Flavio Alfredo Gaitán

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1463356234128259
  • Última atualização do currículo em 17/09/2018


Professor adjunto do Instituto Latino-americano de Economia, Sociedade e Política, da UNILA. Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (INCT-PPED). É graduado em Licenciatura em Ciência Política pela Universidade de Buenos Aires (1998), Mestre em Políticas Sociais pela Universidade de Buenos Aires (2001) e Doutor pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ), em 2009. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Análise Institucional, Empresariado e Representação de Interesses, Pobreza, Regimes de Bem-Estar, Estado, Desenvolvimento e Políticas Públicas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Flavio Alfredo Gaitán
Nome em citações bibliográficas
GAITÁN, F. A.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Integração Latino-Americana, Instituto Latinoamericano de Economia, Sociedade e Política.
AC Parque Tecnológico Itaipu
Bloco 6, Sala 8
85867970 - Foz do Iguaçu, PR - Brasil
Telefone: (45) 35292837


Formação acadêmica/titulação


2004 - 2009
Doutorado em Ciência Política.
Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ, Brasil.
Título: Argentina y los dilemas del desarollo esquivo: actores, instituciones y legados, Ano de obtenção: 2009.
Orientador: Renato Raul Boschi.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Desenvolvimento; politicas economicas; politicas sociais; pobreza.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas / Especialidade: Análise Institucional.
2000 - 2001
Mestrado em Maestría en Políticas Sociales.
Universidade de Buenos Aires, UBA, Argentina.
Título: Neoliberalismo, Pobreza y Desempleo, el desafío de la democracia en Argentina,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Arturo Fernandez.
Palavras-chave: desemprego; Desenvolvimento; pobreza; politicas sociais.
Grande área: Ciências Humanas
2002 - 2004
Especialização em Especialización en Docencia Universitaria. (Carga Horária: 260h).
Universidad Nacional de Cuyo, UNCuyo, Argentina.
Título: -.
Orientador: Daniel Prieto Castillo.
1993 - 1998
Graduação em Licenciatura en Ciencia Política.
Universidade de Buenos Aires, UBA, Argentina.


Pós-doutorado


2011 - 2014
Pós-Doutorado.
Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do RJ, IESP UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
2010 - 2010
Pós-Doutorado.
Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP-UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Formação Complementar


2008 - 2008
Summer Research School. Rich and Poor Countries.. (Carga horária: 40h).
University of Bergen, UiB, Noruega.
2005 - 2005
Instituto de Verano. (Carga horária: 80h).
Consejo Latino-Americano de Ciencias Sociales - Argentina, CLACSO, Argentina.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal da Integração Latino-Americana, UNILA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do RJ, IESP UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 10
Outras informações
Professor convidado da disciplina "Pensamento Político Brasileiro".


Instituto de Estudos Sociais e Políticos, IESP-UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Pós-Doutorando, Carga horária: 20
Outras informações
Ministrou, juntamente com os Professores Eli Diniz e Renato Boschi, a disciplina "Transformações Recentes no Capitalismo: Globalização, Crise e Desenvolvimento", no segundo semestre de 2011.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Pós-Doutorando, Carga horária: 20
Outras informações
No âmbito do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e Sociologia, e em parceria com o Professor Renato Boschi, ministrou a disciplina "Desenvolvimento, Instituições e Regimes de Bem-Estar na América Latina, no segundo semestre de 2010.


INCT em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento, INCT-PPED, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
É pesquisador do projeto "Elites estratégicas e Desenvolvimento: Argentina e Brasil em perspectiva comparada"


Centro de Estudios e Investigaciones Laborales, CEIL CONICET, Argentina.
Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, IUPERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Professor visitante e Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2004 - 2009
Vínculo: Estudante de doutorado, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Universidade de Buenos Aires, UBA, Argentina.
Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: ayudante de primera, Enquadramento Funcional: docente-pesquisador "Teoría del Estado", Carga horária: 10


Oxford Univesity, OXFORD, Grã-Bretanha.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40


Jawaharlal Nehru University, JNU, Índia.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40


Universidad Nacional de San Martin, UNSAN, Argentina.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: pesquisador visitante, Enquadramento Funcional: pesquisdor, Carga horária: 40



