Jonas Eduardo Gallão

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2036937156228912
  • Última atualização do currículo em 04/01/2019


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Carlos (2009), Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais (UFSCar/2012) e Doutorado pelo programa de Biologia Comparada (USP/FFCLRP - Ribeirão Preto). Tem experiência na área de Ecologia e Conservação com ênfase em Fauna cavernícola e em Zoologia nas áreas de etologia e taxonomia de grupos recentes (Arachnida). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Jonas Eduardo Gallão
Nome em citações bibliográficas
GALLÃO, J. E.;GALLÃO, JONAS EDUARDO;GALLÃO, JONAS E.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de São Carlos, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UFSCAR, Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva.
Via Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676 / Laboratório de Estudos Subterrâneos - LES
Monjolinho
13565905 - São Carlos, SP - Brasil
Telefone: (16) 33518798
Fax: (16) 33518322
URL da Homepage: http://www.lesbio.ufscar.br/


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Doutorado em Biologia Comparada.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Distribuição e estrutura populacional dos escorpiões cavernicolas Troglorhopalurus translucidus e Troglohopalurus lacrau, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Maria Elina Bichuette.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Conservação; Troglóbio; Fauna Subterrânea; Zoologia de Invertebrados.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Taxonomia dos Grupos Recentes.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Fauna cavernícola.
2010 - 2012
Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Título: ESTADO DE CONSERVAÇÃO E DADOS DE DISTRIBUIÇÃO DA FAUNA TROGLÓBIA BRASILEIRA COM PROPOSTAS DE ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA PROTEÇÃO,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Maria Elina Bichuette.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Lista Fauna Ameaçada Cavernícola; Espeleobiologia; Zoologia; Conservação.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada / Especialidade: Manejo e Conservação de Fauna.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2005 - 2009
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Orientador: Maria Elina Bichuette.




Formação Complementar


2014 - 2014
Biogeografia - métodos, ilum. recíproca e padrões. (Carga horária: 6h).
Sociedade Brasileira de Zoologia, SBZ, Brasil.
2013 - 2013
Fund. teór. e prat. de Sistemática Filogenética. (Carga horária: 8h).
Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, FFCLRP, Brasil.
2012 - 2012
Bio. Divers. Taxo. e Curad. de Coleções de Aranhas. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Zoologia, SBZ, Brasil.
2009 - 2009
Modelagem matemática análise impactos ambientais. (Carga horária: 4h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2007 - 2007
Fixação carbono por reflorestamento de restauração. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2007 - 2007
Introdução ao sensoriamento remoto. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Monitor, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4
Outras informações
Monitoria do curso de ciências biológicas, no evento "Universidade Aberta".

Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 8
Outras informações
Bolsista treinamento do programa de apoio às atividades de graduação - subprograma "Treinamento de alunos de Graduação", no projeto intitulado "CURADORIA DA COLEÇÃO CIENTÍFICA DE VERTEBRADOS E INVERTEBRADOS DO LABORATÓRIO DE ESTUDOS SUBTERRÂNEOS DO DEPARTAMENTO DE ECOLOGIA E BIOLOGIA EVOLUTIVA - FORMAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS".

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Bolsa monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 8
Outras informações
Monitor da disciplina Vertebrados do Departamento de Ecologia e Biologia Evolutiva.



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Biodiversidad cavernicola del Peru y Colombia

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Elina Bichuette em 14/03/2018.
Descrição: Descrever a Biota Subterrânea do Peru e Colômbia, países com grandes lacunas no conhecimento da fauna subterrânea na região Neotropical..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / BICHUETTE, M. E. - Coordenador / Lília Senna-Horta - Integrante / Angelico Asenjo - Integrante.
2017 - Atual
Descrição de espécies troglóbias de Minas Gerais, Brasil

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Elina Bichuette em 14/03/2018.
Descrição: Estudos taxonômicos de diversos grupos ocorrentes em cavernas de Minas Gerais, com diagnoses claras e descrições de espécies, além da confecção de chaves de identificação para grupos (aracnídeos Opiliones, Palpigradi e Pseudoescorpiones; crustáceos isópodes; peixes Siluriformes; miriápodes Chilopoda e Diplopoda).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / BICHUETTE, M. E. - Coordenador / camile sorbo fernandes - Integrante / Diego Monteiro von Schimonsky - Integrante / Amazonas Chagas-Junior - Integrante / Jessica Scaglione Gallo - Integrante / Marcio Perez Bolfarini - Integrante.
Financiador(es): AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DE ITABIRITO - Auxílio financeiro.
2015 - Atual
Troglóbios Relictos Brasileiros: aplicação para conservação de cavidades da Serra do Ramalho (Bahia)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Elina Bichuette em 14/03/2018.
Descrição: apear e monitorar a fauna subterrânea da Serra do Ramalho com ênfase nos troglóbios relictos da área cárstica para proposta de uma Unidade de Conservação de Proteção Integral.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / BICHUETTE, M. E. - Coordenador / camile sorbo fernandes - Integrante / Lília Senna-Horta - Integrante / TRAJANO, ELEONORA - Integrante.
2014 - Atual
Lacunas no conhecimento da Biota Subterrânea Brasileira: Distinção Taxonômica e Singularidae em diferentes Litologias e Latitudes nos estados da Bahia, Piauí e Mato Grosso

