Leticia Andrea Chechi

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1382360135130521
  • Última atualização do currículo em 07/12/2018


Engenheira Florestal formada pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), campus de Frederico Westphalen, RS, mestre e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR), na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Interesse em ensino, pesquisa e extensão, principalmente, nas temáticas de políticas públicas, mudanças climáticas, meio ambiente, inovação, cadeias produtivas, erva-mate e agricultura orgânica e agroecológica. Atua no curso de Bacharelado em Desenvolvimento Rural (UFRGS). Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural (GEPAD) e do Grupo de Pesquisa em Agroecologia e Circuitos de Comercialização de Alimentos em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Federal do Paraná (UFPR). Participando de projetos vinculados ao Centre de Coopération Internationale en Recherche Agronomique pour le Développement (CIRAD) e Red Políticas Públicas y Desarrollo Rural en America Latina. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Leticia Andrea Chechi
Nome em citações bibliográficas
CHECHI, L. A.;ANDREA CHECHI, LETICIA;CHECHI, LETÍCIA ANDREA;CHECHI, LETICIA ANDREA


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: MUDANÇAS CLIMÁTICAS E POLÍTICAS PÚBLICAS: UMA ANÁLISE MULTINÍVEL DA POLÍTICA NACIONAL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA E SEUS DESDOBRAMENTOS,
Orientador: Cátia Grisa.
2014 - 2016
Mestrado em Desenvolvimento Rural.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: INOVAÇÃO, CONHECIMENTO E APRENDIZAGEM: UM ESTUDO SOBRE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS DE ERVA-MATE NO SUL DO BRASIL,Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Glauco Schultz.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2009 - 2013
Graduação em Engenharia Florestal.
Universidade Federal de Santa Maria/ CESNORS, UFSM/CESNORS, Brasil.
2006 - 2008
Curso técnico/profissionalizante.
Instituto Estadual de Educação Érico Veríssimo, IEEEV, Brasil.
1997 - 2005
Ensino Fundamental (1º grau).
E.M.E.F. Expedicionário Brasileiro, E.M.E.F.E.B., Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Gestión del Riesgo Agroclimático en América Latina. (Carga horária: 36h).
Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, FAO, Chile.
2016 - 2016
Cadastro Ambiental Rural. (Carga horária: 20h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - DF, SENAR - DF, Brasil.
2014 - 2014
Minicurso Produção orgânica de hortaliças. (Carga horária: 2h).
Universidade de Caxias do Sul, UCS, Brasil.
2014 - 2014
Minicurso Agrominerais. (Carga horária: 2h).
Universidade de Caxias do Sul, UCS, Brasil.
2014 - 2014
Capacitação de Coordenadores de Polo e Tutores Presenciais PLAGEDER. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2014 - 2014
curso de propriedade intelectual & inovação. (Carga horária: 120h).
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, MAPA/DF, Brasil.
2014 - 2014
Oportunidades Econômicas da Agropecuária Sustentáv. (Carga horária: 25h).
Instituto CNA, ICNA, Brasil.
2013 - 2013
Direito de Propriedade. (Carga horária: 6h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (RS), SENAR - RS, Brasil.
2013 - 2013
Perícia Ambiental. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Santa Maria/ CESNORS, UFSM/CESNORS, Brasil.
2013 - 2013
Simpósio Jurídico "Vem Pensar Direito". (Carga horária: 4h).
Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, URI, Brasil.
2013 - 2013
Abastecimento e Renda. (Carga horária: 6h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (RS), SENAR - RS, Brasil.
2013 - 2013
Pobreza Rural. (Carga horária: 4h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (RS), SENAR - RS, Brasil.
2013 - 2013
Meio Ambiente. (Carga horária: 10h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (RS), SENAR - RS, Brasil.
2012 - 2012
Treinamento em Jardinagem. (Carga horária: 24h).
Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (RS), SENAR - RS, Brasil.
2012 - 2012
Introdução ao Geoprocessamento - ARCGIS 9.2. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Santa Maria/ CESNORS, UFSM/CESNORS, Brasil.
2012 - 2012
Oral and Written Comunication Course - Started 3. (Carga horária: 45h).
CCAA ENGLISH SCHOOL, CCAA, Brasil.
2012 - 2012
Oral and Written Comunication Course - Started 2. (Carga horária: 45h).
CCAA ENGLISH SCHOOL, CCAA, Brasil.
2011 - 2011
Excel aplicado a Engenharia Florestal. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Santa Maria/ CESNORS, UFSM/CESNORS, Brasil.
2011 - 2011
Oral and Written Comunication Course - Started 1. (Carga horária: 45h).
CCAA ENGLISH SCHOOL, CCAA, Brasil.
2009 - 2009
Simuladores de Colheita Florestal. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Santa Maria/ CESNORS, UFSM/CESNORS, Brasil.
2005 - 2005
Informática. (Carga horária: 60h).
Novo Rumo Cursos de Informática, NRCI, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora substituta, Carga horária: 12

Atividades

07/2018 - Atual
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Economia e administração
07/2018 - Atual
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Planejamento agricola
Economia agrícola
Comercialização agrícola
Legislação agrária

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Tutora-professora, Enquadramento Funcional: Bolsista Universidade Aberta do Brasil (UAB), Carga horária: 20
Outras informações
Tutora da Disciplina DERAD 100 "Instrumentalização para o Ensino à Distância", de 10 créditos, num total de 150 horas/aula, do Curso de Graduação Bacharelado em Desenvolvimento Rural (PLAGEDER), modalidade a distância. Experiência docente em nível superior em graduação tecnológica. Disciplina com objetivo de instrumentalizar os discentes às ferramentas e recursos para realização do curso EaD. O desenvolvimento da disciplina contou com aulas presenciais e acompanhamento diário da plataforma moodle de ensino a distância.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Tutora EaD, Enquadramento Funcional: Tutora EaD, Carga horária: 20
Outras informações
Tutora EaD na disciplina de Administração Rural para o Curso Técnico em Agronegócio, SENAR.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Tutor à distância, Enquadramento Funcional: Bolsista Universidade Aberta do Brasil (UAB), Carga horária: 20
Outras informações
Tutora à distância da disciplina "DERAD203: Seminário Integrador Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural", de 15 créditos, num total de 150 horas/aula, do Curso de Bacharelado em Desenvolvimento Rural PLAGEDER, modalidade de ensino a distância, durante o período de 13 de maio a 15 de agosto de 2017, com atuação nos polos de Três Passos/RS e Constantina/RS. A disciplina tem como objetivo revisar, articular e integrar os conhecimentos, teorias e conceitos adquiridos no curso; aplicar tais conhecimentos em uma realidade empírica; discutir trajetórias e dinâmicas de desenvolvimento.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Doutoranda, Enquadramento Funcional: Docente oritentada, Carga horária: 4
Outras informações
Prática de docência orientada na disciplina "DIL01120- Política Públicas do Desenvolvimento Regional", do curso Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), campus Litoral Norte, sob orientação da professora Cátia Grisa. Com 04 créditos, e 60 horas/aula, a disciplina tem objetivo de compreender os conceitos e o processo das políticas públicas na realidade brasileira. Possibilitar o debate sobre os principais modelos de análise de políticas públicas considerando os seus limites e contribuições. Analisar crítica e multidisciplinarmente políticas públicas e o desenvolvimento, com especial enfoque à questão regional.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Doutoranda, Enquadramento Funcional: Docente orientada, Carga horária: 4
Outras informações
Prática de docência orientada na disciplina "DIL01155 - Trabalho de Campo Integrado", do curso Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), campus Litoral Norte, sob orientação da professora Cátia Grisa. Com 04 créditos, e 45 horas/aula, a disciplina tem objetivo revisar e aprofundar a compreensão dos instrumentos teóricos e práticos para a realização de diagnósticos, de planejamento e de projetos para o desenvolvimento regional, contemplando a realidade das organizações formais e não-formais, institucionalizadas e não-institucionalizadas e sua relação com o meio em que se inserem.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Doutoranda, Enquadramento Funcional: Representante discente, Carga horária: 4
Outras informações
Representante discente das turmas de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR/UFRGS), participando da Comissão de Pós-Graduação (ComPg) e reuniões do Conselho do programa.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Tutor a distância, Enquadramento Funcional: Bolsista Universidade Aberta do Brasil (UAB), Carga horária: 20
Outras informações
Tutora/professora orientadora de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no Curso de Bacharelado em Desenvolvimento Rural (PLAGEDER), modalidade de ensino à distância, durante o período de agosto a dezembro de 2017.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Tutora-Professora, Enquadramento Funcional: Bolsista Universidade Aberta do Brasil (UAB), Carga horária: 20
Outras informações
Tutora da Disciplina DERAD 300 "Comercialização e Mercados", de 6 créditos, num total de 90 horas/aula, do Curso de Graduação Bacharelado em Desenvolvimento Rural (PLAGEDER), modalidade a distância. Experiência docente em nível superior em graduação tecnológica. Realizando desde a concepção da disciplina até a execução da mesma, com aulas presenciais e acompanhamento diário da plataforma moodle de ensino a distância.

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Docência orientada, Enquadramento Funcional: Docente orientada, Carga horária: 4
Outras informações
Prática de docência orientada na disciplina "ECO 02075 - Economia Rural", do curso Bacharelado em Economia, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sob orientação do professor Glauco Schultz. Com 04 créditos, e 60 horas/aula, a disciplina tem objetivo de compreender a evolução da discussão sobre a questão agrária brasileira, desde a década de 50, e as diferentes análises sobre as contribuições da agricultura para o desenvolvimento. Analisar a expansão do desenvolvimento capitalista no meio rural (progresso técnico e modernização) e seus impactos na agricultura. Interpretar a função da intervenção estatal (políticas agrícolas e negociações multilaterais) como forma de adequação e direcionamento do meio rural aos objetivos gerais do desenvolvimento. Identificar a aplicabilidade da utilização das metodologias de cadeias produtivas agroindustriais como instrumental da economia rural para análise das relações inter-setoriais na agricultura.

