Tainah Ribeiro Reis Godoy

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6562972447025649
  • Última atualização do currículo em 19/10/2016


Graduada em Geografia pela Universidade Federal de Viçosa, teve participação ativa nos grupos de extensão em agroecologia que atuam com os agricultores familiares da região da Zona da Mata mineira.Foi pesquisadora do Instituto Piagaçu, que tem sua base de atuação da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu Purus, no Rio Purus, Amazonas, trabalhando no Programa de Agroextrativismo, desenvolvendo cursos de agrofloresta e atividades de pesquisa sobre a agricultura tradicional amazonense. Atualmente é mestranda do Centro de Ciências do Ambiente na Universidade Federal do Amazonas e professora do Cursinho Popular Preparatório do Itambé. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Tainah Ribeiro Reis Godoy
Nome em citações bibliográficas
GODOY, T. R. R.


Formação acadêmica/titulação


2015
Mestrado em andamento em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia.
Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil. Orientador: Tatiana Schor.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo a Pesquisa no Estado do Amazonas, FAPEAM, Brasil.
Grande área: Outros
2008 - 2012
Graduação em Geografia.
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
Título: Agroecologia e Economia Verde - Fronteiras definidas ou espaços de mútua cooperação entre os territórios da diversidade e da monocultura.
Orientador: Lídia Lúcia Antongiovanni.
2005 - 2007
Curso técnico/profissionalizante.
Escola Técnica de Formação Gerencial, ETFG-BH, Brasil.




Formação Complementar


2013 - 2013
General English Course. (Carga horária: 114h).
Kaplan International College, KIC, Inglaterra.
2013 - 2013
O novo código florestal, a lei mineira e o CAR. (Carga horária: 8h).
Centro Brasileiro para Conservação da Natureza e Desenv. Sustentável, CBCN, Brasil.
2013 - 2013
Manejo Agroflorestal com ênfase em café. (Carga horária: 24h).
Mutirão Agroflorestal, MAF, Brasil.
2013 - 2013
Curso Avançado de Agrofloresta com Ersnt Gotsch. (Carga horária: 32h).
Mutirão Agroflorestal, MAF, Brasil.
2013 - 2013
Implantação de Sistemas Agroflorestais - Módulo I. (Carga horária: 30h).
Insituto socioambiental de Viçosa, ISA-VIÇOSA, Brasil.
2012 - 2012
Oficina de Dendrologia. (Carga horária: 8h).
Grupo Apêti de Agrofloresta, APÊTI, Brasil.
2011 - 2011
Extensão universitária em Agrofloresta. (Carga horária: 8h).
Grupo Apêti de Agrofloresta, APÊTI, Brasil.
2011 - 2011
Agrofloresta Sucessional. (Carga horária: 34h).
Mutirão Agroflorestal, MAF, Brasil.
2010 - 2010
Reprodução ampliada e crise: agrário-urbano. (Carga horária: 4h).
Associação dos Geógrafos Brasileiros, AGB, Brasil.
2009 - 2009
Deterioração das Terras e a Desertificação. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2008 - 2008
Recuperação de Áreas degradadas. (Carga horária: 4h).
Centro Brasileiro para Conservação da Natureza e Desenv. Sustentável, CBCN, Brasil.
2006 - 2006
Programa para desenvolvimento de equipes. (Carga horária: 25h).
Escola Técnica de Formação Gerencial, ETFG-Uberlândia, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Piagaçu, IPI, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Geógrafa, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisadora e extensionista do Programa de Agroextrativismo do Instituto Piagaçu.


Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


AURAN Serviços Holísticos LTDA, AURAN, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Prestadora de serviços, Enquadramento Funcional: Analista Ambiental, Carga horária: 20
Outras informações
Desempenhando funções de geoprocessamento, consultoria em implantação de Sistemas Agroflorestais, avaliação e monitoramento de parcelas de recuperação de APP, coordenação do Projeto Nativas.


