Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8414280337101655
  • Última atualização do currículo em 11/12/2018


Mestranda em Tecnologias Educacionais no Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Informação e Comunicação da Universidade Federal de Santa Catarina Campus Araranguá. Graduada em Administração pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL), especialista em Gestão Pública pela Universidade Norte do Paraná (UNOPAR). Atualmente ocupa o cargo de Assistente em Administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina. Atuou como Coordenadora de Extensão e Relações Externas e Gestora do Programa Mulheres Mil e Mulheres SIM no IFSC Câmpus Araranguá, além de coordenar diversos projetos de extensão voltados para a inclusão social e gênero. Tem como principais áreas de atuação: inclusão social, economia popular e solidária, sustentabilidade e responsabilidade social e ambiental. Participa dos seguintes grupos de pesquisa: (i) Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências Sociais Aplicadas e da Linguagem, (ii) GITTEXMOD-SUL - Gestão, Inovação e Tecnologia em Empresas Têxteis e de Moda do Extremo Sul Catarinense - IFSC e (iii) Educação, Meio Ambiente e Sociedade. Membro da ITEPS - Incubadora Tecnológica de Economia Popular e Solidária do IFSC. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha
Nome em citações bibliográficas
Rocha, Jaqueline J. S.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal de Santa Catarina.
AVENIDA XV DE NOVEMBRO
CIDADE ALTA
88900-000 - Ararangua, SC - Brasil


Formação acadêmica/titulação


2018
Mestrado em andamento em Tecnologias da Informação e Comunicação.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Inovaçao social e educacional com uso das TIC: Estudo de caso na Aldeia Indígena Nhu Porã,Orientador: Simone Meister Sommer Bilessimo.
Coorientador: Juarez Bento da Silva.
2013 - 2014
Especialização em MBA EM GESTÃO PÚBLICA. (Carga Horária: 360h).
Universidade Norte do Paraná, UNOPAR, Brasil.
Título: Diagnóstico Educacional do Município de Araranguá (SC).
Orientador: Ivan Cesar Marconi.
2006 - 2012
Graduação em ADMINISTRAÇÃO.
Universidade do Sul de Santa Catarina, UNISUL, Brasil.
Título: PROJETO DE VIABILIDADE ECONÔMICO FINANCEIRA PARA IMPLANTAÇÃO DE UM COLHA E PAGUE DE ORGÂNICOS NA CIDADE DE ARARANGUÁ-SC.
Orientador: ORLANDY ORLANDI.




