Diego Sousa Campos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9182719780883227
  • Última atualização do currículo em 12/10/2018


Mestre em Biodiversidade e Conservação pela Universidade Federal do Maranhão, Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas e membro do Laboratório de Organismos Aquáticos - LabAqua do Departamento de Oceanografia e Limnologia-UFMA, Campus do Bacanga em São Luís-MA e do Laboratório de Sistemática e Ecologia de Organismos Aquáticos - LASEOA do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais-UFMA, Campus IV, Chapadinha-MA, com atuação na área de distribuição geográfica, sistemática, taxonomia, ecologia, ecomorfologia e morfometria de peixes. Trabalhando atualmente com a distribuição geográfica das espécies de ciclídeos nas bacias hidrográficas do Maranhão. Experiência em ecologia, prática de campo e análises de dados de ambiente e fauna. Professor Substituto de Biologia no Curso de Licenciatura em Ciências Naturais no Campus VII-UFMA em Codó-MA entre 2016-2018. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Diego Sousa Campos
Nome em citações bibliográficas
CAMPOS, D. S.;CAMPOS, D.S.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Maranhão, COORDENAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURAS EM CIENCIAS NATURAIS CODÓ/CAMPUS VII.
Av. José Anselmo, 2008
São Benedito
65400000 - Codó, MA - Brasil
Telefone: (98) 36612340


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2016
Mestrado em Biodiversidade e Conservação.
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
Título: Padrões espaciais na distribuição de espécies de Cichlidae (Percomorpha) em três ecorregiões de água doce neotropicais no Brasil,Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Jorge Luiz Silva Nunes.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2009 - 2013
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
Título: ESTRUTURAÇÃO ECOMORFOLÓGICA DE UMA COMUNIDADE DE PEIXES DO RIO MUNIM, ESTADO DO MARANHÃO.
Orientador: Jorge Luiz Silva Nunes.




Formação Complementar


2015 - 2015
Licenciamento Ambiental. (Carga horária: 100h).
Instituto Politécnico de Ensino a Distância, iPED, Brasil.
2015 - 2015
Gestão de Projetos. (Carga horária: 100h).
Instituto Politécnico de Ensino a Distância, iPED, Brasil.
2013 - 2013
Open Water Diver.
National Association of Underwater Instructors, NAUI, Brasil.
2012 - 2012
Ação Ambiental. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
2012 - 2012
Um olhar sobre a Educação ambiental no Brasill. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
2011 - 2011
Polinização:Uma ferramenta importante para a Biodi. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
2010 - 2010
Ictiologia Básica. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Professor Substituto, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutor à distância
Outras informações
Carga horária total: 60h

Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Aluno envolvido em projeto de pesquisa

Atividades

03/2017 - 07/2017
Ensino, Ciências Naturais - Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
SERES VIVOS I: ZOOLOGIA - CNCO0012
SEMINÁRIOS PARA FORMAÇÃO DOCENTE EM CIÊNCIAS NATURAIS - CNCO0076
ENSINO DE BIOLOGIA E TRABALHO DOCENTE - CNCO0085
ECOLOGIA DE POPULAÇÕES E COMUNIDADES - CNCO0084
02/2017 - 02/2017
Ensino, Ciências Naturais - Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
BIOGEOGRAFIA - CNCO0091
09/2016 - 01/2017
Ensino, Ciências Naturais - Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
TÓPICOS EM MICRO, IMUNO E PARASITOLOGIA - CNCO0082
CITOLOGIA - HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA - CNCO0079
BIOLOGIA GERAL - CNCO0055
08/2016 - 09/2016
Ensino, Ciências Naturais - Biologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
ECOLOGIA DE POPULAÇÕES E COMUNIDADES CNCO0084
GENÉTICA E EVOLUÇÃO CNCO0069
SERES VIVOS I: ZOOLOGIA CNCO0012

AMPLO - ENGENHARIA E GESTÃO DE PROJETOS, AMPLO, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: PRESTADOR AUTÔNOMO, Enquadramento Funcional: BIÓLOGO - CONSULTOR, Carga horária: 40



