Alexsandro Elias Arbarotti

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0078278400218160
  • Última atualização do currículo em 07/11/2018


Doutor pelo Programa de Pós Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos com bolsa da FAPESP (2018); Bolsista de Estágio de Pesquisa no Exterior (FAPESP) no Laboratoire Dynamiques sociales et recomposition des espaces (França, 2016). Mestre em Sociologia pelo Programa de Pós Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos (2014); graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2011); graduado em Filosofia pelo Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto (2004); Pesquisador do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários (CPEAA) e membro do Grupo de Pesquisa Ruralidades, Ambiente e Sociedade (RURAS/ UFSCar). Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Rural, atuando principalmente nos seguintes temas: movimentos sociais de luta pela terra, questão agrária, questão ambiental, água e recursos hídricos, geração e assentamentos rurais de reforma agrária. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alexsandro Elias Arbarotti
Nome em citações bibliográficas
ARBAROTTI, A. E.


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2018
Doutorado em Sociologia.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
com período sanduíche em Laboratoire Dynamiques Sociales et Recomposition des Espaces (Orientador: Jean-Paul Billaud).
Título: Disputas e hierarquias no acesso à água em assentamentos de reforma agrária, Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Rodrigo Constante Martins.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Assentamentos rurais de Reforma Agrária; Água; Ruralidades e meio ambiente; Conflitos socioambientais.
Grande área: Ciências Humanas
2012 - 2014
Mestrado em Sociologia.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Título: Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações e identidades,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Rodrigo Constante Martins.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: geração; Reforma Agrária; Identidade; História Oral.
Grande área: Ciências Humanas
2008 - 2011
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Experiência e memória da luta pela terra: a busca de realização do projeto de autonomia e liberdade. O caso do assentamento Reunidas, Promissão - SP..
Orientador: José Geraldo A. B. Poker.
Bolsista do(a): PET MEC/SESu, UNESP, Brasil.
2002 - 2004
Graduação em Filosofia.
Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto, CEARP, Brasil.
Título: Influência Marxista na construção do Novo Homem para uma Nova Sociedade em Ernesto Che Guevara..
Orientador: Marcio Smiguel Pimenta.




Formação Complementar


2018 - 2018
Oficina de memória. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2016 - 2016
Français langue étrangère, niveau B1. (Carga horária: 90h).
Maire de Paris, MAIRE DE PARIS, França.
2011 - 2011
VIDA CONTEMPORÂNEA E USUÁRIOS DE DROGAS. (Carga horária: 9h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2011 - 2011
VIOLÊNCIA NO CAMPO BRASILEIRO E A REVISÃO DO CÓD. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2011 - 2011
A teoria da ação comunicativa em Jürgen Habermas. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2011 - 2011
Fund. Metd. de Pesquisa nas Ciências Sociais. (Carga horária: 5h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2011 - 2011
?Perspectivas de Estudos empíricos sobre crianças. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Aspectos da realid. bras. contem. govs. Lula. (Carga horária: 48h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2010 - 2010
A vida contemporânea e a dependência química entre. (Carga horária: 6h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2010 - 2010
Microsoft Exel. (Carga horária: 24h).
Flex Comp, FLEX COMP, Brasil.
2010 - 2010
?Perspectivas de abordagem de cotidiano e conhecim. (Carga horária: 12h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2009 - 2009
Laudos Antropológicos. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2009 - 2009
Arte (romântica) e Dinheiro: Georg Simmel em persp. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2009 - 2009
O negro no pensamento social brasileiro. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2009 - 2009
Fundamentos Ontológicos do Trabalho. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2009 - 2009
Pensamento Social Brasileiro: Paulo Freire. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em O lugar da questão ambiental nas Ciências Sociais. (Carga horária: 44h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2008 - 2008
Introdução ao pensamento de Claude Lévi-Straus. (Carga horária: 20h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2018
Vínculo: Pós-graduando (Doutorado), Enquadramento Funcional: Pesquisador

Vínculo institucional

2014 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Supervisionado, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio Supervisionado de Capacitação Docente em Sociologia na disciplina introdução a Sociologia no curso de Ciências Sociais

Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Supervisionado de Capacitação Docente, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio Supervisionado de Capacitação Docente em Sociologia na disciplina de Sociologia Brasileira no curso de Ciências Sociais

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Supervisionado de Capacitação Docente, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio Supervisionado de Capacitação Docente em Sociologia na disciplina de Sociologia Rural no curso de Ciências Sociais

Atividades

03/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , RURAS ? Grupo de Pesquisa Ruralidades, Ambiente e Sociedade, .


Université Paris-Ouest Nanterre la Défense, PARIS OUEST, França.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Réseau d?Études et d?Échanges en Sciences Sociales sur l?Eau

Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário de pesquisa com Bolsa Fapesp, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2016 - Atual
Estágios , RÉS-EAUX, .

Estágio realizado
Réseau d'Études et d'Échanges en Sciences Sociales sur l'Eau.
01/2016 - 12/2016
Estágios , Laboratoire Dynamiques Sociales et Recomposition des Espaces (LADYSS), .

Estágio realizado
Gestion des ressources en eau en territoires ruraux: les acteurs, tensions et hiérarchies - Une comparaison entre l'expérience française et brésilienne.

Centro de Pesquisa e Estudos Agrários, CPEA, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Bolsista Pet Mec/Sesu, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.