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Elina Bichuette em 14/03/2018.
Descrição: Verificaremos se há influência das litologias e latitudes (relacionando-as com diferentes fitofisionomias ou mosaico destas) na biota subterrânea em três áreas brasileiras com lacunas para o conhecimento desta biota: Bahia e Piauí onde ocorrem vegetação de Caatinga (Central e Serra das Confusões no Piauí) ou transição entre Caatinga e Floresta Atlântica (Chapada Diamantina, na Bahia central) e vegetação de Cerrado e do Pantanal no estado do Mato Grosso (regiões de Cáceres, Nobres e Barra do Garças). Calcularemos a Distinção Taxonômica entre as cavernas das diferentes localidades; esta análise mensura as distâncias entre as espécies da comunidade e nunca foi aplicado para biota subterrânea, sendo uma medida de diversidade filogenética, mais robusta que índices de Diversidade α. Utilizaremos metodologias padronizadas de amostragem. Outro ponto focal do projeto é o de estudos morfológicos e taxonômicos de diversos grupos ocorrentes em cavernas do território nacional, com diagnoses claras, descrições de espécies e posicionamento em propostas de filogenia. Deste modo, o presente projeto, além de descrição da Biota nestas três grandes regiões e teste de nova metodologia para avaliação da sua fauna, oferecerá suporte para efetiva proteção destas cavernas/regiões/paisagens..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / BICHUETTE, M. E. - Coordenador / Alessandro Ponce de Leão Giupponi - Integrante / Diego Monteiro von Schimonsky - Integrante / Amazonas Chagas-Junior - Integrante / Abel Pérez-González - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - 2014
Diagnóstico Ambiental da Área de Influência e Ambientes Subterrâneos do Sistema Cárstico da Gruna da Tarimba (Mambaí-GO): Proposta Para a Delimitação de Unidade de Conservação de Proteção Integral
Descrição: O presente projeto busca contribuir para a conservação in situ da natureza, com ênfase nos ecossistemas subterrâneos. Notoriamente, tratam-se de ecossistemas frágeis e particulares, em função dos processos evolutivos aos quais estão sujeitos por conta do isolamento dos hábitats cavernícolas. A conservação das espécies subterrâneas depende intimamente da proteção das cavernas e seus respectivos sistemas cársticos, sem os quais, muitas das espécies adaptadas (troglóbios, troglófilos e trogloxenos obrigatórios) não sobrevivem. A Gruna da Tarimba, localizada no Município de Mambaí ? GO, é atualmente a 10º maior do país com mais de 10.000 metros de galerias conhecidas. Sua importância regional e nacional é evidente, por possuir morfologia marcante, com condutos meândricos, cursos dágua ativos e uma área de captação direta (projeção em superfície) com 2.800 metros em sentido norte ? sul e 780 metros em sentido leste - oeste (aprox. 2.184 km2). De acordo com o cadastramento e estudos feitos desde 2007 pela União Paulista de Espeleólogos (UPE) com a parceria do Grupo Espeleológico Goiano (GREGO), são conhecidas 4 cavernas que provavelmente fazem parte de sua rede de drenagem, as grutas das Dores I, II e II; e a Gruta Pasto de Vacas. Somando todos mapeamentos destas cavernas, o sistema cárstico da Tarimba atinge dimensões mínimas de 13.000 metros de condutos já mapeados. A fauna cavernícola da gruna da Tarimba ainda não foi pesquisada, embora outros estudos já tenham demonstrado a existência de fauna subterrânea troglóbia na região (e.g. Bichuette & Trajano, 2008). Os trabalhos de campo realizados pela UPE apontam preliminarmente para a existência de uma rica fauna na cavidade, composta por grilos, escorpiões, baratas, aranhas, morcegos e outros organismos, citando apenas os macroscópicos facilmente identificáveis. Em superfície, a região abriga um dos poucos remanescentes de cerrado de Goiás, em um cenário onde mais da metade dos municípios do Estado possuem menos de 19%.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) .

