Natália Brasil Dib

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0894692425002274
  • Última atualização do currículo em 20/11/2018


Doutoranda em Direito Econômico e Socioambiental junto a PUCPR. Mestre em Direito Econômico e Socioambiental pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR. Graduada pelo Centro Universitário Curitiba - UNICURITIBA e especialista em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários - IBET. Vice presidente Junior da World Complexity Science Academy - WCSA e Pesquisadora do Instituto Brasileiro de Procedimento e Processo Tributário - IPPT. Professora de Direito e Processo Tributário. Advogada no escritório Marins Bertoldi Advogados Associados. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Natália Brasil Dib
Nome em citações bibliográficas
DIB, N. B.;DIB, NATÁLIA BRASIL;BRASIL DIB, NATALIA


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em Direito.
Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR, Brasil.
Orientador: André Parmo Folloni.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2014 - 2015
Mestrado em Direito.
Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR, Brasil.
Título: A tributação à luz da teoria do bem jurídico: análise de suas dimensões e funções junto ao desenvolviimento,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: André Parmo Folloni.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Tributação.; Complexidade; Desenvolvimento,; Bem jurídico tributário.
2011 - 2013
Especialização em Especialização em Direito Tributário. (Carga Horária: 360h).
IBET Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, IBET, Brasil.
Título: Fins da Pena nos crimes contra a Ordem Tributária ? uma análise da pena como ?técnica auxiliar de arrecadação?..
2006 - 2010
Graduação em DIREITO.
Centro Universitário Curitiba, UNICURITIBA, Brasil.
Título: Princípio da Insignificância nos Crimes Tributário: seu limite de aplicação.
Orientador: Fábio André Guaragni.




Formação Complementar


2011
Curso de Especialização em Direito Tributário. (Carga horária: 360h).
IBET Instituto Brasileiro de Estudos Tributários, IBET, Brasil.
2015 - 2015
Perspectivas para a Análise Econômica do Direito. (Carga horária: 8h).
Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR, Brasil.
2011 - 2011
Summer Courses on Private International Law. (Carga horária: 60h).
Hague Academy Of International Law, Holanda.
2008 - 2008
Contabilidade Empresarial. (Carga horária: 20h).
C.W. Müller & A.N. Müller Ltda., C.W. & A. N., Brasil.


Atuação Profissional



Pontifícia Universidade Católica do Paraná, PUC/PR, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 4

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: mestranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: mestranda


Centro Universitário Curitiba, UNICURITIBA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: graduanda


Kraft Foods do Brasil, KRAFT, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Advogada, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2010 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assistente Legal, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 30


Gomes Coelho e Bordin Advogados Associados, GCEB, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40


Instituto Brasileiro de Procedimento e Processo Tributário, IPPT, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora


Empresas de Água Ouro Fino Ltda., EAOF LTDA., Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Conselheira Fiscal, Enquadramento Funcional: Autônomo


Marins Bertoldi Advogados Associados, MBAA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Advogada Associada, Enquadramento Funcional: advogada, Carga horária: 40


Faculdade Sant´ana, SANT´ANA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 8


Faculdade de Educação Superior do Paraná, FESP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidade, Carga horária: 4


FAE Business School, FAE, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 10


Universidade Positivo, POSITIVO, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 4


Escola Superior de Advocacia - OAB/PR, ESA, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 6



