Fernando Alberto Facco

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2392572397433430
  • Última atualização do currículo em 27/11/2016


Possui graduação em ENGENHARIA CIVIL pela Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá (1979), graduação em ECONOMIA pela Faculdade de Ciências Econômica do Sul de Minas (1979) e mestrado em Bioética pela Universidade do Vale do Sapucaí (2011). Atualmente é professor titular do ensino básico, técnico e tecnológico do INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS. Atua principalmente nos seguintes temas: Gerenciamento de resíduos sólidos urbanos, Bioética, Engenharia Civil, Meio Ambiente e Segurança do Trabalho; Perícias Cíveis., educação ambiental e gestão ambiental. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Fernando Alberto Facco
Nome em citações bibliográficas
FACCO, Fernando A.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Faderal de Ciências e Tecnologia do Sul de Minas Gerai, Campus Pouso Alegre - MG.
Estrada do Aeroporto, 1730
Jardim Aeroporto
37558000 - Pouso Alegre, MG - Brasil
Telefone: (035) 99732577
URL da Homepage: pousoalegre@ifsuldeminas.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em CIÊNCIAS DA LINGUAGEM.
Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.
Orientador: Telma Domingues da Silva.
2008 - 2011
Mestrado em bioética.
Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.
Título: BIOÉTICA E MEIO AMBIENTE - RELATO DE CASO DE CONTAMINAÇÃO POR CHUMBO NO SUL DE MINAS,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: PROF. DR. TAYLOR BRANDÃO SCHNAIDER.
Palavras-chave: BIOÉTICA, ENGENHARIA, MEIO AMBIENTEe CHUMBO.
Grande área: Outros
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.
Setores de atividade: Água, esgoto, atividades de gestão de resíduos e descontaminação; Coleta, tratamento e disposição de resíduos; recuperação de materiais.
2000 interrompida
Mestrado interrompido em 2003 em CIências Gerenciais.
Faculdade de Ciências Econômica do Sul de Minas, FACESM, Brasil.
Título: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA AVALIAÇÕES PATRIMONIAIS RURAIS - ESTUDO DE CASO EM ESPÓLIOS,Orientador: Prof. Dr. ROBERVAL R. S. CARVALHO.
Ano de interrupção: 2003
Palavras-chave: AVALIAÇÕES PATRIMONIAIS RURAIS.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Regional e Urbana.
Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil.
Setores de atividade: Atividades imobiliárias; Atividades administrativas e serviços complementares; Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Aqüicultura.
1998 - 1999
Especialização em ENGENHARIA DO SANEAMENTO AMBIENTAL. (Carga Horária: 420h).
FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DO SUL DE MINAS, FEPESMIG, Brasil.
Título: ASPECTO E IMPACTO AMBIENTAL NO PROCESSO DE LAVAGEM DE BATATAS E AVALIA DA REMEDIAÇÃO POR RECICLAGEM DA ÁGUA E UTILIZAÇÃO DO RESÍDUO SÓLIDO NA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS.
1997 - 1998
Especialização em ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO. (Carga Horária: 600h).
FUNDAÇÃO DE ENSINO E PESQUISA DO SUL DE MINAS, FEPESMIG, Brasil.
Título: ANÁLISE DE RISCOS EM INDUSTRIAS GRÁFICAS E A IMPORTANCIA DOS EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL.
1979 - 1979
Especialização em DIREITO EMPRESARIAL. (Carga Horária: 380h).
FUNDAÇÃO SUL MINEIRA DE ENSINO, FDSM, Brasil.
Título: Pericias no Patrimônio Empresarial.
1974 - 1979
Graduação em ENGENHARIA CIVIL.
Centro Universitário de Itajubá, FEPI, Brasil.
1974 - 1979
Graduação em ECONOMIA.
Faculdade de Ciências Econômica do Sul de Minas, FACESM, Brasil.
1982 - 1982
Curso técnico/profissionalizante.
INSTITUTO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS, IMACO, Brasil.




