Stefan Hubertus Dorner

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1598585798195673
  • Última atualização do currículo em 28/11/2018


É Doutor em Desenvolvimento Regional e Agronegócio pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Campus de Toledo, Mestre em Economia Empresarial pela Universidade Cândido Mendes, Rio de Janeiro e Graduado em Administração pela Universidade de Colônia na Alemanha (Universitaet zu Koeln). Atualmente é Professor Associado do IFMA (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão) na área de Agronegócio/Economia Rural. Atuação anterior em empresas privadas no setor de Agronegócios, Comércio Exterior e Logística (nacional e internacional). Experiência de docência em instituições de ensino superior (administração de empresa: logística, organização, marketing; economia: economia empresarial, macro e microeconomia). Atua em pesquisas de sistemas agroindustriais e cadeias produtivas do agronegócio. Domina quatro idiomas (português, espanhol, inglês e alemão) fluentemente. Possui nacionalidade brasileira e alemã. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Stefan Hubertus Dorner
Nome em citações bibliográficas
DORNER, S. H.;DÖRNER, STEFAN HUBERTUS

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal do Maranhão, Campus Pinheiro.
Estrada MA 006 S/N, km 04
Enseada
65200-000 - Pinheiro, MA - Brasil
URL da Homepage: www.ifma.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio.
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Título: Análise do sistema agroindustrial da soja e seus efeitos sobre o desenvolvimento econômico e social do Maranhão, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Mirian Beatriz Schneider Braun.
Coorientador: Mayra Batista Bitencourt Fagundes.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA, FAPEMA, Brasil.
Palavras-chave: sistemas agroindustriais; Soja; desenvolvimento socioeconômico; Maranhão.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Agronegócio.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Planejamento Urbano e Regional.
2002 - 2004
Mestrado em Economia Empresarial.
Universidade Candido Mendes, UCAM, Brasil.
Título: O impacto das participações governamentais nos municípios da região norte fluminense,Ano de Obtenção: 2004.
Orientador: Hamilton Carvalho Tolosa.
2016
Especialização em andamento em Formação Pedagógica para a Docência na Educação Profissional e Tecnológica. (Carga Horária: 560h).
Instituto Federal do Maranhão, IFMA, Brasil.
1989 - 1995
Graduação em Administração de Empresa.
Universitaet zu Koeln/Universidade de Colônia, UNIKOELN, Alemanha.
Título: Os potenciais de desenvolvimento para o turismo no Estado do Ceará.




Formação Complementar


2014 - 2014
Indicação Geográfica de Produtos Agropecuários. (Carga horária: 120h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2013 - 2013
Programação Matemática Aplicada à Agricultura. (Carga horária: 12h).
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
2013 - 2013
Apresentações criativas com novas mídias. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Federal do Maranhão, IFMA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor EBTT, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor de Agronegócios/Economia Rural no Campus Pinheiro - MA

Atividades

08/2011 - 10/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Pinheiro, .

Cargo ou função
Titular da Comissão Permanente de Avaliação de Progressão de Docente da Carreira do Magistério.
08/2012 - 03/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Campus Pinheiro, .

Cargo ou função
Titular da Comissão de Elaboração do Projeto do Curso Superior do Campus Pinheiro.

Agro Pecuária e Industrial Serra Grande Ltda., AGROSERRA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Gerente Administrativo / Ass. Com. Exterior, Carga horária: 44
Outras informações
Agroindústria. Produção: 100 milhões de litros de álcool carburante da cana-de-açúcar. 10.000 toneladas de soja. Gerência Administrativa do Complexo Agro Industrial em São Raimundo das Mangabeiras - MA. Assessor de Comércio Exterior.


Huesch & Partner Unternehmensberatung, H & P, Alemanha.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultor Logístico, Carga horária: 40
Outras informações
Elaboração de estudos de mercados internacionais; análise e otimização de logística de armazéns e de transporte em empresas do setor alimentício.


Stefan H. Dorner ME, HIDROCOLÔNIA, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Proprietário e Gerente Geral, Carga horária: 44
Outras informações
Produção e comercialização de hortaliças hidropônicas; Distribuição através de supermercados, hotéis, restaurantes e redes fast-food.


Kuehne & Nagel Ltda., KN, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Gerente de Filial, Carga horária: 44
Outras informações
Responsável por US$ 25 milhões em serviços logísticos, incluindo transporte aéreo, marítimo, rodoviário e despacho aduaneiro; Implementação de um programa de redução de custos obtendo lucros líquidos de US$ 300 mil por ano; 75 funcionários.