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
A liberdade como critério de desenvolvimento e suas implicações na obra de Amartya Sen: novos fundamentos e critérios de legitimidade para a tributação
Descrição: O objetivo geral do projeto é pesquisar a produção teórica recente de Amartya Sen tendo como fio condutor o problema da liberdade e a evolução desse conceito nos últimos três séculos. É uma pesquisa inicial de um projeto mais amplo, de longo prazo, de revisão da teoria do Direito Tributário em sua relação com os direitos de liberdade. O percurso intelectual recente de Amartya Sen envolve cinco obras fundamentais: On Ethics and Economics (1987), Inequality Reexamined (1992), Development as Freedom (1999), Racionality and Freedom (2004) e The Idea of Justice (2009). A primeira é uma crítica a um pressuposto fundamental do pensamento econômico moderno: o comportamento humano auto interessado e o auto interesse como critério de racionalidade. Sen mostra que o comportamento livre também se funda em outros motivos e que o auto interesse é um critério de racionalidade estreito e, muitas vezes, equivocado. Nem todo comportamento humano, mesmo auto interessado, é racional, e comportamentos não auto interessados podem ser racionais. A segunda reexamina o problema da desigualdade sobre bases que serão desenvolvidas nas obras posteriores. A terceira é uma crítica aos critérios de desenvolvimento baseados em renda, utilidades (prazer, felicidade) ou liberdades formais (liberties), compreendendo o desenvolvimento como um processo complexo e circular, que depende de várias formas de liberdades substanciais (freedoms) e as realiza. Mas, se o desenvolvimento depende da liberdade substancial e a realiza; e se liberdade significa, dentre outras coisas, a possibilidade de escolher como agir; então é preciso investigar até que ponto é possível, e como, fazer escolhas racionais, isto é, escolhas concretas que podem ser objetivamente avaliadas como melhores do que suas alternativas. Esse é o objeto da terceira obra (única delas sem edição brasileira). A última parte de uma retomada dos temas trabalhados nos livros anteriores para sistematiza-los, aprofundá-los e levá-los adiante, tendo como fio condutor um diálogo com a teoria da justiça de John Rawls. Essa produção pode ser compreendida como uma tentativa de recuperar, para a Economia, a preocupação com os problemas concretos enfrentados pelas pessoas na sua batalha diária por uma vida de qualidade, na qual adquiram capacidades para realizar aquilo que têm boas razões para desejar e valorar; para a Ética, a preocupação com as tomadas de decisão concretas que as pessoas precisam fazer ao se depararem com mais de um caminho a seguir; para a Filosofia Política, as relações concretas entre as liberdades substanciais que as pessoas têm ou das quais são privadas e o ambiente social e político em que elas se inserem, inclusive ? e sobretudo ? a justificação de políticas públicas de garantia e promoção de liberdades; e, para o Direito, o exame das teorias e normas, especialmente constitucionais, de proteção de liberdades individuais e de promoção de condições socioeconômicas de atuação livre em sociedade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Direito Penal Econômico:repercussões da sociologia contemporânea
Descrição: O projeto, de marcado caráter interdisciplinar, explora as repercussões dos modelos explicativos dos fenômenos sociais contemporâneos, a partir da sociologia, no direito penal econômico - DPE. Abre-se espaço para o estudo da sociedade de consumo e DPE, sociedade de risco e DPE, sociedade da informação e DPE, sociedade da decepção e DPE, sociedade pós-moderna e DPE, a partir dos pensamentos teóricos de Baudrillard, Beck, Castells, Lipovetsky, Bauman, respectivamente. Pretende-se demarcar, a partir daí, o impacto do DPE na sustentabilidade da atividade empresarial, bem como os efeitos no campo da inclusão social e econômica, tudo à luz dos limites constitucionais ao poder punitivo, de um lado, e do poder dever de prover segurança a todos, cometido ao Estado, de outro...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Tributação, Complexidade e Desenvolvimento Sustentável
Descrição: O grupo compreende a Complexidade como uma tripla via: Existe uma via teórica: complexidade é uma explicação de como funcionam sistemas complexos, especialmente os adaptativos (complex adaptative systems, CAS), e quais são as peculiaridades do Direito enquanto um CAS. Existe uma via epistemológica, que congrega estudos a respeito de uma forma de pensar e de compreender apropriada ao enfrentamento dos sistemas complexos. Existe uma via normativa. As teorias da complexidade podem ajudar a alcançar um grau mais seguro de legitimidade científica para auxiliar na elaboração leis tributárias que atuem no ambiente socioeconômico, com efetividade suficiente para, respeitando o meio-ambiente e a sustentabilidade, contribuir com os objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, notadamente o desenvolvimento nacional sustentável...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
Grupo de pesquisa científica em Direito Penal Econômico
Descrição: Grupo de pesquisa realizado durante a graduação em direito, junto ao grupo de iniciação científica do Mestrado da UNICURITIBA, sob coordenação do professor Fábio André Guaragni, em que se buscou as consequências da globalização no Direito Penal, em especial no Direito Penal Econômico relacionando este com os conceitos sociológicos de sociedade de risco,sociedade de consumo, bem como com a filosofia da linguagem. Passou-se, então, pela análise de Ulrich Beck; Zygmunt Bauman, Habermas, Niklas Luhmann. O grupo teve por objetivo entender quais os reflexos desses conceitos sociológicos e filosóficos no Direito Penal Econômico, em seus aspectos como: a responsabilização da pessoa jurídica, as finalidades da pena, a proteção de bens jurídicos supra-individuais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2017 - Atual
Periódico: CADERNOS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO - PPGDIR./UFRGS


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
DIB, N. B.2018DIB, N. B.; LIMA, SÉRGIO FERNANDO FERREIRA DE . Aspectos da resiliência do Sistema Tributário Brasileiro. REVISTA QUAESTIO IURIS, v. 11, p. 559-575, 2018.