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Tutora-professora, Enquadramento Funcional: Bolsista Universidade Aberta do Brasil (UAB), Carga horária: 20
Outras informações
Tutora da Disciplina DERAD 103 "Introdução à Gestão de Organizações", de 6 créditos, num total de 90 horas/aula, do Curso de Graduação Bacharelado em Desenvolvimento Rural (PLAGEDER), modalidade a distância. Experiência docente em nível superior em graduação tecnológica. Realizando desde a concepção da disciplina até a execução da mesma, com aulas presenciais e acompanhamento diário da plataforma moodle de ensino a distância.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Docência orientada, Enquadramento Funcional: Docente Orientada, Carga horária: 4
Outras informações
Prática de docência orientada na disciplina "ECO 02075 - Economia Rural", do curso Bacharelado em Economia, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sob orientação do professor Glauco Schultz. Com 04 créditos, e 60 horas/aula, a disciplina tem objetivo de compreender a evolução da discussão sobre a questão agrária brasileira, desde a década de 50, e as diferentes análises sobre as contribuições da agricultura para o desenvolvimento. Analisar a expansão do desenvolvimento capitalista no meio rural (progresso técnico e modernização) e seus impactos na agricultura. Interpretar a função da intervenção estatal (políticas agrícolas e negociações multilaterais) como forma de adequação e direcionamento do meio rural aos objetivos gerais do desenvolvimento. Identificar a aplicabilidade da utilização das metodologias de cadeias produtivas agroindustriais como instrumental da economia rural para análise das relações inter-setoriais na agricultura.


La Recherche Agronomique pour le Développement, CIRAD, França.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Pesquisadora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora
Outras informações
Pesquisadora na Rede de Pesquisa e Extensão AGROECOLOGIA E MERCADOS ORGÂNICOS NAS CAPITAIS DO SUL DO BRASIL.


Universidade Federal de Santa Maria/ CESNORS, UFSM/CESNORS, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Acadêmica, Enquadramento Funcional: Graduanda, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Programa de Educação Tutorial, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Programa de Educação Tutorial - PET do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Santa Maria, campus de Frederico Westphalen.

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Iniciação científica, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Fatores Determinantes da Comercialização de Terneiros no Rio Grande do Sul, financiado pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - PIBIC.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Acadêmica, Enquadramento Funcional: Monitora de Propriedades físico-mecânicas, Carga horária: 4
Outras informações
A disciplina de propriedades físico-mecânicas da madeira é de extrema importância para o profissional da Engenharia Florestal, pois suas atribuições o permite atuar na interface entre a produção e beneficiamento de bens florestais, é nesse sentido que a monitoria auxiliou os alunos.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Acadêmica, Enquadramento Funcional: Monitora de Fisica I Engenharia Florestal, Carga horária: 4
Outras informações
Na monitoria de Física I foram desempenhadas as atividades: resolução de exercícios de aula; esclarecimento sobre conceitos básicos; auxílio na utilização de equações referentes aos conteúdos apresentados em aula; auxílio nos trabalhos (listas de exercícios para entrega); recomendação de materiais bibliográficos auxiliares e esclarecimento de eventuais dúvidas.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Iniciação científica, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Tipificação e análise dos sistemas produtivos de leite no município de Barra Funda-RS, financiado pelo Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - REUNI.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Programa de extensão, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Programa AMORI (Alimentação, Manejo, Organização, Raça e Integração), financiado pelo Programa de Extensão Universitária - PROEXT.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Acadêmica, Enquadramento Funcional: Monitora de Sociologia Rural A, Carga horária: 6
Outras informações
Durante a monitoria da disciplina de Sociologia Rural A, foi possível desempenhar atividades como: acompanhamento de algumas aulas para o repasse de informações referentes aos trabalhos de grupo desenvolvidos durante todo o semestre; auxiliar os acadêmicos na produção dos trabalhos da disciplina, fornecendo materiais bibliográficos e esclarecendo eventuais dúvidas; prestar auxílio aos alunos quanto a eventuais dúvidas recorrentes a disciplina; Auxiliar o professor da disciplina no recebimento de trabalhos; Organização do material da disciplina. Em resumo, praticamente todos os acadêmicos tiveram contato com a monitoria, pois para a produção dos trabalhos exigidos na disciplina era necessária uma vasta revisão bibliográfica, o qual era, em grande parte, fornecida na monitoria. Houveram também acadêmicos que solicitaram ajuda para esclarecer dúvidas para as avaliações parciais. Considero a monitoria desta disciplina bastante útil, pois o contado de acadêmico com acadêmico é importante, e ainda, o auxílio ao professor na organização dos materiais da disciplina resulta em maior tempo do mesmo, dedicado para elaboração de aulas e provas, correção de provas e trabalhos.

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Conselhos e Comissões, Enquadramento Funcional: Secretária DAEF, Carga horária: 2


Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDA, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista da Rede de Universidades Mais Gestão, Carga horária: 20
Outras informações
Bolsista do Núcleo Sul na Rede de Universidades, para avaliação do Programa Mais Gestão, financiado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), e operacionalizado pela Fundação Arthur Bernardes (FUNARBE), de Viçosa - MG. A Rede de Universidades foi instituída pelo MDA por meio de um Termo de Execução Descentralizada TED com a Universidade Federal de Viçosa e possui como objetivo produzir informação e conhecimento sobre as cooperativas e demais organizações econômicas da agricultura familiar apoiados pelo Programa, avaliar a metodologia utilizada pelas equipes no âmbito dos contratos de ATER com o MDA e avaliar o Programa Mais Gestão. O trabalho consistiu em diversas atividades no decorrer do projeto, como: tabulação e organização de dados; análise estatística; participação em seminários e oficinas; planejamento de pesquisa de campo e realização de entrevistas com gestores de cooperativas e demais atores de importância para o projeto (estudos de caso); reuniões com agentes de ATER da Região Sul; análise de documentos instrumentos do Programa Mais Gestão; levantamento bibliográfico sobre o aporte teórico utilizado no projeto; tarefas administrativas, como a elaboração de contratos, rescisões, prestação de contas, dentre outras.


Rede Brasileira de Pesquisadores em Erva-Mate, REBRAPEM, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Colaboradora, Enquadramento Funcional: Pesquisadora colaboradora, Carga horária: 1
Outras informações
Pesquisadora colaboradora da Rede Brasileira de Pesquisadores em Erva-Mate.


Prefeitura Municipal de Esperança do Sul, PM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio extracurricular realizado na Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Esperança do Sul, sob a supervisão do Engenheiro Florestal Fábio H. Graebin.


