Adelson Rocha Dantas

Bolsista de Doutorado do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7331278266161056
  • Última atualização do currículo em 06/09/2018


Possui graduação em Engenharia Florestal pela Universidade do Estado do Amapá - UEAP - (2011) e Mestrado em Ciências Florestais pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE - (2015). Atualmente é discente de Doutorado do PPG em Ecologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Atua na área de Recursos Florestais e Ciências Florestais, com as seguintes linhas de pesquisa: ecologia florestal, ecologia de florestas inundáveis amazônica, conservação da biodiversidade, fenologia florestal, dinâmica de florestas tropicais, dendrologia e produtos florestais não-madeireiros. Email: adelson.dantas@yahoo.com.br (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Adelson Rocha Dantas
Nome em citações bibliográficas
DANTAS, A. R.;DANTAS, Adelson Rocha;Dantas, A. R;DANTAS, ADELSON R.;Adelson R. Dantas

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Coordenação de Pesquisas em Ecologia.
Avenida André Araújo
Petrópolis
69067375 - Manaus, AM - Brasil - Caixa-postal: 2936
Telefone: (96) 991288033
URL da Homepage: http://www.ppginpa.eco.br/


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Biologia (Ecologia).
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Título: Ecologia, manejo e conservação de Pentaclethra macroloba (Willd.) Kuntze (Fabaceae) em floresta de várzea do Estuário Amapaense,
Orientador: Maria Teresa Fernandez Piedade.
Coorientador: Marcelino Carneiro Guedes.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Ecologia de população; Ecologia de florestas inundáveis; Manejo Florestal Sustentável; Fenologia e biologia floral; Produção e dispersão de sementes; Dendroecologia.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Natureza.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Ecologia Florestal.
2013 - 2015
Mestrado em Ciências Florestais.
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
Título: Dinâmica e distribuição espacial de Pentaclethra macroloba (Willd.) Kuntze (Fabaceae) em floresta de vázrea do estuário amazônico,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Luiz Carlos Marangon.
Coorientador: Marcelino Carneiro Guedes.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Dinâmica Populacional; Floresta de várzea; Manejo Florestal Sustentável; Espécie Multiplo Uso; Distribuição Espacial; Cnservação.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Populacional.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Manejo Florestal.
2012 - 2012
Aperfeiçoamento em Perícia e Auditoria Ambiental. (Carga Horária: 180h).
Faculdade Internacional de Curitiba, FACINTER, Brasil.
Título: Perícia Ambiental. Ano de finalização: 2012.
2008 - 2011
Graduação em Engenharia Florestal.
Universidade do Estado do Amapá, UEAP, Brasil.
Título: Fenologia de andirobeiras (Carapa spp.) em floresta de várzea do Estuário Amazônico.
Orientador: Dra. Ana Cláudia Silva de Lira.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
English level 4. (Carga horária: 60h).
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2017 - 2017
English level 3. (Carga horária: 60h).
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2017 - 2017
Español-iniciantes 1. (Carga horária: 50h).
SEDA College, SEDA, Inglaterra.
2015 - 2015
English-Level 7 (B1). (Carga horária: 40h).
Hult International Business School, HIBS, Brasil.
2014 - 2015
English Level 2. (Carga horária: 60h).
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2014 - 2014
Espanõl Samanca A2. (Carga horária: 36h).
Universidad de Salamanca, USAL, Espanha.
2014 - 2014
English-Level 4 (A2). (Carga horária: 30h).
Hult International Business School, HIBS, Brasil.
2014 - 2014
Estadística para investigadores. (Carga horária: 35h).
Universidad de Salamanca, USAL, Espanha.
2014 - 2014
Fundamentos de la escritura en español. (Carga horária: 60h).
Instituto Tecnologico Y de Estudios Superiores de Monterrey, ITESM, México.
2014 - 2014
English-Level 5 (A2). (Carga horária: 30h).
Hult International Business School, HIBS, Brasil.
2013 - 2014
English level 1. (Carga horária: 60h).
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2012 - 2012
Teoria do Licenciamento Ambiental. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal do Amapá, UNIFAP, Brasil.
2011 - 2011
Principais Técnicas de Coleta de Insetos. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Amapá, UNIFAP, Brasil.
2011 - 2011
Bolsista ITI-A (CNPq). (Carga horária: 656h).
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária do Amapá, EMBRAPA-AP, Brasil.
2011 - 2011
Bolsista IC (CNPq). (Carga horária: 656h).
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária do Amapá, EMBRAPA-AP, Brasil.
2010 - 2011
Estágio. (Carga horária: 1312h).
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária do Amapá, EMBRAPA-AP, Brasil.
2010 - 2010
Plano de Negócio. (Carga horária: 8h).
Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Amapá (AP), SEBRAE, Brasil.
2010 - 2010
Isolamento e caracterização mofológica de fungos. (Carga horária: 20h).
Universidade do Estado do Amapá, UEAP, Brasil.
2009 - 2010
Bolsista PIBIC/CNPQ/UEAP. (Carga horária: 1200h).
Universidade do Estado do Amapá, UEAP, Brasil.
2009 - 2009
Extensão universitária em Cálculo Integral Aplicado a Engenharia Florestal. (Carga horária: 30h).
Universidade do Estado do Amapá, UEAP, Brasil.
2009 - 2009
Métodos Microbiológicos. (Carga horária: 60h).
Universidade do Estado do Amapá, UEAP, Brasil.


