Juliana Santana de Curcio

Bolsista de Pós-doutorado Júnior do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9577753232871923
  • Última atualização do currículo em 02/12/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Goiás (2010) mestrado em Medicina Tropical e Saúde Pública pela Universidade Federal de Goiás (2014) programa CAPES 5 e doutorado em Patologia Molecular pela Universidade de Brasília (2018) programa CAPES 6. Tem experiência na área de Bioquímica, com ênfase em biologia Molecular e genética. Atualmente é aluna de pós-doutorado júnior do CNPq. Desenvolvendo pesquisas com microRNAs-like de Paracoccidioides brasilienses e sua influencia na interação patógeno-hospedeiro. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Juliana Santana de Curcio
Nome em citações bibliográficas
CURCIO, J. S.;DE CURCIO, JULIANA SANTANA


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2018
Doutorado em Patologia Molecular.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Caracterização e análise da expressão de microRNAs-like de Paracoccidioides brasiliensis, Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Dra. Célia Maria de Almeida Soares.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: siRNA e microRNA.
2012 - 2014
Mestrado em Medicina Tropical.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Proteínas da fração de membranas do fungo patogênico Paracoccidioides spp.,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Célia Maria de Almeida Soares.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
2007 - 2010
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Estadual de Goiás Unu Morrinhos, UEG, Brasil.
Título: Perfil plasmidial e antibiograma de enterobactérias isoladas de escovas dentais..
Orientador: Profª Drª. Lilian Carla Carneiro..
Bolsista do(a): Pró -Reitoria de Pesquisa UEG, PBIC/UEG, Brasil.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.


Formação Complementar


2017 - 2017
Introdução a técnica de CRISPR. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2016 - 2016
microRNAs e Câncer. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2015 - 2015
It´s all in details( or small RNA) simplified and improved miRNA.
Promega, PROMEGA, Estados Unidos.
2014 - 2014
Teórico-Prático introdução à siRNA e microRNA. (Carga horária: 48h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2013 - 2013
mini-curso: Proteômica aplicada ao estudo de micro-organismo. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2012 - 2012
Introdução à bioinformática e genômica aplicada ao estudo de parasitoses. (Carga horária: 45h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2011 - 2011
Atualização em métodos laboratoriais aplicados em Saúde Pùblica. (Carga horária: 250h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2010 - 2010
Noções básicas de processamento de material animal incluindo em resina. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2010 - 2010
Análise crítica dos resultados em biologia molecular.
Sociedade Brasileira de Análises Clinicas, SBAC, Brasil.
2010 - 2010
Implantação do controle interno de qualidade no laboratória clínico.
Sociedade Brasileira de Análises Clinicas, SBAC, Brasil.
2010 - 2010
Como realizar o controle externo da qualidade de citologia.
Sociedade Brasileira de Análises Clinicas, SBAC, Brasil.
2010 - 2010
Atualizações em antibiograma.
Sociedade Brasileira de Análises Clinicas, SBAC, Brasil.
2010 - 2010
Básico de Inglês. (Carga horária: 185h).
CCAA, CCAA, Brasil.
2010 - 2010
Controle de qualidade em microbiologia.
Sociedade Brasileira de Análises Clinicas, SBAC, Brasil.
2009 - 2009
Biotecnologia enzimática. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2009 - 2009
Animais transgênicos. (Carga horária: 180h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2009 - 2009
Microbiologia de alimentos. (Carga horária: 12h).
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
2009 - 2009
Técnicas de dissecação de animais silvestres. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2008 - 2008
Programas de qualidade de alimentos em indústrias de alimentos. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
2008 - 2008
Microbiologia e bioquímica do solo. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2007 - 2007
Hematologia. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2018
Vínculo: Bolsista CAPES, Enquadramento Funcional: Bolsista


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluna de pós-doutorado

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Aluna convidada, Enquadramento Funcional: Aluna convidada, Carga horária: 5
Outras informações
Aluna convidada a ministrar a aula: MicroRNAs na disciplina: Tópicos em genética e Biologia Molecular. No programa de pós-graduação em Genética e Biologia Molecular da Universidade Federal de Goiás.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Aluna convidada, Enquadramento Funcional: Aluna convidada
Outras informações
Docente na disciplina: Tópicos especiais em Biologia Molecular, ofertada pelo programa de pós-graduação em Genética e Biologia Molecular da Universidade Federal de Goiás. Campus Samambaia.Os temas abordados pela aluna durante a aula teórica foram os seguintes: Regulação da expressão gênica mediada por pequenos RNAs (microRNAs).

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Docente (Convidada), Enquadramento Funcional: Docente (aluna convidada)
Outras informações
Aluna convidada à ministrar aula na pós graduação em genética e biologia molecular da Universidade Federal de Goiás na seguinte disciplina: Biologia da interação patógeno-hospedeiro, os seguinte temas foram abordados: microRNAs e siRNAs.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Estágio de docência
Outras informações
Estágio de docência na Universidade Federal de Goiás Disciplina: Metabolismo Celular: Turma Agronomia Genômica e Proteômica: Biotecnologia Bioquímica: Medicina Veterinária Carga horária: 30 hs

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista do CNPQ na categoria DTI-1C, Carga horária: 8
Outras informações
Bolsista DTI -1 no projeto Estratégias genômicas e proteômicas no estudo da expressão de fatores de virulência em Paracoccidioides brasiliensis e Cryptococcus neoformans/gatii


Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária na disciplina Microbiologia, Carga horária: 20
Outras informações
Estagiária na disciplina Microbiologia

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista iniciação científica, Enquadramento Funcional: Bolsista iniciação científica-UEG

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitora na disciplina de Biologia Celular, Carga horária: 60
Outras informações
Monitora na disciplina Biologia Celular carga horária : 60 horas.


