Marco Octávio de Oliveira Pellegrini

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8276625108407031
  • Última atualização do currículo em 07/03/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas, modalidade Biologia Vegetal, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013), e Mestrado em Biodiversidade e Biologia Evolutiva pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2015). Tem experiência na área de Botânica, atuando em projetos de Florística da Mata Atlântica, Taxonomia e Sistemática da ordem Commelinales, e das famílias Basellaceae, Cabombaceae, Mayacaceae e Ranunculaceae. Seus estudos em Commelinaceae têm focado na sistemática e classificação infrafamiliar do grupo, com ênfase nas tribos Commelineae (gêneros Aneilema R.Br. s.l., Commelina L., Floscopa Lour., e Murdannia Royle) e Tradescantieae (gêneros Dichorisandra J.C.Mikan, Siderasis Raf. emend. M.Pell. & Faden, Tradescantia L. emend. M.Pell., e Tripogandra Raf.). Seus estudos em Haemodoraceae têm focado na taxonomia e sistemática das linhagens Neotropicais. Seus estudos em Pontederiaceae têm focado na sistemática e limites genéricos da família, e na taxonomia de Heteranthera Ruiz & Pav. s.l. Também realiza trabalhos de ilustração e fotografia científica, trabalhando com grafite, nanquim, lápis-de-cor e aquarela. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marco Octávio de Oliveira Pellegrini
Nome em citações bibliográficas
PELLEGRINI, M. O. O.;BFG - The Brazil Flora Group (The Brazil Flora Group);DE OLIVEIRA PELLEGRINI, MARCO OCTÁVIO;PELLEGRINI, MARCO O. O.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Instituto de Biociências, Departamento de Botânica.
Cidade Universitária, Rua do Matão 277
Butantã
05508900 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 982073086
URL da Homepage: http://www.researchgate.net/profile/Marco_Pellegrini3/


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em Ciências Biológicas (Botânica).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Sistemática de Commelinales com ênfase em linhagens Neotropicais,
Orientador: Jefferson Prado.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Commelinales; Commelineae; Haemodoraceae; Hanguanaceae; Philydraceae; Pontederiaceae.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal / Especialidade: Morfologia Externa.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Vegetal.
2013 - 2015
Mestrado em BIODIVERSIDADE E BIOLOGIA EVOLUTIVA.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Filogenia e revisão taxonômica de Tradescantia L. seção Austrotradescantia D.R.Hunt (Commelinaceae),Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Cassia Mônica Sakuragui.
Coorientador: Rafaela Campostrini Forzza.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Evolução; trapoeraba; delimitação de espécies.
Grande área: Ciências Biológicas
2008 - 2013
Graduação em Ciências Biológicas - Biologia Vegetal.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Taxonomy and conservation status of Tripogandra warmingiana (Seub.) Handlos (Commelinaceae), a previously obscure taxon from Brazil.
Orientador: Rafaela Campostrini Forzza.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2012 - 2012
Extensão universitária em Introdução a morfometria foliar. (Carga horária: 56h).
Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
2010 - 2010
Introdução à Ilustração Botânica. (Carga horária: 18h).
Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
2010 - 2010
Aquarela Botânica. (Carga horária: 18h).
Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
2008 - 2008
Certificate in Advanced English (CAE).
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.
2006 - 2006
First Certificate in English (FCE).
University of Cambridge, CAM, Inglaterra.


Atuação Profissional



Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Voluntário

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Bolsista de Inciação científica, Carga horária: 20

Atividades

2013 - 2017
Pesquisa e desenvolvimento , Unidade de Botanica Sistematica, .

Linhas de pesquisa
Taxonomia e florística
02/2012 - 03/2013
Estágios , Unidade de Botanica Sistematica, .

Estágio realizado
A família Commelinaceae Mirb. no estado do Rio de Janeiro.

Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Aluno, Enquadramento Funcional: Aluno de Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2008 - 2013
Vínculo: Aluno, Enquadramento Funcional: Aluno de Graduação

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Monitor Acadêmico, Enquadramento Funcional: Monitor voluntário de Vegetais Superiores, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Monitor Acadêmico, Enquadramento Funcional: Monitor voluntário Taxonomia de Angiospermas, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Monitoria Acadêmica, Enquadramento Funcional: Monitor bolsista de Vegetais Superiores, Carga horária: 8

Atividades

04/2013 - 07/2015
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biologia, .

Linhas de pesquisa
Nomenclatura Botânica

Smithsonian Institution, SMITHSONIAN, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante, Carga horária: 20


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Aluno de doutorado, Carga horária: 20

Atividades

08/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biociências, Departamento de Botânica.



Linhas de pesquisa


1.
Nomenclatura Botânica
2.
Taxonomia e florística
3.
Sistemática de Commelinales
4.
Taxonomia e sistemática de Commelinaceae
5.
Taxonomia e sistemática de Haemodoraceae
6.
Taxonomia e sistemática de Pontederiaceae
7.
Taxonomia e sistemática de Basellaceae
8.
Taxonomia e sistemática de Mayacaceae
9.
Taxonomia e sistemática de Ranunculaceae


Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Filogenia de Heteranthera s.l. (Pontederiaceae)
Descrição: Pontederiaceae was one of the first families of flowering plants to have studies dealing with its phylogenetic history, based on morphological and molecular data. It is also one of the families with the greatest number of phylogenetic studies. Invariably, all phylogenies, regardless of the chosen dataset, recovered most genera in the family as paraphyletic. In all studies, Heteranthera was recovered as paraphyletic by the inclusion of Eurystemon, Hydrothrix, Scholleropsis and Zosterella. Nevertheless, none of the previously publish works focused on the evolutionay history of Heteranthera. No profound consideration regarding the evolution of morphological charcaters or biogeography of the genus were ever made, and only new study with a greater number of samples species and based on both molecular and morphological data will be able to recover a more detailed evolutionary history of the group and to infer the biogeographic history of the group..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2017
Flora do Espírito Santo - Basellaceae
Descrição: O Estado do Espírito Santo possui uma área de 46.184 km2, originalmente coberta por Floresta Atlântica. Devido às variações altimétricas, geomorfológicas, pedológicas e climatológicas podem ser encontrados no Estado a maioria dos tipos vegetacionais desse bioma, como: Floresta Ombrófila, Floresta Estacional Semidecidual, Formações Pioneiras e Refúgios Ecológicos. Sua flora apresenta alta diversidade e nível de endemismo. Com o objetivo monografar a riqueza de vegetais vasculares, avasculares e algas do estado, a Universidade Federal do Espírito Santo dá início do Projeto Flora do Espírito Santo, cujo conselho gestor é formado por Taxonomistas: representados pela UFES, Museu de Biologia Mello Leitão e IFES, e Inventariantes: representados pelo Instituto Ambiental Vale, IEMA e instituições particulares de ensino..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Flora do Espírito Santo - Commelinaceae
Descrição: O Estado do Espírito Santo possui uma área de 46.184 km2, originalmente coberta por Floresta Atlântica. Devido às variações altimétricas, geomorfológicas, pedológicas e climatológicas podem ser encontrados no Estado a maioria dos tipos vegetacionais desse bioma, como: Floresta Ombrófila, Floresta Estacional Semidecidual, Formações Pioneiras e Refúgios Ecológicos. Sua flora apresenta alta diversidade e nível de endemismo. Com o objetivo monografar a riqueza de vegetais vasculares, avasculares e algas do estado, a Universidade Federal do Espírito Santo dá início do Projeto Flora do Espírito Santo, cujo conselho gestor é formado por Taxonomistas: representados pela UFES, Museu de Biologia Mello Leitão e IFES, e Inventariantes: representados pelo Instituto Ambiental Vale, IEMA e instituições particulares de ensino..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marco Octávio de Oliveira Pellegrini - Coordenador / Quélita dos Santos Moraes - Integrante / Anderson Alves-Araújo - Integrante.
2013 - Atual
Flora do Espírito Santo - Pontederiaceae
Descrição: O Estado do Espírito Santo possui uma área de 46.184 km2, originalmente coberta por Floresta Atlântica. Devido às variações altimétricas, geomorfológicas, pedológicas e climatológicas podem ser encontrados no Estado a maioria dos tipos vegetacionais desse bioma, como: Floresta Ombrófila, Floresta Estacional Semidecidual, Formações Pioneiras e Refúgios Ecológicos. Sua flora apresenta alta diversidade e nível de endemismo. Com o objetivo monografar a riqueza de vegetais vasculares, avasculares e algas do estado, a Universidade Federal do Espírito Santo dá início do Projeto Flora do Espírito Santo, cujo conselho gestor é formado por Taxonomistas: representados pela UFES, Museu de Biologia Mello Leitão e IFES, e Inventariantes: representados pelo Instituto Ambiental Vale, IEMA e instituições particulares de ensino..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2016
Catálogo das Espécies de Plantas Vasculares e Briófitas da Flora do Estado do Rio de Janeiro: base para pesquisas e uso sustentável da diversidade - Orchidaceae
Descrição: O estado do Rio de Janeiro está entre os três mais ricos em diversidade de espécies vegetais no país e representa um centro de diversidade e de endemismo para diferentes grupos de plantas, o que demonstra a sua importância na composição da megadiversidade da flora brasileira. A elaboração de um catálogo das espécies da flora do Estado do Rio de Janeiro, com dados sobre ocorrências nos estados do Brasil, municípios fluminenses e Unidades de Conservação, tipos de formações vegetacionais, endemismo, estado de conservação no Rio de Janeiro e imagens digitalizadas, possibilitará o avanço no conhecimento sobre a diversidade nas formações vegetacionais da flora fluminense. O projeto prevê a publicação impressa de um catálogo das plantas vasculares e briófitas da flora do Estado do Rio de Janeiro organizado pelas famílias botânicas, a disponibilização do referido catálogo no sítio eletrônico da web do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a elaboração de um diagnóstico qualiquantitativo da diversidade, a retrospectiva histórica dos estudos botânicos realizados para a flora do estado até os dias de hoje e monografias de grupos devidamente revisados..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Catálogo das Espécies de Plantas Vasculares e Briófitas da Flora do Estado do Rio de Janeiro: base para pesquisas e uso sustentável da diversidade - Basellaceae