Atuação Profissional



Centro de Pesquisa Agroflorestal do Amapá (Embrapa), CPAFAP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante, Carga horária: 20


Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Discente de Doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

8/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Ecologia, .


Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio em docência, Carga horária: 15, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

11/2013 - 02/2014
Ensino, Engenharia Florestal, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Dentrologia Tropical

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária do Amapá (Embrapa), EMBRAPA, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista ITI-A, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Estágiaeio, Enquadramento Funcional: Estágiario, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2011 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Desenvolvimento e Pesquisa, .

01/2011 - 07/2011
Pesquisa e desenvolvimento , Desenvolvimento e Pesquisa, .

Linhas de pesquisa
Ecologia Florestal

Universidade do Estado do Amapá, UEAP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2009 - 07/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Universidade do Estado do Amapá, .

Linhas de pesquisa
Fenologia Florestal


Linhas de pesquisa


1.
Fenologia Florestal
2.
Ecologia Florestal
3.
Conservação da Biodiversidade
4.
Ecologia de florestas inundavéis
5.
Conservação da natureza
6.
Recursos florestais


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Kamukaia III - Valorização dos produtos florestais não madeireiros na Amazônia
Descrição: O manejo e transformação de produtos florestais não madeireiros (PFNMs) são elos importantes para o fortalecimento das cadeias de valor desses produtos, essenciais para a conservação dos ecossistemas e desenvolvimento econômico da Amazônia. A diversidade de espécies e ampla área geográfica de ocorrência, em diferentes realidades econômicas, sociais e culturais, faz com que ainda seja necessária a agregação de conhecimento às diversas práticas tradicionais extrativistas existente nas distintas Amazônias. O objetivo geral da proposta é promover o uso múltiplo de produtos da sociobiodiversidade pelas comunidades agroextrativistas e o fortalecimento da economia dos PFNMs na Amazônia. É preciso definir índices técnicos, conhecer os estoques e validar junto com as comunidades, práticas de manejo, transformação e diversificação dos produtos das espécies com mercado e uso consolidado (andiroba, copaíba, cipó-titica), para agregação de valor e acesso a novos mercados. Também é preciso iniciar estudos com novas espécies potenciais (pracaxi e urucuri), buscando ampliar a cesta de produtos e diversificar os usos. Nas questões mercadológicas estão os principais gargalos que impedem o desenvolvimento das comunidades a partir dos PFNMs e a valorização do extrativismo. Apesar dos avanços já obtidos na elaboração de políticas públicas e com os estudos da rede Kamukaia, a falta de estruturação das cadeias de valor e dificuldades de organização das comunidades, ainda são fatores limitantes à geração de renda. Nesse momento, o maior desafio é validar e dar escala ao manejo junto com as comunidades, estruturando as cadeias de valor para implementação e fortalecimento das políticas da sociobiodiversidade e da economia florestal. Para tanto, as atividades foram agrupadas em 3 planos de ação, coordenados por um gerencial (PA1). O PA2 trata do desenvolvimento e validação das práticas de manejo e técnicas de monitoramento de sua sustentabilidade. O PA3 é concentrado na pós-coleta, em técnicas de extração e caracterização dos óleos, armazenamento e transformação para novos produtos, visando garantir a qualidade e ampliar o acesso aos mercados. No PA 4 se buscará alternativas para transformar o Capital Natural em oportunidade de negócio para os povos e comunidades que vivem na e da floresta, e empresas brasileiras. Pretende-se apoiar o estabelecimento de contratos diretos entre comunidades e empresas, capacitar agroextrativistas e multiplicadores tanto em questões produtivas como organizacionais, como a construção participativa de planos de negócio. Propõe-se trabalhar com novas abordagens metodológicas para TT e comunicação, apoiando o protagonismo da juventude rural. As ações do projeto buscam o alinhamento com demandas do mercado e de políticas públicas, trazendo contribuições para aumentar a competitividade da economia e do manejo florestal. Se buscará construir com comunidades de referência em toda a Amazônia, estudantes e técnicos da extensão, capacidades para fomentar o uso sustentável dos PFNMs e a conservação da floresta, por meio de ações para promover sua valorização e a capacidade de gestão das comunidades. Os principais resultados e impactos esperados com a execução dessa proposta são: recomendações de manejo e diversificação do uso, viabilidade dos sistemas de produção; estimativas de estoques e potencial produtivo das espécies, disponibilização de informações da oferta e demanda atual e potencial dos PFNMs com uso consolidado, produtos com padrão de qualidade estabelecido, subsídios à política de preço mínimo da sociobiodiversidade, aumento da renda dos agroextrativistas, fortalecimento do capital social e geração de oportunidades para fixação dos jovens nas comunidades, caracterização dos agentes que participam da produção, comercialização e valorização dos PFNMs..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Adelson Rocha Dantas - Integrante / Marcelino Carneiro Guedes - Integrante / Ana Cláudia Lira-Guedes - Coordenador.
2016 - Atual
Ecologia, manejo e conservação de pracaxi, Pentaclethra macroloba (Willd.) Kuntze (Fabaceae), em floresta de várzea do estuário do rio Amazonas