2.
PETROCCIA, SARA2018PETROCCIA, SARA ; FERONE, EMILIA ; BRASIL DIB, NATALIA . Innovation in citizenship policies. Revue Internationale de Sociologie, v. 1, p. 1-10, 2018.

3.
PITASI, ANDREA2018PITASI, ANDREA ; BRASIL DIB, NATALIA ; PORTOLESE, GIOVANA . Legislative innovation. Towards a global law. Making process: the case of global citizenship policy modelling. Revue Internationale de Sociologie, v. 1, p. 1-11, 2018.

4.
FOLLONI, A. P.2015 FOLLONI, A. P. ; DIB, N. B. . Notas sobre a tributação como bem jurídico coletivo. RECHTD. Revista de Estudos Constitucionais, Hermenêutica e Teoria do Direito, v. 7, p. 323-333, 2015.

5.
FOLLONI, ANDRÉ2015 FOLLONI, ANDRÉ ; DIB, NATÁLIA BRASIL ; LIMA, SÉRGIO FERNANDO FERREIRA DE . A teoria dos sistemas-mundo de Immanuel Wallerstein: a pesquisa jurídica e o caso do direito tributário '. Quaestio Iuris (Impresso), v. 8, p. 2556-2572, 2015.

6.
DIB, N. B.;DIB, NATÁLIA BRASIL;BRASIL DIB, NATALIA2012DIB, N. B.; GUARAGNI, F. A. . O princípio da insignificância e os crimes contra a ordem tributária: linhas críticas à jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça.. Revista Jurídica (FIC), v. 1, p. 378-405, 2012.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
DIB, N. B.. BEM JURÍDICO TRIBUTÁRIO: Uma análise a partir de suas funções e dimensões. 1. ed. Porto Alegre: PRO INNOVATION - GRUPO MULTIFOCO, 2017. v. 1. 206p .

Capítulos de livros publicados
1.
DIB, N. B.; PETROCCIA, S. . Development As Citizenship Expansion A systemic approach to the globalizing law system. In: Natália Brasil Dib; André Parmo Folloni; Sara Petroccia. (Org.). Development As Citizenship Expansion A systemic approach to the globalizing law system. 1ed.Curitiba: ÍTHALA, 2018, v. 1, p. 9-13.

2.
DIB, N. B.; PITASI, A. . First Part of Transcriptions. In: Natália Brasil Dib; André Parmo Folloni; Sara Petroccia. (Org.). Development As Citizenship Expansion A Systemic Approach To The Globalizing Law System. 1ed.Curitiba: ÍTHALA, 2018, v. 1, p. 13-45.

3.
DIB, N. B.. Hypercitizenship and Development: proposal of relation. In: Natália Brasil Dib; André Parmo Folloni; Sara Petroccia. (Org.). Development As Citizenship Expansion A Systemic Approach To The Globalizing Law System. 1ed.Curitiba: ÍTHALA, 2018, v. 1, p. 69-94.

4.
PETROCCIA, S. ; DIB, N. B. . Development and Citizenship: the excellent vision of the Spinelli Group. In: Natália Brasil Dib; André Parmo Folloni, Sara Petroccia. (Org.). Development As Citizenship Expansion A Systemic Approach To The Globalizing Law System. 1ed.Curitiba: ÍTHALA, 2018, v. 1, p. 161-178.

5.
DIB, N. B.. A aplicação do incidente de desconsideração da personalidade jurídica nas execuções fiscais. In: ANDREASSA JR, Gilberto. GONÇALVES DE OLIVEIRA, Andressa Jarletti.. (Org.). Novo Código de Processo Civil em diálogo com o ordenamento jurídico brasileiro. 1ed.Curitiba: ÍTHALA, 2018, v. 1, p. 219-235.

6.
PORTOLESE, G. ; DIB, N. B. . Lei Complementar n. 160/2017 e a resiliência do sistema tributário brasileiro: um caso prático. In: OLIVEIRA PINTO, Amanda L. BERTOTTI, Bárbara M. KNO´PIK FERRAZ, Miriam O.. (Org.). Reformas legislativas de um estado em crise. 1ed.Curitiba: ÍTHALA, 2018, v. 1, p. 327-348.