Laboratorio Vital Labore, L.V.L., Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária no laboratório Vital Labore, Carga horária: 184
Outras informações
Estagiária nas seguintes seções: Coleta; Separação; Hematologia; Bioquímica; Imunologia; Parasitologia/Uranalise.



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
ANÁLISE DA EXPRESSÃO DE miRNAs EM Paracoccidioides brasiliensis DURANTE A PRIVAÇÃO DE FERRO
Descrição: O gênero Paracoccidioides inclui espécies fúngicas termodimórficas, causadoras da paracoccidioidomicose, uma micose sistêmica endêmica da América Latina. A infecção ocorre quando propágulos micelianos ou conídios são inalados pelo hospedeiro. Após conversão para levedura nos alvéolos pulmonares o fungo pode disseminar-se para outros órgãos e tecidos. O ferro é um micronutriente essencial para todos os eucariotos, pois participa de vários processos biológicos essenciais. Entretanto, a biodisponibilidade deste metal dentro do hospedeiro é baixa. A capacidade de adquirir íons ferro é de extrema importância para o estabelecimento da infecção, dada a necessidade desse metal para manutenção do metabolismo celular dos patógenos. Para os microrganismos patogênicos, a habilidade em captar esse elemento a partir do hospedeiro é considerada um fator de virulência. Diante da condição de privação de ferro imposta pelo hospedeiro, os fungos desenvolveram mecanismos de alta afinidade para a captação deste metal. Dentre os processos regulados pela limitação de ferro, a alteração no padrão de transcrição de genes envolvidos na captura de ferro é uma das respostas mais evidentes. Os miRNA foram descritos como reguladores pós-transcricionais da expressão de genes associados com a aquisição, exportação, armazenamento, utilização e de coordenação da homeostase do ferro sistêmico. A evidência atual sugere que miRNA também pode ser um regulador-chave em muitas facetas da homeostase do ferro. Dessa maneira, o presente estudo visa compreender o impacto potencial do ferro no processamento de miRNA, e tentar determinar a extensão em que os miRNAs contribuem para a regulação do metabolismo do ferro em membros do complexo Paracoccidioides.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
MOLÉCULAS ENVOLVIDAS NA INTERAÇÃO PATÓGENO-HOSPEDEIRO EM DOENÇAS NEGLIGENCIADAS DE INTERESSE NACIONAL E DA REGIÃO CENTRO-OESTE
Descrição: Descrição: A superfície de micro-organismos patogênicos atua como uma barreira inicial no contato entre o parasito e o hospedeiro. Além de funcionar como uma barreira mecânica, ela abriga um arsenal de macromoléculas imunogênicas e, dessa forma, é um potencial alvo na busca de candidatos a vacinas. A capacidade do patógeno de interagir com as estruturas da superfície do hospedeiro é essencial ainda para a colonização, invasão e crescimento desse patógeno. Mudanças no ambiente geram uma variedade de sinais detectáveis, os quais os organismos percebem e podem promover mudanças morfogenéticas como uma forma de adaptação ao ambiente. Para muitos organismos, a habilidade em sofrer mudanças morfológicas é um fator crucial de virulência. Dada a importância das modificações pós-traducionais nas respostas a estímulos externos, juntamente com o interesse no conhecimento dos mecanismos que permitem aos patógenos responder aos estímulos gerados pela permanência no organismo hospedeiro, o estudo comparativo do fosfoproteoma de Paraccoccidioides spp., T. cruzi e Plasmodium spp. em diferentes estágios da transição morfogenética poderá elucidar respostas relevantes sobre o mecanismo que dispara a diferenciação e poderá ser utilizado para o desenvolvimento de novas drogas terapêuticas. A transição de Paracoccidioides da fase saprobiótica para a forma patogênica é um evento de grande interesse no estudo da virulência e patogenicidade, uma vez que, está intimamente relacionado com a adaptação do fungo ao ambiente do hospedeiro e consequentemente ao estabelecimento da infecção. Por esse motivo, tem havido uma concentração de esforços no sentido de entender melhor esse evento e as alterações metabólicas do fungo durante esse processo. O processo de invasão é o primeiro passo da interação parasito-hospedeiro. Para completar seu ciclo de vida, o T. cruzi tem a obrigação de invadir a matriz extracelular e células hospedeiras para se diferenciar na forma replicativa amastigota. Isso implica em que o parasito utilize vários fatores de excreção/secreção (o exoproteoma) e de ligantes as membranas do hospedeiro para ter sucesso na infecção e na virulência. Proteínas secretadas desempenham papéis em diferentes processos biológicos incluindo patogênese e defesa. O presente projeto propõe a análise proteômica da interação do T. cruzi com uma célula hospedeira de modo a tentar contribuir para um aumento do conhecimento dos mecanismos de interação patógeno-hospedeiro, considerando a possibilidade de analisar as proteínas tanto do parasito quanto das células hospedeiras na hora da invasão. Desta forma poderemos ter uma