Descrição: O manejo sustentável das florestas de várzeas é importante para que se possa assegurar as suas múltiplas funções, os seus recursos naturais e seus serviços ecossistêmicos, possibilitando o crescimento sustentável da população humana na Amazônia. No entanto, é necessário aprofundar as investigações sobre as espécies arbóreas desse ecossistema, principalmente, das espécies que sofrem maiores pressões antrópicas ou com potencial para a exploração. Dentre as espécies com elevado potencial não madeireiro na várzea, destaca-se a Pentaclethra macroloba (Willd.) Kuntze, conhecida como pracaxi. Seu elevado potencial está no óleo proveniente das sementes, que possui propriedades cosméticas e medicinais. O crescente uso do óleo de pracaxi demanda estudos para nortear o bom manejo e a conservação dessa espécie. Para isso, várias questões ainda devem ser respondidas, entre elas: 1) Qual a relação dos fatores bióticos e abióticos com a fenologia e produção de sementes da espécie? 2) Quais estratégias ecológicas a espécie utiliza para o seu sucesso reprodutivo? 3) A intensidade de extração de sementes afeta a estrutura, a dinâmica e a diversidade genética da espécie? O projeto está dividido em sete planos de ação: PA 1: fenologia e biologia floral, PA 2: maturidade fisiológica de frutos e sementes, PA 3: quantificação da produção e dispersão de sementes, PA 4: avaliação de impactos da extração de sementes na dinâmica da regeneração natural, PA 5: dendrocronologia, PA 6: caracterização genética da espécie e PA 7: extração e caracterização do óleo. As atividades serão realizadas em dois sítios amostrais, o Campo Experimental do Mazagão (CEM) e a Área de Proteção Ambiental da Fazendinha (APA), distantes entre si aproximadamente 18 km. Seu objetivo geral é estudar a ecologia populacional de P. macroloba, a coleta e processamento de suas sementes, para subsidiar estratégias de manejo, visando à exploração sustentável da espécie e das florestas de várzea do Estuário Amazônico. Espera-se gerar uma recomendação de manejo de pracaxi para produção de óleo, um banco de extratos/compostos de óleos de pracaxi de diferentes procedências e matrizes, e avanços no conhecimento sobre indicadores e referências ecológicas para avaliação da sustentabilidade do manejo, e sobre a autoecologia de pracaxizeiros da floresta de várzea do estuário do rio Amazonas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Adelson Rocha Dantas - Coordenador / Marcelino Carneiro Guedes - Integrante / Ana Cláudia Lira-Guedes - Integrante / Maria Teresa Fernandez Piedade - Integrante.
2013 - 2015
DINÂMICA E DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DE Pentaclethra macroloba (Willd.) Kuntze (Fabaceae) EM FLORESTA DE VÁRZEA DO ESTUÁRIO AMAZÔNICO
Descrição: As florestas de várzea da região Amazônica possuem uma rica biodiversidade de espécies vegetais, mostrando o seu elevado potencial em termos de produtos florestais madeireiros e não-madeireiro. No setor não-madeireiro, se destaca Pentaclethra macroloba, conhecida popularmente na região Amazônica como Pracaxi. O objetivo desse trabalho é estudar a dinâmica e a distribuição espacial de Pentaclethra macroloba, afim de subsidiar planos de manejo e estratégias de conservação da espécie..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adelson Rocha Dantas - Coordenador / Ana Cláudia Silva de Lira - Integrante / Marcelino Carneiro Guedes - Integrante / Luiz Carlos Marangon - Integrante.
2011 - 2012
Estrutura populacional, caracterização e produção de frutos de urucurizeiros (Attalea excelsa Mart.)de floresta de várzea do estuário amazônico
Descrição: Os PFNMs são considerados uma alternativa para o uso múltiplo e sustentável das florestas. O urucurizeiro é uma das palmeiras que predominam nas várzeas do estuário amazônico, tendo sua importância nas indústrias farmacêutica, coméstica e energética. Este projeto tem como objetivo estudar aspectos da ecologia populacional do urucurizeiro em floresta de várzea estuarina no sul do Amapá. O estudo será conduzido em uma floresta de várzea no município de Mazagão localizado na área úmida do Estado. O solo da área é caracterizado como Gleissolo, a vegetação predominante é floresta de várzea de alto porte com grande freqüência de palmeiras. Para a coleta de dados foram lançados 12 transectos, distanciados em 50 m. Os urucurizeiros foram inventariados no período de novembro de 2010 a janeiro de 2011, com um nível de inclusão de DAP ≥ 30 cm. Os indivíduos produtivos foram identificados em abril de 2011, observando as estruturas reprodutivas inflorescência e frutos. Nos indivíduos com frutificação foram observados a quantidade e tamanho dos cachos, sendo classificados como pequeno, médio e grande. Dos indivíduos produtivos 15 serão selecionados para serem avaliados por três pessoas no campo, quando será atribuída a cada cacho nota de 1 a 7, dividindo- os em 3 classes de tamanho: 1ª classe (nota 1 a 2), 2ª classe (nota 3 a 5) e 3ª classe (nota 6 a 7), sendo classificados em pequeno, médio e grande, respectivamente. Após ser dada a nota aos indivíduos seus cachos serão coletados, medidos e pesados ainda com os frutos, e somente a ráquis. Na sequência, os frutos serão retirados e contados. Serão selecionados 30 frutos por urucurizeiro para serem encaminhados ao Laboratório de Sementes da Embrapa AP. Para a fenologia serão selecionados 30 indivíduos. O acompanhamento da fenologia reprodutiva bem como a avaliação da produtividade dessas palmeiras serão realizadas quinzenalmente de junho até o final do período reprodutivo. Para a confecção do mapa de distribuição espacial e cálculo da área ocupada pelos urucurizeiros serão coletadas as coordenadas de cada indivíduo com o uso de aparelho GPS (Sistema de Posicionamento Global). No Laboratório de Semente da Embrapa AP será realizada a biometria e pesagem dos 30 frutos selecionados em campo. Os dados coletados em campo serão tabulados e organizados em planilhas do Excel. A relação entre a produção real, as notas dos avaliadores e o tamanho dos cachos será realizada por meio de regressão linear. A variação na produção entre urucurizeiros será analisada por meio de análise de agrupamento, utilizando a distância euclidiana simples como método de ligação. Para a confecção do mapa de localização exata dos urucurizeiros adultos e produtivos, assim como, para o cálculo da área ocupada por estes indivíduos será utilizado o software Arc View..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Adelson Rocha Dantas - Integrante / Marcelino Carneiro Guedes - Integrante / Gabrielly Guabiraba Ribeiro - Integrante / Ana Claudia Lira Guedes - Coordenador / Maurinete Lima Fialho - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1
2011 - 2011
Fenologia de Andirobeiras e Caracterização Morfologica de Frutos, Sementes e Plântulas de Espécies Florestais do Estuário Amazônico
Descrição: O projeto tem como objetivo ampliar o conhecimento ecológico sobre espécies florestais da várzea amapaense, contribuindo com a identificação da regeneração dessas espécies em levantamentos florísticos e em banco de sementes, facilitando também o trabalho de coleta de sementes.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Como manejar a regeneração natural de castanheira do brasil para promover a expansão e adensamento dos castanhais na Amazônia?

