Ana Elisa Saggioro Garcia

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8254158661212593
  • Última atualização do currículo em 03/01/2019


Doutora em Relações Internacionais pelo IRI/ PUC-Rio e mestre em Ciência Política pela Universidade Livre de Berlim. Professora do Departamento de História e Relações Internacionais na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Coordenadora do Laboratório Interdisciplinar de Estudos de Relações Internacionais (LIERI/UFRRJ). Pesquisadora colaboradora do Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul (PACS). Foi pesquisadora visitante na York University, Canadá. Tem experiência na área de Economia Política Internacional, atuando nos seguintes temas: Teoria Critica, Gramsci, hegemonia, imperialismo, empresas multinacionais e relações Sul-Sul. Publicações recentes: BRICS, an anti-capitalist critique (co-edited with Patrick Bond), Jacana, South Africa, 2015; Desenvolvimento desigual na era do conhecimento: a participação dos BRICS na produção científica e tecnológica mundial. Contexto Internacional (on-line), v. 37, p. 215-253, 2015; A história contada pela caça ou pelo caçador? Reflexões sobre a inserção do Brasil na África. Tensões Mundiais (Impresso), v. 10, p. 145-172, 2014. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Ana Elisa Saggioro Garcia
Nome em citações bibliográficas
GARCIA, A. S.;SAGGIORO, ANA;GARCIA, ANA;Garcia, Ana Saggioro

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Instituto de Ciências Humanas e Sociais.
Rodovia BR-465
Jardins
23890001 - Seropédica, RJ - Brasil
Telefone: (21) 26821701
URL da Homepage: http://r1.ufrrj.br/wp/ichs/


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2012
Doutorado em Relações Internacionais.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: A internacionalização de empresas brasileiras durante o governo Lula: uma análise crítica da relação entre capital e Estado no Brasil contemporâneo, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Jose Maria Gomez.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: BNDES; Empresas multinacionais brasileiras; BRICS; Imperialismo; politica externa; Hegemonia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Internacional.
Setores de atividade: Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais.
2000 - 2004
Mestrado em Politikwissenschaft.
Freie Universität Berlin, FUB, Alemanha.
Título: "O governo Lula trouxe o cavalo de troia para dentro de casa"- Eine Kritik am ALCA-Prozess aus der Perspektive zivilgesellschaftlicher sozialer Bewegungen in Brasilien,Ano de Obtenção: 2004.
Orientador: Elmar Altvater.
Bolsista do(a): Rosa Luxemburg Stiftung, RLS, Alemanha.
Palavras-chave: ALCA; politica externa; Livre comercio; movimentos sociais.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Internacional.
Setores de atividade: Organismos internacionais e outras instituições extraterritoriais.
1998 - 2000
Aperfeiçoamento em Studienkolleg. (Carga Horária: 40h).
Freie Universität Berlin, FUB, Alemanha.
Título: Provas finais. Ano de finalização: 2000.
1984 - 1995
Ensino Médio (2º grau).
Colégio São Vicente de Paulo, CSVP, Brasil.


Pós-doutorado


2012
Pós-Doutorado.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2009 - 2009
Political Science. (Carga horária: 40h).
York University, YorkU, Canadá.
1998 - 1998
Alemão. (Carga horária: 20h).
Goethe Institut, GOETHE, Alemanha.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Comissão edital Mobilidade Internacional
Outras informações
Comissão para seleção de bolsas para programa de Mobilidade Internacional CORIN

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Vice-coordenação CORIN

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Comissão PROPPG CAPES/PRINT
Outras informações
Representante do PPGCS na Comissão da PROPPG para o edital CAPES/PRINT

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pós-Graduação Ciências Sociais
Outras informações
Professora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS)

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Atividades Acadêmicas Complementares


Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 6
Outras informações
Professora de Economia Política das Relações Internacionais para Mestrado

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20
Outras informações
Professora de Economia Política Internacional 1


University of Kwazulu-Natal, UKN, África do Sul.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Honorary Senior Lecturer, Carga horária: 10


BRICS Policy Center, BPC, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Coordenadora de núcleo de pesquisa, Carga horária: 20
Outras informações
Coordenadora do núcleo de pesquisa sobre Sistemas de Inovação e Governança do Desenvolvimento

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: pesquisador, Carga horária: 12


Freie Universität Berlin, FUB, Alemanha.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: assistente estudantil do prof. Elmar Altvater, Carga horária: 20


Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto de Políticas Alternativas para o Cone Sul, PACS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: pesquisadora, Carga horária: 15


Rosa Luxemburg Stitung, RLS, Alemanha.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: analista politica, coordenacao de projetos, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
trabalho de formacao politica junto a movimentos sociais no Brasil, Chile, Uruguai e Argentina



