Priscilla Barbosa Andery

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6620443019092145
  • Última atualização do currículo em 08/12/2014


Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2013). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Medicina Veterinária Preventiva (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Priscilla Barbosa Andery
Nome em citações bibliográficas
ANDERY, P. B.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais, Campus Pouso Alegre.
Estrada Municipal do Aeroporto, 1730
Jardim Aeroporto
23890000 - Pouso Alegre, MG - Brasil - Caixa-postal: 37550000
Telefone: (35) 99732577


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2013
Graduação em Medicina Veterinária.
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Título: Estudo epidemiológico e molecular de hemoparasitos em cães de áreas rurais e urbanas nas microregiões de Itaguaí e Serrana do estado do Rio de Janeiro, Brasil.
Orientador: Cristiane Baldani.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.




Formação Complementar


2010 - 2010
Ciclo de Equinos. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
2008 - 2008
Ciclo de Animais SIlvestres. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsa de Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica do CNPq,sob orientação da Professora Dra.Cristiane Baldani, com o projeto "AVALIAÇÃO CLÍNICA, HEMATOLÓGICA E EPIDEMIOLÓGICA DA BABESIOSE E DA ERLIQUIOSE EM CÃES DOMICILIADOS NA ÁREA RURAL E URBANA DA MICRORREGIÃO DE ITAGUAÍ, RIO DE JANEIRO, BRASIL".

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágiaria, Carga horária: 6, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Área: Clínica Médica de Grandes Animais / Local: Hospital Veterinário de Grandes Animais (HVGA) / Atividades exercidas: Atendimento clínico, execução dos tratamentos prescritos; acompanhamento de casos clínicos; atendimento a propriedades; acompanhamento de cirurgias; discussão de casos clínicos; necropsia. Duração: 112 horas

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 6, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Área: Clínica Médica de Grandes Animais / Local: Hospital Veterinário de Grandes Animais (HVGA) / Atividades exercidas: Atendimento clínico, execução dos tratamentos prescritos; acompanhamento de casos clínicos; atendimento a propriedades; acompanhamento de cirurgias; discussão de casos clínicos; necropsia. Duração: 112 horas

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 4, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Área: Anatomia Animal / Local: Instituto de Veterinária (IV) / Atividades exercidas: Preparação de material biológico para ensino, revisão bibliográfica, elaboração de "papers" para apresentação em Bienal, Congresso e afins. Duração: 162 horas.



Projetos de pesquisa


2010 - 2011
Estudo epidemiológico e molecular de hemoparasitos em cães de áreas rurais e urbanas nas microregiões de Itaguaí e Serrana do estado do Rio de Janeiro, Brasil
Descrição: A babesiose e a erliquiose canina são enfermidades causadas pelos hemoparasitos Babesia canis e Ehrlichia canis, respectivamente, com ampla distribuição mundial, e que vêem sendo muito estudados nos últimos tempos devido à sua alta incidência, sendo inclusive consideradas zoonoses. Entretanto, dificuldades são encontradas no diagnóstico clínico destas doenças uma vez que os sinais aparentes não são específicos. Acrescenta-se a isto o fato de que os sinais clínicos podem variar de acordo com a região geográfica, se o paciente apresenta ambos os agentes ou ainda se está infectado com outros agentes transmitidos por carrapatos. Variações no perfil hematológico dos cães acometidos por E. canis e/ou B. canis, possivelmente devido a variações antigênicas existentes entre amostras de várias regiões também podem ocorrer. Contudo, a associação dos sinais clínicos e os achados de hemograma ainda são o método mais comumente utilizado na rotina clínica. A realização de um diagnóstico preciso é muito importante para a identificação dos animais parasitados e, consequentemente o tratamento da infecção. Na rotina clínica geralmente esse diagnóstico é feito pela identificação direta de mórulas de E. canis em amostras de sangue periférico e pela visualização de merozoítas de B. canis nas hemácias em esfregaços sanguíneos. Porém essa técnica não é totalmente confiável já que a parasitemia é variável e geralmente um pequeno número de células são infectadas. Assim, os testes de diagnóstico sorológico vêem cada vez mais ganhando destaque, sendo uma alternativa viável e de grande aplicação nos estudos de levantamento epidemiológico devido ao alto grau de sensibilidade e especificidade. A detecção de anticorpos IgG anti-B. canis e anti-E. canis são comumente realizados por meio da reação de imunofluorescência indireta (RIFI) ou ensaio imunoenzimático (ELISA). Nesse contexto, torna-se importante avaliar os aspectos hematológicos de cães naturalmente infectados por E. canis e/ou B. canis.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Priscilla Barbosa Andery - Integrante / Cristiane Divan Baldani - Coordenador / Carlos Luis Massard - Integrante / Rosangela Zacarias Machado - Integrante / Huarrisson Azevedo Santos - Integrante / Tiago Marques dos Santos - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Medicina Veterinária Preventiva.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Patologia Animal/Especialidade: Patologia Clínica Animal.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Medicina Veterinária Preventiva/Especialidade: Doenças Parasitárias de Animais.


Idiomas


Inglês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos publicados em anais de congressos
1.
MACEDO, J. R. ; ANDERY, P. B. ; SANTOS, L. A. ; SANTOS, H. A. ; MASSARD, C. L. ; MACHADO, R. Z. ; SATO, M. O. ; BALDANI, C. D. . Ocorrência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em cães da zona rural do município de Araguaína, Tocantins. In: XVI Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2010, Campo Grande. XVI Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2010.

2.
VILELA, J. A. R. ; PIRES, M. S. ; SILVA, C. B. ; SANTOS, H. A. ; DUARTE, A. F. ; PEREIRA, L. A. ; ANDERY, P. B. ; MASSARD, C. L. ; FACCINI, J. L. H. . Apresentação de pôster com o tema: Fauna Ectoparasitológica em cães de área rural da microrregião de Itaguaí, RJ. In: XVI Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2010, Campo Grande. XVI Congresso Brasileiro de Parasitologia Veterinária, 2010.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/11/2018 às 8:24:55