Formação Complementar


2004 - 2004
CONTRATAÇÕES DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA. (Carga horária: 16h).
SIM - INSTITUTO DE GESTÃO FISCAL, SIM, Brasil.
1997 - 1997
CURSO BÁSICO DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS. (Carga horária: 20h).
FUNDAÇÃO CRISTIANO OTTONI, CRISTIANO OTTONI, Brasil.
1997 - 1997
PERICIAS E ANOMALIAS DE CONSTRUÇÃO. (Carga horária: 24h).
IBAPE INST. BRASILEIRO DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA E A FEPI FUND, IBAPE / FEPI, Brasil.
1997 - 1997
CAPACITAÇÃO PARA SERV MUNICIPAIS - GESTÃO MUNIC.. (Carga horária: 40h).
BANCO DESENV. MINAS GERAIS; INST. BRASILEIRO ASSIST. AOS MUNICÍPIOS, SOMA-BDMG- IBAM, Brasil.
1985 - 1985
AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA. (Carga horária: 36h).
INSTITUTO MINEIRO DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS DE ENGENHARIA, IMAPE, Brasil.
1980 - 1980
Processos e Métodos da Construção Civil. (Carga horária: 20h).
Centro Universitário de Itajubá, FEPI, Brasil.
1975 - 1975
PROGRAMAÇÃO E LINGUAGEM FORTRAN IV. (Carga horária: 80h).
ESCOLA FEDERAL DE ENGENHARIA DE ITAJUBÁ, EFEI, Brasil.


Atuação Profissional



INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS, IFSULDEMINAS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Prof. Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade do Vale do Sapucaí, UNIVÁS, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: outros, Enquadramento Funcional: Discente Doutorado do PPGCL

Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8
Outras informações
Prof. do Curso de Pós-Graduação "Latu-Senso" em Engenharia de segurança do Trabalho / Higiene de Segurança do Trabalho, na UNIVÁS, Pouso Alegre, MG, na disciplina "Prevenção e Controle de Riscos em Máquinas, Equipamentos e Instalações II" com a carga horária de 40 horas nos anos de 2010 e 2011.

Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: PROFESSOR CONVIDADO, Carga horária: 8
Outras informações
Prof. no urso de Pós Graduação "Latu-senso" na UNIVÁS, Pouso Alegre, MG, na disciplina de Egenharia Ambiental/Tecnologia ambiental com 28 horas aulas por curso nos anos de 2009; 2010; 2011 e 2012.

Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 36
Outras informações
Professor no curso de Pós-Graduação "Latu-Sensu", em Engenharia de Segurança do Trabalho / Higiene e Segurança do Trabalho, oferecido pela UNIVÁS, Pouso Alegre, MG, na disciplina de "Proteção contra Incêndio e Explosões I", com a carga horaria de 36 horas nos anos de 2009; 2010 e 2011.

Atividades

02/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA LiNGUAGEM, .


PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DA MATA, PMSJMATA, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: ENGENHARIA CIVIL, Analista e Consultor, Carga horária: 20
Outras informações
Esta atividade foi encerrada em 31/12/2012


CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, AGRONOMIA - MINAS GERAIS, CREA-MG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: INSPETOR TESOUREIRO, Carga horária: 2


ASSOCIAÇÃO DOS ENGENHEIROS, ARQUITETOS E TÉCNICOS DE POUSO ALEGRE E REGIÃO, AEPA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: DIRETOR TÉCNICO CIVIL, Carga horária: 3


CREA MG - CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA ARQUITETURA E AGRONOMIA MINAS GER, CREA MG, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: CONSELHEIRO CÂMARA DE ENGENHARIA CIVIL - supl, Carga horária: 2


PREFEITURA MUNICIPAL DE SENADOR JOSÉ BENTO, PMSJBENTO, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2008
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: ENGENHEIRO CIVIL, analista e concultor, Carga horária: 20