Ultramar Agência Marítima Ltda., ULTRAMAR, Chile.
Vínculo institucional

1998 - 2000
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Executivo de Vendas Importação, Carga horária: 44
Outras informações
Responsável por US$ 22 milhões advindo de operações logísticas; início de um novo serviço da linha Hapag-Lloyd entre as Américas alcançando vendas de US$ 3 milhões no primeiro ano da operação.


Chilefrut Ltda., CHILEFRUT, Chile.
Vínculo institucional

1996 - 1998
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Gerente de Exportação, Carga horária: 44
Outras informações
Responsável por US$ 1,2 milhões por ano em exportação de frutas; aquisição, controle de qualidade e embarque de produtos locais para a exportação.


Frutas do Nordeste Ltda., FRUNORTE, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1996
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assistente Gerência de Exportação, Carga horária: 44
Outras informações
Delegado para a filial em Boston, Reino Unido para supervisionar vendas e contabilidade; introdução exitosa de manga no Reino Unido com faturamento de US$ 1,2 milhões por ano.


Faculdade Atenas Maranhense, FAMA, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 44
Outras informações
Professor Universitário das disciplinas: Introdução à Administração, Teoria Geral da Administração e Organização e Métodos.


Universidade Estadual Vale do Acaraú, UVA-CE, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 44
Outras informações
Professor Universitário das disciplinas: Economia Empresarial, Logística e Distribuição Mercadológica, Elaboração de Projetos.