Organização Cooperativa de Agroecologia, OCA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Sócia, Enquadramento Funcional: Diretora financeira, Carga horária: 20


Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata, CTA-ZM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20
Outras informações
? Estagiária Remunerada do Projeto Sistemas Agroflorestais, Legislação e Crédito: Estratégias para o Desenvolvimento Sustentável no Bioma Mata Atlântica, no CTA-ZM (Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata), financiado pela FUNBIO. O projeto promoveu o levantamento de propriedades da Zona da Mata que se interessavam em participar do programa estadual de pagamento por serviços ambientais o Bolsa verde, e a partir daí foram identificadas as carências e potencialidades do Estado de Minas em relação à legislação ambiental e no programa por pagamento por serviços ambientais. Como parte do projeto foram feitas visitas de campo, publicação de cartilhas informativas, sistematização de pesquisas, organizados Seminários da AMA ? Articulação Mineira de Agroecologia, fortalecendo o laço entre as entidades que trabalham a agroecologia no estado e discutindo as possibilidades de mudança na própria legislação, e trazendo para o debate da economia verde os agricultores familiares da região.



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Segurança alimentar e rede urbana na Amazonia: um estudo-diagnóstico das Vilas na microrregião do Alto Solimões, Amazonas.
Descrição: Os municípios que compõe a microrregião do Alto Solimões apresentam os mais baixos indices de desenvolvimento social, não só do Amazonas mas do Brasil. A agricultura familiar praticada no Amazonas e por conseguinte nesta microrregião está pautada fortemente na produção de farinha, frutas com destaque para o banana, abacaxi e melancia, alguns tuberculos. O extrativismo e a pesca também compõe a cesta de oferta de produtos que são comercializados nas cidades oriundos da agricultura local. Qual a importância das Vilas neste abastecimento?de que forma o comércio é organizado? Qual a estrutura existente nestas localidades? São estas questões que orientam esta pesquisa pois considera-se que a discussão sobre a segurança alimentar, a vulnerabilidade hidrológica e os impactos das estrutura comercial na produção local é de extrema importância para se subsidiar políticas públicas voltadas ao fortalecimento da agricultura local e da rede urbana microrregional. Os estudos de abastecimento, em especial de produtos frescos oriundo da agricultura familiar local, apontaram para a importância das Vilas e comunidades ribeirinhas para o abastecimento das cidades sedes-municipais e uma visita técnica as Vilas de Copatana (Jutaí) e a Vila de Caiambé (Tefé) evidenciou a importância das Vilas na estruturação da rede urbana na região. Ao se buscar bibliografia sobre o tema muito pouco foi encontrado e nenhuma referência que se propussese a analisar o papel que estas Vilas tem na rede urbana no Amazonas. No Alto Solimões, microrregião foco desta proposta identificamos Vilas com mais de mil habitantes, quais sejam: Feijoal/Benjamin Constant com 1069hab; Jui/Santo Antonio do Içá com 1078hab; Campo Alegre/São Paulo de Olivença com 1686hab; São Francisco do Tonantins/Tonantins com 1968hab; Copatana/Jutaí com 1001hab e Belém/Tabatinga com 1846hab (IBGE, 2010). Esta estrutura de configuração de rede urbana e o pouco conhecimento que se tem dela motivou o desenvolvimento desta proposta de pesquisa-diagnóstico que aqui se apresenta. Assim sendo a proposta tem como objetivo geral compreender o papel das Vilas na estruturacão da rede urbana eno abastecimento na Microrregião do Alto Solimões e como metas (1) Traçar o perfil urbano das Vilas selecionadas; (2) Realizar o diagnostico da producão rural nas Vilas selecionadas; (3) Identificar os fluxos de mercadorias entre as Vilas e as sedes municipais. Neste contexto, de vulnerabilidade social, compreender a estrutura da rede urbana e o papel que as Vilas tem no