Regina de Deus Lira Benevides

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3519082769652915
  • Última atualização do currículo em 18/01/2019


Doutoranda em Nutrição pela Universidade Federal de Pernambuco (2015- 2019). Mestrado em Bioquímica e Fisiologia pela Universidade Federal de Pernambuco (2013-2015). Graduação em Nutrição pela Universidade Federal de Pernambuco (2012). Tem experiência na área de Nutrição, Bioquímica e Fisiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Testosterona, Nutrição, Neurofisiologia, Nutrição experimental. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Regina de Deus Lira Benevides
Nome em citações bibliográficas
BENEVIDES, R. D. L.;BENEVIDES, REGINA DE DEUS LIRA;BENEVIDES, REGINA DE DEUS L.


Formação acadêmica/titulação


2015
Doutorado em andamento em Nutrição.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Interação entre o estado nutricional, a testosterona e o agente convulsivante pilocarpina: efeitos sobre a depressão alastrante cortical em ratos,
Orientador: Rubem Carlos Araújo Guedes.
2013 - 2015
Mestrado em Bioquímica e Fisiologia.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Efeitos dos hormônios androgênicos sobre o desenvolvimento neural: análise eletrofisiológica em ratos albinos,Ano de Obtenção: 2015.
Orientador: Rubem Carlos Araújo Guedes.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, FACEPE, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
2016
Especialização em andamento em Nutrição Esportiva. (Carga Horária: 420h).
Centro Universitário Internacional, UNINTER, Brasil.
2009 - 2012
Graduação em Nutrição.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.




Formação Complementar


2016
Docência na disciplina NUTRIÇÃO EXPERIMENTAL. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2016
Docência na disciplina Nutrição Aplicada à Educação Física e Desportos. (Carga horária: 45h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2016
Docência na disciplina NUTRIÇÃO NORMAL E DIETÉTICA. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2017 - 2017
VII CURSO DE BIOÉTICA E MANEJO DE ANIMAIS DE LABORATÓRIO. (Carga horária: 24h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2017 - 2017
I CURSO DE PROCEDIMENTOS EXPERIMENTAIS EM PEQUENOS ANIMAIS. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2016 - 2016
CURSO DE ESTEREOLOGIA E MICROSCOPIA QUANTITATIVA. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2016 - 2016
INGLÊS SEM FRONTEIRAS. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2014 - 2014
Estágio no Laboratório de Neurofisiologia e Neuroetologia Experimental.
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, FMRP- USP, Brasil.
2014 - 2014
ELETROFISIOLOGIA E MICROSCOPIA FUNCIONAL. (Carga horária: 150h).
Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento, SBNeC, Brasil.
2014 - 2014
INTERVENÇÕES NO PERÍODO PRÉ E PÓS-NATAL. (Carga horária: 150h).
Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento, SBNeC, Brasil.
2014 - 2014
TOEFL ITP.
Ministério da Educação, MEC, Brasil.
2013 - 2013
Personal Diet - Clínico e Domiciliar. (Carga horária: 72h).
NTR Cursos, NTR, Brasil.
2012 - 2012
Métodos não invasivos em neurociência cognitiva. (Carga horária: 3h).
Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FeSBE, Brasil.
2011 - 2012
Extensão universitária em INICIAÇÃO CIENTÍFICA. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2009 - 2011
Extensão universitária em Estágio Voluntário no Laboratório de Fisiologia da Nutrição Naíde Teodósio. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2009 - 2010
Extensão universitária em MONITORIA EM EMBRIOLOGIA.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Professor Convidado, Enquadramento Funcional: Estágio em docência
Outras informações
Disciplina ministrada: Nutrição Normal e Dietética - Graduação em Nutrição (4º período)


Hospital de Câncer de Pernambuco, HC/PE, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Estágio Curricular, Enquadramento Funcional: Estagiária


Vitarella, VITARELLA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Estágio Curricular, Enquadramento Funcional: Estagiária