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marcelino Carneiro Guedes em 04/09/2012.
Descrição: A semente da castanha da Amazônia (Bertholletia excelsa) é um dos produtos florestais não madeireiros mais importantes para a região Norte do Brasil. O extrativismo da castanha é a atividade econômica de maior rentabilidade para comunidades tradicionais na Amazônia, inclusive no Amapá e na Reserva Extrativista (Resex) do rio Cajari, área proposta para realização deste trabalho. Existem vários estudos em castanheiras em áreas utilizadas para produção agropecuária e em processo de sucessão secundária. A abundante regeneração natural encontrada em áreas de agricultura itinerante da RESEX Cajari, a importância da agricultura pra os agroextrativistas da região e a necessidade de construir um novo paradigma de que os castanhais podem ser beneficiados com a prática da agricultura itinerante, orientaram a concepção e elaboração dessa proposta. Outra questão orientadora é a necessidade de avaliar a demografia e dinâmica das regenerações das castanheiras como forma de verificar a sustentabilidade ecológica da atividade diferentes regiões da Amazônia brasileira e sul americana sobre a espécie. No entanto, pouco se sabe sobre a regeneração natural da castanheira em áreas antropizadas. Poucos estudos focaram a regeneração de.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2014
Ecologia e manejo florestal para uso múltiplo de várzeas do estuário amazônico (Florestam)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marcelino Carneiro Guedes em 23/09/2015.
Descrição: As várzeas do estuário amazônico são sistemas ecológicos de alta complexidade e pouco estudados. Isso se deve, principalmente, à dinâmica imposta por pulsos diários de inundação a que estão sujeitas estas superfícies de deposição e pela dificuldade de avaliação de processos sujeitos à dinâmica tão intensa. Pouco se sabe sobre o funcionamento desse ecossistema e sobre a forma de manejá-lo. Além da complexidade natural e da lacuna de conhecimentos, as florestas da região do estudo foram muito exploradas nas últimas décadas e submetidas há intenso histórico de renovação promovido pela abertura de clareiras com a colheita de árvores e com a queda natural devido a força do rio. As Unidades da Embrapa que se situam na região da foz do rio Amazonas - a Embrapa Amapá e Amazônia Oriental - devem contribuir para minimizar esse problema. Para atender essa demanda foi construída a presente proposta com o objetivo geral de conhecer a ecologia, o funcionamento, a forma de uso pelos ribeirinhos, os estoques de madeira e produtos não madeireiros de várzeas do estuário amazônico, como forma de subsidiar o desenvolvimento de técnicas silviculturais, de manejo e monitoramento da sustentabilidade da produção florestal nesse ecossistema. O projeto está organizado em 6 planos de ação (PAs) e 43 atividades. No PA1 prevê-se a gestão do projeto. O PA2 tem o propósito de buscar o conhecimento acerca da dinâmica das comunidades arbóreas e sobre os fatores que determinam a organização e o funcionamento das florestas de várzea. Nas mesmas unidades amostrais serão medidos parâmetros relacionados com os pulsos de inundação e sedimentação, estrutura da paisagem das várzeas, solos, luz e vegetação. No PA3, o objetivo é analisar aspectos da autoecologia e do uso das principais espécies de importância econômica. Será avaliada a fenologia reprodutiva, dispersão e predação de sementes, estrutura e dinâmica das populações, aspectos tecnológicos e relacionados às taxas de crescimento e capacidade produtiva..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Adelson Rocha Dantas - Integrante / Marcelino Carneiro Guedes - Coordenador.
2009 - 2010
Fenologia de Andirobeiras (Carapa sp.) na APA da Fazendinha, Macapá-AP
Descrição: O projeto visa ampliar o conhecimento ecológico sobre as andirobeiras da APA da Fazendinha para subsidiar o Plano de Manejo, bem como a coleta de sementes na área..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Adelson Rocha Dantas - Coordenador / Ana Cláudia Silva de Lira - Integrante / Wegliane Campelo da Silva - Integrante / Marcelino Carneiro Guedes - Integrante.
Número de produções C, T & A: 4