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
A economia política das relações Sul-Sul: um estudo comparativo dos acordos de proteção de investimento dos países BRICS na África e América Latina
Descrição: As economias emergentes dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) se destacaram nas últimas décadas por serem mercados promissores aos investidores internacionais. Porém, esses países se tornaram não somente receptores de investimento externo, mas também investidores internacionais. A China se destaca como segunda maior economia mundial e o terceiro principal investidor internacional. Tendo em vista a ampliação da atuação de multinacionais e instituições financeiras dos países BRICS em outros países e regiões do Sul Global, a presente pesquisa objetiva fazer um levantamento de dados sobre os acordos de proteção de investimento dos BRICS em duas regiões: África e América Latina. Fornecemos uma leitura dos Tratados Bilaterais de Investimentos (TBI) a partir da economia política. A pesquisa revelará se os BRICS reproduzem o modelo tradicional de proteção ao investidor, especialmente promovido pelos EUA e de países europeus no período neoliberal da década de 1990, ou se esses países inovam com modelos alternativos, como o caso brasileiro. Os resultados da pesquisa serão apresentados na forma de texto, tabelas, gráficos e mapas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Investimentos chineses no Brasil, África do Sul e Índia: arranjos institucionais, atores, impactos
Descrição: Diante do quadro geral de investimentos chineses em países e regiões do Sul Global, o presente projeto objetiva olhar de forma mais detalhada para os investimentos originados da China em três grandes economias do Sul Global: Brasil, África do Sul e Índia. Nesse sentido, faremos um levantamento de dados inicial dos principais dados desses investimentos, observando: ? O estoque de investimentos acumulados na última década e suas variações. ? As principais empresas chinesas atuando em cada país por setor. ? Os principais projetos envolvendo capital chinês nos últimos dez anos, verificando o montante de valor do projeto e da participação chinesa. ? O arranjo institucional e atores envolvidos em cada projeto, tais como governos locais, instituições locais e chinesas, bancos públicos e privados, empresas nacionais ou de terceiros países, bem como comunidades locais e trabalhadores. ? Possíveis impactos ambientais, sociais, trabalhistas e disputas envolvendo os investimentos chineses em cada país..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Ana Elisa Saggioro Garcia - Coordenador / Thayane Nascimento - Integrante / Lucas Resende - Integrante / Monalisa Barcellos - Integrante / Fabrina Furtado - Integrante.
2017 - Atual
ESTADO, MODELO DE DESENVOLVIMENTO E TERRITÓRIO NO BRASIL CONTEMPORÂNEO: RESISTÊNCIAS E CONFLITOS
Descrição: configuração do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e sua atuação para análise do Estado e do capital privado em contexto nacional e internacional e da reestruturação do território. O BNDES constitui hoje um dos pilares centrais dos processos de acumulação de capital e de reconfiguração territorial do Brasil, assim como da redefinição em curso dos padrões de integração subordinada do Brasil à economia internacional. Pretende-se abordar 4 dimensões da instituição: a) as diferentes modalidades de articulação entre o setores público e o privado na prestação de serviços públicos e na provisão de infraestrutura, resgatando a atuação do BNDES em processos de privatização a partir de 1990; b) o papel do BNDES no suporte a grandes projetos de investimento que reestruturam o território amazônico, assim como as concepções e práticas associadas às "políticas de entorno" destes projetos, em particular nos casos da UHEs de Belo Monte, UHEs Jirau e Santo Antônio e Projeto Carajás Serra Sul; c) resgatar e analisar a ação do BNDES na reestruturação institucional e na provisão de serviços públicos, na modernização das instituições públicas em estados e municípios e na viabilização de parcerias público-privadas e grandes projetos urbanos; e d) comparação entre as formas de atuação do BNDES e dos demais bancos dos países BRICS, que investigará o financiamento ao desenvolvimento nos países do sul..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Os acordos de proteção de investimento dos BRICS com países africanos: um breve estudo comparativo
Descrição: A experiência do PACS com Moçambique e Angola ajudou a criar laços mais fortes com organizações da sociedade civil nesses países, nos dando maior capacidade de conhecimento da realidade local e dos impactos diretos de projetos brasileiros em ambos. Assim, nos atentamos para os novos modelos de acordo de facilitação de cooperação e investimento (AFCI) assinados pelo governo brasileiro nesse ano de 2015 com 4 países, começando com Moçambique e Angola . Na África, Angola é o principal receptor de investimentos (com destaque para a Odebrecht, no país há mais de 20 anos), enquanto Moçambique é o principal receptor de projetos da chamada ?cooperação para o desenvolvimento?. O Brasil inovou diante dos acordos tradicionais dos anos 1990 com uma nova estrutura institucional para evitar a arbitragem internacional e com cláusulas voluntárias de responsabilidade social empresarial. Sem embargo, ambos os acordos têm, como pano de fundo, conflitos e problemas relacionados à atuação de empresas brasileiras. Como se comportam os países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) em termos de investimentos na África e em que medida já desenvolveram acordos de proteção desses investimentos? A pesquisa realizará um levantamento inicial de informações para proporcionar um patamar de comparação dos acordos de proteção de investimento dos países BRICS com países africanos. A pesquisa não poderá esgotar o tema, mas irá compor um quadro comparativo, visando responder: quantos acordos cada país tem, com quem, em que ano? Como os acordos de investimentos dos BRICS se assemelham aos BITs tradicionais, ou ao novo modelo brasileiro? Quais os principais investimentos de cada país BRICS nos países africanos, em termos de setor e volume? Já houve caso de conflito de empresas dos BRICS em países africanos que tenha sido levado a uma arbitragem internacional respalda nesses acordos? O quadro comparativo será apresentado e publicado no formato de ?fact sheet?..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ana Elisa Saggioro Garcia - Coordenador / Gabriel Strautman - Integrante / Yasmin Bitencourt - Integrante / Bárbara Dias - Integrante / Sandra Quintela - Integrante.Financiador(es): Oxfam - Cooperação.
2013 - 2015
O papel do Brasil e da China na nova governança econômica global: Do G8 ao G20
Descrição: O projeto visa analisar os processos de transformação do sistema G8 a partir do final dos anos 1990 e as possibilidades e dilemas que tais processos apresentam para os países emergentes na nova governança econômica global ? com destaque para Brasil e República Popular da China (RPC) neste contexto. Objetivos específicos: ? Analisar os processos de expansão do G8 para o G20 no cenário das transformações econômicas globais no decorrer da última década, principalmente a partir da crise financeira de 2008, dando destaque para a ascensão dos países emergentes neste contexto; ? Analisar os dilemas recorrentes do processo de reconfiguração da instituição G20, focando no posicionamento da China e do Brasil frente às potências econômicas tradicionais: Estados Unidos, Japão e os países da União Européia. ? Analisar em que medida a ascensão de Brasil e China no cenário internacional tem estimulado coincidências ou desacordos no interior do G20, nas tentativas de re-estruturação da governança econômica global..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (3) .
Integrantes: Ana Elisa Saggioro Garcia - Integrante / Leonardo Ramos - Coordenador / Javier Vadell - Integrante / Alexandre César Cunha Leite - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2015
A Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional com Angola e Moçambique: entre o discurso solidário e prática pragmática
Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar as relações entre o Brasil, Angola de Moçambique, com foco no entrecruzamento entre a ação de empresas brasileiras e a atuação governamental por meio da Cooperação para o Desenvolvimento Internacional, no contexto político que, por um lado, redefine o lugar do Brasil no tabuleiro político de poder internacional e, por outro lado, o reaparecimento do continente africano na geopolítica mundial.Os movimentos das empresas e do governo que elegem países africanos como áreas estratégicas de expansão e a eleição da África como a segunda prioridade para ações cooperativas, respectivamente, tornam o momento atual particularmente propício para a realização de investigações neste foco. Para atender a este objetivo a investigação será encaminhada de forma: a mapear os projetos de cooperação brasileira para o desenvolvimento internacional em Angola e Moçambique; a analisar arquitetura institucional brasileira, de forma a identificar possíveis gargalos na implementação da cooperação que ultrapasse os limites de ações descontinuas e pontuadas; a identificar as principais empresas brasileiras que atuam em Angola e Moçambique Perpassa toda a pesquisa a identificação de discursos e articulações entre atores, agendas e práticas entre entes públicos e privados na cooperação entre o Brasil, Angola e Moçambique..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (2) .
Integrantes: Ana Elisa Saggioro Garcia - Integrante / Elsa Kraychete - Coordenador / Elga de Almeida Lessa - Integrante / Maria Elisa Huber Pessina - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Relações Internacionais
Descrição: O Laboratório Interdisciplinar de Estudos em Relações Internacionais (Lieri) é um núcleo de pesquisa que reivindica uma abordagem interdisciplinar das relações internacionais, valorizando as diversas contribuições dos especialistas das áreas das Humanidades. O grupo parte do princípio que os estudos sobre as Relações Internacionais devem trilhar um esforço inevitavelmente interdisciplinar e, por isso, agrega pesquisadores com diferentes formações acadêmicas, como historiadores, economistas, cientistas sociais, cientistas políticos, geógrafos, especialistas em Relações Internacionais, dentre outros pesquisadores das Ciências Humanas que têm objetos de estudo ligados às Relações Internacionais. Sua formação se originou de uma iniciativa de professores e alunos ligados ao curso de Relações Internacionais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). As atuais linhas de pesquisa do grupo são: História das relações internacionais; Política externa e relações internacionais do Brasil; Teoria, Instituições e Relações Internacionais; e Economia Política Internacional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (5) / Doutorado: (15) .
Integrantes: Ana Elisa Saggioro Garcia - Coordenador / Marcelo Pereira Fernandes - Integrante / Karina Martins Kato - Integrante / João Márcio Mendes Pereira - Integrante / Pedro Henrique Pereira Campos - Integrante / Vladymir Lombado Jorge - Integrante / Luiz Felipe Osório - Integrante / Mayra Goulart da Silva - Integrante / Débora Garcia Gaspar - Integrante / Franklin Trein - Integrante / Fábio Koifman - Integrante.
2011 - Atual
Potências Médias/Middle Power Research Group
Descrição: O Grupo de Pesquisa sobre Potências Médias (GPPM) é uma iniciativa do Departamento de Relações Internacionais da PUC Minas. O GPPM se dedica a análise do contexto de emergência das potências médias, especificamente Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul (BRICS). Nossas pesquisas focam na inter-relação destes países e seus impactos na estrutura do sistema internacional, assim como a dinâmica adotada pelas potências médias nos processos de governança global. O GPPM pretende aprofundar as discussões sobre potências médias por meio de debates, seminários, produções de livros, artigos e projetos de pesquisa. As reuniões e os trabalhos são coordenados pelos professores líderes Javier Vadell e Leonardo Ramos e conta com a assistência de estudantes de graduação e pós-graduação da PUC Minas. Além disso, o GPPM expande a sua rede de parcerias com outras instituições acadêmicas no Brasil e exterior, desenvolvendo ações, estudos e projetos conjuntos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2014 - Atual
Empresa Junior X-port
Descrição: Empresa Júnior dos alunos de Relações Internacionais da UFRRJ.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ana Elisa Saggioro Garcia - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2017 - Atual
Periódico: SOCIALIST REGISTER