Linhas de pesquisa


1.
Pesquisador bolsista do grupo de pesquisa


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Dominação e justificação nas práticas de governança das águas em contextos de ruralidade
Descrição: Temas relativos aos conflitos pelo acesso à água no Brasil têm recebido crescente atenção das ciências sociais. Desde o início da década de 1990, a implementação dos novos arcabouços de gestão das águas no país ? amparados em princípios descentralizados e participativos de governança ambiental ? vem sendo interpretada em suas dimensões político-institucionais, de esfera pública e de situações de legitimidade e dominação. O projeto em tela pretende investigar o tema da governança das águas em contextos de ruralidade, articulando os conflitos agrários à temática ambiental. Em particular, tem como objetivo a compreensão interpretativa das formas como as lideranças da agricultura paulista vem construindo a representação do setor nas instâncias de governança participativa das águas no estado ? notadamente o Conselho Estadual de Recursos Hídricos e os Comitês de Bacias Hidrográficas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (4) .

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Integrante / Rodrigo Constante Martins - Coordenador / Mariana Bombo Perozzi Gameiro - Integrante / Raiza Campregher - Integrante / Rodrigo de Freitas Espinoza - Integrante / Janaina dos Santos de Souza - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2014 - 2018
Disputas e hierarquias na construção da questão ambiental em assentamentos de reforma agrária
Descrição: Nesse projeto me proponho investigar como a questão ambiental interfere nas disputas e hierarquias estabelecidas no cotidiano dos assentamentos de reforma agrária. Esses elementos, de disputas e hierarquias, vistos a partir do acesso ou não de alguns sujeitos, dentro do seu lote, a recursos naturais como água do rio e área de reserva ambiental. Utilizando como instrumento metodológico privilegiado a história oral buscarei nas trajetórias, experiências, sentimentos e memória dos sujeitos identificar essas disputas e hierarquias e também as práticas cotidianas de gestão e utilização dos recursos naturais em seus lotes. Nesse sentido buscarei demonstrar as possíveis assimetrias entre os discursos oficiais das instituições governamentais e dos movimentos e as práticas cotidianas. Para tanto, optei por realizar um estudo de caso comparativo dentro do assentamento Reunidas, o maior do estado de São Paulo, no município de Promissão, SP, pesquisando duas Agrovilas: Birigui e Campinas que estão próximas a recursos naturais, a primeira da água do reservatório da usina hidrelétrica de Promissão e a segunda por ter grande parte dos lotes fazendo divisa com a reserva ambiental do assentamento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Coordenador / Rodrigo Constante Martins - Integrante.
2012 - 2014
Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações, identidades e sustentabilidade ambiental.
Descrição: Esta pesquisa é um estudo de caso, na agrovila Campinas, no assentamento Reunidas, no município de Promissão ? SP, que se propõe a investigar o modo como se dão os encontros e desencontros geracionais nos assentamentos de reforma agrária e se o transito entre gerações influencia preocupações com a questão ambiental. Pretende-se identificar nesta realidade social as estratégias e os arranjos para a viabilização da coexistência e o modo como esta se dá efetivamente no cotidiano: tensões, negociações, rupturas e continuidades. O referencial teórico utilizado para análise dos dados é o debate contemporâneo na sociologia sobre geração e identidade. Geração na perspectiva de um fenômeno essencialmente cultural e que não se refere a pessoas que partilham da mesma idade, mas sim da formação da subjetividade em um dado contexto social e histórico. Assim, parte-se do pressuposto de que há uma coexistência parcial entre as gerações o que permite realizar a aproximação e a relação entre geração e identidade no sentido do entrelaçamento da história individual com a social. E identidade entendida como algo não fixo, mas descentrado e em um processo continuo de remodelação e hibridização por meio das relações sociais que se vive na contemporaneidade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Coordenador / Rodrigo Constante Martins - Integrante.
2010 - 2014
Territorialidades em tensão: movimento sociais, agronegócio e políticas de reforma agrária no Brasil entre 1985 a 2010

