Neriane Hijano

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5965818622359016
  • Última atualização do currículo em 16/10/2018


Formada em Engenharia Agronômica (2014) pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar - CCA), com Graduação Sanduíche, na Itália (Bolonha), pelo programa Ciência Sem Fronteiras - CAPES. Realizou estágio e foi coordenadora do Grupo de Estudo de Ciência Agrárias (GECA). Realizou estágio nas empresas G.Z. Srl (Itália) e BASF S.A. Mestre em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP - FCAV). Atualmente é doutoranda pelo programa de Produção Vegetal na UNESP - FCAV. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Matologia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Neriane Hijano
Nome em citações bibliográficas
HIJANO, N.;HIJANO, NERIANE

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal.
Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal
Vila Industrial
14884900 - Jaboticabal, SP - Brasil
Telefone: (19) 35432600
Fax: (19) 35432602
URL da Homepage: http://www.fcav.unesp.br/


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Agronomia (Producao Vegetal).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Orientador: Pedro Luis da Costa Aguiar Alves.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2014 - 2016
Mestrado em Agronomia - Produção Vegetal.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: INTERFERÊNCIA DE CAPIM-CAMALOTE EM CANA-DE-AÇÚCAR E SELETIVIDADE DE INDAZIFLAM E INDAZIFLAM + METRIBUZIN APLICADOS EM CANA-DE-AÇÚCAR NO SISTEMA MPB,Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Pedro Luis da Costa Aguiar Alves.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2009 - 2014
Graduação em Engenharia agronômica.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Título: Curvas dose-resposta com o uso dos herbicidas mesotrione e atrazina em espécies da família Convolvulaceae.
Orientador: Patricia Andrea Monquero.
2012 - 2013
Graduação em Scienza e Tecnologia Agraria.
Università di Bologna, UNIBO, Itália.
com período sanduíche em Università di Bologna (Orientador: --).
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.




Formação Complementar


2011 - 2011
Curso de Citricultura. (Carga horária: 26h).
Fundo de Defesa da Citricultura, FUNDECITRUS, Brasil.
2011 - 2011
Operação e Manutenção de Tratores. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2010 - 2010
Controle de formigas-cortadeiras através de produt. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2009 - 2009
Armazenagem e secagem de produtos da agroindústria. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.


Atuação Profissional



BASF S/A - Santo Antônio de Posse, BASF S/A, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


G.Z. Srl, G.Z. SRL, Itália.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Estagiária, Enquadramento Funcional: Estagiária


Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2014
Vínculo: Aluno, Enquadramento Funcional: Aluno/Bolsista, Carga horária: 40


Grupo de Estudos em Ciências Agrárias/UFSCar, GECA, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiário e ex-coordenador
Outras informações
O GECA tem como finalidade promover atividades de pesquisa, ensino e extensão na área de ciências agrárias, sendo que os principais projetos desenvolvidos pelo grupo se concentram na área de matologia, controle de plantas daninhas, herbicidas e seu comportamento no solo. O grupo possui diversos experimento vinculados a entidades de fomento a pesquisa (FAPESP e CNPq) além de empresas (através de laudos de eficácia agronômica). A função primordial do coordenador é viabilizar as atividades inerentes ao grupo, promover e contribuir com novas idéias para atividades acadêmicas, além de aspectos relacionados a organização.