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Atividade física voluntária materna e dieta hipoprotéica: efeito sobre a depressão alastrante cortical e o padrão neuro-glial de imuno-marcação
Descrição: Perturbações no ambiente intrauterino estão relacionadas com aparecimento de doenças metabólicas e alterações morfológicas, fisiológicas e/ou comportamentais. Desnutrição proteica materna ocasiona perturbações na estrutura e funcionalidade do sistema nervoso central (SNC), podendo repercutir negativamente no desenvolvimento do feto. A prática de atividade física no período perinatal provoca alterações que desencadeia adaptações estruturais e funcionais no SNC beneficiando a prole. O presente estudo tem como objetivo avaliar o efeito da dieta hipoproteica e da atividade física voluntária materna sobre a eletrofisiologia e morfologia encefálica. A hipótese do projeto é que a atividade física voluntária atua como mecanismo re-programador da desnutrição proteica materna atenuando os efeitos associados às alterações no SNC da prole. Ratas da linhagem Wistar (n=40) serão colocadas em gaiolas de atividade física voluntária (contendo cicloergômetro) que permite o registro da distância percorrida, tempo de atividade e gasto calórico. As ratas passarão por um período de adaptação (30 dias) e após esse período serão classificadas de acordo com o nível de atividade física diária em: Inativo (I, n=20) e Muito Ativo (MA, n=20). Um grupo controle (n=20) com peso e idade similar será acrescentado no estudo e serão alojadas em gaiolas padrão de biotério (sem rodas de corrida). Após detecção da prenhez, metade de cada grupo receberá dieta hipoproteica (8% proteína) e a outra metade normoproteica (17% proteína) durante a gestação, formando os grupos: Controle Normoproteico (CN, n=10), Controle Hipoproteico (CH, n=10), Inativo Normoproteico (IN, n=10), Inativo Hipoproteico (IH, n=10), Muito Ativo Normoproteico (MAN, n=10) e Muito Ativo Hipoproteico (MAH, n=10). Após o período de aleitamento, quando as mães atingirem a idade entre 160 a 170 dias de vida, e os filhotes idade entre 30-40 dias, sob anestesia serão submetidos ao registro eletrofisiológico da DAC, em 2 pontos da superfície cortical direita, por 4 horas. Serão comparadas as velocidades de propagação da DAC, calculadas com base no tempo gasto pelo fenômeno para percorrer a distância entre os 2 pontos de registro. Ao fim do registro, os animais serão perfundidos e os encéfalos, pós fixados e crioprotegidos, serão seccionados e submetidos à imunomarcação com anticorpos específicos, para posterior análise imunohistoquímica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Interação entre o estado nutricional, a testosterona e o agente convulsivante pilocarpina: efeitos sobre a depressão alastrante cortical em ratos

