Flávia Furlan Granato

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7601053158645465
  • Última atualização do currículo em 13/12/2018


Aprovada no processo seletivo (2017) para o doutorado em Linguística e Língua Portuguesa (UNESP-Araraquara), mestre em Linguística pela Universidade de Franca (UNIFRAN), pós-graduada (lato sensu) em Língua Portuguesa e Estudos Literários pelo Centro Universitário Barão de Mauá (2010), graduada em Pedagogia-com habilitação em Administração Escolar (2001) e Letras (2005) pelo Centro Universitário Barão de Mauá, Ribeirão Preto, S.P. Desenvolve projetos ligados à teoria semiótica francesa no contexto educacional e midiático. Pesquisadora dos grupos: Projetos Semióticos-UNESP/Assis e GPS-UNESP/Araraquara Áreas de atuação: professora de Língua Portuguesa e/ou Linguística, pedagoga institucional, corretora e redatora de textos . (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Flávia Furlan Granato
Nome em citações bibliográficas
GRANATO, F. F.


Formação acadêmica/titulação


2018
Doutorado em andamento em Linguística e Língua Portuguesa.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: PRÁTICA EDITORIAL NO LIVRO PARADIDÁTICO: ESTRATÉGIAS ENUNCIATIVAS E CONSTRUÇÃO DO ENUNCIATÁRIO-LEITOR EM ?O POETA QUE FINGIA?,
Orientador: Matheus Nogueira Schwartzmann.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Semiótica.
2015 - 2017
Mestrado em Lingüística.
Universidade de Franca, UNIFRAN, Brasil.
Título: Práticas comunicativas do MEC no ambiente digital,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Naiá Sadi Câmara.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2008 - 2010
Especialização em Língua Portuguesa e Estudos Literários. (Carga Horária: 360h).
Centro Universitário Barão de Mauá, CBM, Brasil.
Título: Estratégias de Persuasão nas Propagandas Universitárias.
Orientador: Naiá Sadi Câmara.
2002 - 2005
Graduação em Letras.
Centro Universitário Barão de Mauá, CBM, Brasil.
Título: O estudo da caboclidade em Almeida Junior e Monteiro Lobato.
Orientador: Fabiane Borsato.
1998 - 2001
Graduação em Pedagogia.
Centro Universitário Barão de Mauá, CBM, Brasil.
Título: A Avaliação de Matemática através de Jogos.
Orientador: Sara Campos Soriani.




Formação Complementar


2015 - 2015
Extensão universitária em Curso Introdução à Semiótica Tensiva. (Carga horária: 12h).
Universidade de Franca, UNIFRAN, Brasil.
2001 - 2001
Extensão universitária em Administração Escolar. (Carga horária: 180h).
Centro Universitário Barão de Mauá, CBM, Brasil.
1995 - 1995
Práticas Construtivistas na Pré Escola. (Carga horária: 9h).
Colégio Metodista de Ribeirão Preto, CMRP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de Franca, UNIFRAN, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Centro Universitário Barão de Mauá - Jardim Paulista, CBM, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Colégio Pequeno Príncipe, CPP, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2012
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Titular de Língua Portuguesa, Carga horária: 25


Colégio Metodista de Ribeirão Preto, CMRP, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2007
Vínculo: Institucional, Enquadramento Funcional: Professora Titular de Língua Portuguesa, Carga horária: 25


Liceu Albert Sabin, LAS, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2001
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Ensino Fundamental I, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.


Colégio Itamarati, CI, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora Ensino Fundamental I, Carga horária: 25