Projetos de pesquisa


2017 - 2018
A importância econômica da arrecadação tributária sobre a soja no Maranhão
Descrição: Desde a Lei Kandir, não incidem impostos sobre as exportações de soja e os estados alegam perda de arrecadação e dificuldade de atender suas despesas. Contudo, esta pesquisa demonstra que incidem tributos indiretos sobre as operações com soja e existência considerável de arrecadação para o Maranhão. A receita tributária foi calculada através dos cálculos de Piacenti (2012) e Dörner (2017) que considera ICMS sobre a movimentação de soja e fertilizantes entre 2006 e 2016. A fundamentação teórica se baseou na Teoria do Estado de Musgrave (1974) e na Teoria da Base de North (1992). Foi constatado que a arrecadação sobre as operações com soja e fertilizantes resultou em R$ 530 milhões entre 2006 e 2016..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Stefan Hubertus Dorner - Coordenador / Alzinete Cunha Rodrigues - Integrante / Fátima de Jesus Soares Corrêa - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal do Maranhão - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2017 - 2018
Análise do Índice de Vantagens Comparativas Reveladas para o complexo soja no Maranhão
Descrição: Este projeto analisou a competitividade do complexo soja do Maranhão entre 1995 e 2017, utilizando o IVCR (Índice de Vantagens Comparativas Reveladas) de Balassa (1965). Foram analisadas somente as exportações de soja em grãos, sem consideração de óleo de soja e farelo, visto que os produtos processados possuem uma participação menor no estado do Maranhão, comparada com a média brasileira. Partiu-se da hipótese de que o complexo soja maranhense estava perdendo competitividade no período observado, visto que a infraestrutura no estado é precária e que existem poucos incentivos por parte do poder público. No entanto, esta hipótese não foi confirmada, pois, o IVCR apresentou valores acima de 1 durante todo o período observado, o que evidencia elevada competitividade em relação à média brasileira. Acredita-se que o desempenho no campo e a estrutura portuária foram capazes de a infraestrutura rodoviária deficitária. Confirmou-se que o TEGRAM tem sido fundamental para garantir tal competividade para o estado do Maranhão..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Stefan Hubertus Dorner - Coordenador / Stefeny Soares Mendes - Integrante / Fátima de Jesus Soares Corrêa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Instituto Federal do Maranhão - Bolsa.
2017 - 2018
A cadeia produtiva do Açaí em Pinheiro: Potenciais e desafios
Descrição: A fim de analisar a cadeia produtiva do açaí em Pinheiro, foram aplicados 28 questionários com processadores do açaí no município. Esta análise visou o ambiente institucional e organizacional das dimensões econômicas, socioculturais e político-administrativas. Foi constatado que a dimensão econômica encontra-se bem desenvolvida há décadas, apesar de não apresentar maiores economias de escala. Em total, foram contabilizados 50 empregos diretos entre distribuidores e processadores. As relações entre distribuidores e processadores são estreitos, no entanto, estes último grupo não coopera entre si e tampouco consegue estabelecer a formação de associações ou cooperativas, o que impossibilita maior influência sobre o poder público. O poder público não apoia a cadeia produtiva, evitando assim maior desenvolvimento desta atividade no município..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Stefan Hubertus Dorner - Coordenador / Maria Santa Pinheiro - Integrante / Dallya Moraes Ferreira - Integrante / Darroney Moraes Ferreira - Integrante / Irenilce Soares Marinho - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.
2017 - 2018
Arranjos Produtivos Locais do sistema agroindustrial da carne e sua importância econômica para o Maranhão
Descrição: Este projeto analisou a evolução dos Arranjos Produtivos Locais do sistema agroindustrial da carne bovina no Maranhão e sua importância econômica em relação a empregos gerados e sua participação no total de empregos entre 2006 e 2016. Foram utilizados dados da Produção Agrícola Municipal (PAM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Foi calculado o Índice de Concentração Econômica normalizado (Icn) de Crocco (2006), composto por três subíndices: (1) Quociente Locacional (QL), (2) Hirschman Herfindahl modificado (HHm) e (3) Participação relativa (Pr). O Icn permite corrigir possíveis falhas de cada índice se aplicado de forma isolada, além de detectar não somente Arranjos Produtivos existentes, mas também aqueles que ainda se encontram em formação. Utilizou-se apenas a Classificação Nacional das Atividades Econômicos (CNAE) 0151-2 (Criação de Bovinos). Os conceitos teóricos partiram do sistema agroindustrial de carne de Batalha e Silva (2012) e dos Arranjos Produtivos Locais da REDESIST, utilizados na implementação de políticas públicas para o desenvolvimento regional. A criação de bovinos gerou 6.351 empregos formais em 2016, com uma participação de 0,8% nos empregos totais no estado. Além disto, foram identificados 26 municípios como arranjos produtivos locais. Estes resultados confirmam que a criação de bovinos é uma atividade econômica significativa no estado do Maranhão..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Stefan Hubertus Dorner - Coordenador / Elayne Frazão Pacheco - Integrante / Fátima de Jesus Soares Corrêa - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Instituto Federal do Maranhão - Bolsa.
2016 - 2017
A contribuição socioeconômica do sistema agroindustrial da soja no Maranhão: situação atual e perspectivas futuras
Descrição: O projeto visa quantificar os efeitos socioeconômicos do sistema agroindustrial da soja sobre o estado do Maranhão e suas potencialidades para o desenvolvimento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Stefan Hubertus Dorner - Coordenador / BRAUN, MIRIAN BEATRIZ SCHNEIDER - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Bolsa.
2012 - 2012
Formação de um viveiro de árvores e plantas ornamentais para a recuperação de áreas degradadas ao redor do açude do Campus Pinheiro
Descrição: O projeto resultou na formação de um viveiro de árvores e plantas ornamentais para as áreas degradadas do Campus Pinheiro, especialmente, ao redor do açude do IFMA Campus Pinheiro. Durante a construção do Campus, esta área sofreu degradação. Através do projeto, foi possível uma revitalização das partes internas do Campus, com área de aproximadamente 2.000 m2..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
Formação de agentes divulgadores de técnicas de produção de mudas e plantas ornamentais como uma nova base de atividade econômica para a Agricultura Familiar
Descrição: Este trabalho formou agentes divulgadores de técnicas de produção de mudas e plantas ornamentais. Não foram ensinadas somente técnicas de propagação de plantas para a agricultura familiar com o intuito de produzir plantas ornamentais. O projeto visou também as formas de diversificação da produção de mudas para outros fins como o reflorestamento, a medicina, a alimentação, os repelentes, os biocombustíveis e outros. Como o trabalho incluiu as comunidades da região, conseguiu-se desenvolver uma maior consciência ambiental, através de medidas como a arborização das cidades e a utilização de compostagem para a redução dos resíduos sólidos, já que mais de 60% dos resíduos sólidos no Brasil correspondem à matéria orgânica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TURIAÇU - aspectos legais, econômicos, administrativos e socioambientais: mobilização no município de Santa Helena- MA
Descrição: Este trabalho pesquisou os aspectos legais, econômicos, administrativos e socioambientais necessários para a formação de um comitê de bacia hidrográfica do rio Turiaçu, na região da Baixada Maranhense, no Estado do Maranhão. Foi escolhido o município de Santa Helena ? MA por ser um município importante do percurso deste rio. Os resultados, em forma de uma proposta para o comitê foram apresentados para a comunidade na Baixada Maranhense..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Acta Tecnológica


