Rafael Marchesan Tauil

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4590034948734112
  • Última atualização do currículo em 25/06/2018


Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos ? UFSCar/University of Bristol ? UoB. Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Paulo ? UNIFESP. Graduado em Sociologia e Politica pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo ? FESPSP. Trabalha atualmente como professor de Sociologia Jurídica, Antropologia Jurídica e Teoria Geral do Estado/Ciência Política na Escola Paulista de Direito ? EPD e integra o quadro de pesquisadores do Laboratório de Política e Governo ? LabPol (FCLAR ? UNESP). Já atuou na área de pesquisas de intenção de voto e recenseamento de população em situação de rua, além de ter prestado consultoria para a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da cidade de São Paulo ? SEMPIR. Além disto, trabalhou durante 4 anos no mercado financeiro como analista e gerente de contas do banco Citibank S\A. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rafael Marchesan Tauil
Nome em citações bibliográficas
TAUIL, R. M.


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Doutorado em Ciencia Politica.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
com período sanduíche em University of Bristol (Orientador: Terrell Foster Carver).
Título: Intelectuais e Política no Brasil: da teoria do populismo à reconciliação com a tradição republicana na interpretação de Francisco Weffort, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Milton Lahuerta.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Francisco Weffort; Interpretação do Brasil; Pensamento Político Brasileiro; Intelectuais.
2010 - 2012
Mestrado em Ciências Sociais.
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Título: Octavio Ianni: O Início de uma Trajetória Intelectual,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Carlos Alberto Bello e Silva.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Interpretação do Brasil; Marxismo; Seminário do Capital; Intelectuais.
2004 - 2008
Graduação em sociologia e politica.
Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, FESPSP, Brasil.
Título: Florestan Fernandes, Octavio Ianni e Fernando Henrique Cardoso: Problema do negro na sociedade de classes em formação.
Orientador: Rogerio Baptistini Mendes.




Formação Complementar


2012 - 2012
IELTS Exam Preparation Course at Advanced Level. (Carga horária: 80h).
United International College, UIC, Grã-Bretanha.
2010 - 2011
EFL General English. (Carga horária: 240h).
International House of Bristol, IH, Grã-Bretanha.


Atuação Profissional



University of Bristol, BRISTOL, Inglaterra.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Escola Paulista de Direito, EPD, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 2
Outras informações
Coordenador do núcleo jurídico de atividades complementares.

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4
Outras informações
Professor, ministrando as disciplinas de Sociologia Jurídica, Antropologia Jurídica e Teoria Geral do Estado/Ciência Política.


Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, FESPSP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultor, Carga horária: 40
Outras informações
Consultoria e assessoria à Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial de São Paulo na construção do Plano Municipal de Promoção da Igualdade Racial.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Supervisor de campo, Carga horária: 12
Outras informações
Supervisão de campo e controle de qualidade do censo das pessoas em situação de rua nos logradouros públicos da cidade de São Paulo

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Voluntário, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 4
Outras informações
Monitoria na disciplina de Pensamento Político Social Brasileiro sob a supervisão do Prof. Dr. Rogério Baptistini Mendes.


Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Citibank S\A, CITI S\A, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Analista de planejamento, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2016 - 2016
Pensamento Político e História das Ideias: Compreendendo Diferentes Abordagens e Métodos Interpretativos no Reino Unido
Descrição: Esta pesquisa tem como objetivo aprofundar nossa compreensão sobre a relação entre ideias, formulações intelectuais e prática política. O campo acadêmico britânico apresenta uma importante tradição no estudo do Pensamento Político e da História das Ideais, o que nos motivou a compreender melhor de que maneira esta relação entre intelectualidade e política vem sendo investigada neste país. No Brasil nos dedicamos a compreender de que modo a recepção da obra de Karl Marx por um grupo de intelectuais contribuiu com a produção teórica destes estudiosos e, a partir disto, de que forma estes intelectuais se inseriram no campo político, pautando suas ações práticas a partir de uma perspectiva classista de compreensão da sociedade. Em Bristol realizaremos uma pesquisa de caráter investigativo, buscando em livros, teses e dissertações, o modo pelo qual diferentes pesquisadores vêm procurando entender as relações entre ideias e política. Além disto, buscaremos nos aperfeiçoar na utilização dos métodos interpretativos do Contextualismo Linguístico e da Análise do Discurso para compreender melhor estas relações..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (3) .
Integrantes: Rafael Marchesan Tauil - Coordenador / Milton Lahuerta - Integrante / Terrell Foster Carver - Integrante.
2013 - Atual
Intelectuais e Política no Brasil: da teoria do populismo à reconciliação com a tradição republicana na interpretação de Francisco Weffort
Descrição: Nesta pesquisa pretende-se analisar a trajetória político-intelectual de Francisco Correa Weffort, bem como sua interpretação do Brasil. Nossa hipótese principal sustenta que Weffort, com a formulação da teoria do populismo, construiu uma espécie de justificativa ex-ante para a criação do PT, em 1979. A outra hipótese que nos orienta centra-se na ideia de que a atuação como Secretário Geral do PT, durante a década de 1980, o teria levado a iniciar uma radical mudança em sua leitura da história nacional. Nas primeiras interpretações, especificamente naquelas sobre o populismo, há um entendimento de que a efetiva democratização do Brasil exigiria a ruptura com a tradição republicana centrada no tema da construção da nação. Teria sido exatamente tal leitura da realidade, com foco na crítica ao caráter demagógico do populismo, o principal motivo de seu engajamento em prol da criação de uma nova agremiação política dos trabalhadores que afirmasse não só uma perspectiva classista, como também rompesse com o conformismo e com a conciliação de classe típicos, em sua visão, tanto da tradição trabalhista quanto do PCB. Essa forma de pensar, que visava romper com marcos conceituais da tradição nacional-populista, ganhou corpo depois do golpe militar de 1964 e tornou-se hegemônica no ambiente acadêmico e entre a esquerda não vinculada ao PCB, durante a década de 1970, levando uma parcela expressiva da intelectualidade a viver a experiência da política e a se engajar na criação do Partido dos Trabalhadores. Não obstante, a despeito da "vitória" de sua interpretação, a prova da prática não teria sido nada fácil para Francisco Weffort, fazendo com que, depois de ter ocupado o cargo de Secretário Geral na década de 1980 e coordenado a campanha de Lula a presidência da República, em 1994, se afastasse do PT e assumisse o cargo de Ministro da Cultura de Fernando Henrique Cardoso. Com isso, Weffort efetivou um giro no modo de pensar a realidade nacional e de uma perspectiva de ruptura com a tradição republicana, paulatinamente, passou a se identificar com uma posição que reconhece como positivos elementos constitutivos da tradição que inicialmente pretendera negar. Essas novas interpretações sobrepujaram substancialmente suas leituras sobre a realidade nacional, levando-o a reconsiderar muitos dos juízos sobre ela. De tal forma que os atores políticos e intelectuais, assim como os processos históricos (como a Revolução de 1930), duramente criticados em suas interpretações iniciais, deixaram de ser vistos de forma negativa, e passaram a ser considerados como importantes para os processos de state-building, de ampliação dos direitos de cidadania e de fortalecimento da democracia no Brasil. Ou seja, superando a visão essencialmente negativa proposta pela teoria do populismo, Weffort efetivou uma espécie de reconciliação com a história do país e com suas tradições intelectuais, especialmente com o chamado nacional-populismo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (3) .
Integrantes: Rafael Marchesan Tauil - Coordenador / Milton Lahuerta - Integrante / Terrell Foster Carver - Integrante.


Membro de corpo editorial


2010 - 2012
Periódico: Pensata Revista dos alunos de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Unifesp


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia Jurídica.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Antropologia Jurídica.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Pensamento Político Brasileiro.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Metodologia no pensamento político.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Teoria Política Moderna.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: História das Ideias.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2012
IELTS - International English Language Testing System - Academic - Overall Band Score 6.0, University of Cambridge.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
TAUIL, R. M.2016TAUIL, R. M.. O Seminário do Capital: Marxismo e ciência. Sociologia (São Paulo. 2006), v. VII, p. 28-31, 2016.

2.
SOARES, A.2016 SOARES, A. ; TAUIL, R. M. ; COLOMBO, L. . O bipartidarismo no Brasil e a trajetória do MDB. Sinais (UFES), v. 1, p. 7-29, 2016.