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rubem Carlos Araújo Guedes em 17/03/2016.
Descrição: A nutrição adequada é essencial para o desenvolvimento das estruturas e funções cerebrais. A desnutrição ainda é um problema marcante nos países em desenvolvimento, principalmente em crianças, embora a obesidade venha se tornando um problema de saúde pública com relevância crescente no Brasil. A deficiência de um ou mais nutrientes na alimentação diária exerce profundos efeitos na organização estrutural (histológica) e bioquímica nos processos de hiperplasia, hipertrofia, mielinização e organização das sinapses. O principal androgênio masculino, a testosterona, é um hormônio esteróide sintetizado a partir do colesterol nos testículos, nas glândulas adrenais e também no cérebro. Este esteróide sexual exerce profundos efeitos no desenvolvimento cerebral, diferenciação sexual, controle nervoso central da puberdade, resposta ao estresse e diversas funções no cérebro maduro, como cognição e memória. Considerando as possíveis ações neurais da testosterona, torna-se importante a caracterização dos seus efeitos fisiológicos sobre o cérebro desenvolvido, sendo objetivo do presente projeto o estudo de tais efeitos do ponto de vista neurofisiológico. Pretende-se, também investigar, em ratos adultos, se as ações da testosterona seriam modificadas pelo tratamento com pilocarpina e por manipulações precoces do estado nutricional dos animais (durante o aleitamento). Para isto, utilizaremos o modelo da ?depressão alastrante da atividade elétrica cortical?, ou simplesmente ?depressão alastrante cortical? (DAC). Serão utilizados 120 ratos Wistar, nutridos (n=60) ou desnutridos (n=60) no início da vida. A testosterona ou volume equivalente de solução veículo (grupos controle) serão administradas durante a idade adulta. O fenômeno da DAC será registrado na superfície cortical desses animais na idade adulta (90-120 dias). Dessa forma, este projeto constitui uma tentativa de integrar aspectos eletrofisiológicos com o estado nutricional,condição hormonal e de excitabilidade para uma melhor compreensão das possíveis alterações da testosterona sobre o funcionamento do sistema nervoso. Portanto, com este estudo, espera-se contribuir para os conhecimentos e elucidar controvérsias acerca dos efeitos da testosterona no sistema nervoso central..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
AÇÃO DA CAFEÍNA EM RATOS ALBINOS DURANTE O DESENVOLVIMENTO: EFEITOS SOBRE A DEPRESSÃO ALASTRANTE CORTICAL
Descrição: Os nutrientes fornecidos pelos alimentos são de extrema importância para a produção de energia, síntese orgânica e desenvolvimento cerebral. Alimentação inadequada pode ocasionar várias alterações permanentes na formação de estruturas celulares. (ALMEIDA et al., 2002; MORGANE et al., 1978, 1993) Os desequilíbrios de alguns nutrientes da dieta podem levar a alterações comportamentais. Observa-se na sociedade moderna o elevado consumo de cafeína (1,3,7-trimetilxantina) que por sua vez, pode influenciar os processos mentais e emocionais através dos receptores da adenosina A1 e A2 e dos receptores de dopamina D2. (AGUIAR, 2011) A cafeína é um estimulante que quando consumido em doses altas (acima de 40mg/Kg) pode provocar sintomas como insônia, irritabilidade e/ou cefaleia além de alterações nutricionais. Geralmente o consumo de cafeína está associado a ingestão deficiente de alguns nutrientes como a proteína. Em ratos, observa-se que a alteração comportamental e cerebral devido ao consumo de cafeína depende da dose consumida. (AGUIAR et al., 2011) As alterações nutricionais podem ser observadas através da atividade elétrica cortical cerebral pelo fenômeno da depressão alastrante cortical (DAC). Este fenômeno representa uma resposta do tecido cortical provocada por algum estímulo onde esta resposta se caracteriza pela redução da atividade elétrica espontânea que se propaga pelo córtex cerebral. (MAIA et al., 2009, LIMA et al., 2009; AGUIAR et al., 2011).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Regina de Deus Lira Benevides - Integrante / GUEDES, R.C.A - Coordenador / Camila Lima Chagas - Integrante.
2014 - 2016
Ação eletrofisiológica cerebral do glutamato monossódico em ratos em desenvolvimento: o papel da via de administração e do exercício físico sobre a depressão alastrante cortical
Descrição: Este projeto dá continuidade ao estudo da ação do glutamato monossódico (MSG) sobre o córtex cerebral, à luz da eletrofisiologia. Para isso, estudaremos o fenômeno eletrofisiológico conhecido como depressão alastrante cortical (DAC). Em trabalho anterior demonstrou-se que a aplicação sistêmica, via subcutânea, de MSG no início da vida facilita a DAC, e que o exercício físico retarda a propagação do fenômeno. Neste projeto, pretende-se comparar os efeitos da administração oro-gástrica (por gavagem), no período neonatal, com aqueles da aplicação sistêmica subcutânea. Pretende-se ainda, analisar a interação entre o MSG e o exercício físico, e seus efeitos sobre a DAC. Assim, haverá um grupo tratado com MSG e outro tratado com solução salina (animais controle). Em ambos os grupos, entre 36-57 dias de idade, metade dos animais se submeterá ao exercício físico em esteira e a outra parte permanecerá sedentária. Aos 58-65 dias de idade, os animais serão anestesiados e submetidos a cirurgia única para o registro da DAC.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
Oligossacarídeos do leite caprino e desenvolvimento eletrofisiológico e comportamental em ratos albinos: papel do ácido siálico
Descrição: O Ácido Siálico (Sia) compreende uma família de açúcares que possui papel muito importante no desenvolvimento do Sistema Nervoso (SN) e é encontrado em grandes quantidades em oligossacarídeos (OS) no leite humano. Fórmulas infantis possuem qualidade e quantidade de Sia inferior ao leite humano. Apesar de nenhuma fórmula única poder replicar a natureza dinâmica do Sia durante o curso da lactação, a qualidade da fonte do Sia disponível pode ser melhorada se o leite de cabra for utilizado em substituição ao leite de vaca, pois o primeiro possui um perfil de Sia mais comparável ao do leite humano. A utilização de subprodutos como o soro do leite pode ser uma alternativa mais econômica e viável para a obtenção de OS do leite de cabra. Como já foi exposto na literatura que o Sia no SN influencia a atividade cerebral, neste estudo, nós investigamos o efeito do tratamento com Ácido N-AcetilNeuramínico (Neu5Ac; forma de Sia predominante em humanos) ou com o soro do leite de cabra (GMS) sobre o fenômeno cerebral dependente da excitabilidade conhecido como a depressão alastrante cortical (DAC). Para isso, utilizamos ratos jovens amamentados em condições normais e desfavoráveis (respectivamente ninhadas com 9 e 15 filhotes; grupos L9 e L15). Dos 7 aos 14 dias de vida pós-natal, os animais receberam, por gavagem, 20 mg/kg/d de Neu5Ac ou aproximadamente 17,45 g de soro do leite de cabra em pó/Kg/d (quantidade suficiente para atingir 20mg de Neu5Ac/Kg/d). Aos 35-45 dias, sob anestesia com uretana+cloralose, registramos a DAC e analisamos velocidade de propagação. Em comparação com os controles naïve- e tratados com salina, os grupos tratados com Neu5Ac e GMS exibiram aumento da velocidade da DAC, independente da condição de lactação (p <0,05). A condição L15 resultou em durações e velocidades mais elevadas da DAC em comparação com a condição L9 em todos os grupos do estudo (p <0,05). Estes dados demonstram, pela primeira vez, um efeito facilitador, no cérebro do rato, do ácido N-acetilneuramínico exógeno sobre um fenômeno relacionado à excitabilidade que tem sido causalmente associado a importantes perturbações neurológicas, como a epilepsia. Além disso, uma fonte de ácido siálico, o soro de leite de cabra, teve um efeito semelhante sobre a DAC, possivelmente indicando uma boa absorção de ácido siálico contido em um subproduto caprino. Os dados confirmam a hipótese da ação do Neu5A na excitabilidade neuronal e avança a compreensão dos mecanismos pelos quais Neu5Ac pode influenciar propriedades eletrofisiológicas cerebrais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
NEUROECOLOGIA DE AVES MIGRATÓRIAS MARINHAS: Padrões Migratórios Contrastantes, Respostas Adaptativas e Mecanismos Neurais Subjacentes
Descrição: Trata-se de uma cooperação tripartite entre a UFPE, a UFPA e o IFPA, para desenvolver estudos comparativos da organização morfofisiológica do cérebro de aves marinhas migratórias e mamíferos (roedores e primatas), com destaque para a plasticidade glial. Nosso laboratório, na UFPE, estaria envolvido diretamente com o capítulo referente à plasticidade glial dos roedores, enquanto que os laboratórios parceiros da UFPA e IFPA ficariam responsáveis pelos capítulo das aves marinhas migratórias e dos primatas.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Influência dos Hormônios Androgênicos Sobre o Desenvolvimento Neural: Análise Eletrofisiológica

