Livia Maria Silva Moura

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5361302345798073
  • Última atualização do currículo em 12/01/2018


Possui graduação em Biomedicina pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (2012) em que atuou principalmente na área de Microbiologia com ênfase em virologia. Possui mestrado em bioinformática pela Universidade de São Paulo (2015) em que atuou na análise de dados genômicos e exômicos NGS com ênfase em reparo de DNA abordando assuntos como: mutações, polimorfismos e criação da interface web (varfinderhg) para análise de dados humanos NGS. Atualmente realiza o Doutorado em Bioinformática pela Universidade de São Paulo em que atua com análise de dados metagênomicos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Livia Maria Silva Moura
Nome em citações bibliográficas
MOURA, L. M. S.;MOURA, L.M.S.;MOURA, LIVIA MARIA SILVA;MOURA, LIVIA M. S.;Maria Silva Moura, Livia


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em Bioinformática.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Orientador: João Carlos Setubal.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2013 - 2015
Mestrado em Bioinformática.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Busca de variantes em sequência de DNA proveniente de pacientes com deficiência em processos de reparo do genoma,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Carlos Frederico Martins Menck.
Coorientador: Pedro Alexandre Favoretto Galante.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2008 - 2012
Graduação em Biomedicina.
Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.
Título: Análise do gene NSP4 e modelagem molecular das estruturas da proteína NSP4 em amostras representativas de rotavírus circulantes na região do Triângulo Mineiro-MG.
Orientador: André Luiz da Silva Domingues.
2003 interrompida
Curso técnico/profissionalizante interrompido em 2005.
Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá - UNESP, CTIG - UNESP, Brasil.
Ano de interrupção: 2005




Formação Complementar


2017 - 2017
Montagem e Anotação de Genomas. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
2014 - 2014
Análise de dados de microarranjos de DNA e sequena. (Carga horária: 40h).
Ontario Institute for Cancer Research, OICR, Canadá.
2013 - 2013
Ferramentas aplicadas às análises transcriptômicas. (Carga horária: 80h).
Laboratório Nacional de Computação Científica, LNCC, Brasil.
2012 - 2012
Cursode Verão em Bioinformática - IME USP. (Carga horária: 40h).
Associação Brasileira de Bioinformática e Biologia Computacional, AB3C, Brasil.
2011 - 2011
III Curso de Bioinformática: Algoritmos e técnicas. (Carga horária: 40h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2011 - 2011
III Curso Introdutório à Liga de BioMolecular. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.
2011 - 2011
Perl course. (Carga horária: 30h).
Centro de Excelência em Bioinformática - Fiocruz - Minas, CEBIO - FIOCRUZ, Brasil.
2011 - 2011
Estágio. (Carga horária: 160h).
Centro de Excelência em Bioinformática - Fiocruz - Minas, CEBIO - FIOCRUZ, Brasil.
2011 - 2011
Liga de Estudos em Biologia Molecular. (Carga horária: 240h).
Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.
2010 - 2010
Proteômica: Tecnologias e Aplicações. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.
2010 - 2010
Curso Introdutório à Liga de Análises Clínicas. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.
2009 - 2009
I Curso Introdutório de Práticas Biomédicas. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Interunidades em Bioinformática, .


Universidade Federal do Triângulo Mineiro, UFTM, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista-Iniciação científica, Enquadramento Funcional: Estágiario, Carga horária: 10



