Zâmbia Osório dos Santos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7598493553446804
  • Última atualização do currículo em 28/11/2018


Mulher negra, professora da Prefeitura Municipal de Florianópolis, mestra em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (2018). Bacharelada e licenciada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2014). Pesquisadora filiada à Associação Brasileira de Pesquisadores(as) Negros(as)/ABPN. Pesquisadora e membro do grupo LITERALISE, grupo de pesquisa da Literatura Infantil e Juvenil relacionada às práticas de mediação literária em educação básica e superior, coordenado pelas professoras Dra. Eliane Debus e Dra. Maria Laura Pozzobon Spengler da Universidade Federal de Santa Catarina. Pesquisadora e membro do grupo Alteritas: Diferença, Arte e Educação coordenado pela Profa Dra. Joana Célia dos Passos. Como pesquisadora na área de Educação trabalha com temas ligados à Literatura, Literatura de temática afro-brasileira e Práticas de escrita, na área de História trabalha com os temas ligados à Ensino de História, Educação para as Relações Étnico Raciais e Feminismos Negros. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Zâmbia Osório dos Santos
Nome em citações bibliográficas
SANTOS, Z. O.


Formação acadêmica/titulação


2016 - 2018
Mestrado em Educação.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Quando o texto fala: narrativas de Lenira Maria de Carvalho, uma mulher negra, trabalhadora doméstica,Ano de Obtenção: 2018.
Orientador: Eliane Santana Dias Debus.
Coorientador: Joana Célia dos Passos.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Educação; Letramento político; Mulheres Negras; Escrita de Si; Trabalhadoras Domésticas.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Educação.
2010 - 2014
Graduação em História - Bacharelado e Licenciatura.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Um olhar sobre Infância de Graciliano Ramos: Reflexôes.
Orientador: Adriano Luiz Duarte.
2006 - 2008
Curso técnico/profissionalizante.
Colegio Agricola de Araquari Senador Carlos Gomes de Oliveira, CAAQ, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Extensão universitária em Identidades e Culturas negras: perspectivas históricas. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2017 - 2017
A Cor da Cultura. (Carga horária: 16h).
Prefeitura Municipal de Florianópolis, PMF, Brasil.
2017 - 2017
Oralidade e música como ferramenta Pedagógica. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2016 - 2016
Extensão universitária em Oficinas de História Visual da África. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2016 - 2016
Extensão universitária em Introdução ao pensamento de Frantz Fanon. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2016 - 2016
Formas e sentidos do Livro brinquedo. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2016 - 2016
Entre formas e rimas. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2016 - 2016
Projeto Político Pedagógico: instrumento de relação entre teoria e prática. (Carga horária: 250h).
Centro de Educação, Capacitação e Aperfeiçoamento Profissional, CEDUC@, Brasil.
2014 - 2014
Tecnologia na educação como ferramenta de trabalho. (Carga horária: 150h).
Agência de Capacitação Educacional, ACAPED, Brasil.
2014 - 2014
Tecnologia na educação como ferramenta de trabalho. (Carga horária: 150h).
Agência de Capacitação Educacional, ACAPED, Brasil.
2012 - 2012
Preservação e Acondicionamento de Acervos Fotográf. (Carga horária: 18h).
Centro Educacional Menino Jesus, CEMJ, Brasil.
2011 - 2011
Minicurso: História nos filmes e os filmes na Hist. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2011 - 2011
Minicurso: Breve história do cinema. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2011 - 2011
Mini Curso: Movimento de Contracultura. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Minicurso: Santa Afro Catarina: Devoção ao Rosário. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em A Ilha de Santa Catarina e sua magia. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2008 - 2008
Inplantação do Núcleo de Pesquisa Aplicada na Área. (Carga horária: 16h).
Centro Federal de educação Tecnologica de Santa Catarina, CEFET-SC, Brasil.
2008 - 2008
Conformação e Acasalamento em Bovinos de Leite. (Carga horária: 8h).
Colegio Agricola de Araquari Senador Carlos Gomes de Oliveira, CAAQ, Brasil.
2007 - 2007
Gestal Ambiental da Propiedade Rural. (Carga horária: 16h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SC), SANAR, Brasil.
2006 - 2006
Oratória. (Carga horária: 4h).
Câmara Junior de Joinville, CJJ, Brasil.
2004 - 2004
Qualificação em informatica básica e avançada. (Carga horária: 90h).
Fundação Pauli Madi, PAULI MADI, Brasil.
2004 - 2004
Técnicas Artesanais. (Carga horária: 120h).
Fundação Municipal Albano Schmidt - FUNDAMAS, FUNDAMAS, Brasil.