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2011 - 2012
SELETIVIDADE DE HERBICIDAS PARA O MANEJO DE PLANTAS DANINHAS EM ALFAFA
Descrição: As atividades de pesquisa desenvolvidas irão definir o posicionamento técnico de herbicidas aplicados em pré-emergência, pós-emergência quanto aos aspectos de fitotoxidez à cultura da alfafa e o efeito residual de herbicidas aplicados em cultivos anteriores à sucessão da alfafa. No experimento com herbicidas pré-emergentes o delineamento experimental será inteiramente casualizado, com quatro repetições, em esquema fatorial 4 x 4 x 2, sendo quatro herbicidas para uso em pré-emergência (trifluralina, acetochlor, alachlor, metribuzin); quatro doses; e dois tipos de solo quanto a textura (solo argiloso e arenoso). No experimento com herbicidas pós-emergência, o delineamento experimental será inteiramente casualizado, com quatro repetições, em esquema fatorial 10 x 4 , sendo dez herbicidas para uso em pós-emergência, e quatro doses cada. No último experimento, serão utilizados herbicidas recomendados para as culturas de milho, soja e cana-de-açúcar e a alfafa será semeada em diferentes períodos após a aplicação dos herbicidas (15, 30, 60, 90 e 120 dias). Serão observados sintomas de fitotoxicidade, avaliados visualmente; altura das plantas do solo até o meristema apical; área foliar, analisado através de um medidor eletrônico de área foliar; e aos 42 DAS será determinada a biomassa seca da parte aérea e das raízes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Neriane Hijano - Coordenador / Patrícia Andrea Monquero - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
2010 - 2011
COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE R. exaltata E INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA EMERGÊNCIA DESTA ESPÉCIE
Descrição: O capim camalote (Rottboellia exaltata L.f) tem sido relatado como uma importante planta daninha, podendo causar prejuízos econômicos e dificuldades no manejo em diversas culturas agrícolas. Foi determinado o comportamento germinativo de R. exaltata, em diferentes profundidades de semeadura (0, 0,5, 1, 5, 10, 12, 15 e 20 cm), em solos com diferentes texturas e valores de pH. Também avaliou-se os efeitos de diferentes quantidades de palha de Mucuna aterrima, Canavalia ensiformis e Crotalaria spectabilis dispostas na superfície ou incorporadas no solo, sobre a emergência e biomassa da planta daninha. No solo arenoso, a maior emergência do capim camalote ocorreu aos 5,0 cm de profundidade. No solo argiloso o padrão de emergência foi semelhante, entretanto, observou-se uma redução mais acentuada na emergência com o aumento na profundidade de semeadura. Em relação ao pH, a maior taxa de germinação foi observada no solo com pH variando de 6,8 à 7,0, verificando-se menor germinação em solo não corrigido, com pH de 5,3. Os manejos de palha mais efetivos na supressão de R. exaltata foram 10 t ha-1 de palha de M. aterrima posicionada sobre o solo argiloso, 10 t ha-1 de C spectabilis incorporada ou posicionada sobre o solo argiloso e arenoso, respectivamente e 10 t ha-1 de C. ensiformis posicionada sobre o solo arenoso..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Neriane Hijano - Coordenador / Izabela Orzari - Integrante / Patrícia Andrea Monquero - Integrante / Victor Dallacosta - Integrante / Mario Eugenio Galvani Filho - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2010 - 2011
COMPORTAMENTO DE SAFLUFENACIL NO SOLO E CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS EM PÓS-EMERGÊNCIA