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rubem Carlos Araújo Guedes em 17/03/2016.
Descrição: O hormônio testosterona exerce um importante efeito sobre o desenvolvimento e funcionamento cerebral, incluindo modulação da atividade neuronal e excitabilidade. Neste estudo, nós investigamos em ratos adultos os efeitos do tratamento neonatal com testosterona, em três momentos distintos durante o desenvolvimento, sob o fenômeno relacionado à excitabilidade cerebral conhecido como Depressão Alastrante Cortical (DAC). Quatro grupos de ratos machos receberam diariamente injeções intraperitoneais na dose de 10 mg/kg/dia de propionato de testosterona na 2ª, 3ª ou 4ª , ou 2ª+ 3ª+ 4ª semana de vida (respectivamente grupos T2, T3, T4, eT2+3+4). Sob anestesia (1g/kg uretana + 40 mg/kg cloralose, i.p) nós deflagramos a DAC emintervalos de 20 min e a registramos em dois pontos da superfície cortical por 4 horas....
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
INFLUÊNCIA DA OVARIECTOMIA SOBRE O DESENVOLVIMENTO NEURAL: ANÁLISE ELETROFISIOLÓGICA
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Regina de Deus Lira Benevides - Integrante / GUEDES, R.C.A - Coordenador / Belmira Lara da Silveira Andrade da Costa - Integrante / Noranege Epifânio Accioly - Integrante.