3.
TAUIL, R. M.2016 TAUIL, R. M.; CARVER, T. F. . Marxism and Democracy: a New Approach to Comprehending the Relationships between Intellectuals and Politics by Examining the Life and Works of the Brazilian 'Activist' and Theoretician Francisco Weffort. Revista de Stiinte Politice. Revue des Sciences Politiques, v. 51, p. 24-38, 2016.

4.
TAUIL, R. M.2015TAUIL, R. M.. Francisco Weffort: Intelectualidade e Política no Brasil. Sociologia (São Paulo. 2006), v. Ano VI, p. 28-33, 2015.

5.
TAUIL, R. M.2015TAUIL, R. M.; COLOMBO, L. . Nacional-Desenvolvimentismo e Marxismo Acadêmico: O Eixo Rio-São Paulo. Revista Florestan, v. 2, p. 105-117, 2015.

6.
TAUIL, R. M.2014TAUIL, R. M.. Florestan Fernandes: Questão Racial e Democracia. Revista Florestan, v. 01, p. 12-23, 2014.

7.
TAUIL, R. M.2014TAUIL, R. M.; SILVA JUNIOR, J. A. . Rearticulação Ideológica e a Política do ?Possível? (Resenha da obra SINGER, A. Os Sentidos Do Lulismo Reforma Gradual e Pacto Conservador. Cia. das Letras, SP, 2012). Revista História, Movimento e Reflexão, v. II, p. 1-4, 2014.

8.
TAUIL, R. M.2014TAUIL, R. M.. A Questão Racial e o Marxismo em Octavio Ianni: O Início de uma Trajetória de Interpretações. Pensata Revista dos Alunos do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNIFESP, v. IV, p. 127-146, 2014.

9.
TAUIL, R. M.2012TAUIL, R. M.. Octavio Ianni: Contribuição à Sociologia Brasileira.. Sociologia (São Paulo. 2006), v. IV, p. 72-75, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
TAUIL, R. M.. Ideias em movimento: A contribuição dos intelectuais na formação do Partido dos Trabalhadores. In: Martín DAlessandro. (Org.). La política en entredicho. Volatilidad global, desigualdades persistentes y gobernabilidad democrática. 1°ed.Buenos Aires: Sociedad Argentina de Análisis Político, 2017, v. 1, p. 1-31.

2.
TAUIL, R. M.; LAHUERTA, M. . Populismo, Democracia e Tradição Republicana: Intelectualidade e Política em Francisco Weffort. In: Martín D?Alessandro ... [et al.]. (Org.). La política en balance: debates y desafíos regionales. 1°ed.Cuyo: SAAP, 2015, v. 1, p. 1-.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
TAUIL, R. M.; TAUIL, C. E. . Duas vertentes do marxismo na formação nacional brasileira. In: XVI Semana de pós-graduação Ciências Sociais - UNESP, 2017, Araraquara. Anais da XVI Semana de pós-graduação Ciências Sociais - UNESP. Araraquara: UNESP, 2017. v. 1. p. 701-718.

2.
TAUIL, R. M.. A contribuição dos intelectuais do CEDEC na formação do Partido dos Trabalhadores. In: 40º Encontro Anual da Anpocs, 2016, Caxambu. Anais do 40º Encontro Anual da Anpocs, 2016.

3.
TAUIL, R. M.. Alguns apontamentos sobre democracia e socialismo em Francisco Weffort. In: XXX Congreso Latinoamericano de Sociología, ALAS Costa Rica 2015 Pueblos en Movimiento: Un Nuevo Diálogo en las Ciencias Sociales, 2015, San Jose. XXX Congreso Latinoamericano de Sociología, ALAS Costa Rica 2015 Pueblos en Movimiento: Un Nuevo Diálogo en las Ciencias Sociales, 2015. p. 1.

4.
TAUIL, R. M.. Das Críticas ao Populismo à Busca pela Tradição: Intelectualidade e Política em Francisco Weffort. In: 38° Encontro anual da Anpocs, 2014, Caxambu. Anais do 38º Encontro Anual da Anpocs, 2014.