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Coordenação entre Estado, empresariado e trabalhadores: ideias e mudança institucional na trajetória das políticas industriais no Brasil no período de 2003 a 2014
Descrição: A partir do título "a coordenação entre Estado, empresariado e trabalhadores: idéias e mudança institucional na trajetória das políticas industriais no Brasil no período de 2003 a 2014", o projeto busca investigar o papel das idéias e interesses dos atores estratégicos do desenvolvimento (burocratas e líderes políticos no Estado, associações empresariais, centrais sindicais e representantes do sistema financeiro) na mudança institucional das políticas industriais no período 2003 a 2014..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (3) .
Integrantes: Flavio Alfredo Gaitán - Integrante / Moisés Balestro - Coordenador / Danilo Nolasco Cortes Marinho - Integrante / Paulo Roberto dos Reis Marques - Integrante / Francisco de Assis Campos da Silva - Integrante / Christian May - Integrante / Andreas Nolke - Integrante.
2013 - Atual
Brasil e os atores emergentes em perspectiva comparada: capacidades estatais e a dimensão político-institucional
Descrição: Trata-se de uma pesquisa qualitativa que enfocará em que medida a formação de coalizões de apoio a uma plataforma desenvolvimentista é eficiente em formular e implementar políticas públicas sustentáveis no médio e longo termo conformando uma agenda nacional de desenvolvimento. Nesse sentido, um primeiro passo é definir e entender quem pode ser incluído dentro da categoria de elites estratégicas. Para isso, pesquisa combina o mapeamento de segmentos estratégicos do aparelho do Estado e dos setores produtivos com entrevistas semi-estruturadas com atores relevantes do ciclo de políticas públicas para o desenvolvimento. Interessa identificar as formas de articulação entre atores, o modo em que se formam as coalizões, qual a motivação de aderir ou rejeitar políticas públicas e o modo em que se expressa, em termos de políticas públicas concretas, a existência de uma plataforma de desenvolvimento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Desafios e limites para a coordenação do capitalismo na América Latina: tripartismo, Estado e desenvolvimento no México e no Brasil
Descrição: As estratégias de desenvolvimento na América Latina no contexto pós-neoliberal conferem um papel proeminente ao Estado como indutor e facilitador do desenvolvimento econômico e social. A recuperação do papel do Estado, apresenta diferenças em relação ao modelo do pós guerra, principalmente pelo menor espaço na orbita da produção e a maior importância do papel regulador da atividade econômica. A construção de um novo Estado desenvolvimentista possui o desafio de buscar uma maior coordenação de interesses e apoios entre Estado, empresários e trabalhadores. Neste sentido, ele tem o desafio de incorporar, em maior ou menor grau, o diálogo social tripartite entre Estado, trabalhadores e empresários. Algumas das perguntas que norteiam o projeto são: a) Quais os incentivos, interesses e motivação para o envolvimento dos atores na estratégia de concertação tripartite? b) Quais são as estratégias de ação dos atores e como elas contribuem com a coordenação do tripé Estado, mercado e sociedade nos objetivos de desenvolvimento? c) Quais são e como funcionam os mecanismos de coordenação entre os atores estratégicos e o Estado na relação entre concertação tripartite e políticas de desenvolvimento? d) Quais são as condições para a efetividade do tripartismo nas políticas de transformação produtiva? . Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
A Construção de uma Nova Agenda: Elites Estratégicas e Desenvolvimento
Descrição: Este projeto tem por objetivo realizar um estudo sobre as elites estatais da alta burocracia governamental brasileira focalizando suas visões estratégicas sobre o futuro do país. Uma vez ultrapassado o período das reformas orientadas para o mercado, cujo auge situa-se na década de 1990, o embate de idéias assume o primeiro plano. Nesse momento, torna-se oportuno avaliar como as elites acima referidas pensam os rumos da política econômica nacional, as linhas de continuidade e ruptura no decorrer das duas últimas décadas, identificando e situando os principais pontos de inflexão. Impõe-se ademais, avaliar como percebem os possíveis encaminhamentos do processo de desenvolvimento ora em curso, em função de decisões pretéritas, reforçadas ou não por políticas recentes ou ainda pelo surgimento de novas visões na contra corrente do pensamento neoliberal hegemônico nas duas últimas décadas do século XX. Duas perguntas nortearão o desenho da pesquisa: (1) Podemos falar na existência de um novo regime produtivo coordenado pelo Estado no Brasil do séc. XXI? (2) Que segmentos do aparato estatal se destacam na tomada de decisões voltadas para a construção de uma nova estratégia de desenvolvimento para o país?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - Atual
Estado, Variedades de Capitalismo e Políticas de Desenvolvimento em Países Emergentes
Descrição: O principal objetivo doprojeto é contribuir para a renovação conceitual e instrumental da ação pública comprometida com o desenvolvimento. O projeto pretende responder ao duplo desafio de inovar na interpretação dos processos de adaptação do Estado e de suas políticas em face às mudanças do cenário internacional através da matriz conceitual conhecida como variedades de capitalismo bem como de subsidiar a ação pública governamental através da preparação de quadros para o núcleo estratégico do Estado brasileiro e latino-americano.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
Crisis del Consenso Neoliberal y acción sindical en la Argentina. Viejas y nuevas formas de organización de los trabajadores: heterogeneidades sectoriales
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
A Construção de uma Nova Agenda: Elites Estratégicas e Desenvolvimento
Descrição: O projeto tem por objetivo realizar um estudo sobre as elites estatais da alta burocracia governamental brasileira focalizando suas visões estratégicas sobre o futuro do país..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Estado, Mercado e as dinâmicas do neo-desenvolvimento na América Latina
Descrição: O projeto propõe ampliar o eixo analítico sobre os papéis e as percepções dos atores políticos e empresariais nas dinâmicas nos processos neo-desenvolvimentistas em andamento na América Latina. A pesquisa abrange quatro eixos das novas políticas de desenvolvimento: as visões das elites estratégicas quanto a um projeto nacional, os marcos regulatórios, as arenas de cooperação empresariado/sociedade civil e governo e a redução da desigualdade e as políticas sociais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2008 - Atual
Periódico: Ponto de Vista, NEIC-IUPERJ