abastecimento da região é de suma importância para se promover políticas públicas mais adequadas a realidade local. O desconhecimento do papel que estas localidades tem na segurança alimentar e no fluxo de pessoas e mercadorias tem fortes implicações na manutenção das desigualdades sociais que assolam o país. Neste sentido, esta proposta visa construir uma metodologia de pesquisa voltada para o entendimento do papel que as Vilas e comunidades tem na rede urbana e no abastecimento local com enfâse em subsidiar políticas públicas que fortaleçam os elos entre a sede do município e o interior criando mecanismos de combate a pobreza extrema na região. Esta proposta conta com o apoio logístico do IDAM Central e Local (da microrregião) e da Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas (SEPROR) e está inserida no contexto do PRONEX/FAPEAM ? NEPECAB - ?Cidades Amazônicas: dinâmicas espaciais, rede urbana local e regional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (8) .
Integrantes: Tainah Ribeiro Reis Godoy - Coordenador / Tatiana Schor - Integrante / Heitor Pinheiro - Integrante / Misael Pantoja - Integrante / Fernanda Cidade - Integrante / Moisés Augusto - Integrante / Stephano Fernandes - Integrante / Janderson Meireles - Integrante / Tiago Franco - Integrante / Gabriela Colares - Integrante.
2014 - 2015
Peixes da Floresta
Descrição: A Amazônia possui grande riqueza de peixes, com cerca de 3500 espécies. Os peixes da Amazônia apresentam íntima relação com os ambientes terrestres e dependem da floresta da mesma forma que animais terrestres dependem da água pra sobreviver. Por isso, as várzeas amazônicas são fundamentais para a manutenção e conservação das espécies de peixes como área de berçário e local de crescimento e alimentação. O rio Purus possui um vasto histórico de exploração de peixes, responsável pelo abastecimento de grandes centros urbanos. Cerca de 90% da exploração de peixes da Amazônia se concentra em poucas espécies, como o pirarucu, o tambaqui, o jaraqui, o tucunaré, os bagres e muitas espécies de ?peixes ornamentais? para fins de aquariofilia. O uso exacerbado e descontrolado deste patrimônio natural acabou por depreciar as populações de peixes da região. Isso, somado à perda de hábitat da várzea pela retirada da vegetação de margem e queimadas para a implantação de áreas agrícolas contribuíram para o atual estado de sobreexploração. Com o intuito de proteger esse grande manancial de recursos naturais e beleza cênica ímpar, foi criada a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus em 2003, que hoje abriga cerca de cinco mil pessoas que moram e utilizam os recursos naturais da região. Mas, mesmo após a criação desta Unidade de Conservação, a várzea do Purus ainda sofre diversos impactos antrópicos. O objetivo deste projeto é promover a conservação e manutenção da biodiversidade de peixes amazônicos no rio Purus, por meio do manejo comunitário participativo, recuperação de seus habitats e implementação de um Programa de Educação Ambiental e Comunicação Social que ressalte a importância ecológica dos peixes para biota Amazônica. Acreditamos que peixe e ambiente precisam ser vistos como um elo inseparável: não há como recuperar as populações de peixes sem que o ambiente seja um local saudável que propicie às espécies desenvolverem suas funções vitais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Tainah Ribeiro Reis Godoy - Coordenador / Heloisa Dantas Brum - Integrante / Bruno Garcia Luize - Integrante / Marina Koketsu Leme - Integrante / Felipe Rossoni Cardoso - Integrante.
2010 - 2011
O processo de urbanização e sua repercussão no campo térmico sobre a área urbana de VIçosa-MG
Descrição: Projeto de Iniciação Científica que buscou identificar ilhas de calor na cidade de Viçosa advindas do crescimento urbano e sua densificação predial e populacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Tainah Ribeiro Reis Godoy - Integrante / Edson Soares Fialho - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.