Formação Complementar


2014 - 2014
Qualificação Profissional em Libras. (Carga horária: 80h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em Oficina de Formação Inicial em Economia Solidária. (Carga horária: 8h).
Centro de Assessoria Multiprofissional, CAMP, Brasil.
2013 - 2013
Espanhol. (Carga horária: 160h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2012 - 2012
Legislação Aplicada ao Serviço Público. (Carga horária: 60h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2012 - 2012
Marketing Fundamentos para a Administração Pública. (Carga horária: 60h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2011 - 2011
ATENDIMENTO AO CIDADÃO. (Carga horária: 20h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2011 - 2011
Comunicação nas Organizações. (Carga horária: 70h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2011 - 2011
Legislação Aplicada à Gestão de Pessoas, 8112/90. (Carga horária: 30h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2011 - 2011
ÉTICA E SERVIÇO PÚBLICO. (Carga horária: 10h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2011 - 2011
Liderança. (Carga horária: 8h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2011 - 2011
Legislação Aplicada à Logistica de Suprimentos. (Carga horária: 30h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2010 - 2010
DIREITO EMPRESARIAL. (Carga horária: 60h).
Universidade do Sul de Santa Catarina, UNISUL, Brasil.
2009 - 2009
PREPARATÓRIO CONSCURSO POLICIA RODOVIÁRIA FEDERAL. (Carga horária: 524h).
REDE DE ENSINO LUIZ FLÁVIO GOMES, LFG, Brasil.
2007 - 2007
ENCONTRO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO. (Carga horária: 4h).
CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO- SC, CRA-SC, Brasil.
2007 - 2007
SEMANA ACADÊMICA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. (Carga horária: 16h).
FACC- FACULDADE CONCÓRDIA, FACC, Brasil.
2006 - 2006
INGLÊS BÁSICO. (Carga horária: 60h).
CCAA, CCAA SC, Brasil.
2006 - 2006
IV JORNADA DO EMPREENDEDOR. (Carga horária: 8h).
CELER FACULDADES, CELER, Brasil.
2005 - 2005
CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL EM ROTINAS ADMINISTRATIVA. (Carga horária: 72h).
CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL MICROLINS, MICROLINS, Brasil.
2004 - 2004
ATENDENTE COMERCIAL.
Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SC, SENAC/SC, Brasil.
2004 - 2004
PROGRAMA JOVENS EMPREENDEDORES. (Carga horária: 96h).
SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE SANTA CATARINA, SEBRAE-SC, Brasil.
2004 - 2004
INFORMÁTICA AVANÇADA. (Carga horária: 110h).
CESWIGG INFORMÁTICA LTDA, CESWIGG, Brasil.
2003 - 2004
SECREATARIADO INFORMATIZADO. (Carga horária: 160h).
Terra Informática Ltda, TERRA, Brasil.
2001 - 2002
DATILOGRAFIA COMUPATORIZADA. (Carga horária: 90h).
Terra Informática Ltda, TERRA, Brasil.
2001 - 2002
INFORMÁTICA PROFISSIONALIZANTE. (Carga horária: 180h).
Terra Informática Ltda, TERRA, Brasil.
2001 - 2001
ESTÁGIO PROFISSIONALIZANTE. (Carga horária: 250h).
Terra Informática Ltda, TERRA, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Técnica Administrativa, Carga horária: 40
Outras informações
1- Membro do Grupo de Pesquisa Educação, Meio Ambiente e Sociedade registrado no CNPq - http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6219518622239633 2- Membro do Grupo de Pesquisa GITTEXMOD-SUL - Gestão, Inovação e Tecnologia em Empresas Têxteis e de Moda do Extremo Sul Catarinense, registrado no CNPq - http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1206398352020173 3- Membro do Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências Sociais Aplicadas e da Linguagem - GESIGN, registrado no CNPq - http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5906468802930909

Atividades

07/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Araranguá, .

Cargo ou função
Membro Suplente, representante do IFSC no Conselho Municipal de Inovação de Araranguá-SC.
05/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Araranguá, .

05/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Araranguá, .

Cargo ou função
Membro do Grupo de Trabalho Incubadora Tecnológica de Economia Popular e Solidária - Portaria 52/2017/DG-ARU.
02/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Araranguá, .

04/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Araranguá, .

Cargo ou função
Membro do Colegiado Geral do IFSC Araranguá, Representante TAE titular - Portaria 75/2017/DG-ARU.
03/2015 - 12/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Federal de Santa Catarina - Campus Araranguá, .

Cargo ou função
Membro do Grupo de Trabalho Formação de Formadores - Portaria 043//2015/DG-ARU.

Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, TJ-SC, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: ESTAGIÁRIO, Enquadramento Funcional: ESTAGIÁRIO, Carga horária: 20
Outras informações
ESTAGIÁRIA NA SECRETARIA DO FÓRUM DE ARARANGUÁ-SC


BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, BANRISUL, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: ESTAGIÁRIA, Enquadramento Funcional: ESTAGIÁRIA, Carga horária: 30
Outras informações
ESTAGIÁRIA DE ADMINISTRAÇÃO- ATENDIMENTO AO PÚBLICO, CONTROLE DE CHEQUES,ARQUIVO,ETC


Universidade do Sul de Santa Catarina, UNISUL, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: ESTAGIÁRIA, Enquadramento Funcional: ESTAGIÁRIA, Carga horária: 20
Outras informações
ESTAGIÁRIA NA ÁREA ADMINISTRATIVA


MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, MPF, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: ESTAGIÁRIA, Enquadramento Funcional: ESTAGIÁRIA, Carga horária: 20
Outras informações
ESTAGIÁRIA NA ÁREA ADMINISTRATIVA- LICITAÇÕES, RECURSOS HUMANOS E FINANCEIRO