Membro de comitê de assessoramento


2018 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA
2017 - Atual
Agência de fomento: Instituto Federal do Maranhão


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Conexões : Ciência e Tecnologia
2015 - Atual
Periódico: Acta Tecnológica
2015 - Atual
Periódico: Principia (João Pessoa)
2015 - Atual
Periódico: Vértices
2017 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Agronegócio.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Teoria Econômica.
5.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Floricultura, Parques e Jardins.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FARINA, L. O.2018FARINA, L. O. ; Hanel, Samoel Nicolau ; Jesus, A.M. ; Devona, F.M.V. ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS ; VENTORIM, S. T. F. ; GREGOLIN, G. C. ; GREGOLIN, M. R. P. . O perfil empreendedor de agricultores familiares proprietários de agroindústrias no oeste do Paraná - Brasil. ESPACIOS (CARACAS), v. 39, p. 27-36, 2018.

2.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS2016DÖRNER, STEFAN HUBERTUS; WISSMANN, M. A. ; Silveira, T. M. S. ; Schmidt, Carla Maria . Scientific cooperation: a network analysis of the Regional Development and Agribusiness Post-graduation Program of Unioeste and its researchers. Capital Científico, v. 14, p. 76-92, 2016.

3.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS2015 DÖRNER, STEFAN HUBERTUS; BRAUN, MIRIAN BEATRIZ SCHNEIDER . As políticas comerciais do Brasil entre 1994 e 2014 e seus efeitos sobre a produtividade da indústria automobilística. Economia & Região, v. 3, p. 141-159, 2015.

4.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS2015 DÖRNER, STEFAN HUBERTUS; Ferrera de Lima, J. . A indústria canavieira em Aldeias Altas e São Raimundo das Mangabeiras. Acta Tecnológica, v. 10, p. 66-72, 2015.

5.
Thiago Arruda2015Thiago Arruda ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS ; Shikida, P.F.A. . A AGRICULTURA FAMILIAR E O DESENVOLVIMENTO RURAL NO NORDESTE DO BRASIL: UMA ANÁLISE COMPARATIVA COM A REGIÃO SUL. ACTA TECNOLÓGICA, v. 10, p. 59/343-74, 2015.

6.
Thiago Arruda2015Thiago Arruda ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS . DESENVOLVIMENTO RURAL NAS REGIÕES SOJICULTORAS DO MAPITO. Campo - Território, v. 10, p. 114-134, 2015.

7.
FERREIRA, J. D.2014 FERREIRA, J. D. ; DORNER, S. H. ; BRAUN, M. B. S. . Boom das exportações de commodities e a desindustrialização brasileira. RDE - Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 16, p. 121-129, 2014.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
WISSMANN, M. A. ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS ; Silveira, T. M. S. ; Schmidt, Carla Maria . COOPERAÇÃO CIENTÍFICA ENTRE PESQUISADORES: UMA ANÁLISE DE REDES NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E AGRONEGÓCIO DA UNIOESTE - PR. In: 53o Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2015, João Pessoa. Agropecuária, Meio Ambiente e Desenvolvimento, 2015.

2.
FERREIRA, J. D. ; DORNER, S. H. ; BRAUN, M. B. S. . Boom das exportações de commodities e a desindustrialização brasileira. In: 52o Congresso da SOBER - Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 2014, Goiânia-GO. Boom das exportações de commodities e a desindustrialização brasileira, 2014.

3.
Thiago Arruda ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS ; Shikida, P.F.A. . A agricultura familiar e o desenvolvimento rural no nordeste do Brasil: uma análise comparativa com a região Sul. In: X Congresso da Sociedade Brasileira de Sistemas e Produção 2014, 2014, Foz do Iguaçu. Enfoque sistêmico e Agricultura Familiar na Construção do Desenvolvimento Rural Sustentável, 2014.

4.
Thiago Arruda ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS . DESENVOLVIMENTO RURAL NAS REGIÕES SOJICULTORAS DO MAPITO. In: IX Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural do Nordeste, 2014, Caruaru - PE. Novos desafios para o desenvolvimento: o Nordeste tem sede de que?, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FARINA, L. O. ; Devona, F.M.V. ; DORNER, S. H. ; Jesus, A.M. ; Hanel, Samoel Nicolau ; Ventorim, S.T.F. ; Meneghatti, M.R. . El perfil emprendedor de agricultores familiares proprietarios de agroindustrias evaluado en tres municipios del estado de Paraná - Brasil. In: Conferencia Euro-Latinoamericana, 2015, Catarroja, Valencia. "Vinculación territorial y desarrollo económico local: el rol de la Universidad en el cambio social". Catarroja: Edicions Florida, 2015. v. 1. p. 1-91.