Linhas de pesquisa


1.
Bioinformática
2.
Polimorfimos
3.
Genômica
4.
Metagenômica


Projetos de pesquisa


2011 - 2012
ANÁLISE DO GENE NSP4 E MODELAGEM MOLECULAR DAS ESTRUTURAS DA PROTEÍNA NSP4 EM AMOSTRAS REPRESENTATIVAS DE ROTAVÍRUS CIRCULANTES NA REGIÃO DO TRIÂNGULO MINEIRO-MG
Descrição: Os RV são responsáveis por altas taxas de morbidade, tanto em países desenvolvidos, quanto nos em desenvolvimento, independentemente dos padrões socioeconômicos, tanto que se estima que aos cinco anos de idade, toda criança teve ao menos um episódio de diarréia por rotavírus (Parashar et al., 2003; Kapikian, Hoshino & Chanock, 2001); este fato sugere que a incidência da infecção não pode ser diminuída apenas com suprimento de água tratada, saneamento básico e medidas de higiene, como acontece para outros agentes de gastroenterites, mas sim, com o uso de uma vacina efetiva (Bishop, 1993; Linhares, 1997). No Brasil, em março de 2006, o Ministério da Saúde incluiu uma vacina para RV no Calendário Nacional de vacinação (Linhares et al., 2006; Bernstein, 2006). Estudos sobre a caracterização molecular dos RV são essenciais para monitorar a circulação e o predomínio dos genotipos, a emergência de novas combinações G/P através do tempo, e sua associação com as características clínico-epidemiológicas, contribuindo ao entendimento sobre a história natural dos rotavírus e os aspectos envolvidos em sua diversidade. A proteína não-estrutural NSP4 é uma proteína de multidomínios e multifuncional e é reconhecida como a primeira enterotoxina codificada pelo vírus. Ela é codificada pelo 10º segmento genômico dos rotavírus; na replicação viral, ela serve como um receptor intracelular na membrana do retículo endoplasmático para as partículas e interage com as proteínas do capsídeo viral. Além disso, propõe-se que NSP4 tenha também um importante papel na patogênese da infecção, atuando como uma enterotoxina viral, possivelmente um dos mecanismos pelo qual a diarréia é causada. Esta atividade foi mapeada entre os aminoácidos 114 e 135 da proteína, e em alguns estudos, cogita-se que variações antigênicas nesta região possam estar associadas mudanças em relação à atividade toxigênica e à virulência dos rotavírus; e que anticorpos contra NSP4 poderiam diminuir a freqüência e a gravidade.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Livia Maria Silva Moura - Integrante / Ana Carolina Bernardes Dulgheroff - Integrante / Andre Luiz da Silva Domingues - Coordenador.
2010 - 2011
CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR DE ROTAVÍRUS ASSOCIADOS À DIARRÉIA INFANTIL NO TRIÂNGULO MINEIRO-MG, NO ANO 2010.
Descrição: O rotavírus é o principal agente etiológico da diarréia infecciosa infantil, uma das principais causas de morbidade e mortalidade em países em desenvolvimento. Estima-se que ocorram 111 milhões de casos de diarréia por rotavírus anualmente no mundo, bem como 25 milhões de procuras médicas, dois milhões de hospitalizações e 440 mil mortes em crianças com até cinco anos (1-3). Este vírus é transmitido pela via fecal-oral e se replica nos enterócitos do intestino delgado, apresentando sintomas como a diarréia, o vômito e a febre (1 e 4). Os rotavírus pertencem à família Reoviridae, apresentam um capsídeo de três camadas não envelopado e o genoma viral é constituído de 11 segmentos de RNA de fita dupla que codificam proteínas estruturais (VP1 a VP4, VP6 e VP7) e proteínas não-estruturais (NSP1 a NSP6). Através da proteína VP6 da camada intermediária do capsídeo os rotavírus são classificados em sete grupos, designados de A-G. Os grupos A. B e C foram identificados em humanos e outros vertebrados, sendo o primeiro considerado o principal responsável pelas gastroenterites agudas graves em crianças, enquanto os demais foram identificados somente em animais (1,4-6). A camada externa do capsídeo dos rotavírus do grupo A consiste das proteínas VP7, uma glicoproteína (G) e VP4, uma proteína sensível à protease (P); ambas são antígenos com propriedades neutralizantes e imunologicamente independentes (4). Assim, têm-se identificado pelo menos 10 tipos G e 11 tipos P em rotavírus humanos. Estudos de epidemiologia molecular sobre os rotavírus mostram a circulação de vírus com diferentes combinações de G e P, tais como G1P[8], G2P[4], G3P[8], G4P[8] ou G9P[8], que são os mais prevalentes em todo o mundo (5 e 6). No Brasil, em março de 2006, uma vacina contra Rotavírus, composta por uma cepa monovalente (G1P[8]), foi introduzida pelo Ministério da Saúde no Programa Nacional de Imunizações (7). Para avaliar a adequação e a eficiência da vacina, é necessária a realização de.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Livia Maria Silva Moura - Integrante / Ana Carolina Bernardes Dulgheroff - Integrante / Andre Luiz da Silva Domingues - Coordenador.Financiador(es): Universidade Federal do Triângulo Mineiro - Cooperação / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Bioinformática.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Biologia e Fisiologia dos Microorganismos/Especialidade: Virologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MUNFORD, V.2017MUNFORD, V. ; CASTRO, L.P. ; SOUTO, R. ; LERNER, L.K. ; VILAR, J. B. ; QUAYLE, C. ; ASIF, H. ; SCHUCH, A.P. ; DE SOUZA, T.A. ; IENNE, S. ; ALVES, F.I.A. ; MOURA, L.M.S. ; GALANTE, P.A.F. ; CAMARGO, A.A. ; LIBOREDO, R. ; PENA, S.D.J. ; SARASIN, A. ; CHAIBUB, S.C. ; MENCK, C.F.M. . A genetic cluster of patients with variant xeroderma pigmentosum with two different founder mutations. BRITISH JOURNAL OF DERMATOLOGY, v. 176, p. 1270-1278, 2017.