visão geral da interação parasito-hospedeiro na infecção e dos processos moleculares apresentados concomitantemente por e em cada um dos organismos. Durante o ciclo de vida, Plasmodium spp sofre uma série de modificações morfológicas e metabólicas, com algumas etapas de diferenciações celulares complexas. Sendo a morfogênese dos merozoítos e a exflagelação dos microgametas de Plasmodium spp. fases cruciais para a propagação dos parasitos, as moléculas envolvidas poderão constituir alvos favoráveis ao desenvolvimento de estratégias terapêuticas alternativas às existentes. A utilização da fosfoproteômica virá complementar as estratégias e metodologias já utilizadas com o intuito de se compreender os eventos que sinalizam e governam a mudança morfológica dos organismos Paracoccidioides, T. cruzi e Plasmodium, gerando assim informações que deverão contribuir para o conhecimento das adaptações utilizadas pelos patógenos no hospedeiro. Adicionalmente, os estudos deverão permitir a identificação de fatores de virulência dos patógenos e, consequentemente a identificação de potenciais moléculas alvos de drogas.  .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
ANÁLISE DA EXPRESSÃO DE microRNAs DE Paracoccidioides spp. NAS FASES DE MICÉLIO, LEVEDURA E TRANSIÇÃO
Descrição: Paracoccidioides spp. representam um gênero de fungos termodimórficos, agentes etiológicos da paracoccidioidomicose. Durante o desenvolvimento da doença diferentes mecanismos são empregados para o sucesso da infecção. Os miRNAs têm sido identificados em muitos organismos patogênicos. Embora, tais moléculas desempenhem um papel importante durante o processo infeccioso e desenvolvimento fúngico, pouco se sabe sobre a presença destas moléculas em Paracoccidioides spp. Portanto, o projeto visa a identificação e caracterização de microRNAs em Paracoccidioides spp. evidenciando à presença um mecanismo de regulação da expressão gênica desenvolvido por este este patógeno, nas diferentes fases micélio, transição e levedura e compreender em parte os mecanismos que este fungo possuem para sua sobrevivência e desenvolvimento da doença. Além disso, a presença de microRNAs em Paracoccidioides spp. abre porta para investigações da função destas moléculas durante o processo infeccioso no hospedeiro..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
Investigação das estratégias utilizadas por Paracoccidioides brasiliensis para aquisição de ferro: produção de sideróforos, captação e fontes preferenciais de ferro.
Descrição: escrição: Paracoccidioides spp.,um complexo de quatro espécies filogenéticas, e aqui referido como Paracoccidioides brasiliensis é o agente causal da paracoccidioidomicose, uma micose sistêmica, geralmente de caráter crônico. A resposta de P. brasiliensis a estresses ambientais é de grande interesse, dado a relevância dessa resposta a mecanismos de virulência em vários fungos patogênicos. Fatores estressantes como a privação de ferro são aspectos proeminentes da resposta imune do hospedeiro e baixos níveis desses compostos são associados à expressão de fatores de virulência em microrganismos. Estudos transcricionais realizados em nosso laboratório em condições de interação P. brasiliensis-hospedeiro sugerem fortemente um grande requerimento de ferro no processo infeccioso. Para investigar o metabolismo e homeostase de ferro em P. brasiliensis estão sendo propostas análises bioquímicas, genômicas e proteômicas. Nossos objetivos são: (i) caracterizar a resposta adaptativa global de P. brasiliensis a condições de deficiência de ferro através de análises transcricionais; (ii) caracterizar a via não redutiva de captação de ferro, através da produção e secreção de sideróforos; (iii) caracterizar as fontes preferenciais de ferro e as moléculas do fungo envolvidas na captação das fontes; (iv) caracterizar a via redutiva de captação de ferro em P.brasiliensis; (v) obter transformantes para genes das vias citadas...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2014
Análises proteômicas da membrana e sobrenadante de cultura do fungo Paracoccidioides brasiliensis em condições de privação de zinco
Descrição: O zinco é um metal que desempenha um papel importante na regulação da interação patógeno-hospedeiro e distúrbios na homeostase deste micronutriente estão implicados na patogênese de doenças infecciosas. Paracoccidioides brasiliensis é um fungo patogênico, causador da paracoccidioidomicose (PCM), uma importante micose sistêmica nos países latino-americanos. Estudos prévios realizados no Laboratório de Biologia Molecular, revelaram que P. brasiliensis possui transportadores de alta e baixa afinidade de zinco os quais são expressos em condições que mimetizam o processo infeccioso (dados não publicados). Diante destes resultados, o estudo das proteínas de membranas do fungo expressas em condições de privação de zinco, um ambiente que mimetiza o encontrado no hospedeiro, se torna importante para compreender os mecanismos que o patógeno utiliza para obtenção de zinco..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2014