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Ponto de Vista (Rio de Janeiro)
2013 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro. Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Revista de Estudos e Pesquisas Sobre as Américas
2014 - Atual
Periódico: Revista de Sociologia e Política (Online)
2013 - Atual
Periódico: Íconos (Quito)
2012 - 2012
Periódico: Cadernos de Sociologia e Política (Online)
2013 - Atual
Periódico: Revista Uruguaya de Ciencia Política
2013 - Atual
Periódico: PERIPHERIE
2015 - 2015
Periódico: Caderno CRH (Online)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas/Especialidade: Análise Institucional.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas/Especialidade: Análise do Processo Decisório.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo/Especialidade: Estrutura e Transformação do Estado.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GAITÁN, F. A.2016GAITÁN, F. A.; BOSCHI, R. . Elites, coalizões e Desenvolvimento. Análise sobre a trajetória recente do Brasil. Desenvolvimento em Debate (INCT/PPED), v. 4, p. 29-61, 2016.

2.
GAITÁN, F. A.2015GAITÁN, F. A.. Estado, Atores predominantes e Coalizões para o Desenvolvimento: Brasil e Argentina em perspectiva comparada. Texto para Discussão (IPEA. Brasília), v. 2098, p. 1, 2015.

3.
GAITÁN, F. A.2015GAITÁN, F. A.. Políticas sociales, democracia y modelo de desarrollo en Argentina. Un nuevo régimen de bienestar?. SÉCULO XXI - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS, v. 5, p. 245-276, 2015.

4.
DINIZ, Eli2012DINIZ, Eli ; BOSCHI, Renato Raul ; GAITÁN, F. A. . Elites estratégicas y cambio institucional: la construcción del proyecto post-neoliberal en Argentina y Brasil. Revista de Estudos e Pesquisas Sobre as Américas, v. 6, p. 14-53, 2012.

5.
Renato Boschi2010Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Política, política social y desempeño económico: una comparación de las trayectorias de Brasil y Argentina. Análise de Conjuntura OPSA, v. 11, p. 1-26, 2010.

6.
Renato Boschi2010 Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Politics and Development, lessons from Latin America. Brazilian political science review, v. 3, p. 11-29, 2010.

7.
GAITÁN, F. A.2010GAITÁN, F. A.. Reflexiones sobre las tensiones inherentes a las dinámicas de desarrollo. Ponto de Vista (Rio de Janeiro), v. 3, p. 1-37, 2010.

8.
Renato Boschi2009Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Legados, Política y Consenso Desarrollista. Nueva Sociedad, v. 22, p. 33, 2009.

9.
GAITÁN, F. A.2009GAITÁN, F. A.; MANEIRO, M. . El plan jefas y jefes de hogar desocupados: sus efectos en la protesta de los movimientos de trabajadores desocupados. Barbarói (UNISC. Online), v. 30, p. 139-158, 2009.

10.
Renato Boschi2009Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Outra volta no parafuso desenvolvimentista-um manifesto. Insight Inteligência (Rio de Janeiro), v. 45, p. 130-145, 2009.

11.
Renato Boschi2008Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Empresas, Capacidades Estatales y Estrategias de Desarrollo en Argentina, Brasil y Chile. Ponto de Vista (Rio de Janeiro), v. 3, p. 1-47, 2008.