Projetos de extensão


2015 - 2015
Seminário Nelson Chaves (ANO 2015)
Descrição: O Seminário Nelson Chaves é um evento científico que acontece anualmente, sendo organizado pelos alunos de Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Nutrição da UFPE. Seu objetivo principal é proporcionar um ambiente de debate e partilha de conhecimentos em torno das linhas de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Nutrição. O evento aconteceu no dia 3.12.2015 e teve carga horária de 8 horas. Alunos de graduação e pós graduação compreendem o público alvo do evento. O evento reuniu docentes de valorosa e reconhecida contribuição às pesquisas da área e promoveu fluxo de informações sobre temas pertinentes na Nutrição, com participação de discentes de graduação e pós-graduação.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende RazoavelmenteLê Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CHAGAS, CAMILA L.2018CHAGAS, CAMILA L. ; BENEVIDES, REGINA DE DEUS L. ; BEZERRA, CYNTHIA M.S ; ABADIE-GUEDES, RICARDO ; GUEDES, RUBEM C.A. . Ponderal, Behavioral, and Brain Electrophysiological Effects of Caffeine on the Immature Rat. Journal of Caffeine and Adenosine Research, v. 8, p. 4, 2018.

2.
VITOR-DE-LIMA, SUÊNIA MARCELE2017VITOR-DE-LIMA, SUÊNIA MARCELE ; MEDEIROS, LARISSA DE BRITO ; BENEVIDES, REGINA DE DEUS LIRA ; DOS SANTOS, CATARINA NICÁCIO ; LIMA DA SILVA, NAHARA OLIVEIRA ; GUEDES, RUBEM CARLOS ARAÚJO . Monosodium glutamate and treadmill exercise: Anxiety-like behavior and spreading depression features in young adult rats. NUTRITIONAL NEUROSCIENCE, v. 1, p. 1-9, 2017.

3.
MEDEIROS, L. B.2016 MEDEIROS, L. B. ; BENEVIDES, R. D. L. ; LIMA, S. M. V. ; GUEDES, RUBEM CARLOS ARAUJO ; QUEIROGA, R. C. R. E. . Neonatal administration of goat whey modulates memory and cortical spreading depression in rats previously suckled under different litter sizes: possible role of sialic acid. Nutritional Neuroscience, v. 10, p. 1, 2016.

4.
ACCIOLY, NORANEGE EPIFÂNIO2012ACCIOLY, NORANEGE EPIFÂNIO ; BENEVIDES, REGINA DE DEUS LIRA ; COSTA, BELMIRA LARA DA SILVEIRA ANDRADE DA ; GUEDES, RUBEM CARLOS ARAUJO . Ovariectomy in the developing rat decelerates cortical spreading depression in adult brain. International Journal of Developmental Neuroscience, v. 30, p. 405-410, 2012.

Apresentações de Trabalho
1.
TAVARES, M. G. ; BENEVIDES, REGINA DE DEUS LIRA ; CHAGAS, C. L. ; SILVA, D. C. ; SANTOS, A. A. . Suplementação com óleo de coco virgem em diferentes condições nutricionais: estudo comportamental em ratos Wistar jovens. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BENEVIDES, R. D. L.; NASCIMENTO, A. C. ; SILVA, L. R. . Tratamento com testosterona durante o desenvolvimento antagoniza a depressão alastrante cortical em ratos adultos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
VILA-NOVA, L. ; BENEVIDES, R. D. L. ; TAVARES, M. G. ; NASCIMENTO, A. C. ; MEDEIROS, R. A. ; LUSTOSA, M. . Associação entre o estado nutricional e presença de comorbidades em pacientes oncológicos. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
BENEVIDES, R. D. L.; ACCIOLY, N. E. ; Rubem . Repercussões da ovariectomia em ratas adultas sobre parâmetros eletrofisiológicos cerebrais. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
BENEVIDES, R. D. L.; ACCIOLY, N. E. ; Rubem . Influência dos hormônios ovarianos sobre o desenvolvimento e eletrofisiologia do sistema nervoso. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
Noranege ; BENEVIDES, R. D. L. ; Rubem ; COSTA, B. L. S. A. . EFFECTS OF CHRONIC OVARIAN HORMONES DEFICIENCY DURING BRAIN DEVELOPMENT ON FATTY ACID COMPOSITION AND SPREADING DEPRESSION FEATURES IN THE CEREBRAL CORTEX OF ADULT RATS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
NASCIMENTO, A. C. ; BENEVIDES, R. D. L. ; SIQUEIRA, M. M. M. ; POVOAS, I. L. ; TAVARES, M. G. ; VILA-NOVA, L. ; PESSOA, D. . Perfil Alimentar e Orientação Nutricional dos Atletas adolescentes de Natação pertencentes à associação pernambucana Rolnan. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Noranege ; BENEVIDES, R. D. L. ; Rubem . Caracterização da Depressão Alastrante Cortical em Ratas adultas previamente submetidas à ovariectomia durante o desenvolvimento cerebral. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Demais tipos de produção técnica
1.
BENEVIDES, R. D. L.; TAVARES, M. G. ; SIQUEIRA, M. M. M. ; SANTOS, J. ; LUCENA, S. ; AURELIANO, E. ; SILVA, C. S. ; ARAUJO, A. C. ; LUSTOSA, M. ; FREITAS, D. ; SILVA, L. C. ; LUNA, L. M. O. . Caderno de Receitas. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).