Linhas de pesquisa


1.
ANÁLISE DE DISCURSO

Objetivo: Análise de Discurso Pretende-se dar uma formação específica em Análise de Discurso, voltada para a compreensão do funcionamento da linguagem, pensando-se a relação da língua com sua exterioridade (sujeito, situação e memória constitutiva). Desse modo trabalhar-se-ão os processos de significação e os sujeitos em suas relações, levando o mestrando à compreensão de como qualquer objeto de linguagem produz sentidos. Sendo os textos as unidades de análise, visa-se familiarizar o aluno com os modos como o discurso se textualiza, como as formas lingüísticas se articulam, funcionando na produção de efeitos de sentidos. Explicita-se assim a relação da forma como a língua é a matéria específica do discurso e este da ideologia e como isto está presente em qualquer fragmento de linguagem (seja verbal, não-verbal, seja explícito, ou implícito). Objetiva-se preparar este pesquisador, seja ele da área de linguagem ou de outras áreas de conhecimento, a compreender diferentes formas de discurso em seu modo de existência e funcionamento na sociedade..
Palavras-chave: linguagem.
2.
LINGUAGEM, CONHECIMENTO E SUAS TECNOLOGIAS

Objetivo: A linha de pesquisa Linguagem, Conhecimento e suas Tecnologias tem como objetivo a compreensão das novas tecnologias e mídias digitais da sociedade contemporânea, considerando a produção de(das) tecnologia(s) em diferentes momentos da história, de outras formações sociais e da cultura. As investigações, propostas nesta linha de pesquisa, estão inseridas em uma perspectiva em que diferentes teorias da linguagem podem se dedicar ao estudo da tecnologia e da automatização de seus modelos que funciona heuristicamente para interrogar o funcionamento das diferentes linguagens em diferentes materialidades. Historicamente, as tecnologias constituem artefatos necessários que têm modificado não só a relação do homem com a natureza e a sociedade, mas também ? e principalmente ? a relação do homem com a máquina, o que retorna para a relação do homem com o homem. Assim, com a efervescência das novas tecnologias, assiste-se ao nascimento de novas formas de significar as relações do sujeito consigo mesmo, com a linguagem, com a sociedade e também com o conhecimento. Sendo nossa sociedade uma sociedade do conhecimento, e da informação, isto é de suma relevância. Ao tomar essas questões como objeto de estudo e pesquisa, a linha Linguagem, Conhecimento e suas Tecnologias instiga reflexões sobre o papel da tecnologia ? não esqueçamos que, como aprendemos, um dicionário, uma gramática, é uma tecnologia ? na sociedade. Interessa, assim, procurar compreender os diferentes deslocamentos que se produzem a partir das novas tecnologias, a saber, as novas formas de ensino-aprendizagem, de textualidade, de autoria, de efeitos-leitor, de produção e circulação do conhecimento e de relações sociais que daí derivam. Desse modo, os efeitos da entrada das tecnologias sobre o sujeito e sobre a relação do sujeito com a sociedade ocupa uma posição central nas reflexões e pesquisas propostas nesta linha. Além disso, o que é importante para a construção de nosso programa, nossa proposta é tratar est.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Arte, escrita e sujeito: arquivos, práticas e tecnologias de linguagem na sociedade contemporânea
Descrição: Este projeto busca refletir sobre elementos que compõe a sociedade contemporânea enquanto práticas de linguagens presentes no cotidiano (em diferentes materialidades), como a publicidade e o jornalismo, por exemplo, mas também as manifestações artísticas, sua presença no espaço público, e a visualidade dos próprios sujeitos que imprimem no próprio corpo um modo de conceber-se diante do outro (tatuagens, adereços, vestimentas, trans...). Destacamos ainda a escrita e a interpretação, como elemento formador do sujeito no espaço urbano, hoje produzido pelas novas tecnologias. A compreensão destas práticas de linguagem, em sua diversidade, se fará neste projeto operada pela noção de arquivo, tal como concebido na análise de discurso, considerando-se que as tecnologias de linguagem ampliam e questionam as possibilidades de arquivo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Construção Civil/Especialidade: Processos Construtivos.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
FACCO, Fernando A.2010 FACCO, Fernando A.; SCHNAIDER, TAYLOS BRANDÃO . BIOÉTICA, ENGENHARIA E SEUS DESAFIOS. Enciclopédia biosfera, v. 6, p. 01-05, 2010.

