Eric Frederico da Costa Coelho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8687354220785896
  • Última atualização do currículo em 08/11/2018


Licenciado em Química pelo Instituto Federal do Maranhão - IFMA (2014), Especialista em Docência no Ensino Superior pelo Instituto de Ensino Superior - UNICE (2016) e Doutorando pela Rede Nordeste de Biotecnologia - RENORBIO. Possui experiência na áreas de Química, com ênfase em Ensino de Química, Química, Química Ambiental, Meio Ambiente e suas Tecnologias; Biotecnologia, com ênfase em biocombustíveis, bioprocessos, processos catalíticos, aplicações biológicas na industria; Microbiologia aplicada com ênfase em Ar, Purificação, Controle, Conservação e Meio Ambiente; e em Educação, com ênfase em Métodos de Aprendizagem, Ciência da Educação, Teorias da Aprendizagem, Teoria e Prática da Avaliação, Processos Éticos e Filosóficos, Didática geral e no Ensino Superior e Metodologia Cientifica. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Eric Frederico da Costa Coelho
Nome em citações bibliográficas
COELHO, E. F. C.


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em Doutorado em Biotecnologia - RENORBIO.
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
Título: BIOCATALISADORES OBTIDOS DE IMOBILIZAÇÃO ENZIMÁTICA EM BIOMASSA LIGNOCELULOSICA DE COCO BABAÇU (Attalea speciosa) PARA PRODUÇÃO DE BIODIESEL,
Orientador: Adeilton Pereira Maciel.
Grande área: Ciências Biológicas
2015 - 2016
Especialização em Docência no Ensino Superior. (Carga Horária: 360h).
UNICE ? Ensino Superior, UNICE ? ENSINO S, Brasil.
Título: EDUCAÇÃO PARA JOVENS E ADULTOS E O PRCESSO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA.
Orientador: Terezinha de Jesuz Afonso Tartuce.
2016 - 2016
Aperfeiçoamento em Química Analítica Estrumental. (Carga Horária: 240h).
Cursos AVANTE!, AVANTE!, Brasil.
Título: DETERMINAÇÃO DE CLORO ATIVO EM ALVEJANTE. Ano de finalização: 2016.
2009 - 2014
Graduação em QUIMICA.
Instituto Federal do Maranhão, IFMA, Brasil.
Título: DESINFECÇÃO DE CONDICIONADOR DE AR SPLIT: Desenvolvendo um protótipo de lâmpadas UV-C.
Orientador: Profa. Dra. Kiany Sirley Brandão Cavalcante.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA, FAPEMA, Brasil.




Formação Complementar


2011 - 2011
Pigmentos Cerâmicos. (Carga horária: 8h).
Instituto Federal Educ., Ciência e Tecnol. do MA, IFMA, Brasil.


Atuação Profissional



Colégio Estadual Presidente Humberto Castelo Branco, CEPHCC, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 35


Colégio Maria Gomes Matias, MAGMA, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20


Colégio Alvorecer, COLÉGIO ALVORECE, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Atuante como professor de Ciências e Coordenador pedagógicos.


P&O ? Projetos, Consultoria e Obras Ltda., P&O, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Formador/Palestrante
Outras informações
Formador na área de gestão escolar e práticas pedagógicas para os supervisores, gestores e professores das escolas municipais do estado do Maranhão.


Instituto de E. Superior Sinapses, SINAPSES, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor
Outras informações
Professor dos cursos de graduação, pós-graduação e capacitação profissional em diversas áreas com ênfase em Educação, Saúde e Meio Ambiente.


SESI - Escola Anna Adelaide Bello, SESI, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor EJA