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Biota Amazônia
2015 - Atual
Periódico: Revista de Biologia Tropical
2015 - Atual
Periódico: Revista Nativa
2016 - Atual
Periódico: Revista de Ciências Agrárias / Amazonian Journal of Agricultural and Enviro
2016 - Atual
Periódico: Nucleus (Ituverava. Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Ciência da Madeira
2016 - Atual
Periódico: CERNE (UFLA)
2016 - Atual
Periódico: Holos (Natal. Online)
2016 - Atual
Periódico: Revista de Biologia Neotropical
2017 - Atual
Periódico: Ecología Austral (En línea)
2017 - Atual
Periódico: REVISTA VERDE DE AGROECOLOGIA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
2017 - Atual
Periódico: THE OPEN ECOLOGY JOURNAL
2017 - Atual
Periódico: Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (Embrapa Amapá)
2018 - Atual
Periódico: Holos Environment (Online)
2018 - Atual
Periódico: Forest Systems


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia de Ecossistemas.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Manejo Florestal.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Populacional.
4.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Conservação da Biodiversidade.
5.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal / Subárea: Ecologia Florestal.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2012
Aprovado no Mestrado em Ecologia, Universidad Autónoma de Madrid (Espanha).


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:2
Total de citações:1
Fator H:1
DANTAS, A. R.  Data: 14/12/2013

SciELO
Total de trabalhos:1
Total de citações:1
Adelson R Dantas  Data: 31/03/2014

SCOPUS
Total de trabalhos:2
Total de citações:1
Dantas, A. R.  Data: 30/01/2017

Outras
Total de trabalhos:6
Total de citações:1
DANTAS, A. R.  Data: 16/02/2012

Artigos completos publicados em periódicos

1.
DANTAS, Adelson Rocha2018DANTAS, Adelson Rocha; MARANGON, LUIZ CARLOS ; GUEDES, MARCELINO CARNEIRO ; FELICIANO, ANA LÍCIA PATRIOTA ; LIRA-GUEDES, ANA CLAUDIA . SPATIAL DISTRIBUTION OF A POPULATION OF Pentaclethra macroloba (Willd.) KUNTZE IN A FLOODPLAIN FOREST OF THE AMAZON ESTUARY1. Revista Árvore (on-line), v. 41, p. 1-11, 2018.