2.
FACCO, Fernando A.2010 FACCO, Fernando A.; SCHNAIDER, TAYLOS BRANDÃO ; SILVA, JOSÉ VITOR . A BIOÉTICA, HISTÓRICO E PRINCÍPIOS. Enciclopédia biosfera, v. 06, p. 01-11, 2010.

Artigos aceitos para publicação
1.
FACCO, Fernando A.; SCHNAIDER, TAYLOS BRANDÃO ; SILVA, JOSÉ VITOR . EXCLUSÃO SOCIAL COMO SITUAÇÕES LIMITES NA AMÉRICA LATINA. Enciclopédia Biosfera, 2010.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
FACCO, Fernando A.; LUIZ FERNANDO SANTOS JUNIOR; PINHEIRO, Cauby Donizete; RENNÓ, Virgílio Morais. Participação em banca de SANTOS Jr, Luiz Fernando. TÉCNICAS DE SEGURANÇA NO GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SOLIDOS URBANOS. 2010. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO / HIGIENE) - Universidade do Vale do Sapucaí.

2.
TROCA, JOSÉ ROBERTO; FACCO, Fernando A.; RENNÓ, Virgílio Morais. Participação em banca de IRENE DA CONCEIÇÃO GAUDÊNCIO CANTARINO. LODO DE ESGOTO:RECICLAGEM E REUTILIZAÇÃO DE RESÍDUO DE ESGOTO DOMICILIAR. 2010. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ESPECIALIZAÇÃO EM NGENHARIA AMBIENTAL/ TECNOLOGIA) - Universidade do Vale do Sapucaí.

3.
LIMA, Julio Cesar de; MOTA, Edillson luiz da silva; FACCO, Fernando A.. Participação em banca de ANDERSON SILVEIRA GREGATI. PRINCIPAIS SISTEMAS DE PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIOS. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ENGENHARIA DE SEG DO TRABALHO/ HIGIÊNE E SEGURANÇA) - Universidade do Vale do Sapucaí.

4.
TURATI, José Luiz Rezende; FACCO, Fernando A.. Participação em banca de JOSÉ LUIZ REZENDE TURATTI. PROJETO DE COMBATE A INCÊNDIO COM GLP. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ENGENHARIA DE SEG DO TRABALHO/ HIGIÊNE E SEGURANÇA) - Universidade do Vale do Sapucaí.

5.
FACCO, Fernando Alberto; PINHEIRO, Cauby Donizete; RENNÓ, Virgílio Morais; FACCO, Fernando A.. Participação em banca de CAUBY DONIZETE PINHEIRO. IMPORTÂNCIA DA COMPOSTAGEM EM ATERRO SANITÁRIOS DE PEQUENO PORTE. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ESPECIALIZAÇÃO EM NGENHARIA AMBIENTAL/ TECNOLOGIA) - Universidade do Vale do Sapucaí.

6.
PEREIRA, Juliana da Silva; FACCO, Fernando A.; PEREIRA, Carlos Alberto Conti. Participação em banca de JULIANA DA SILVA PEREIRA. EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ESPECIALIZAÇÃO EM NGENHARIA AMBIENTAL/ TECNOLOGIA) - Universidade do Vale do Sapucaí.

7.
OLIVEIRA, George Luiz de; RENNÓ, Virgílio Morais; FACCO, Fernando A.. Participação em banca de GEORGE LUIZ DE OLIVEIRA. Especialização em Engenharia Ambiental/Tecnologia Ambiental. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ESPECIALIZAÇÃO EM NGENHARIA AMBIENTAL/ TECNOLOGIA) - Universidade do Vale do Sapucaí.

