Luiza Fonseca Regattieri

Bolsista de Doutorado do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6902352340448228
  • Última atualização do currículo em 04/12/2018


Bolsista CNPq e doutoranda em Filosofia pelo Programa de Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro PPGF/UFRJ. Mestre em Filosofia pelo PPGF/UFRJ e bolsista CNPq (2015-2017). Membro do Núcleo de Filosofias da Criação do PPGF-UFRJ. Pesquisa os entrecruzamentos ético-estéticos, especialmente, na filosofia de Nietzsche através dos conceitos de Justiça e Gosto. Bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense (2009-2014). Palavras-chave: ética; estética; Nietzsche; juízo; justiça; gosto. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luiza Fonseca Regattieri
Nome em citações bibliográficas
REGATTIERI, L. F.


Formação acadêmica/titulação


2018
Doutorado em andamento em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Orientador: Adriany Ferreira de Mendonça.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2015 - 2017
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: As doze batidas do meio-dia: Ressentimento e Justiça em Nietzsche,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: André Martins Vilar de Carvalho.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2009 - 2014
Graduação em Direito.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Kelsen Descoroado: A ciência Jurídica enquanto um Saber-Poder.
Orientador: Alessandra Rodrigues Freitas.




Formação Complementar


2016 - 2016
Extensão universitária em Praias da Imanência: Deleuze/Bergson.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2015 - 2015
Spinoza e sua obra extraordinária: Ética, imanência e afetos.
Casa do saber, CASA DO SABER, Brasil.
2015 - 2015
Uma introdução à filosofia de Deleuze: Diferença e Repetição.
Casa do saber, CASA DO SABER, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em ?Espinosa e os signos? por Lorenzo Vinciguerra (Univ. Picardie Jules Verne). (Carga horária: 12h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 8
Outras informações
Disciplina Filosofia do Direito no projeto Direito e Razão: Pensando o Direito a partir da busca pela compreensão da realidade com a professora Alessandra Rodrigues Freitas.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 8
Outras informações
Disciplina Filosofia do Direito no projeto Teoria da Justiça com o professor José Fernando de Castro Farias.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 8
Outras informações
Disciplina Filosofia do Direito no projeto Direito e Justiça Social com o professor José Fernando de Castro Farias.


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora
Outras informações
Pesquisadora vinculada ao Núcleo de Filosofias da Criação do PPGF-UFRJ. Pesquisa investiga um sentido de justiça próprio à filosofia de Nietzsche a partir dos conceitos de entendimento, superação (aufheben) e, especialmente, gosto. A analise almeja entender como ele relaciona justiça e gosto borrando os limites entre ética e estética ao propor os juízos morais como sintomas dos juízos de gosto.

Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Desenvolvimento e Pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisadora vinculada ao SpiN
Outras informações
Pesquisadora vinculada ao Grupo de Pesquisa Spinoza & Nietzsche (SpiN-UFRJ). A pesquisa busca entender em que consiste o conceito ressentiment em Nietzsche. Ao evidenciar a função fisiopsicológica do ressentimento de entorpecente que tem por fim anestesiar o sofrimento, mas para isso provoca mais sofrimento, Nietzsche afirma que o ressentimento é criador. Assim, o ressentimento assume o espírito de vingança, ou seja, através da moral ele cria uma fábrica de ideais para legitimar seu rebaixamento, seu fazer-sofrer. Ideais esses que são incorporados como o dever ser, isto é, o projeto de melhoramento da vida e do humano. Dentre os ideais produzidos pela moral reativa está o conceito moderno de justiça, em especial o de Eugen Dühring, criticado por Nietzsche. A pesquisa tenta enfim entender a crítica de Nietzsche à justiça como máscara da vontade de vingança. Palavras-chave: Nietzsche; ressentimento; justiça; vingança.

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária docente, Carga horária: 20
Outras informações
Estagiária docente da disciplina de Metodologia Científica no curso de Fisioterapia na Universidade Federal do Rio de Janeiro



Membro de corpo editorial


2016 - Atual
Periódico: Trágica: Estudos sobre Nietzsche


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Grego
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
REGATTIERI, L. F.2017 REGATTIERI, L. F.. O ressentimento como obstáculo moral à experimentação do limite de si em Nietzsche. TRÁGICA: ESTUDOS SOBRE NIETZSCHE, v. 10, p. 47-68, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
REGATTIERI, L. F.. Elementos para um conceito de justiça em Nietzsche e seus desdobramentos ético-estéticos. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
REGATTIERI, L. F.. Investigações preliminares sobre gosto em Nietzsche. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
REGATTIERI, L. F.. A falsa causalidade do eu e a expansão de um modo de vida vingativo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XVIII Encontro Nacional da ANPOF.Elementos para um conceito de justiça em Nietzsche e seus desdobramentos ético-estéticos. 2018. (Encontro).

2.
XXVI Seminário dos Estudantes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ.Investigações preliminares sobre gosto em Nietzsche. 2018. (Seminário).

3.
III Colóquio Internacional Gilbert Simondon. 2017. (Outra).

4.
Conferência de Paolo Stellino "Para além da lei moral Morte de Deus e gratuidade de Dostoievski e Nietzsche a Sartre". 2016. (Outra).

5.
XVI Semana de Monitoria da Universidade Federal Fluminense.Direito e Razão: Pensando o Direito a partir da busca pela compreensão da realidade. 2013. (Outra).

6.
XIV Semana de Monitoria da Universidade Federal Fluminense.Contribuição ao processo de aprendizado da Filosofia do Direito. 2011. (Outra).

7.
XIII Semana de Monitoria da Universidade Federal Fluminense.Contribuição ao processo de aprendizado da Filosofia do Direito. 2010. (Outra).

8.
Em defesa da vida: Aborto e Direitos Humanos. 2009. (Seminário).

9.
Seminário de Teoria Politica do Direito e Social Brasileira. 2009. (Seminário).

10.
V Seminário de Psicologia e Direitos Humanos - Psicoterapia como Pena. 2009. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
REGATTIERI, L. F.. XXVI Seminário dos Estudantes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ. 2018. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 11/12/2018 às 5:50:21