5.
TAUIL, R. M.. O marxismo entre RJ e SP: o ISEB e o Seminário do Capital. In: V Colóquio Internacional Marx e os Marxismos, 2013, São Paulo. Anais do V Colóquio Internacional Marx e os Marxismos 2013. São Paulo: Lemarx - CENEDIC - USP, 2013. p. 252-267.

6.
TAUIL, R. M.. A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. In: X Semana de Pós Graduação em Sociologia, 2011, Araraquara. Anais da X Semana de Pós-Graduação em Sociologia, 2011. p. 201-210.

7.
TAUIL, R. M.. A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. In: IV Seminário Científico Internacional Teoria Política do Socialismo, 2011, Marília. IV Seminário Científico Internacional Teoria Política do Socialismo, 2011. v. 4. p. 1-15.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
TAUIL, R. M.; CARVER, T. F. . Marxism and democracy: a new approach to comprehending the relationships between intellectuals and politics in the life and works of the Brazilian ?activist? and theoretician Francisco Weffort. In: 6th International Conference: After communism: East and West under scrutiny, 2016, Craiova. Book of abstracts of the 6th International Conference: After communism: East and West under scrutiny. Craiova: Editura Sitech, 2016. v. 6. p. 137-138.

2.
TAUIL, R. M.. The Academic Trajectory of Octavio Ianni on Racial Relations. In: Seventh International Conference on Interdiscplinary Social Sciences, 2012, Barcelona. SEVENTH INTERNATIONAL CONFERENCE ON INTERDISCIPLINARY SOCIAL SCIENCES, 2012. p. 51-51.

Apresentações de Trabalho
1.
TAUIL, R. M.. Intellectuals and Politics in Brazil: from populism theory to the reconciliation with the republican tradition in Francisco Weffort interpretation. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
TAUIL, R. M.; TAUIL, C. E. ; LAHUERTA, M. ; MENDES, R. B. . Ideias em movimento: A contribuição dos intelectuais na formação do Partido dos Trabalhadores. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
TAUIL, R. M.; CARVER, T. F. . Marxism and democracy: a new approach to comprehending the relationships between intellectuals and politics in the life and works of the Brazilian ?activist? and theoretician Francisco Weffort. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
TAUIL, R. M.. Political Thought and History of Ideas: Comprehending Different Approaches and Interpretative Methods in the United Kingdom. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
TAUIL, R. M.. A contribuição dos intelectuais do Cedec na formação do Partido dos Trabalhadores. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
TAUIL, R. M.. Intelectuais e Política no Brasil: da teoria do populismo à reconciliação com a tradição republicana na interpretação de Francisco Weffort. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
TAUIL, R. M.. Populismo, democracia e tradição republicana: intelectualidade e política em Francisco Weffort. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
TAUIL, R. M.. Alguns apontamentos sobre democracia e socialismo em Francisco Weffort. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
TAUIL, R. M.. Francisco Weffort: Entre a Interpretação Intelectual e a Prática Política. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
TAUIL, R. M.. Intelectuais e Política no Brasil: da teoria do populismo à reconciliação com a tradição republicana na interpretação de Francisco Weffort. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
TAUIL, R. M.. Das Críticas ao Populismo à Busca pela Tradição: Intelectualidade e Política em Francisco Weffort. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
TAUIL, R. M.. O marxismo entre RJ e SP: o ISEB e o Seminário do Capital. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

13.
TAUIL, R. M.. Questão Racial e Desenvolvimento: A Cadeira I de Sociologia Uspiana. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
TAUIL, R. M.. The Academic Trajectory of Octavio Ianni on Racial Relations. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
TAUIL, R. M.. A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
TAUIL, R. M.. A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
TAUIL, R. M.. A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

18.
TAUIL, R. M.; GORETE, M. ; CASTRO, M. C. . As Diferentes Apropriações da Teoria Marxista. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
TAUIL, R. M.; CASTRO, M. C. ; SANTANA, F. ; JURCA, R. ; MASSA, A. C. . Entrevista com o cientista político Michel Lowy: Problematizando a esquerda, o marxismo e a América Latina 2012 (Entrevista Periódico Acadêmico Pensata com o cientista político Michel Lowy).