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Mirian Cláudia Lourenção Simonetti em 14/07/2014.
Descrição: O projeto de pesquisa Territorialidades em tensão: movimentos sociais, agronegócio e políticas de reforma agrária no Brasil entre 1985 a 2010 tem por objetivo compreender os limites e as possibilidades dos governos dos últimos 25 anos para a realização das políticas de Reforma Agrária no país, tendo por referência os dois governos Lula da Silva. É também consequência de um ciclo de 25 anos de estudos do Centro de Estudos e Pesquisas Agrárias e Ambientais CPEA , localizado na Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Marília/SP, voltados à análise dos movimentos sociais e assentamentos rurais do Estado de São Paulo. Tratar da análise das políticas de reforma agrária no Brasil implica compreender a complexidade e diversidade dos atores sociais envolvidos com essa problemática, em outras palavras, o papel do capital representado pelas elites agrárias; o papel do campesinato e das populações tradicionais, com destaque para a atuação dos movimentos sociais; e o papel do Estado. Na sociedade capitalista esses sujeitos se encontram em um amplo leque de disputas de distintos projetos políticos gestados tanto na esfera pública quanto na privada propiciando uma densa rede de tensões, opondo agentes, racionalidades e interesses diversos, ou seja, as territorialidades conflitantes. A pesquisa, que ora apresentamos, realiza um balanço dos Assentamentos de Reforma Agrária, destacando aspectos do processo de reprodução social do Assentamento Reunidas, localizado no município de Promissão/SP, que completou 25 anos em novembro de 2012, a fim de verificar tanto as políticas para a permanência das famílias, quanto os vários aspectos relativos à continuidade das famílias (filhos e netos) no assentamento em questão. A expressão reprodução social mencionada acima não foi utilizada gratuitamente. Aqui, esta expressão é empregada como conceito, que designa os processos pelos quais as gerações mais velhas conseguem fazer com que as gerações mais novas compartilhem de suas visões de mundo e projetos de vida. Neste sentido, quando é referida aos assentamentos de Reforma Agrária, o conceito de reprodução social sintetiza as diferentes formas com que a primeira geração de assentados, já envelhecida ou em compasso de envelhecimento, gradativamente vai deixando de ser protagonista no trabalho e na gestão da terra. No caso dos assentamentos, isto se torna um problema na medida em que as gerações originais devem ser sucedidas pelas novas, tendo em vista que os lotes que compõem os assentamentos somente podem ser legalmente transferidos mediante sucessão hereditária, a herança. Quando se observa que os assentamentos, em sua maioria, foram conquistas políticas decorrentes de movimentos sociais, o problema da reprodução social se torna ainda mais acentuado. Não se pode considerar como garantida a sucessão das gerações originais, porque também não se constitui certeza o fato de que as novas gerações possuam a mesma identificação com a terra e com mundo rural que motivaram a mobilização e a luta pela terra dos mais velhos, embora uma parte significativa dos filhos já estivesse crescida o suficiente para acompanhar os pais nos acampamentos, passeatas, manifestações, negociações e assembleias que culminaram na conquista dos assentamentos. Por estas razões pode-se justificar a pesquisa visando identificar e avaliar o potencial da reprodução social dos assentamentos. Por meio desta avaliação é que se torna possível vislumbrar as tendências acerca da continuidade dos assentamentos para além da presença dos assentados originais, o que se constitui numa ferramenta importante e necessária para avaliar o duplo potencial da Reforma Agrária: como política pública de democratização da estrutura fundiária brasileira; ao mesmo tempo que deve ser tratada também como instrumento de política de inclusão econômica e social..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Integrante / Mirian Cláudia Lorenção Simonetti - Coordenador / Bruno Lacerra Souza - Integrante.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2010 - 2013
?Um balanço das políticas de reforma agrária entre 1985 a 2010?
Descrição: Esta pesquisa objetiva pesquisar o processo de formulação e execução das políticas de reforma agrária nos governos Lula da Silva, tendo por referencia os governos Sarney e FHC, a fim de verificar os seus limites e possibilidades, os avanços, recuos e a importância atribuída ao tema no conjunto das políticas públicas do período. Os pontos centrais privilegiados na pesquisa estão vinculados aos campos social, econômico e político, nos quais os temas da reforma agrária estão mais atrelados. Analisaremos a formulação das políticas no âmbito do executivo, suas instituições e, sobretudo a análise dos processos resultantes do II Plano Nacional de Reforma Agrária (PNRA), desde a sua elaboração, até o seu abandono em 2007. Nossa pesquisa se voltará para dois focos de análise das políticas de reforma agrária: 1- Nas políticas públicas de reforma agrária dos governos Lula da Silva, a fim de verificar os impasses e recuos do II PNRA, tendo por base a coleta de depoimentos junto aos autores do II PNRA e com representantes do governo Lula da Silva 2- Na análise do processo de reprodução econômico, social, político, cultural e ambiental, dos Projetos de Assentamentos, previamente escolhidos, a fim de realizar um balanço dos 25 anos das políticas de reforma agrária no país, analisadas a partir da realidade dos seus protagonistas, visando comparar os assentamentos realizados sob o governo Lula com os realizados anteriormente a esse governo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Integrante / Mirian Cláudia Lorenção Simonetti - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2010 - 2010
Agente Jovem de cultura
Descrição: Projeto do Ministério da cultura em parceria com a secretária da juventude da cidade de Marília-SP que busca através da cultura levar a cidadania emancipatória a jovens carentes da cidade..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) .

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Integrante / Pedro Meinberg - Integrante / PINHEIRO, Jair - Coordenador.
2009 - 2011
A luta pela vida - o conhecimento do cotidiano das famílias das crianças atendidas pela ONG Cáritas de Marília-SP.
Descrição: O presente projeto de pesquisa e extensão tem como objetivos os de conhecer aspectos do cotidiano das famílias das crianças que são atendidas pela ONG, para com isso assessorar os agentes educacionais que lá atuam a elaborar e executar atividades que propiciem o desenvolvimento da subjetividade histórica e do potencial transformador, tanto das crianças, quanto dos demais integrantes de suas famílias. Para tanto, foram planejadas os seguintes procedimentos, que se pretende começar a executar ao longo do ano de 2010: - investigação teórica-bibliográfica na literatura das Ciências Sociais, abrangendo aspectos relacionados ao conhecimento do cotidiano e aos métodos empregados na pesquisa sobre esta área temática; - preparação dos instrumentos necessários à coleta de dados mediante a pesquisa de campo; - pesquisa de campo, em que os integrantes do PET de Ciências Sociais visitarão a família de cada criança atendida pela ONG, a fim de aplicar questionários, coletar depoimentos e observar as formas pelas quais as famílias tomam decisões, produzindo e reproduzindo as estratégias pelas quais vencem os dias no cotidiano; - elaboração do relatório da pesquisa, a ser enviado à ONG e debatido com agentes que lá atuam, com a intenção de analisar as formas pelas quais o conhecimento do cotidiano das famílias pode alterar a formulação das atividades educacionais. Por fim, destaca-se que na elaboração do Planejamento das Atividades para o ano de 2010, os integrantes do grupo PET de Ciências Sociais da FFC consideraram que a atividade de extensão acima descrita consistirá no ponto central para o qual várias outras atividades convergirão, ao mesmo tempo que será também o ponto de orientação para a realização de outras atividades que se tornarem necessárias ao grupo e que não se encontram inseridas neste Planejamento. Por isso, há que se notar que a maior parte das atividades planejadas para 2010 foram elaboradas em estreita vinculação e privilegiando a atividade de extensão..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Integrante / POKER, José G. B. - Coordenador.
Financiador(es): PET MEC/SESu - Bolsa.