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
ESTUDO DO USO DE BIOMASSA LIGNOCELULOSICA DE COCO BABAÇU PARA A OBTENÇÃO DE BIOCATALISADORES PARA PRODUÇÃO DE BIOCOMBUSTÍVEIS
Descrição: Biodiesel, combustível de fonte renovável considerado um substituto natural do óleo diesel, é definido segundo a Agência Nacional do Petróleo-ANP como um ?combustível composto de alquil ésteres de ácidos carboxílicos de cadeia longa, produzido a partir da transesterificação e/ou esterificação de matérias graxas, e gorduras de origem vegetal ou animal?. O principal método de obtenção do biodiesel é a transesterificação (ou alcoólise) utilizando principalmente álcoois (agentes acilantes) de cadeia curta na presença de um catalisador (homogêneo, heterogêneo ou enzimático) ocorrendo a conversão dos triglicerídeos em moléculas de ésteres de ácidos graxos com formação de glicerol como coproduto. As reações de transesterificação podem ser catalisadas por ácidos ou por álcalis. A despeito dos vários processos utilizados na obtenção deste combustível, a transesterificação alcalina de óleos vegetais em meio homogêneo é o modo de produção mais amplamente utilizado por apresentar algumas vantagens técnicas como elevadas taxas de conversão a custos moderadamente baixos quando comparada à catálise ácida, embora apresente alguns inconvenientes como a formação de sabão o que diminui em certa extensão o rendimento da reação, além de gerar uma maior quantidade de águas residuais. Os agentes acilantes mais utilizados em reações de transesterificação são o metanol e o etanol, muito embora, do ponto de vista industrial, o metanol, por ser barato e por apresentar maior reatividade quando comparado ao etanol, é o álcool mais utilizado para produção industrial de biodiesel. Contudo, o uso de etanol anidro, um agente acilante produzido em larga escala no Brasil a partir de uma fonte renovável (cana-de-açúcar) é considerado a escolha adequada em termos de produção e obtenção de um produto de maior qualidade em oposição ao biodiesel metílico. Nos últimos anos, a utilização da catálise heterogênea utilizando lipases imobilizadas em diversas matrizes. Sílica e alguns polímeros sintéticos tem sido objeto de vários estudos visando o seu aproveitamento no desenvolvimento de tecnologias ambientalmente seguras em relação aos processos químicos empregados para a produção de biodiesel em escala industrial. Devido ao elevado custo das matrizes de imobilização anteriormente mencionadas, novos suportes utilizando matérias-primas de baixo custo tem sido alvo de estudos. Nesse sentido, tais estudos destacam alguns biopolímeros como a quitosana e argilominerais, bem como o uso de biomassas fibrosas e lignocelulosicas quimicamente modificadas como endocarpo e epicarpo de babaçu. Portanto, com vistas a dar uma contribuição ao aproveitamento de matérias-primas encontradas em abundância no território Maranhense, este projeto de pesquisa tem como principal objetivo desenvolver novos biocatalisadores a base de biomassa lignocelulosicas de coco babaçu quimicamente modificadas que serão utilizados no desenvolvimento de processos enzimáticos mediados por lipases imobilizadas para a produção de biodiesel..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .

Integrantes: Eric Frederico da Costa Coelho - Integrante / Adeilton Pereira Maciel - Coordenador.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.
2011 - 2012
ESTUDO DA QUALIDADE DOS RECURSOS HÍDRICOS NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL ITAPIRACÓ, SÃO LUÍS, MA
Descrição: O aumento na geração de resíduos pelas diversas atividades humanas quer sejam agrícolas, industriais ou mesmo nas atividades cotidianas, tem levado a uma maior pressão sobre os recursos naturais, destacando-se os recursos hídricos. Este destaque deve-se ao fato de que, além de ser uma condição essencial à vida, a água de boa qualidade está diretamente ligada à sadia qualidade de vida das populações. A proteção de nascentes tem levado à criação de Áreas de Proteção Ambiental, buscando-se garantir a quantidade e qualidade deste recurso deste sua origem. Devido a isto, a APA Itapiracó foi criada na Ilha do Maranhão, estando localizada entre os municípios de São Luís e São José de Ribamar. O presente projeto tem como objetivo a avaliação dos recursos hídricos daquela APA, tomando por base a bacia hidrográfica como unidade de gestão, efetuando-se as análises da qualidade da água, e relacionando-se os resultados obtidos com as atividades econômicas desenvolvidas na área de drenagem de cada micro-bacia, nas características culturais da população envolvida, entre outros fatores a serem considerados ao longo da pesquisa. Assim, dentre os parâmetros físicos, serão determinados os sólidos totais (ST), Sólidos Dissolvidos (SD), condutividade, cor e turbidez. Os parâmetros químicos analisados serão: pH, nitrito (NO2-), nitrato (NO3-), nitrogênio amoniacal, sulfeto (S2-), Sulfato (SO42-), fósforo total, fósforo orgânico e oxigênio dissolvido (OD). Todas as determinações serão efetuadas de acordo com o Standard Methods for Water and Wastewater analization ou adaptados da literatura científica. Nesta etapa, pretende-se estabelecer as condições para a realização das análises citadas através do uso de kits de análise in loco, buscando-se procedimentos que permitam melhor tempo de resposta com garantia da validade dos resultados. Visando validar os resultados do projeto, os parâmetros determinados são comparados com os parâmetros exigidos pela diretriz da resolução N°397/05 do Con.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Eric Frederico da Costa Coelho - Integrante / Ozelito Possidonio de Amarante Jr - Coordenador.
Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2


Projetos de extensão


2015 - 2016
EDUCAÇÃO PARA JOVENS E ADULTOS E O PROCESSO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA
Descrição: O processo educacional é promovido a partir de uma constante interação institucional e social do individuo com o meio. Para tanto, é valido ressaltar a salutar vertente educacional que abrange a qualidade do ensino e da aprendizagem para a adequação do aluno em um processo educacional continuado. Processo este que tem origem em moldes familiares, passa por locações que formalizam a educação básica, se completa em instituições de ensino superior e por extensão inserção no mercado de trabalho. Nesse sentido, o referente artigo visa destacar a jornada do aluno jovem e adulto desde a educação básica até ingresso ao ensino superior, bem como o reflexo elucidativo dos obstáculos encontrados por esta classe ao longo da educação continuada..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) Doutorado: (1) .