Descrição: O projeto de pesquisa teve como objetivos principais os seguintes pontos: avaliar a influência do pH na lixiviação de Saflufenacil (Heat) em Latossolo Vermelho Amarelo (textura média) e em solo Latossolo Vermelho Distrófico (textura argilosa), avaliar o efeito da estiagem no residual deste herbicida, estudar a lixiviação do herbicida por diferentes quantidades de palha de cana-de-açúcar (0, 5, 15 e 20 t ha-1) trabalhando com caldas com diferentes pHs e verificar a eficácia do herbicida quando aplicados em pós-emergência das plantas daninhas. A lixiviação de saflufenacil (0,10 g i.a ha-1) e diuron+ hexazinona (1170 + 330 g i.a. ha-1) foi avaliada sob simulação de chuva de 40 mm, em diferentes profundidades (5, 10, 15, 20, 25, 30, 35 e 40 cm) e pHs de um Latossolo Vermelho Distrófico (pH 5,2 e 6,0) e Latossolo Vermelho Amarelo (pH de 5,6). O herbicida saflufenacil aplicado em solo argiloso com pH de 6.0, apresentou na profundidade de 15 a 20 cm, efeito fitotóxico no bioindicador próximo a 90% e na profundidade de 20 a 25 cm de 79%. Quando o herbicida era aplicado no mesmo solo, mas antes da calagem (pH de 5,2), o efeito fitotóxico mais pronunciado (igual ou maior que 80%) ocorre até a profundidade de 10 a 15 cm. Em solo de textura média, como era de se esperar, a lixiviação ocorre de maneira mais pronunciada até a profundidade de 20 a 25 cm. No caso de diuron+hexazinone a lixiviação pode ser vista em solo argiloso, independente de pH até a faixa de 20 a 25 cm de profundidade, já em solo de textura média se estendeu até a faixa de 35-40 cm de profundidade. Para estudar o efeito residual do herbicida após períodos de seca, aplicou-se saflufenacil em um solo seco classificado como Latossolo Vermelho Distrófico (textura argilosa), e semeou-se a planta bioindicadora em diferentes períodos de seca após a aplicação do herbicida (0, 15, 30, 45, 60 e 90 dias). As avaliações de porcentagem de controle e biomassa foram feitas aos 21 dias após a semeadura do bioindicador. O sa.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Neriane Hijano - Integrante / Izabela Orzari - Integrante / Patrícia Andrea Monquero - Coordenador / Renan Sabbag - Integrante / Victor Dallacosta - Integrante / Mario Eugenio Galvani Filho - Integrante / Valquiria Krolikowski - Integrante.Financiador(es): BASF - Matriz São Paulo - Auxílio financeiro.
2009 - 2010
COMPORTAMENTO GERMINATIVO E CONTROLE DE ESPÉCIES DOS GÊNEROS Ipomoea E Merremia
Descrição: As espécies Ipomoea grandifolia, I. nil, I. quamoclit e Merremia aegyptia e M. cissoides tornaram-se importantes infestantes em diferentes culturas, causando problemas de competição e colheita. Estudos sobre a biologia destas plantas são importantes na obtenção de elementos para desenvolver técnicas adequadas de controle. O objetivo do trabalho foi determinar o comportamento germinativo destas espécies em diferentes condições de temperatura (15, 20, 25, 30 e 35 C), luz (presença e ausência), profundidade de semeadura (0; 0,5; 1; 5; 10; 12; 15 e 20 cm) em solos de diferentes texturas (argiloso, arenoso e médio) e verificar o efeito do glyphosate, quando em mistura com chlorimuron-ethyl, mesotrione e sulfentrazone e aplicado isoladamente nestas plantas daninhas. Usando o teste Tukey (5%) para as avaliações, os resultados evidenciaram que as espécies apresentaram máxima germinação na temperatura de 25 C, não diferindo das temperaturas de 20 a 35 C para I. grandifolia, 15 a 30 C para I. nil e 25 a 30 C para M. aegyptia. As espécies I. nil e M. aegyptia apresentaram maior germinação na ausência de luz. I. grandifolia não foi influenciada pela luz. Quanto à textura do solo conclui-se que I. grandifolia apresentou maior germinação a maiores profundidades no solo arenoso. As espécies de Ipomoea spp apresentaram germinação na superfície maior no solo argiloso. M. aegyptia germinou melhor na superfície do solo arenoso e em maiores profundidades no solo argiloso. M. cissoides obteve maior germinação em solo médio. No controle químico, os melhores produtos em 21 dias foram glyphosate+sulfentrazone, sulfentrazone e mesotrione para I. grandifolia; chlorimuron-ethyl, sulfentrazone e glyphosate+sulfentrazone para I. quamoclit; e sulfentrazone e glyphosate+sulfentrazone para M. aegyptia. Nenhum herbicida foi satisfatório para I. nil, contudo o chlorimuron-ethyl proporcionou maior controle. Nos tratamentos, o glyphosate teve o menor controle, mostrando a seletividade destas espécies..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Neriane Hijano - Integrante / Izabela Orzari - Coordenador / Patrícia Andrea Monquero - Integrante / Fabrícia Cristina Reis - Integrante / Renan Sabbag - Integrante / Andreia Cristina da Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Revisor de periódico