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
ECOLOGIA DA COMUNIDADE DE PEIXES DO GOLFÃO MARANHENSE

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Jorge Luiz Silva Nunes em 16/04/2017.
Descrição: O Litoral Equatorial Amazônico possui alta produção pesqueira e se constitui como um dos principais produtores do Brasil. Nessa região, materiais alóctones provenientes da decomposição da vegetação dos mangues e lixiviados do continente fornecem grande parte da matéria orgânica que fomenta essa produtividade biológica. Em decorrência desta elevada quantidade alimentos são amplamente reconhecidos por sustentar importantes funções vitais (e.g. crescimento, proteção, alimentação e reprodução) para muitos organismos aquáticos . A complexidade estuarina do Golfão Maranhense resulta em diversos ambientes marinhos que podem ser utilizados de inúmeras maneiras. A diversidade ambiental dos estuários culmina na capacidade de seus organismos interagirem com o ambiente por meio dos elevados níveis de conectividade, pois a dinâmica de ocupação e uso funcional das assembleias mostram como ocorre a alternância dos peixes em determinados tipos de ambientes marinhos.Por fim, a diversidade de peixes encontrada para os ambientes pragmaticamente conhecidos como áreas berçários na Ilha do Maranhão: zona de arrebentação, poças de maré e marismas mostraram aspectos ecológicos muito consistentes na justificativa de sua importância e da necessidade de estratégias de conservação quanto às espécies que habitam nestes ambientes marinhos. Além disso, foi salientada aspectos da distribuição e uso de habitat de espécies de importância econômica. Assim, estes estudos recomendaram investigações que possam considerar aspectos sobre sua dinâmica populacional, influência dos fatores ambientais, conectividade, vulnerabilidade e interações determinantes para a manutenção da biota. Portanto, o objetivo deste projeto é verificar o grau de vulnerabilidade dos habitats estuarinos do Golfão Maranhense por meio das interações ambientais com as propriedades funcionais da comunidade de peixes.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
ESTRUTURAÇÃO DA COMUNIDADE DE PEIXES E ASPECTOS REPRODUTIVOS DE POPULAÇÕES DE ESPÉCIES DE IMPORTÂNCIA ECONÔMICA NA BACIA DO RIO PINDARÉ