Atuação Profissional



Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista pesquisadora, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Escola Estadual Professor Benonívio João Martins, EEPBJM, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 31


Escola de Educação Basica José Boiteux, EEBJB, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20


Escola de Educação Básica Presidente Médici, EEB PRES MEDICI, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 40


Arquivo Público do Estado de Santa Catarina, APESC, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 20
Outras informações
Atuando na Gerência de Recuperação Documental com o acervo iconográfico.


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora
Outras informações
Estudante no grupo de pesquisa História, literatura e sociedade, da Universidade Federal de Santa Catarina.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Atividade técnico-científica, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 12
Outras informações
Monitoria no13º Mundos de Mulheres & Fazendo Gênero 11, promovido pela Universidade Federal de Santa Catarina coordenado pelas Profas. Draa. Cristina Scheibe Wolff, Marlene de Fáveri e Miriam Pillar Grossi, realizado nos dias 30/07 a 04 de agosto de 2017 na UFSC em Florianópolis/SC

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 12
Outras informações
Atuação como monitora da disciplina de História da Arte, no Departamento de História.


Prefeitura Municipal de Florianópolis, PMF, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 30



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
O ENSINO DA LITERATURA AFRO-BRASILEIRA NO ENSINO MÉDIO: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA
Descrição: A Lei nº 10.639/2003 que dispõe sobre a obrigatoriedade do ensino de história e cultura africanas e afro-brasileira no currículo da Educação Básica brasileira coloca a área de língua Portuguesa, em particular os conteúdos referentes a Literatura, como de fundamental importância para esse cumprimento. Entendendo que ainda exista um vazio na formação do professor para essa demanda, o presente projeto busca promover, por meio de formação continuada em serviço, o estudo da literatura afro-brasileira junto a um grupo de 35 professores de Língua Portuguesa Ensino Médio da Rede Estadual de Educação de Santa Catarina. Esse nível de ensino se destaca como relevante, pois é onde o conteúdo literário se faz oficial. A opção pela temática ?Literatura afro-brasileira? com recorte no Romantismo, se deve (a) a literatura nas escolas é trabalhada de forma cronológica, observando-se os gêneros literários. (b) o século XIX pode ser apontado como o século no qual a literatura assume traços de brasilidade; (3) a Lei destaca a cultura afro-brasileira, portanto é importante conhecer quem são os representantes dessa literatura. O curso será efetivado em parceria com a Coordenadoria Regional de Educação do Estado de Santa Catarina e se efetivará no período de março a novembro de 2017, por meio de encontros mensais de 4 horas no período matutino, totalizando 36 horas de encontros presenciais mais 10 horas mensais para leituras e ações pedagógicas orientadas, a serem realizadas externamente, culminando com 90 horas. Desse modo o curso terá uma carga horária total de 126 horas. Acredita-se que a formação ampliará o repertório e as estratégias dos professores para o trabalho com a literatura afro-brasileira, além de mediar junto aos estudantes possibilidades de representações de escritores e personagens que não aqueles instituídos por uma visão eurocêntrica, culminando para uma educação antirracista..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Zâmbia Osório dos Santos - Integrante / Eliane Santana Dias Debus - Coordenador / Maria Aparecida Rita Moreira - Integrante.
2017 - Atual
A TEMÁTICA DA CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA NA LITERATURA INFANTIL PRODUZIDA NO BRASIL
Descrição: A presente pesquisa tem como objetivo construir um panorama da produção literária para crianças no mercado editorial brasileiro que tematiza a cultura africana e afro-brasileira, para isso realizar-se-á o mapeamento dos livros publicados nos de 2005 a 2015, inicialmente a partir de oito catálogos editoriais e da produção de Rogério Andrade Barbosa, Joel Rufino dos Santos e Júlio Emílio Brás. Realizado o mapeamento procederemos a biografia dos escritores e a resenha críticas dos títulos que serão publicizadas por meio de livro online. Ao mapear essa produção buscamos fornecer aos mediadores de leitura (professores, bibliotecários, entre outros) um conhecimento ampliado sobre a produção literária que tematiza a cultura africana e afro-brasileira. Desse modo, problematizar-se-á e refletir-se-á sobre a publicação e circulação mercadológica de livros de recepção infantil que trazem a temática da cultura africana e afro-brasileira, em especial pela demanda promovida pela Lei nº 10.639/2003, que instituiu no Brasil a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana no currículo escolar da Educação Básica.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2017 - Atual