Membro de comitê de assessoramento


2016 - Atual
Agência de fomento: Programa Interno de Bolsa de Iniciação Científica ? UFRRJ


Revisor de periódico


2012 - Atual
Periódico: Revista Cadernos de Relações Internacionais
2012 - Atual
Periódico: Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso)
2013 - Atual
Periódico: Caderno CRH (UFBA. Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Política & Sociedade (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro. Impresso)
2014 - Atual
Periódico: TENSÕES MUNDIAIS (IMPRESSO)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Internacional.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
GARCIA, ANA2018GARCIA, ANA; RAMOS, L. ; PAUTASSO, D. ; RODRIGUES, F. . A Decade of Emergence: The BRICS? Institutional Densification Process. https://doi.org/10.5278/ojs.jcir.v0i0.2262, v. 6, p. 1-15, 2018.

2.
GARCIA, ANA2018GARCIA, ANA; BOND, P. . Amplifying the contradictions: the centrifugal BRICS. SOCIALIST REGISTER, v. 1, p. 223-246, 2018.

3.
GARCIA, ANA2017GARCIA, ANA. BRICS investment agreements in Africa: more of the same?. Studies in Political Economy, v. 98, p. 24-47, 2017.

4.
Garcia, Ana Saggioro2017Garcia, Ana Saggioro. Nonwestern Periphery and its Paradoxes: Reflections for Struggles in the 21st Century. Journal of World-Systems Research, v. 23, p. 499-504, 2017.

5.
GARCIA, ANA2017GARCIA, ANA. BRICS: um balanço crítico. CADERNOS DO CEAS, v. 241, p. 374-391, 2017.

6.
GARCIA, ANA2016GARCIA, ANA; KATO, KARINA . POLÍTICAS PÚBLICAS E INTERESSES PRIVADOS: uma análise a partir do Corredor de Nacala em Moçambique. Caderno CRH (Online), v. 29, p. 69-86, 2016.

7.
FERNANDES, LUIS2015FERNANDES, LUIS ; GARCIA, ANA ; CRUZ, PAULA . Desenvolvimento desigual na era do conhecimento: a participação dos BRICS na produção científica e tecnológica mundial. CONTEXTO INTERNACIONAL (PUCRJ. IMPRESSO), v. 37, p. 215-253, 2015.

8.
GARCIA, A. S.2014GARCIA, A. S.; BOND, P. . Introdução: Perspectivas Críticas sobre os BRICS/. Tensões Mundiais (Impresso), v. 10, p. 15-28, 2014.

9.
GARCIA, A. S.2014GARCIA, A. S.; BOND, P. . Introduction: Critical Perspectives on the BRICS. Tensões Mundiais (Impresso), v. 10, p. 29-40, 2014.

10.
GARCIA, A. S.2014GARCIA, A. S.; Kato, K. M. . A história contada pela caça ou pelo caçador? Reflexões sobre a inserção do Brasil na África. Tensões Mundiais (Impresso), v. 10, p. 145-172, 2014.

11.
GARCIA, A. S.2014GARCIA, A. S.. Building BRICS from bellow?. The Bullet, v. 1, p. 1-1, 2014.

12.
GARCIA, ANA2014GARCIA, ANA. Os BRICS e a Sociedade Civil: construindo os BRICS pelas bases?. Conjuntura Internacional (Belo Horizonte. Online), v. 11, p. 15-21, 2014.

13.
GARCIA, A. S.2013GARCIA, A. S.. A introdução de Gramsci nas Relações Internacionais: aspectos metodológicos. Revista Acadêmica de Relações Internacionais, v. 3, p. 110-120, 2013.

14.
GARCIA, A. S.2013GARCIA, A. S.; BORBA, M. . Overcoming the Blockage: Interview with Robert W. Cox. Estudos Internacionais, v. 1, p. 303-318, 2013.

15.
GARCIA, A. S.2013GARCIA, A. S.; CRUZ, P. ; FERNANDES, L. M. . Ciência, Tecnologia e Inovação nas Cúpulas dos BRICS, de 2009 até hoje. Coleção Policy Brief, v. 3, p. 1-10, 2013.

16.
GARCIA, A. S.2013GARCIA, A. S.; WILLEMSEN, C. ; FERNANDES, L. M. . Desenvolvimento, desigualdade e acesso à tecnologia de comunicação e informação nos países BRICS. Coleção Policy Brief, v. 3, p. 21-40, 2013.

17.
GARCIA, A. S.2013GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M. ; CRUZ, P. . Caminhos da Cooperação entre Brasil e Índia no Regime da Propriedade Intelectual. Coleção Policy Brief, v. 3, p. 41-60, 2013.

18.
GARCIA, A. S.2013GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M. ; CRUZ, P. ; KATHURIA, V. . South-South Technology Transfer: Criteria for the implementation and evaluation of public policies in the BRICS countries. Coleção Policy Brief, v. 3, p. 61-80, 2013.

19.
GARCIA, A. S.2013GARCIA, A. S.; KASZKUREWICZ, E. ; FERNANDES, L. M. ; CRUZ, P. . Cooperação Científica para o desenvolvimento dos BRICS: o caso do Programa CBERS. Coleção Policy Brief, v. 3, p. 81-100, 2013.