2017 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Herbicidas
2017 - Atual
Periódico: Planta Daninha


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Matologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2011
TOP CIÊNCIA BASF 2011 com o trabalho "Comportamento de saflufenacil no solo e controle de plantas daninhas em pós emergência", BASF.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ZANARDO, H. G.2018ZANARDO, H. G. ; MUNHOZ, W. S. ; HIJANO, N. ; CESARIN, A. E. ; MARTINS, P. F. R. B. ; GODOY, I. J. ; ALVES, P. L. C. A. . Herbicide Selectivity in Peanut Cultivars. Journal of Agricultural Science, v. 10, p. 447, 2018.

2.
BARROSO, A. A. M.2017BARROSO, A. A. M. ; HIJANO, N. ; ALVES, P. L. C. A. . Biologia das plantas daninhas resistentes ao glyphosate no Brasil. Cerrado Agrociências, v. 8, p. 75-87, 2017.

3.
HIJANO, N.2013 HIJANO, N.; MONQUERO, P.A. ; MUNHOZ, W.S. ; GUSMÃO, M.R. . Herbicide selectivity in alfalfa crops. Planta Daninha (Impresso), v. 31, p. 903-918, 2013.

4.
MONQUERO, PATRICIA ANDREA2012MONQUERO, PATRICIA ANDREA ; HIJANO, NERIANE ; ORZARI, IZABELA ; SABBAG, RENAN DOS SANTOS ; HIRATA, ANDRÉIA CRISTINA DA SILVA . Profundidade de semeadura, pH, textura e manejo da cobertura do solo na emergência de plântulas de Rottboellia exaltata. Semina. Ciências Agrárias (Impresso), v. 33, p. 2799-2812, 2012.

5.
MONQUEIRO, P.A.2012MONQUEIRO, P.A. ; SABBAG, R. ; ORZARI, I. ; HIJANO, N. ; GALVANI FILHO, M. ; DALLACOSTA, V. ; KROLIKOWSKI, V. ; HIRATA, A.C. SILVA . Lixiviação de saflufenacil e residual após períodos de seca. Planta Daninha (Impresso), v. 30, p. 415-423, 2012.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PERES, L. R. S. ; CARREGA, W. C. ; FRANCA, P. N. O. ; HIJANO, N. ; VICHE, R. F. L. ; ALVES, P. L. C. A. . SELETIVIDADE DO HERBICIDA METRIBUZIN APLICADO EM PRÉ-EMERGÊNCIA EM CULTIVARES DE AMENDOIM. In: XV Encontro sobre a cultura do Amendoim, 2018, Jaboticabal. XV Encontro sobre a cultura do Amendoim, 2018. v. 15.

2.
CARREGA, W. C. ; BARROSO, A. A. M. ; CESARIN, A. E. ; SANTOS, J. I. ; HIJANO, N. ; ALVES, P. L. C. A. . Resistência de Plantas Daninhas e o Avanço da Tecnologia. In: II Colóquio Internacional sobre Plantas Daninhas Resistentes a Herbicidas, 2015, Jaboticabal. Anais II Colóquio Internacional sobre Plantas Daninhas Resistentes a Herbicidas, 2015. v. 1.

3.
ZANARDO, H. G. ; CARREGA, W. C. ; CESARIN, A. E. ; HIJANO, N. ; BARROSO, A. A. M. ; ALVES, P. L. C. A. . Seletividade de herbicidas na cultura do amendoim. In: XII Encontro sobre a cultura do amendoim, 2015. XII Encontro sobre a cultura do amendoim. Jaboticabal - SP.

4.
MUNHOZ, W. S. ; MONQUERO, P. A. ; DALLACOSTA, V. ; HIJANO, N. ; ORZARI, I. . INFLUÊNCIA DA UMIDADE E TEMPERATURA NA PERSISTÊNCIA DE IMAZAQUIM E DICLOSULAM NO VERÃO. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012, Campo Grande. XXVIII CBCPD - Controle de Plantas Daninhas na era da Biotecnologia, 3 a 6 de setembro de 2012. Campo Grande, 2012. p. 62-67.