Projetos de desenvolvimento


2015 - 2017
Cinema, Juventude e Ruralidades
Descrição: projeto ?Cinema, Juventude e Ruralidades?, promoverá atividades culturais e de caráter político pedagógico, como instrumento de capacitação profissional para os jovens assentados. A proposta é oferecer a juventude rural do Assentamento Reunidas localizado na cidade de Promissão, Estado de São Paulo, oficinas e cursos temáticos para o desenvolvimento e produção de filmes, curta metragem e fotografia, resgatando também através dessas atividades a história e a memória do assentamento, de seus familiares, da luta pela terra; além de formativas, as atividades visam documentar a história do assentamento tendo como protagonistas seus próprios sujeitos..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

Integrantes: Alexsandro Elias Arbarotti - Integrante / Mirian Cláudia Lorenção Simonetti - Coordenador / Bruno Lacerra de Souza - Integrante / Thaylizze Goes Nunes Pereira - Integrante / Silvia Aparecida de Souza Fernandes - Integrante.


Membro de corpo editorial


2012 - 2014
Periódico: Áskesis: Revista dos Discentes do Programa de Pós-Graduação em Sociologia


Revisor de periódico


2012 - 2014
Periódico: Áskesis: Revista dos Discentes do Programa de Pós-Graduação em Sociologia


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Rural.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Fundamentos da Sociologia/Especialidade: Sociologia Ambiental.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2012
Mérito Acadêmico, UNESP.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ARBAROTTI, A. E.2017ARBAROTTI, A. E.. Questões identitárias em territórios de assentamentos rurais de reforma agrária: o caso do assentamento reunidas no Estado de São Paulo. SÉCULO XXI - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS, v. 7, p. 199-225, 2017.

2.
ARBAROTTI, A. E.2016ARBAROTTI, A. E.; MARTINS, R. C. . Configurações contemporâneas dos assentamentos rurais de reforma agrária: o surgimento de novas gerações e a construção de novos projetos de vida.. POLÍTICA & TRABALHO (UFPB. IMPRESSO), v. 1, p. 213-231, 2016.

3.
ARBAROTTI, A. E.2014ARBAROTTI, A. E.. SOBRE O NÃO FUTURO DA HUMANIDADE NO PLANETA TERRA (Resenha). REDD - Revista Espaço de Diálogo e Desconexão, v. 8, p. 1-7, 2014.

4.
ARBAROTTI, A. E.2013ARBAROTTI, A. E.. Formas de resistência e subjetividade na segunda geração de assentados da reforma agrária: uma análise de caso no interior do estado de São Paulo - Brasil. Cadernos de Campo (UNESP), v. 17, p. 49-58, 2013.

5.
SIMONETTI, M. C. L.2012 SIMONETTI, M. C. L. ; ARBAROTTI, A. E. . PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA: MOVIMENTOS SOCIAIS E REFORMA AGRÁRIA. Boletim DATA LUTA, v. 1, p. 2-5, 2012.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
PADILHA, F. A. (Org.) ; ARBAROTTI, A. E. (Org.) ; MACEDO, H. L. S. (Org.) ; SOUZA, L. C. (Org.) . Dossiê De vãos à vitrines: olhares sobre as cidades. 1. ed. , 2014. v. 1. 263p .

Capítulos de livros publicados
1.
Poker, J. G. B. ; ARBAROTTI, A. E. . Movimentos Sociais: O Que Há de Novo?. In: Mirian Cláudia Lourenção Simonetti. (Org.). Territórios, Movimentos Sociais e Políticas de Reforma Agrária no Brasil. 1ed.São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, v. 1, p. 15-44.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ARBAROTTI, A. E.. Onde está o problema do código florestal!. Correio Mariliense, Marília/SP, p. 2 - 2, 14 maio 2011.

2.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. . Mais do mesmo em Realengo?. Correio Mariliense, Marília/SP, p. 2 - 2, 14 abr. 2011.

3.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. . Da tragédia no Rio a outro possível ser humano. Jornal da Manhã, Marília, p. 2 - 2, 12 abr. 2011.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ARBAROTTI, A. E.. Conflito e resistência em torno do uso d'água: a relação entre Comitês de Bacias e Agricultores. In: 41º Encontro Anual da ANPOCS, 2017, Caxambu/MG. Anais do 41º Encontro Anual da ANPOCS, 2017.

2.
ARBAROTTI, A. E.. Disputas em torno do uso d'água em comunidades de Assentamentos rurais de reforma agrária. In: 8º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2017, Natal/RN. Anais do 8º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade, 2017.

3.
ARBAROTTI, A. E.. Conflitos epistemológicos de acesso a água: a relação entre agricultores e Comitês de Bacias. In: XXXI Congresso da Associação Latino Americana de Sociologia, 2017, Montevidéu. Anais XXXI Congresso da Associação Latino Americana de Sociologia, 2017.