Proteínas da fração de membranas do fungo patogênico Paracoccidioides spp.
Descrição: Paracoccidioides spp. é um fungo termodimórfico agente etiológico da paracoccidioidomicose, a micose sistêmica mais comum na América Latina. A membrana plasmática é envolvida em diferentes processos durante o estabelecimento da infecção tais quais transporte de nutrientes, regulação da homeostase celular, cascata de sinalização. A membrana plasmática é basicamente constituída de uma bicamada lipídica com proteínas associadas. As proteínas de membrana associam-se a bicamada lipídica através de domínios transmembrana, por adição de uma modificação pós traducional e por meio de interações eletrostáticas. Desta forma, conhecer a constituição proteica da membrana de Paracoccidioides spp. permitirá entender alguns dos processos desenvolvidos pelo fungo para sobrevivência dentro do hospedeiro. Para isto serão utilizadas metodologias para extração desta classe de proteínas acoplada a análises por NanoUPLC-MSE a fim de identificar as proteínas constituintes das diferentes membranas celulares de Paracoccidioides spp..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
Identificação de enterobactérias em escovas dentais, avaliação da resistência bacteriana e pesquisa de plasmídeos.
Descrição: O Projeto visa identificar as escovas dentais armazenadas na escola pública, as quais pertencem ao alunos frequentadores, no sentido de analisar a presença de microorganismos contaminantes. Mediante a presença de contaminação, verificar a presença de plasmídeos e estudar a interferência desses plasmídeos na resistência bacteriana. Para estudo dessa resistência a antibióticos serão testados drogas de uso comum.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2008
Pesquisa do conhecimento popular em relação ao consumo de água no município de Morrinhos - GO.
Descrição: Descrição: A água é o recurso natural mais valioso para a humanidade, elemento fundamental e indispensável ao abastecimento do consumo humano. Com o objetivo de avaliar o nível de consciência da população em relação ao consumo de água, aplicamos 90 questionários sobre uso, desperdício e formas de aproveitamento em residências no município de Morrinhos - GO, os quais obtinham informações dos moradores, tais como, renda familiar, número de residentes, gasto médio mensal de volume de água entre outros. Através dessa análise procuramos entender quais fatores contribuíam para um maior gasto de água e saber das mesmas se havia alguma medida a ser tomada para preservar esse recurso finito e indispensável ao consumo dos seres vivos (humano). Palavras-chave: Consumo de água, Formas de aproveitamento, Consciência da população.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2007
Fatores de risco em relação à hipertensão arterial no setor São Francisco de Assis no município de Morrinhos-GO
Descrição: Descrição: Estudo exploratório-descritivo com o objetivo de identificar a prevalência de hipertensão arterial bem como sua inter-relação com fatores biológicos O presente trabalho foi realizado no município de Morrinhos no programa de saúde da família São Francisco de Assis. Os dados foram coletados através de fichas que continham o histórico familiar dos pacientes, e fatores biológicos.. A maioria dos pacientes do sexo feminino apresentava entre 20 a 80 anos, já os pacientes do sexo masculino apresentavam entre 20 a 90 anos. O uso de medicamentos como Captopril; Propan olol; HCT; entre outros eram recomendados aos pacientes. Conclui-se que se houver uma modificação dos hábitos de vida, bem como redução dos fatores de risco, isso pode influenciar positivamente na prevenção da doença..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2007
Efeito da vegetação natural e aplicação de Inseticida na incidência de insetos benéficos e pragas em Agroecossistemas
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2010 - 2010
Programa de Educação na prevenção de doenças para alunos do ensino médio.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2009 - 2009
Programa de Educação na prevenção de doenças para alunos do 8º ano do ensino fundamental.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2008 - 2008
A discussão da adolêscência no contexto escolar
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2018
Prêmio Painel-Milton Krieger de melhor trabalho na área de MICROORGANISM GENETICS., Sociedade Brasileira de Genética.
2017
Certificado de Menção honrosa prêmio MILTON KRIEGER Genética de Microorganismo, Sociedade Brasileira de Genética.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
OLIVEIRA, A. A.2018OLIVEIRA, A. A. ; TANNOUS, I. P. ; CURCIO, J. S. ; SILVA, L. C. ; OLIVEIRA, L. N. ; SILVA, M. G. ; LIMA, R. M. ; SANTOS, T. G. ; SILVA, K. S. F. E. . The AFP from the fungi kingdom is under strong positive natural selection. Journal of Genetics and Genetic Engineering, v. 2, p. 1-9, 2018.