Integrantes: Eric Frederico da Costa Coelho - Coordenador / Terezinha de Jesuz Afonso Tartuce - Integrante.


Projetos de desenvolvimento


2012 - 2014
Desinfecção de condicionador de ar split: desenvolvendo um protótipo de lâmpadas UV-C
Descrição: Partículas microbianas compõem um grupo de contaminantes do ar em ambientes climatizado. Dentre eles, podemos citar fungos, bactérias, esporos e vírus, que são possivelmente provenientes do ar externo, do sistema de climatização, de construções, mobiliário, carpete e, principalmente, de seus ocupantes (Kritski et al., 2000). Considerando a preocupação mundial com a Qualidade do Ar Interno (QAI) em ambientes climatizados e a ampla e crescente utilização de sistemas de ar condicionado no Brasil em função das condições climáticas, o Ministério da Saúde propôs através da portaria GM Nº 3.523/1998, que fossem determinados padrões de qualidade do ar em ambientes climatizados artificialmente, bem como o seu monitoramento (Cartaxo et al., 2007). A Resolução RE Nº 9/2003 da ANVISA, define orientação técnica sobre Qualidade do Ar Interior em ambientes climatizados artificialmente de uso público e coletivo, considerando o interesse sanitário na divulgação do assunto, bem como a preocupação com a saúde, segurança, bem-estar e conforto dos ocupantes dos ambientes climatizados (Brasil, 2003). Ainda que o ar interno proceda do ar exterior, alguns estudos realizados, tanto em nível internacional quanto nacional, revelaram a existência de contaminantes em proporções bem maiores no ambiente interno com sistemas de ar condicionado, que operarem com baixa troca de ar. Considera-se que a incorreta limpeza nos filtros e dutos de ar refrigerado propicia o desenvolvimento de fungos, vírus, ácaros, bactérias que podem levar os ocupantes de ambientes climatizados (Cartaxo et al., 2007). Dentre os métodos físicos de desinfecção, as radiações ultravioletas UVC tem-se destacado pelo seu efeito microbiocida. A desinfecção ocorre quando a radiação é utilizada com intensidade e tempo de exposição suficiente, encontrando aplicações diversas como na esterilização do ar (Lacey e Schirmer, 2008), e superfícies (Simões et al., 2007). As irradiações UVC, que corresponde ao comprimento de onda 254 nm.
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .

Integrantes: Eric Frederico da Costa Coelho - Coordenador / Kiany Sirley Brandão Cavalcante - Integrante / Jomar Sales Vasconcelos - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolv. Científico e Tecnológico - MA - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Biotecnologia Industrial.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Meio Ambiente e suas Tecnologias.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
COELHO, E. F. C.; NETO, J. J. G. C. . QUANTIFICAÇÃO DE ALGUNS DESCRITORES FÍSICO-QUÍMICOS: TEMPERATURA, pH, CONDUTIVIDADE, PO42-, NO2-, NO3-,NH4+, OXIGÊNIO DISSOLVIDO, S-, SO42-, Al(III) E Fe(III), NO ECOSSISTEMA AQUÁTICO DA LAGOA DO ANGELIM, SÃO LUIS, MA. In: VI Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte e Nordeste de Educação Tecnológica, 2011, Natal. QUANTIFICAÇÃO DE ALGUNS DESCRITORES FÍSICO-QUÍMICOS: TEMPERATURA, pH, CONDUTIVIDADE, PO42-, NO2-, NO3-,NH4+, OXIGÊNIO DISSOLVIDO, S-, SO42-, Al(III) E Fe(III), NO ECOSSISTEMA AQUÁTICO DA LAGOA DO ANGELIM, SÃO LUIS, MA, 2011.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
COELHO, E. F. C.; SOUSA, F. F. . Determinação de cloro em alvejantes por oxirredução: uma prática didática para o ensino de química analítica. In: XVI ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA, 2012, Salvador. Determinação de cloro em alvejantes por oxirredução: uma prática didática para o ensino de química analítica, 2012.