Projetos de pesquisa


2015 - 2017
PRÁTICAS COMUNICATIVAS DO MEC NO AMBIENTE DIGITAL
Descrição: O Ministério da Educação (MEC) é responsável por legislar, criar, gerenciar e cobrar leis que se aplicam à educação do nosso país, exercendo, dessa forma, o papel de destinador social. A fim de aderir às novas formas de interação que as práticas comunicativas contemporâneas exigem, o MEC passou a se comunicar com a sociedade não apenas por meio dos textos impressos (documentos, manuais etc.), mas também por meio de práticas comunicativas digitais espalhadas pelos diversos espaços da internet. Considerando que as práticas comunicativas digitais ocorrem em um universo hipersemiotizado, multimodal, híbrido e aberto, perguntamo-nos, neste trabalho, como se configurariam as práticas comunicativas do Ministério da Educação nesse novo ambiente, especificamente em seu Portal, e como, através dessa prática, configura-se o seu éthos. Com o objetivo de responder a essas questões, propusemo-nos analisar o modo como o MEC organiza a prática da visita em seu site e como harmoniza o encadeamento das cenas enunciativas partindo de um estudo do suporte planar através das categorias cromáticas, topológicas e eidéticas desse espaço compreendendo, dessa forma, as categorias do plano de expressão e, por conseguinte, as do plano de conteúdo, com base no modelo de análise da semiótica greimasiana, especialmente através dos níveis de pertinência de análise de Fontanille (2008) e do modelo de análise do texto sincrético proposto por Teixeira (2009, 2013)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Flávia Furlan Granato - Coordenador / NAIA SADI CAMARA - Integrante.
2008 - 2010
ESTRATÉGIAS DE PERSUASÃO NOS DISCURSOS PUBLICITÁRIOS DE UNIVERSIDADES
Descrição: Este trabalho tem por objeto analisar os textos publicitários de universidades e/ou centros universitários da cidade de Ribeirão Preto veiculados em jornais, revistas e folders. A Semiótica francesa, desenvolvida por Algirdas Julien Greimas, inaugurada há cerca de quarenta anos, é a teoria escolhida para se ter acesso à construção do sentido nessas peças publicitárias. Os fenômenos da comunicação de massa requerem um trabalho especial para uma melhor compreensão, uma vez que carregam consigo valores, estratégias de persuasão e efeitos de sentidos que estão além do plano de expressão..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Flávia Furlan Granato - Coordenador / NAIA SADI CAMARA - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GRANATO, F. F.2018 GRANATO, F. F.; CAMARA NS . Prática comunicativa no portal do MEC: um estudo do plano da expressão. Revista Entrepalavras, v. 8, p. 13-38, 2018.

2.
BORSATO, F.2009BORSATO, F. ; GRANATO, F. F. ; GRANATO, F. F. . A Isotopia da Caboclidade em textos de Monteiro Lobato e Almeida Junior. Revista Alere, v. 02, p. 09, 2009.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GRANATO, F. F.; CAMARA NS . PRÁTICAS COMUNICATIVAS DO MEC NO AMBIENTE DIGITAL. In: VII SELINFRAN, 2017, FRANCA. VII Seminário de Pesquisa em Linguística da UNIFRAN- Mestrado. p. 70-82.

Apresentações de Trabalho
1.
GRANATO, F. F.. DAS ESTRATÉGIAS EDITORIAIS ÀS ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS: ANÁLISE SEMIÓTICA DE UMA OBRA PARADIDÁTICA. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
GRANATO, F. F.. Prática editorial no livro paradidático: estratégias enunciativas e construção do enunciatário-leitor em 'O poeta que fingia'. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
GRANATO, F. F.. A EDIÇÃO COMO PRÁTICA SEMIÓTICA: ANÁLISE DO LIVRO PARADIDÁTICO ?O POETA QUE FINGIA?. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
GRANATO, F. F.. O MEC no ambiente digital: novas formas de interação. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
GRANATO, F. F.. A apresentação do MEC no ambiente digital. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
GRANATO, F. F.. Práticas comunicativas do MEC no ambiente digital. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
GRANATO, F. F.. O professor contemporâneo e suas práticas comunicativas: novas formas de vida. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
GRANATO, F. F.. Formas de comunicação do MEC no ambiente digital: conteúdo, forma, argumentos e credibilidade. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GEL Grupo de Estudos Linguísticos.A EDIÇÃO COMO PRÁTICA SEMIÓTICA: ANÁLISE DO LIVRO PARADIDÁTICO ?O POETA QUE FINGIA?. 2018. (Seminário).

2.
III Congresso Mackenzie Letras em Rede. DAS ESTRATÉGIAS EDITORIAIS ÀS ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS: ANÁLISE SEMIÓTICA DE UMA OBRA PARADIDÁTICA. 2018. (Congresso).

3.
Prof. Dr. Jean-Pierre Bertrand (Université de Liège) La poésie visuelle à l?épreuve de la théorie des langages syncrétiques: quelques cas belgo-brésiliens. 2018. (Outra).

4.
SELin X Seminário de Estudos Linguísticos da UNESP.PRÁTICA EDITORIAL NO LIVRO PARADIDÁTICO: ESTRATÉGIAS ENUNCIATIVAS E CONSTRUÇÃO DO ENUNCIATÁRIO-LEITOR EM ?O POETA QUE FINGIA?. 2018. (Seminário).