5.
MUNHOZ, W. S. ; MONQUERO, P. A. ; DALLACOSTA, V. ; HIJANO, N. ; ORZARI, I. . INFLUÊNCIA DA UMIDADE E TEMPERATURA NA PERSISTÊNCIA DE IMAZAQUIM E DICLOSULAM NO INVERNO. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012, Campo Grande. XXVIII CBCPD - Controle de Plantas Daninhas na era da Biotecnologia, 3 a 6 de setembro de 2012. Campo Grande, 2012. p. 68-72.

6.
ORZARI, I. ; MONQUERO, P. A. ; DALLACOSTA, V. ; HIJANO, N. ; MUNHOZ, W. S. . COMPETIÇÃO ENTRE PLANTAS DANINHAS E GIRASSOL. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012, Campo Grande. XXVIII CBCPD - Controle de Plantas Daninhas na era da Biotecnologia, 3 a 6 de setembro de 2012. Campo Grande, 2012. p. 62-67.

7.
HIJANO, N.; ORZARI, I. ; MUNHOZ, W. S. ; MONQUERO, P. A. . SELETIVIDADE DE HERBICIDAS APLICADOS EM CONDIÇÕES DE PÓS-EMERGÊNCIA DA CULTURA DA ALFAFA. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2012, Campo Grande, MS. XXVIII CBCPD - Controle de Plantas Daninhas na era da Biotecnologia, 3 a 6 de setembro de 2012. Campo Grande, 2012. p. 46-50.

8.
HIJANO, N.; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. ; GALVANI FILHO, M. E. ; MONQUERO, P. A. . INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA EMERGÊNCIA DE R. exaltata. In: XX Congresso ALAM (Associação Latino Americano de Malezas), 2011, Viña del Mar. Anais ALAM, 2011. v. 20. p. 513-518.

9.
HIJANO, N.; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. ; KROLIKOWSKI, V. ; MONQUERO, P. A. . INFLUÊNCIA DA PROFUNDIDADE E DO pH DO SOLO NA EMERGÊNCIA DE R. exaltata (capim-camalote). In: XX Congresso ALAM (Associação Latino Americano de Malezas), 2011, Vinã del Mar. Anais ALAM, 2011. v. 20. p. 86-94.

10.
SABBAG, R. ; ORZARI, I. ; HIJANO, N. ; MONQUERO, P. A. . LIXIVIAÇÃO DE SAFLUFENACIL EM SOLOS COM DIFERENTES VALORES DE pH. In: XX Congresso Latino Americano de Malezas, 2011, Vina del Mar. Anais do XX Congresso Latino Americano de Malezas. Vina del Mar, 2011. v. 20. p. 530-535.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LIMA, M. D. B. ; RODRIGUES, J. S. ; HIJANO, N. ; PERES, L. R. S. ; SANTOS, R. T. S. ; OLIVEIRA, T. S. ; ALVES, P. L. C. A. . USO DE FLUAZIFOP-P-BUTÍLICO COMO REGULADOR DE CRESCIMENTO DE GRAMA BATATAIS. In: XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018, Rio de Janeiro. XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018.

2.
PERES, L. R. S. ; CARREGA, W. C. ; RODRIGUES, J. S. ; SANTOS, R. T. S. ; ALVES, P. L. C. A. ; HIJANO, N. . SELETIVIDADE DO HERBICIDA DICLOSULAM APLICADO EM PRÉ EMERGÊNCIA EM TRÊS CULTIVARES DE AMENDOIM. In: XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018, Rio de Janeiro. XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018.

3.
HIJANO, N.; NEPOMUCENO, M. P. ; COLOMBO, W. L. ; GOMES, L. R. O. ; ALVES, P. L. C. A. . POTENCIAL ALELOPÁTICO DE CANA-DE-AÇÚCAR SOBRE O CRESCIMENTO DE COLEÓPTILOS DE TRIGO. In: XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018, Rio de Janeiro. XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018.

4.
HIJANO, N.; OLIVEIRA, S. C. ; MARTINS, P. F. R. B. ; ORZARI, I. ; BRAGA, I. M. R. F. ; ALVES, P. L. C. A. ; NEPOMUCENO, M. P. . INTERFERÊNCIA DE DENSIDADES DE CAPIM-CAMALOTE EM MUDAS PRÉ-BROTADAS DE CANA-DE-AÇÚCAR. In: XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018, Rio de Janeiro. XXXI Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas, 2018.