2.
COELHO, E. F. C.. Estudo da Qualidade dos Recursos Hídricos na Área de Proteção Ambiental Itapiracó, São Luís/ MA. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO, INOVAÇÃO E EXTENSÃO, 2011, São Luís. Estudo da Qualidade dos Recursos Hídricos na Área de Proteção Ambiental Itapiracó, São Luís/ MA, 2011.

Apresentações de Trabalho
1.
COELHO, E. F. C.. I Feira de Ciência e Tecnologia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
COELHO, E. F. C.; NETO, J. J. G. C. . QUANTIFICAÇÃO DE ALGUNS DESCRITORES FÍSICO-QUÍMICOS: TEMPERATURA, pH, CONDUTIVIDADE, PO42-, NO2-, NO3-,NH4+, OXIGÊNIO DISSOLVIDO, S-, SO42-, Al(III) E Fe(III), NO ECOSSISTEMA AQUÁTICO DA LAGOA DO ANGELIM, SÃO LUIS, MA. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
COELHO, E. F. C.; AMARANTE JR., O, P. . ESTUDO DA QUALIDADE DOS RECURSOS HÍDRICOS NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL ITAPIRACÓ, SÃO LUÍS, MA. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
COELHO, E. F. C.. APLICAÇÃO DE QUESTIONÁRIOS PARA A REALIZAÇÃO DE UMA ANÁLISE EDUCACIONAL- AMBIENTAL NA APA ITAPIRACÓ. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Patentes e registros



Patente

A Confirmação do status de um pedido de patentes poderá ser solicitada à Diretoria de Patentes (DIRPA) por meio de uma Certidão de atos relativos aos processos
1.
 CAVALCANTE, K. S. B. ; COELHO, E. F. C. ; BARRETO, G. M. C. ; VASCONCELOS, J. S. . Dispositivo Eletrônico Portátil para Desinfecção de Condicionadores de Ar. 2014, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR1020140236970, título: "Dispositivo Eletrônico Portátil para Desinfecção de Condicionadores de Ar" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 24/09/2014



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I SEMINÁRIO DE INOVAÇÃO E PESQUISA APLICADA - I SEMIP.I SEMINÁRIO DE INOVAÇÃO E PESQUISA APLICADA - I SEMIP. 2013. (Seminário).

2.
I FEIRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - PRFH.Apresentação de experimentos físico-químicos com utilização de materiais lúdicos. 2012. (Oficina).

3.
Seminário de Pesquisa, pos-graduação, inovação e extensão 2011.ESTUDO DA QUALIDADE DOS RECURSOS HÍDRICOS NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL ITAPIRACÓ, SÃO LUÍS, MA. 2012. (Seminário).

4.
X SIMPÓSIO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO QUÍMICA.DIFICULDADES NO ENSINO DA QUÍMICA PARA ALUNOS DO 2º ANO DO ENSINO MÉDIO NO MUNICÍPIO DE CAXIAS. 2012. (Simpósio).

5.
XVI ENCONTRO NACIONAL DE ENSINO DE QUÍMICA.Determinação de cloro em alvejantes por oxirredução: uma prática didática para o ensino de química analítica. 2012. (Encontro).

6.
VI CONGRESSO DE PESQUISA E INOVAÇÃO DA REDE NORTE E NORDESTE DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA - VI CONNRNPI. QUANTIFICAÇÃO DE ALGUNS DESCRITORES FÍSICO-QUÍMICOS: TEMPERATURA, pH, CONDUTIVIDADE, PO42-, NO2-, NO3-,NH4+, OXIGÊNIO DISSOLVIDO, S-, SO42-, Al(III) E Fe(III), NO ECOSSISTEMA AQUÁTICO DA LAGOA DO ANGELIM, SÃO LUIS, MA. 2011. (Congresso).

7.
I semana de quimica no IFMA.Bingo quimico. 2010. (Outra).

8.
Seminário de pesquisa, Pós-graduação, Inovação e Extensão do instituto Federal do Maranhão - SEPIE.APLICAÇÃO DE QUESTIONÁRIOS PARA A REALIZAÇÃO DE UMA ANÁLISE EDUCACIONAL- AMBIENTAL NA APA ITAPIRACÓ. 2010. (Seminário).



Inovação



Patente
1.
 CAVALCANTE, K. S. B. ; COELHO, E. F. C. ; BARRETO, G. M. C. ; VASCONCELOS, J. S. . Dispositivo Eletrônico Portátil para Desinfecção de Condicionadores de Ar. 2014, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR1020140236970, título: "Dispositivo Eletrônico Portátil para Desinfecção de Condicionadores de Ar" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 24/09/2014


Projetos de pesquisa

Projeto de desenvolvimento tecnológico


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
COELHO, E. F. C.. I Feira de Ciência e Tecnologia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/02/2019 às 2:40:12