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Jorge Luiz Silva Nunes em 28/08/2015.
Descrição: O estudo da estrutura de comunidades de peixes fornece informações sobre as relações entre a ictiofauna e o ambiente, como uso do hábitat, relação entre os componentes bióticos e abióticos, bem como a ocupação de nichos tróficos e reprodutivos. Assim, permitem a compreensão dos ciclos de vida das espécies relacionando-os com alterações ambientais decorrentes de ações naturais e antrópicas. A determinação do período reprodutivo baseado na avaliação da biologia das espécies locais permite a adoção de uma estratégia de manejo que vise à manutenção e conservação da ictiofauna e principalmente aquelas com intima relação com a dinâmica pesqueira. Assim, o presente projeto tem como objetivo analisar a estrutura de comunidades de peixes do sistema hidrográfico Pindaré, enfatizando as relações ecológicas e reprodutivas das espécies de maior importância comercial. Além de possuir alta produtividade pesqueira esta região constitui em um centro de abastecimento de peixes para mercados de inúmeros municípios maranhenses. Porém, nos últimos anos é observado que os estoques naturais de peixes têm sido ameaçados pela sobrepesca, pesca predatória e introdução de espécies exóticas, fato que tem afetado a reprodução das espécies nativas. Por fim, os modelos de estudos de migração de peixes abordam padrões de movimentos espaço-temporais a fim de obter informações sobre ciclo de vida e rotas de migração para subsidiar a conservação e a criação de estratégias de gestão dos recursos pesqueiros..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Diego Sousa Campos - Integrante / Jorge Luiz Silva Nunes - Coordenador / Luiz Phelipe Nunes e Silva - Integrante / Nivaldo Magalhães Piorski - Integrante / Maura Sousa Costa - Integrante / Jakeline Almeida Carneiro - Integrante / Talita da Silva Espósito - Integrante / Jailma Araújo da Costa - Integrante / Aldemir Oliveira da Costa - Integrante / Luciano Azevedo de Sousa - Integrante.
2013 - 2015
ESTUDO ECOLÓGICO RÁPIDO DE RIACHOS E PEQUENOS RIOS DA MICRORREGIÃO DO BAIXO PARNAÍBA, MARANHÃO-BRASIL
Descrição: Os padrões biogeográficos determinam as configurações de cada assembleia em termos da composição, diversidade e abundância, pois cada bacia possui sua própria ictiofauna, com ou sem similaridade, ou mesmo conectividade com outras faunas decorrentes de diversas combinações de fatores ecológicos, zoogeográficos, históricos ou mesmo pela influência antrópica através de programas de repovoamento ou introdução de novas espécies. Contudo, o conhecimento sobre a composição da ictiofauna e sua distribuição em todo o estado do Maranhão permanecem inconsolidados com inúmeras lacunas e interrogações dada a grande escassez de estudos básicos. Portanto, existe uma grande necessidade de fomentar a busca de soluções para questões fundamentais que contemplam a biogeografia dos peixes, visto que a ictiofauna deste Estado é influenciada fortemente pelo arranjo transicional entre o semi-árido nordestino e a floresta amazônica. Alguns estudos advogam que a localização desse Estado corresponde a uma complexa unidade de endemismo para peixes. O objetivo do projeto é realizar uma avaliação ecológica rápida em vários riachos e rios pequenos porte da microrregião do Baixo Parnaíba a fim de compreender aspectos sobre a bioecologia da comunidade de peixes e a integridade física dos ambientes que vivem..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
DIVERSIDADE DA ICTIOFAUNA ASSOCIADA ÀS ÁREAS DE BERÇÁRIOS COSTEIRAS DO LITORAL DA ILHA DO MARANHÃO
Descrição: A sobrepesca tem alterado as teias tróficas marinhas, visto que a pressão aplicada aos grandes peixes pelágicos está favorecendo o aumento dos pequenos peixes planctívoros, aqueles que ocupam o nível trófico mais baixo, e ainda acreditam que este processo se torne insustentável em um futuro próximo. Em todo o planeta os estudos sobre a peixes juvenis apontam a importância de alguns ambientes como potenciais áreas de desenvolvimento, como características se destacam principalmente a condição espacial propícia para a reprodução, alimentação e refúgio ou moradia temporária ou permanente para muitas espécies. Estes requisitos podem garantir importante seqüência na dinâmica de populações de várias espécies de peixes, com destaque a uma enorme quantidade de espécies de importância comercial. O Maranhão, naturalmente tem acompanhado a realidade global, onde pouco da diversidade é conhecida e os estudos recentes foram apontaram declínio de populações, inclusão de espécies na lista de animais ameaçadas em extinção e pesca predatória. Além disso, a falta de informações básicas sobre a ictiofauna das áreas berçários também impossibilita o entendimento dos padrões biogeográficos e macroecológicos, como das interações entre a ictiofauna com os demais componentes do ecossistema. Sob a perspectiva da conservação do ecossistema, a escassez das informações supracitadas também inviabiliza a avaliação adequada de possíveis modificações na ictiofauna, resultantes das inúmeras atividades humanas realizadas na zona costeira. Integrantes: Zafira da Silva de Almeida - Integrante / Nivaldo Magalhães Piorski - Integrante / Luís André Véras Cruz - Integrante / Pâmella Silva de Brito - Integrante / Luiz Phelipe Nunes e Silva - Integrante / Diego S. Campos - Integrante / Luis Fernando Costa Carvalho - Integrante / Paula Cilene Alves da Silveira - Integrante / Glínia Kelle Fernandes Coelho - Integrante / Jorge Luiz Silva Nunes - Coordenador..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Diego Sousa Campos - Integrante / Jorge Luiz Silva Nunes - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.
2010 - 2013
Diversidade da fauna de peixes do Parque Estadual do Mirador
Descrição: Projeto integrante da Rede SISBIOTA ComCerrado, coordenado pela Profa. Dra. Mercedes Bustamante. O Parque Estadual do Mirador é uma unidade de conservação caracterizada por constituir em um importante remanescente do bioma Cerrado no norte do Brasil que funciona como corredor entre a Caatinga e a Floresta Amazônica, porém informações sobre a biodiversidade é muito escassa. Da mesma forma acontece com seus mananciais, a biodiversidade aquática também têm sofrido generosos impactos ao longo do tempo, principalmente devido ao avanço dos agronegócios. Em contrapartida, a falta de conhecimento sobre os peixes em áreas de cerrado continuam corresponder a uma das faunas menos conhecidas, que correm o risco de nunca revelar os aspectos que evidenciam a história da ecologia e da evolução da ictiofauna local. Portanto, o presente projeto tem os objetivos de inventariar a composição ictiofaunística e verificar sua variação sazonal nos processos de distribuição nos principais corpos d água dentro dos limites do Parque Estadual do Mirador, constituindo-se no passo inicial para a compreensão de processos zoogeográficos das bacias hidrográficas do Maranhão..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
ESTRUTURA DE COMUNIDADE DE PEIXES DO MÉDIO RIO MUNIM, MARANHAO, BRASIL
Descrição: O registro mais antigo da descrição da ictiofauna no Maranhão, data entre 1625 e 1631 e é de um manuscrito de D. Frei Cristóvão de Lisboa com o título História dos Animais e Árvores do Maranhão (Ibañez, 1999). Mesmo com o estudo inicial há mais de 350 anos o conhecimento sobre peixes de água doce no Estado do Maranhão ainda é principiante em decorrência da ausência de estudos taxonômicos visando o conhecimento das espécies ícticas e suas distribuições geográficas, base apropriada para delimitação de áreas de endemismo, ações de manejos e gestão adequada desses recursos (Piorski et al., 1998).De acordo com Santos (1983) a bacia do Munim possui 318 afluentes e subafluentes que drenam a mesorregião do Leste Maranhense e as Microrregiões de Chapadinha e Coelho Neto. No trecho do médio e baixo Munim estão contidos seis municípios (Aldeias Altas, Afonso Cunha, Buriti, Chapadinha, Coelho Neto e Duque Bacelar) compreendendo uma área drenada da ordem de 2.052 km2. O Rio Munim é genuinamente maranhense, tem sua nascente localizada no município de Aldeias Altas e deságua na Baia de São José, entre as cidades de Axixá e Icatu, região do Golfão Maranhense, após percorrer 275 km. Seus afluentes da margem direita são: rio Preto, rio Mocambo, rio Boa Hora e rio Una, além dos Riachos Feio e Estrela; margem esquerda: Rios Iguará e Paulica e os Riachos Caraíbas e Mutuns (Sousa, 2007). Dada à escassez de informações para o local em questão, o presente trabalho tem os objetivos de inventariar a composição ictiofaunística e verificar sua variação sazonal nos processos de distribuição, biologia e ecologia na região média do Rio Munim localizado no município de Chapadinha MA.. Integrantes: Jorge Luiz Silva Nunes - Coordenador, Diego Sousa Campos - Aluno envolvido..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Diego Sousa Campos - Integrante / Jorge Luiz Silva Nunes - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.