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Cássia Mônica Sakuragui em 05/09/2013.
Descrição: O estado do Rio de Janeiro está entre os três mais ricos em diversidade de espécies vegetais no país e representa um centro de diversidade e de endemismo para diferentes grupos de plantas, o que demonstra a sua importância na composição da megadiversidade da flora brasileira. A elaboração de um catálogo das espécies da flora do Estado do Rio de Janeiro, com dados sobre ocorrências nos estados do Brasil, municípios fluminenses e Unidades de Conservação, tipos de formações vegetacionais, endemismo, estado de conservação no Rio de Janeiro e imagens digitalizadas, possibilitará o avanço no conhecimento sobre a diversidade nas formações vegetacionais da flora fluminense. O projeto prevê a publicação impressa de um catálogo das plantas vasculares e briófitas da flora do Estado do Rio de Janeiro organizado pelas famílias botânicas, a disponibilização do referido catálogo no sítio eletrônico da web do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a elaboração de um diagnóstico qualiquantitativo da diversidade, a retrospectiva histórica dos estudos botânicos realizados para a flora do estado até os dias de hoje e monografias de grupos devidamente revisados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Catálogo das Espécies de Plantas Vasculares e Briófitas da Flora do Estado do Rio de Janeiro: base para pesquisas e uso sustentável da diversidade - Commelinaceae
Descrição: O estado do Rio de Janeiro está entre os três mais ricos em diversidade de espécies vegetais no país e representa um centro de diversidade e de endemismo para diferentes grupos de plantas, o que demonstra a sua importância na composição da megadiversidade da flora brasileira. A elaboração de um catálogo das espécies da flora do Estado do Rio de Janeiro, com dados sobre ocorrências nos estados do Brasil, municípios fluminenses e Unidades de Conservação, tipos de formações vegetacionais, endemismo, estado de conservação no Rio de Janeiro e imagens digitalizadas, possibilitará o avanço no conhecimento sobre a diversidade nas formações vegetacionais da flora fluminense. O projeto prevê a publicação impressa de um catálogo das plantas vasculares e briófitas da flora do Estado do Rio de Janeiro organizado pelas famílias botânicas, a disponibilização do referido catálogo no sítio eletrônico da web do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, a elaboração de um diagnóstico qualiquantitativo da diversidade, a retrospectiva histórica dos estudos botânicos realizados para a flora do estado até os dias de hoje e monografias de grupos devidamente revisados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marco Octávio de Oliveira Pellegrini - Integrante / Lidyanne Yuriko Saleme Aona-Pinheiro - Coordenador / Rafaela Campostrini Forzza - Integrante.
Número de produções C, T & A: 9