5.
ALED Brasil.O MEC no ambiente digital: novas formas de interação. 2016. (Outra).

6.
ALED Brasil - Discurso e Análise de Discurso - Profº Dominique Maing. 2016. (Outra).

7.
ALED Brasil - Questões para analistas do discurso Profº Drº Sírio Possenti. 2016. (Outra).

8.
JIG II Jornada Internacional GEMInIS. A apresentação do MEC no ambiente digital. 2016. (Congresso).

9.
VII SELINFRAN.Práticas comunicativas do MEC no ambiente digital. 2016. (Seminário).

10.
A semiótica face aos grandes desafios sociais do século XXI - Profº Drº Jacques Fontanille. 2015. (Outra).

11.
Aula Magma: Linguagens, Discurso e produção de Efeitos Identitários-Drª Maria do Rosário Gregolim. 2015. (Encontro).

12.
IV Colóquio Internacional de Análise do Discurso.O professor contemporâneo e suas práticas comunicativas: novas formas de vida. 2015. (Outra).

13.
Práticas semióticas e formas de vida da mulher brasileira - Edna Maria F. S. Nascimento. 2015. (Encontro).

14.
VI SELINFRAN.FORMAS DE COMUNICAÇÃO DO MEC NO AMBIENTE DIGITAL: CONTEÚDO, FORMA, ARGUMENTOS E CREDIBILIDADE. 2015. (Seminário).

15.
30 anos com Foucault - Grupo GEADA - Unesp Araraquara. 2014. (Encontro).

16.
Encontro de Contação de História com Fabiana Fonseca. 2011. (Encontro).

17.
Alternativas para a formação de leitores- por Tania Mariza Kuchenbecker Rosing- SESC Ribeirão Preto. 2010. (Encontro).

18.
II Bienal de Psicanálise e Cultura da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto- Paixão e Paixões - Viagem às nascentes do sentido. 2010. (Simpósio).

19.
Seminário de Semiótica Ignácio Vive: 10 anos de Grupo CASA - Unesp Araraquara. 2010. (Seminário).

20.
O Trabalho com Práticas de Linguagem em Projetos Didáticos no Ensino Fundamental 2- Estudos da Escola da Vila de São Paulo - Profª Angela Kim Arahata. 2009. (Oficina).

21.
Congresso Paulista sobre Avaliação na Educação. 2007. (Congresso).

22.
II Seminário Psicopedagógico de Franca. 2007. (Seminário).

23.
Uma proposta para a criança expressar-se em todas as suas linguagens- Maria Virginia Gastaldi e Adriana Klisys - Projeto Buriti Mirim. 2007. (Encontro).

24.
II Congresso Regional de Literatura Infanto-Juvenil- Regina Zilberman, Bartolomeu Campos de Queirós, Pedro bandeira e Fanny Abramovich. 2005. (Congresso).

25.
I Seminário Psicopedagógico de Franca. 2005. (Seminário).

26.
I Encontro de Psicanálise e Educação- Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto. 2003. (Encontro).

27.
Trabalhando com Projetos e o Ensino da Língua- Floriana Cavallete - Ed. Scipione. 2003. (Encontro).

28.
XXXIII Semana de Letras do Centro Universitário Barão de Mauá. 2003. (Encontro).

29.
Palestra com Thereza Anália Cochar Magalhães- Ed. Saraiva. 2002. (Encontro).

30.
Encontro de Educadores do Centro Universitário Barão de Mauá- Celso Vasconcelos e Menalton Braff. 2000. (Encontro).

31.
Semana de Pedagogia - Os (des) caminhos da Educação - Centro Universitário Barão de Mauá. 1999. (Simpósio).



Outras informações relevantes


No ano (2014) apresentou-se como aluna especial do programa de pós graduação em Linguística da UFSCar. Cursou, no primeiro semestre, a disciplina "Discurso, Semiologia e História", ministrada pela Profª Dra. Vanice Sargentini e, no segundo semestre, a disciplina" Estudos da Leitura na Análise do Discurso e na História Cultural", ministrada pela Profª Dra. Luzmara Curcino Ferreira.
No ano de (2016 e 2017) apresentou-se como aluna especial no programa de pós-graduação em Linguística da UNESP (Araraquara). Cursou, no primeiro semestre de 2016, a disciplina" Práticas Semióticas", ministrada pelo Profº Dr. Jean Cristtus Portela e, no primeiro semestre de 2017, a disciplina "O gênero em abordagem semiótica", ministrada pelo Profº Dr. Matheus N. Schwartzmann.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 7:13:25