4.
ARBAROTTI, A. E.; MARTINS, R. C. . DISPUTAS E HIERARQUIAS NA CONSTRUÇÃO DA QUESTÃO AMBIENTAL EM ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA. In: XII Congresso Luso- Afro- Brasileiro/1º Congresso da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas, 2015, Lisboa. Livro de Atas do 1. o Congresso da Associação Internacional das Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa, 2015. p. 7128-7137.

5.
MARTINS, R. C. ; CAMPREGHER, R. ; ARBAROTTI, A. E. . A representação da agricultura na governança paulista das águas. In: 7o. Encontro Nacional da ANPPAS, 2015, Brasilia. Anais do 7o. Encontro Nacional da ANPPAS. v. 1.

6.
ARBAROTTI, A. E.. As disputas e hierarquias inerentes aos arranjos fundiários dos assentamentos de reforma agrária: alguns apontamentos. In: 17º Congresso Brasileiro de Sociologia, 2015, Porto Alegre - RS. Trabalhos Completos, 2015.

7.
ARBAROTTI, A. E.. Configurações contemporâneas dos assentamentos rurais de reforma agrária: o surgimento de novas gerações e a construção de novos projetos de vida. In: 38º Encontro Anual da ANPOCS, 2014, Caxambu - MG. Anais do 38º Encontro Anual da ANPOCS, 2014.

8.
ARBAROTTI, A. E.. Trabalho e sustentabilidade ambiental na segunda geração dos assentamentos de reforma agrária: o caso da agrovila Campinas, no assentamento Reunidas - Promissão/SP.. In: II Seminário Internácional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, 2013, São Carlos. Anais do II Seminário Internácional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, 2013.

9.
ARBAROTTI, A. E.. Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações, identidades e sustentabilidade ambiental.. In: XI Semana de Pós-graduação em Ciências Sociais, 2012, Araraquara. Anais da XI Semana de Pós-graduação em Ciências Sociais.

10.
ARBAROTTI, A. E.. Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações, identidades e sustentabilidade ambiental.. In: I Seminário Internacional Juventudes na contemporaneidade, 2012, Goiania, GO. Anais do I Seminário Internacional Juv entude na Contemporaneidade, 2012. p. 9-18.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ARBAROTTI, A. E.; Camargo, Adriane ; Poker, J. G. B. ; SIMONETTI, M. C. L. . PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA: MOVIMENTOS SOCIAIS E A REFORMA AGRÁRIA. In: O agrário e o ambiental no século XXI, 2012, Ribeirão Preto. O AGRÁRIO E O AMBIENTAL NO SÉCULO XXI: Estudos e reflexões sobre a reforma agrária no nordeste paulista, 2012. p. 1-172.

2.
ARBAROTTI, A. E.. OS ASSENTAMENTOS RURAIS DE REFORMA AGRÁRIA COM LOCUS DE FORMAÇÃO DE IDENTIDADES: O CASO DA AGROVILA CAMPINAS NO ASSENTAMENTO REUNIDAS EM PROMISSÃO ? SP.. In: O agrário e o ambiental no século XXI, 2012, Ribeirão Preto. O AGRÁRIO E O AMBIENTAL NO SÉCULO XXI: Estudos e reflexões sobre a reforma agrária no nordeste paulista, 2012. p. 1-172.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ARBAROTTI, A. E.. Sucessão e coexistência geracional nos assentamentos de reforma agrária: um estudo sobre as estratégias de vida da segunda geração. In: IV Simpósio sobre reforma agrária e questões rurais, 2014, Araraquara. IV Simpósio sobre reforma agrária e questões rurais, 2014.

2.
SIMONETTI, M. C. L. ; ARBAROTTI, A. E. ; LACERRA, B. S. . A reprodução social nos assentamentos de reforma agrária: o caso do Assentamento Reunidas. In: IV Simpósio sobre reforma agrária e questões rurais, 2014, Araraquara/SP. IV Simpósio sobre reforma agrária e questões rurais, 2014.