5.
BARBASSO, M. F. ; ORZARI, I. ; SANTOS, J. I. ; SILVA, B. V. R. ; HIJANO, N. ; BRAGA, A. F. ; ALVES, P. L. C. A. . Estudo sobre a convivência de caruru-de-mancha com a cultura da pimenta dedo-de-moça. In: XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016, Curitiba - PR. Anais do XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016. v. 1. p. 86-86.

6.
HIJANO, N.; NEPOMUCENO, M. P. ; CHAVES, A. R. C. S. ; CESARIN, A. E. ; BRAGA, I. M. R. F. ; PEREIRA, T. R. ; ALVES, P. L. C. A. . Interferência do capim-camalote no rebrote de cana-de-açúcar. In: XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016, Curitiba - PR. Anais do XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016. v. 1. p. 127-127.

7.
HIJANO, N.; CHAVES, A. R. C. S. ; NEPOMUCENO, M. P. ; ORZARI, I. ; MARTINS, P. F. R. B. ; BRAGA, A. F. ; ALVES, P. L. C. A. . Interferência inter e intraespecífica entre capim-camalote e mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar. In: XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016, Curitiba - PR. Anais XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016. v. 1. p. 131-131.

8.
OLIVEIRA, S. C. ; HIJANO, N. ; SILVA, B. P. ; NEPOMUCENO, M. P. ; MARTINS, J. V. F. ; ALVES, P. L. C. A. . Efeitos da adubação nitrogenada sobre o período anterior à interferência de plantas daninhas em feijoeiro ?Carioca?. In: XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016, Curitiba - PR. Anais XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor, 2016. v. 1. p. 615-615.

9.
MUNHOZ, W. S. ; MONQUERO, P. A. ; HIJANO, N. ; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. . INFLUÊNCIA DA UMIDADE E TEMPERATURA NA PERSISTÊNCIA DE IMAZAQUIM E DICLOSULAM NO INVERNO. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2013, São Carlos. Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica. São Carlos, 2013.

10.
MUNHOZ, W. S. ; MONQUERO, P. A. ; HIJANO, N. ; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. . INFLUÊNCIA DA UMIDADE E TEMPERATURA NA PERSISTÊNCIA DE IMAZAQUIM E DICLOSULAM NO VERÃO. In: XX CIC UFSCar, 2013, São Carlos. Congresso de Iniciação Científica e Tecnológica. São Carlos, 2013.

11.
HIJANO, N.; MONQUERO, P. A. ; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. . COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE R. exaltata E INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA EMERGÊNCIA DESTA ESPÉCIE. In: XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar, 2011, São Carlos. Anais de Eventos da UFSCar. São Carlos, 2011. v. 7.

12.
HIJANO, N.; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. ; MONQUERO, P. A. . INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA EMERGÊNCIA DE R. exaltata. In: 19º Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP (SIICUSP), 2011, Piracicaba. Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP. Piracicaba, 2011. v. 19.

Artigos aceitos para publicação
1.
MOSSIN, C. B. ; HIJANO, N. ; NEPOMUCENO, M. P. ; CARVALHO, L. B. ; ALVES, P. L. C. A. . INTERFERENCE RELATIONSHIPS BETWEEN WEEDS AND SUGARCANE IN THE ?PLENE? SYSTEM. Planta Daninha, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
HIJANO, N.. Indaziflam control on Rottboelia cochinchinensis in sugarcane. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
HIJANO, N.. Períodos de interferência de capim-camalote em cana-de-açúcar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
HIJANO, N.; MONQUERO, P. A. ; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. . Comportamento germinativo de R. exaltata e influência de resíduos vegetais na emergência desta espécie. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
HIJANO, N.; MONQUERO, P. A. ; ORZARI, I. ; DALLACOSTA, V. . Influência de resíduos vegetais na emergência de R. exaltata. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Demais tipos de produção técnica
1.
HIJANO, N.; BACHA, A. L. ; CESARIN, A. E. ; RODRIGUES, J. S. ; FRANCA, P. N. O. ; SANTOS, R. T. S. ; MUNHOZ, W. S. ; ALVES, P. L. C. A. . XV Encontro Sobre a Cultura do Amendoim. 2018. (Editoração/Anais).

