERRITÓRIO, O TRANSFÍSICO E A ESCOLA: UM ESTUDO SOBRE PROCESSOS FORMATIVOS ENTRE OS MBYÁ (GUARANI). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
BASTOS LOPES, Danielle. CURRÍCULO E PERSPECTIVAS AMERÍNDIAS:UM OLHAR SOBRE AS NOVAS LEGISLAÇÕES. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
SILVA, E. R. ; BASTOS LOPES, Danielle . A INFÂNCIA INDÍGENA E O SEU DIREITO À UMA EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, BILÍNGUE E ESPECÍFICA. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
BASTOS LOPES, Danielle; SILVA, E. R. . INFÂNCIA, COSMOLOGIA E IDENTIDADE: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÀ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
BASTOS LOPES, Danielle; TOME, C. M. F. F. ; OLIVEIRA, T. R. M. . ENTRE TERRITÓRIO E CHARUTOS: UM ESTUDO SOBRE CURRÍCULO ENTRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
BASTOS LOPES, Danielle. O DITO FORMAL E O NÃO FORMAL ENTRE AS TERRAS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO: UMA EXPERIÊNCIA ETNOGRÁFICA. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
BASTOS LOPES, Danielle. Ê , Ê ÍNDIO QUER APITO SE NÃO DER PAU VAI COMER: A CRIAÇÃO DO MOVIMENTO INDÍGENA NO BRASIL. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
BASTOS LOPES, Danielle. A EDUCAÇÃO INDÍGENA COMO PRODUTORA DE MEMÓRIA: TENSÕES E CONFLITOS ENTRE A MEMÓRIA ORAL E A ESCRITA NAS ALDEIAS DO RIO DE JANEIRO. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
BASTOS LOPES, Danielle; MAGALHAES, J. E. P. ; BARRETO, M. R. . O DIREITO DOS ÍNDIOS NO BRASIL: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NAS CONSTITUIÇÕES DO PAÍS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
BARRETO, M. R. ; BASTOS LOPES, Danielle . MEMÓRIAS DOS POVOS ORIGINÁRIOS DO BRASIL E A COPA DO MUNDO: DO SOTERRAMENTO A INSURREIÇÃO DAS MEMÓRIAS INDIGENAS SILENCIADAS. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
MORAES, M. J. D. ; BASTOS LOPES, Danielle . A HERANÇA LOGOCÊNTRICA DE ROUSSEAU. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
BASTOS LOPES, Danielle. O ÍNDIO E A CONSTRUÇÃO DAS POLITICAS INDIGENISTAS : UMA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO REPUBLICANO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
BASTOS LOPES, Danielle. ÁFRICA,CULTURAS INDÍGENAS E SUA HISTÓRIA: DISCUTINDO A NOVA OBRIGATORIEDADE CURRICULAR. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
BASTOS LOPES, Danielle. A NOVA POLÍTICA EDUCACIONAL E AS NARRATIVAS SOBRE CULTURAS INDÍGENAS: A ESCOLA COMO ARTESÃ DA INTERCULTURALIDADE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
BASTOS LOPES, Danielle. A TRAJETÓRIA E DIALÉTICA MULTICULTURALISTA: ORIGEM E CONSTRUÇÃO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA (PÔSTER). 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

24.
BASTOS LOPES, Danielle. ENTRE ÍNDIOS E POLÍTICA: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NA POLÍTICA BRASILEIRA (1967-1980). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
BASTOS LOPES, Danielle. CULTURAS INDÍGENAS E O ENSINO DE HISTÓRIA BRASILEIRO: VELHOS CONFLITOS E NOVAS PROPOSTAS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
BASTOS LOPES, Danielle. A REPRESENTAÇÃO DO ÍNDIO NAS AULAS DE HISTÓRIA : DISCUTINDO A LEI 11.645. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
BASTOS LOPES, Danielle. A REPRESENTAÇÃO DO ÍNDIO NA ESCOLA: UMA ANÁLISE DA LEI 11.645. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
BASTOS LOPES, Danielle. O UNIVERSO ETNOMATEMÁTICO: UMA NOVA MATEMATICA NO COTIDIANO ESCOLAR.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
BASTOS LOPES, Danielle. O UNIVERSO ETNOMATEMATICO: UMA NOVA MATEMÁTICA NO COTIDIANO ESCOLAR (PÔSTER). 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
BASTOS LOPES, Danielle. MEMBRO DE COMISSÃO CIENTÍFICA NO V CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. 2018.