2.
TANNOUS, I. P.2018TANNOUS, I. P. ; SANTOS, T. G. ; CURCIO, J. S. ; SILVA, L. C. ; OLIVEIRA, A. A. ; BARBOSA, A. M. ; LIMA, R. M. ; SILVA, K. S. F. E. . Involvement of Protein-Protein Interactions of eNOS and Genetic Polymorphisms in Coronary Artery Disease. International Journal of Clinical Cardiology & Research, v. 2, p. 67-71, 2018.

3.
DE CURCIO, JULIANA SANTANA2017DE CURCIO, JULIANA SANTANA; SILVA, MARIELLE GARCIA ; SILVA BAILÃO, MIRELLE GARCIA ; BÁO, SÔNIA NAIR ; CASALETTI, LUCIANA ; BAILÃO, ALEXANDRE MELLO ; DE ALMEIDA SOARES, CÉLIA MARIA . Identification of membrane proteome of Paracoccidioides lutzii and its regulation by zinc. Future Science OA, v. 0044, p. FSO232, 2017.

4.
ARAUJO, D. S.2016ARAUJO, D. S. ; CURCIO, J. S. ; SILVA, M. G. ; PORTIS, I. G. ; OLIVEIRA, L. N. . EXOSSOMOS: ESTRUTURAS PROMISSORAS PARA O DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DE DOENÇAS E REGULAÇÃO DOS PROCESSOS DE INTERAÇÃO PARASITO-HOSPEDEIRO.. REFACER, v. 5, p. 1, 2016.

5.
CURCIO, J. S.2014CURCIO, J. S.; BATAUS, L. A. M. ; MELLO ., W. A. ; ARAÚJO.,R.B. ; CARNEIRO, L. C. . ANTIBIOGRAM AND PLASMID PROFILE OF ISOLATED ENTEROBACTERIACEAE IN TOOTHBRUSHES. Europen journal of research in medical sciences, v. 2, p. 22-29, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CURCIO, J. S.; SILVA, M. G. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; SOARES, C. M. A. . XII International Meeting on Paracoccidioidomycosis. In: XII International Meeting on Paracoccidioidomycosis, 2014, Brasilia. XII International Meeting on Paracoccidioidomycosis, 2014.

2.
SILVA, M. G. ; CURCIO, J. S. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; BORGES, C. L. ; SOARES, C. M. A. . ZINC DEPRIVATION CHANGES THE MEMBRANES PROTEOME IN PARACOCCIDIOIDES sp.. In: XII International Meeting on Paracoccidioidomycosis, 2014, Brasília. XII International Meeting on Paracoccidioidomycosis, 2014.

3.
CURCIO, J. S.; SILVA, M. G. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; Soares . IDENTIFICATION OF MEMBRANE PROTEINS FROM THE HUMAN PATHOGENIC FUNGUS Paracoccidioides. In: XI Seminário de Patologia Molecular e Saúde Pública e IV Semana de Biotecnologia, 2013, Goiânia. Revista de Patologia Tropical. Goiânia, 2013. v. 42.

4.
SILVA, M. G. ; CURCIO, J. S. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; SOARES, C. M. A. . Proteomic analysis of Paracoccidioides membrane during zinc deprivation. In: XI Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública e IV Semana de Biotecnologia, 2013, Goiânia. Revista de Patologia Tropical, 2013. v. 42.

Artigos aceitos para publicação
1.
DE CURCIO, JULIANA SANTANA; Paccez, J.D ; NOVAES, E. ; BROCK, M. ; Soares . Cell wall synthesis, development of hyphae and metabolic pathways are processes potentially regulated by microRNAs produced between the morphological stages of Paracoccidioides brasiliensis. Frontiers in Microbiology, 2018.