Linhas de pesquisa


1.
Gestão, Inovação e Tecnologia em Empresas Têxteis e de Moda
2.
Tecnologias da informação, comunicação e autogestão
3.
Tecnologia Têxtil e Educação Profissional
4.
Educação de Jovens e Adultos


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Busca ativa como proposta para o processo de identificação de coletivos na política de EJA do IFSC
Descrição: Considerando que 81 milhões de brasileiros sem educação básica, dos quais 56 milhões com mais de 15 anos não possuem, sequer, o Ensino Fundamental (SAMPAIO, 2009), que o Decreto 5840/2006 determina que as instituições federais de Educação Profissional devem reservar, no mínimo, 10% das suas vagas para cursos do PROEJA; que a Resolução 11/2013/CONSUP do IFSC determina que seja construído um plano de ampliação de vagas em PROEJA, com subsídios em pesquisas de demanda, no cumprimento da norma legal, mínimo de 10% (dez por cento) do total das vagas de ingresso do IFSC; que no PDI (2015-2019) do IFSC o percentual de vagas de ingresso disponibilizadas planejada (8,7%) para o Proeja não chegou ao percentual mínimo (10%); que dentre os cinco temas estratégicos do PDI (2015-2019) do IFSC, dois deles estão diretamente ligados a esta oferta educativa: a inclusão social e a intervenção político-social, onde este último item diz que o IFSC deve dar ?prioridade para projetos e ações que resgatem públicos socialmente vulneráveis? (IFSC, 2015, 3.4), percebe-se que, para além do problema legal institucional, a instituição transparece, pelos seus indicadores sobre a questão, carecer de metodologias no campo da pesquisa e da extensão que permitam identificar os coletivos de trabalhadores com potencial à geração de demandas de qualificação profissional da EJA. É neste sentido que este projeto propõe o desenvolvimento de metodologia para avaliação de banco de dados de sistemas estatais inseridos em políticas públicas de emprego e de assistência social; mais precisamente, os bancos de dados cadastrais do Sistema Nacional de Emprego [SINE] (Ministério do Trabalho) e do Centro de Referência da Assistência Social [CRAS] (Ministério do Desenvolvimento Social). A escolha destes dois sistemas se deve, primeiramente, ao fato de que os dois, apesar de serem sistemas gestionadas dentro de órgãos ministeriais, tem alcance locais, no nível dos municípios, a exemplo de Araranguá.. Em segundo lugar, conforme visita às estruturas locais dos mesmos, constatou-se junto aos seus servidores que, além de serem cadastros amplos quanto ao quantitativo de informações, seu acesso local depende apenas de convênio entre o IFSC e suas coordenadorias estaduais. Dessa forma, este projeto visa avaliar o potencial dos bancos de dados do Sistema Nacional de Emprego [SINE] (Ministério do Trabalho) e do Centro de Referência da Assistência Social [CRAS] (Ministério do Desenvolvimento Social) para a identificação dos coletivos de trabalhadores, conforme o conceito de busca ativa definido no Documento Orientador da política de EJA do IFSC..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Um negócio feito á mão: Revalorizando o artesanato local
Descrição: Esse projeto de pesquisa vem buscar a construção conjunta do conhecimento por meio da prática do artesão com a pesquisa aplicada a ser desenvolvida no ambiente acadêmico com o objetivo de gerar uma publicação para que esse conhecimento possa ser replicado, aprofundado e assim, gerar outras pesquisas. Dessa forma, esse projeto de pesquisa tem a perspectiva de desenvolver um novo conhecimento aliado às práticas e ao ensino acadêmico com o processo de criação dos artesãos, tendo em vista este segmentos como um modelo de negócios. Assim, essa pesquisa tem o potencial de contrapor aos produtos homogeneizados e à massificação promovendo o resgate cultural e até mesmo a permanência do produtor artesanal em seu local. Além disso, o artesanato tem o potencial de ser incluído no turismo local como um produto específico e carregado de significados culturais locais, promovendo o desenvolvimento local..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha - Integrante / Marilene Ritter - Integrante / ALINE HILSENDEGER PEREIRA DE OLIVEIRA - Coordenador / JOZIMAR PELEGRINI - Integrante / PAULIANE DUARTE - Integrante / GRAZIELA BRUNHARI KAULLING - Integrante / ROBERTA LOHN - Integrante / LILIAN DAROS PESCADOR - Integrante / LARISSA MERLO MORALES - Integrante.Financiador(es): Instituto Federal de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2011 - 2012