2.
CESARIN, A. E. ; BARROSO, A. A. M. ; HIJANO, N. ; SANTOS, J. I. ; CARREGA, W. C. ; ALVES, P. L. C. A. . II Colóquio internacional sobre plantas daninhas resistentes a herbicidas. 2015. (Editoração/Anais).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ALVES, P. L. C. A.; HIJANO, N.; PAULA, R. C.. Participação em banca de Marina Ramos Franco da Silveira.Simulação de deriva do etil-trinexapac em oito clones de eucalipto. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agronômica) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
BACHA, A. L.; HIJANO, N.; FRANCA, P. N. O.; MARTINS, P. F. R. B.; SANTOS, R. T. S.; ALVES, R. C.; OLIVEIRA, T. S.; CARREGA, W. C.; ALVES, P. L. C. A.; CHAVES, A. R. C. S.; BRAGA, A. F.; CESARIN, A. E.; AMARAL, C. L.; ORZARI, I.; RODRIGUES, J. S.; BARRETO, L. F.; NEPOMUCENO, M. P.. XV Encontro Sobre a Cultura do Amendoim. 2018. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

2.
HIJANO, N.; ALVES, P. L. C. A.; CARREGA, W. C.; BARRETO, L. F.; BACHA, A. L.; CHAVES, A. R. C. S.; BRAGA, A. F.; CESARIN, A. E.; BARROSO, A. A. M.; ORZARI, I.; SANTOS, J. I.; MARTINS, P. F. R. B.. Anais do XIV Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2017. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

3.
HIJANO, N.; SANTOS, J. I.; NEPOMUCENO, M. P.; MARTINS, P. F. R. B.; ALVES, P. L. C. A.; OLIVEIRA, T. S.; CARREGA, W. C.; BACHA, A. L.; CHAVES, A. R. C. S.; BRAGA, A. F.; CESARIN, A. E.; BARROSO, A. A. M.; SILVA, B. P.; BRAGA, I. M. R. F.; ORZARI, I.. Anais do XIII Encontro sobre a cultura do amendoim. 2016. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

4.
CESARIN, A. E.; BARROSO, A. A. M.; SANTOS, J. I.; CARVALHO, L. B.; NEPOMUCENO, M. P.; HIJANO, N.; MARTINS, P. F. R. B.; ALVES, P. L. C. A.. II Colóquio internacional sobre plantas daninhas resistentes a herbicidas. 2015. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

5.
CARREGA, W. C.; ORZARI, I.; SANTOS, J. I.; HIJANO, N.; NEPOMUCENO, M. P.; ALVES, P. L. C. A.; BACHA, A. L.; BRAGA, A. F.; CESARIN, A. E.; BARROSO, A. A. M.; PEREIIRA, F. C. M.. XII Encontro sobre a cultura do amendoim. 2015. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
8º Encontro de Produtores de Amendoim. 2017. (Outra).

2.
Workshop sobre aflatoxinas. 2017. (Simpósio).

3.
VII Simpósio de Manejo de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-Açúcar.Períodos de interferência de capim-camalote em cana-de-açúcar. 2016. (Simpósio).

4.
VII Simpósio de Manejo de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-Açúcar. 2016. (Simpósio).

5.
XIII Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2016. (Outra).

6.
XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor. Interferência inter e intraespecífica entre capim-camalote e mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar. 2016. (Congresso).

7.
XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas - Conhecimento e Tecnologia a Serviço do Agricultor. 2016. (Congresso).