2.
DE CURCIO, JULIANA SANTANA; BATISTA, M. P. ; Paccez, J.D ; NOVAES, E. ; SOARES, C. M. A. . In silico characterization of microRNAs-like sequences in the genome of Paracoccidioides brasiliensis.. GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
CURCIO, J. S.; Paccez, J.D ; NOVAES, E. ; SOARES, C. M. A. . ANALYZES OF THE EXPRESSION OF MICRORNAS IN PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS DURING THE MYCELIUM, TRANSITION AND YEAST PHASES.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BATISTA, M. P. ; CURCIO, J. S. ; NOVAES, E. ; Paccez, J.D ; SOARES, C. M. A. . ANALYSIS OF MIRNA EXPRESSION IN PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS DURING IRON DEPRIVATION. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
CURCIO, J. S.. Brazilian-Internacional Congress of Genetics. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
CURCIO, J. S.. Encontro da Rede Centro-Oeste de Formação e Pesquisa em Biologia Computacional. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CURCIO, J. S.; BATISTA, M. P. ; ARAUJO, D. S. ; SILVA, M. G. ; OLIVEIRA, L. N. ; SILVA, M. G. ; Paccez, J.D ; NOVAES, E. ; SOARES, C. M. A. . Identification of microRNAs in Paracoccidioides sp. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
OLIVEIRA, L. N. ; SILVA, M. G. ; ARAUJO, D. S. ; CURCIO, J. S. ; LIMA, P. S. ; SOARES, C. M. A. . ?Unveiling a novel heme-protein involved in hypoxia response in Paracoccidioides species. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SILVA, M. G. ; OLIVEIRA, L. N. ; SILVA, M. G. ; ARAUJO, D. S. ; CURCIO, J. S. ; ROCHA, J. A. P. ; BAILÃO, A. M. ; SOARES, C. M. A. . Functional and biochemical analysis of siderophore biosynthesis pathway in the Paracoccidioides genus. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
CURCIO, J. S.. Characterization and analyzes of expression of microRNAs in Paracoccidioides spp.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
CURCIO, J. S.. RNA de interferência: Ferramenta molecular no tratamento do câncer e interação-parasito-hospedeiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
CURCIO, J. S.. 2º Congresso Internacional de Pesquisa, Ensino e Extransão. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
CURCIO, J. S.; SILVA, M. G. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; SOARES, C. M. A. . Analysis of membrane proteins from Paracoccidioides. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
CURCIO, J. S.; SILVA, M. G. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; SOARES, C. M. A. . PROTEÍNAS DE MEMBRANA DO FUNGO PATOGÊNICO DO GÊNERO Paracoccidioides. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
CURCIO, J. S.; SILVA, M. G. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; SOARES, C. M. A. . IDENTIFICATION OF MEMBRANE PROTEINS FROM THE HUMAN PATHOGENIC FUNGUS Paracoccidioides. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
SILVA, M. G. ; CURCIO, J. S. ; SILVA, M. G. ; BAO, S. N. ; CASALETTI, L. ; BAILÃO, A. M. ; SOARES, C. M. A. . PROTEOMIC ANALYSIS OF PARACOCCIDIOIDES MEMBRANE DURING ZINC DEPRIVATION.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
CARNEIRO, L. C. ; CURCIO, J. S. . Antibiogram and plasmid profile of isolated enterobacteriaceae in toothbrushes. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
CURCIO, J. S.; MELLO ., W. A. ; ARAÚJO.,R.B. ; CARNEIRO, L. C. . Plasmídeos presentes em Enterobactérias coletadas de escovas dentais.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
CURCIO, J. S.; MELLO ., W. A. ; ARAÚJO.,R.B. ; CARNEIRO, L. C. . Presence of plasmid in Enterobacteriaceae isolated from toothbrushes. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
CURCIO, J. S.; MELLO ., W. A. ; ARAÚJO.,R.B. ; CARNEIRO, L. C. . IDENTIFICAÇÃO DE ENTEROBACTÉRIAS EM ESCOVAS DENTAIS, AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA BACTERIANA E PESQUISA DE PLASMÍDEOS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
CURCIO, J. S.; ARAÚJO.,R.B. ; MELLO ., W. A. ; CARNEIRO, L. C. . PRESENCE OF PLASMID IN ENTEROBACTEREACEAE ISOLATED FROM TOOTHBRUSHES.. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
CURCIO, J. S.; MELLO ., W. A. ; ARAÚJO.,R.B. ; CARNEIRO, L. C. . CHARACTERIZATION PLASMID IN ENTEROBACTERIACEAE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
CURCIO, J. S.; VIEIRA, J. ; LIMA, J. R. ; BATISTA, G. A. ; VIEIRA, F. J. . Pesquisa do conhecimento popular em relação ao consumo de água no Município de Morrinhos-GO. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

22.
VIEIRA, F. J. ; BATISTA, G. A. ; LIMA, J. R. ; VIEIRA, J. ; CURCIO, J. S. . Fatores de risco em relação a hipertensão arterial no setor São Francisco de Assis no Municípoi de Morrinhos-go. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Demais tipos de produção técnica
1.
CURCIO, J. S.. mini-curso: Câncer Humano e RNA de interferência: Perspectivas e Realidade. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
CURCIO, J. S.. Membro diretor. 2016. (Participante como membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Ciências aplicadas a Saúde).

3.
CURCIO, J. S.; VIEIRA, J. ; OLIVEIRA., M. B.R. . Controle Biológico de Pragas. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PETITO, G.; DE CURCIO, JULIANA SANTANA; ARAUJO, D. S.. Participação em banca de Lara Caroline Rézio, Thaís Gláucia Luzia de Carvalho,.QUALIDADE DE VIDA DE FAMILIARES E VISITANTES DE PACIENTE INTERNADOS EM UMA UTI,. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Uni-Evangélica de Ceres.

2.
PETITO, G.; DE CURCIO, JULIANA SANTANA; SILVA, M. G.. Participação em banca de Júlia Nunes Araújo e Lorena Albuquerque,.DESESPERANÇA DE FAMILIARES E VISITANTES DE PACIENTE INTERNADOS EM UMA UTI,. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Uni-Evangélica de Ceres.

3.
PETITO, G.; DE CURCIO, JULIANA SANTANA; OLIVEIRA, L. N.. Participação em banca de Cristiany Rodrigues de Lima e Dielita Lopes.IMPACTO NA VIDA DE FAMILIARES E VISITANTES DE PACIENTES INTERNOS EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA,. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Uni-Evangélica de Ceres.

4.
PETITO, G.; DE CURCIO, JULIANA SANTANA; SILVA, MARIELLE GARCIA. Participação em banca de Syntia Cordeiro Chaves e Vinícius Pereira Lopes.ANALISE MICROBIOLÓGICA EM RESTAURANTES NO MUNICÍPIO DE CERES,. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Uni-Evangélica de Ceres.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
1º Curso de Verão em Genética (MESA REDONDA).MESA REDONDA: Biologia Molecular. 2018. (Outra).

2.
IV Encontro Científico da Rede Centro-Oeste de Bioinformática.RNAs não codificantes durante a transição dimórfica em Paracoccidioides brasiliensis. 2018. (Encontro).

3.
Workshop Divulgamicro. 2018. (Outra).

4.
XXII International Congress of Genetics (ICG). 2018. (Congresso).

5.
XXII Internation Congress of Genetics (ICG). Regulation of morphogenis, cell wall synthesis and energy production, by microRNAs-like in yeast cells of Paracoccidioides brasiliensis. 2018. (Congresso).