O ENSINO DA LITERATURA AFRO-BRASILEIRA NO ENSINO MÉDIO: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA
Descrição: A Lei nº 10.639/2003 que dispõe sobre a obrigatoriedade do ensino de história e cultura africanas e afro-brasileira no currículo da Educação Básica brasileira coloca a área de língua Portuguesa, em particular os conteúdos referentes a Literatura, como de fundamental importância para esse cumprimento. Entendendo que ainda exista um vazio na formação do professor para essa demanda, o presente projeto busca promover, por meio de formação continuada em serviço, o estudo da literatura afro-brasileira junto a um grupo de 35 professores de Língua Portuguesa Ensino Médio da Rede Estadual de Educação de Santa Catarina. Esse nível de ensino se destaca como relevante, pois é onde o conteúdo literário se faz oficial. A opção pela temática ?Literatura afro-brasileira? com recorte no Romantismo, se deve (a) a literatura nas escolas é trabalhada de forma cronológica, observando-se os gêneros literários. (b) o século XIX pode ser apontado como o século no qual a literatura assume traços de brasilidade; (3) a Lei destaca a cultura afro-brasileira, portanto é importante conhecer quem são os representantes dessa literatura. O curso será efetivado em parceria com a Coordenadoria Regional de Educação do Estado de Santa Catarina e se efetivará no período de março a novembro de 2017, por meio de encontros mensais de 4 horas no período matutino, totalizando 36 horas de encontros presenciais mais 10 horas mensais para leituras e ações pedagógicas orientadas, a serem realizadas externamente, culminando com 90 horas. Desse modo o curso terá uma carga horária total de 126 horas. Acredita-se que a formação ampliará o repertório e as estratégias dos professores para o trabalho com a literatura afro-brasileira, além de mediar junto aos estudantes possibilidades de representações de escritores e personagens que não aqueles instituídos por uma visão eurocêntrica, culminando para uma educação antirracista..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2015 - Atual
Descolonizando Áfricas
Descrição: Este projeto consiste em oficinas realizadas durante aulas de História, onde, através de um mapa interativo do continente africano, é possível percorrer seus vários países, descolonizando o imaginário sobre Áfricas e conhecendo diferentes aspectos de sua diversidade. Com esta abordagem transdisciplinar, aspectos políticos, históricos, da fauna e da flora são abordados de uma maneira lúdica neste jogo onde crianças e jovens podem construir um mapa de África ao mesmo tempo em que jogam, descosntroem estereótipos e constroem novos saberes diversos e descolonizados sobre Áfricas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2014
Mérito Estudantil, Universidade Federal de Santa Catarina.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SANTOS, Z. O.2018SANTOS, Z. O.; DEBUS, E. S. D. . Literatura juvenil, breves apontamentos: ?O casaco negro? e ?Mapinguari?, de Rogério Andrade Barbosa. Revista Querubim (Online), v. 04, p. 171-177, 2018.

2.
SANTOS, Z. O.2015 SANTOS, Z. O.. Indígenas na província de santa catarina: um caso de polícia. Revista Santa Catarina em História, v. 9, p. 60, 2015.

Capítulos de livros publicados
1.
SANTOS, Z. O.. Elementos para uma outra história das negras e negros no século XIX. In: Elison Antonio Paim; Nilton Mullet Pereira. (Org.). Interfaces: educação e temas sensíveis na contemporaneidade. 1ed.Florianópolis: NUP/CED/UFSC, 2018, v. 1, p. 81-.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, Z. O.; MOREIRA, M. A. R. ; DEBUS, E. S. D. . A Literatura Afro-Brasileira No Ensino Médio Ou Uma Fratura Decolonial. In: III Congresso IberoAmericano de Humanidades, Ciências e Educação: Produção e Democratização do Conhecimento na Ibero-América, 2018, Criciúma. Anais [do] III Congresso Ibero-Americano de Humanidades, Ciências e Educação [recurso eletrônico] : produção e democratização do conhecimento na Ibero-América, 22 a 25 de maio de 2018. ? Criciúma: Ed. UNESC, 2018. v. 3. p. 63-74.