2.
TAUIL, R. M.; RABELO, A. C. ; PUCCINELI, B. ; OLIVEIRA, F. ; MARCON, K. ; RAMOS, R. A. . Entrevista com o Antropólogo Julio Assis Simões: Reflexões sobre a carreira e a formação do cientista social no Brasil a partir de um contexto biográfico 2011 (Entrevista Periódico Acadêmico Pensata com o Antropólogo Julio Assis Simões).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
FREITAS, C. C. M. ; TAUIL, R. M. ; SABOIA, E. F. ; BERGAMIN, M. A. . Documento Síntese - 3° Conferência Municipal da Igualdade Racial de São Paulo. 2013.

2.
FREITAS, C. C. M. ; TAUIL, R. M. ; SABOIA, E. F. ; BERGAMIN, M. A. . Plano Municipal de Promoção da Igualdade Racial de São Paulo. 2013.

3.
FREITAS, C. C. M. ; TAUIL, R. M. ; SABOIA, E. F. ; BERGAMIN, M. A. . Documento Base - 3° Conferência Municipal da Igualdade Racial de São Paulo. 2013.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
TAUIL, R. M.; PRETE, A. C. L. . I Simpósio Multiprofissional e Interdiciplinar da Saúde. 2018. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
NASCIMENTO, A. S. ; SILVA, A. P. ; ANTONIO, G. H. B. ; TAUIL, C. E. ; LIMA, G. I. C. A. ; TAUIL, R. M. . Democracia na América Latina com o prof. Jaime Preciado Coronado. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
TAUIL, R. M.; TREVISAN, E. . O Caso Pizzolato. 2015. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Redes sociais, websites e blogs
1.
TAUIL, R. M.. A ressaca do impeachment. 2016; Tema: Impeachment. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
TAUIL, R. M.; LAHUERTA, M. . Relatório parcial 1 apresentado à FAPESP para acompanhamento do desenvolvimento da pesquisa de doutorado. 2017. (Relatório de pesquisa).

2.
TAUIL, R. M.; LAHUERTA, M. ; CARVER, T. F. . Report presented to FAPESP as results of the PhD visitant student?s program in the University of Bristol Bristol ? United Kingdom. 2016. (Relatório de pesquisa).

3.
TAUIL, R. M.; LAHUERTA, M. . Relatório parcial 1 apresentado à FAPESP para acompanhamento do Desenvolvimento da pesquisa de doutorado. 2015. (Relatório de pesquisa).

4.
TAUIL, R. M.. Metodologia da Pesquisa Científica. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
COLOMBO, L.; TAUIL, R. M.; BAPTISTA, K. A.. Participação em banca de Bianca Vasconcelos Rocha Dias.Mulheres na política: Uma análise do instrumento inclusivo brasileiro. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

2.
TAUIL, R. M.. Participação em banca de Geraldo Meirelles Junqueira Franco.A Transição da Ordem Escravocrata para a Ordem Social Competitiva. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em sociologia e politica) - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Coups from 27 may 1960 to 15 july 2016; coups from the past to the future and democracy culture in Turkey.Intellectuals and Politics in Brazil: from populism theory to the reconciliation with the republican tradition in Francisco Weffort interpretation. 2017. (Seminário).

2.
XIII Congresso Nacional de Ciência Política. Ideias em movimento: A contribuição dos intelectuais na formação do Partido dos Trabalhadores. 2017. (Congresso).

3.
40º Encontro Anual da Anpocs. A contribuição dos intelectuais do Cedec na formação do Partido dos Trabalhadores. 2016. (Congresso).

4.
6th International Conference: After communism: East and West under scrutiny. Marxism and democracy: a new approach to comprehending the relationships between intellectuals and politics by examining the life and works of the Brazilian "activist" and theoretician Francisco Weffort. 2016. (Congresso).

5.
In Praise of forgetting historical memory and its ironies - David Rieff. 2016. (Outra).

6.
Research seminars at Institute of Historical Research ? History of Political Ideas ? University of London (School of Advanced Studies). 2016. (Encontro).

7.
5° Ateliê Internacional do Pensamento Social: Debates sobre modos e metodologias de pesquisa na área de pensamento social - CPDOC - FGV. 2015. (Outra).

8.
XII Congreso Nacional de Ciencia Política - SAAP. Populismo, Democracia e Tradição Republicana: Intelectualidade e Política em Francisco Weffort. 2015. (Congresso).