6.
Brazilian-International Congress of Genetics. DESCRIPTION OF MICRORNAS IN PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS (PB18). 2017. (Congresso).

7.
Brazilian-International Congress of Genetics. DESCRIPTION OF MICRORNAS IN PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS (PB18). 2017. (Congresso).

8.
Brazilian-International Congress of Genetics. 2017. (Congresso).

9.
Introdução à técnica de CRISPR. 2017. (Outra).

10.
XIV International Meeting on Paracoccidioidomycosis. 2017. (Congresso).

11.
XIV International Meeting on Paracoccidioidomycosis. Analysis of miRNA expression in Paracoccidioides brasiliensis during the iron deprivation. 2017. (Congresso).

12.
XIV International Meeting on Paracoccidioidomycosis. Analyzes of the expression of microRNAs in Paracoccidioides brasiliensis during the mycelium, transition and yeast phases. 2017. (Congresso).

13.
Encontro da Rede Centro-Oeste de Formação e Pesquisa em Biologia Computacional..Análises da expressão de microRNAs em Paracoccidioides sp. nas fases de micélio, transição e levedura.. 2016. (Encontro).

14.
II Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular.Characterization and analysis of expression of microRNAs in Paracoccidioides spp. 2016. (Simpósio).

15.
II Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular.Characterization and analysis of expression of microRNAs in Paracoccidioides spp. 2016. (Simpósio).

16.
IV Congresso de Genética do Centro-Oeste. Identification of microRNAs in Paracoccidioides sp. 2016. (Congresso).

17.
IV Congresso de Genética do Centro-Oeste 21 hs. 2016. (Congresso).

18.
Mini-curso: MicroRNAs e câncer. 2016. (Outra).

19.
1º Encontro do Programa de Pós-Graduação em Patologia Molecular. 2015. (Simpósio).

20.
1º Host-pathogen interactions meeting. 2014. (Congresso).

21.
Why fungal melanin matters (16hs). 2014. (Outra).

22.
XII International Meeting on Paracoccidioidomycosis. 2014. (Congresso).

23.
XII International Meeting on Paracoccidioidomycosis. Membrane proteins of Paracoccidioides sp.. 2014. (Congresso).

24.
10º Conpeex Congresso de Pesquisa, ensino e extensão. 2013. (Outra).

25.
27º Congresso Brasileiro de Microbiologia. Analysis of membrane proteins from Paracoccidioides. 2013. (Congresso).

26.
27º Congresso Brasileiro de Microbiologia. 2013. (Congresso).

27.
I Seminário de Implantação do Estudo da Paracoccidioidomicose no Estado de Góiasese. 2013. (Seminário).

28.
Protein Day. 2013. (Outra).

29.
XI Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública IV Semana da Patologia.Proteomic analysis of Paracoccidioides membrane during zinc deprivation. 2013. (Seminário).

30.
XI Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública IV Semana da Patologia.IDENTIFICATION OF MEMBRANE PROTEINS FROM THE HUMAN PATHOGENIC FUNGUS Paracoccidioides. 2013. (Seminário).

31.
XI Seminário de Patologia Tropical e Saúde Pública IV Semana da Patologia. 2013. (Seminário).

32.
X Seminário de Pós-Graduação da UFG.PROTEÍNAS DE MEMBRANA DO FUNGO PATOGÊNICO DO GÊNERO Paracoccidioides. 2013. (Seminário).

33.
Internacional Cycle of confererences: Focus in phagocytes. 2012. (Seminário).

34.
II Congreso Costaricense de Biotecnologia/ II Congreso Latinoamericano e Genética Humana/ VI Congreso Nacional de Biologia, 2011. Antibiogram and plasmid profile of isolated Enterobacteriaceae in toothbrushes.. 2011. (Congresso).

35.
Seminário: Técnicas de pipetagem. 2011. (Seminário).

36.
27º REUNIÃO DE GENÉTICA DE MICROORGANISMOS.. CHARACTERIZATION PLASMID IN ENTEROBACTERIACEAE. 2010. (Congresso).

37.
2º Congresso de Genética do Centro-Oeste.. Presence of plasmid in Enterobacteriaceae isolated from toothbrushes. 2010. (Congresso).

38.
37° Congresso Brasileiro de Análises Clínicas 10° Congresso Brasileiro de Citologia Clínica. IDENTIFICAÇÃO DE ENTEROBACTÉRIAS EM ESCOVAS DENTAIS, AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA BACTERIANA E PESQUISA DE PLASMÍDEOS. 2010. (Congresso).

39.
37° Congresso Brasileiro de Análises Clínicas 10° Congresso Brasileiro de Citologia Clínica (35 horas). 2010. (Congresso).

40.
37º Congresso Brasileiro de Análises Clínicas e 10º Congresso Brasileiro de Citologia Cl. 2010. (Congresso).

41.
56º CONGRESSO BRASILEIRO DE GENÉTICA. PRESENCE OF PLASMID IN ENTEROBACTEREACEAE ISOLATED FROM TOOTHBRUSHES.. 2010. (Congresso).

42.
XXI Semana do ICB/UFG.Plasmídeos presentes em Enterobactérias coletadas de escovas dentais.. 2010. (Outra).

43.
XXI Semana do ICB Tecnologia e Meio Ambiente ( 20 horas). 2010. (Outra).

44.
5° Simpósio de Biologia (04 horas). 2009. (Simpósio).