Outros Projetos


2009 - 2010
PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Diego Sousa Campos - Integrante / ANDRÉA MARTINS CANTANHEDE - Integrante / Cláudia Adriana de Sousa Melo - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal do Maranhão - Bolsa.


Revisor de periódico


2018 - 2018
Periódico: Metabarcoding and Metagenomics


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada/Especialidade: Ecomorfologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada/Especialidade: Morfometria.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada/Especialidade: Taxonomia de peixes.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2011
1º Lugar - Comunicações Orais / Ciências Biológicas - XXIII Seminário de Iniciação Científica, Universidade Federal do Maranhão.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CAMPOS, D. S. L.2017CAMPOS, D. S. L. ; SILVA, C. R. ; CAMPOS, D. S. ; COSTA, L. F. C . AVALIAÇÃO DE PEGADA HÍDRICA E USO DA ÁGUA POR UMA COMUNIDADE ESCOLAR EM GRAJAÚ (MARANHÃO, BRASIL) COM COMENTÁRIOS SOBRE O CONHECIMENTO DESSE INDICADOR NO ESTADO. BOLETIM DO LABORATÓRIO DE HIDROBIOLOGIA, v. 27, p. 25-32, 2017.

2.
FERREIRA, A. W. C.2017FERREIRA, A. W. C. ; OLIVEIRA, M. S. ; SILVA, E. O. ; CAMPOS, D. S. ; PANSARIN, E. R. ; GUARCONI, E. A. E. . Vanilla bahiana Hoehne and Vanilla pompona Schiede (Orchidaceae, Vanilloideae): two new records from Maranhão state, Brazil. CHECK LIST, JOURNAL OF SPECIES LIST AND DISTRIBUTION, v. 13, p. 1131-1137, 2017.

