Damaris Matias Silveira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6492585177270917
  • Última atualização do currículo em 14/11/2018


Doutoranda em Linguística na Universidade Federal de Santa Catarina, mestre em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas, e graduada em Letras-Língua Alemã e Literatura de Língua Alemã pela Universidade Federal de Santa Catarina.Também tem experiência na área de ensino de Língua Alemã. Participa do projeto de pesquisa "Estruturas de focalização no Português Brasileiro", na Universidade Federal de Santa Catarina. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Damaris Matias Silveira
Nome em citações bibliográficas
SILVEIRA, D. M.


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Lingüística.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: INFLUÊNCIAS SINTÁTICAS E PROSÓDICAS NA FOCALIZAÇÃO VIA CLIVAGEM: UMA ANÁLISE TRANSLINGUÍSTICA,
Orientador: Sandra Quarezemin.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2012 - 2014
Mestrado em Lingüística.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: CLIVADAS E PSEUDO-CLIVADAS NA HISTÓRIA DO PORTUGUÊS: UMA ANÁLISE DIACRÔNICA DAS ESTRUTURAS DE FOCO E IMPLICAÇÕES DA GRAMÁTICA V2.,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Charlotte Marie Chambelland Galves.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2015
Graduação em andamento em Letras - Português.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2008 - 2011
Graduação em Letras-Língua Alemã e Literaturas.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Orientador: Carlos Mioto (PIBIC/CNPq).
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Cartography and explanation. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2018 - 2018
Attitude ascriptionsr ascsd rieeir peinptr. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2018 - 2018
Hochschulwinterkurs - InterDaF e. V. am Herder-Institut.
Universität Leipzig, UNI/Leipzig, Alemanha.
2013 - 2013
The development of the left periphery in Germanic. (Carga horária: 9h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2011 - 2011
In a word: the nominal continuum. (Carga horária: 25h).
Associação Brasileira de Lingüística, ABRALIN, Brasil.
2011 - 2011
O Modelo Cartográfico e a Sintaxe do Português. (Carga horária: 25h).
Associação Brasileira de Lingüística, ABRALIN, Brasil.
2009 - 2009
Number and Indefinites. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2009 - 2009
Bare Nominals and Indefinites. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2007 - 2007
Formação Continuada. (Carga horária: 16h).
Secretaria Municipal de Educação - Imbituba - SC, SME, Brasil.
2007 - 2007
Motivação e Capacitação. (Carga horária: 10h).
Prefeitura Municipal de Imbituba, PM/Imbituba, Brasil.
2006 - 2007
Magistério das Séries Iniciais e Educação Infantil. (Carga horária: 2080h).
EEM Engº Annes Gualberto, EEMEAG, Brasil.


Atuação Profissional



Havad - Escola de Idiomas, HAVAD, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Autônomo, Enquadramento Funcional: Instrutora Autônoma de Língua Alemã


Babel Idiomas, BABEL IDIOMAS, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Autônoma, Enquadramento Funcional: Professora de Língua Alemã


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Apoio a eventos acadêmicos e atendimento à comunidade acadêmica.


Prefeitura Municipal de Imbituba, PM/Imbituba, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária Auxiliar de Classe, Carga horária: 20
Outras informações
Trabalho pedagógico voltado para Educação Infantil.