12.
Renato Boschi2008 Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Intervencionismo estatal e políticas de desenvolvimento na America Latina. Caderno CRH (UFBA. Impresso), v. 21, p. 301-317, 2008.

13.
Renato Boschi2008Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Gobiernos progresistas, agenda neodesarrollista y capacidades estatales: la experiencia reciente en Argentina, Brasil y Chile. Análise de Conjuntura OPSA, v. 1, p. 1-30, 2008.

14.
GAITÁN, F. A.2005GAITÁN, F. A.. Gramsci y las Lecciones de la Historia. Reflexiones sobre el Volumen 5 de los Cuadernos de la Cárcel. Cadernos de Sociologia e Política (Online), v. 8, p. 26-35, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BALESTRO, M. ; GAITÁN, F. A. . The ariadne's thread in the relationship between business and the state in the governments of the workers' party. 1. ed. Brasília: Verbena, 2018.

2.
GAITÁN, F. A.; MARQUES, R. (Org.) ; RIBEIRO, A. (Org.) . Estado, Política e Desenvolvimento. Para uma agenda de pesquisa. 1. ed. Rio de Janeiro: Alacip, 2017. 486p .

3.
DINIZ, Eli ; GAITAN, F. A. ; GAITÁN, F. A. . Repensando o Desenvolvimentismo. Estado, Instituições e a Construção de uma Agenda de Desenvolvimento. 1. ed. São Paulo: Hucitec, 2015. v. 1000. 420p .

4.
GAITÁN, F. A.; RIO, A. ; BOSCHI, R. ; DINIZ, E. ; DELGADO, I. G. ; VADELL, J. ; PINHO, C. E. S. ; SIMPSON, X. ; SANTOS, F. ; BUSTELO, S. ; NARBONDO, P. ; ANTIA, F. . Instituições, Política e Desenvolvimento. 1. ed. Curitiba: CVR Editora, 2013. v. 1000.

5.
GAITÁN, F. A.. El Rescate del Estado y la agenda del desarrollo. En prensa. Buenos Aires.: Ediciones Capital Intelectual, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
GAITÁN, F. A.; MARQUES, R. R. ; RIBEIRO, A. . Estado, política e desenvolvimento. Notas para uma agenda de pesquisa. In: GAITÁN, F.; MARQUES, R.; RIBEIRO, A.. (Org.). Estado, Política e Desenvolvimento. Para uma agenda de pesquisa.. 1ed.Rio de Janeiro: Alacip, 2017, v. , p. 11-21.

2.
GAITÁN, F. A.; BOSCHI, Renato Raul . Estado, Atores predominantes e Coalizões para o Desenvolvimento: O Brasil e a Argentina em perspectiva comparada. In: GOMIDE, A.; BOSCHI, R.. (Org.). Capcidades Estatais em Países Emergentes. O Brasil em perspectiva comparada. 1ed.Brasília: IPEA, 2016, v. , p. 473-506.

3.
BOSCHI, R. ; GAITÁN, F. A. . A recuperação do papel do Estado no Capitalismo globalizado. In: GOMIDE, A.; BOSCHI, R.. (Org.). Capacidades Estatais em países emergentes. O Brasil em perspectiva comparada. 1ed.Brasília: IPEA, 2016, v. , p. 509-533.

4.
GAITÁN, F. A.; PINHO, C. E. S. . Atores estratégicos, capacidades estatais e desenvolvimento: a construção do pós-neoliberalismo na Argentina e no Brasil. In: Iglecias, Wagner; Santana, Carlos Henrique. (Org.). Estado, Burocracia e Controle Democrático. 1ed.São Paulo: Alameda, 2015, v. , p. 57-70.

5.
GAITÁN, F. A.; BOSCHI, Renato Raul . State-Business-Labour Relations and patterns of development in Latin America. In: Mattias Ebbenau; Ian Bruff; Christian May. (Org.). New Directions in Comparative Capitalism Research. 1ed.Londres: Palgrave Mc Millan, 2015, v. , p. 172-188.

6.
BOSCHI, Renato Raul ; GAITÁN, F. A. . Capacidades estatais e a dimensão político-institucional: um modelo analítico apra focalizar as trajetórias recentes do Brasil e da Argentina. In: Renato Boschi; Santiago Bustelo. (Org.). Brasil e Argentina, Políticas e Trajetórias de Desenvolvimento. 1ed.Rio de Janeiro: E-papers, 2014, v. , p. 13-44.