20.
GARCIA, A. S.2012GARCIA, A. S.. Emergindo de onde e para onde? 'Países emergentes' e a possibilidade de configuração de uma nova ordem mundial. Em Debate (UFSC. Online), v. 7, p. 4, 2012.

21.
RAMOS, LEONARDO2012 RAMOS, LEONARDO ; VADELL, JAVIER ; SAGGIORO, ANA ; FERNANDES, MÁRCIA . A Governança econômica global e os desafios do G-20 pós-crise financeira: análise das posições de Estados Unidos, China, Alemanha e Brasil. Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso), v. 55, p. 10-27, 2012.

22.
GARCIA, A. S.2012GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M. . Desenvolvimento Desigual na Era do Conhecimento: A Evolução da Participação dos BRICS no Registro de Propriedade Intelectual e Investimentos em P&D. Coleção Policy Brief, v. 2, p. 21-40, 2012.

23.
GARCIA, A. S.2012GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M. . Matrizes energéticas e desenvolvimento desigual: os BRICS no atual debate sobre mudanças climáticas. Coleção Policy Brief, v. 2, p. 41-60, 2012.

24.
GARCIA, A. S.2012GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M. ; CRUZ, P. . Brasil e Índia na agenda internacional de patentes. Coleção Policy Brief, v. 2, p. 61-70, 2012.

25.
GARCIA, A. S.2011GARCIA, A. S.; FRANCA, G. ; FERNANDES, L. M. ; CARESIA, M. . Desenvolvimento Desigual e Mudanças Estruturais na Economia Mundial: a evolução da participação dos BRICS no PIB global, de 1900 a 2008. Coleção Policy Brief, v. 1, p. 1-20, 2011.

26.
GARCIA, A. S.2011GARCIA, A. S.. O Brasil no G20. Coleção Policy Breif, v. 1, p. 21-30, 2011.

27.
GARCIA, A. S.2011GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M. . Desenvolvimento na Era do Conhecimento: a evolução da participação dos BRICS na produção científica e tecnológica mundial, de 1996 a 2010. Coleção Policy Brief, v. 2, p. 1-20, 2011.

28.
GARCIA, A. S.2010 GARCIA, A. S.. Hegemonia e Imperialismo: caracterizacoes da ordem mundial capitalista apois a Segunda Guerra Mundial. Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso), v. 32, p. 155-177, 2010.

29.
GARCIA, A. S.2006GARCIA, A. S.. Es gibt Alternativen zu ALCA: ALBA und Warum der ALCA-Prozess gestoppt wurde. Prokla (Munster), v. 142, p. 81-94, 2006.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
GARCIA, A. S.. BRICS na África: mais do mesmo? Um estudo comparativo dos acordos de investimento dos BRICS com países africanos. 1. ed. Rio de Janeiro: Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul (PACS), 2016. 67p .

2.
GARCIA, A. S.; BOND, P. . BRICS: an anti-capitalist critique. 1. ed. Auckland Park, South Africa: Jacana Media, 2015. v. 1. 350p .

3.
GARCIA, A. S.. Multinacionais brasileiras durante do governo Lula. 1. ed. Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas, 2015. v. 1. 417p .

4.
GARCIA, A. S.; Kato, K. M. . A história contada pela caça ou pelo caçador? Perspectivas sobre o Brasil em Angola e Moçambique. 1. ed. Rio de Janeiro: Institto Políticas Alternativas para o Cone Sul, 2013. v. 1. 64p .

Capítulos de livros publicados
1.
GARCIA, ANA; SA, M. B. . Brazil: from the margins to the center?. In: Henry Veltmeyer and Paul Bowles. (Org.). The essencial guide to critical development studies. 1ed.London and New York: Routledge, 2017, v. 1, p. 385-394.

2.
GARCIA, A. S.; MENDONCA, M. L. ; SA, M. B. . International Political Economy in Latin America: Redefining the Periphery. In: Alan Cafruny; Leila Simona Talani; Gonzalo Pozo Martin. (Org.). The Palgrave Handbook of Critical International Political Economy. 1ed.London: Palgrave Mcmillan UK, 2016, v. 1, p. 431-452.

3.
GARCIA, ANA. Políticas públicas e interesses privados: multinacionais brasileiras e a cooperação na América Latina. In: Maria Regina Soares de Lima; Carlos R. S. Milani; Enara Echart Muñoz. (Org.). Cooperación Sur-Sur, política exterior y modelos de desarrollo en América Latina. 1ed.Buenos Aires: CLACSO, 2016, v. 1, p. 189-215.

4.
GARCIA, A. S.; FONTES, V. . Brazil's imperial capitalism. In: Leo Panitch; Greg Albo; Vivek Chibber. (Org.). Socialist Register 2014: Registring Class. 1ed.London: Merlin Press, 2014, v. 50, p. 300-320.

5.
GARCIA, A. S.. La internacionalización de las empresas brasileñas: consensos y conflictos. In: HERNANDEZ ZUBIZARRETA, Juan; DE LA FUENTE, Mikel; DE VICENTE ARIAS, Andrea; IRURZUN UGALDE, Koldo; (et al.). (Org.). Empresas Transnacionales en América Latina: Análisis y propuestas del movimiento social y sindical. 1ed.Bilbao: Hegoa, 2013, v. 1, p. 1-349.

6.
GARCIA, A. S.. A internacionalização de empresas brasileiras: consensos e conflitos. In: Esteves, Paulo; Abdenur, Adriana. (Org.). Os BRICS e a Cooperação Sul-Sul. 1ed.Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio, 2012, v. , p. 225-252.

7.
GARCIA, A. S.. Empresas transnacionais brasileiras: dupla frente de luta. In: Instituto Rosa Luxemburg Stiftung; Campanha Justica nos Trilhos; PACS, Rede Brasileira de Justica Ambiental; Movimento dos Atingidos por Barragens; Rede Social de Justica e Direitos Humanos; Rede Brasil sobre Instituicoes Financeira Multilaterais. (Org.). Empresas transnacionais brasileiras na America Latina: um debate necessario. 1ed.Sao Paulo: Expressao Popular, 2009, v. , p. 10-26.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
GARCIA, A. S.. The impeachment crisis shaking Brazil. Socialist Workers, Chicago, p. 1 - 1, 20 abr. 2016.

2.
GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M. . The Geography of Innovation is Changing. Sustainable Governance Indicators, Alemanha, p. 1 - 1, 10 maio 2013.

3.
GARCIA, A. S.; PINTO, J. R. L. ; STRAUTMAN, G. . Uma agenda democrática para o BNDES. Jornal dos Economias, Rio de Janeiro, p. 4 - 6, 28 abr. 2013.

4.
GARCIA, A. S.. Nuevo precedente de lucha en el capitalismo actual: I Encuentro de los Afectados por Vale. Revista Pueblos, Madrid, 01 jul. 2010.