Escola Municipal Ensino Fundamental Afonso Balestrin, E.M.E.F. AFONSO, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária do magistério, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
MUDANÇAS CLIMÁTICAS E POLÍTICAS PÚBLICAS: UMA ANÁLISE MULTINÍVEL DA POLÍTICA NACIONAL SOBRE MUDANÇA DO CLIMA E PROGRAMA ABC
Descrição: Este projeto de pesquisa procura analisar a tradução do debate internacional sobre políticas públicas e mudanças climáticas no contexto brasileiro, e como este debate, institucionalizado em uma política pública, é implementado e interpretado nos espaços locais, notadamente pelos gestores responsáveis pela implementação. Ou seja, procura-se explorar a circulação multinível das ideias e o modo como elas são alteradas neste processo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Governança Alimentar e Práticas das famílias rurais: uma abordagem a partir dos fluxos de abastecimento alimentar e multilocalização familiar (GAPRA)
Descrição: Projeto coordenado e financiado por equipe francesa do Centro Internacional em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento (CIRAD), com a finalidade de realizar um estudo comparativo sobre abastecimento alimentar em famílias rurais caracterizadas pela multilocalização (migrações ou ou pluriatividade ? atividades agrícolas e não agrícolas realizadas fora da unidade produtiva) no Brasil e no Haiti. A pesquisa visa analisar como as estratégias de multilocalização e as políticas públicas afetam as estratégias de acesso aos alimentos das famílias rurais e sua condição de segurança alimentar e nutricional. O projeto já está em andamento desde março de 2017, com prazo para encerrar em dezembro de 2019. A pesquisa brasileira envolverá trabalho e pesquisa de campo na microrregião de Chapecó, com previsão para ser realizada durante o ano de 2018. A escolha da região decorre de várias razões: região marcada por processos de migração (entre estados brasileiros e também rural-urbana); região marcada pela presença de agroindústrias e pelo deslocamento de membros das famílias rurais para as áreas urbanas; e acúmulo de informações e análises de membros da equipe sobre a região..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
ARTIMIX - Articulating policy mixes across scales & sectors to address adaptation to climate change challenges in vulnerable tropical agricultural landscapes ARTIMIX
Descrição: During the last 2 decades, a growing literature has underlined potential effects of Climate Change (CC) on economic development, environment and wellbeing of population especially in tropical rural areas. While contributing to CC, agriculture is also strongly affected by CC and climate variability. Hence adaptation to CC has become a stringent challenge in vulnerable agricultural tropical landscape. To face this challenge, concepts to tackle CC issues in agriculture have been proposed, CC national adaptation policies framework have been formulated, and local initiatives have been flourishing. However, the lack of articulation between interpretations of concepts, policy design, levels and sectors in the implementation of policies, and farmers? situation and practices may lead to maladaptation processes. The objective of ARTIMIX project is to determine the conditions of successful design and implementation of articulated adaptation to CC policy mixes in order to foster ecological transition in tropical vulnerable agricultural landscapes. For this purpose, the project will 1) analyze the concepts proposed to tackle adaptation issue in agriculture (Agro-ecology, Climate Smart Agriculture, Ecosystem Based Adaptation) and the way they are integrated in policies; 2) Identify the enabling and limiting factors for effective implementation of CC adaptation policies, considering their coordination and interactions with sectorial policies; 3) Characterize how current policy mix are affecting farmers? practices and their related environmental, technical-economic and social outcomes. The ARTIMIX will be implemented by a multidisciplinary team encompassing policy scientists, economists, sociologists, agronomists, animal and environmental scientists. It will be implemented in Ultramarine French territories (Guadeloupe and Martinique), Brazil and Colombia. The innovation of the ARTIMIX project is twofold. First, it will develop and test an integrated and multilevel approach to address the different phases of policy cycle (design, implementation, effects) and the different levels from national to farmer level with emphases on the local arena. Second, it will support mainstreaming of CC adaptation in local actors and policies that are lagging in Martinique and Guadeloupe, mobilizing experience from Latin American countries (Colombia and Brazil) that are developing policies to tackle similar issues regarding CC adaptation. The expected overall outcomes of ARTIMIX is to contribute to the design or adjustment of CC adaptation policy mix that takes into account farmers? strategy and local actors? agenda. Specific scientific results will encompass: 1) A characterization of convergence and divergence between concepts to tackle CC adaptation and an assessment of their integration in the design of CC adaptation policy frameworks, 2) An identification of the factors affecting the implementation of the adaptation to CC policies and an analysis of synergies and trade-offs between instruments aiming to enhance farmers? CC adaptation capacities; 3) An assessment of practices promoted by policies regarding their ability to increase farmers? CC adaptation capacity and their socio-economic and environmental outcomes. In addition to publications and diffusion in academics and large audience, the results will be shared with stakeholders in the research sites through workshops. They will enable to define a set of specific recommendations: 1) for a better integration of concepts in the design of context-specific coherent policy mix aiming to strengthen farmers? adaptation capacities; 2) for improving articulation among actors in implementation of relevant policy mix regarding local conditions; 3) for supporting farmers? adoption of practices improving their adaptation capacity to face CC..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Análise do papel dos agricultores na produção de soluções tecnológicas para a agricultura familiar
Descrição: O objetivo central deste projeto de pesquisa é compreender o papel dos agricultores familiares nos processos de geração de inovações para a agricultura, bem como, o papel das novidades por eles geradas na reprodução da agricultura familiar. Esta pesquisa visa contribuir para a melhor compreensão a respeito dos incentivos e desincentivos exercidos pelas instituições e organizações no processo de geração de soluções tecnológicas por parte dos agricultores. Tem o potencial de colaborar para que novas pesquisas para a agropecuária, realizadas pelas instituições de pesquisa existentes, considerem o papel dos agricultores nesse processo, bem como a importância das novidades produzidas pelos mesmos. Ademais, a presente pesquisa pode auxiliar também na construção de políticas destinadas ao desenvolvimento tecnológico da Agricultura Familiar, que tomem os agricultores, como sujeitos atuantes nesse processo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Análise das institucionalidades dos circuitos curtos de comercialização de produtos orgânicos em Porto Alegre/RS
Descrição: O objetivo central deste projeto de pesquisa é compreender o papel dos agricultores familiares nos processos de geração de inovações para a agricultura, bem como, o papel das novidades por eles geradas na reprodução da agricultura familiar. A proposta de pesquisa está organizada em cinco grandes blocos: introdução, qualificação do principal problema de pesquisa a ser abordado, objetivo, metodologia, principais contribuições científicas e tecnológicas e cronograma. Na presente proposta de pesquisa, conceitos como modernização conservadora, inovação, novidade, agência, resistência tem destacada importância..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Gestão de organizações econômicas da agricultura familiar no Brasil: elaboração de tipologia de cooperativas e associações agropecuárias e análise do Programa Mais Gestão (MDA/Governo Federal)
Descrição: O Mais Gestão é um programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) que visa aperfeiçoar a gestão de cooperativas da agricultura familiar em todas as regiões do país e é gerenciado pela Coordenação Geral de Cooperativismo e Organização Econômica do Departamento de Geração de Renda e Agregação de Valor, vinculado à Secretaria de Agricultura Familiar do MDA, mediante o lançamento de chamadas públicas para organizações de ATER. A Rede de Universidades foi instituída pelo MDA por meio de um Termo de Execução Descentralizada TED com a Universidade Federal de Viçosa e possui como objetivo produzir informação e conhecimento sobre as cooperativas e demais organizações econômicas da agricultura familiar apoiados pelo Programa, avaliar a metodologia utilizada pelas equipes no âmbito dos contratos de ATER com o MDA e avaliar o Programa Mais Gestão. Essa Rede conta com a participação de seis instituições, quais sejam: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Universidade Federal de Viçosa, Universidade de Brasília, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e Universidade Federal do Pará. Além desse grupo, participam da rede a Universidade Federal de Santa Maria e a Universidade de São Paulo como integrantes do núcleo sul e sudeste, respectivamente. Objetivos: Instituir e articular a Rede Mais Gestão de Universidades, para desenvolver estudos, pesquisa e inovação na área de gestão das cooperativas e demais organizações econômicas da agricultura familiar estimulando o desenvolvimento de processos de monitoramento, avaliação, geração de informação e conhecimento, assim como a execução de atividades de interesse dos pactuantes que convirjam para o esforço comum no desenvolvimento de capacidades e o aperfeiçoamento das políticas públicas. Objetivos específicos: Produzir informação e conhecimento sobre as cooperativas e demais organizações econômicas da agricultura familiar a partir dos dados disponibilizados pelo MDA e coletados pelos pesquisadores, em especial quanto as suas dificuldades/demandas, categorizando-as; Avaliar o Programa MAIS GESTÃO; Reunir e catalogar experiências bem sucedidas de cooperativas e demais organizações econômicas da agricultura familiar; Consolidar um grupo de pesquisa interdisciplinar em cooperativismo na agricultura familiar, no âmbito da formação de rede com as universidades parceiras; Proporcionar intercâmbio entre as universidades parceiras e as cooperativas, para comunicação e implementação de estudos, gerados nas instituições; Divulgar o trabalho de pesquisa por meio da participação em seminários, simpósios e publicações...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Propriedades físicas e de flexão estática da espécie Ateleia glazioviana Baill
Descrição: O objetivo deste projeto é analisar as propriedades físicas e mecânicas da madeira de Ateleia glazioviana Baill, assim como comparar os resultados obtidos com diferentes espécies nativas e exóticas. Com isso busca-se ampliar os conhecimentos sobre a espécie estudada e obter dados para sua utilização..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Efeitos do crédito rural sobre a sucessão geracional de jovens mulheres no Rio Grande do Sul
Descrição: Este projeto de pesquisa tem como pano de fundo o acompanhamento e avaliação das políticas públicas de crédito rural. As políticas de crédito rural em questão são provenientes do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar PRONAF, em especial das linhas PRONAF Mulher e PRONAF Jovem. O objetivo geral é avaliar a forma como jovens mulheres se inserem nos Programas de Crédito Rural PRONAF, analisando os impactos desta inserção na sucessão geracional. A pesquisa de campo será realizada nos quatro territórios da cidadania do Rio Grande do Sul...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Caracterização e diagnóstico da qualidade da madeira e derivados no RS
Descrição: Esse projeto tem como objetivo caracterizar e diagnosticar a qualidade e usos da madeira, bem como dos derivados desse material no estado do Rio Grande do Sul. O trabalho visa especificamente identificar os fatores críticos e determinantes no uso da madeira para que medidas adequadas possam ser implementadas no setor de base florestal satisfazendo os desafios impostos pela mudança tecnológica e os preceitos de desenvolvimento sustentável..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2012
Fatores Determinantes da Comercialização de Terneiros no Rio Grande do Sul
Descrição: O produtor de terneiros obtém o preço de seu produto através da relação entre a quantidade de animais ofertados e a quantidade de possíveis compradores. Contudo, estes compradores escolhem entre os animais expostos àquele que lhe parecer de melhor em relação aos demais e com valor compatível (determinado pelo melhor lance nos leitões). Este projeto tem por objetivo principal avaliar a comercialização de terneiros de corte no Rio Grande do Sul. Análise semelhante foi realizada durante os anos de 2004 e 2006, contudo pretendese verificar a manutenção das preferências dos compradores de terneiros no Estado e se houveram mudanças tanto no perfil dos animais quanto no processo de comercialização. A reavaliação justificase pela grande variação dos animais ofertados no Estado e pela grande quantidade de fatores que influenciam a formação de preços de mercado. Os dados serão coletados nas principais Feiras de Terneiros do Estado, antes e durante a entrada em pista. Após, será analisada as características genotípicas e fenotípicas dos terneiros em relação ao preço final por quilo de peso vivo. A pesquisa contribui para um dos mais tradicionais setores da economia do Estado. Projeto executado com recursos da FAPERGS..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2012
Tipificação das propriedades familiares produtoras de leite
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2013
A inserção das mulheres nos diferentes sistemas de produção leiteira
Descrição: Este projeto teve como objetivo principal analisar a inserção das mulheres na atividade leiteira a partir dos distintos sistemas de produção. Mais especificamente, buscava identificar e agrupar por semelhanças, os distintos sistemas de produção leiteiros existentes no Território da Cidadania proposto para a pesquisa; caracterizar, quanto às condições socioeconômicas, as mulheres que exercem a atividade em cada um dos sistemas; verificar o grau de inserção das mulheres na produção leiteira, com base nas atividades que executam e a divisão do trabalho com os homens; analisar, se há diferenças no envolvimento das mulheres por geração (mãe e filhas) e por sistema de produção; verificar, com base no envolvimento na atividade, a perspectiva de permanência das gerações mais novas (filhas) a partir do envolvimento na atividade juntamente com suas mães..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
Tipificação e análise dos sistemas produtivos de leite no Município de Barra Funda - RS
Descrição: Este projeto visa a tipificação dos produtores de leite do município de Barra Funda-RS, destacando e analisando as diferenças entre os sistemas de produção. A coleta de dados será realizada mediante a aplicação de questionário aos produtores que realizavam a atividade leiteira. No questionário Busca-se as principais características dos produtores, a qualificação da produção leiteira e os investimentos realizados na mesma. Espera-se com esse projeto caracterizar e analisar os principais sistemas produtivos de leite possibilitando a proposição de ações e políticas públicas com vistas a melhoria das condições produtivas e da geração de renda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
EFICIÊNCIA DO CCB NA RESISTÊNCIA DA MADEIRA DE Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden AO FUNGO APODRECEDOR Pycnoporus sanguineus.
Descrição: O objetivo deste projeto é avaliar o efeito do preservativo CCB na resistência da madeira de Eucalyptus grandis ao fungo Pycnoporus sanguineus em condições de laboratório, a fim de estabelecer relação entre a resistência das peças de madeira, a concentração da solução preservativa e sua posição nos moirões. Orientador: Prof.º Dr.º Rômulo Trevisan; Co-Orientadora: Prof.ª Dr.ª Stela Maris Kulczynski..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2012
Morfofisiologia de sementes de essências florestais e plantas anuais
Descrição: O conhecimento da estrutura da semente é importante para a obtenção de indicações sobre armazenamento, quebra de dormência, germinação, viabilidade e métodos de semeadura. O processo germinativo, que representa uma sequência de eventos fisiológicos, é influenciado por fatores externos e internos às sementes. É importante o conhecimento de fatores endógenos e exógenos que afetam a germinação, para que a mesma aconteça no menor período de tempo e que seja o mais uniforme possível, tanto no que se refere a produção agrícola como na produção de mudas em viveiro. Dentre os vários fatores a serem estudados, existe um em especial que atinge diretamente a produção de mudas de algumas espécies, que é o processo de dormência das sementes. A dormência de sementes é caracterizada pelo atraso da germinação, quando as sementes mesmo em condições favoráveis não germinam e resulta em uma adaptação das espécies às condições ambientais, podendo ser de pouca ou muita umidade, incidência direta de luz, baixa temperatura, etc. Cerca de dois terços das essências florestais possuem algum tipo de dormência. É um recurso utilizado pelas plantas para germinarem na estação mais propícia ao seu desenvolvimento, buscando através disto a perpetuação da espécie ou a colonização de novas áreas. Quando se depara com este fenômeno, há a necessidade de se conhecer como as espécies superam o estado de dormência em condições naturais, para que se busquem alternativas para uma germinação rápida e homogênea. A compreensão da morfologia de sementes, de plântulas e de mudas, além do conhecimento do processo de dormência são fatores primordiais na produção agrícola e na produção de mudas em viveiro. Assim, este projeto visa aprofundar os conhecimentos morfofisiológicos da germinação e dormência de sementes de plantas anuais de interesse econômico e de espécies arbóreas nativas do Brasil. A fim de se atingir os objetivos propostos, serão realizados estudos em laboratório, com condições controladas e em viveiro, a fim de se determinar as condições ótimas de germinação, quebra de dormência (se houver) e produção de mudas de espécies de importância agronômica e florestal..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2014 - 2015
Fomentando as novas gerações de agricultores no campo
Descrição: Este projeto tem como referência a questão da reprodução social da Agricultura Familiar, através da sucessão geracional, assim o foco recai sobre os jovens rurais. O objetivo é promover ações de pesquisaação junto a jovens rurais, através da problematização e diálogo sobre a organização e a sucessão nas propriedades familiares. O projeto será desenvolvido entre os meses de janeiro e dezembro de 2014, no município de Jóia, mesorregião Noroeste do RS . A equipe executora é composta por docentes, técnicos administrativos e acadêmicos dos cursos de Agronomia, Engenharia Florestal e Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria ? Centro de Educação Superior Norte do Rio Grande do Sul ? Campus de Palmeira das Missões e Frederico Westphalen. A metodologia apresenta um caráter interdisciplinar baseada na pesquisaação. Primeiramente está previsto um encontro de sensibilização, problematização da realidade e motivação das famílias que demonstrarem interesse em participar do projeto. Neste encontro serão propostas algumas ações do projeto e, de forma participativa, serão elencadas e hierarquizadas as demandas para as etapas seguintes do projeto, como: encontros de discussão, integração e trocas de experiências entre os grupos de trabalho e entre as gerações (pais e filhos), minicursos, entre outros. A perspectiva é que estas diferentes ações sensibilizem os envolvidos sobre a importância da organização e a continuidade da propriedade, que é condicionada, principalmente, pela sucessão familiar. Por outro lado, projetos desta natureza contribuem para o fortalecimento, no âmbito da universidade, para o tripé ensino/pesquisa/extensão, especialmente potencializada com o envolvimento dos discentes da Instituição..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2013 - 2014
Cursos, Palestras e Seminários
Descrição: São eventos organizados pelo curso, que visam, entre outros objetivos, proporcionar uma complementação do ensino de graduação e integração da comunidade acadêmica. Nestes espaços, estudantes e professores tem a oportunidade de interagir com profissionais de outras instituições, proporcionando trocas de experiências, contato com temas inovadores e o conhecimento das múltiplas abordagens existentes sobre temas específicos. Os cursos e eventos organizados terão a preocupação em também atingir o público externo à Universidade. A organização destes espaços é uma oportunidade ímpar para os acadêmicos desenvolverem a capacidade de trabalho em grupo, senso de organização e relações pessoais. A Organização, em conjunto com o Diretório Acadêmico da Engenharia Florestal e a Coordenação do Curso, das Semanas Acadêmicas da Engenharia Florestal (SAEF?, realizadas anualmente, é um importante evento que ocorre no campus de Frederico Westphalen. Evento este, já consolidado e reconhecido, tanto pela comunidade acadêmica, quanto por profissionais de diversas áreas correlatas. Espera-se, fortalecer este importante espaço de discussão entre profissionais, acadêmicos e a comunidade em geral, possibilitando a construção e difusão do conhecimento e estimulando o senso crítico, bem como a capacitação e a atualização dos acadêmicos, técnicos e profissionais envolvidos no evento. Também, será realizado um Ciclo de Palestras, um evento que deverá acontecer no primeiro semestre de cada ano, onde serão discutidos temas atuais não debatidos em outros espaços. Estes temas serão discutidos com o diretório acadêmico e representações das turmas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2011 - 2012
AMORI (Alimentação, Manejo, Organização, Raça e Integração)
Descrição: Aprovado no edital PROEXT 2010, este programa de Extensão tem como objetivo geral a melhoria das condições de geração de renda das famílias pertencentes à agricultura familiar voltadas a atividade leiteira através da reconversão da produção convencional em sustentável.. Situação: Em andamento; Natureza: Extensão. Integrantes: Rosani Marisa Spanevello - Integrante / Adriano Lago - Coordenador / Vanderlei Rodrigues da Silva - Integrante / Felipe Gustavo Pilau - Integrante / Mateus Tonini Eitelwein - Integrante / Maurício Roberto Cherubin - Integrante / Fernando Arnuti - Integrante / Leandro Marques Charão - Integrante / Felipe Dalzotto Artuzo - Integrante / Antonio Luis Santi - Integrante / Oscar Agustin Torres Figueredo - Integrante / Joilmaro Rodrigo Pereira Rosa - Integrante / Leticia Andrea Chechi - Integrante / Regis Trentin Piovesan - Integrante / Leticia Sangaletti - Integrante / Gelson Pelegrini - Integrante / Laila Mayara Drebes - Integrante. Financiador(es): Ministério da Educação..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2010 - 2011
Primeiros Passos para a conservação
Descrição: Estamos vivendo em um século preocupante, pois o capitalismo cresce e com ele as informações e o comodismo também, produzindo em nosso mundo o lixo e aumentando o descaso das pessoas em relação aos danos causados ao ambiente, através de nossos atos. O destino do lixo produzido pela sociedade, na sua grande maioria , são locais inadequados para a saúde humana, é o que acontece com lixos eletrônicos, pilhas e baterias, que além de não apresentarem meios de reutilização contribuem para a poluição do solo, ar e água, prejudicando assim, todos os seres vivos. Além do lixo, existem outros fatores que contribuem para a poluição da água potável do planeta, como a utilização de agrotóxicos em lavouras próximas a córregos e nascentes, esgoto urbano, vazamentos de combustíveis altamente inflamáveis, entre outros. Sensibilizados com a interferência maléfica do ser humano no ecossistema mundial e consequências advindas destes atos, acredita-se na significância de se trabalhar estes assuntos com crianças, pois ainda que pequenas, irão crescer cientes de sua contribuição para a preservação do meio ambiente..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Outros Projetos