2.
BASTOS LOPES, Danielle. AVALIADORA NA 16ª SEMANA DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (UERJ). 2017.

3.
BASTOS LOPES, Danielle. MEMBRO DE COMISSÃO CIENTÍFICA NO IV CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO; GT EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTINICOS RACIAIS; GT DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL; GT INCLUSÃO, DIREITOS HUMANOS E INTERCULTURALIDADE.. 2017.

4.
BASTOS LOPES, Danielle. MEMBRO DE COMISSÃO CIENTÍFICA NO III CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO; GT EDUCAÇÃO E RELAÇÕES ÉTINICO - RACIAIS; GT DIDÁTICA, CURRÍCULO E POLÍTICA EDUCACIONAL. 2016.

5.
BASTOS LOPES, Danielle. MEMBRO DE COMISSÃO CIENTÍFICA NO X SIMPÓSIO EDUCAÇÃO E SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA: DESAFIOS E PROPOSTAS. 2016.


Demais tipos de produção técnica
1.
BASTOS LOPES, Danielle. POR UMA EDUCAÇÃO DESCOLONIZADORA: A FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM UMA ÓTICA NÃO OCIDENTAL. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
BASTOS LOPES, Danielle. COORDENAÇÃO DE SESSÃO DE COMUNICAÇÃO IX SEMINÁRIO INTERNACIONAL AS REDES EDUCATIVAS E AS TECNOLOGIAS: EDUCAÇÃO E DEMOCRACIA APRENDERENSINAR PARA UM MUNDO PLURAL E IGUALITÁRIO - EIXO CURRÍCULO, POLÍTICA, CULTURA E A QUESTÃO DA DEMOCRACIA. 2017. (COORDENAÇÃO DE SESSÃO DE COMUNICAÇÃO).

3.
BASTOS LOPES, Danielle. COORDENAÇÃO DE SESSÃO DE COMUNICAÇÃO VIII SEMINÁRIO INTERNACIONAL AS REDES EDUCATIVAS E AS TECNOLOGIAS: MOVIMENTOS SOCIAIS E A EDUCAÇÃO- EIXO PROCESSOS FORMATIVOS, DESIGUALDADES SOCIAIS E OS MOVIMENTOS SOCIAIS. 2015. (COORDENAÇÃO DE SESSÃO DE COMUNICAÇÃO).

4.
BASTOS LOPES, Danielle. COORDENAÇÃO DE GRUPO DE TRABALHO IV PENSANDO ÁFRICA E SUAS DIÁSPORAS - GT POSSIBILIDADES DE DIÁLOGOS SOBRE A TEMÁTICA INDÍGENA NA SALA DE AULA. 2015. (COORDENAÇÃO DE GRUPO DE TRABALHO).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BASTOS LOPES, Danielle; GIGANTE, C. C.. Participação em banca de Carla Valéria Melo de Oliveira.CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES NA EDUCAÇÃO ESPECIAL INCLUSIVA. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ.

2.
BASTOS LOPES, Danielle; GIGANTE, C. C.. Participação em banca de Rosana Mathias Romeiro.A FORMAÇÃO DO PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO ENSINO REGULAR. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ.

3.
BASTOS LOPES, Danielle; SEIXAS, L. V. S.. Participação em banca de Maria do Rosário de Fátima Teixeira Gonçalves.POLÍTICA DAS LÍNGUAS: O PAPEL DA ESCOLA NO PROCESSO DE USO E EXTINÇÃO DAS LÍNGUAS INDÍGENAS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

4.
BASTOS LOPES, Danielle; SEIXAS, L. V. S.. Participação em banca de MARIA CAROLINA NEVES LOPES.A LEI 11.645/08 E AS CULTURAS INDÍGENAS: ANALISANDO AS PROPOSTAS CURRICULARES DA SME/RJ. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
BASTOS LOPES, Danielle; SASS, Carla; ALMEIDA, M. A. O.. Concurso para Professor Substitituto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira UERJ). 2015. Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira UERJ.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
V CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. MEMBRO DE COMISSÃO CIENTÍFICA. 2018. (Congresso).