Capítulos de livros publicados
1.
NUNES, J. L. S. ; PIORSKI, N. M. ; CAMPOS, D. S. ; Almeida, Z. S. . Peixes. In: Jorge Luiz Silva Nunes;Maurício Araújo Mendonça. (Org.). Biodiversidade Marinha da Ilha do Maranhão. 1ed.São Luís, MA: EDUFMA, 2013, v. 9, p. 131-146.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CAMPOS, D.S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . ECOMORFOLOGIA DA ICTIOCENOSE DO TRECHO MÉDIO DO RIO MUNIM, CHAPADINHA, MARANHÃO. In: 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais/Resumos da 62ª Reunião Anual da SBPC, 2012.

2.
NUNES E SILVA, L. P. ; CAMPOS, D. S. ; COSTA, L. F. C ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . COMPOSIÇÃO DAS ESPÉCIES COMERCIALIZADAS EM PINDARÉ-MIRIM, MARANHÃO.. In: 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais/Resumos da 62ª Reunião Anual da SBPC, 2012.

3.
BARROS, M. F. S. ; NUNES E SILVA, L. P. ; Costa, M. S. ; CAMPOS, D. S. ; NUNES, J. L. S. . PRIMEIRO REGISTRO E ANALISE DE REGRESSÃO DE Moreirocarcinus emarginatus (DECAPODA, TRICHODACTYLIDAE) EM DIFERENTES BACIAS HIDROGRÁFICAS DO MARANHÃO. In: 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais/Resumos da 62ª Reunião Anual da SBPC, 2012.

4.
CARNEIRO, J. A. ; Costa, M. S. ; CAMPOS, D. S. ; RIBEIRO, M. F. R. ; NUNES, J. L. S. . REGISTRO DO BIVALVE DE ÁGUA DOCE Anodontites trapesialis (Lamarck, 1819) NO ESTADO DO MARANHÃO, BRASIL. In: 64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2012, São Luis. Anais/Resumos da 62ª Reunião Anual da SBPC, 2012.

5.
NUNES E SILVA, L. P. ; CAMPOS, D. S. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . MORFOMETRIA GEOMÉTRICA E ECOMORFOLOGIA DE CINCO ESPÉCIES DE PEIXES RESIDENTES DE POÇAS DE MARÉS DA ILHA DO MARANHÃO. In: XXIII Semana Nacional de Oceanografia, 2011, São Luis. XXIII Semana Nacional de Oceanografia, 2011.

6.
NUNES E SILVA, L. P. ; Almeida, F. C. ; CAMPOS, D. S. ; Costa, M. S. ; Costa, M. S. ; CANTANHEDE, A. M. . Levantamento dos animais de xerimbabo do município de Chapadinha. In: II Semana Acadêmica de Ciências Biológicas, 2009, Chapadinha. II Semana Acadêmica de Ciências Biológicas, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . COMPORTAMENTO NUCLEAR-SEGUIDOR ENTRE Corydoras sp. (CALLICHTHYIDAE) E Priocharax sp. (CHARACIDAE) EM UM RIO NO PARQUE ESTADUAL DO MIRADOR, MARANHÃO. In: XV CICLO DE ESTUDOS BIOLÓGICOS, 2012, São Luis. XV CICLO DE ESTUDOS BIOLÓGICOS, 2012.

2.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . REGISTRO DE OCORRÊNCIA DE Awaous tajasica (PERCIFORMES: GOBIIDAE) NO RIO BARRO DURO, TUTÓIA, MARANHÃO. In: XV CICLO DE ESTUDOS BIOLÓGICOS, 2012, São Luis. XV CICLO DE ESTUDOS BIOLÓGICOS, 2012.

3.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . ECOMORFOLOGIA DOS PEIXES DO RIO MUNIM, MARANHÃO - BRASIL. In: XIX ENCONTRO BRASILEIRO DE ICTIOLOGIA, 2011, Manaus-AM. Livro de programação e resumos / XIX Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2011. v. 19. p. 169-169.