3.
ARBAROTTI, A. E.. Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações, identidades e sustentabilidade ambiental.. In: XI Semana de Pós-graduação em Ciências Sociais, 2012, Araraquara - SP. Caderno de Resumos: as Ciências Sociais e os desafios da interdisciplina., 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
ARBAROTTI, A. E.. Disputas em torno do uso d'água em comunidades de Assentamentos rurais de reforma agrária. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
ARBAROTTI, A. E.. Conflitos epistemológicos de acesso a água: a relação entre agricultores e Comitês de Bacias. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
ARBAROTTI, A. E.. As disputas e hierarquias em torno do uso d'água em comunidades de assentamentos rurais de reforma agrária. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
ARBAROTTI, A. E.; MARTINS, R. C. . Disputas e hierarquias na construção da questão ambiental em assentamentos de reforma agrária no estado de São Paulo - Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
MARTINS, R. C. ; CAMPREGHER, R. ; ARBAROTTI, A. E. . A representação da agricultura na governança paulista das águas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
ARBAROTTI, A. E.. As disputas e hierarquias inerentes aos arranjos fundiários dos assentamentos de reforma agrária: alguns apontamentos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
ARBAROTTI, A. E.. Sucessão e coexistência geracional nos assentamentos de reforma agrária: um estudo sobre as estratégias de vida da segunda geração. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
SIMONETTI, M. C. L. ; ARBAROTTI, A. E. ; LACERRA, B. S. . A reprodução social nos assentamentos de reforma agrária: o caso do Assentamento Reunidas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
ARBAROTTI, A. E.. Configurações contemporâneas dos assentamentos rurais de reforma agrária: o surgimento de novas gerações e a construção de novos projetos de vida. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
ARBAROTTI, A. E.. Trabalho e sustentabilidade ambiental na segunda geração dos assentamentos de reforma agrária: o caso da agrovila Campinas, no assentamento Reunidas - Promissão/SP.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
ARBAROTTI, A. E.. Os assentamentos rurais de reforma agrária como lócus de formação de identidades: o caso da agrovila campinas no assentamento Reunidas em Promissão - SP. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
ARBAROTTI, A. E.; SIMONETTI, M. C. L. ; Camargo, Adriane . PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA: MOVIMENTOS SOCIAIS E REFORMA AGRÁRIA. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
ARBAROTTI, A. E.. MEMÓRIA DA LUTA PELA TERRA: A BUSCA DE REALIZAÇÃO DO PROJETO DE AUTONOMIA E LIBERDADE. A EXPERIÊNCIA DA AGROVILA CAMPINAS NO ASSENTAMENTO REUNIDAS, PROMISSÃO ? SP.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
ARBAROTTI, A. E.. Entre os vários vividos da segunda geração em assentamentos de reforma agrária: o caso da agrovila campinas, Promissão - SP. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
ARBAROTTI, A. E.; SIMONETTI, M. C. L. ; Poker, J. G. B. ; LACERRA, B. S. . A REPRODUÇÃO SOCIAL DOS ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA: APONTAMENTOS SOBRE O CASO DA FAZENDA REUNIDAS, EM PROMISSÃO-SP. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
ARBAROTTI, A. E.. Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações, identidades e sustentabilidade ambiental.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
ARBAROTTI, A. E.. A memória da luta pela terra: A luta por um sonho. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
ARBAROTTI, A. E.; Poker, J. G. B. ; SIMONETTI, M. C. L. . A memória da luta pela terra: A luta por um sonho. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
ARBAROTTI, A. E.. Transformações no mundo rural. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
ARBAROTTI, A. E.. O cientista social formado pela faculdade de filosofia e ciências - UNESP. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
ARBAROTTI, A. E.. Abdelmalek Sayad no Brasil: os Imigrantes Internacionais como um caso limite de agentes sociais forçados à reconversão, 2018. (Tradução/Artigo).

2.
CARDOSO, J. P. ; ARBAROTTI, A. E. . Quem irá garimpar as memórias? 2015 (Texto no site do Grupo de Pesquisa Ruralidades, Ambiente e Sociedade).

3.
ARBAROTTI, A. E.; GAMEIRO, M. B. P. ; PADILHA, F. A. . Editorial do vol.3 n.1 da Áskesis, 2014. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

4.
ARBAROTTI, A. E.. Assentamentos de reforma agrária: oportunidade/possibilidade para as novas gerações. 2013 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

5.
ARBAROTTI, A. E.. O caso Pinheirinho. A lei foi cumprida! 2012 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

6.
ARBAROTTI, A. E.. 1967, 2006, 2011, quando a Reforma Agrária terá a sua vez? 2012 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

7.
ARBAROTTI, A. E.. Educação no campo receberá R$ 1,8 bi segundo governo federal. 2012 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

8.
ARBAROTTI, A. E.. Até quando? 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

9.
ARBAROTTI, A. E.. Ecologicamente Humano 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

10.
ARBAROTTI, A. E.. "CIdadão de papel" 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

11.
ARBAROTTI, A. E.. Pequenas Mudanças podem mudar o planeta! 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

12.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. . Mais do mesmo da tragédia em Realengo? 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

13.
ARBAROTTI, A. E.. Um tanto de terra 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

14.
ARBAROTTI, A. E.. Mística da Terra 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

15.
ARBAROTTI, A. E.. Onde está o problema do código florestal! 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

16.
ARBAROTTI, A. E.. Primeira universidade em assentamento do Brasil 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

17.
ARBAROTTI, A. E.. Visita ao assentamento: um relato. 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

18.
ARBAROTTI, A. E.. Os números da Reforma Agrária 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

19.
ARBAROTTI, A. E.. Por detrás dos números da reforma agrária 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

20.
ARBAROTTI, A. E.. Geração delírio 2011 (Postagem no Blog do Centro de Pesquisa e Estudos Agrários).

21.
ARBAROTTI, A. E.. Vamos celebrar?! 2009 (Postagem no Bolg do Programa de Educação Tutorial de Ciências Sociais).

22.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. . Apenas um registro 2009 (Postagem no Bolg do Programa de Educação Tutorial de Ciências Sociais).

23.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. . Um Café 2009 (Postagem no Bolg do Programa de Educação Tutorial de Ciências Sociais).

24.
ARBAROTTI, A. E.. Maldição Asteca 2009 (Postagemno Bolg do Programa de Educação Tutorial de Ciências Sociais).

25.
ARBAROTTI, A. E.. Um olhar sobre o ENAPET 2009 2009 (Postagem no Bolg do Programa de Educação Tutorial de Ciências Sociais).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
ARBAROTTI, A. E.; Camargo, Adriane ; Poker, J. G. B. ; SIMONETTI, M. C. L. . Membro da Comissão Científica da Jornada de Estudos Agrários - Territórios e Movimentos Sociais. 2014.

Trabalhos técnicos
1.
ARBAROTTI, A. E.. Parecer ad hoc - Contemporânea: Revista de Sociologia da UFSCar.. 2018.

2.
ARBAROTTI, A. E.. Evento cientifico Agroecol Universidade Federal da Grande Dourados. 2016.

3.
ARBAROTTI, A. E.. Parecer ad hoc - Revista Florestan Fernantes. 2014.

4.
ARBAROTTI, A. E.. Coodenação do GT Sociologia do Trabalho e Ruralidades da XII Semana de Ciencias Sociais da UFSCar. 2014.