7.
ADAMS, T. ; DIB, N. B. ; FERONE, E. ; PETROCCIA, S. ; RUZZEDOU, M. . SYSTEMICS AND INNOVATION PROCESS. In: Tyler Adams Giovana Portolese. (Org.). THE SOCIETY OFTECHNOLOGICAL EVOLUTION. 1ed.Curitiba: Instituto Memória, 2017, v. 1, p. 129-137.

8.
DIB, N. B.; GUARAGNI, F. A. . Insignificância e crimes tributários: críticas à jurisprudência do STJ e STF.. In: José Mário Tafuri; Viviane Coêlho de Séllos-Knoerr; Eloete Camilli Oliveira; Demetrius Nichele Macei.. (Org.). Estudos em Homenagem ao Professor Mansur Theophilo Mansur.. 1ed.Curitiba: Instituto Memória, 2015, v. 1, p. 81-114.

9.
DIB, N. B.; ANDRADE, G. O. . Fins da Pena nos Crimes Contra a Ordem Tributária: uma análise da pena como "técnica auxiliar de arrecadação".. In: Eloete Camilli de Oliveira; Demetrius Nichele Macei. (Org.).. (Org.). Estudos em Homenagem ao Professor Mansur Theophilo Mansur.. 1ed.Curitiba: Instituto Memória, 2015, v. 1, p. 152-173.

10.
DIB, N. B.; LIMA, S. F. F. . Compliance e sistema preventivo de controle sob a perspectiva dos crimes contra o sistema financeiro. In: GUARAGNI, Fábio André; BUSATO, Paulo César (Coord.); DAVID, Décio Franco (Org.).. (Org.). Compliance e Direito Penal. 1ed.São Paulo: Gen/Atlas, 2015, v. 1, p. 235-261.

11.
DIB, N. B.; MISUGI, G. . O desenvolvimento da Ordem Econômica e a busca pela felicidade. In: Everton Das Neves Gonçalves, Samantha Ribeiro Meyer Pflug, Susana Camargo Vieira.. (Org.). Direito econômico e desenvolvimento. 1ed.Florianópolis: CONPEDI, 2015, v. 1, p. 1-22.

12.
FOLLONI, A. P. ; DIB, N. B. . Função promocional do direito e as novas exigências da pesquisa científica em direito tributário. In: CONPEDI E UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA. (Org.). Demetrius Nichele Macei; Maria Tereza Fonseca Dias; João Hélio de Farias Moraes Coutinho. (Org.). Direito tributário II. 1ed.: CONPEDI 2014, 2014, v. 1, p. 117-132.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MEYER JR, V. ; MAMEDIO, D. ; RESSETI, A. ; DIB, N. B. . Managing an association of scavengers: when amateur management matters. In: The Third Sector in Transition: Accountability, Transparency, and Social Inclusion 12th International Conference, 2017, Estocolmo. Working Papers Series Volume X CONFERENCE WORKING PAPERS SERIES, 2016. v. X.

Artigos aceitos para publicação
1.
DIB, N. B.; DUTRA, C. E. P. ; VIEIRA, A. . A superação do reducionismo epistemológico na educação: um panorama do problema. Revista Plurais, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
DIB, N. B.. The Resilience of Brazilian Tax System. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
DIB, N. B.. Managing an association of scavengers: when amateur management matters. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
DIB, N. B.. Tributação no Estado Brasileiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
DIB, N. B.. Aspectos tributários do divórcio, dissolução da união estável e do inventário e partilha. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
DIB, N. B.; MISUGI, G. . O Desenvolvimento da Ordem Socioeconômica e a Busca pela Felicidade. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
DIB, N. B.; FOLLONI, A. P. . Função Promocional do Direito e as Novas Exigências da Pesquisa Científica em Direito Tributário. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Bancas




Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
DIB, N. B.. Congresso Franco-Brasileiro de Direitos Fundamentais e Igualdade. 2018. Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

2.
FOLLONI, ANDRÉ; DIB, N. B.. XXV SEMIC (Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica) da PUCPR. 2017. Pontifícia Universidade Católica do Paraná.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
8TH WCSA Conference. Hypercitizenship and Development. 2018. (Congresso).