2013 - 2014
A re-engenharia através do ensino integrado na formação universitária
Descrição: Se propõe um processo de transdisciplinaridade, através do diálogo entre diferentes áreas do conhecimento da Engenharia Florestal, agregado ao uso das novas tecnologias de informação e comunicação (TICs), que possibilite a avaliação e/ou revisão destas ?disciplinas acadêmicas, resultando num processo de diálogo conjunto. Posteriormente, busca-se a consolidação de um processo de integração curricular, através de um sistema cooperativo de diferentes turmas de ingressos e maior valorização dos conhecimentos práticos, que poderão ser a solução para a formação de profissionais com melhor enfrentamento para as dificuldades do mercado de trabalho. Isto será possível, através de uma proposta do grupo PET em conjunto com o Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso para inserir na atualização do Projeto Pedagógico do Curso (PPC) planos de ensino que possibilitem o uso de TICs para aprimorar os métodos pedagógico de ensino, envolvendo bolsistas e demais acadêmicos do curso, através do diálogo entre disciplinas correlatas. Assim, com o auxilio de TICs, pretende-se desenvolver novos métodos de disseminação do conhecimento, se utilizando de novas mídias e aplicativos. Os alunos deverão ter aulas que em parte serão interativas através de TICs, devendo ter objetivos direcionados a formação profissional qualificada do Engenheiro. O essencial da ideia, é que os professores identifiquem o objetivo principal de cada disciplina e possibilitem a articulação entre elas e com as futuras atividades profissionais, constituindo-se numa base sólida para a consolidação de conhecimentos e complementando aprendizados futuros..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
2013 - 2014
Acompanhamento de acadêmicos no núcleo básico do curso
Descrição: As disciplinas de cálculos apresentam os maiores índices de retenção e consequentemente contribuem para a evasão de acadêmicos. Por estarem concentradas no início do curso e terem uma importância básica na formação do engenheiro, muitas vezes não são compreendidas pelos iniciantes do curso. O ensino médio público da região é carente nestas áreas e um percentual elevado dos acadêmicos não conseguem ter um desempenho satisfatório ocasionando alto índice de reprovação. Dessa forma, o grupo PET irá desenvolver atividades associadas ao aprendizado nesta área. Essas atividades serão compostas de monitorias e estudo em grupos nas disciplinas de cálculo e física, auxiliando nos exercícios elaborados pelos docentes e sanando dúvidas do conteúdo. Os bolsistas do grupo PET também irão trabalhar na conscientização da importância dessas disciplinas básicas na formação profissional dos estudantes..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.