Projetos de extensão


2012 - 2012
Sistemas Agroflorestais e Agroecologia como ferramenta de reintegração socioambiental de jovens da casa do acolhimento de Viçosa-MG
Descrição: Promover a reflexão acerca dos valores socioambientais de crianças, jovens e funcionários da Casa do Acolhimento a Esperança do Amanhecer através das atividades realizadas já ditas, mas também a partir da produção de alimentos de qualidade, através de práticas agroecológicas, do trabalho com a terra e de atividades de recreação e educação ambiental.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Tainah Ribeiro Reis Godoy - Integrante / Willer Araujo Barbosa - Coordenador / Olívia Beatriz Aguiar - Integrante / Leonardo Abud Dantas de Oliveira - Integrante / Irene Maria Cardoso - Integrante / Rahí Rodrigues Dini - Integrante / Guido Brandão Pianta - Integrante / Geisa Ramos Ribeiro - Integrante / Rafael Campos Valente - Integrante.
2011 - 2012
O Bloco: Vida Universitária como ação cultural e vivências no ritmo do Maracatu
Descrição: Objetivos: GERAL:Institucionalizar e formalizar as ações culturais e sociais do grupo O Bloco, na UFV e junto a outros grupos culturais da região, do país e a jovens da Escola Municipal Nossa Senhora de Fátima. ESPECÌFICOS: 1)Valorizar, divulgar, fortalecer a cultura brasileira, por meio do trabalho com Maracatu, dentro e fora da UFV. 2)Viabilizar, para os estudantes universitários, um espaço e vivências significativas para uma formação de identidade cultural que não negue sua condição de cidadão brasileiro. 3)Realizar apresentações musicais, exposição de fotos e divulgação do trabalho por meio de vídeos na Internet. 4) Promover oficinas de capacitação para novos membros do Bloco. 5) Promover ações educativas musicais e rítmicas na referida Escola,buscando cativar os jovens para constituição de grupos de tambores, Maracatu ou Congado. 6)Promover eventos com os grupos de percussão existentes na cidade e incentivar a criação de novos grupos de percussão. 7)Manter os vínculos com outros grupos musicais e do Congado da região e incentivar as práticas musicais e culturais tradicionais noutros municípios. 8) Manter a prática de encontros para tocar tambor..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) .
Integrantes: Tainah Ribeiro Reis Godoy - Integrante / FRANCE MARIA GONTIJO COELHO - Coordenador / João Santiago Reis - Integrante / Vinicius Souza Pinto - Integrante / Daniel Silveira de Almeida - Integrante / Júlio César de Almeida Pacheco - Integrante.
2011 - 2011
Recuperação da cultura amerindiafricana da Zona da Mata mineira
Descrição: Recuperar aspectos culturais indígenas, caboclos, Africanos e camponeses que possam auxiliar na sustentabilidade da população rural da Zona da Mata mineira;.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Tainah Ribeiro Reis Godoy - Integrante / Willer Araujo Barbosa - Coordenador / Olívia Beatriz Aguiar - Integrante / Lucas Faria Machado - Integrante / Leonardo Abud Dantas de Oliveira - Integrante / Guilherme Stutz Erthal - Integrante / Rahí Rodrigues Dini - Integrante / Felipe Bello Simas - Integrante / Júlia Gaio - Integrante / Pedro Montesano de Souza Santos - Integrante.
2010 - 2013
Apêti: Difusão e aperfeiçoamento de técnicas agroflorestais na Zona da Mata mineira
Descrição: Capacitação em manejo e técnicas agroflorestais dos seus integrantes e dos agricultores com os quais trabalha e difusão do conhecimento sobre princípios e praticas agroflorestais. A execução do projeto contribuirá para aumentar o numero de comunidades envolvidas com o tema, alem de tornar o processo de capacitação do grupo e parceiros já envolvidos mais eficientes. 1. Envolver a comunidade do Cruzeiro, em Espera Feliz/MG, no processo de desenvolvimento de tecnologias que aliem o reflorestamento à produção 2.Estimular nos jovens o pensamento critico em relação as dificuldades encontradas pelos pequenos produtores rurais e inicia-los em princípios e técnicas de manejo agroecológico 3.Criar um apostila teórico-prático que sirva de instrumento de ensino e extensão, podendo o grupo divulga-la e utilizá-la em cursos e oficinas 4.Contribuir para o desenvolvimento de tecnologias de implantação e manejo de SAF´s nas comunidades envolvidas pelo projeto. 5.Colaborar com o aumento e disseminação do conhecimento sobre implantação e manejo de SAF´s. 6.Contribuir para o processo de formação do grupo e parceiros. 7.Aumentar o envolvimento do grupo Apeti com projetos afins, de forma a fortalecer o movimento agroecológico..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) .
Integrantes: Tainah Ribeiro Reis Godoy - Integrante / Olívia Beatriz Aguiar - Integrante / Lucas Faria Machado - Integrante / Leonardo Abud Dantas de Oliveira - Integrante / Guilherme Stutz Erthal - Integrante / Rahí Rodrigues Dini - Integrante / ELPIDIO INACIO FERNANDES FILHO - Integrante / Ana Luiza Mendes - Integrante / Guido Brandão Pianta - Coordenador / Júlia Gaio - Integrante / Raphaela da Silva Mendes - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Geografia / Subárea: Geografia Humana/Especialidade: Geografia Agrária.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza/Especialidade: Conservação de Bacias Hidrográficas.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Manejo e Conservação do Solo.
4.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Manejo Florestal.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geodésia/Especialidade: Cartografia Básica.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
Edson Soares Fialho2010Edson Soares Fialho ; GODOY, T. R. R. . XIII Simpósio Brasileiro de Geografia Física Aplicada - SBFGA 2009. GEOUSP: espaço e tempo, v. 27, p. 169-170, 2010.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GODOY, T. R. R.. Sistemas Agroflorestais na Reserva de Desenvolvimento Sustentável PIagaçu-Purus: autonomia na gestão do territorio. In: VII Congresso Brasileiro de Geógrafos, 2014, Vitória. IIV CBG, 2014.