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: Phytotaxa (Online)
2016 - Atual
Periódico: Rodriguésia (Online)
2016 - Atual
Periódico: Check List (São Paulo. Online)
2016 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Biociências (Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Nordic Journal of Botany
2017 - Atual
Periódico: BRITTONIA
2017 - Atual
Periódico: Kew Bulletin
2017 - Atual
Periódico: PhytoKeys
2017 - Atual
Periódico: TURKISH JOURNAL OF BOTANY


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal/Especialidade: Taxonomia de Fanerógamos.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal/Especialidade: Morfologia Externa.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ilustração Botânica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Latim
Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:10
Total de citações:8
Fator H:2
Pellegrini, Marco O.O.  Data: 25/02/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
PELLEGRINI, M. O. O.2017PELLEGRINI, M. O. O.. Two new synonyms for Heteranthera (Pontederiaceae, Commelinales). NORDIC JOURNAL OF BOTANY, v. 35, p. 124-128, 2017.

2.
DE OLIVEIRA PELLEGRINI, MARCO OCTÁVIO2017DE OLIVEIRA PELLEGRINI, MARCO OCTÁVIO. Siderasis albofasciata sp. nov. (Commelinaceae), endemic to the state of Espírito Santo, Brazil, and the typification of S. fuscata. Nordic Journal of Botany, v. 35, p. 29-37, 2017.

3.
PELLEGRINI, M. O. O.2017PELLEGRINI, M. O. O.; FORZZA, R. C. . Synopsis of Commelina L. (Commelinaceae) in the state of Rio de Janeiro, reveals a new white-flowered species endemic to Brazil. PhytoKeys, v. 78, p. 59-81, 2017.

4.
PELLEGRINI, M. O. O.2017PELLEGRINI, M. O. O.; FORZZA, R. C. ; SAKURAGUI, C. M. . Novelties in Brazilian Tradescantia L. (Commelinaceae). PhytoKeys, v. 80, p. 1-31, 2017.

5.
PELLEGRINI, M. O. O.2017PELLEGRINI, M. O. O.; SAKURAGUI, C. M. . Flora do Espírito Santo: Basellaceae. Rodriguesia, v. 68, p. 1541-1545, 2017.

6.
PELLEGRINI, M. O. O.2017 PELLEGRINI, M. O. O.; HORN, C. N. . Two peculiar new species of Heteranthera Ruiz & Pavón (Pontederiaceae) from Brazil, with notes on inflorescence architecture in the family. PhytoKeys, v. 82, p. 35-56, 2017.