8.
II Colóquio Internacional sobre Plantas Daninhas Resistentes a Herbicidas. 2015. (Congresso).

9.
VI Simpósio: Manejo de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-açúcar. 2015. (Simpósio).

10.
XII Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2015. (Encontro).

11.
Inova Jab - 1ª Feira de Inovação em Ciências Agrárias. 2014. (Feira).

12.
V Simpósio: Manejo de Plantas Daninhas na Cultura da Cana-de-Açúcar. 2014. (Simpósio).

13.
XI Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2014. (Encontro).

14.
I Simpósio Paulista de Manejo de Plantas Daninhas em Cana-de-de-Açúcar. 2013. (Simpósio).

15.
I Conferência Acadêmica da Cana-de-Açúcar da UFSCar. 2011. (Simpósio).

16.
III Workshop "Aplicações de Técnicas Eletromagnéticas para o Monitoramento Ambiental". 2011. (Simpósio).

17.
XII Dia do Limão Tahiti. 2011. (Encontro).

18.
XIX Congresso de Iniciação Científica da UFSCar (CIC). COMPORTAMENTO GERMINATIVO DE R. exaltata E INFLUÊNCIA DE RESÍDUOS VEGETAIS NA EMERGÊNCIA DESTA ESPÉCIE. 2011. (Congresso).

19.
XIX Simpósio Internacional de Iniciação Científica.Influência de resíduos vegetais na emergência de R. exaltata. 2011. (Simpósio).

20.
Ciclo de palestras sobre atualidades na produção de cana-de-açúcar. 2010. (Seminário).

21.
I Ciclo de Palestras do Programa de Pós-Graduação em Agricultura e Ambiente. 2010. (Seminário).

22.
III Dia de Campo do Milho e Soja. 2010. (Outra).

23.
II Jornada Acadêmica do CCA - Centro de Ciências Agrárias. 2010. (Seminário).

24.
XVIII Congresso de Iniciação Científica da UFSCar (CIC). COMPORTAMENTO GERMINATIVO E CONTROLE DE ESPÉCIES DOS GÊNEROS Ipomoea E Merremia. 2010. (Congresso).

25.
II Dia de Campo do Milho e Sorgo. 2009. (Outra).

26.
I Jornada Acadêmica do CCA - Centro de Ciências Agrárias. 2009. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BACHA, A. L. ; CESARIN, A. E. ; GODOY, I. J. ; RODRIGUES, J. S. ; HIJANO, N. ; FRANCA, P. N. O. ; SANTOS, R. T. S. ; CARREGA, W. C. ; ALVES, P. L. C. A. ; MICHELOTTO, M. D. . XV Encontro Sobre a Cultura do Amendoim. 2018. (Congresso).

2.
HIJANO, N.; CARREGA, W. C. ; CESARIN, A. E. ; BRAGA, A. F. ; SANTOS, J. I. ; MARTINS, P. F. R. B. ; BACHA, A. L. ; BARRETO, L. F. ; ALVES, P. L. C. A. . XIV Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2017. (Outro).

3.
ALVES, P. L. C. A. ; BARROSO, A. A. M. ; HIJANO, N. . II Colóquio Internacional sobre Plantas Daninhas Resistentes a Herbicidas. 2015. (Congresso).

4.
CARREGA, W. C. ; CESARIN, A. E. ; HIJANO, N. . XI Encontro sobre a Cultura do Amendoim. 2014. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos aceitos para publicação
1.
MOSSIN, C. B. ; HIJANO, N. ; NEPOMUCENO, M. P. ; CARVALHO, L. B. ; ALVES, P. L. C. A. . INTERFERENCE RELATIONSHIPS BETWEEN WEEDS AND SUGARCANE IN THE ?PLENE? SYSTEM. Planta Daninha, 2018.


Apresentações de Trabalho
1.
HIJANO, N.. Períodos de interferência de capim-camalote em cana-de-açúcar. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
HIJANO, N.. Indaziflam control on Rottboelia cochinchinensis in sugarcane. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BACHA, A. L. ; CESARIN, A. E. ; GODOY, I. J. ; RODRIGUES, J. S. ; HIJANO, N. ; FRANCA, P. N. O. ; SANTOS, R. T. S. ; CARREGA, W. C. ; ALVES, P. L. C. A. ; MICHELOTTO, M. D. . XV Encontro Sobre a Cultura do Amendoim. 2018. (Congresso).



Outras informações relevantes


Ex-coordenadora e estagiária do GECA (Grupo de Estudos em Ciências Agrárias) - UFSCar.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 21:00:11