2.
GODOY, T. R. R.. O Pagamento por Serviços Ambientais, a Agrofloresta e a contribuição para a geração de autonomia para os agricultores familiares. In: Encontro Nacional de Geógrafos, 2012, Belo Horizonte. Tema: Entre escalas, poderes, ações, Geografias, 2012.

3.
GODOY, T. R. R.. Experiências Agroflorestais na Zona da Mata Mineira ? O grupo Apêti. In: Congresso Brasileiro de Agroecologia, 2011, Fortaleza. Cadernos de Agroecologia, 2011. v. Vol 6.

4.
GODOY, T. R. R.; Edson Soares Fialho ; Lopes, Diego Ingran . Análise do comportamento do campo térmico e dinâmica de Ilhas de Calor em condições adversas de tempo no município de Viçosa ? MG: Uma análise rítmica.. In: Encontro Nacional de Geógrafos, 2010, Porto Alegre. Encontro Nacional de Geógrafos, 2010.

5.
GODOY, T. R. R.; PAIUTA, P. S. . A Agroecologia como uma alternativa dentro do espaço rural globalizado. In: I Congresso Brasileiro de Organização do Espaço / X Seminário de Pós-graduação em Geografia da UNESP, 2010, Rio Claro. I Congresso Brasileiro de Organização do Espaço e X Seminário de Pós-Graduação em Geografia da UNESP Rio Claro, 2010.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
LUIZE, B. G. ; GODOY, T. R. R. ; BRUM, H. D. ; LEME, M. K. ; FERREIRA, M. J. . Conhecimento Local sobre as interações alimentares dos peixes com a floresta no Baixo Purus, Amazonas. In: 11º Simpósio sobre Conservação e Manejo Participativo na Amazônia, 2014, Tefé - AM. 11º Simpósio sobre Conservação e Manejo Participativo na Amazônia - Livro de Resumos, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
LUIZE, B. G. ; GODOY, T. R. R. ; LEME, M. K. ; BRUM, H. D. ; FERREIRA, M. J. . Conhecimento local sobre as interações alimentares dos peixes com a floresta no Baixo Rio Purus, Amazonas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
GODOY, T. R. R.. Sistemas Agroflorestais na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus: autonomia da gestão do território. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
AGUIAR, O. B. ; GODOY, T. R. R. ; LADEIRA, I. F. S. ; RAMOS, M. F. ; FARES, A. R. . RECUPERAÇÃO DA CULTURA AMERINDIAFRICANA DA ZONA DA MATA MINEIRA- AGROFLORESTA ÉTNICA. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
GODOY, T. R. R.. O pagamento por serviços ambientais, a agrofloresta e a contribuição para a geração de autonomia para os agricultores familiares. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
GODOY, T. R. R.; GAIO, J. ; RIBEIRO, J. C. T. ; MENDES, R. S. ; SILVA, G. R. ; AGUIAR, O. B. . Experiências Agroflorestais na Zona da Mata Mineira - O grupo Apêti. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
GODOY, T. R. R.; PAIUTA, P. S. . A AGROECOLOGIA COMO UMA ALTERNATIVA DENTRO DO ESPAÇO RURAL GLOBALIZADO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