5.
GARCIA, A. S.. Empresas transnacionales brasilenas. Revista Pueblos, Madrid, p. 12 - 15, 01 jun. 2009.

6.
GARCIA, A. S.. Eleicoes na Alemanha: desafios e conquistas da nova esquerda unificada alema. Principios, Sao Paulo, p. 60 - 65, 01 out. 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GARCIA, A. S.. Políticas públicas e interesses privados: a internacionalização de empresas brasileiras e a atuação internacional do governo Lula. In: 3° Encontro Nacional ABRI 2011, 2011, São Paulo. 3rd ENABRI 2011 3° Encontro Nacional ABRI 2001, 2011, 2011.

Apresentações de Trabalho
1.
GARCIA, ANA. Economia Política das Relações Sul-Sul: um estudo comparativo dos acordos de proteção de investimento dos BRICS na África e América Latina. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
GARCIA, ANA; KATO, KARINA . BRICS and alternatives.A Road to Development? The Nacala Corridor at the intersection between Brazilian and global investments. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
GARCIA, A. S.. A ascensão da China, os BRICS e as perspectivas de um novo eixo geopolítico mundial. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
GARCIA, A. S.. Globalização, natureza, crises e alternativas. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
GARCIA, A. S.. Desafios da Economia Política Internacional no Brasil hoje. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
GARCIA, ANA. BRICS e a cooperação Sul-Su. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
GARCIA, ANA. Geopolítica e Grandes Acordos Econômicos Internacionais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
GARCIA, ANA. States and Markets: the making of globalization. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
GARCIA, ANA; BOND, P. . BRICS and the City.Neoliberalized urban space in Rio?s port revitalization. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
GARCIA, A. S.; Kato, K. M. . A história contada pela caça ou pelo caçador? Perspectivas sobre o Brasil em Angola e Moçambique. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
GARCIA, A. S.; BOND, P. . Discutindo os BRICS pela base. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
GARCIA, A. S.; FONTES, V. . Capital-imperialism, Brazilian multinationals and the State. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
GARCIA, A. S.. Hegemonia e imperialismo: qual o lugar e o papel do Brasil e dos 'países emergentes'?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
GARCIA, A. S.; Kato, K. M. . Relações político-empresariais entre Brasil e África: exportação de um modelo de desenvolvimento? ∗. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
GARCIA, A. S.. Emergindo de onde e para onde? Países "emergentes" e a possibilidade de configuração de uma nova ordem mundial. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
GARCIA, A. S.. Políticas públicas e interesses privados: a internacionalização de empresas brasileiras e a atuação internacional do governo Lula. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
GARCIA, A. S.. A introducao de Gramsci nas Relacoes Internacionais: aspectos metodologicos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
GARCIA, A. S.. Public policies and private interests: Brazilian multinational corporations and international relations of the Lula government. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
GARCIA, A. S.. Social movements and ?people?s integration?: action and discursive practices of social movements towards regional integration processes. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
GARCIA, A. S.; BIAZZI, A. . Política externa, identidade nacional e interesses privados: o papel das empresas transnacionais brasileiras na América do Sul. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
GARCIA, A. S.. Civil society and inter-regional cooperation. 2008. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
GARCIA, A. S.; BOND, P. ; MOREIRA, M. ; BAI, R. . Take the Ports! Contesting power in Global South Export Hubs. New York: Rosa Luxemburg Stiftung, 2016 (Publicacao de estudos de caso).

2.
GARCIA, A. S.. "Uma aranha na teia". Alguns aspectos da politica de comercio exterior da Uniao Europeia. Sao Paulo: Expressao Popular, 2009 (Publicacao de estudos de caso).

3.
GARCIA, A. S.. GATS und die Privatisierung öffentlicher Dienstleistungen unter der Gender- Luppe. Berlin: Karl Dietz Verlag, 2006 (Publicacao de manuscritos de workshop "Europaeische Wege", Cracovia, Polonia, 2004).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MACCHIUTE, B. ; RODRIGUES, E. L. ; GARCIA, A. S. ; CRUZ, P. . Gastos Públicos em Inovação nos BRICS. 2014.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
GARCIA, A. S.. BRICS ganham organicidade, mas ainda têm longo caminho a percorrer. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
GARCIA, A. S.. Parceria público-privada para hegemonia regional. 2012. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

3.
GARCIA, A. S.. Brasil e Moçambique, uma relação a cada dia mais forte. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
GARCIA, A. S.. Cada vez mais multinacional. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
GARCIA, A. S.. Empreiteiras brasileiras crescem no exterior mas se envolvem em polêmicas. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica


Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
GARCIA, A. S.; Kato, K. M.; LEITE, S. P.. Participação em banca de Orlando Aleixo de Barros Junior. Real State caipira: investimentos em terra pelo Brookfield Asset Management Inc. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
Prof. Paulo Esteves; FERNANDEZ, M.; GARCIA, A. S.. Participação em banca de Camila dos Santos. Ambivalências e tensões de um Brasil 'in-between': a narrativa da cooperação brasileira em Angola. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

3.
GARCIA, A. S.; PEREIRA, J. M. M.; FONTES, V.; SALLES, J. R.. Participação em banca de Rafael de Paula Fernandes Mateus. Da reforma à (re)construção: as prescrições do Banco Mundial para os Estados nacionais (1989-2011). 2016. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

4.
GARCIA, A. S.; COELHO, J. C.; OURIQUES, N. D.; MINELLA, A.. Participação em banca de Rafael Alexandre Moreira Mello. A questão do problema agente-estrutura: a construção de pontes entre a teoria marxista da dependência e a teoria crítica gramsciana. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

5.
GARCIA, A. S.; VADELL, J.; RAMOS, L.. Participação em banca de Pedro Henrique Schneider Parreiras. A relação B20-G20 na Ordem Mundial. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais: Política Internacional) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

6.
GARCIA, A. S.; KRAYCHETE, E.; FILGUEIRAS, L. A. M.. Participação em banca de Juliana Rodrigues de Senna. Sentidos da cooperação. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal da Bahia.

7.
GARCIA, A. S.; PEREIRA, J. M. M.; VIEIRA, F. B.; ALENTEJANO, P. R. R.. Participação em banca de Soniamara Maranho. Estado e capital no Brasil: uma análise do processo de privatização do setor elétrico (1995-2002). 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

8.
GARCIA, A. S.; PEREIRA, L. C. B. F. V.; TOSTES, A. P.. Participação em banca de Paula Ribeiro da Cruz. A governança global da propriedade intelectual no século XXI: multilateralismo, regionalizo e hegemonia em questão. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Relações Internaciona) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

9.
PINHEIRO, L.; GARCIA, A. S.; KENKEL, K. M.; PEREIRA JUNIOR, A. O.. Participação em banca de Thauan dos Santos. Integração energética na América do Sul: desdobramentos do desenvolvimento institucional. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

10.
GARCIA, A. S.; GOMEZ, J. M.; LUCE, M. S.. Participação em banca de Sara Maria Costa Garay. A participação brasileira no desenvolvimento do agronegócio no Paraguai: uma análise crítica. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

11.
GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M.; TORRES FILHO, E. T.. Participação em banca de Santina Raffaela Lucente. A desigualdade na Europa: sua definição, importância e origem através do papel do Estado e da mundialização do capital. 2014. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