2.
LEMOS, LEANDRO N.2017LEMOS, LEANDRO N. ; PEREIRA, ROBERTA V. ; QUAGGIO, RONALDO B. ; MARTINS, LAYLA F. ; MOURA, LIVIA M. S. ; DA SILVA, AMANDA R. ; ANTUNES, LUCIANA P. ; DA SILVA, ALINE M. ; SETUBAL, JOÃO C. . Genome-Centric Analysis of a Thermophilic and Cellulolytic Bacterial Consortium Derived from Composting. Frontiers in Microbiology, v. 8, p. 644, 2017.

3.
ANTUNES, LUCIANA PRINCIPAL2016ANTUNES, LUCIANA PRINCIPAL ; MARTINS, LAYLA FARAGE ; PEREIRA, ROBERTA VERCIANO ; THOMAS, ANDREW MALTEZ ; BARBOSA, DEIBS ; LEMOS, LEANDRO NASCIMENTO ; SILVA, GIANLUCA MAJOR MACHADO ; MOURA, LIVIA MARIA SILVA ; EPAMINO, GEORGE WILLIAN CONDOMITTI ; DIGIAMPIETRI, LUCIANO ANTONIO ; LOMBARDI, KAREN CRISTINA ; RAMOS, PATRICIA LOCOSQUE ; QUAGGIO, RONALDO BENTO ; DE OLIVEIRA, JULIO CEZAR FRANCO ; PASCON, RENATA CASTIGLIONI ; CRUZ, JOÃO BATISTA DA ; DA SILVA, ALINE MARIA ; SETUBAL, JOÃO CARLOS . Microbial community structure and dynamics in thermophilic composting viewed through metagenomics and metatranscriptomics. Scientific Reports, v. 6, p. 38915, 2016.