2.
IV CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. O ENSINO DE GUARANI NAS ESCOLAS PARAGUAIAS E A QUESTÃO DA INTERCULTURALIDADE NO AMBIENTE ACADÊMICO. 2017. (Congresso).

3.
IV CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E MAGIA ENTRE OS POVOS GUARANI (MBYÁ) DO RIO DE JANEIRO: QUANDO A ESCOLARIZAÇÃO ATRAVESSA LÓGICAS SENSÍVEIS. 2017. (Congresso).

4.
IV CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. MEMBRO DE COMISSÃO CIENTÍFICA. 2017. (Congresso).

5.
IX SEMINÁRIO INTERNACIONAL AS REDES EDUCATIVAS E AS TECNOLOGIAS.COORDENADOR DE SESSÃO. 2017. (Seminário).

6.
IX SEMINÁRIO INTERNACIONAL AS REDES EDUCATIVAS E AS TECNOLOGIAS.CURRÍCULO E COSMOLOGIA: ESCOLARIZAÇÃO, DIFERENÇA E SAGRADO ENTRE OS POVOS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. 2017. (Seminário).

7.
XXI CONGRESSO LATINOAMERICANO DE SOCIOLOGÍA - ALAS URUGUAI. POLÍTICA DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, CURRÍCULO E MUNDOS AMERÍNDIOS: UM ESTUDO SOBRE POLÍTICAS DE ENSINO DE CULTURAS AMERÍNDIAS NO BRASIL. 2017. (Congresso).

8.
XXI CONGRESSO LATINOAMERICANO DE SOCIOLOGÍA - ALAS URUGUAI. MEMÓRIAS, COSMOLOGIA E OUTRAS SOCIABILIDADES POSSÍVEIS: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). 2017. (Congresso).

9.
III CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. CURRÍCULO E OBJETOS: A TROCA NO SENTIDO DAS MIÇANGAS ENTRE OS MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. 2016. (Congresso).

10.
III CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. MEMBRO DE COMISSÃO CIENTIFÍCA. 2016. (Congresso).

11.
X SIMPÓSIO EDUCAÇÃO E SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA: DESAFIOS E PROPOSTAS.MEMBRO DE COMISSÃO CIENTIFÍCA. 2016. (Simpósio).

12.
X SIMPÓSIO EDUCAÇÃO E SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA: DESAFIOS E PROPOSTAS.PENSANDO CULTURAS AMERÍNDIAS: EXPERIENCIAS DE UM PROJETO DE INICIAÇÃO À DOCENCIA NO CAp/UERJ. 2016. (Simpósio).

13.
IV PENSANDO ÁFRICAS E SUAS DIÁSPORAS/ I SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO UNIAFRO/ I SEMINÁRIO SOBRE CULTURAS INDÍGENAS NA UFOP/ I ENCONTRO DE PIBIDS DE TEMÁTICA AFRICANA E INDÍGENA..COORDENADOR DE GT. 2015. (Seminário).

14.
SEMANA DA PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ.CURRÍCULO E PERSPECTIVAS AMERÍNDIAS: UM OLHAR SOBRE AS NOVAS LEGISLAÇÕES. 2015. (Outra).

15.
VIII SEMINÁRIO INTERNACIONAL AS REDES EDUCATIVAS E AS TECNOLOGIAS.COORDENADOR DE SESSÃO. 2015. (Seminário).

16.
VIII SEMINÁRIO INTERNACIONAL AS REDES EDUCATIVAS E AS TECNOLOGIAS.TERRITÓRIO, O TRANSFÍSICO E A ESCOLA: UM ESTUDO SOBRE PROCESSOS FORMATIVOS ENTRE OS MBYÁ (GUARANI). 2015. (Seminário).

17.
XXX CONGRESO LATINOAMERICANO DE SOCIOLOGÍA - ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE SOCIOLOGÍA ALAS COSTA RICA. INFÂNCIA, COSMOLOGIA E IDENTIDADE: UM ESTUDO SOBRE OS GUARANI MBYÀ DO RIO DE JANEIRO (BRASIL). 2015. (Congresso).