8.
RENNÓ, Virgílio Morais; FACCO, Fernando A.. Participação em banca de GEORGE LUIZ DE OLIVEIRA. PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS EM AMPLIAÇÃO DE USINA SUCROALCOOLEIRA. 2009. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em ESPECIALIZAÇÃO EM NGENHARIA AMBIENTAL/ TECNOLOGIA) - Universidade do Vale do Sapucaí.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
FACCO, Fernando A.; BOTTAZZINI, MARCELO. BANCA EXAMINADORA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIIFICADO PARA PROFESSOR SUBSTITUTO. 2012. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
4º SIMDT ? Seminário de Monografias, Dissertações e Teses. 2016. (Seminário).

2.
2ª SEMANA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA. 2013. (Seminário).

3.
1ª SEMANA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA DO IFSULDEMINAS - CAMAMPUS POUSO ALEGRE, MG. 2012. (Seminário).

4.
II ENCONTRO DE BIOÉTICA DA UNIVÁS - ACIPA.BIOÉTICA DA UNIVÁS. 2009. (Seminário).

5.
ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL AO PACIENTE, BIOÉTICA. 2008. (Seminário).

6.
BIOÉTICA E ASSUNTOS CONTEPORÂNEOS. 2008. (Seminário).

7.
ENCONTRO DA BIOÉTICA. 2008. (Oficina).

8.
FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE METODOLOGIA DA PESQUISA.METODOLOGIA DA PESQUISA. 2008. (Seminário).

9.
II ENCONTRO REGIONAL DE CODEMAS DO SUL DE MINAS.DEFESA E DESENVOLVIMENTO DO MEIO AMBIENTE, RESERVA LEGAL E BATATICULTURA. 2007. (Simpósio).

10.
3° SEMINÁRIO SUL MINEIRO DE NGENHARIA, ARQ. E AGRONOMIA.QUALICIDADES: O MEIO AMBIENTE E A RESPONSABILIDADE SOCIAL. 2004. (Seminário).

11.
I ENCONTRO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E GRONOMIA DO SUL DE MINAS.ENGENHARIA E O EXERCÍCIO PROFISSIONAL. 1995. (Encontro).

12.
SEBRAE MG SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQ. EMPRESAS DE M. GERAIS. 1995. (Oficina).

13.
CENTRO DE APOIO À PEQ E MÉDIA EMPRESA DO EST DE MINAS GERAIS. 1989. (Encontro).

14.
II SEMINÁRIO DE ENGENHARIA E TECNOOGIA DE ALIMENTOS - FISPAL 86.AGUADENTES E O PEQUENO PRODUTOR RURAL. 1986. (Seminário).

15.
II CICLO DE CONFERÊNCIAS E ESTUDOS DE PROBLEMAS JURÍDICOS E SOCIAIS. 1980. (Seminário).

16.
II CICLO DE CONFERÊNCIAS E ESTUDOS DE PROBLEMAS JURÍDICOS E SOCIAIS. 1980. (Encontro).

17.
II CICLO DE CONFERÊNCIAS E ESTUDOS DE PROBLEMAS JURÍDICOS E SOCIAIS. 1980. (Encontro).

18.
II CICLOS DE CONFERÊNCIAS E ESTUDOS DE PROBLEMAS JURÍDICOS E SOCIAIS.A SOCIEDADE E O ESTADO. 1980. (Encontro).



Outras informações relevantes


Representante Titular dos Docentes no Colegiado Colegiado Acadêmico - CADEM / Ifsuldeminas; Representante Suplente da Comissão Permanente de Pessoal Docente - CPPD / Ifsuldeminas; Representante Titular dos Docentes no Núcleo de Pesquisa e Extensão - NIPE / Ifsuldeminas.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 14:55:31