9.
XXX Congreso Latinoamericano de Sociología, ALAS Costa Rica 2015 Pueblos en Movimiento: Un Nuevo Diálogo en las Ciencias Sociales. Algunos apontamentos sobre democracia e socialismo em Francisco Weffort. 2015. (Congresso).

10.
38 Encontro anual da Anpocs.Das Críticas ao Populismo à Busca pela Tradição: Intelectualidade e Política em Francisco Weffort. 2014. (Encontro).

11.
4° Ateliê de Pensamento Social ? Fazeres e Escritos: Pensando a Pesquisa e a Publicação.Intelectuais e Política no Brasil: da teoria do populismo à reconciliação com a tradição republicana na interpretação de Francisco Weffort. 2014. (Encontro).

12.
3° Ateliê do Pensamento Social - Ideias, Textos e Conceitos; Novas Perspectivas Comparativas.Questão Racial e Desenvolvimento: A Cadeira I de Sociologia Uspiana. 2013. (Outra).

13.
V Colóquio Marx e os Marxismos.O marxismo entre RJ e SP: o ISEB e o Seminário do Capital. 2013. (Outra).

14.
Seventh International Conference on Interdiscplinary Social Sciences. The Academic Trajectory of Octavio Ianni on Racial Relations. 2012. (Congresso).

15.
"Balanço do Governo, Lula e Perspectivas do Atual Governo". 2011. (Outra).

16.
"O Lugar das Idéias: Centro e Periferia no Pensamento Político-Social". 2011. (Seminário).

17.
35° Encontro Anual da ANPOCS. 2011. (Encontro).

18.
A Questão Nacional do Pensamento Político-Social Brasileiro. 2011. (Seminário).

19.
Ciclo de debate "Recepção do Pensamento de Gramsci no Brasil". 2011. (Encontro).

20.
Identidades e Alteridades nas Ciências Sociais. 2011. (Encontro).

21.
III Seminário de Iniciação Científica da FESPSP.Pensamento Político e Social. 2011. (Seminário).

22.
IV Colóquio Internacional Marx e os Marxismos.A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. 2011. (Outra).

23.
IV Semana de Ciências Sociais - 140 anos da Comuna de Paris. 2011. (Encontro).

24.
IV Seminário Científico Internacional Teoria Política do Socialismo.A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. 2011. (Seminário).

25.
X Semana de Pós Graduação em Sociologia.A Revolução Passiva e as Metamorfoses do Escravo. 2011. (Outra).

26.
II Seminário de Iniciação Científica da FESPSP.Arte, Mídia, Cultura e Política. 2010. (Seminário).

27.
Seminário Histórias e Narrativas da Sociologia no Brasil. 2009. (Seminário).

28.
XIV Congresso Brasileiro de Sociologia. 2009. (Congresso).

29.
EPESP-II Encontro de Pesquisadores da Escola de Sociologia e Política.Estudo da Incorporação do Negro na Sociedade de Classes a partir da Escola Uspiana. 2008. (Encontro).

30.
Grupo de Estudos sobre o Brasil Moderno.Brasil Contemporâneo. 2008. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
TAUIL, R. M.; SOARES, A. ; BEIJATO JUNIOR, R. . Os obstáculos da democracia no Brasil. 2018. (Outro).

2.
TAUIL, R. M.; PINTO, M. T. ; LOPEZ, J. P. R. . What has to be done with Marx today?. 2016. (Outro).

3.
RABELO, A. C. ; TAUIL, R. M. ; Puccinelli, B. ; OLIVEIRA, F. ; MARCON, K. ; RAMOS, R. A. . Lançamento da 1° edição da Revista Pensata no 35° Encontro Anual da ANPOCS. 2011. (Outro).

4.
RAMOS, R. A. ; RABELO, A. C. ; PUCCINELI, B. ; TAUIL, R. M. ; MARCON, K. ; OLIVEIRA, F. . Pensata em Diálogo: olhares e reflexões sobre o atual cenário dos programas de pós-graduação em Ciências Sociais no Brasil.. 2011. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Vanessa Aparecida da Silva Milan. Assentamentos rurais: Política agrária como instrumento de política pública. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA: Gestão Pública) - Escola Paulista de Direito. (Orientador).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/10/2018 às 19:24:37