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / MONTEIRO NETO, D. - Integrante / Maria Elina Bichuette - Coordenador / pedro pereira rizzato - Integrante / Heros Augusto Lobo Santos - Integrante.
Financiador(es): Fundação O Boticário de Proteção à Natureza - Auxílio financeiro.
2011 - Atual
Influência das Litologias nos Padrões Faunísticos Subterrâneos

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Elina Bichuette em 14/03/2018.
Descrição: A principal pergunta do projeto a longo prazo é verificar se há influência das litologias em padrões faunísticos subterrâneos em diferentes áreas brasileiras, contemplando regiões de fisionomias de cerrado, transição cerrado-caatinga, Caatinga e Floresta Atlântica. As cavernas encontram-se sob forte ameaça de destruição devido à legislação (DECRETO FEDERAL 6640), a qual flexibiliza seu uso para fins de produção mineral e energético.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / BICHUETTE, M. E. - Coordenador / camile sorbo fernandes - Integrante / Diego Monteiro von Schimonsky - Integrante / Tamires Zepon - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2016
As áreas cársticas de São Desidério, Serra do Ramalho (sudoeste da Bahia) e São Domingos (nordeste de Goiás) representam hot spots de biodiversidade? Análise das comunidades cavernícolas e critérios para sua proteção

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Maria Elina Bichuette em 06/08/2012.
Descrição: O ambiente subterrâneo comporta uma fauna de alta originalidade, caracterizada por uma moderada diversidade específica e uma extrema riqueza em táxons endêmicos e filogeneticamente isolados. O Brasil oferece um grande potencial de interesse científico na área da biologia subterrânea, com importantes desdobramentos para a conservação destes frágeis ecossistemas. O presente projeto visa comparar detalhadamente a biodiversidade subterrânea de ambientes terrestres e aquáticos em três áreas cársticas brasileiras - São Desidério e Serra do Ramalho (sudoeste da Bahia) e São Domingos (nordeste de Goiás), com interesse especial na questão da relevância versus visibilidade (conspicuidade) da fauna, realizando, para este fim, amostragens da fauna intersticial. As três regiões propostas representam áreas ricas em cavernas, com grandes extensões de calcário, extremamente promissoras do ponto vista biológico, sendo que pesquisas prévias indicaram uma riqueza elevada de espécies subterrâneas, possivelmente representando hot spots ("pontos quentes") de diversidade biológica. Existem problemas em relação à proteção legal existente em cada uma destas áreas: a região de São Domingos (nordeste de Goiás) possui um Parque criado há cerca de 13 anos (PETER), mas sem nenhuma proposta de Plano de Manejo e um fluxo turístico elevado e, a região de São Desidério e Serra do Ramalho (sudoeste Baiano) não possuem nenhum tipo de proteção legal. Ainda, o sudoeste Baiano representa a região mais ameaçada das três aqui focadas, sendo a fronteira agrícola brasileira mais recente, sofrendo grandes desmatamentos de sua vegetação original, constituída pelo Cerrado e Caatinga (culturas de algodão, milho e soja). O projeto terá duração de dois anos, compreendendo 20 meses de estudo de campo em cada uma das três regiões a serem investigadas, quando a fauna aquática e terrestre será monitorada em cavernas selecionadas...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / MONTEIRO NETO, D. - Integrante / BICHUETTE, M. E. - Coordenador / Luiza Bertelli Simões - Integrante / pedro pereira rizzato - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Estado de conservação e dados de distribuição da fauna troglóbia brasileira com propostas de áreas prioritárias para proteção
Descrição: O presente projeto visa avaliar os táxons subterrâneos brasileiros ameaçados de extinção, buscando consolidar informações sobre a sistemática, biogeografia, ecologia (de comunidades e populações), status de conservação e quantificação das ameaças com a inserção das espécies em mapas de distribuição de áreas prioritárias para conservação propostas pelo ICMBIO, estabelecendo tamanhos mínimos de áreas para criação de unidades de conservação nos locais mais ameaçados. As informações obtidas para cada táxon serão compiladas e disponibilizadas em fichas de avaliação, seguindo-se os critérios propostos pela IUCN (International Union for the Conservation of Nature). Por fim, alguns táxons (constantes ou não na Lista da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção - IBAMA, 2005) serão objetos de estudos detalhados, determinando-se a distribuição espacial, densidades populacionais e suas relações ecológicas (e.g., presa/predador, fontes de alimento)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Jonas Eduardo Gallão - Integrante / Maria Elina Bichuette - Coordenador.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.


