Cíntia Mercês Souza

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6508176952058730
  • Última atualização do currículo em 10/01/2017


Bacharelanda em Ciência da Computação na Universidade Federal da Bahia. Atualmente é bolsista do projeto de pesquisa 'Uso de Técnicas de Inteligência Artificial na Concepcão de Personagens Não-Jogadores para o Projeto de um Motor de Jogos' do Grupo Indigente (Interactive Digital Entertainment), sediado na UFBA. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Cíntia Mercês Souza
Nome em citações bibliográficas
SOUZA, C. M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Bahia.
Avenida Ademar de Barros. S/N
Onida
40170-110 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 32836139
URL da Homepage: http://www.indigente.ufba.br/


Formação acadêmica/titulação


2008
Graduação em andamento em Ciência da Computação.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estagio, Enquadramento Funcional: Estagiario, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Projeto: Uso de Técnicas de Inteligência Artificial na Concepção de Personagens não-Jogadores para o Projeto de um Motor de Jogos



Projetos de pesquisa


2009 - 2010
Indigente (Interactive Digital Entertainment)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Adolfo Almeida Duran em 11/03/2015.
Descrição: Indigente (Interactive Digital Entertainment) é um grupo de pesquisa e desenvolvimento de jogos sediado na UFBA que tem como principais objetivos (1) realizar pesquisa básica para a criação de algoritmos, técnicas e ferramentas que apóiem o desenvolvimento de jogos 3D, (2) desenvolver jogos eletrônicos e (3) fomentar o interesse da comunidade acadêmica baiana para a área de jogos eletrônicos. Os principais resultados do grupo são: premiação em festival de jogos independentes (1o. lugar no SBGames de 2004 e 3o. no de 2006), desenvolvimento de motor de jogos 3D (em evolução), além de artigos, pôsteres e demonstrações em diversos eventos científicos e de extensão. O grupo pretende trabalhar para se tornar uma referência no desenvolvimento de jogos na Bahia e, quiçá, no Brasil, abordando o tema sob as perspectivas de pesquisa científica e inovação tecnológica, envolvendo diversas sub-áreas da Computação e interagindo com outras áreas do conhecimento (Física, Matemática, Educação, por exemplo)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Cíntia Mercês Souza - Integrante / Adolfo Almeida Duran - Coordenador / Vaninha Vieira dos Santos - Integrante / Bruno Cupertino de Jesus - Integrante.


Projetos de extensão


2010 - Atual
Programa Onda Digital
Descrição: O Programa Onda Digital (POD) foi criado em 2004, sob a coordenação do Departamento de Ciência da Computação (DCC) do Instituto de Matemática, como um programa permanente de extensão da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Tem como missão Contribuir com a inclusão sociodigital na Bahia, envolvendo a Universidade em ações educativas e de difusão da filosofia do Software Livre. O Programa Onda Digital atua de forma colaborativa, incentivando a interdisciplinaridade com o envolvimento de profissionais de computação, professores, funcionários e estudantes da UFBA de diferentes unidades de ensino da universidade atuando como estudantes-educadores. Para os estudantes da UFBA, espera-se proporcionar uma formação profissional integral, atentando para seu papel social e permeando diversas áreas do conhecimento como computação, educação, comunicação, entre outras. Além de promover ações educativas complementares, focando os aspectos pedagógicos e sociais, a participação no Programa Onda Digital estimula o aprimoramento técnico desse profissional, com uso e desenvolvimento de software livre. As ações do Programa têm propiciado o desenvolvimento não somente de trabalhos de extensão, mas também de iniciação científica e de conclusão de curso em Computação e Educação, bem como nas áreas de Inclusão Digital e Informática na Educação. A integração de estudantes universitários com os jovens de comunidades em vulnerabilidade socioeconômica (alguns destes com bolsa de Iniciação Científica Júnior), para a execução dos projetos, permite a Universidade desenvolver seu papel de extensão quebrando a frieza das teorias, assim, edificando novos paradigmas na educação..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) .
Integrantes: Cíntia Mercês Souza - Coordenador / Bruno Cupertino de Jesus - Integrante / Débora Abdalla Santos - Integrante / Anna Friedericka Schwarzelmüller - Integrante / Juliana Maria Oliveira dos Santos - Integrante / Girleândila Portugal - Integrante / Fábio Ressurreição Rocha - Integrante / Laís Nascimento - Integrante.


Produções



Produção bibliográfica


Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
X Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação (X SEMPPG).Uso de Técnicas de Inteligência Artificial na Concepção de Personagens Não-jogadores para o Projeto de um Motor de Jogos. 2009. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 2:40:13