7.
BOSCHI, R. ; GAITÁN, F. A. . Estado, Política e Agencia nos processos de desenvolvimento. In: Gaitán, Flavio; Del Rio, Andrés. (Org.). Instituições, Política e Desenvolvimento. 1ed.Curitiba: CRV Editora, 2013, v. 1, p. 47-70.

8.
BOSCHI, R. ; GAITÁN, F. A. . Novo Desenvolvimentismo. In: Leal Ivo, Anete. (Org.). Dicionário Temático Desenvolvimento e Questão Social. 1ed.São Paulo: Anablume, 2013, v. 1, p. 325-329.

9.
Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Politics and Development: lessons from Latin America. In: Renato Boschi and Carlos Henrique Santana (Ed.). (Org.). Development and Semi-periphery: Post-neoliberal Trajectories in South America and Central Eastern Europe. New York: Anthem Press, 2012, v. , p. -.

10.
GAITÁN, F. A.. Pobreza y Desigualdad en América Latina. In: Jorge Arsete Salgado; Alicia Puyana; Josefina Huaman. (Org.). Relaciones Sociales, Poder y Estructuras Económicas. Buenos Aires: CLACSO, 2011, v. , p. -.

11.
GAITÁN, F. A.. Los legados del Desarrollo Excluyente, Desigualdad y Pobreza en el Capitalismo Periférico Sudamericano. In: BONIOLO, Paula: DI VIRGILIO, Maria: OTERO, María Pía. (Org.). Producción de la Pobreza en América Latina y el Caribe. Buenos Aires: CLACSO-CROP, 2011, v. , p. -.

12.
GAITÁN, F. A.. O Desenvolvimento Esquivo e as Tensões do Desenvolvimentismo: Reflexões sobre a América Latina na hora atual. In: Boschi, Renato. (Org.). Variedades de capitalismo, política e desenvolvimento na América Latina. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011, v. , p. -.

13.
Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Políticas de Desenvolvimento em Argentina, Brasil e Chile. In: Iglesias, Walter; Mancusso, Wagner e Leopoldi, Maria Antonieta. (Org.). Estado, Empresariado e Desenvolvimento no Brasil, Novas Teorias e Novas Trajetórias. Rio de Janeiro: Editora de Cultura, 2010, v. , p. -.

14.
Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Gobiernos progresistas, agenda neodesarrollista y capacidades estatales: la experiencia reciente en Argentina, Brasil y Chile. In: Maria Regina Soares de Lima. (Org.). Desempenho de Governos Progresistas no Cone Sul. Rio de Janeiro: IUPERJ, 2008, v. , p. 179-205.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
GAITÁN, F. A.; Renato Boschi . América Latina recupera el pensamiento desarrollista. Diario Clarín, Buenos Aires, p. 1 - 1, 21 dez. 2010.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GAITÁN, F. A.; GOMES, Eduardo . Del neocorporativismo a las estrategias de concertación. El diálogo social em América Latina. In: VI Congresso da Associação Latino-americana de Ciencia Política - ALACIP, 2012, Quito. VI Congresso da Associação Latino-americana de Ciencia Política - ALACIP. Quito, 2012.

2.
GAITÁN, F. A.. Ocaso neoliberal y proyecto neodesarrollista em Argentina: emergente de um corporativismo societal?. In: VI Congresso da Associação Latino-americana de Ciencia Política - ALACIP, 2012, Quito. VI Congresso da Associação Latino-americana de Ciencia Política - ALACIP. Quito: FLACSO, 2012.

3.
GAITÁN, F. A.. Neodesarrollismo, retórica y práctica. Análisis del ?modelo? argentino desde la post-convertibilidad. In: X Congreso de la SAAP - Sociedad Argentina de Análisis Político, 2011, Córdoba. X Congreso de la SAAP - Sociedad Argentina de Análisis Político. Córdoba, 2011.

4.
GAITÁN, F. A.; BONO, C. D. . Políticas sociales y modelo de desarrollo en Argentina: hacia un un nuevo régimen de bienestar?. In: X Congreso de la SAAP - Sociedad Argentina de Análisis Político, 2011, Córdoba. X Congreso de la SAAP - Sociedad Argentina de Análisis Político. Córdoba, 2011.

Artigos aceitos para publicação
1.
GAITÁN, F. A.; MANEIRO, M. . Institucionalización de las demandas luego de la crisis de 2001. Eclipse del movimiento de trabajadores desocupados. Revista Kairós, 2010.