Revisor de periódico


2014 - Atual
Periódico: Espeleo-Tema (São Paulo)


Revisor de projeto de fomento


2018 - 2018
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Fauna cavernícola.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia Aplicada/Especialidade: Manejo e Conservação de Fauna.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2016
3rd place - I Speleo Photo Contest (macro), GPME.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BICHUETTE, MARIA ELINA2019BICHUETTE, MARIA ELINA ; SIMÕES, LUIZA BERTELLI ; ZEPON, TAMIRES ; VON SCHIMONSKY, DIEGO MONTEIRO ; GALLÃO, JONAS EDUARDO . Richness and taxonomic distinctness of cave invertebrates from the northeastern state of Goiás, central Brazil: a vulnerable and singular area. SUBTERRANEAN BIOLOGY, v. 29, p. 1-33, 2019.

2.
GALLÃO, J. E.2018GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M.E. . Brazilian obligatory subterranean fauna and threats to the hypogean environment. ZOOKEYS (ONLINE), v. 746, p. 1-23, 2018.

3.
BERTANI, ROGÉRIO2018BERTANI, ROGÉRIO ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; BICHUETTE, MARIA E. . Four new troglophilic species of Loxosceles Heinecken & Lowe, 1832: contributions to the knowledge of recluse spiders from Brazilian caves (Araneae, Sicariidae). ZOOKEYS (ONLINE), v. 806, p. 47-72, 2018.

4.
BICHUETTE, M.E.2017BICHUETTE, M.E. ; NASCIMENTO, A. R. ; SCHIMONSKY, D. M. V. ; GALLÃO, JONAS EDUARDO ; RESENDE, L. P. A. ; ZEPON, T. . Terrestrial fauna of the largest granitic cave from Southern Hemisphere, southeastern Brazil: A neglected habitat. NEOTROPICAL BIOLOGYAND CONSERVATION, v. 12, p. 75, 2017.

5.
MARTINS, A. L.2016MARTINS, A. L. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. ; SANTOS, E. F. . The first record of Notocyphus tyrannicus Smith, (Hymenoptera: Pompilidae) as parasitoid of Acanthoscurria Ausserer, 1871 (Teraphosidae: Teraphosinae). Brazilian Journal of Biology (Online), v. 76, p. 806-807, 2016.

6.
TRAJANO, ELEONORA2016TRAJANO, ELEONORA ; GALLÃO, JONAS EDUARDO ; BICHUETTE, MARIA ELINA . Spots of high diversity of troglobites in Brazil: the challenge of measuring subterranean diversity. Biodiversity and Conservation (Dordrecht. Online), v. 25, p. 1805-1828, 2016.

7.
GALLÃO, J. E.2016 GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M. E. . On the enigmatic troglobitic scorpion Troglorhopalurus translucidus: distribution, description of adult females, life history and comments on Rhopalurus lacrau (Scorpiones: Buthidae). Zoologia (Curitiba. Online), v. 33, p. 1, 2016.

8.
GALLÃO, J. E.;GALLÃO, JONAS EDUARDO;GALLÃO, JONAS E.2015 GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M.E. . Taxonomic distinctness and conservation of a new high biodiversity subterranean area in Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciências (Impresso), v. 87, p. 209-217, 2015.

9.
GALLÃO, J. E.;GALLÃO, JONAS EDUARDO;GALLÃO, JONAS E.2015GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M.E. ; Giupponi, A. P. L. .

First record of Stenochrus portoricensis Chamberlin, 1922 (Arachnida: Schizomida: Hubbardiidae) for caves in Brazil: evidence for a troglophile status of an exotic species

. Check List (São Paulo. Online), v. 11, p. 1546, 2015.

10.
BICHUETTE, M. E.2015BICHUETTE, M. E. ; SIMÕES, L. B. ; SCHIMONSKY, D. M. V. ; GALLÃO, J. E. . The effectiveness of quadrat sampling method on terrestrial cave fauna surveys - a case study in a Neotropical cave. Acta Scientiarum. Biological Sciences (Online), v. 37, p. 345-351, 2015.

11.
MONTE, B. G. O.2015MONTE, B. G. O. ; GALLÃO, J. E. ; SCHIMONSKY, D. M. V. ; BICHUETTE, M. E. . New records of two endemic troglobitic and threatened arachnids (Amblypygi and Opiliones) from limestone caves of Minas Gerais state, southeast Brazil. Biodiversity Data Journal, v. 3, p. e5260, 2015.

12.
GALLÃO, J. E.;GALLÃO, JONAS EDUARDO;GALLÃO, JONAS E.2012GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M. E. . A Lista de Fauna Ameaçada de Extinção e os Entraves para a Inclusão de Espécies   o Exemplo dos Peixes Troglóbios Brasileiros. Natureza & Conservação, v. 10, p. 83-87, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. . Coarazuphium bezerra Gnaspini, Vanin & Godoy, 1998. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 220-222.

