Josiane Roberto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2051485279858244
  • Última atualização do currículo em 24/02/2011


É graduanda em Português- Italiano pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista de iniciação científica na mesma instituição, atuando no grupo PHPB (Para uma História do Português Brasileiro). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Josiane Roberto
Nome em citações bibliográficas
ROBERTO, J.


Formação acadêmica/titulação


2007
Graduação em andamento em Letras.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.




Atuação Profissional



Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ/RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2009 - 2010
Sobre a gênese do tratamento em língua portuguesa
Descrição: Análise da alternância entre TU e VÓS como forma de tratamento a Deus em textos litúrgicos e literários em língua portuguesa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Aspectos das gramáticas do português na escrita padrão: a ordem dos constituintes
Descrição: O objetivo deste projeto é a posição do sujeito nas sentenças, levando em consideração quatro pontos: (i) as sentenças cujo predicador principal é um verbo que seleciona um argumento externo como sujeito (verbos transitivos e inergativos); (ii) as sentenças cujo predicador principal é um verbo que seleciona um argumento interno como sujeito (construções inacusativas e passivas analíticas); (iii) as construções passivas com se (que apresentam um argumento interno como sujeito, mas com morfologia ativa) e (iv) a relação entre a posição do sujeito e a realização do objeto direto anafórico. Para tanto, elaboraremos um corpus eletrônico (em formato xml) constituído de textos jornalísticos brasileiros e portugueses divididos por três graus de formalidade (editoriais, artigos de opinião e crônicas), com base na proposta de Cavalcante (1999), que observou um comportamento diferenciado entre esses três tipos de texto e a implementação na escrita de padrões de mudança atestados na fala. Além desse, utilizaremos também o Corpus Anotado do Português Histórico Corpus Tycho Brahe com vistas a uma comparação entre os estágios passados da língua portuguesa e as variedades atuais buscando a origem da mudança que separa o português europeu e brasileiro atuais, com base nos resultados de Cavalcante (2006). Os objetivos principais do trabalho são (a) verificar possíveis marcas de uma gramática do português brasileiro (PB) na escrita padrão, que diferenciem da gramática do português europeu (PE) e (b) detectar no tempo as mudanças que separam PE e PB com relação à posição do sujeito. Os objetivos secundários são (a) formar um corpus eletrônico, tratado computacionalmente em linguagem xml, sobre a escrita padrão atual que possa servir de base para futuras outras pesquisas e (b) contribuir para uma descrição da escrita padrão, com fins a detectar o que Kato (2005) chama de gramática do letrado ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Atividades de Participação em Projeto, Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde, Projetos de pesquisa Informação, comunicação e divulgação científica em saúde:apropriação de conhecimentos e mediações em redes sociais.
Descrição: Descrição: Este projeto ocupa-se dos processos de uso e apropriação de informações e na construção compartilhada do conhecimento. Seu intento fundamental é estudar as cartografias dos conhecimentos e as redes sócio-acadêmicas de grupos de pesquisa no campo da saúde para perceber, por meio dos seus modos de produzir conhecimento e organizar a comunicação, os fluxos das informações geradas e suas possíveis apropriações na construção do conhecimento social. A instituição acadêmica selecionada para essa pesquisa é a Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz, estudando-se 4 grupos de pesquisa ligados às seguintes unidades: a) Ouvidoria Coletiva em Saúde, ENSP/Fiocruz; b) Museu da Vida, Casa de Oswaldo Cruz; c) Centro Latinoamericano de Estudos sobre Violência e Saúde, CLAVES/ENSP; d) Grupos de Pesquisa em Comunicação e Informação, ICICT. Espera-se obter, como resultado final, uma compreensão teórico-metodológica-prática do enquadramento informacional da relação entre ciência e sociedade, com foco nos sujeitos institucionais do conhecimento, que permita, dentre outros fins, reunir elementos para campanhas e programas de divulgação científica em saúde.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação ( 3) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 1) / Doutorado ( 1) . Integrantes: Regina Maria Marteleto - Coordenador / Marcus Vinicius Pereira da Silva - Integrante / Luciana Alves Barbio - Integrante / Kennya Torres Andrade - Integrante / Josiane Roberto - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.. .