18.
XXX CONGRESO LATINOAMERICANO DE SOCIOLOGÍA - ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE SOCIOLOGÍA ALAS COSTA RICA. A INFÂNCIA INDÍGENA E O SEU DIREITO À UMA EDUCAÇÃO INTERCULTURAL, BILÍNGUE E ESPECÍFICA. 2015. (Congresso).

19.
XI COLÓQUIO SOBRE QUESTÕES CURRICULARES, VII COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO E I COLÓQUIO LUSO-AFRO-BRASILEIRO DE QUESTÕES CURRICULARES. O DITO FORMAL E O NÃO FORMAL ENTRE AS TERRAS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO: UMA EXPERIÊNCIA ETNOGRÁFICA. 2014. (Congresso).

20.
XI COLÓQUIO SOBRE QUESTÕES CURRICULARES, VII COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO E I COLÓQUIO LUSO-AFRO-BRASILEIRO DE QUESTÕES CURRICULARES. ENTRE TERRITÓRIO E CHARUTOS: UM ESTUDO SOBRE CURRÍCULO ENTRE OS GUARANI MBYÁ DO RIO DE JANEIRO. 2014. (Congresso).

21.
I SEMINÁRIO INTERNACIONAL EDUCAÇÃO, CONTEXTOS CONTEMPORÂNEOS E DEMANDAS POLULARES: RACISMO,POLÍTICA E EDUCAÇÃO.A EDUCAÇÃO INDÍGENA COMO PRODUTORA DE MEMÓRIA: TENSÕES E CONFLITOS ENTRE A MEMÓRIA ORAL E A ESCRITA NAS ALDEIAS DO RIO DE JANEIRO. 2013. (Seminário).

22.
I SEMINÁRIO NACIONAL DE MEMÓRIA SOCIAL.Ê,Ê ÍNDIO QUER APITO SE NÃO DER PAU VAI COMER: A CRIAÇÃO DO MOVIMENTO INDÍGENA NO BRASIL. 2013. (Seminário).

23.
XXIX CONGRESO LATINOAMERICANO DE SOCIOLOGÍA - ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE SOCIOLOGÍA ALAS CHILE. MEMÓRIAS DOS POVOS ORIGINÁRIOS DO BRASIL E A COPA DO MUNDO: DO SOTERRAMENTO A INSURREIÇÃO DAS MEMÓRIAS INDIGENAS SILENCIADAS. 2013. (Congresso).

24.
XXIX CONGRESO LATINOAMERICANO DE SOCIOLOGÍA - ASOCIACIÓN LATINOAMERICANA DE SOCIOLOGÍA ALAS CHILE. O DIREITO DOS ÍNDIOS NO BRASIL: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍGENAS NAS CONSTITUIÇÕES DO PAÍS. 2013. (Congresso).

25.
V COLÓQUIO NACIONAL JEAN JAQUES ROUSSEAU. A HERANÇA LOGOCÊNTRICA DE ROUSSEAU. 2011. (Congresso).

26.
II CONGRESSO INTERNACIONAL DO NÚCLEO DE ESTUDOS DAS AMÉRICAS. ÁFRICA, CULTURAS INDÍGENAS E SUA HISTÓRIA: DISCUTINDO A NOVA OBRIGATORIEDADE CURRICULAR. 2010. (Congresso).

27.
II ENCONTRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.A NOVA POLÍTICA EDUCACIONAL E AS NARRATIVAS SOBRE CULTURAS INDÍGENAS: A ESCOLA COMO ARTESÃ DA INTERCULTURALIDADE. 2010. (Encontro).

28.
I SEMINARIO NACIONAL PRATICAS SOCIAIS , NARRATIVAS VISUAIS E RELAÇÕES DE PODER :.O ÍNDIO E A CONSTRUÇÃO DAS POLITICAS INDIGENISTAS : UMA CONTRIBUIÇÃO PARA FORMAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO REPUBLICANO. 2010. (Seminário).

29.
SEMINÁRIO DE HISTÓRIA SOCIAL : RELAÇÕES DE PODER E IDENTIDADES..ENTRE ÍNDIOS E POLÍTICA: A TRAJETÓRIA DOS GRUPOS INDÍEGNAS NA POLÍTICA BRASILEIRA (1967-1980). 2010. (Seminário).