Revisor de periódico


2017 - Atual
Periódico: EXTENSÃO RURAL (SANTA MARIA)
2018 - Atual
Periódico: DESENVOLVIMENTO EM QUESTÃO


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Recursos Florestais e Engenharia Florestal.
2.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Desenvolvimento Rural.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2018
Tutora homenageada da turma de formandos do Curso Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural - PLAGEDER/ UFRGS - Polo Três Passos, Curso Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural - PLAGEDER/ UFRGS - Polo Três Passos.
2008
Menção Honrosa na 4ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas - OBMEP 2008, Ministério da Ciência e Tecnologia e Ministério da Educação.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVEIRA, CAROLINE SOARES DA2018SILVEIRA, CAROLINE SOARES DA ; CHECHI, LETÍCIA ANDREA ; SCHULTZ, GLAUCO . A Influência do Ambiente Institucional no Desempenho das Indústrias Ervateiras do Alto Taquari - RS. DRd - Desenvolvimento Regional em debate, v. 8, p. 48, 2018.

2.
CHECHI, L. A.2017CHECHI, L. A.; SCHULTZ, G. . Arranjos produtivos locais de erva-mate no sul do Brasil: caracterização das organizações processadoras e relações estabelecidas. ESPACIOS (CARACAS), v. 38, p. 14-24, 2017.

3.
CHECHI, L. A.2017CHECHI, L. A.; SILVEIRA, C. S. ; SCHULTZ, G. . ANÁLISE DO DESEMPENHO DO PROCESSAMENTO DE ERVA-MATE NO ARRANJO PRODUTIVO LOCAL ALTO TAQUARI ? RS. ESTUDO & DEBATE (ONLINE), v. 24, p. 166-187, 2017.

4.
CHECHI, LETICIA ANDREA2017CHECHI, LETICIA ANDREA. Iniciativas do Estado e da Articulação Nacional de Agroecologia na construção da PNAPO e das Planapos. EXTENSÃO RURAL (SANTA MARIA), v. 24, p. 48-64, 2017.

5.
ANDREA CHECHI, LETICIA2016ANDREA CHECHI, LETICIA; SCHULTZ, GLAUCO . A PRODUÇÃO DE ERVA-MATE: UM ESTUDO DA DINÂMICA PRODUTIVA NOS ESTADOS DO SUL DO BRASIL. Enciclopédia Biosfera, v. 13, p. 16-26, 2016.

6.
CHECHI, L. A.2016CHECHI, L. A.; NIEDERLE, P. A. ; SCHULTZ, G. . Tradição e inovação entrelaçadas na consolidação de um Sistema Agroalimentar Localizado de erva-mate no sul do Brasil. Eutopía: Revista de Desarrollo Económico Territorial, v. 10, p. 79-93, 2016.

7.
GRISA, C.2016GRISA, C. ; CHECHI, L. A. . NARRATIVAS SOBRE SUSTENTABILIDADE, PRODUÇÃO ORGÂNICA E AGROECOLOGIA NAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE DESENVOLVIMENTO RURAL NO BRASIL. RETRATOS DE ASSENTAMENTOS, v. 19, p. 125-166, 2016.

8.
CHECHI, L. A.2016CHECHI, L. A.; SCHULTZ, GLAUCO ; FERRONATTO, E. M. O. ; MONTAGNER, J. . ATIVOS TERRITORIAIS E DESENVOLVIMENTO: ESTUDO DA ARTICULAÇÃO PELA INDICAÇÃO GEOGRÁFICA DA ERVA-MATE NO POLO ERVATEIRO ALTO TAQUARI- RS. Revista Estratégia e Desenvolvimento, v. 1, p. 38, 2016.

9.
CHECHI, L. A.;ANDREA CHECHI, LETICIA;CHECHI, LETÍCIA ANDREA;CHECHI, LETICIA ANDREA2015CHECHI, L. A.; TRAUNTENMULLER, A. V. ; TREVISAN, R. ; KULCZYNSKI, S. M. . EFICIÊNCIA DA SOLUÇÃO PRESERVATIVA NA RESISTÊNCIA DA MADEIRA DE Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden AO FUNGO Pycnoporus sanguineus. Enciclopédia Biosfera, v. 11, p. 939-948, 2015.

10.
TOMASI, J. C.2013 TOMASI, J. C. ; TRAMONTINA, J. ; TRES, J. ; CHECHI, L. A. ; TREVISAN, R. . PROPRIEDADES FÍSICAS DA MADEIRA DE Ateleia glazioviana BAILL.. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, v. 9, p. 1824-1832, 2013.

11.
TRAMONTINA, J.2013 TRAMONTINA, J. ; TOMASI, J. C. ; TRES, J. ; CHECHI, L. A. ; DENARDI, L. . PROPRIEDADES DE FLEXÃO ESTÁTICA DA MADEIRA ÚMIDA E A 12% DE UMIDADE DA ESPÉCIE Ateleia glazioviana BAILL.. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, v. 9, p. 1833-1839, 2013.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GRISA, C. ; SANGUINET, E. R. ; CHECHI, L. A. . ARTICULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL: ESTUDO SOBRE A INCIDÊNCIA MUNICIPAL. In: 56º Congresso Sober - Transformações recentes na Agropecuária Brasileira: Desafios em Gestão, Inovação, Sustentabilidade e Inclusão Social, 2018, Campinas - SP. 56º Congresso Sober - Transformações recentes na Agropecuária Brasileira: Desafios em Gestão, Inovação, Sustentabilidade e Inclusão Social, 2018.

2.
CHECHI, L. A.. A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e a construção da PNAPO e Planapos: um estudo sobre a relação de movimentos e organizações sociais e Estado. In: 9º Congresso Latino-americano de Ciência Política, 2017, Montevidéu, Uruguai. 9º Congresso Latino-americano de Ciência Política, 2017.

3.
CHECHI, L. A.. O novo Código Florestal e uma simulação de Pagamento por Serviços Ambientais: um estudo de caso no município de Esperança do Sul -RS. In: 55° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia e Rural (SOBER), 2017, Santa Maria - RS. 55° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia e Rural (SOBER), 2017.

4.
CHECHI, L. A.. A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e a construção da PNAPO e PLANAPO: um estudo sobre a permeabilidade do Estado. In: V Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural: Desafios para a Agricultura Familiar frente ao novo cenário político e econômico, 2017, Porto Alegre - RS. V Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural: Desafios para a Agricultura Familiar frente ao novo cenário político e econômico, 2017.

5.
OLIVEIRA, A. L. A. ; CHECHI, L. A. ; LIMA, J. G. . O neoinstitucionalismo histórico e as políticas públicas ambientais: conceitos, contribuições e aplicabilidade na análise do Programa Assentamentos Verdes. In: II Simpósio Brasileiro de Desenvolvimento Territorial Sustentável, 2017, Matinhos, Paraná. II Simpósio Brasileiro de Desenvolvimento Territorial Sustentável, 2017.

6.
CHECHI, L. A.. Dos 'velhos' aos 'novos': uma discussão das abordagens institucionalistas. In: 3ª Jornada de Economia Institucional, 2017, Porto Alegre - RS. 3ª Jornada de Economia Institucional, 2017.

7.
CHECHI, L. A.; SANGUINET, E. R. ; NETTO, D. ; SCHULTZ, G. . Construção social de mercados e circuitos curtos: uma discussão a partir das feiras de produtos orgânicos de Porto Alegre ? RS. In: Seminário CPDA 40 anos (1976-2016) Diálogos Multidisciplinares sobre o Rural Contemporâneo: questão agrária, políticas públicas e identidades latino-americanas, 2016, Rio de Janeiro. Seminário CPDA 40 anos (1976-2016) Diálogos Multidisciplinares sobre o Rural Contemporâneo: questão agrária, políticas públicas e identidades latino-americanas, 2016.

8.
CANDIDO, J. E. P. ; ZIMMERMANN, S. A. ; CHECHI, L. A. . SABORES DE FOZ: do produtor a sua mesa? - um estudo sobre a alimentação entre agricultores familiares em Foz do Iguaçu. In: Seminário CPDA 40 anos (1976-2016) Diálogos Multidisciplinares sobre o Rural Contemporâneo: questão agrária, políticas públicas e identidades latino-americanas, 2016, Rio de Janeiro - RJ. Seminário CPDA 40 anos (1976-2016) Diálogos Multidisciplinares sobre o Rural Contemporâneo: questão agrária, políticas públicas e identidades latino-americanas, 2016.

9.
CHECHI, L. A.; SCHULTZ, G. ; FERRONATTO, E. M. O. ; MONTAGNER, J. . INDICAÇÃO GEOGRÁFICA DA ERVA-MATE: TERRITÓRIO, IDENTIDADE, ATIVOS E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL. In: 53º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural: 'Agropecuária, Meio Ambiente e Desenvolvimento', 2015, João Pessoa - PB. 53º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural: "Agropecuária, Meio Ambiente e Desenvolvimento", 2015.