2.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. . Coarazuphium cessaima Gnaspini, Vanin & Godoy, 1998. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 224-225.

3.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. . Schizogenius ocellatus Whitehead, 1972. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 236-238.

4.
Giupponi, A. P. L. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. . Charinus acaraje Pinto-da-Rocha, Machado & Weygoldt, 2002. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 471-472.

5.
Giupponi, A. P. L. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. . Charinus eleonorae Baptista & Giupponi, 2003. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 475-477.

6.
Giupponi, A. P. L. ; GALLÃO, J. E. . Charinus potiguar Vasconcelos, Giupponi & Ferreira, 2013. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 477-478.

7.
Giupponi, A. P. L. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. ; REGO, F. N. A. A. . Charinus troglobius Baptista & Giupponi, 2002. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 479-481.

8.
Brescovit, A. D. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M.E. . Isoctenus corymbus Polotow, Brescovit & Pellegatti-Franco, 2005. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 485-486.

9.
Brescovit, A. D. ; BICHUETTE, M.E. ; GALLÃO, J. E. ; LUCAS, S. M. . Tmesiphantes hypogeus Bertani, Bichuette & Pedroso, 2013. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 511-512.

10.
HARA, M. R. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. . Spinopilar moria Kury & Pérez-González, 2008. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 521-522.

11.
HARA, M. R. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. ; REGO, F. N. A. A. . Spaeleoleptes spaeleus (H. Soares, 1966). Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 523-524.

12.
HARA, M. R. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. . Eusarcus elinae Kury, 2008. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 525-526.

13.
HARA, M. R. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. ; REGO, F. N. A. A. . Giupponia chagasi Pérez & Kury, 2002. Giupponia chagasi Pérez & Kury, 2002. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 527-528.

14.
HARA, M. R. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. . Iandumoema setimapocu Hara & Pinto-da-Rocha, 2008. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 529-531.

15.
HARA, M. R. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. ; REGO, F. N. A. A. . Iandumoema uai Pinto-da-Rocha, 1996. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 531-533.

16.
HARA, M. R. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. ; REGO, F. N. A. A. . Pachylospeleus strinatii ?ilhavý, 1974. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 533-535.

17.
SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, J. E. . Eukoenenia potiguar Ferreira, Souza, Machado & Brescovit, 2011. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 537-539.

18.
SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, J. E. . Eukoenenia sagarana Souza & Ferreira, 2012. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 539-540.

19.
SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, J. E. . Eukoenenia spelunca Souza & Ferreira, 2011. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.: , 2018, v. 7, p. 541-542.

20.
SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, J. E. . Eukoenenia virgemdalapa Souza & Ferreira, 2012. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.: , 2018, v. 7, p. 543-545.

21.
SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, J. E. . Leptokoenenia pelada Souza & Ferreira, 2013. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 545-546.

22.
SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, J. E. . Leptokoenenia thalassophobica Souza & Ferreira, 2013. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 547-548.

23.
BICHUETTE, M. E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. . Spelaeobochica allodentatus Mahnert, 2001. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 549-550.

24.
BICHUETTE, M.E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. . Spelaeobochica iuiu Ratton, Mahnert & Ferreira, 2012. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 551-553.

25.
BICHUETTE, M.E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. . Spelaeobochica muchmorei Andrade & Mahnert, 2003. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 553-554.

26.
BICHUETTE, M.E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. ; REGO, F. N. A. A. . Maxchernes iporangae Mahnert & Andrade, 1998. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 555-557.

27.
BICHUETTE, M.E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. . Spelaeochernes gracilipalpus Mahnert, 2001. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 557-559.

28.
BICHUETTE, M.E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. . Pseudochthonius biseriatus Mahnert, 2001. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 559-561.

29.
BICHUETTE, M.E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. . Ideoroncus cavicola Mahnert, 2001. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 561-563.

30.
BICHUETTE, M.E. ; VON SCHIMONSKY, DIEGO M. ; GALLÃO, JONAS E. ; ANDRADE, R. . Progarypus nigrimanus Mahnert, 2001. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 563-564.

31.
SANTOS, A. J. ; SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, JONAS E. . Rowlandius ubajara Santos, Ferreira & Buzatto, 2013. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 565-567.

32.
PORTO, T. J. ; CARVALHO, L. S. ; GALLÃO, JONAS E. ; BICHUETTE, M.E. . Ananteris infuscata Lourenço, Giupponi & Leguin, 2013. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 567-568.