Projetos de pesquisa


2016 - Atual
A cartografia do sujeito em PB
Descrição: Descrição: Este projeto visa à investigação do comportamento sintático do sujeito no português brasileiro (doravante PB), analisando as construções com alternância sintática, nas quais o constituinte pré-verbal não é o sujeito lógico (semântico) da sentença, e as sentenças clivadas com focalização do sujeito. A pesquisa está assentada na abordagem cartográfica que apresenta um estudo detalhado das posições destinadas ao sujeito (cf. BELLETTI e RIZZI, 1988; CARDINALETTI, 2004, 2007, 2011, 2015; RIZZI, 2006; RIZZI e SHLOSKY, 2007; BELLETTI, 2004, 2008, 2014). De acordo com Cardinaletti, há pelo menos duas posições distintas para o sujeito: uma mais baixa que está relacionada à questão puramente estrutural, como a satisfação de Caso nominativo e concordância (Agree) e que pode ser preenchida por um expletivo, posição SpecAgrsP; e uma posição mais alta que expressa a propriedade semântica de sujeito da predicação e que, portanto, deve ser preenchida por um sujeito referencial, posição SpecSubjP. Para a autora, dissociar o traço sujeito da predicação do traço de Caso nominativo tem a vantagem de negar que há um traço semântico associado a Caso nominativo, o que corrobora com a ideia de que Caso estrutural, contrário a Caso inerente, não tem nenhum importe semântico. Nesse contexto, o presente projeto trata das construções com alternância sintática, comparando-as com essas mesmas construções no italiano, e visa à comparação com outras línguas românicas (espanhol, francês) e germânicas (alemão, inglês), a fim de verificar as propriedades do constituinte em posição pré-verbal e uma possível compatibilidade com a posição SpecSubjP, proposta por Cardinaletti. Dentre os tipos sentenciais analisados estão as sentenças com verbos psicológicos e fronteamento de dativo, as sentenças com inversão locativa, as sentenças com verbos inacusativos e fronteamento de sintagma preposicionado, as sentenças copulares invertidas, as clivadas sujeito e as pseudoclivadas. Essas últimas sentenças compõem o grupo de construções analisadas porque há uma assimetria sujeito-objeto nas clivadas que pode ser resultado do comportamento particular do sujeito (cf. BELLETTI, 2008, 2014; QUAREZEMIN, 2009, 2014)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Estruturas de focalização no Português Brasileiro
Descrição: Descrição: O projeto visa a descrever as estruturas de foco no PHPB no século XIX e primeira metade do século XX, prosseguindo um estudo similar feito para o Português nos séculos anteriores por Kato e Ribeiro (2006). A perspectiva assumida é diacrônica, dentro do espírito da teoria de Princípios e Parâmetros, utilizando estruturas na visão cartográfica e, ainda, com o uso formal do conceito funcionalista de gramaticalização. Os dados são baseados em corpus, a saber, o corpus do projeto do PHPB, que pode ser encontrado em: https://sites.google.com/site/corporaphpb/home. ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Damaris Matias Silveira - Integrante / Sandra Quarezemin - Coordenador.


Revisor de periódico


2016 - 2016
Periódico: UOX - Revista Acadêmica de Letras Português
2016 - 2016
Periódico: Working Papers em Linguística (Online)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Letras.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Teoria e Análise Lingüística.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Lingüística Aplicada.
4.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Língua Portuguesa.
5.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Ensino de Alemão como Língua Estrangeira.
6.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Métodos e Técnicas de Ensino.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SILVEIRA, D. M.2017 SILVEIRA, D. M.. A DIACRONIA DAS CLIVADAS E PSEUDO-CLIVADAS: IMPLICAÇÕES DA GRAMÁTICA V2 NAS ESTRUTURAS DE FOCO. CADERNOS DE ESTUDOS LINGUÍSTICOS (UNICAMP), v. 59, p. 267-287, 2017.

2.
SILVEIRA, D. M.2016SILVEIRA, D. M.. Cópula invariável em clivadas invertidas: um exemplo de gramaticalização?. Working Papers em Linguística (Online), v. 17, p. 30-42, 2016.