7.
PELLEGRINI, M. O. O.2017 PELLEGRINI, M. O. O.; FADEN, R. B. . Recircumscription and taxonomic revision of Siderasis, with comments on the systematics of subtribe Dichorisandrinae (Commelinaceae). PhytoKeys, v. 83, p. 1-41, 2017.

8.
PELLEGRINI, MARCO O. O.2017 PELLEGRINI, MARCO O. O.. Morphological phylogeny of Tradescantia L. (Commelinaceae) sheds light on a new infrageneric classification for the genus and novelties on the systematics of subtribe Tradescantiinae. PhytoKeys, v. 89, p. 11-72, 2017.

9.
MANOEL, E. A.2017MANOEL, E. A. ; SIQUEIRA, C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; GUIMARÃES, E. F. . Loganiaceae no estado do Rio de Janeiro: chave para os gêneros e taxonomia de Spigelia. Rodriguesia, v. 68, p. 1357-1375, 2017.

10.
HERTZOG, A.2016HERTZOG, A. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; SANTOS-SILVA, F. . Winteraceae R.Br. ex Lindl. no Rio Grande do Sul, Brasil. Rodriguésia (Online), v. 67, p. 251-260, 2016.

11.
PELLEGRINI, M. O. O.2016PELLEGRINI, M. O. O.; CARVALHO, M. L. S. . The identity and application of Coletia madida Vell. and notes on the typification of Mayacaceae. TAXON, v. 65, p. 605-609, 2016.

12.
PELLEGRINI, M. O. O.;BFG - The Brazil Flora Group (The Brazil Flora Group);DE OLIVEIRA PELLEGRINI, MARCO OCTÁVIO;PELLEGRINI, MARCO O. O.2016PELLEGRINI, M. O. O.; ALMEIDA, R. F. . Rediscovery, identity and typification of Dichorisandra picta (Commelinaceae) and comments on the short-stemmed Dichorisandra species. Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication of botanical taxonomy, v. 245, p. 107-118, 2016.

13.
ALMEIDA, R. F.2016ALMEIDA, R. F. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Synopsis of Bunchosia Kunth (Malpighiaceae) in the Atlantic Forest. Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication of botanical taxonomy, v. 257, p. 158-166, 2016.

14.
PELLEGRINI, M. O. O.2016PELLEGRINI, M. O. O.; FORZZA, R. C. ; SAKURAGUI, C. M. . (Con)Fused bracts: The Identity and Application of Tradescantia cymbispatha C.B.Clarke (Commelinaceae) and a Neglected New Tradescantia Species from Bolivia. SYSTEMATIC BOTANY, v. 41, p. 950-958, 2016.

15.
PELLEGRINI, M. O. O.2016PELLEGRINI, M. O. O.. A new species of Tradescantia L. sect. Austrotradescantia D.R.Hunt (Commelinaceae) from Southern Brazil. Phytotaxa: a rapid international journal for accelerating the publication of botanical taxonomy, v. 265, p. 79-84, 2016.

16.
PELLEGRINI, M. O. O.2016 PELLEGRINI, M. O. O.; FADEN, R. B. ; ALMEIDA, R. F. . Taxonomic revision of Neotropical Murdannia Royle (Commelinaceae). PhytoKeys, v. 74, p. 35-78, 2016.

17.
PELLEGRINI, M. O. O.2015PELLEGRINI, M. O. O.; FORZZA, R. C. ; SAKURAGUI, C. M. . A nomenclatural and taxonomic review of Tradescantia (Commelinaceae) species described in Vellozo's Flora fluminensis with notes on Brazilian Tradescantia. Taxon, v. 64, p. 151-155, 2015.

18.
PELLEGRINI, M. O. O.2015PELLEGRINI, M. O. O.. Notes on the Pontederiaceae names described in Vellozo'sFlora fluminensis. Rodriguésia (Online), v. 66, p. 913-918, 2015.

19.
BFG - The Brazil Flora Group2015 BFG - The Brazil Flora Group ; PELLEGRINI, M. O. O. . Growing knowledge: an overview of Seed Plant diversity in Brazil. Rodriguésia (Online), v. 66, p. 1-29, 2015.