45.
Atividades programadas na feira Agropecuária de Morrinhos -Go ( 08 horas). 2009. (Outra).

46.
FeSBE. 2009. (Outra).

47.
I Conferência Municipal de Saúde Ambiental. 2009. (Outra).

48.
IX Congresso de Ecologia do Brasil. 2009. (Congresso).

49.
Mini-Curso " Métodos para estudo de ecologia e comportamento de Primatas nao-humanos" (Carga Horária 4,5 horas). 2009. (Outra).

50.
Palestras e exposições no 5° Simpósio de Biologia ( 20 horas). 2009. (Simpósio).

51.
workshop: Técnicas de relaxamento ( 08 horas). 2009. (Outra).

52.
xx Semana do ICB/UFG Evolução Científica (Carga Horária 12 horas). 2009. (Outra).

53.
Feira Agropecuária de Morrinhos-Go (Carga Horária 05/h). 2008. (Outra).

54.
III Bienal "Formação Ética e Cultural do Povo Brasieliro" ( Carga Horária 40/h). 2008. (Outra).

55.
Palestra III Semana da Biologia da Universidade Estadual de Goiás (Carga Horária 20/h). 2008. (Outra).

56.
V Semana de iniciação científica.Pesquisa do conhecimento popular em relação ao consumo de água no Município de Morrinhos-GO. 2008. (Outra).

57.
IV Semana de Iniciação Científica (Carga Horaria 20/h).Fatores de risco em relação a hipertensão arterial no setor São Francisco de Assis no Município de Morrinhos-go. 2007. (Outra).

58.
IV Simpósio de Biologia (Carga Horária 20/h). 2007. (Simpósio).

59.
MIni Curso Alternativas de Renda Familiar - Piscicultura e Avicultura (Carga Horária 04/h). 2007. (Outra).

60.
Mini Curso Bonsai:Arte e Técnica (Carga Horária 20/h). 2007. (Outra).

61.
Mini curso Plantas Nativas do Cerrado (Carga Horária 04/h). 2007. (Outra).

62.
Mini Curso Sistemas Agroflorestais -SAFs (Eucalipto e Teca) (Carga Horária 04/h). 2007. (Outra).

63.
Mudanças Climáticas: Aquecimento Global nos aspectos filosófico e científico (Carga Horária08/h). 2007. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DE CURCIO, JULIANA SANTANA. ConMsaúde Congresso Nacional Multidisplinar da Saúde. 2018. (Congresso).

2.
DE CURCIO, JULIANA SANTANA. IV Encontro Científico da Rede Centro-Oeste de Bioinformática RECOBIO. 2018. (Congresso).

3.
CURCIO, J. S.. ConMsaúde Congresso Nacional Multidisplinar da Saúde. 2017. (Congresso).

4.
CURCIO, J. S.. CoNMSaúde Congresso Nacional Multidisciplinar da Saúde. 2016. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Lucas Barros Fernandes. Caracterização de microRNAs-like em Histoplasma capsulatum. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

Tese de doutorado
1.
Lorena Alves Mesquita. Análise da expressão de microRNAs-like de Paracoccidioides brasiliensis durante a privação de zinco. Início: 2018. Tese (Doutorado em GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR) - Universidade Federal de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

Iniciação científica
1.
Karolina Lopes Barbosa. Estudo do proteoma mitocondrial de Paracoccidioides brasiliensis após a exposição do fungo a diferentes fontes de carbono. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Abi - Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Goiás. (Orientador).



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
TANNOUS, I. P.2018TANNOUS, I. P. ; SANTOS, T. G. ; CURCIO, J. S. ; SILVA, L. C. ; OLIVEIRA, A. A. ; BARBOSA, A. M. ; LIMA, R. M. ; SILVA, K. S. F. E. . Involvement of Protein-Protein Interactions of eNOS and Genetic Polymorphisms in Coronary Artery Disease. International Journal of Clinical Cardiology & Research, v. 2, p. 67-71, 2018.

Artigos aceitos para publicação
1.
DE CURCIO, JULIANA SANTANA; BATISTA, M. P. ; Paccez, J.D ; NOVAES, E. ; SOARES, C. M. A. . In silico characterization of microRNAs-like sequences in the genome of Paracoccidioides brasiliensis.. GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY, 2018.


Apresentações de Trabalho
1.
CURCIO, J. S.. RNA de interferência: Ferramenta molecular no tratamento do câncer e interação-parasito-hospedeiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CURCIO, J. S.. 2º Congresso Internacional de Pesquisa, Ensino e Extransão. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
CURCIO, J. S.. Encontro da Rede Centro-Oeste de Formação e Pesquisa em Biologia Computacional. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CURCIO, J. S.. Characterization and analyzes of expression of microRNAs in Paracoccidioides spp.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
CURCIO, J. S.. Brazilian-Internacional Congress of Genetics. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Outras informações relevantes


Bolsista no Programa de Iniciação Científica da Universidade Estadual de Goiás (PBIC/UEG).
Trabalho de Conclusão aprovado com média 9,8



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 11/12/2018 às 23:33:49