GODOY, T. R. R.; Edson Soares Fialho . Relacionando a urbanização e a dinâmica do campo térmico da cidade de Viçosa-MG. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
GODOY, T. R. R.; Lopes, Diego Ingran . Análise do comportamento do campo térmico e dinâmica de ilhas de calor em condições adversas de tempo no município de Viçosa-MG: uma análise rítimica. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
GODOY, T. R. R.; Edson Soares Fialho . Relacionando a urbanização e a dinâmica do campo térmico da cidade de Viçosa-MG. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
GODOY, T. R. R.. Agroecologia e Economia Verde ? Fronteiras definidas ou espaços de mútua cooperação entre os territórios da diversidade e da monocultura 2012 (Monografia).


Demais tipos de produção técnica
1.
GODOY, T. R. R.; AGUIAR, O. B. ; SIMAS, F. B. . Implantação de Sistemas Agroflorestais - Módulo I. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
GODOY, T. R. R.; GONSALES, L. ; AGUIAR, O. B. ; MACHADO, L. F. ; OLIVEIRA, L. A. D. ; ERTHAL, G. S. . Oficina de capacitação no manejo da palmeira Juçara. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
GODOY, T. R. R.; ERTHAL, G. S. . Legislação Ambiental e Sistemas Agroflorestais. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
GODOY, T. R. R.; TEIXEIRA, H. M. ; MACHADO, L. F. ; DINI, R. R. . Mini-curso de dendrologia. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
GODOY, T. R. R.; AGUIAR, O. B. ; MACHADO, L. F. ; OLIVEIRA, L. A. D. ; MENDES, A. L. ; ERTHAL, G. S. . Introdução a Agrofloresta. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
GODOY, T. R. R.; AGUIAR, O. B. . Agroecologia e Agrofloresta: Partilhando saberes de uma prática ancestral. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
GODOY, T. R. R.; AGUIAR, O. B. ; MENDES, A. L. ; MACHADO, L. F. ; ERTHAL, G. S. . Oficina de bioconstrução e manejo de SAF´s. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
AGUIAR, O. B. ; BARBOSA, W. A. ; CARDOSO, J. Z. ; VASSALI, F. Z. ; GODOY, T. R. R. . Nà Thamatih: olhares sobre os Povos Originários do Brasil. 2014. Fotografia.



Eventos



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
AGUIAR, O. B. ; BARBOSA, W. A. ; GODOY, T. R. R. ; OLIVEIRA, L. A. D. ; DINI, R. R. ; NOCERA, D. C. ; MENDES, A. L. ; PIANTA, G. B. ; TEIXEIRA, H. M. . Troca de Saberes. 2013. (Outro).

2.
GODOY, T. R. R.; AGUIAR, O. B. ; DINI, R. R. ; OLIVEIRA, L. A. D. ; BARBOSA, W. A. ; CARDOSO, I. M. ; PACHECO, J. C. A. ; TEIXEIRA, H. M. ; ERTHAL, G. S. ; MENDES, A. L. ; NOCERA, D. C. . Encontro Nacional dos grupos de Agroecologia. 2012. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/10/2018 às 18:46:32