10.
SANGUINET, E. R. ; CHECHI, L. A. ; SIQUEIRA, L. V. ; SCHULTZ, G. . POLÍTICAS DE ATER PARA AGRICULTURA FAMILIAR NO BRASIL: O ARRANJO INSTITUCIONAL DO PROGRAMA MAIS GESTÃO. In: XXIII Jornadas Jóvenes Investigadores, 2015, La Plata - Argentina. XXIII Jornadas Jóvenes Investigadores GRUPO MONTEVIDEO, 2015.

11.
CHECHI, L. A.; TOIGO, C. H. ; OLIVEIRA, S. V. ; SCHULTZ, G. . Caracterização socioeconômica dos produtores de erva-mate do município de Palmeira das Missões/RS. In: IX Jornadas Interdisciplinarias de Estudios Agrarios y Agroindustriales Argentinos y Latinoamericanos, 2015, Buenos Aires, Argentina. IX Jornadas Interdisciplinarias de Estudios Agrarios y Agroindustriales Argentinos y Latinoamericanos, 2015.

12.
CHECHI, L. A.; SANGUINET, E. R. ; KLEIN, A. D. ; SA, M. M. ; SCHULTZ, G. . A caracterização da comercialização de produtos orgânicos em Porto Alegre/RS: estudo da oferta em pequenas lojas varejistas. In: IX Jornadas Interdisciplinarias de Estudios Agrarios y Agroindustriales Argentinos y Latinoamericanos, 2015, Buenos Aires, Argentina. IX Jornadas Interdisciplinarias de Estudios Agrarios y Agroindustriales Argentinos y Latinoamericanos, 2015.

13.
MATTE, A. ; CHECHI, L. A. ; BOSCARDIM, M. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; ANDREATTA, T. . FATORES CONDICIONANTES A PERMANÊNCIA OU SAIDA DOS FILHOS EM PROPRIEDADES DE AGRICULTURA E PECUÁRIA FAMILIAR NO RIO GRANDE DO SUL. In: 52º Congresso SOBER, 2014, Goiânia - GO. Anais do 52º Congresso SOBER, 2014.

14.
CHECHI, L. A.; SCHULTZ, G. . Cadeia produtiva da erva-mate: o ambiente institucional e sua problematização. In: IV Encontro Internacional de Ciências Sociais Espaços Públicos, Identidades e Diferenças, 2014, Pelotas - RS. IV Encontro Internacional de Ciências Sociais Espaços Públicos, Identidades e Diferenças, 2014.

15.
CHECHI, L. A.; DREBES, L. M. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; LAGO, A. ; MILANI, R. . Atividade Leiteira no Noroeste Colonial Gaúcho: considerações sobre a perspectiva de sucessão familiar feminina. In: 51º Congresso da SOBER Novas Fronteiras da agropecuária no Brasil e na Amazônia: desafios da sustentabilidade, 2013, Belém do Pará - PA. 51º Congresso da SOBER 2013, 2013.

16.
CHECHI, L. A.; LAGO, A. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; CHRISTOFARI, L. F. ; DREBES, L. M. . A inserção das mulheres na produção leiteira segundo o padrão tecnológico da atividade. In: 51º Congresso da SOBER Novas Fronteiras da agropecuária no Brasil e na Amazônia: desafios da sustentabilidade, 2013, Belém do Pará - PA. 51º Congresso da SOBER 2013, 2013.

17.
SOUZA, G. B. ; CHECHI, L. A. ; LAGO, A. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa . Análise e perspectivas da sucessão geracional em unidades de produção familiar com atividade leiteira. In: 50º Congresso da SOBER Agricultura e Desenvolvimento Rural com Sustentabilidade, 2012, Vitória - ES. 50º Congresso da SOBER 2012, 2012.

18.
TRES, J. ; TOMASI, J. C. ; TRAMONTINA, J. ; CHECHI, L. A. ; TREVISAN, R. ; DENARDI, L. . Estudo da Massa Específica Básica Ponderada de Ateleia glazioviana Bail. In: 11º Congresso Florestal Estadual do Rio Grande do Sul e 2º Seminário Mercosul da Cadeira Madeira., 2012, Nova Prata - RS. ANAIS DO 11º CONGRESSO FLORESTAL ESTADUAL DO RS E 2º SEMINÁRIO MERCOSUL DA CADEIA MADEIRA, 2012.

19.
SPANEVELLO, Rosani Marisa ; DREBES, L. M. ; CHECHI, L. A. ; OCHS, T. ; CHRISTOFARI, L. F. . A inserção das mulheres na produção leiteira. In: 50º Congresso da SOBER Agricultura e Desenvolvimento Rural com Sustentabilidade, 2012, Vitória - ES. 50º Congresso da SOBER 2012, 2012.

20.
CHECHI, L. A.; LAGO, A. ; TRAMONTINA, J. ; TOMASI, J. C. . A Reprodução Social da Agricultura Familiar. In: 49º Congresso da SOBER (Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural), 2011, Belo Horizonte. Demografia e meio rural: população, políticas públicas e desenvolvimento, 2011.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SILVEIRA, C. S. ; SCHULTZ, G. ; CHECHI, L. A. . ?A Influência do Ambiente Institucional no Desempenho das Indústrias Ervateiras: Um Enfoque sob a Economia dos Custos de Transação?. In: V Simpósio da Ciência do Agronegócio, 2017, Porto Alegre, RS. V Simpósio da Ciência do Agronegócio, 2017.

2.
CHECHI, L. A.; KLEIN, A. D. ; SA, M. M. ; MEINCKE, A. ; SCHULTZ, G. . Feiras de produtos orgânicos em Porto Alegre ? RS: características que evidenciam um circuito curto de comercialização.. In: IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia, 2015, Belém - PA. IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia, 2015.

3.
SA, M. M. ; MEINCKE, A. ; KLEIN, A. D. ; CHECHI, L. A. ; SCHULTZ, G. . Espaços varejistas de comercialização de produtos orgânicos em Porto Alegre/RS.. In: IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia, 2015, Belém - PA. IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia, 2015.

4.
MARTINS, M. A. S. ; CHECHI, L. A. ; KALSING, J. ; SANGUINET, E. R. ; SCHULTZ, G. . Qual a origem das bebidas vegetais orgânicas disponíveis em três diferentes canais de comercialização de Porto Alegre?. In: IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia, 2015, Belém - PA. IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia, 2015.

5.
KLEIN, A. D. ; CHECHI, L. A. ; MEINCKE, A. ; TOTTA, J. ; SCHULTZ, G. . Feiras orgânicas de Porto Alegre: o papel das Cooperativas e Associações. In: 2º Simpósio da Ciência do Agronegócio Cadeias Globais de Suprimento no Agronegócio, 2014, PORTO ALEGRE - RS. Anais do Evento, 2014.

6.
BOSCARDIM, M. ; MILANI, R. ; CHECHI, L. A. ; CHRISTOFARI, L. F. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa . Divisão do trabalho feminino em propriedades leiteiras. In: 66ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2014, Rio Branco - AC. 66ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2014.

7.
TRINDADE, E. S. ; CHRISTOFARI, L. F. ; BARCELLOS, J. O. J. ; CANOZZI, M. E. A. ; CHECHI, L. A. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa . Análise da comercialização de terneiros de corte e a influência do grupo genético no município de Bagé RS. In: 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013, Santa Maria. 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013.

8.
TRAMONTINA, J. ; BREUNIG, F. M. ; TOMASI, J. C. ; ROSA, P. A. ; CHECHI, L. A. . Diagnóstico de cobertura florestal de uma microbacia do Rio da Várzea. In: 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013, Santa Maria. 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013.

9.
CHECHI, L. A.; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; CHRISTOFARI, L. F. . O papel da mulher na gestão da atividade leiteira. In: 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013, Santa Maria - RS. Anais 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013.

10.
BOSCARDIM, M. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; TRINDADE, E. S. ; CHECHI, L. A. ; MILANI, R. ; CHRISTOFARI, L. F. . Divisão do trabalho feminino em propriedades leiteiras. In: 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013, Santa Maria. 28ª Jornada Acadêmica Integrada, 2013.

11.
CHECHI, L. A.; LAGO, A. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; MILANI, R. ; HUPPES, M. . Tipificação e análise dos sistemas produtivos de leite no Município de Barra Funda - RS. In: 27ª Jornada Acadêmica Integrada, 2012, Santa Maria - RS. Anais 27ª Jornada Acadêmica Integrada, 2012.

12.
SALVADOR, P. R. ; CHRISTOFARI, L. F. ; CANOZZI, M. E. A. ; BARCELLOS, J. O. J. ; CHECHI, L. A. . Análise da comercialização de bezerros de corte e a influência do grupo genético no Estado do Rio Grande do Sul. In: 27ª Jornada Acadêmica Integrada, 2012, Santa Maria - RS. Anais 27ª Jornada Acadêmica Integrada, 2012.

13.
TRINDADE, E. S. ; CHRISTOFARI, L. F. ; CHECHI, L. A. ; DREBES, L. M. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; LAGO, A. . A participação das mulheres na gestão da atividade leiteira. In: 27ª Jornada Acadêmica Integrada, 2012, Santa Maria - RS. Anais 27ª Jornada Acadêmica Integrada, 2012.

14.
CHECHI, L. A.; DREBES, L. M. ; BRANDT, M. J. ; LAGO, A. . O encaminhamento da sucessão: uma análise no município de Esperança do Sul - RS. In: XX Congresso de Iniciação Científica III Mostra Científica UFPEL, 2011, Pelotas - RS. XX CIC, 2011.