2.
DANTAS, A. R.2016 DANTAS, A. R.; GOMES, E. M. C. ; PINHEIRO, A. P. . Diagnóstico florístico da praça Floriano Peixoto na cidade de Macapá, Amapá. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v. 11, p. 32-46, 2016.

3.
DANTAS, ADELSON R.2016 DANTAS, ADELSON R.; LIRA-GUEDES, ANA C. ; MUSTIN, KAREN ; APARÍCIO, WEGLIANE C. S. ; GUEDES, MARCELINO C. . Phenology of the multi-use tree species Carapa guianensis in a floodplain forest of the Amazon Estuary. ACTA BOTANICA BRASILICA, v. 30, p. 618-627, 2016.

4.
DANTAS, A. R.2014 DANTAS, A. R.; RIBEIRO, G. G. ; GUEDES, A. C. L. ; GUEDES, M. C. . Produção de Frutos de Urucurizeiros, Attalea excelsa Mart. (Arecaceae), em Floresta de Várzea no Estuário do Rio Amazonas. Biota Amazônia, v. 4, p. 108-114, 2014.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
DANTAS, A. R.; LIRA, A. C. S. ; GUEDES, M. C. ; APÁRICIO, W. C. S. . CharacterIzation of phenological fhases of a crabwood population (Carapa spp.) in the Amazon Estuary floodplain forest. Informativo ABRATES, Londrina, p. 270 - 270, 13 dez. 2011.

2.
LEMOS, R. A. ; DANTAS, A. R. ; DANTAS, A. R. ; FILHO, R. P. L. ; DAMASCENO, L. F. . Biometric analysis of fruits and seeds of buriti (Mauritia flexuosa L.) in an area of lowland in Municipality of Mazagão Amapá, Brazil. Informativo ABRATES, Londrina, p. 300 - 300, 13 dez. 2011.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ISLA, C. L. S. ; DANTAS, A. R. ; GUEDES, M. C. ; LIRA-GUEDES, ANA CLAUDIA ; EULER, A. M. C. . Estrutura e distribuição espacial de uma população Carapa guianensis Alblet em floresta de várzea do Estuário Amazônico. In: II Congresso Florestal Latino-Americano, 2018, Espírio Santo. VII Congresso Florestal Latino-Americano. Espírito Santo: Even3, 2018. v. 1. p. 1-1.

2.
MACIEL, J. P. F. ; DANTAS, A. R. ; GUABIRABA, I. R. ; EULER, A. M. C. . Plano de Manejo Florestal Comunitário da APA da Fazendinha para produção de sementes de pracaxi e de andiroba. In: III Jornada Científica da Embrapa Amapá, 2017, Macapá. III Jornada Científica da Embrapa Amapá. Macapá: Embrapa, 2017. v. 1. p. 44-44.

3.
DANTAS, A. R.; MARANGON, L. C. ; GUEDES, M. C. ; FELICIANO, A. L. P. ; LIRA-GUEDES, A. C. . Dinâmica populacional de pracaxizeiros em floresta de várzea estuarina do rio Amazonas. In: VIII ENCONTRO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE TROPICAL, 2017, Macapá. VIII ENCONTRO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE TROPICAL Conservação x Desenvolvimento: Discutindo sustentabilidade na Amazônia. Macapá: UNIFAP, 2017. v. 1. p. 1-1.

4.
RIBEIRO, G. G. ; GUEDES, M. C. ; COSTA, J. B. P. ; DANTAS, A. R. . Morfologia de frutos, sementes e plântula de Maúba (Licaria mahuba (A. Samp.) Kosterm.? Lauraceae), espécie arbórea da floresta de várzea do estuário amazônico. In: 1º Congresso Brasileiro de Áreas Úmidas, 2012, Cuíaba. 1º Congresso Brasileiro de Áreas Úmidas. Cuíaba, 2012. p. 124-125.

5.
DANTAS, A. R.; LIRA, A. C. S. ; GUEDES, M. C. ; APÁRICIO, W. C. S. . Characterization of Phenological Phases of a Crabwood Population (Carapa Spp.) in the Amazon Estuary Floodplain Forest. In: 10th Conference of the International Society for Seed Science, 2011, Costa do Sauípe. 10th Conference of the International Society for Seed Science. Londrina: Informativo ABRATES, 2011. v. 21. p. 270-270.

6.
LEMOS, R. A. ; DANTAS, A. R. ; FILHO, R. P. L. ; DAMASCENO, L. F. . Biometric Analysis of Fruits and Seeds of Buriti (Mauritia flexousa L.) in an Area fo Lowland in Municipality of Mazagão - Amapá, Brazil. In: 10th Conference of the International Society for Seed Science, 2011, Costa do Sauípe. 10th Conference of the International Society for Seed Science. Londrina: Informativo ABRATES, 2011. v. 21. p. 300-300.