20.
PELLEGRINI, M. O. O.2013PELLEGRINI, M. O. O.; AONA-PINHEIRO, L. Y. S. ; FORZZA, R. C. . Taxonomy and conservation status of Tripogandra warmingiana (Seub.) Handlos (Commelinaceae), a previously obscure taxon from Brazil. Phytotaxa (Online), v. 91, p. 39-49, 2013.

21.
SAKURAGUI, C. M.2012SAKURAGUI, C. M. ; CALAZANS, L. S. B. ; MORAIS, E. B. ; COELHO, M. A. N. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Diversity and conservation of Philodendron Schott (Araceae) in Atlantic Forest of Rio de Janeiro State, Brazil. Feddes Repertorium, v. 122, p. 472-496, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
AONA, L. Y. S. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Commelinaceae. In: Miriam Kaehler; Renato Goldenberg; Paulo Henrique Labiak; Osmar dos Santos Ribas; Ana Odete Santos Vieira; Gerdt Guenther Hatschbach. (Org.). Plantas Vasculares do Paraná. 1ed.Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2014, v. , p. 99-99.

2.
PELLEGRINI, M. O. O.; AONA-PINHEIRO, L. Y. S. ; SANTOS FILHO, L. ; SERRANO, T. . Commelinaceae. In: MARTINELLI, G; MESSINA, T.; SANTOS FILHO, L.. (Org.). Livro Vermelho da Flora do Brasil Plantas Raras do Cerrado. 1ed.Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson & Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2014, v. , p. 88-89.

3.
AONA-PINHEIRO, L. Y. S. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; VALENTE, A. S. M. ; MAURENZA, D. ; KUTSCHENKO, D. C. ; REIS JUNIOR, J. S. ; ABREU, M. B. . Commelinaceae. In: Martinelli, G. & Moraes, M.A.. (Org.). Livro Vermelho da Flora do Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson & Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013, v. , p. 454-457.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PELLEGRINI, M. O. O.; FORZZA, R. C. ; SAKURAGUI, C. M. . The identity and application of Tradescantia cymbispatha and a neglected new Tradescantia species from Bolivia. In: 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015, Santos. Livro de Resumos do 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015. p. 951-952.

2.
PELLEGRINI, M. O. O.; FORZZA, R. C. ; SAKURAGUI, C. M. . Morphological phylogeny of Tradescantia L. section Austrotradescantia D.R.Hunt (Commelinaceae). In: 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015, Santos. Livro de Resumos do 66º Congresso Nacional de Botânica, 2015. p. 949-950.

3.
PELLEGRINI, M. O. O.; FORZZA, R. C. ; SAKURAGUI, C. M. . A nomenclatural and taxonomic review of Tradescantia L. (Commelinaceae) species described in Vellozo's Flora Fluminensis. In: 65º Congresso Nacional de Botânica/ XI Congreso Latinoamericano de Botánica, 2014, Salvador. Resumos do 65º Congresso Nacional de Botânica/ XI Congreso Latinoamericano de Botánica, 2014.

4.
PELLEGRINI, M. O. O.. Three new species of Siderasis Raf. (Commelinaceae). In: 65º Congresso Nacional de Botânica/ XI Congreso Latinoamericano de Botánica, 2014, Salvador. Resumos do 65º Congresso Nacional de Botânica/ XI Congreso Latinoamericano de Botánica, 2014.

5.
PELLEGRINI, M. O. O.; AONA-PINHEIRO, L. Y. S. ; FORZZA, R. C. . A família Commelinaceae Mirb. no estado do Rio de Janeiro, Brasil. In: 63º Congresso Nacional de Botânica, 2012, Joinville. Resumos do 63º Congresso Nacional de Botânica, 2012.