5.
ARBAROTTI, A. E.; LACERRA, B. S. . Parecer ad hoc - Revista Áskesis. 2014.

6.
ARBAROTTI, A. E.. Debatedor da Sessão de comunicações científicas na I Jornada de Estudos Agrários - Territórios e Movimentos Sociais. 2014.

7.
ARBAROTTI, A. E.; Reis, T . 'A coragem, ela vem também da consciência': entrevista com Padre José Domingos Bragheto. 2014.

8.
ARBAROTTI, A. E.. Debatedor do GT Sociologia do Trabalho e Ruralidades da XII Semana de Ciencias Sociais da UFSCar. 2014.

9.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. ; NASCIMENTO, F. ; CARVALHO, Edemir ; Jair . Perfil e características gerais dos cadastrados do programa. 2010.

Redes sociais, websites e blogs
1.
ARBAROTTI, A. E.; Camargo, Adriane ; LACERRA, B. S. ; SIMONETTI, M. C. L. ; Poker, J. G. B. . CPEA ? Centro de Pesquisas e Estudos Agrários e Ambientais. 2012; Tema: Meio Ambiente e Questão Agrária. (Blog).


Demais tipos de produção técnica
1.
PADILHA, F. A. ; ARBAROTTI, A. E. ; SOUZA, L. C. ; MACEDO, H. L. S. . Áskesis - De vãos à vitrines: olhares sobre as cidades. 2014. (Editoração/Periódico).

2.
ARBAROTTI, A. E.. Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações e identidades. 2014. (Relatório de pesquisa).

3.
ARBAROTTI, A. E.. Encontros e desencontros nos assentamentos de reforma agrária: estudo sociológico sobre gerações e identidades. 2013. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. . Da antropologia de gabinete à antropologia participante: Bronislaw Malinowski. 2010. Vídeo.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MARTINS, R. C.; ARBAROTTI, A. E.. Participação em banca de Ana Carina Sabadin.POLÍTICA E SOCIEDADE NO COMPLEXO AGROINDUSTRIAL SUCROALCOOLEIRO: ESTUDO SOBRE AS MOTIVAÇÕES NÃO-ECONÔMICAS DO CORTE DA CANA NO NOROESTE PAULISTA. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.

2.
MARTINS, R. C.; ARBAROTTI, A. E.. Participação em banca de Denizar Amorim Azevedo.A metodologia de Max Weber na obra 'homens livres na ordem escravocrata' de Maria Sylvia de Carvalho Franco. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
41º Encontro Anual da ANPOCS.Conflito e resistência em torno do uso d'água: a relação entre Comitês de Bacias e Agricultores. 2017. (Encontro).

2.
8º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade.Disputas em torno do uso d'água em comunidades de Assentamentos rurais de reforma agrária. 2017. (Encontro).

3.
XXXI Congresso da Associação Latino Americana de Sociologia. Conflitos epistemológicos de acesso a água: a relação entre agricultores e Comitês de Bacias. 2017. (Congresso).

4.
IV congresso da Associação Portuguesa de Antropologia. As disputas e hierarquias em torno do suo d'água em comunidades rurais de reforma agrária. 2016. (Congresso).

5.
17º Congresso Brasileiro de Sociologia. As disputas e hierarquias inerentes aos arranjos fundiários dos assentamentos de reforma agrária: alguns apontamentos. 2015. (Congresso).

6.
7º Encontro Nacional da ANPPAS. 2015. (Encontro).

7.
Ciclo de Debates "Mudanças climáticas: o que você tem a ver com isso? ". 2015. (Outra).

8.
Ciclo de Debates "Mudanças climáticas: o que você tem a ver com isso? ". 2015. (Outra).

9.
III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente. 2015. (Seminário).

10.
XII Congresso Luso- Afro- Brasileiro/1º Congresso da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas. DISPUTAS E HIERARQUIAS NA CONSTRUÇÃO DA QUESTÃO AMBIENTAL EM ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA. 2015. (Congresso).

11.
38º Encontro Anual da ANPOCS.Configurações contemporâneas dos assentamentos rurais de reforma agrária: o surgimento de novas gerações e a construção de novos projetos de vida. 2014. (Encontro).

12.
JORNADA DE ESTUDOS AGRÁRIOS: Territórios e Movimentos Sociais no Brasil Contemporâneo. 2014. (Outra).

13.
VI Encontro da rede de estudos rurais 20014.Sucessão e coexistência geracional nos assentamentos de reforma agrária: um estudo trajetórias de vida da segunda geração. 2014. (Encontro).

14.
VI Simpósio sobre reforma agrária e questôes rurais.A reprodução social nos assentamentos de reforma agrária: o caso do Assentamento Reunidas. 2014. (Simpósio).

15.
VI Simpósio sobre reforma agrária e questôes rurais.Sucessão e coexistência geracional nos assentamentos de reforma agrária: um estudo sobre as estratégias de vida da segunda geração. 2014. (Simpósio).

16.
III Seminário do Programa de Pós-graduação em Sociologia da UFSCar: novos olhares, novas perspectivas.MEMÓRIA DA LUTA PELA TERRA: A BUSCA DE REALIZAÇÃO DO PROJETO DE AUTONOMIA E LIBERDADE. A EXPERIÊNCIA DA AGROVILA CAMPINAS NO ASSENTAMENTO REUNIDAS, PROMISSÃO ? SP.. 2012. (Seminário).