4.
NUNES E SILVA, L. P. ; CAMPOS, D. S. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . ANÁLISE MORFOMÉTRICA DOS CICHLIDAE DO MÉDIO RIO MUNIM, MARANHÃO-BRASIL. In: XXIII Seminário de Iniciação Científica, 2011, São Luis. XXIII Seminário de Iniciação Científica, 2011.

5.
PIORSKI, N. M. ; NUNES E SILVA, L. P. ; CAMPOS, D. S. ; COSTA, L. F. C ; NUNES, J. L. S. . MAL FORMAÇÃO NA NADADEIRA PEITORAL EM TRAÍRA, Hoplias malabaricus.. In: XIX ENCONTRO BRASILEIRO DE ICTIOLOGIA, 2011, Manaus-AM. Livro de programação e resumos / XIX Encontro Brasileiro de Ictiologia, 2011. v. 19. p. 723-723.

Apresentações de Trabalho
1.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . Registro de ocorrência de Awaous tajasica (Perciformes:Gobiidae) no rio Barro Duro, Tutóia, Maranhão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . Comportamento nuclear-seguidor entre Corydoras sp. (callichthyidae) e Priocharax sp. (Characidae) em um rio no parque estadual do Mirador, Maranhão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
CAMPOS, D.S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . Ecomorfologia da Ictiocenose do trecho médio do rio Munim, Chapadinha-Maranhão. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
NUNES E SILVA, L. P. ; CAMPOS, D. S. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . MORFOMETRIA GEOMÉTRICA E ECOMORFOLOGIA DE CINCO ESPÉCIES DE PEIXES RESIDENTES DE POÇAS DE MARÉS DA ILHA DO MARANHÃO. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . Ecomorfologia da ictiocenose do trecho médio do rio Munim, Chapadinha, Maranhão. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; PIORSKI, N. M. ; NUNES, J. L. S. . Ecomorfologia dos Peixes do rio Munim. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CAMPOS, D. S.; Costa, M. S. ; Costa, M. S. ; RIBEIRO, M. F. R. . Abordagem dos conteúdos de ciências no 8º ano do ensino fundamental através de oficinas recreativas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; NUNES, J. L. S. . Semana Nacional de Ciências e Tecnologia & Circuito Tela Verde. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
NUNES E SILVA, L. P. ; Almeida, F. C. ; CAMPOS, D. S. ; Costa, M. S. ; CANTANHEDE, A. M. ; NUNES, J. L. S. . Levantamento da fauna de Xerimbabo do Município de Chapadinha. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
RODRIGUES, M. A. ; CAMPOS, D. S. . BIOTA AQUÁTICA PELO PROGRAMA DE MONITORAMENTO DE FAUNA E BIOINDICADORES DA DUPLICAÇÃO DA ESTRADA DE FERRO CARAJÁS - EFC. 2013.

2.
ZUCHI, N. A. ; CAMPOS, D. S. . IDENTIFICAÇÃO DOS PEIXES PROVENIENTES DOS CORPOS D'ÁGUA DA ESTRADA DE FERRO CARAJÁS. 2013.

3.
RODRIGUES, M. A. ; CAMPOS, D. S. . CAMPANHAS DO PROGRAMA DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS DO SUBPROGRAMA DE MONITORAMENTO DA QUALIDADE DA ÁGUA. 2013.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
CAMPOS, D. S.. Tecnologias livres como saída para as limitações financeiras no ensino e pesquisa. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
CAMPOS, D. S. L. ; CAMPOS, D. S. . Desenvolvimento sustentável. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
CAMPOS, D. S. L. ; CAMPOS, D. S. . Lixo, perspectiva e soluções. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
CAMPOS, D. S. L. ; CAMPOS, D. S. . Água é vida. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
CAMPOS, D. S.; NUNES E SILVA, L. P. ; NUNES, J. L. S. . Morfometria e Ecomorfologia: Noções, interpretação e Aplicação para estudos com peixes. 2011. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
OTTONI, F. P.; CAMPOS, D. S.; SILVA, R. A.. Participação em banca de Antonio Marcos Silva Pereira.Identificação molecular por DNA Barcoding de peixes das ordens Cichliformes e Acanthuriformes em rios do Maranhão. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão.