Apresentações de Trabalho
1.
GAITÁN, F. A.. El papel de las elites y las coaliciones en las dinámicias de desarrollo. Análisis comparado de las experiencias argentina y brasileña. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
GAITÁN, F. A.; BOSCHI, R. . State Capacities, Elites and Patterns of Development in Latin America. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BOSCHI, Renato Raul ; GAITÁN, F. A. . Actores estratégicos, coaliciones y modalidades de desarrollo capitalista. Argentina y Brasil en perspectiva comparada. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
GAITÁN, F. A.. Modalidades de producción y regímenes de bienestar. Argentina y Brasil en perspectiva comparada. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
GAITÁN, F. A.. Repensar o Desenvolvimento. Estado, Políticas e Atores Estratégicos.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
GAITÁN, F. A.. State-Business Relations and patterns of development in Argentina, Brazil, Mexico and Chile. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
GAITÁN, F. A.; BOSCHI, R. . Dimensions of new development strategies in Brazil, Mexico, Argentina and Chile. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
GAITÁN, F. A.. Auge, Ocaso y Reemergente de los Estudios sobre Desarrollo en América Latina. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
GAITÁN, F. A.. Metamorfosis de los Estudios sobre Desarrollo en América Latina. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
BOSCHI, R. ; GAITÁN, F. A. . Development and post-neoliberalism in Brazil and Latin America. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
GAITÁN, F. A.; BOSCHI, R. . Coalizões para o Desenvolvimento. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
GAITÁN, F. A.. Emergence and consolidation of New Developmentalism in Brazil and Argentina: public policies, institutions and strategic elites. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
GAITÁN, F. A.. Argentina tras el colapso: retorno del Estado desarrollista?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
GAITÁN, F. A.; GOMES, Eduardo . Del neocorporativismo a las estrategias de concertación. El diálogo social em América Latina. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
GAITÁN, F. A.. Ocaso neoliberal y proyecto neodesarrollista em Argentina: emergente de um corporativismo societal?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
GAITÁN, F. A.; PINHO, C. . Actores estratégicos, capacidades estatales y Desarrollo: empresários y gobierno en la construcción del post-neoliberalismo en Argentina y Brasil. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

17.
GAITÁN, F. A.. State, Business and Productive Regime in Post-neoliberal Argentina. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
GAITÁN, F. A.. Political Elites, Strategies and Development: Notes on Argentinean and Brazilian Experience. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
GAITÁN, F. A.. Estado, Instituciones y Desarrollo: Argentina y Brasil en perspectiva comparada. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
GAITÁN, F. A.. Neodesarrollismo, retórica y práctica. Análisis del ?modelo? argentino desde la post-convertibilidad. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
GAITÁN, F. A.; BONO, C. D. . Políticas sociales y modelo de desarrollo en Argentina: hacia un un nuevo régimen de bienestar?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
GAITÁN, F. A.. Varieties of productive regime and welfare system in Latin America: an analysis of neodevelopmental processes in Brazil and Argentina. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
GAITÁN, F. A.. Atores Estratégicos e Desenvolvimento: Argentina e Brasil em perspectiva comparada. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

24.
GAITÁN, F. A.. Argentina y los limites del neodesarrollismo: entre el rescate del Estado y los legados condicionantes. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

25.
GAITÁN, F. A.. Capitalismo, Neodesarrollo y Régimen de Bienestar en América Latina. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
GAITÁN, F. A.. Estado, Instituciones y Dinámicas de Desarrollo: Argentina y las lecciones de un proceso frustrado. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
GAITÁN, F. A.. Estado y mercado después del ajuste: las alternativas neodesarrollistas en América Latina. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
GAITÁN, F. A.. Elites, Agenda post-neoliberal y Desarrollo. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
GAITÁN, F. A.. Estrategias neodesarrollistas en tiempos post-neoliberales: análisis de los países del cono sur. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Politics, Institutions and Development: lessons from Latin America. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
GAITÁN, F. A.. Poverty and inequality in Latin America: the role of social and economic policies. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Intervencionismo estatal e políticas de desenvolvimento na América Latina. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
Renato Boschi ; GAITÁN, F. A. . Perspectivas de Desenvolvimento e o papel do empresariado. Comparando Brasil Argentina e Chile. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

34.
GAITÁN, F. A.. Develando los mitos neoliberales sobre el desarrollo: análisis crítico de las experiencias contemporáneas de Argentina y Brasil. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

35.
GAITÁN, F. A.; MANEIRO, M. . El Plan Jefas y Jefes de Hogar desocupados y sus efectos sobre el movimiento de trabajadores desocupados. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
GAITÁN, F. A.; BONO, C. D. . Crear trabajo o garantizar ingreso. Un dilema para las políticas sociales y laborales de la Argentina post-convertibilidad. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
GAITÁN, F. A.. Develando los mitos neoliberales sobre el desarrollo: análisis crítico de las experiencias contemporáneas de Argentina y Brasil. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
GAITÁN, F. A.. Auge, Ocaso y Reemergente de los Estudios de Desarrollo en América Latina. Santiago de Chile: ILPES CEPAL, 2014 (Documento).