12.
FERNANDES, L. M.; GANDELMAN, M.; GARCIA, A. S.. Participação em banca de Bruno Macchiute Neves de Oliveira. O regime de propriedade intelectual e os ciclos de acumulação: as dinâmicas da hegemonia e da crise no sistema mundo moderno capitalista. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
GARCIA, ANA; FONTES, V.; LEHER, R.; LOUREIRO, C. F. B.; MOREIRAS, I. N.. Participação em banca de Inny Bello Accioly. Educação e Capital-Imperialismo: as influências política-pedagógicas do Banco Mundial nas relações entre Brasil e Moçambique. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
GARCIA, ANA; MILANI, C.; ROMANO, J. O.; LEITE, S. P.; FRANCO, G. C.; SILVA, R. R. M.. Participação em banca de Ricardo Dias da Silva. A construção política da adidância agrícola no Brasil. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

3.
GARCIA, ANA; FONTES, V.; D'agostini, A.; VENDRAMINI, C. R.; SILVA, M. M.; TITTON, M.. Participação em banca de Joana D'arc Vaz. A educação profissional no contexto das relações de cooperação entre Brasil e Moçambique: o protagonismo das empresas brasileiras. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina.

4.
TORRES FILHO, E. T.; FIORI, J. L.; GARCIA, A. S.; PENHA, E. A.. Participação em banca de Hélio Caetano Farias. A estratégia do Brasil na África: fundamentos geopolíticos e mecanismos de financiamento no ciclo recente de expansão econômica (2003-2014). 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Economia Política Internacional (PEPI)) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

5.
GARCIA, A. S.; LIMA, M. R. S.; MILANI, C.; PINHEIRO, L.. Participação em banca de Francisco Carlos Antonio da Conceição. Implicações políticas da cooperação internacional para o desenvolvimento em Moçambique: a solidariedade socialista, a trajetória tradicional do Norte e a experiência emergente do Sul (1975-2013). 2015 - Instituto de Estudos Políticos e Sociais.

Qualificações de Doutorado
1.
GARCIA, ANA; FONTES, V.; BONENTE, B. A. I. M.. Participação em banca de João Paulo de Oliveira Moreira. O capital-imperialismo brasileiro: a atuação do BNDES na Pan-Amazônia e as lutas de classes (2003-2014). 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

2.
GARCIA, ANA; FONTES, V.; D'agostini, A.; MARCASSA, L. P.; SILVA, M. M.; VENDRAMINI, C. R.. Participação em banca de Joana D'arc Vaz. A educação a serviço do capital-imperialismo nas relações de cooperação sul-sul (Brasil-Moçambique) - 2003-2015. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
GARCIA, A. S.; TORRES FILHO, E. T.; FIORI, J. L.. Participação em banca de Hélio Farias. Geopolítica e finança na estratégia brasileira de inserção internacional: as relações Brasil-África no início do século XXI. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Economia Política Internacional) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Qualificações de Mestrado
1.
VIEIRA, F. B.; GUIBAUDI, J.; GARCIA, ANA. Participação em banca de Aline Priscila Craveiro Cardoso. O setor da exploração e exploração (E&P) do petróleo no Rio de Janeiro durante os governos Lula: locomotiva econômica e disputa de hegemonia política. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
GARCIA, A. S.; FERNANDES, LUIS; Kato, K. M.; GONCALVES, B. F.; HOFFMANN, A. R.. Participação em banca de Bruna Figueiredo Gonçalves. O papel do Estado brasileiro e das iniciativas de Governança Global sobre Land Grabbing no Brasil. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

3.
PEREIRA, J. M. M.; VIEIRA, F. B.; ALENTEJANO, P. R. R.; GARCIA, A. S.. Participação em banca de Soniamara Maranho. A privatização do setor elétrico brasileiro e o papel do Estado (1995-2002). 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe) - UNESP - São João da Boa Vista.

4.
GARCIA, A. S.; COELHO, J. C.; OURIQUES, N. D.; VALENTE, M. A.. Participação em banca de Rafael Alexandre Moreira Mello. Subdesenvolvimento: um diálogo entre a teoria crítica neogramsciana e a teoria marxista da dependência a partir das categorias agente e estrutura. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

5.
GOMEZ, J. M.; BOCAYUNA, P. C.; GARCIA, A. S.. Participação em banca de Mariana Caetano Ramos Moreira. Rio, cidade aberta: a (re) produção do espaço urbano global subdesenvolvido via megaeventos. 2014.

6.
GARCIA, A. S.; GOMEZ, J. M.; BOCAYUNA, P. C.. Participação em banca de Sara Maria Costa Garay. A participação brasileira na expansão do agronegócio no Paraguai: uma análise das dinâmicas intra-regionais de desenvolvimento desigual. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

7.
GARCIA, A. S.; FERNANDES, L. M.. Participação em banca de Santina Raffaella Lucente. Por mais um punhado de dólares: como a desigualdade atual na União Européia se relaciona com as redefinições mundiais geradas pelo capital norte-americano. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

8.
GARCIA, A. S.; FONTES, V.; LEMOS, R. L. C. N. E.; CARCANHOLO, M.. Participação em banca de Rejane Carolina Hoeveler. Os capitalistas diante das crises: Um estudo das elites orgânicas transnacionais através da história da Comissão Trilateral (1973-2014). 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal Fluminense.

9.
PINHEIRO, L.; GARCIA, A. S.. Participação em banca de Thauan dos Santos. Integração Energética da América do Sul e o caso de Itaipu Binacional. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

10.
PEREIRA, L. C. B. F. V.; LESSA, M. L.; GARCIA, A. S.. Participação em banca de Paula Ribeiro da Cruz. Propriedade Intelectual e poder na economia política global: multilateralismo, regionalismo e ordem mundial na era do conhecimento. 2013.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GARCIA, A. S.; CAMPOS, P. H.. Participação em banca de Juliane Machado Puppin.O discurso brasileiro na cooperação Sul-sul para o desenvolvimento: o caso cabo-verdiano, 2003-2014. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

2.
GARCIA, A. S.; CAMPOS, P. H.. Participação em banca de Leonildes Nazar Chaves.O papel da lusofonia nas relações entre Brasil e Angola. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

3.
CAMPOS, P. H.; PEREIRA, J. M. M.; GARCIA, A. S.. Participação em banca de Camila dos Santos.A transnacionalização da Vale e a cooperação horizontal Brasil ? Moçambique, 2002 a 2012: traços de uma relação altruísta ou marcas da dependência?. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
GARCIA, A. S.; SOUZA, A. R. S.; ALBUQUERQUE, R. B.. Docente de Magistério Superior. 2017. Universidade Federal da Bahia.

2.
GARCIA, A. S.; EGLER, C. A. G.; SILVA, G. A.. Professor Adjunto. 2014. Universidade Federal do ABC.

3.
PEREIRA, J. M. M.; CORBO, A. D.; GARCIA, A. S.. Educação Profissional em Saúde no âmbito da Cooperação Internacional. 2014. Fundação Oswaldo Cruz.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
4. Seminário de Relações Internacionais ABRI.Workshop doutoral Economia Política Internacional. 2018. (Seminário).