15.
CHECHI, L. A.; CANTARELLI, E. B. ; TIBOLLA, M. ; MAGGIONI, J. H. . Análise de substratos e embalagens no desenvolvimento inicial de mudas de Eucalyptus saligna Sm.. In: 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011, Santa Maria. Anais 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011.

16.
TRAMONTINA, J. ; CHECHI, L. A. ; LAGO, A. ; TOMASI, J. C. . A perspectiva dos jovens filhos de agricultores em relação à sucessão geracional: uma análise no município de Esperança do Sul - RS. In: 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011, Santa Maria. Anais 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011.

17.
PIOVESAN, Régis Trentin ; EITELWEIN, Mateus Tonini ; CHARÃO, Leando Marques ; ARNUTI, Fernando ; CHECHI, L. A. ; LAGO, A. . Programa AMORI Alimentação, Manejo, Organização, Raça e Integração. In: 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011, Santa Maria. Anais 26ª Jornada Acadêmica Integrada, 2011.

18.
DREBES, L. M. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; BRANDT, M. J. ; CHECHI, L. A. . Cooperativas Agropecuárias X Sucessão Geracional: a opinião dos jovens associados sobre as ações cooperativistas. In: XX Congresso de Iniciação Científica III Mostra Científica UFPEL, 2011, Pelotas - RS. CIC 2011, 2011.

19.
BRANDT, M. J. ; LAGO, A. ; DREBES, L. M. ; CHECHI, L. A. . Perspectivas de gênero no processo de sucessão na agricultura familiar. In: XX Congresso de Iniciação Científica III Mostra Científica UFPEL, 2011, Pelotas - RS. XX Congresso de Iniciação Científica III Mostra Científica UFPEL, 2011.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CHECHI, L. A.; SILVEIRA, C. S. ; SCHULTZ, G. . Inovações no setor ervateiro: diagnóstico a partir da visão dos gestores de ervateiras do sul do Brasil. In: Seminário Erva-mate XXI: modernização no cultivo e diversificação do uso da erva-mate, 2016, Curitiba - PR. Seminário Erva-mate XXI: modernização no cultivo e diversificação do uso da erva-mate, 2016.

2.
TOTTA, J. ; KLEIN, A. D. ; CHECHI, L. A. ; MEINCKE, A. ; SCHULTZ, G. . Caracterização socioeconômica das famílias que comercializam produtos orgânicos nas feiras orgânicas de Porto Alegre ? RS. In: V Encontro Caxiense para o Desenvolvimento da Agricultura Orgânica e Sustentável e, III Reunião Sul Brasileira sobre Agricultura Sustentável, 2014, Caxias do Sul. Livro de resumos, 2014.

3.
CHECHI, L. A.; KLEIN, A. D. ; MEINCKE, A. ; TOTTA, J. ; SCHULTZ, G. . Caracterização das feiras orgânicas de Porto Alegre ? RS. In: V Encontro Caxiense para o Desenvolvimento da Agricultura Orgânica e Sustentável e, III Reunião Sul Brasileira sobre Agricultura Sustentável, 2014, Caxias do Sul. Livro de resumos, 2014.

Artigos aceitos para publicação
1.
CHECHI, L. A.; OLIVEIRA, A. L. A. ; BOSCARDIM, M. . CÓDIGO FLORESTAL (LEI 12.651/2012) E PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO DE CASO COM BASE NA REDUÇÃO DE CARBONO EMITIDO E ABORDAGEM SISTÊMICA DAS UNIDADES DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA. DESENVOLVIMENTO EM QUESTÃO, 2019.

2.
GRISA, C. ; SANGUINET, E. R. ; CHECHI, L. A. . A incidência de políticas públicas para a agricultura familiar no Brasil: considerações a partir dos municípios, regiões e Territórios da Cidadania. REVISTA GRIFOS, 2018.

3.
CHECHI, L. A.; SCHULTZ, G. . Inovação, conhecimento e aprendizagem: um estudo sobre Arranjos Produtivos Locais de erva-mate no sul do Brasil. MUNDO AGRARIO (LA PLATA), 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
CHECHI, L. A.; MATTE, A. ; TORRES FIGUEREDO, Oscar Agustin . Meio ambiente e políticas públicas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
CHECHI, L. A.. Desenvlvimento Rural. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CHECHI, L. A.. Desenvolvimento Rural: Perspectivas e Políticas Públicas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
CHECHI, L. A.. A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e a construção da PNAPO e Planapos: um estudo sobre a relação de movimentos e organizações sociais e Estado. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
CHECHI, L. A.. O novo Código Florestal e uma simulação de Pagamento por Serviços Ambientais: um estudo de caso no município de Esperança do Sul -RS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
CHECHI, L. A.. A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e a construção da PNAPO e PLANAPO: um estudo sobre a permeabilidade do Estado. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
CHECHI, L. A.. Dos 'velhos' aos 'novos': uma discussão das abordagens institucionalistas. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
CHECHI, L. A.. A cadeia produtiva da erva-mate e as políticas públicas ambientais para o meio rural. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CHECHI, L. A.; SANGUINET, E. R. ; NETTO, D. ; SCHULTZ, G. . Construção social de mercados e circuitos curtos: uma discussão a partir das feiras de produtos orgânicos de Porto Alegre ? RS. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
CANDIDO, J. E. P. ; ZIMMERMANN, S. A. ; CHECHI, L. A. . ?SABORES DE FOZ: do produtor a sua mesa? - um estudo sobre a alimentação entre agricultores familiares em Foz do Iguaçu. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
CHECHI, L. A.; FERRONATTO, E. M. O. ; MONTAGNER, J. ; SCHULTZ, G. . INDICAÇÃO GEOGRÁFICA DA ERVA-MATE: TERRITÓRIO, IDENTIDADE, ATIVOS E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
CHECHI, L. A.; KLEIN, A. D. ; MEINCKE, A. ; SA, M. M. ; SCHULTZ, G. . Feiras de produtos orgânicos em Porto Alegre RS: características que evidenciam um circuito curto de comercialização. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
CHECHI, L. A.; TOIGO, C. H. ; OLIVEIRA, S. V. ; SCHULTZ, G. . Caracterização socioeconômica dos produtores de erva-mate do município de Palmeira das Missões/RS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

14.
CHECHI, L. A.; SANGUINET, E. R. ; KLEIN, A. D. ; SA, M. M. ; SCHULTZ, G. . A caracterização da comercialização de produtos orgânicos em Porto Alegre/RS: estudo da oferta em pequenas lojas varejistas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
CHECHI, L. A.; SCHULTZ, G. . Cadeia produtiva da erva-mate: o ambiente institucional e sua problematização. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
CHECHI, L. A.; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; LAGO, A. ; CHRISTOFARI, L. F. . O papel da mulher na gestão da atividade leiteira. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
SOUZA, G. B. ; CHECHI, L. A. ; LAGO, A. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa . Análise e perspectivas da sucessão geracional em unidades de produção familiar com atividade leiteira. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
CHECHI, L. A.; LAGO, A. ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; MILANI, R. ; HUPPES, M. . Tipificação e análise dos sistemas produtivos de leite no Município de Barra Funda-RS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
CHECHI, L. A.; LAGO, A. ; TRAMONTINA, J. ; TOMASI, J. C. . A Reprodução Social da Agricultura Familiar. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
CHECHI, L. A.; CANTARELLI, E. B. ; TIBOLLA, M. ; MAGGIONI, J. H. . Análise de substratos e embalagens no desenvolvimento inicial de mudas de Eucalyptus saligna Sm.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
CHECHI, L. A.; DREBES, L. M. ; BRANDT, M. J. ; LAGO, A. . O encaminhamento da sucessão: uma análise no município de Esperança do Sul. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
CHECHI, L. A.. Erva-mate: história, tradição e mercado no sul do Brasil. Montevidéu, Uruguai: FIDA MERCOSUR, 2017 (Artigo Eletrônico).

2.
SPANEVELLO, Rosani Marisa ; CHECHI, L. A. ; MILANI, R. ; BOSCARDIM, M. . A inserção das mulheres em distintos sistemas de produção leiteira 2013 (Relatório de Pesquisa).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
CHECHI, L. A.. Artigo avaliado para a Revista Desenvolvimento em Questão (Ijuí) - Janeiro/7533.. 2018.

2.
CHECHI, L. A.. Avaliação de projeto de Pesquisa Edital 01/2017 Bolsas de IC - UERGS/1300. 2018.

3.
CHECHI, L. A.. Artigo avaliado para a Revista Desenvolvimento em Questão (Ijuí) - nº 7035.. 2018.

4.
CHECHI, L. A.. Revisora do trabalho AGURB2018-0282 - III Conferência Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas. 2018.

5.
CHECHI, L. A.. Revisora do trabalho AGURB2018-0179 - III Conferência Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas. 2018.

6.
CHECHI, L. A.. Revisora do trabalho AGURB2018-0243 - III Conferência Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas. 2018.

7.
CHECHI, L. A.. Revisora do trabalho AGURB2018-0390 - III Conferência Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas. 2018.

8.
CHECHI, L. A.. Revisora do trabalho AGURB2018-0454 - III Conferência Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas. 2018.

9.
CHECHI, L. A.. Revisora do trabalho AGURB2018-0660 - III Conferência Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas. 2018.

10.
CHECHI, L. A.. Revisora do trabalho AGURB2018-0421 - III Conferência Agricultura e Alimentação em Sociedades Urbanizadas. 2018.

11.
CHECHI, L. A.. Artigo avaliado para a Revista Extensão Rural (Santa Maria) - Dezembro/24944.. 2017.

12.
CHECHI, L. A.. Parecerista do XI Congresso da Sociedade Brasileira de Sistemas de Produção. 2016.


Demais tipos de produção técnica
1.
Edison Bisognin Cantarelli ; CHECHI, L. A. . O Pica-Pau (1ª Ed. Julho de 2013). 2013. (Boletim Informativo).