2.
8TH WCSA Conference. Is South Dakota v. Wayfair, Inc. Case Relevant to the Digital Economy Taxation?. 2018. (Congresso).

3.
IX Congresso Internacional de Direito Tributário do Paraná. 2018. (Congresso).

4.
WCSA 7th WORLD CONFERENCE. The Resilience of Brazilian Tax System. 2017. (Congresso).

5.
WCSA 7th WORLD CONFERENCE. 2017. (Congresso).

6.
ISTR's 12th International Conference. 2016. (Congresso).

7.
ISTR's 12th International Conference. Managing an association of scavengers: when amateur management matters. 2016. (Congresso).

8.
A Boa Fé nos Contratos Empresariais - Contratos de Transferência da Propriedade Intelectual. 2015. (Seminário).

9.
Análise Econômica do Direito. 2015. (Seminário).

10.
Direito Ambiental Contemporâneo. 2015. (Seminário).

11.
Mesa Redonda: a Inacabada Justiça de Transação no Brasil. 2015. (Seminário).

12.
Mesa Redonda: Energia e Seus Reflexos sobre a Economia. 2015. (Seminário).

13.
Mesa Redonda: Governança e Política Nacional de Resíduos Sólidos. 2015. (Seminário).

14.
Mesa Redonda: Proteção Internacional da Infância e seus Reflexos no Brasil. 2015. (Seminário).

15.
O Problema do Financiamento da Seguridade Social. 2015. (Seminário).

16.
Seminário Internacional - Eficiência Ética na Administração Pública. 2015. (Seminário).

17.
Seminário Política Judiciária e Administração da Justiça. 2015. (Seminário).

18.
Seminário Vinculação da Administração Pública ao Minimo Existencial. 2015. (Seminário).

19.
V Encontro de Direito Tributário e Responsabilidade Social. 2015. (Encontro).

20.
VIII Simpósio de Direito Tributário da PUCPR. 2015. (Simpósio).

21.
A Construção do Espaço: meio ambiente e urbanismo no século XXI. 2014. (Seminário).

22.
Administração Judiciária e Gestão em um Mundo Globalizado. 2014. (Seminário).

23.
A Tributação Ambiental na Europa: ênfase na tributação da energia na Espanha. 2014. (Seminário).

24.
Aula Magna: Grandes Questões da Advocacia e o Poder Judiciário Contemporâneo. 2014. (Seminário).

25.
Desafios e Perspectivas do Direito do Estado. 2014. (Seminário).

26.
Direito Administrativo e Justiça. 2014. (Seminário).

27.
Direitos Sociais e as Formas de Tutela Estatal. 2014. (Seminário).

28.
Elaboração de Políticas Públicas com Base na Governança: O Caso da Política Nacional de Resíduos Sólidos. 2014. (Seminário).

29.
Gestão Urbana, Infraestrutura e Desenvolvimento. 2014. (Seminário).

30.
III Encontro de Direito Tributário e Responsabilidade Social. 2014. (Seminário).

31.
IV Seminário de Investigações Constitucionais. 2014. (Seminário).

32.
Metodologia da Pesquisa Científica: Tratamento de dados. 2014. (Seminário).

33.
Panorama da Pesquisa no Brasil. 2014. (Seminário).

34.
Parcerias Público-privadas e Desenvolvimento. 2014. (Seminário).

35.
Seminário de Direito Socioambiental: Agrobiodiversidade. 2014. (Seminário).

36.
Supremacia do Interesse Público e a Questão dos Direitos Fundamentais. 2014. (Seminário).

37.
I SEMANA DE EXTENSÃO - CIDADANIA, SABERES E TRANSFORMAÇÕES. 2008. (Encontro).

38.
VIII Simpósio Nacional de Direito Constitucional. 2008. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DIB, N. B.. IV SEMANA DE INTEGRAÇÃO DA PUCPR. 2018. (Outro).

2.
FOLLONI, ANDRÉ ; DIB, N. B. . IX SIMPÓSIO DE DIREITO TRIBUTÁRIO DA PUCPR. 2017. (Congresso).

3.
FOLLONI, A. P. ; DIB, N. B. . VIII Simpósio de Direito Tributário da PUC-PR - Tributação e Desenvolvimento. 2015. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
CAMILA DUARTE. O CONCEITO DE DESENVOLVIMENTO NA OBRA DESENVOLVIMENTO COMO LIBERDADE DE AMARTYA SEN. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/12/2018 às 12:41:52