2.
DORNER, S. H.; Nunes, N.M.S. . 4c2fe7d38d7a6fd51884954145d2a432. In: VI Connepi - Congresso Norte e Nordeste de Pesquisa e Inovação Tecnolgógica, 2011, Natal. VI Connepi - Congresso Norte e Nordeste de Pesquisa de Iniciação Científica, 2011.

Artigos aceitos para publicação
1.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS; BRAUN, M. B. S. ; Thiago Arruda . Maranhão: Comparação da competitividade dos ciclos da cotonicultura (1775-1970) e da sojicultura (desde 1980). REVISTA DE GEOGRAFIA E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
Thiago Arruda ; DORNER, S. H. ; Shikida, P.F.A. . La agricultura familiar y el desarrollo rural en el Nordeste de Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
DORNER, S. H.; Thiago Arruda ; Shikida, P.F.A. . A agricultura familiar e o desenvolvimento rural no Nordeste do Brasil: Uma análise comparativa com a região Sul. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
DORNER, S. H.; Thiago Arruda . CLUSTERING POLICIES E O COMPORTAMENTO LOCACIONAL DA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO NA REGIÃO SUL DO BRASIL. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
DORNER, S. H.. As externalidades do Agronegócio da soja no Estado do Maranhão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
DORNER, S. H.; Amaral, S.K.d.C. . COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TURIAÇU - aspectos legais, econômicos, administrativos e socioambientais: mobilização no município de Santa Helena- MA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Produção técnica
Redes sociais, websites e blogs
1.
DORNER, S. H.. Saiba como pequenos traders podem atuar no mercado de commodities. 2015; Tema: Desafios do mercado de commodities e oportunidades para pequenos traders. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
Amaral, S.K.d.C. ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS . Formação de um viveiro de árvores e plantas ornamentais para a recuperação de áreas degradadas ao redor do açude do Campus Pinheiro. 2012. (Relatório de Pesquisa).

2.
Nunes, N.M.S. ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS . Formação de agentes divulgadores de técnicas de produção de mudas e plantas ornamentais como uma nova base de atividade econômica para a Agricultura Familiar. 2011. (Relatório de Pesquisa).

3.
Amaral, S.K.d.C. ; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS . COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TURIAÇU - aspectos legais, econômicos, administrativos e socioambientais: mobilização no município de Santa Helena- MA. 2011. (Relatório de Pesquisa).

4.
DORNER, S. H.. Empreendedorismo Rural. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
BRAUN, MIRIAN BEATRIZ SCHNEIDER; Gabriel, F.B.A.; DÖRNER, STEFAN HUBERTUS. Participação em banca de Rita de Cassia Bacik. O processo de desindustrialização nas regiões brasileiras (2000-2016). 2018. 2018. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

2.
LIMA, S. L.; CUTRIM, S. S.; DORNER, S. H.. Participação em banca de Kardilson Pereira Rodrigues. ANÁLISE DE MODELOS DE GESTÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO TRANSPORTE FERROVIÁRIO HEAVY HAUL. 2018. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Eletricidade) - Universidade Federal do Maranhão.

3.
LIMA, S. L.; CUTRIM, S. S.; DORNER, S. H.. Participação em banca de Kardilson Pereira Rodrigues. ANÁLISE DE MODELOS DE GESTÃO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO TRANSPORTE FERROVIÁRIO HEAVY HAUL. 2018. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Eletricidade) - Universidade Federal do Maranhão.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BRAUN, M. B. S.; Galante, V.A.; DORNER, S. H.. Participação em banca de RAFAEL HENRIQUE DE ARAUJO.BALANÇA COMERCIAL AGRÌCOLA PARANAENSE: ANÁLISE ESTRUTURAL PÓS-CRISE DE 2008. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Econômicas) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
ROSTAS, M. H. S. G.; Moreira,; DORNER, S. H.. Provimento de cargo efetivo da carreira do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. 2011. Instituto Federal do Maranhão.

Outras participações
1.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS. Avaliador ad-hoc do Programa de Iniciação Científica do Instituto Federal do Tocantins PIC/IFTO 2015/2016. 2015. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins.