2.
DOMINGUES, J. ; GAITÁN, F. A. . Democracia, Libertad y Dominación: una discusión teórica con referencia especial (vía India) a América Latina y el Brasil. La Paz, Bolivia: Muela del Diablo Editores, 2009. (Tradução/Artigo).

3.
FERES, J. ; GAITÁN, F. A. . La Historia del Concepto. Santander: Universidad de Cantabria, 2008. (Tradução/Livro).


Demais tipos de produção técnica
1.
BALESTRO, M. ; GAITÁN, F. A. ; CAMPOS, F. A. ; MARINHO, D. N. . Coordenação entre Estado, empresariado: ideias e mudança institucional na trajetória das políticas industriais no Brasil no período de 2003 a 2014. 2018. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
DELGADO, I. G.; GAITÁN, F. A.; SALLES, H. M.. Participação em banca de Fernando Marcus do Nascimento Vianini. A trajetória econômica da Argentina: 1989-2007. 2012. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Teses de doutorado
1.
GAITÁN, F. A.. Participação em banca de Rogerio Makino. Bancos Multilaterais de Desenvolvimento e Capacidade Estatal: o BID, a Argentina e o Brasil na Era Neoliberal. 2015.

2.
GAITÁN, F. A.. Participação em banca de Roberta Rodriguez. Instituições, Interesses e Tributação no Brasil e na Argentina: o Novo Desenvolvimentismo e os conflitos em torno da agenda tributária. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do RJ.

3.
GAITÁN, F. A.. Participação em banca de Maria Ximena Simpson Severo. Dinâmicas Federalistas em Perspectiva Comparada. Um estudo das Relações Intergovernamentais no Brasil e na Argentina. 2012. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos.

Qualificações de Mestrado
1.
DELGADO, I. G.; GAITÁN, F. A.; SALLES, H. M.. Participação em banca de Fernando Marcus do Nascimento Vianini. A trajetória econômica da Argentina: 1989-2007. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal de Juiz de Fora.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GAITÁN, F. A.. Participação em banca de Ulisses Venancio dos Santos.Incongruências ideológicas? Empresariado e esquerda no Brasil nas eleições de 2014. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

2.
GAITÁN, F. A.. Participação em banca de Matias Varela Carriquy.O recrutamento político para o parlamento do Mercosul: perfil e trajetória dos legisladores (2011-2014). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

3.
GAITÁN, F. A.. Participação em banca de Alejandra Otero Espina.La educación infantil en el Movimiento de Trabajadores sin Tierra. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

4.
GAITÁN, F. A.; AQUINO, S.. Participação em banca de Danilo Ferreira Bermúdez.Políticas de Transferencia Condicionada y Matriz de Bienestar en Uruguay. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
DARLING, V.; RIO, A.; GAITÁN, F. A.. Professor adjunto área Ciência Política, subárea Introdução à Ciência Política. 2014. Universidade Federal da Integração Latino-Americana.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Congresso LASA, Latin American Studies Association. Argentina tras el colapso: retorno del Estado desarrollista?. 2012. (Congresso).

2.
VI Congresso da Associação Latinoamericana de Ciência Política - ALACIP. Ocaso neoliberal y proyecto neodesarrollista em Argentina: emergente de um corporativismo societal. 2012. (Congresso).

3.
VI Congresso da Associação Latinoamericana de Ciência Política - ALACIP. Del neocorporativismo a las estrategias de concertación. El diálogo social em América Latina. 2012. (Congresso).

4.
VIII Workshop Empresa, Empresários e Sociedade - Empresa, Empresários, Desenvolvimento e Democracia.Actores estratégicos, capacidades estatales y Desarrollo: empresários y gobierno en la construcción del post-neoliberalismo en Argentina y Brasil. 2012. (Outra).

5.
International Seminar Rethinking Capitalism Development in Emerging Countries.State, Business and Productive Regime in Post-neoliberal Argentina. 2011. (Seminário).

6.
Workshop Rethinking Political Development.Political Elites, Strategies and Development: Notes on Argentinean and Brazilian Experience. 2011. (Outra).