33.
GALLÃO, JONAS E.; PORTO, T. J. . Troglorhopalurus translucidus Lourenço, Baptista & Giupponi, 2004. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 571-573.

34.
SOUZA, M. F. V. R. ; GALLÃO, J. E. . Eukoenenia maquinensis Souza & Ferreira, 2010. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. 1ed.Brasilia: , 2018, v. 7, p. 535-537.

35.
BICHUETTE, M. E. ; Fonseca-Ferreira, R ; GALLÃO, J. E. . Biota Subterrânea Associada às Formações Ferríferas. In: Ruchkys, U. A; Travassos, L. E. P; Rasteiro, M. A; Faria L. E.. (Org.). Patrimônio Espeleológico em Formações Ferruginosas. 1ed.Campinas: Sociedade Brasileirade Espeleologia, 2015, v. , p. 174-191.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BICHUETTE, M. E. ; RANTIN, B. ; GALLÃO, J. E. ; SENNA-HORTA, L. . A fauna subterrânea da porção sul da Serra do Ramalho. O Carste, Belo Horizonte, p. 54 - 56, 05 nov. 2013.

2.
GALLÃO, J. E.; NASCIMENTO, A. R. ; Xavier, R. O. ; Rantin, B. ; MONTEIRO NETO, D. ; SIMÕES, L. B. ; SCHIAVONI, M. ; IGUAL, E. C. ; BICHUETTE, M. E. . Caracterização preliminar da fauna cavernícola da Gruta do Riacho Subterrâneo, Itu-SP. Teto Baixo, p. 07 - 09, 06 maio 2011.

3.
BICHUETTE, M. E. ; SECUTTI, S. ; GALLÃO, J. E. ; MONTEIRO NETO, D. . Biologia Subterrânea de Presidente Olegário-Minas Gerais: um estudo inicial. Teto Baixo, p. 30 - 32, 06 maio 2011.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. ; SCHIMONSKY, D. M. V. ; TRAJANO, E. . FAUNA AQUÁTICA SUBTERRÂNEA DA GRUTA DA TAPAGEM (PECD), UM ESTUDO NO TRECHO TURÍSTICO. In: Congresso Brasileiro de Espeleologia, 2015, Eldorado. 33º Congresso Brasileiro de Espeleologia. Campinas: Sociedade Brasileira de Espleologia, 2015. p. 103-108.

2.
SANTOS, H. A. L. ; BICHUETTE, M. E. ; HARDT, R. ; MARTINELLI, R. S. ; BRUNO FILHO, F. G. ; GALLÃO, J. E. ; FERNANDES, C. S. ; RIZZATO, P. P. ; SCHIMONSKY, D. M. V. ; CALVO, E. M. . CARACTERIZAÇÃO AMBIENTAL PRELIMINAR E PROPOSTA DE CONSERVAÇÃO DO SISTEMA CÁRSTICO DA GRUNA DA TARIMBA ? MAMBAÍ, GO. In: Congresso Brasileiro de Espeleologia, 2015, Eldorado. 33º Congresso Brasileiro de Espeleologia. Campinas: Sociedade Brasileira de Espeleologia, 2015. p. 281-290.

3.
BICHUETTE, M. E. ; MONTEIRO NETO, D. ; FERNANDES, C. S. ; GALLÃO, J. E. . Estudo Espeleobiológico do Sistema Cárstico João Rodrigues, São Desidério-BA. In: 32º Congresso Brasileiro de Espeleologia, 2013, Barreiras-BA. ANAIS do 32º Congresso Brasileiro de Espeleologia. Campinas: SBE, 2013. p. 95-98.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MONTEIRO NETO, D. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M. E. . Fauna de invertebrados aquáticos em cavernas do PETAR e PEI, area cárstica do Alto Ribeira, SP.. In: III Encontro Brasileiro de Estudos do Carste - Carste 2009, 2009, São Carlos. Carste 2009 - Livro de Resumos., 2009. p. 47-52.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SCHIMONSKY, D. M. V. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M.E. . Nova espécie do gênero Spelaeobochica Mahnert, 2001 (Pseudoscorpiones, Bochicidae) para cavernas brasileiras. In: XXXI Congresso Brasileiro de Zoologia, 2016, Cuiabá. Anais do XXXI Congresso Brasileiro de Zoologia. Curitiba: Sociedade Brasileira de Zoologia, 2016. p. 1019-1019.

2.
MONTEIRO NETO, D. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M.E. . A fauna de pseudoescorpiões cavernícolas de São Desidério, Bahia. In: XXX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2014, Porto Alegre. Anais do XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. Curitiba: Sociedade Brasileira de Zoologia, 2014. p. 1028-1028.