Apresentações de Trabalho
1.
DEBUS, E. S. D. ; MOREIRA, M. A. R. ; SANTOS, Z. O. . Afro-brazilian literature in high school: results of teacher trai. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
SANTOS, Z. O.; DEBUS, E. S. D. ; MOREIRA, M. A. R. . A literatura afro-brasileira no ensino médio ou uma fratura decolonial. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SANTOS, Z. O.; DEBUS, E. S. D. . Trabalhadoras Domésticas: Uma Proposta De Potencializarão Das Vivências e Experiências Como Processos Educadores. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
SANTOS, Z. O.. QUANDO O TEXTO FALA: Uma análise da literatura escrita por mulheres marginais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
SANTOS, Z. O.. Territórios Negros: Do Centro de Desterro Para os Morros. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SANTOS, Z. O.. Na dependência da empregada vive quem? Elementos para uma proposta de análise interseccional das narrativas marginais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
SANTOS, Z. O.; SAGREDO, R. B. W. . Familia para além das portas de casa:discutindo gênero e configurações familiares na escola.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
SANTOS, Z. O.; SAGREDO, R. B. W. . Minicurso: Estudos mitológicos: deuses, heróis e arquétipos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
SANTOS, Z. O.; SAGREDO, R. B. W. . Minicurso: 2012: entre a mitologia maia e o imaginário apocalíptico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
DEBUS, E. S. D. ; MOREIRA, M. A. R. ; SANTOS, Z. O. . O ENSINO DA LITERATURA AFRO-BRASILEIRA NO ENSINO MÉDIO: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
DEBUS, E. S. D. ; MOREIRA, M. A. R. ; SANTOS, Z. O. . O ENSINO DA LITERATURA AFRO-BRASILEIRA NO ENSINO MÉDIO: FORMAÇÃO CONTINUADA PARA PROFESSORES DE LÍNGUA PORTUGUESA. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
DEBUS, E. S. D. ; SANTOS, Z. O. . Abiodum. 2017. (Editoração/Periódico).

4.
DEBUS, E. S. D. ; BERNARDES, T. V. M. ; SANTOS, Z. O. . ABIODUM. 2017. (Editoração/Periódico).


Produção artística/cultural
Artes Cênicas
1.
SANTOS, Z. O.; PINTO, D. R. ; PIRES, G. A. . Histórias Paralelas. 2008. Teatral.

2.
SANTOS, Z. O.. Tchekhoviana. 2007. Teatral.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Jornadas do Laboratório de Estudos de Gênero e História.Análise de narrativas de mulheres negras, trabalhadoras domésticas. 2018. (Seminário).

2.
III Jornadas do LEGH: Feminismos e Democracia. 2018. (Seminário).

3.
MESA REDONDA: Mulheres negras e Quilombolas: entre feminismos e violências.Coluna "Fala a mulher", no jornal O Quilombo, nos anos 1940: sobre mulheres negras e a interseccionalidade. 2018. (Outra).

4.
"A Antiguidade é agora: permanências e conexões do hoje com a Antiguidade e suas interações".?(Re)construindo narrativas de Antiguidades e Idades Médias na escola?. 2017. (Simpósio).

5.
"Memória, patrimônio e ensino de história: decolonizando práticas e saberes". 2017. (Seminário).

6.
13º Mundo de Mulheres & Fazendo Gênero 11: Transformações, Conexões , Deslocamentos. 2017. (Congresso).

7.
13º Mundo de Mulheres & Fazendo Gênero 11: Transformações, Conexões , Deslocamentos. QUANDO O TEXTO FALA: Uma análise da literatura escrita por mulheres marginais. 2017. (Congresso).

8.
13º Mundo de Mulheres & Fazendo Gênero 11: Transformações, Conexões , Deslocamentos. avaliadora/or de Pôsteres do 13º Congresso Mundos de Mulheres e Seminário Internacional Fazendo Gênero 11. 2017. (Congresso).

9.
Coloquio Educación Superior y Pueblos Indígenas y Afrodescendientes en América Latina. 2017. (Outra).

10.
III Congresso Brasileiro de pesquisadores negros da região sul. Oficina Bonecas Abayomis: uma história de Tradição, Resistência e Feminismo Negro. 2017. (Congresso).