7.
X Congreso de la SAAP - Sociedad Argentina de Análisis Político. Políticas sociales y modelo de desarrollo en Argentina: hacia un un nuevo régimen de bienestar?. 2011. (Congresso).

8.
X Congreso de la SAAP - Sociedad Argentina de Análisis Político. Neodesarrollismo, retórica y práctica. Análisis del ?modelo? argentino desde la post-convertibilidad. 2011. (Congresso).

9.
XXVIII Congresso da Associação Latino-Americana de Sociologia - ALAS. Estado, Instituciones y Desarrollo: Argentina y Brasil en perspectiva comparada. 2011. (Congresso).

10.
II Congreso Latinoamericano de Ciencias Sociales, FLACSO. Capitalismo, Neodesarrollo y Régimen de Bienestar en América Latina. 2010. (Congresso).

11.
V Conferencia NOLAN - Nordic Latin American Research Network.Varieties of productive regime and welfare system in Latin America: an analysis of neodevelopmental processes in Brazil and Argentina. 2010. (Outra).

12.
V Congreso de la Asociación Latinoamericana de Ciencia Política - ALACIP. Argentina y los limites del neodesarrollismo: entre el rescate del Estado y los legados condicionantes. 2010. (Congresso).

13.
VII Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política - ABCP.Atores Estratégicos e Desenvolvimento: Argentina e Brasil em perspectiva comparada. 2010. (Encontro).

14.
Congreso Asociación Latinoamericana de Sociología - ALAS. Estado y mercado después del ajuste: las alternativas neodesarrollistas en América Latina. 2009. (Congresso).

15.
Congreso IPSA - International Political Science Association. Elites, Agenda post-neoliberal y Desarrollo. 2009. (Congresso).

16.
Seminario Internacional Promovendo Respostas Estratégicas à Globalização - INCT-PPED.Estado, Instituciones y Dinámicas de Desarrollo: Argentina y las lecciones de un proceso frustrado. 2009. (Seminário).

17.
XXVIII International Congress of the Latin American Studies Association. Estrategias neodesarrollistas en tiempos post-neoliberales: análisis de los países del cono sur. 2009. (Congresso).

18.
International Conference ?Comparative perspectives of development experiences in South America and Eastern Europe.Politics, Institutions and Development: lessons from Latin America. 2008. (Outra).

19.
International Conference ?Comparative perspectives of development experiences in South America and Eastern Europe.Poverty and inequality in Latin America: the role of social and economic policies. 2008. (Outra).

20.
VI Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política - ABCP.Intervencionismo estatal e políticas de desenvolvimento na América Latina. 2008. (Encontro).

21.
VI Workshop Empresa, Empresarios e Sociedade ?Estado e Mercado depois das reformas: O Brasil e a ordem internacional.Perspectivas de Desenvolvimento e o papel do empresariado. Comparando Brasil Argentina e Chile. 2008. (Outra).

22.
IV Congreso de la Asociación Argentina de Estudios del Trabajo. Crear trabajo o garantizar ingreso. Un dilema para las políticas sociales y laborales de la Argentina post-convertibilidad. 2005. (Congresso).

23.
Workshop Instituciones, Grupos de Intereses y Desarrollo.Develando los mitos neoliberales sobre el desarrollo: análisis crítico de las experiencias contemporáneas de Argentina y Brasil. 2005. (Outra).

24.
Workshop Instituciones, Grupos de Intereses y Desarrollo.Develando los mitos neoliberales sobre el desarrollo: análisis crítico de las experiencias contemporáneas de Argentina y Brasil. 2005. (Outra).

25.
XXV Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociología. El Plan Jefas y Jefes de Hogar desocupados y sus efectos sobre el movimiento de trabajadores desocupados. 2005. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Victoria Dumón. Políticas de Atención Primaria de la Salud, el caso de la ciudad de Rauch, 1999-2003. 2014. Dissertação (Mestrado em Maestría en Desarrollo Local) - Universidad Nacional de General San Martín, . Orientador: Flavio Alfredo Gaitán.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
José Ignacio Horminoguez. Cambio en la Política Pública sobre Drogas en el Uruguay. Del abordaje prohibicionista a la visión de derechos humanos. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Orientador: Flavio Alfredo Gaitán.

2.
Antonino Pablo Zunino Ruso. Trabajo y Desarrollo en el Uruguay post-neoliberal. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciência Política e Sociologia - Sociedade, Estado e Política Na América Lat) - Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Orientador: Flavio Alfredo Gaitán.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 21:35:43