2.
CAMPOS, D.S.; SILVA, E. O.; SILVA, R. X.. Participação em banca de EDINONES HOLANDA DA SILVA.Levantamento de plantas tóxicas em escolas municipais de Codó-Ma. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais - Biologia) - Universidade Federal do Maranhão.

3.
CAMPOS, D. S.; SILVA, E. O.; SILVA, R. X.. Participação em banca de JOUDEN LIMA CONCEIÇÃO.Levantamento de plantas tóxicas em escolas municipais de Codó-Ma. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais - Biologia) - Universidade Federal do Maranhão.

4.
CAMPOS, D. S.; SILVA, E. O.; SILVA, R. X.. Participação em banca de DENISE GOMES FÉLIX.Aplicação de simuladores computacionais (PHET) no ensino de ondas mecânicas. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais - Biologia) - Universidade Federal do Maranhão.

5.
NUNES, J. L. S.; ESPOSITO, T. S.; CAMPOS, D. S.. Participação em banca de Jakeline Almeida Carneiro.Padrões ecomorfológicos e tróficos de peixes predadores de topo de cadeia de duas bacias hidrográficas do Maranhão.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão.

6.
NUNES, J. L. S.; CAMPOS, D. S.; CANTANHEDE, A. M.. Participação em banca de Maria Francisca Rego Ribeiro.Percepção etnoecológica e avaliação de impactos ambientais do trecho médio rio Munim, Chapadinha, Maranhão.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão.

7.
SILVA, E. F.; CAMPOS, D. S.; CARVALHO, L. P. C.. Participação em banca de Thamyris Borges Romão.Arquitetura de ninhos de Dinoponera gigantea Perty, 1833, em área de cerrado no município de Chapadinha, Maranhão, Brasil. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Maranhão.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
64ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. ECOMORFOLOGIA DA ICTIOCENOSE DO TRECHO MÉDIO DO RIO MUNIM, CHAPADINHA, MARANHÃO. 2012. (Congresso).

2.
XV Ciclo de Estudos Biológicos. Registro de ocorrência de Awaous tajasica (Perciformes:Gobiidae) no rio Barro Duro, Tutóia, Maranhão.. 2012. (Congresso).

3.
I Fórum de Insetos Vetores. 2011. (Encontro).

4.
II Semana do Meio Ambiente. 2011. (Outra).

5.
Semana Nacional de Ciências e Tecnologia & Circuito Tela Verde. Abordagem dos conteúdos de ciências no 8º ano do ensino fundamental através de oficinas recreativas. 2011. (Congresso).

6.
XXIII Semana Nacional de Oceanografia. MORFOMETRIA GEOMÉTRICA E ECOMORFOLOGIA DE CINCO ESPÉCIES DE PEIXES RESIDENTES DE POÇAS DE MARÉS DA ILHA DO MARANHÃO. 2011. (Congresso).

7.
XXIII Seminário de Iniciação Científica.Ecomorfologia da ictiocenose do trecho médio do rio Munim, Chapadinha, Maranhão. 2011. (Seminário).

8.
Semana Nacional de Ciências e Tecnologia & Circuito Tela Verde.Ecomorfologia da Ictiocenose do Trecho Médio do Rio Munim. 2010. (Outra).

9.
II Semana Acadêmica de Ciências Biológicas.Levantamento da fauna de xerimbabo do município de Chapadinha - MA, Brasil. 2009. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SOUSA, L. S. ; CAMPOS, D. S. . III Semana Acadêmica de Ciências Biológicas. 2013. (Congresso).

2.
Silva, C. G. ; SANTOS, M. J. G. ; CAMPOS, D. S. . III Semana do Meio Ambiente. 2012. (Congresso).

3.
Silva, C. G. ; NUNES, J. L. S. ; CANTANHEDE, A. M. ; CAMPOS, D. S. . Semana Nacional de Ciências e Tecnologia & Circuito Tela Verde. 2011. (Congresso).

4.
NUNES, J. L. S. ; CAMPOS, D. S. . Semana Nacional de Ciências e Tecnologia & Circuito Tela Verde. 2010. (Congresso).

5.
NUNES, J. L. S. ; CAMPOS, D. S. . II SEMANA ACADÊMICA DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. 2009. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/11/2018 às 10:58:57