7.
DANTAS, A. R.; LEMOS, L. M. ; GUEDES, M. C. . Caracterização Morfológica dos Estágios de germinação e de plântula de Virola Surinamensis (Rol. Ex Rottb.) Warb. (Myristicaceae). In: I Jornada Botânica Integrando Academia e Sociedade, 2011, Viçosa. I Jornada Botânica: Livros de Resumo. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 2011. v. 1. p. 28-28.

8.
DANTAS, A. R.; LEMOS, L. M. ; GUEDES, M. C. . Descrição Morfológica da Germinação e de Plântulas de Carapa Guianensis Aubl. (Meliaceae). In: I Jornada Botânica: Integrando Academia e Sociedade, 2011, Viçosa. I Jornada Botânica: Livros de Resumo. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 2011. v. 1. p. 29-29.

9.
DANTAS, A. R.; GUEDES, M. C. ; LIRA, A. C. S. . Descrição Morfológica da Germinação e Crescimento de Plântula de Manilkara huberi (Duche) Chevalier (Sapotaceae). In: 2º Congresso Amapaense de Iniciação Científica, VI Mostra de TCC´s e 2º Exposição de Pesquisa Científica, 2011, Macapá. 2º Congresso Amapaense de Iniciação Científica, VI Mostra de TCC´s e 2º Exposição de Pesquisa Científica. Macapá: Universidade do Estado do Amapá, 2011. v. 2. p. 38-38.

10.
DANTAS, A. R.; LIRA, A. C. S. ; SILVA, W. C. ; GUEDES, M. C. . Fenologia de andirobeiras Carapa sp. na APA da Fazendinha, Macapá-AP. In: 1º Congresso Amapaense de Iniciação Científica da UEAP, UNIFAP, IEPA e Embrapa Amapá, 5º amostra de TCC's e 1º Exposição de Pesquisa Científica, 2010, Macapá. Livros de Resumos do 1º Congresso Amapaense de Iniciação Científica da UEAP, UNIFAP, IEPA e Embrapa Amapá, 5º amostra de TCC's e 1º Exposição de Pesquisa Científica. Macapá: UNIFAP, 2010. v. 1. p. 38-38.

Apresentações de Trabalho
1.
LEMOS, R. A. ; DANTAS, A. R. ; DANTAS, A. R. ; FILHO, R. P. L. ; DAMASCENO, L. F. . Biometric analysis of fruits and seeds of buriti (Mauritia flexuosa L.) in area of lowland in municipality of Mazagão - Amapá, Brazil. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
DANTAS, A. R.; GUEDES, M. C. ; LIRA, A. C. S. . Descrição Morfológica da Germinação e Crescimento de Plântula de Manilkara Huberi (Ducke) Chevalier (Sapotaceae). 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
DANTAS, A. R.; LIRA, A. C. S. ; GUEDES, M. C. ; APÁRICIO, W. C. S. . CharacterIzation of phenological phases of a crabwood population (Carapa spp.) in yhe Amazon Estuary floodplain forest. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
DANTAS, A. R.; LIRA, A. C. S. ; SILVA, W. C. ; GUEDES, M. C. . Fenologia de andirobeiras (Carapa sp.) na APA da Fazendinha, Macapá-AP. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
DANTAS, A. R.; MARANGON, L. C. ; GUEDES, M. C. . Dinâmica e distribuição espacial de Pentaclethra macroloba (Willd.) Kuntze (Fabaceae) em floresta de várzea do estuário amazônico. Recife: UFRPE, 2015 (Dissertação (Mestrado em Ciências Florestis)).

2.
DANTAS, A. R.; LIRA, A. C. S. ; GUEDES, M. C. ; APÁRICIO, W. C. S. . Fenologia de andirobeiras (Carapa Spp.) em Floresta de Várzea do Estuário Amazônico. Macapá: UEAP, 2011 (Monografia/Bacharelado em Engenharia Florestal).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Nativa (ISSN 2318-7670) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

2.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

3.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Holos (ISSN 1807-1600) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

4.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Ciência da Madeira/Brazilian Journal of Wood Science. 2017.

5.
DANTAS, ADELSON R.. Consultor Ad Hoc da Ecología Austral (ISSN en línea: 0327-5477; impresa 1667-782X (español); 1667-7838 (inglés)) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

6.
DANTAS, ADELSON R.. Consultor Ad Hoc da Revista Nativa (ISSN 2318-7670) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

7.
DANTAS, ADELSON R.. Consultor Ad Hoc da Revista Nucleus (Print ISSN 1678-6602; ISSN on-line 1982-2278) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

8.
DANTAS, ADELSON R.. Consultor Ad Hoc da REVISTA VERDE DE AGROECOLOGIA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ISSN 1981-8203) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

9.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da The Open Ecology Journal (ISSN: 1874-2130) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

10.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da The Open Ecology Journal (ISSN: 1874-2130) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

11.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da The Open Ecology Journal (ISSN: 1874-2130) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

12.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Nativa (ISSN 2318-7670) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

13.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Nativa (ISSN 2318-7670) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

14.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Ecología Austral (ISSN en línea: 0327-5477; impresa 1667-782X (español); 1667-7838 (inglés)) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

15.
DANTAS, Adelson Rocha. Consultor Ad Hoc da REVISTA VERDE DE AGROECOLOGIA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ISSN 1981-8203) - Parecer em um artigo submetido. 2017.