Produção artística/cultural
Música
1.
SILVA, I. J. ; BENEVIDES, R. D. L. . Abertura do Conservatório de Jaboatão dos Guararapes. 2008. Interpretação.

2.
SILVA, I. J. ; BENEVIDES, R. D. L. . VI Religare Cânticus [Encontro de Corais com Músicas Sacras]. 2008. Interpretação.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
40o Simpósio Internacional de Ciências do Esporte.PERFIL ALIMENTAR DE PARTICIPANTES DA AÇÃO DE SAÚDE DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DO RECIFE ? PE. 2017. (Simpósio).

2.
II Simpósio Nordestino em Neurociências, Nutrição e Desenvolvimento Humano.MODELO EXPERIMENTAL DE DESNUTRIÇÃO COM DIETA HIPOPROTEICA 5% EM RATOS WISTAR. 2017. (Simpósio).

3.
II Simpósio Nordestino em Neurociências, Nutrição e Desenvolvimento Humano.RATOS WISTAR SUBMETIDOS A UMA DIETA HIPOPROTEICA A 10% APÓS O DESMAME E SUA RELAÇÃO COM A DESNUTRIÇÃO INFANTIL. 2017. (Simpósio).

4.
II Simpósio Nordestino em Neurociências, Nutrição e Desenvolvimento Humano.Neonatal oral administration of monosodium glutamate associated or not with treadmill exercise modulates brain electrical activity: a spreading depression analysis in rats. 2017. (Simpósio).

5.
XXXII Reunião Anual da FesBE. Administration of Testosterone in prepubertal rats impairs memory but not anxiety in adulthood. 2017. (Congresso).

6.
23º Congresso de Iniciação Científica da UFPE (Conic). INFLUÊNCIA DA OBESIDADE SOBRE A DEPOSIÇÃO DE COLÁGENO EM GRANULOMAS HEPÁTICOS DE CAMUNDONGOS INFECTADOS POR SCHISTOSOMA MANSONI. 2016. (Congresso).

7.
23º Congresso de Iniciação Científica da UFPE (Conic). AVALIAÇÃO DA INTEGRIDADE TECIDUAL DO TÁLAMO E SUAS CONEXÕES COM O LOBO TEMPORAL MEDIAL EM PACIENTES COM EPILEPSIA DO LOBO TEMPORAL. 2016. (Congresso).

8.
23º Congresso de Iniciação Científica da UFPE (Conic). HIPOTIROIDISMO E LESÃO MUSCULAR EM PACIENTES COM CÂNCER DIFERENCIADO DE TIREÓIDE, TIROIDECTOMIZADOS, PRÉ-RADIOIODOTERAPIA. 2016. (Congresso).

9.
23º Congresso de Iniciação Científica da UFPE (Conic). USO DE ANOREXÍGENOS E INSATISFAÇÃO COM A IMAGEM CORPORAL EM UNIVERSITÁRIOS COM SINTOMAS DE TRANSTORNOS ALIMENTARES. 2016. (Congresso).

10.
Congresso Latino Americano de Endocrinologia. DIÂMETRO ABDOMINAL SAGITAL COMO PREDITOR DE RESISTÊNCIA À INSULINA. 2015. (Congresso).

11.
Congresso Latino Americano de Endocrinologia. SÍNDROME METABÓLICA EM PACIENTES CORONARIOPATAS. 2015. (Congresso).

12.
Congresso Latino Americano de Endocrinologia. OBESIDADE ABDOMINAL EM INDIVÍDUOS CORONARIOPATAS COM RESISTÊNCIA À INSULINA. 2015. (Congresso).