2.
DORNER, S. H.. Avaliador ad hoc do processo seletivo de bolsas de iniciação científica contempladas pelo edital no. 08 de 12 de maio de 2014 do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Iporá. 2014. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Iporá.

3.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS. Avaliador on-line da IV FETECMS e III FETECCMS JR entre 1 e 8 de setembro de 2014. 2014. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

4.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS. Membro do Comitê de Avaliação ad-hoc do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão do edital PRPGI no. 042/2014 (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica). 2014.

5.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS. Avaliador ad-hoc no IX Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte e Nordeste de Educação Tecnológica. 2014. Instituto Federal do Maranhão.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SOBER Nordeste 2014. Desenvolvimento Rural nas regiões sojiculturas do MAPITO - Maranhão, Piauí, Tocantins. 2014. (Congresso).

2.
X Congresso da Sociedade Brasileira de Sistemas de Produção. A agricultura familiar e o desenvolvimento rural no Nordeste do Brasil: Uma análise comparativa com a região Sul. 2014. (Congresso).

3.
XI Enaber. 2014. (Encontro).

4.
XXIV Seminário Brasil Venezuela.La agricultura familiar y el desarrollo rural en el Nordeste de Brasil. 2014. (Seminário).

5.
Seminário de Pesquisa, Pós-Graduação, Inovação e Extensão do IFMA.COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TURIAÇU - aspectos legais, econômicos, administrativos e socioambientais: mobilização no município de Santa Helena- MA. 2012. (Seminário).

6.
5a Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais. 2011. (Congresso).

7.
Sustentabilidade Ambiental e Empreendedorismo. 2011. (Seminário).

8.
VI Connepi - Congresso Norte e Nordeste de Pesquisa e Inovação Tecnolgógica. FORMAÇÃO DE AGENTES DIVULGADORES DE TÉCNICAS DE PRODUÇÃO DE MUDAS DE PLANTAS ORNAMENTAIS COMO NOVA BASE DE ATIVIDADE ECONÔMICA PARA A AGRICULTURA FAMILIAR. 2011. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DORNER, S. H.. X Congresso da Sociedade Brasileira de Sistemas de Produção. 2014. (Congresso).

2.
DORNER, S. H.. X Encontro de Economia Paranaense (ECOPAR). 2013. (Congresso).

3.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS. II Seminário de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do IFMA Campus Pinheiro. 2013. (Exposição).

4.
DÖRNER, STEFAN HUBERTUS. I Seminário de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do IFMA Campus Pinheiro. 2012. (Exposição).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Matheus de Jesus Maia Amaral. Atividade física, alimentação saudável e saúde ambiental escolar no IFMA Campus Pinheiro: aspectos socioambientais. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Construção de Edifícios) - Instituto Federal do Maranhão, Instituto Federal do Maranhão. Orientador: Stefan Hubertus Dorner.

2.
Suzy Karoline da Cunha Amaral. Formação de um viveiro de árvores e plantas ornamentais para a recuperação das áreas degradadas ao redor do açude do Campus Pinheiro. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Construção de Edifícios) - Instituto Federal do Maranhão, Instituto Federal do Maranhão. Orientador: Stefan Hubertus Dorner.

3.
Naiara Maria Sá Nunes. FORMAÇÃO DE AGENTES DIVULGADORES DE TÉCNICAS DE PRODUÇÃO DE MUDAS DE PLANTAS ORNAMENTAIS COMO NOVA BASE DE ATIVIDADE ECONÔMICA PARA A AGRICULTURA FAMILIAR. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Agronegócio) - Instituto Federal do Maranhão, Instituto Federal do Maranhão. Orientador: Stefan Hubertus Dorner.

4.
Suzy Karoline da Cunha Amaral. COMITÊ DE BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO TURIAÇU - aspectos legais, econômicos, administrativos e socioambientais: mobilização no município de Santa Helena- MA. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Agronegócio) - Instituto Federal do Maranhão, Instituto Federal do Maranhão. Orientador: Stefan Hubertus Dorner.



Inovação



Projetos de pesquisa


Outras informações relevantes


Chefe de Núcleo de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação entre 18/07/2011 e 28/02/2013 no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) - Campus Pinheiro.

Titular da Comissão de Avaliação de Docentes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) - Campus Pinheiro

Titular da Comissão da Implentação do Curso Superior no IFMA Campus Pinheiro



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 17:02:13