6.
BARBERENA, F. F. V. A. ; MENEGUZZO, T. E. C. ; BARROS, F. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Orchidaceae do estado do Rio de Janeiro. In: 63º Congresso Nacional de Botânica, 2012, Joinville. Resumos do 63º Congresso Nacional de Botânica, 2012.

7.
PELLEGRINI, M. O. O.; AONA-PINHEIRO, L. Y. S. ; FORZZA, R. C. . Tripogandra warmingiana (Seub.) Handlos, an obscure taxon of the Brazilian Commelinaceae: taxonomical and conservational aspects. In: 63º Congresso Nacional de Botânica, 2012, Joinville. Resumos do 63º Congresso Nacional de Botânica, 2012.

8.
PELLEGRINI, M. O. O.; REZNIK, G. ; CALAZANS, L. S. B. ; SARAIVA, D. P. ; SUIZANI, C. V. ; FIGUEIRA, M. R. ; LOPES, R. C. ; SAKURAGUI, C. M. . Modelos Didaticos no Ensino de Botânica. In: XXIX Jornada Fluminense de Botânica, 2010, Paty do Alferes. CD de Resumos da XXIX Jornada Fluminense de Botânica, 2010. v. 1.

Apresentações de Trabalho
1.
PELLEGRINI, M. O. O.; AONA-PINHEIRO, L. Y. S. ; FORZZA, R. C. . A família Commelinaceae Mirb. no estado do Rio de Janeiro, Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
PELLEGRINI, M. O. O.; AONA-PINHEIRO, L. Y. S. ; FORZZA, R. C. . A família Commelinaceae Mirb. no estado do Rio de Janeiro, Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
PELLEGRINI, M. O. O.; SAKURAGUI, C. M. . Basellaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2015 (Online).

2.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; LIMA, C. T. . Cabombaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2015 (Online).

3.
AONA, L. Y. S. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Commelinaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2015 (Online).

4.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Haloragaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2015 (Online).

5.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; LIMA, C. T. . Nymphaeaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2015 (Online).

6.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; SOUSA, D. J. L. . Pontederiaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2015 (Online).

7.
PELLEGRINI, M. O. O.. Saururaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2015 (Online).

8.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; LIMA, C. T. . Cabombaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2014 (Online).

9.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Haloragaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2014 (Online).

10.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; SOUSA, D. J. L. . Pontederiaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2014 (Online).

11.
AMARAL, M. C. E. ; PELLEGRINI, M. O. O. ; LIMA, C. T. . Nymphaeaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2014 (Online).

12.
PELLEGRINI, M. O. O.; SAKURAGUI, C. M. . Basellaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2014 (Online).

13.
AONA, L. Y. S. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Commelinaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2014 (Online).

14.
PELLEGRINI, M. O. O.. Saururaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil 2014 (Online).

15.
AONA, L. Y. S. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Commelinaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013 (Online).

16.
SAKURAGUI, C. M. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Basellaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013 (Online).

17.
PELLEGRINI, M. O. O.. Basellaceae in Catálogo das espécies de plantas vasculares e briófitas do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013 (Online).

18.
AONA, L. Y. S. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Commelinaceae in Catálogo das espécies de plantas vasculares e briófitas do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013 (Online).

19.
BARBERENA, F. F. V. A. ; MENEGUZZO, T. E. C. ; BARROS, F. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Orchidaceae in Catálogo das espécies de plantas vasculares e briófitas do Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2013 (Online).

20.
AONA, L. Y. S. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Commelinaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Rio de Janeiro: Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2012 (Online).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
PELLEGRINI, M. O. O.. Parecerista em capítulo de livro- Flora de Sergipe (Commelinaceae). 2014.

2.
PELLEGRINI, M. O. O.. Ilustração para o artigo: Two new species of Dichorisandra (Commelinaceae) from Rio de Janeiro and comments on the two species included in Vellozo?s ?Flora Fluminensis? (Aona-Pinheiro, L.Y.S.; Bittrich, V.; Amaral, M.C.E.). 2014.