16.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc do Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento Embrapa Amapá- Parecer em um artigo submetido. 2017.

17.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Nativa (ISSN 2318-7670) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

18.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Nucleus (Print ISSN 1678-6602; ISSN on-line 1982-2278) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

19.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista de Ciências Agrárias/Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences (ISSN 2177-8760) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

20.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

21.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Ciência da Madeira/Brazilian Journal of Wood Science. 2016.

22.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista CERNE (ISSN 2317-6342) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

23.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Holos (ISSN 1807-1600) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

24.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

25.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista de Biologia Neotropical (ISSN VERSÃO IMPRESSA: 1807-9652 - VERSÃO ON LINE: 2178-0579) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

26.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da Revista Ciência da Madeira/Brazilian Journal of Wood Science. 2016. 2016.

27.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

28.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da 'International Journal of Tropical Biology and Conservation', Revista de Biología Tropical da Universidad de Costa Rica (ISSN 2215-2075) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

29.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista CERNE (ISSN 2317-6342) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

30.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Holos (ISSN 1807-1600) - Parecer em um artigo submetido. 2016.

31.
DANTAS, A. R.; DANTAS, A. R. . Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2015.

32.
DANTAS, A. R.; DANTAS, A. R. . Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2015.

33.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2015.

34.
DANTAS, A. R.. Cunsultor Ad Hoc da Revista Biota Amazônia (ISSN 2179-5746) - Parecer em um artigo submetido. 2015.

35.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da 'International Journal of Tropical Biology and Conservation', Revista de Biología Tropical da Universidad de Costa Rica (ISSN 2215-2075) - Parecer em um artigo submetido. 2015.

36.
DANTAS, A. R.. Consultor Ad Hoc da 'International Journal of Tropical Biology and Conservation', Revista de Biología Tropical da Universidad de Costa Rica (ISSN 2215-2075) - Parecer em um artigo submetido. 2015.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
DANTAS, A. R.; LIRA, A. C. S. ; SILVA, W. C. ; GUEDES, M. C. . Fenologia de Andirobeiras (Carapa sp.) na APA da Fazendinha, Macapá-AP. 2010. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
LIRA-GUEDES, A. C.; DANTAS, A. R.; MEDEIROS, M. M.. Participação em banca de Kézia Pereira da Silva.Monitoramento fenológico e da produção de sementes de andiroeiras em floresta de várzea do estuário amazônico. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade do Estado do Amapá.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VII Simpósuo Brasileiro de Pós-Graduaçao em Ciências Florestais. 2014. (Simpósio).

2.
10th Conference of the International Society for Seed Science.CHARACTERIZATION OF PHENOLOGICAL PHASES OF A CRABWOOD POPULATION (Carapa spp.) IN THE AMAZON ESTUARY FLOODPLAIN FOREST. 2011. (Outra).

3.
III Encontro do Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Tropical. 2011. (Encontro).

4.
I Jornada Botânica: Integrando Academia e Sociedade. 2011. (Outra).

5.
1º CONGRESSO AMAPAENSE DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UEAP, UNIFAP, IEPA e EMBRAPA, 5a MOSTRA DE TCC?s e 1ª EXPOSIÇÃO DE PESQUISA CIENTÍFICA. Fenologia de andirobeiras (Carapa sp.) na APA da Fazendinha, Macapá-AP. 2010. (Congresso).

6.
Ciclo de palestras do curso de engenharia florestal. 2010. (Outra).

7.
Empreendedor Individual. 2010. (Outra).

8.
II Congresso Internacional da Biodiversidade do Escudo Guiânes. 2010. (Congresso).

9.
III Simpósio Amazônia: Desenvolvimento Sustentável e Mudanças Climáticas. 2009. (Simpósio).

10.
Semana da Água e Festa Anual da Árvore. 2009. (Seminário).

11.
12ª Reunião Climática do Estado do Amapá. 2008. (Outra).

12.
Propriedade Intelectual como Instrumento estratégico para o desenvolvimento industrial e tecnológico. 2008. (Seminário).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Marcos José Monteiro Siqueira. Estrutura populacional de pracaxizeiros em floresta de várzea da APA da Fazendinha, Amapá. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Florestal) - Universidade do Estado do Amapá. (Orientador).



Outras informações relevantes


Aprovado no processo seletivo do Instituto Federal do Paraná, regido pelo Edital nº 04/2016, para cargo de Professor pesquisador I e II.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/10/2018 às 18:44:37