30.
VII SIMPOSIO DE HISTORIA.CULTURAS INDIGENAS E O ENSINO DE HISTORIA BRASILEIRO : VELHOS CONFLITOS NOVAS PROPOSTAS. 2010. (Simpósio).

31.
VI ENCONTRO ESTADUAL DE ENSINO DE HISTÓRIA.A REPRSENTAÇÃO DO ÍNDIO NAS AULAS DE HISTORIA : DISCUTINDO A LEI 11.645. 2009. (Encontro).

32.
VII ENCONTRO SUL FLUMINENSE DE EDUCAÇÃO MATEMATICA.O UNIVERSO ETNOMATEMÁTICO: UMA NOVA MATEMATICA NO COTIDIANO ESCOLAR. 2008. (Encontro).

33.
VII ENCONTRO SUL FLUMINENSE DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA.O UNIVERSO ETNOMATEMÁTICO: UMA NOVA MATEMATICA NO COTIDIANO ESCOLAR.. 2008. (Encontro).

34.
XIII SEMANA DE EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UERJ.A REPRESENTAÇÃO DO ÍNDIO NA ESCOLA :UMA ANÁLISE DA LEI 11.645. 2008. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BASTOS LOPES, Danielle. V Congresso Nacional de Educação. 2018. (Congresso).

2.
BASTOS LOPES, Danielle. IV Congresso Nacional de Educação. 2017. (Congresso).

3.
BASTOS LOPES, Danielle. III Congresso Nacional de Educação. 2016. (Congresso).

4.
BASTOS LOPES, Danielle. X Simpósio Educação e Sociedade Contemporânea: Desafios e Propostas. 2016. (Outro).

5.
BASTOS LOPES, Danielle. I Seminário Nacional de Memória Social. 2013. (Outro).

6.
BASTOS LOPES, Danielle. Seminário de História Social: Relações de Poder e Identidades. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Juliana Minervino da Costa. Projeto de Pesquisa Entre a terra e o céu ameríndio: currículo, cultura e diferença. Início: 2017 - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Marcos Borges dos Santos Junior. Projeto de Estágio Interno Complementar Por uma Educação Descolonizadora: pensando culturas não ocidentais no Ensino Fundamental. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade do Estado do Rio de Janeiro. UERJ. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Ionice Loide Gomes Cristovão. EDUCAÇÃO INCLUSIVA: MATERIALIZAÇÃO/ABSTRAÇÃO EM UMA ESCOLA DA REDE REGULAR DE ENSINO DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

2.
Thais Floriano de Freitas Guimarães. INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL NA PERSPECTIVA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

3.
Rafael do Nascimento Tinoco. A IMPORTÂNCIA DOS TEMAS TRANSVERSAIS NA FORMAÇÃO DO CIDADÃO NO ENSINO FUNDAMENTAL. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

4.
Marisa Francisca de Oliveira. A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO DE MATEMÁTICA. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Pedagogia) - Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

Iniciação científica
1.
Mery Nancy de Lima Leite. Projeto de Pesquisa Entre a terra e o céu ameríndio: currículo, cultura e diferença. 2017. Iniciação Científica - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

Orientações de outra natureza
1.
Paloma de Araújo Pontes. Projeto de Iniciação à Docência Pensando Culturas Ameríndias. 2017. Orientação de outra natureza - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

2.
Gustavo de Almeida dos Reis. Projeto de Iniciação à Docência Pensando Culturas Ameríndias. 2017. Orientação de outra natureza - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

3.
Julia Abreu da Silva. Projeto de Iniciação à Docência Pensando Culturas Ameríndias. 2017. Orientação de outra natureza - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

4.
Thainá Carolina Fonseca Ricardo. Projeto de Estágio Interno Complementar Por uma Educação Descolonizadora: pensando culturas não ocidentais no Ensino Fundamental. 2017. Orientação de outra natureza - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.

5.
Mery Nancy de Lima Leite. Projeto de Iniciação à Docência Pensando Culturas Ameríndias. 2016. Orientação de outra natureza - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ. Orientador: Danielle Bastos Lopes.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 19:24:48