3.
BICHUETTE, M.E. ; SIMÕES, L. B. ; MONTEIRO NETO, D. ; GALLÃO, J. E. . A eficiência do método dos quadrados na amostragem de invertebrados terrestres: estudo de caso para a caverna Angélica, nordeste de Goiás. In: XXX COngresso Brasileiro de Zoologia, 2014, Porto Alegre. Anais do XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. Curitiba: Sociedade Brasileira de Zoologia, 2014. p. 1218-1218.

4.
GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M.E. ; RANTIN, B. ; SIMÕES, L. B. ; Giupponi, A. P. L. . New records of the brazilian cave scorpion Troglorhopalurus translucidus (Scorpiones: Buthidae), with habitat and behaviour informations. In: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2012, Salvador-BA. Anais do XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia. Curitiba-PR: Sociedade Brasileira de Zoologia, 2012.

5.
GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M.E. ; RANTIN, B. ; BERTANI, R. . The first troglobitic theraphosid, genus Tmesiphantes (Araneae, Theraphosidae, Theraphosinae) from Brazil. In: XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia, 2012, Salvador-BA. Anais do XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia. Curitiba-PR: Sociedade Brasileira de Zoologia, 2012.

6.
GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M. E. . A new hotspot for Brazilian subterranean fauna - the remarkable Igatu, a pseudokarstic region from Chapada Diamantina, northeastern Brazil, with a test of data repeatability. In: 21st International Conference on Subterranean Biology, 2012, Kosice. ICSB Abstract Book. Kosice: Equilibria, 2012. p. 48-48.

7.
BICHUETTE, M. E. ; ROCHA, A. D. ; FARIA, L. ; GALLÃO, J. E. . Cave fauna from iron caves of southeastern Brazil - first data. In: 21st International Conference on Subterranean Biology, 2012, Kosice. ICSB Abstract Book. Kosice: Equilibria, 2012. p. 28-28.

8.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. ; SCATOLINI, T. L. C. ; CARVALHO, E. L. B. ; PEDROSO, D. R. . A Fauna Subterrânea da região de Altamira, Pará. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia, 2010, Belém, PA. Anais do XXVIII Congresso Brasileiro de Zoologia. Curitiba, Paraná: Sociedade Brasileira de Zoologia, 2010. v. 1. p. 1646-1646.

Apresentações de Trabalho
1.
GALLÃO, J. E.; SCHIMONSKY, D. M. V. . Troglobitismo ou troglomorfismo? Considerações em aracnídeos neotropicais. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
GALLÃO, J. E.; BICHUETTE, M.E. . A paisagem como unidade na preservação de sistemas e aquíferos e sua ictiofauna: ameaças e perspectivas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
GALLÃO, J. E.. Conservação versus Economia: como proteger fauna subterrânea. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
Brescovit, A. D. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M.E. . Oficina de Avaliação do Estado de Conservação dos Aracnideos do Brasil. 2014.

2.
REIS, R. E. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M.E. . Avaliação do Estado de Conservação de Peixes Continentais do Brasil (eco-região do São Francisco e família Rivulidae). 2011.

Trabalhos técnicos
1.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. ; MONTEIRO NETO, D. ; RANTIN, B. . Criação da UC Nacional de São Desidério: subsídios da biologia subterrânea. 2011.

2.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. ; MONTEIRO NETO, D. ; TRAJANO, E. . Elaboração da lista de espécies da fauna brasileira ameaçada de extinção (Recorte Troglóbios). 2010.

3.
TRAJANO, E. ; BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. ; MONTEIRO NETO, D. ; SCATOLINI, T. L. C. ; FRANCO, F. F. . Plano de Manejo Espeleológico dos Parques Estaduais Turístico do Alto do Ribeira, Intervales e Jacupiranga, Estado de São Paulo.. 2009.