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Projetos de pesquisa Almanaque do Agente Comunitário de Saúde: produção, sistematização e difusão de conhecimentos numa perspectiva da informação
Descrição: Descrição: Essa proposta tem caráter interdisciplinar e interinstitucional, reunindo pesquisadores e estudantes das áreas de ciência da informação, saúde e ciências sociais. O objetivo geral é analisar os processos de produção de conhecimentos nas redes sociais dos agentes comunitários de saúde (ACS), construídas em suas práticas de trabalho, na perspectiva da sistematização e difusão de saberes e informações em saúde. Um pressuposto geral da proposta assume que as narrativas feitas pelos ACS, com foco em seu trabalho, constituem um campo cultural privilegiado para a compreensão da dinâmica de produção de conhecimentos sobre saúde, que acontece nas redes sociais que se organizam a partir do trabalho cotidiano. Resultados preliminares de pesquisa conduzida pelos pesquisadores que assumem a presente proposta, evidenciam que as tensões que caracterizam o trabalho desses agentes, como mediadores entre o poder público e as comunidades onde atuam, apontam para a emergência de um conjunto de saberes imediatos, de base empírica, que esses profissionais passam a produzir a partir da experiência de trabalho e as formas de convívio e embates com as comunidades , os profissionais e representantes dos órgãos de saúde. A partir dos dados obtidos por meio de entrevistas, oficinas e círculos de debates com os agentes, gestores e especialistas de saúde responsáveis e/ou estudiosos do trabalho dos ACS, intenta-se produzir, de forma compartilhada com os pesquisadores e ACS, um experimento de informação - o Almanaque do Agente Comunitário de Saúde. A sistematização dos cabedais de saberes-conhecimentos-informações presentes nas práticas e representações dos ACS sobre o seu trabalho, sob a forma de um almanaque, fornecerá, espera-se, subsídios e elementos para a sua formação e atuação crítica, investindo-se ainda nas potencialidades e efeitos multiplicadores do Almanaque do ACS junto a outros espaços de atuação e vivência de outros agentes comunitários de saúde. . Situação: Em andamen.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2007 - 2009
Conexões de Saberes
Descrição: O PCS trabalha com questões acerca do ingresso e permanência de estudantes oriundos de comunidades populares e periferias na universidade, desenvolvendo nos estudantes uma visão crítica sobre seu espaço de vivência e atuação, construindo um posicionamento qualificado perante a universidade. A pesquisa se insere no âmbito da Sociologia da Educação Surgiu nas décadas de 1960/1970 a partir do compromisso de cientistas sociais e educadores com os setores populares. Baseando - se na pesquisa,sistematização, apropriação da realidade desses sujeitos históricos através da reflexão teórica dos Bolsistas do PCS. Baseado na articulação entre formação-pesquisa-ação o PCS comunidade e a universidade compreendendo que a comunidade, antes vista como um elemento externo à universidade, agora se insere por meio dos Euops..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (36) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Josiane Roberto - Integrante / Sabrina Moehlecke - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal do Rio de Janeiro - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras.


Idiomas


Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2010
Bolsa de Iniciação Científica- Universidade Federal do Rio de Janeiro, PIBIC-UFRJ.
2010
Bolsa de Iniciação Científica- FioCruz, CNPQ.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos publicados em anais de congressos
1.
ROBERTO, J.; RODRIGUES, J. S. . A comunidade na universidade: estudantes de origem popular na UFRJ.. In: 6º Congresso de Extensão Universitária, 2009, Rio de Janeiro. Universidade - Sociedade. Rio de Janeiro, 2009. v. 370.

Apresentações de Trabalho
1.
ROBERTO, J.; RODRIGUES, J. S. . A Comunidade na Universidade: Estudantes de Origem Popular na UFRJ. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Demais tipos de produção técnica
1.
ROBERTO, J.. Informação e comunicação nas práticas dos Agentes Comunitários de Saúde. 2010. (Relatório de pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III NEMP. 2010. (Simpósio).

2.
6º Congresso de Extensão. A Comunidade na Universidade: Estudantes de Origem Popular na UFRJ. 2009. (Congresso).

3.
Simpósio Internacional em Letras Neolatinas. 2009. (Simpósio).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 4:44:16