13.
International Brain Research Organization. ADMINISTRATION OF L-GLUTAMINE, AND CORTICAL SPREADING DEPRESSION PROPAGATION IN DEVELOPING RATS: A DOSE-RESPONSE STUDY. 2015. (Congresso).

14.
16ª Jornada de Iniciação Científica PIBIC/FACEPE.Influência dos hormônios ovarianos sobre o desenvolvimento e eletrofisiologia do sistema nervoso. 2012. (Seminário).

15.
II Simpósio Pernambucano de Alimentação, Nutrição e Câncer.Influência do jejum no tratamento da Quimioterapia. 2012. (Simpósio).

16.
XXVII Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental. Caracterização da depressão alastrante cortical em ratas submetidas à ovariectomia na idade adulta. 2012. (Congresso).

17.
VIII Ciclo de Paletras em Nutrição/Educação Física. 2011. (Outra).

18.
Elaboração e Avaliação de cardápios para unidades produtoras de refeições. 2010. (Outra).

19.
VII Ciclo de Palestras em Nutrição/Educação Física. 2010. (Outra).

20.
"A Inserção do Nutricionista na Atenção Básica". 2009. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MEDEIROS, R. A. ; BENEVIDES, R. D. L. ; BORBA, T. K. F. ; AMORIM, A. C. R. ; LACERDA, D. C. ; SANTOS, P. ; MENDONCA, B. ; DUTRA, D. ; QUEIROZ, P. ; SANTANA, M. ; JANAINA, G. . I ENCONTRO DE PROFESSORES SUBSTITUTOS. 2017. (Outro).

2.
VASCONCELOS, C. A. C. ; NEPOMUCENO, D. C. P. ; MUNIZ, G. S. ; SILVA, M. S. P. ; ROLIM, M. L. ; SOUZA, J. A. ; BENEVIDES, REGINA DE DEUS LIRA . II SIMPÓSIO NORDESTINO EM NEUROCIÊNCIAS, NUTRIÇÃO E DESENVOLVIMENTO HUMANO. 2017. (Outro).

3.
MEDEIROS, R. A. ; BENEVIDES, R. D. L. ; VILA-NOVA, L. . Saúde, Bem-Estar, e Sustentabilidade no Dia Mundial da Alimentação. 2015. (Exposição).

4.
BENEVIDES, R. D. L.. VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. 2009. (Exposição).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Noranege ; BENEVIDES, R. D. L. ; Rubem . Caracterização da Depressão Alastrante Cortical em Ratas adultas previamente submetidas à ovariectomia durante o desenvolvimento cerebral. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
Noranege ; BENEVIDES, R. D. L. ; Rubem ; COSTA, B. L. S. A. . EFFECTS OF CHRONIC OVARIAN HORMONES DEFICIENCY DURING BRAIN DEVELOPMENT ON FATTY ACID COMPOSITION AND SPREADING DEPRESSION FEATURES IN THE CEREBRAL CORTEX OF ADULT RATS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
NASCIMENTO, A. C. ; BENEVIDES, R. D. L. ; SIQUEIRA, M. M. M. ; POVOAS, I. L. ; TAVARES, M. G. ; VILA-NOVA, L. ; PESSOA, D. . Perfil Alimentar e Orientação Nutricional dos Atletas adolescentes de Natação pertencentes à associação pernambucana Rolnan. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
BENEVIDES, R. D. L.; ACCIOLY, N. E. ; Rubem . Influência dos hormônios ovarianos sobre o desenvolvimento e eletrofisiologia do sistema nervoso. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Musica
1.
SILVA, I. J. ; BENEVIDES, R. D. L. . Abertura do Conservatório de Jaboatão dos Guararapes. 2008. Interpretação.

1.
SILVA, I. J. ; BENEVIDES, R. D. L. . VI Religare Cânticus [Encontro de Corais com Músicas Sacras]. 2008. Interpretação.



Outras informações relevantes


Aprovada no Processo Seletivo Público para Professor Substituto da disciplina de Bioquímica da Nutrição/ Departamento de Nutrição/ Centro de Ciências da Saúde/ UFPE. ____________________
Publicado no DOU nº 170, de 04.09.2015, seção 3, página 75

Aprovada no concurso público da Secretaria de Saúde do Estado - Analista em Saúde/ Nutricionista (2014)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/01/2019 às 21:06:04