3.
PELLEGRINI, M. O. O.. Ilustração para o artigo: From open areas to forests? The evolutionary history of Philodendron subgenus Meconostigma (Araceae) using morphological data (Calazans, L.S.B.; Sakuragui, C.M.; Mayo, S.J.). 2014.

4.
PELLEGRINI, M. O. O.. Parecerista em capítulo de livro- Flora de Sergipe (Orchidaceae). 2013.

5.
PELLEGRINI, M. O. O.. Ilustração para o artigo: A new species of Philodendron (Araceae) and a key to Brazilian Atlantic Forest species of P. subgenus Pteromischum (Calazans, L.S.B.; Sakuragui, C.M.). 2013.

6.
PELLEGRINI, M. O. O.. Ilustração da dissertação: Cyclanthaceae do Bioma Mata Atlântica: Anatomia foliar e Taxonomia (Silva, B.N.). 2012.

7.
PELLEGRINI, M. O. O.. Ilustração da dissertação: Filogenia Molecular de Philodendron subgênero Meconostigma (Araceae) (Morais, E.B.). 2012.


Demais tipos de produção técnica
1.
MOURA, R. B. ; PELLEGRINI, M. O. O. . Preparação de Ilustrações Para Trabalhos Científicos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
PELLEGRINI, M. O. O.; REZNIK, G. ; CALAZANS, L. S. B. ; SARAIVA, D. P. ; SUIZANI, C. V. ; FIGUEIRA, M. R. . Modelos Didaticos no Ensino de Botânica. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
PELLEGRINI, M. O. O.; REZNIK, G. ; CALAZANS, L. S. B. ; SARAIVA, D. P. ; SUIZANI, C. V. ; FIGUEIRA, M. R. . Modelos de Gineceu. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Modelos didáticos).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
PELLEGRINI, M. O. O.. Criatividade Relativa. 2012. Pintura.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
66º Congresso Nacional de Botânica. The identity and application of Tradescantia cymbispatha and a neglected new Tradescantia species from Bolivia/ Morphological phylogeny of Tradescantia L. section Austrotradescantia D.R.Hunt (Commelinaceae). 2015. (Congresso).

2.
65º Congresso Nacional de Botânica/ XI Congreso Latinoamericano de Botánica. A nomenclatural and taxonomic review of Tradescantia L. (Commelinaceae) species described in Vellozo's Flora Fluminensis/ Three new species of Siderasis Raf. (Commelinaceae). 2014. (Congresso).

3.
XXI Seminário PIBIC/JBRJ.A família Commelinaceae Mirb. no estado do Rio de Janeiro, Brasil. 2013. (Seminário).

4.
63º Congresso Nacional de Botânica. A família Commelinaceae no estado do Rio de Janeiro/ Tripogandra warmingiana (Seub.) Handlos, an obscure taxon of the Brazilian Commelinaceae: taxonomical and conservational aspects. 2012. (Congresso).

5.
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.A água que move as plantas. 2012. (Outra).

6.
XX Seminário PIBIC/JBRJ.A família Commelinaceae Mirb. no estado do Rio de Janeiro, Brasil. 2012. (Seminário).

7.
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.Matas Ciliares. 2011. (Outra).

8.
Conhecendo a UFRJ.Ciências Biológicas. 2010. (Outra).

9.
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.Flores e Frutos da Mata Atlântica. 2010. (Outra).

10.
XIV Biosemana UFRJ.Preparação de Ilustrações Para Trabalhos Científicos. 2010. (Outra).

11.
XXIX Jornada Fluminense de Botânica. Modelos Didáticos no Ensino de Botânica. 2010. (Congresso).

12.
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.Evolução do Reino Plantae. 2009. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PELLEGRINI, M. O. O.. XXIX Jornada Fluminense de Botânica. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Quélita dos Santos Moraes. Commelinaceae Mirb. no Espírito Santo, Brasil. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em BIODIVERSIDADE TROPICAL) - Universidade Federal do Espírito Santo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 15:08:14