17.
O agrário e o ambiental no século XXI: estudos e reflexões sobre a reforma agrária no nordeste paulista.OS ASSENTAMENTOS RURAIS DE REFORMA AGRÁRIA COM LOCUS DE FORMAÇÃO DE IDENTIDADES: O CASO DA AGROVILA CAMPINAS NO ASSENTAMENTO REUNIDAS EM PROMISSÃO?SP. 2012. (Seminário).

18.
V Simpósio sobre reforma agrária e questões rurais.Entre os vários vividos da segunda geração em assentamentos de reforma agrária: o caso da agrovila campinas, Promissão - SP. 2012. (Simpósio).

19.
1ª Semana de Ciências Sociais da UNESP. 2011. (Encontro).

20.
3º Café das Ciências Sociais. Sexualidade e linguagem corporal.. 2011. (Outra).

21.
I Seminário Migrações e Cultura: implicações passadas, presentes e futuras. 2011. (Seminário).

22.
IV Colóquio Habermas - Pensamento político e teoria do conhecimento. 2011. (Outra).

23.
IV Seminário Cientifico Internacional: Teoria Política do Socialismo. Antônio Gramsci: A periferia e os subalternos.. 2011. (Seminário).

24.
XXIII Congresso de Iniciação Científica da Unesp. 2011. (Congresso).

25.
1º Seminário Temático de Antropologia e Saúde. 2010. (Seminário).

26.
34º Encontro anual da ANPOCS. 2010. (Encontro).

27.
Conversa com autor. 2010. (Outra).

28.
Conversa com Autor: Ignácio de Loyola Brandão.Loyola Brandão por ele mesmo. 2010. (Outra).

29.
Conversa com Autor: Ignácio de Loyola Brandão.O livro e as novas mídias. 2010. (Outra).

30.
Feira de Profissões - Colégio Cristo Rei.Curso de Ciências Sociais da Unesp. 2010. (Outra).

31.
Roda de Literatura: As pessoas de Pessoa. 2010. (Outra).

32.
XII Jornada de Ciências Sociais - O lugar da cultura e o papel da antropologia: um balaço da contribuição de Manuela Carneiro da Cunha. 2010. (Outra).

33.
XXII Congresso de Iniciação Científica UNESP - 1^ Fase. Transformações no mundo rural. 2010. (Congresso).

34.
33º Encontro anual da ANPOCS. 2009. (Encontro).

35.
Encontro do Programa de Educação Tutorial da região sudeste.A formação do cientista social na perspectiva dos alunos egressos da faculdade de filosofia e ciências. 2009. (Encontro).

36.
Encontro Nacional do Programa de Educação Tutorial.A formação do Cientista social na FFC. 2009. (Encontro).

37.
III Seminário Cientifico: Teoria Política do Socialismo - György Lukács e a emancipação humana. 2009. (Seminário).

38.
I Seminário Perspectivas Profissionais nas Ciências Sociais.Experiências Profissionais não acadêmicas.. 2009. (Seminário).

39.
I Seminário Perspectivas Profissionais nas Ciências Sociais. 2009. (Seminário).

40.
Roda de Literatura - Carlos Drummond de Andrade. 2009. (Outra).

41.
Roda de Literatura - Em torno de José Saramago. 2009. (Outra).

42.
Segundo Café das Ciências Sociais: Direitos Humanos, Políticas Públicas e Juventude. 2009. (Outra).

43.
II Seminário Científico: Teoria Política do Socialismo - Marxismo e Movimentos Sociais na virada do milênio. 2008. (Seminário).

44.
Psicologia do Cinema - Psico-Cine 2 "Poética da Vertigem". 2008. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MARTINS, R. C. ; ARBAROTTI, A. E. ; CAMPREGHER, R. ; Reis, T . III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente. 2015. (Outro).

2.
PADILHA, F. A. ; ARBAROTTI, A. E. ; MACEDO, H. L. S. ; SOUZA, L. C. . Lançamento da Revista Áskesis (Vol. 3, N.1) Dossiê: "De vãos à vitrines: olhares sobre as cidades".. 2014. (Outro).

3.
ARBAROTTI, A. E.; LACERRA, B. S. ; SIMONETTI, M. C. L. . Jornada de Estudos agrários - Territórios e movimentos Sociais. 2014. (Outro).

4.
ARBAROTTI, A. E.; MARTINS, R. C. . II Seminário Inernacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente. 2013. (Outro).

5.
ARBAROTTI, A. E.. IV Seminário Internacional do Programa de Pós Graduação em Sociologia da UFSCar/Olhares e Diálogos Sociológicos sobre as Mudanças no Brasil e na América Latina. 2013. (Outro).

6.
ARBAROTTI, A. E.; Poker, J. G. B. . 1ª Semana de Ciências Sociais da UNESP. 2011. (Outro).

7.
ARBAROTTI, A. E.; MEINBERG, P. ; MONTEIRO, Gabriel . Conversa com autor. 2010. (Outro).

8.
ARBAROTTI, A. E.. A vida contemporânea e a dependência química entre jovens. 2010. (Outro).

9.
ARBAROTTI, A. E.. XII Jornada de Ciências Sociais - O lugar da cultura e o papel da antropologia: um balanço da contribuição de Manuela Carneiro da Cunha. 2010. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
ARBAROTTI, A. E.. Configurações contemporâneas dos assentamentos rurais de reforma agrária: o surgimento de novas gerações e a construção de novos projetos de vida. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/02/2019 às 2:30:02