Demais tipos de produção técnica
1.
GALLÃO, J. E.. Espeleologia: Os Mistérios das Cavernas. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
GALLÃO, J. E.; MONTEIRO NETO, D. . Espeleobiologia - A Biota dos Habitats Subterrâneos e o Desafio de sua Conservação. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
GALLÃO, J. E.; FERNANDES, C. S. . Fauna Subterrânea. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
MONTEIRO NETO, D. ; GALLÃO, J. E. ; BICHUETTE, M.E. . Curso de formação de monitores ambientais - Bioespeleologia. 2010. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Doutorado
1.
FERNANDES, L. B. R.; GALLÃO, J. E.. Participação em banca de Willian Alexandre Ferreira Dias. Análise tomográfica das vias aéreas de Caipirasuchus paulistanus e Caipirasuchus montealtensis (Crocodyliformes, Sphagesauridae). 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
GROPPO, M.; TRINCA, C.; GALLÃO, J. E.. Participação em banca de Bruno Barreto de Souza. Metacomunidaes. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Comparada) - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BICHUETTE, M.E.; CHAHAD-EHLERS, S.; GALLÃO, J. E.. Participação em banca de Jéssica Lopes Tagliatela Navari.Análise dos padrões comportamentais (espontâneo e alimentar) de uma nova espécie troglófila de Charinus (Arachnida: Amblypygi: Charinidae) da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
BICHUETTE, M. E.; GALLÃO, J. E.. Participação em banca de Eletra de Souza.Padrões de Pigmentação e Redução Ocular em bagres Subterrâneos da Subfamília Copionodontinae (Siluriformes: Trichomycteridae). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.

3.
BICHUETTE, M.E.; FERNANDES, C. S.; GALLÃO, J. E.. Participação em banca de Nozomi Hattori.Fauna Subterrânea da Gruna do Enfurnado, Sudoeste da Bahia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
24 International Conference on Subterranean Biology.Population dynamics of two troglobitic Troglorhopalurus (Scorpiones: Buthidae) scorpions from Brazil. 2018. (Simpósio).

2.
XXXII Congresso Brasileiro de Zoologia. Distinção Taxonômica e lacunas de conhecimento para ambientes subterrâneos brasileiros - uma abordagem aplicada à conservação. 2018. (Congresso).

3.
XXXII Congresso Brasileiro de Zoologia. III Simpósio de Biologia Subterrânea - o que sabemos e o desafio da efetiva conservação de habitáts subterrâneos da América Latina. 2018. (Congresso).

4.
XXXII Congresso Brasileiro de Zoologia. Mapeando a fauna troglóbia do Brasil e as ameaças ao meio subterrâneo. 2018. (Congresso).

5.
XXXI Congresso Brasileiro de Zoologia. Troglobitismo ou troglomorfismo? Considerações em aracnídeos neotropicais. 2016. (Congresso).

6.
XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. A fauna de pseudoescorpiões cavernícolas de São Desidério, Bahia. 2014. (Congresso).

7.
XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. Biologia subterrânea ? o Impedimento Taxonômico e Proposta de Estratégias para Conservação de uma Diversidade Escondida. 2014. (Congresso).

8.
XXX Congresso Brasileiro de Zoologia. A eficiência do método dos quadrados na amostragem de invertebrados terrestres: estudo de caso para a caverna Angélica, nordeste de Goiás. 2014. (Congresso).

9.
6º Encontro de Biologia Comparada. 2013. (Encontro).

10.
Congresso Brasileiro de Espeleologia. Estudo Espeleobiológico do Sistema Cárstico João Rodrigues, São Desidério-BA. 2013. (Congresso).

11.
21st International Conference on Subterranean Biology.Cave fauna from iron caves of southeastern Brazil - first data.. 2012. (Encontro).

12.
21st International Conference on Subterranean Biology.A new hotspot for Brazilian subterranean fauna - the remarkable Igatu, a pseudokarstic region from Chapada Diamantina, northeastern Brazil, with a test of data repeatability.. 2012. (Encontro).

13.
XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia. The first troglobitic theraphosid, genus Tmesiphantes (Araneae, Theraphosidae, Theraphosinae) from Brazil.. 2012. (Congresso).

14.
XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia. New records of the brazilian cave scorpion Troglorhopalurus translucidus (Scorpiones: Buthidae), with habitat and behaviour informations.. 2012. (Congresso).

15.
III Encontro Brasileiro de Estudos do Carste - Carste 2009.Fauna de invertebrados aquáticos em cavernas do PETAR e PEI, area cárstica do Alto Ribeira, SP.. 2009. (Encontro).

16.
IV Encontro da Biologia Comparada. 2009. (Encontro).

17.
IX Congresso de Ecologia do Brasil. 2009. (Congresso).

18.
Jornada de Estudos Ambientais. 2007. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BICHUETTE, M. E. ; GALLÃO, J. E. . III Encontro Brasileiro de Estudos do Carste - Carste 2009.. 2009. (Outro).

2.
GALLÃO, J. E.. IV Semana da Biologia UFSCar. 2008. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Jéssica Lopes Tagliatela Navari. Análise dos padrões comportamentais (espontâneo e alimentar) de uma nova espécie troglófila de Charinus (Arachnida: Amblypygi: Charinidae) da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de São Carlos. Orientador: Jonas Eduardo Gallão.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/01/2019 às 23:11:14