2.
BRICS and alternatives.A Road to Development? The Nacala Corridor at the intersection between Brazilian and global investments. 2018. (Seminário).

3.
A revolução soviética: sete décadas que mudaram o mundo.A gênese e impactos da revolução de outubro. 2017. (Seminário).

4.
Democratic Marxism Seminar.BRICS, sub-imperialism and Africa. 2017. (Seminário).

5.
Economia Política do Desenvolvimento da China.A Internacionalização da Moeda Chinesa, Novo Banco de Desenvolvimento e a Estratégia BRICS. 2017. (Seminário).

6.
Seminário Especial do Programa de Pós-Graduação em Educação.Os BRICS e a cooperação Sul-Sul Brasil-Moçambique. 2017. (Seminário).

7.
Book launch: BRICS, an anti-capitalist critique.BRICS, an anti-capitalist critique. 2016. (Oficina).

8.
Semana Acadêmica de Relações Internacionais UFRRJ.Os acordos de proteção de investimento dos BRICS na África. 2016. (Seminário).

9.
Workshop BRICS.BRICS investment agreements in Africa. 2016. (Oficina).

10.
5 Encontro Nacional ABRI. Redefinindo a Diplomacia num mundo em transformação. Políticas públicas movidas por interesses privados? Uma análise da cooperação brasileira em Moçambique a partir do Corredor de Nacala. 2015. (Congresso).

11.
2º SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE POTÊNCIAS INTERMEDIÁRIAS.A história contada pela caça ou pelo caçador? Perspectivas sobre o Brasil em Angola e Moçambique. 2014. (Seminário).

12.
Aula Magna com prof. Paulo Esteves.A área de Relações Internacionais no Brasil: desenvolvimento e perspectivas. 2014. (Encontro).

13.
Cooperação brasileira em segurança alimentar e nutricional e agricultura : Relacoes entre Brasil e Africa agri.Relação público-privado na cooperação brasileira na África. 2014. (Seminário).

14.
Discutindo os BRICS pelas bases.Perspectivas críticas sobre os BRICS. 2014. (Seminário).

15.
Estado, Recursos Naturais e Conflitos: atores e dinâmicas. Relações político-empresariais entre Brasil e África: exportação de um modelo de desenvolvimento? ∗. 2014. (Congresso).

16.
Laboratório Inter-disciplinar de Estudos em Relações Internacionais.A história contada pela caça ou pelo caçador? Perspectivas do Brasil em Angola e Moçambique. 2014. (Seminário).

17.
Seminário Internacional Banco dos BRICS: projeto de monitoramento.Os BRICS e os projetos de infraestrutura. 2014. (Seminário).

18.
Transformações Recentes na Agricultura Internacional.Cooperação, Internacionalização e Financeirização da Agriculutra. 2014. (Seminário).

19.
V SIMPORI UERJ Regionalismos: oportunidades e desafios.A participação da sociedade civil nos processos de integração regional. 2014. (Seminário).

20.
Ciclo de Debates: A atual configuração do imperialismo.A atual configuração do imperialismo: palestra com o prof. Leo Pantich. 2013. (Encontro).

21.
III Semana de Defesa e Gestão Estratégica Internacional. A internacionalização de empresas brasileiras. 2013. (Congresso).

22.
Império Americano e a Crise Global do Capitalismo.Apresentação do trabalho de Leo Panitch. 2013. (Oficina).

23.
Mini-curso Processo de Internacionalização de empresas brasileiras.A internacionalização de empresas brasileiras na última década. 2013. (Oficina).

24.
O debate marxista sobre imperialismo.Debate com prof. Leo Panitch. 2013. (Seminário).

25.
O Império Diante da Crise: chances para uma nova ordem mundial?.Países emergentes e mudanças na ordem mundial - debate com prof. Leo Panitch. 2013. (Oficina).

26.
Teoria das Relações Internacionais.Marxismo e Relações Internacionais. 2013. (Outra).

27.
VIII Semana Acadêmica do CPDA.Projetos políticos de desenvolvimento rural e o papel do Brasil no contexto internacional: que desenvolvimento é esse?. 2013. (Seminário).

28.
VI Semana Acadêmica de História da UFPR África e Brasil, um mar de historias.A história contada pela caça ou pelo caçador? Perspectivas sobre o Brasil em Angola e Moçambique. 2013. (Seminário).

29.
Gramsci e as Relações Internacionais: hegemonia e contra-hegemonia na contemporaneiradadeane."Em terra de cego, quem tem um olho é rei": a introdução de Gramsci nas Relações Internacionais. 2012. (Seminário).

30.
Modelos de Desarrollo: Derechos Naturales y Derechos Humanos en Bolivia.A internacionalização de empresas brasileiras: consensos e conflitos. 2012. (Seminário).

31.
Políticas Públicas II.Políticas Públicas e Internacionalização de Empresas Brasileiras. 2012. (Outra).

32.
3 Encontro Nacional ABRI 2011. Políticas públicas e interesses privados: a internacionalização de empresas brasileiras e a atuação internacional do governo Lula. 2011. (Congresso).

33.
3 Encontro Nacional ABRI 2011. Teorias Criticas. 2011. (Congresso).

34.
3 Encontro Nacional ABRI 2011. Atores nao estatais locais e transnacionais. 2011. (Congresso).

35.
El marco juridico y la accion transnacional del sindicalismo vasco en la globalizacion.La expansion internacional de empresas brasilenas: consensos y conflictos. 2011. (Seminário).

36.
Gramsci Historico.A introducao de Gramsci nas Relacoes Internacionais: aspectos metodologicos. 2011. (Seminário).

37.
Semana de Relacoes Internacionais UFRRJ.Os Brics e a nova ordem internacional. 2011. (Seminário).

38.
Cumbre de los Pueblos - Enlazando Alternativas 4.Apresentacao no Tribunal Permanente dos Povos - Empresas multinacionais e os impactos sobre os povos. 2010. (Encontro).

39.
Diversidade e Desigualdade na Política Mundial. Social movements and ?people?s integration?: action and discursive practices of social movements towards regional integration processes. 2009. (Congresso).

40.
Diversidade e Desigualdade na Política Mundial. Política externa, identidade nacional e interesses privados: o papel das empresas transnacionais brasileiras na América do Sul. 2009. (Congresso).

41.
EU-Mercosur Interregional Cooperation.Civil society and inter-regional cooperation. 2008. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GARCIA, ANA; MAHNKOPF, B. ; KLAGSBRUNN, V. ; GAMA, Z. ; ZELIK, R. ; MESSNER, D. ; DUSSEL, E. . Seminário Internacional: Alternativas ao capitalismo mundial e a contribuição de Elmar Altvater. 2018. (Congresso).

2.
GARCIA, A. S.; NOGUEIRA, I. ; MARTINS, C. E. . Seminário Economia Política do Sistema-Mundo. 2018. (Congresso).

3.
GARCIA, ANA; FERNANDES, LUIS ; VIEIRA, F. B. ; SILVA, M. G. ; DEMIER, F. ; FERREIRA, M. ; FORTES, A. . Os cem anos da Revolução Russa. 2017. (Outro).