Capítulos de livros publicados
1.
Rech, N. F. ; QUAREZEMIN, S. ; SILVEIRA, D. M. ; Varaschin, G. ; Miliorini, R. . Gramática em Foco. In: Atilio Butturi Junior; Donesca Cristina Puntel Xhafaj; Leandra Cristina de Oliveira; Noêmia Soares Guimarães; Rosângela Pedralli. (Org.). Estruturalismos, pós-estruturalismos & outras discussões: a X Semana Acadêmica de Letras. 1ed.Curitiba: Editora CRV, 2016, v. 1, p. 105-112.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SILVEIRA, D. M.. Inverted clefts and grammaticalization: invariability and deletion of the copula in focus structures.. In: 3rd EISSI: Encontro Internacional de Sintaxe e Semântica & Interfaces, 2018, Florianópolis. Abstracts 3 rd EISSI [recurso eletrônico] : Syntax and Semantics & Cognition. Florianópolis: Recurso Eletrônico, 2018. v. 3. p. 102-102.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVEIRA, D. M.; QUAREZEMIN, S. . INVARIABILIDADE E APAGAMENTO DA CÓPULA EM ESTRUTURAS CLIVADAS: UMA ABORDAGEM CARTOGRÁFICA. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
SILVEIRA, D. M.. Concordância em estruturas de clivagem sob uma perspectiva cartográfica.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
SILVEIRA, D. M.. ESTRUTURAS DE FOCO NA HISTÓRIA DO PORTUGUÊS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
SILVEIRA, D. M.. Clivadas e Pseudo-clivadas: um panorama de análises em torno das estruturas de foco marcado.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SILVEIRA, D. M.. A invariabilidade e o apagamento da cópula em estruturas clivadas.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
SILVEIRA, D. M.. Clivadas e Pseudo-clivadas como estratégias de focalização.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
SILVEIRA, D. M.. A clivagem como estratégia de focalização complexa.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
SILVEIRA, D. M.. Clivagem e Prosódia como Estratégias de Focalização. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
SILVEIRA, D. M.. A CLIVAGEM COMO ESTRATÉGIA DE FOCALIZAÇÃO. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
SILVEIRA, D. M.; QUAREZEMIN, S. . CLIVADAS E PSEUDO-CLIVADAS ? Do licenciamento de clivadas no período V2 ao estado-da-arte atual. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
SILVEIRA, D. M.. Clivadas e pseudo-clivadas na história do português: uma análise diacrônica das estruturas de foco.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
SILVEIRA, D. M.. Clivadas e Pseudo-Clivadas no PB. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
3rd EISSI: Encontro Internacional de Sintaxe e Semântica & Interfaces.Inverted clefts and grammaticalization: invariability and deletion of the copula in focus structures.. 2018. (Encontro).

2.
3rd EISSI: Encontro Internacional de Sintaxe e Semântica & Interfaces. 2018. (Encontro).

3.
Alfalito 2018. 2018. (Congresso).

4.
SIC - Seminário de Iniciação Científica.Gramática da Clivagem no Português Brasileiro. 2011. (Seminário).

5.
IV Ciclo de Palestras para os alunos das disciplinas de Linguística Geral do Núcleo Comum do DLLE.Clivadas e Pseudo-clivadas no PB. 2010. (Outra).

6.
SIC - Seminário de Iniciação Científica.Gramática da Clivagem no Português Brasileiro. 2010. (Seminário).

7.
SEPEX - Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão.Análise da Conversação: o que é isto mesmo e como se faz?. 2009. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SILVEIRA, D. M.. II Encontro do SEG - Seminários de Estudos Gramaticais. 2016. (Outro).

2.
SILVEIRA, D. M.. I Encontro do SEG - Seminários de Estudos Gramaticais. 2016. (Outro).



Outras informações relevantes


SILVEIRA, D. M., QUAREZEMIN, S. Submissão de ?A Diacronia das Estruturas de Clivagem?, para constituir capítulo do livro Clivagem e Relativização no PB: Sintaxe, Diacronia e Experimentação, organizado por Paulo Medeiros Junior (UnB), Marcus Lunguinho (UnB), Helena Guerra (UnB) e Simone Guesser (UFRR) a ser publicado pela Pontes Editores, com previsão de lançamento para 2018.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 20:50:51