2.
LAGO, A. ; ROSA, Joilmaro Rodrigo Pereira ; SILVA, Vanderlei Rodrigues da ; WERNER, Valmir ; SPANEVELLO, Rosani Marisa ; PELEGRINI, Gelson ; SANTI, Antonio Luis ; TORRES FIGUEREDO, Oscar Agustin ; ORTIGARA, Cícero ; ARTUZO, Felipe Dalzotto ; ARNUTI, Fernando ; ALMEIDA, Hazael Soranzo de ; DREBES, L. M. ; CHARÃO, Leando Marques ; CHECHI, L. A. ; EITELWEIN, Mateus Tonini ; CHERUBIN, Maurício Roberto ; MARCHI, Priscila Monalisa ; PIOVESAN, Régis Trentin . Boletim Informativo Abril - Maio 2011. 2011. (Boletim Informativo).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
CHECHI, L. A.; SILVEIRA, J. P.; DEGGERONE, Z. A.. Participação em banca de Simone Terezinha Sieminkoski. Fatores determinantes da demanda de alimentos orgânicos no município de Frederico Westphalen ? RS. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Liderança e Sustentabilidade) - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul.

2.
CHECHI, L. A.; SILVEIRA, J. P.; DEGGERONE, Z. A.. Participação em banca de Nadir de Jesus. Gestão de resíduos e técnicas de produção mais limpa em sistemas de produção de suínos no município de Palmitinho (RS). 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Liderança e Sustentabilidade) - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Caminhos do alimento: novos rumos. 2018. (Outra).

2.
I Seminário Brasileiro sobre implementação de Políticas Públicas. 2018. (Seminário).

3.
Seminário Alimentação Escolar e Ecogastronomia. 2018. (Seminário).

4.
VII Encontro da Rede de Estudos Rurais: Concepções de Sociedade e Direitos de Cidadania em questão: novos desafios para o mundo rural brasileiro. 2018. (Encontro).

5.
55° Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia e Rural (SOBER). O novo Código Florestal e uma Simulação De Pagamento por Serviços Ambientais: um estudo de caso no município de Esperança do Sul -RS. 2017. (Congresso).

6.
9º Congresso Latino-americano de Ciência Política. A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e a construção da PNAPO e Planapos: um estudo sobre a relação de movimentos e organizações sociais e Estado. 2017. (Congresso).

7.
II WORKSHOP ALIMENTOS SAUDÁVEIS PARA O CAMPO E A CIDADE. 2017. (Outra).

8.
V Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural: Desafios para a Agricultura Familiar frente ao novo cenário político e econômico.A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e a construção da PNAPO e PLANAPO: um estudo sobre a permeabilidade do Estado. 2017. (Outra).

9.
XXIX Salão de Iniciação Científica da UFRGS. 2017. (Outra).

10.
Guia para publicar: conselhos para um artigo de qualidade. 2016. (Outra).

11.
Seminário Agricultura, Desenvolvimento e Combate à Crise. 2016. (Seminário).

12.
Seminário Nacional "Perspectivas para Políticas Agrícolas e de Desenvolvimento Rural no Brasil". 2016. (Seminário).

13.
Território, conhecimento e inovação: uma perspectiva geográfica. 2016. (Outra).

14.
53º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural:. INDICAÇÃO GEOGRÁFICA DA ERVA-MATE: TERRITÓRIO, IDENTIDADE, ATIVOS E DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL. 2015. (Congresso).

15.
IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia. Qual a origem das bebidas vegetais orgânicas disponíveis em três diferentes canais de comercialização de Porto Alegre?. 2015. (Congresso).

16.
IX Congresso Brasileiro de Agroecologia e IV Seminário Estadual de Agroecologia. Feiras de produtos orgânicos em Porto Alegre RS: características que evidenciam um circuito curto de comercialização. 2015. (Congresso).

17.
IX Jornadas Interdisciplinarias de Estudios Agrarios y Agroindustriales Argentinos y Latinoamericanos.Caracterização socioeconômica dos produtores de erva-mate do município de Palmeira das Missões/RS. 2015. (Outra).

18.
IX Jornadas Interdisciplinarias de Estudios Agrarios y Agroindustriales Argentinos y Latinoamericanos.A caracterização da comercialização de produtos orgânicos em Porto Alegre/RS: estudo da oferta em pequenas lojas varejistas. 2015. (Outra).

19.
IV Colóquio da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural. 2014. (Outra).

20.
IV Encontro Internacional de Ciências Sociais Espaços Públicos, Identidades e Diferenças. 2014. (Outra).

21.
V Encontro Caxiense para o Desenvolvimento da Agricultura Orgânica e Sustentável e, III Reunião Sul Brasileira sobre Agricultura Sustentável.Caracterização das feiras orgânicas de Porto Alegre ? RS. 2014. (Encontro).

22.
Workshop: Agroecologia e Mercados Orgânicos nas Capitais do Sul do Brasil.Circuitos Curtos de Comercialização: Feiras Orgânicas de Porto Alegre. 2014. (Outra).

23.
Inventário Florestal Nacional e Serviço Florestal Brasileiro/ Dendrocronologia com espécies tropicais. 2013. (Outra).

24.
4ª Feira da Floresta - 1ª Biomassa Florestal e Energia. 2012. (Outra).

25.
4ª Feira da Floresta - Ciclo de palestras para produtores rurais. 2012. (Outra).

26.
50º Congresso da SOBER Agricultura e Desenvolvimento Rural com Sustentabilidade. 2012. (Congresso).

27.
49º Congresso da SOBER (Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural). A Reprodução Social da Agricultura Familiar. 2011. (Congresso).

28.
2º Fórum Internacional do Agronegócio Florestal. 2010. (Outra).

29.
I Seminário Municipal de Gestão Ambiental. 2010. (Seminário).

30.
II Semana Acadêmica de Engenharia Florestal. 2009. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SCHNEIDER, S. ; PREISS, P. ; CHECHI, L. A. . III Conferência Agricultura e Alimentação em uma Sociedade Urbanizada. 2018. (Outro).

2.
CHECHI, L. A.; BIANCHINI, D. . Seminário Políticas Públicas e Comercialização na Atividade Agropecuária. 2018. (Outro).

3.
CHECHI, L. A.; MATTE, A. . II WORKSHOP ALIMENTOS SAUDÁVEIS PARA O CAMPO E A CIDADE. 2017. (Outro).

4.
GRISA, C. ; NIEDERLE, P. A. ; MATTE, A. ; CHECHI, L. A. . V Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural: Desafios para a Agricultura Familiar frente ao novo cenário político e econômico. 2017. (Outro).

5.
CHECHI, L. A.; GRISA, C. ; SABOURIN, E. . Seminário Políticas Públicas para Agroecologia na América Latina e Caribe. 2017. (Outro).

6.
KATO, K. ; RENTE, A. ; BRUGNHARA, A. ; ROCHA, B. N. ; CASTRO, B. S. ; GRISA, C. ; TELO, F. ; CHECHI, L. A. ; DIAS, M. M. ; OLIVEIRA, M. ; ANDRADE, R. ; MILANES, R. ; LEAO, S. ; ZIMMERMANN, S. A. ; LIMA, S. ; WESZ, V. ; MONTEIRO, N. S. . Seminário CPDA 40 anos (1976-2016) Diálogos Multidisciplinares sobre o Rural Contemporâneo: questão agrária, políticas públicas e identidades latino-americanas. 2016. (Outro).

7.
MALUF, R. S. J. ; CHECHI, L. A. ; MONTEIRO, N. S. ; TONIOLO, B. . Seminário Nacional "Perspectivas para Políticas Agrícolas e de Desenvolvimento Rural no Brasil". 2016. (Outro).

8.
CHECHI, L. A.; SCHULTZ, G. ; KLEIN, A. D. ; SANGUINET, E. R. ; SA, M. M. ; MARTINS, M. A. S. ; MEINCKE, A. ; KALSING, J. ; ALVES, C. ; RIPPE, C. . II WORKSHOP SOBRE COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS ORGÂNICOS. 2015. (Outro).

9.
Edison Bisognin Cantarelli ; CHECHI, L. A. . Doenças bióticas e abióticas de espécies florestais. 2013. (Outro).

10.
CARDOSO, G. V. ; CHECHI, L. A. . O Papel do Engenheiro Florestal no processo de produção de celulose. 2013. (Outro).

11.
CHECHI, L. A.; BALESTRIN, D. ; BUZZATTI, M. . III Semana Acadêmica de Engenharia Florestal. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
ANGÉLICA OLIVEIRA DOS SANTOS. ESTRATÉGIAS DOS AGRICULTORES E DE SUAS ORGANIZAÇÕES: UM ESTUDO DE CASO SOBRE A PARALISAÇÃO DO PAA EM SANTA VITÓRIA DO PALMAR/RS. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Desenvolvimento Rural) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Orientador).

2.
DIEGO KIEFER MOREIRA. POLÍTICAS PÚBLICAS MUNICIPAIS PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL DO MUNICÍPIO DE CACHOEIRA DO SUL. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Desenvolvimento Rural) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Orientador).

3.
ROSANE TURRA TREVISO. CONTRIBUIÇÕES DAS AGROINDÚSTRIAS RURAIS FAMILIARES: UM ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE ERNESTINA-RS. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Desenvolvimento Rural) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Orientador).

4.
Marcia Roselaine Acosta Teixeira. O Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE no município de Santa Vitória do Palmar/RS.. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Desenvolvimento Rural) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Orientador).

5.
STELA CARDOSO CORRÊA. PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (PNAE): ESTUDO DA PERCEPÇÃO SOBRE OS ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR EM SANTA VITÓRIA DO PALMAR ? RS. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Desenvolvimento Rural) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Orientador).

6.
NARA MARLEI JOHN. A INFLUÊNCIA DO PROGRAMA NACIONAL DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (PNAE) NA AGRICULTURA FAMILIAR DE TUPARENDI/RS. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Desenvolvimento Rural) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Orientador).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/12/2018 às 8:55:42