4.
GARCIA, A. S.; SERRANO, C. ; MARTINS, C. E. ; Fernandes, M. P. ; PEREIRA, J. M. M. ; OSORIO, L. F. ; SILVA, M. G. . Relações Internacionais e Marxismo. 2016. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Alexandre Souza. Investimentos chineses na América Latina. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Carolina Bernandes Leite. A Atuação do Banco de Desenvolvimento da China na África. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. (Orientador).

2.
Alberto Roger Farias da Silva. Por uma teoria crítica da cooperação brasileira: o caso do Prosavana. Início: 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Rodrigo Curty Pereira. A economia política das relações Sul-Sul: um estudo comparativo dos acordos de proteção de investimento dos países BRICS na África e América Latina. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Relações Internacionais) - Programa Interno de Bolsa de Iniciação Científica ? UFRRJ, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Yasmin Bitencourt Andrade da Silva. Os acordos de proteção de investimento dos BRICS com países africanos: um estudo comparativo. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Bruna Figueiredo Gonçalves. A governança global da terra: as iniciativas multilaterais para a regulação do fenômeno do landgrabbing. 2018. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

2.
Bruna Figueiredo Gonçalves. O papel do Estado brasileiro e das iniciativas de Governança Global sobre Land Grabbing no Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

3.
Santina Raffaella Lucente. Quem ganha e quem perde com a integração europeia?. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

4.
Sara Maria Costa Garay. O Novo Imperialismo e a Internacionalização da Economia Rural Paraguaia. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

5.
Mariana Caetano Ramos Moreira. Rio, Cidade Aberta: a Produção do Espaço Urbano Global Subdesenvolvido. 2013. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Thaiane Santos Monteiro. Hegemonia na ordem mundial: diferentes leituras a partir das teorias realista, liberal e crítica. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

2.
YASMIN BITENCOURT ANDRADE DA SILVA. A INTERNACIONALIZAÇÃO DO ESTADO INDIANO: UMA ANÁLISE DAS POLÍTICAS DE INVESTIMENTO EXTERNO DIREITO DA ÍNDIA NO CONTINENTE AFRICANO. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

3.
Danrley Gomes da Silveira. A modernização military chinesa e suas implicações para a balança de poder na região da Ásia-Pacífico, entre 1990-2015. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

4.
THAMIRIS BIANCA SILVEIRA DA ROCHA. DO INTERNACIONAL AO DOMÉSTICO: A INFLUÊNCIA DOS EUA SOBRE A EVOLUÇÃO DA LESGISLAÇÃO BRASILEIRA DE COMBATE ÀS DROGAS ILÍCITAS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

5.
CLARICE SARAIVA ANDRADE DOS SANTOS. JOGOS DE GUERRA SOB A ÓTICA CONSTRUTIVISTA: AS IDENTIDADES DOS ESTADOS UNIDOS ENQUANTO UM ESTADO SIMULADOR E SUAS REPRESENTAÇÕES SOBRE OS SIMULADOS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

6.
Ana Rachel Simões Fortes. OPERAÇÕES DE PAZ E O MECANISMO DE NEOLIBERALISMO DISCIPLINAR: O caso de Angola (1989-2002). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

7.
Bárbara Cristina Dias. Uma perspectiva africana das práticas laborais chinesas na África. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

8.
Rebeca de Paula Cipriano. O GÊNERO COMO CATEGORIA ANALÍTICA DA POLÍTICA INTERNACIONAL: DIFERENTES POSICIONAMENTOS NA CONFERÊNCIA DE PEQUIM. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

9.
Andressa Moreira Bonance dos Santos. África do Sul: o mais europeu dos africanos ou o mais africano dos europeus?. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

10.
Daniel Bastista Nascimento. O motor de crescimento chinês: uma análise liberal sobre o modelo de crescimento da China, 1970-2013. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

11.
Bruna Brandi Marques. O tráfico internacional de mulheres na União Européia. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

12.
Guilherme Demetri. O poder do indivíduo: uma análise da liderança de Nelson Mandela. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

13.
Marcelle Rodrigues Conceição. A cooperação Brasil-Bolívia nos oito anos de governo Lula: uma análise dos impactos da nacionalização do gás. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

14.
Alexandre de Souza. Diálogos e perspectivas entre desenvolvimento e política externa brasileira. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

15.
Bruna Figueiredo Gonçalves. A internacionalização da Embrapa. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

16.
Guilherme Demetri. O líder mundial e as relações internacionais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

17.
Alexandre de Souza. Diálogos e perspectivas entre a política externa brasileira e o desenvolvimentismo (2011-2014). 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

18.
Bruna Figueiredo Gonçalves. A internacionalização da Embrapa no âmbito da cooperação técnica Brasil-África. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

19.
Andressa Moreira Bonance dos Santos. África do Sul: o mais europeu dos africanos ou o mais africano dos europeus?. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

20.
Bruna Brandi Marques. Tráfico e exploração sexual de mulheres na União Européia: gênero e segurança internacional. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

21.
Marcelle Rodrigues Conceição. As relações Brasil-Bolívia no contencioso do gás e seus impactos na cooperação internacional. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

22.
Caroline Soares Mendes. O corolário da desregulamentação financeira frente à nova realidade dos mercados globais. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

23.
Mayara Louzada Alarcão Sobral. ?ACABOU A BATERIA?? O papel de fontes energéticas na hegemonia norte-americana. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

24.
Juliana Lemos Gonzáles. O PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS BRASILEIRAS E AS RELAÇÕES POLÍTICAS NA AMÉRICA DO SUL. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Potifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

25.
Patrick Moreira Mandel. A COOPERAÇÃO TÉCNICA BRASILEIRA JUNTO À ÁFRICA: O SOFT POWER BRASILEIRO NO GOVERNO LULA DA SILVA. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

26.
Paula Andrade Olivieri Soares. A capacidade de renovar: a cooperacao em inovacao com a china e a competitividade brasileira. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

27.
Rhenan Captivo. Analise das mudancas institucionais do BNDES durante o governo Lula e a internacionalizacao de empresas. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

Iniciação científica
1.
Rodrigo Curty Pereira. A interseção entre Relações Internacionais e o marxismo: aproximações para criação de um campo político-teórico nas RI no Brasil. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Programa Interno de Bolsa de Iniciação Científica ? UFRRJ, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.

2.
ALBERTO ROGER FARIAS DA SILVA. A COOPERAÇÃO BRASILEIRA PARA O DESENVOLVIMENTO INTERNACIONAL COM ANGOLA E MOÇAMBIQUE: ENTRE A SOLIDARIEDADE INTERNACIONAL E O PRAGMATISMO.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Programa Interno de Bolsa de Iniciação Científica ? UFRRJ. Orientador: Ana Elisa Saggioro Garcia.



Inovação



Projeto de extensão


Outras informações relevantes


Bolsa de pesquisa GSEP do governo canadense, estadia de 4 meses na York University, Canada.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 12:04:39