11.
III Congresso Brasileiro de pesquisadores negros da região sul. Territórios Negros: Do Centro de Desterro Para os Morros. 2017. (Congresso).

12.
III Jornadas de políticas educacionais Contemporâneas. 2017. (Outra).

13.
III Jornadas de Políticas Educacionais Contemporâneas. 2017. (Seminário).

14.
II Seminário Educação e Relações Étnico-Raciais em Santa Catarina. 2017. (Seminário).

15.
IX Semana acadêmica de letras da UFSC.Oficina Da leitura de histórias à produção da Abayomi. 2017. (Outra).

16.
Quintas Jornadas del GEALA-Grupo de Estudios Afrolatinoamericanos. 2017. (Outra).

17.
Simpósio "A Antiguidade é agora: permanências e conexões do hoje com a Antiguidade e suas interações". 2017. (Simpósio).

18.
XI Semana acadêmica de Letras da UFSC.Na dependência da empregada vive quem? Elementos para uma proposta de análise interseccional das narrativas marginais. 2017. (Outra).

19.
Consciência Negra tem hora, é toda hora.Lemonade e a questão da mulher negra. 2016. (Oficina).

20.
Formas e sentidos do Livro brinquedo. 2016. (Oficina).

21.
II Seminário Educação e Relações Étnico-Raciais em Santa Catarina. 2016. (Seminário).

22.
Negros sim! Existimos e resistimos.Negros sim! Existimos e resistimos. 2016. (Encontro).

23.
Oficinas de História Visual da África. 2016. (Oficina).

24.
VI Seminário da Educação, Relações Raciais e Multiculturalismo - Diversidade, igualdade e democracia: os desafios do Brasil contemporâneo. 2016. (Seminário).

25.
12ª SEPEX ? Semana de Ensino, Pesquisa e Extensãoda UFSC. Minicurso: Estudos mitológicos: deuses, heróis e arquétipos. 2013. (Feira).

26.
IV Seminário de Estágios em História - Ensino de História : experiências, saberes e práticas em múltiplos espaços.Utilização de fontes no ensino de história e construção de conceitos.. 2013. (Seminário).

27.
IV Seminário de Estágios em História - Ensino de História : experiências, saberes e práticas em múltiplos espaços. 2013. (Seminário).

28.
11ª Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFSC. Minicurso: 2012: entre a mitologia maia e o imaginário apocalíptico. 2012. (Feira).

29.
Seminário Nacional 100 anos da Guerra do Contestado. 2012. (Seminário).

30.
Simpósio Nacional sobre o Centenário do Movimento do Contestado: História, Memória, Sociedade e Cultura no Brasil Meridional (1912-2012). 2012. (Simpósio).

31.
VIII Semana Acadêmica de História - Oriente: Passado e Presente. 2012. (Seminário).

32.
VII semana acadêmica de historia: Estado, cultura e poder. 2011. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SANTOS, Z. O.; BERNARDES, T. V. M. ; SPENGLER, M. L. P. . Exposição de livros artesanais ?Livros brincantes: uma tessitura artesanal? Edição de Outono. 2018. (Exposição).

2.
SANTOS, Z. O.; DEBUS, E. S. D. ; PASSOS, J. C. . III COPENE SUL. 2017. (Congresso).

3.
DEBUS, E. S. D. ; SANTOS, Z. O. ; BERNARDES, T. V. M. . O protagonismo negro na Literatura Infantil no pós lei 10639. 2017. (Outro).

4.
DEBUS, E. S. D. ; SANTOS, Z. O. ; BERNARDES, T. V. M. . A literatura para crianças em Moçambique: conversa com o autor Mauro Brito. 2017. (Outro).

5.
DEBUS, E. S. D. ; SANTOS, Z. O. ; BERNARDES, T. V. M. . Conferência: Literatura Afro-brasileira com Eduardo Assis Duarte. 2017. (Outro).

6.
DEBUS, E. S. D. ; SANTOS, Z. O. ; BERNARDES, T. V. M. . Literatura infantil, Oralituras e planos simbólicos nas pesquisas do NEAB-UFPR. 2017. (Outro).

7.
SANTOS, Z. O.. 7º Seminário de Literatura Infantil e Juvenil. 2016. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/12/2018 às 12:38:54