4.
DULGHEROFF, A.C.B.2012 DULGHEROFF, A.C.B. ; FIGUEIREDO, E.F. ; MOREIRA, L.P. ; MOREIRA, K.C. ; MOURA, L. M. S. ; GOUVÊA, V.S. ; DOMINGUES, A.L.S. . Distribution of rotavirus genotypes after vaccine introduction in the Triângulo Mineiro region of Brazil: 4-Year follow-up study. Journal of Clinical Virology, v. 55, p. 67-71, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
Maltez Thomas, Andrew ; Prata Lima, Felipe ; Maria Silva Moura, Livia ; Maria da Silva, Aline ; Dias-Neto, Emmanuel ; SETUBAL, JOÃO C. . Comparative Metagenomics. Methods in Molecular Biology. 978ed.: Springer New York, 2018, v. 1704, p. 243-260.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
DULGHEROFF, A. C. B. ; FIGUEIREDO, F. E. ; MOURA, L.M.S. ; BUENO, L. M. T. ; SILVA, G. A. V. ; GOUVÊA, V.S. ; NAVECA, F. G. ; DOMINGUES, A. L. S. . Genetic diversity of rotavirus NSP4 gene in Triângulo Mineiro region, Brazil, from 2005 to 2011.. In: XXIII National Meeting of Virology & VII Mercosul Meeting of Virology, 2012, Foz do Iguaçu. VIRUS Reviews and Research / Journal of the Brazilian Society for Virology / Annals of XXIII National Meeting of Virology & VII Mercosul Meeting of Virology, 2012. v. 17. p. 165-166.

2.
FIGUEIREDO, F. E. ; DULGHEROFF, A. C. B. ; MOURA, L.M.S. ; DOMINGUES, A. L. S. . Norovírus, Adenovírus and Astrovírus associated to infantile diarrhea at the Triangulo Mineiro region, MG, Brazil.. In: XXII National Meeting of Virology & VI Mercosul Meeting of Virology, 2011, Atibaia. . VIRUS Reviews and Research - Journal of the Brazilian Society for Virology. F.R.Spilki: Belo Horizonte-MG, 2011. v. 16. p. 168-168.

3.
FIGUEIREDO, F. E. ; MOURA, L. M. S. ; VILELA, E.F. ; ALVES, M. S. ; PEREIRA, W. A. B. ; BITTAR, J. F. F. ; SARMENTO, R. R. ; DULGHEROFF, A. C. B. ; GOUVEA, V. ; DOMINGUES, A. L. S. . Bovine Rotavirus Associated with Diarrhea in the Triângulo Mineiro Region. In: XXI Encontro Nacional de Virologia e V Encontro de Virologia do Mercosul, 2010, Gramado. Bovine Rotavirus Associated with Diarrhea in the Triângulo Mineiro Region, Minas Gerais, Brazil., 2010. v. 15. p. 170-170.

4.
DULGHEROFF, A. C. B. ; FIGUEIREDO, F. E. ; MOURA, L. M. S. ; MOREIRA, K.C. ; GOUVEA, V. ; DOMINGUES, A. L. S. . Rotavirus-associated diarrhea at Triângulo Mineiro-MG, Brazil, in 2009/2010 period.. In: XXI Encontro Nacional de Virologia e V Encontro de Virologia do Mercosul, 2010, Gramado. Rotavirus-associated diarrhea at Triângulo Mineiro-MG, Brazil, in 2009/2010 period., 2010. v. 15. p. 124-124.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Meeting of Reunion Gene Repair Labs (REGENERE).Identification of polymorphisms and mutations in the DNA sequence of patients deficient in DNA. 2014. (Encontro).

2.
ISCB LA/ X-meeting/ BSB/ SolBio. 2014. (Congresso).

3.
III Workshop de bioinformática.Identification of polymorphisms and mutations in the DNA sequence of patients deficient in DNA repair processes. 2013. (Oficina).

4.
MicroRNA e Cancer. 2013. (Simpósio).

5.
VIII Encontro Mineiro de Biomedicina - UFTM. 2011. (Encontro).

6.
VII Encontro Mineiro de Biomedicina - UFTM. 2010. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MOURA, L. M. S.. Curso de Verão em Bioinformática - USP. 2015. (Outro).



Outras informações relevantes


Desenvolvimento de uma plataforma web amigável e intuitiva para análise de dados humanos provenientes de plataformas de sequênciamento NGS - www.varfinderhg.com.br
Realização de Estágio de treinamento em Bioinformática no Centro de Excelência em Bioinformática (CEBio) da Fiocruz-Minas no período de 10 a 28 de janeiro de 2011.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/12/2018 às 6:38:33