Mercado de trabalho, perfil e expectativas dos formandos 2011 do curso de Administração da Unisul- Campus Araranguá.
Descrição: Dada a crescente evolução de uma economia volátil e de um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e globalizado, torna-se imperativo que as empresas adotem novas ferramentas de gestão e conseqüentemente, tenham dentro de seus quadros profissionais capacitados e preparados para gerir e enfrentar os mais diversos desafios de um mundo de negócios cheio de mutações. Aí então, entra em cena o trabalho do administrador, que por sua vez deve ser polivalente e possuidor de uma formação cada vez mais elevada. É exigido do administrador competências, aptidões, destrezas, sabedorias e experiências a respeito das mais diversas áreas. Desta feita, o profissional de administração deverá ser portador de uma vasta qualificação, que somente será adquirida a partir da união de diversos saberes, provenientes dos mais variados meios, tais como: faculdades, empresas, cursos, relações sociais, etc. Diante de tantos pré-requisitos em relação à qualificação dos profissionais que atuam na área de administração, entra em cena o papel das Instituições de Ensino Superior, que por sua vez, desenvolvem um papel de fundamental importância no que tange o processo de formação de administradores formadores de opinião, dotados de uma visão sistêmica, capazes de quebrar paradigmas e contribuir para o progresso e melhoria das condições sociais e profissionais de um mercado diversificado e interdependente. Além disso, é necessário salientar que para uma carreira dinâmica como a de administrador, a atualização constante é o combustível para alcançar o sucesso tanto pessoal quanto profissional. Em outras palavras, a educação continuada, seja ela através de cursos de pós-graduação, MBA e extensão universitária é uma importante aliada para quem almeja e precisa estar reciclando seus conhecimentos constantemente. Portanto, em meio a tantas mudanças e exigências, surgem inúmeras dúvidas a respeito da preparação que as universidades e demais instituições de ensino estão oferecendo aos seus discentes.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2018 - Atual
PROMOVENDO A INCLUSÃO DIGITAL NUMA ESCOLA MULTISSERIADA INDÍGENA
Descrição: Este projeto tem como objetivo implementar ações de integração de tecnologia na educação de uma escola multisseriada indígena, situada na aldeia Nhu Porã, no município de Torres-RS. Tem como foco principal a inovação educacional e social e a redução da brecha digital existente pela falta de infraestrutura tecnológica nas escolas, em especial as indígenas. Está em consonância com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Plataforma Agenda 2030 ?eliminar as disparidades de gênero na educação e garantir a igualdade de acesso a todos os níveis de educação e formação profissional para os mais vulneráveis, incluindo as pessoas com deficiência, povos indígenas e as crianças em situação de vulnerabilidade?. População esta que sofre um histórico processo de discriminação e privação de acesso aos mais variados tipos de serviços públicos, entre eles a educação de qualidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha - Coordenador / Marilene Ritter - Integrante / Angela Paula Drawanz Gotzke - Integrante / Juarez Bento da Silva - Integrante / Isabela Nardi da Silva - Integrante / Simone Meister Sommmer Bilessimo - Integrante.
2018 - Atual
Economia Popular e Solidária: um novo caminho para o fortalecimento do artesanato local
Descrição: Este projeto visa o fortalecimento dos artesãos participantes do ?Brique do SESC? de Araranguá-SC, a partir de oficinas de capacitação profissional com base nos princípios da economia popular e solidária. Os participantes serão orientados sobre a autogestão, empreendedorismo sustentável, comercialização, vendas web, direitos previdenciários e história e cultura local. Esse projeto, além de contribuir para a aproximação do IFSC com a sociedade externa, adotará pedagogias e metodologias emancipatórias voltadas para a autogestão, cooperação e solidariedade. Em que os saberes e culturas locais serão valorizados, com troca de saberes, trabalhando as diversidades linguagens e a transversalidade de temas, garantindo que os(as) próprios(as) trabalhadores(as) possam ser também formadores(as) dentro de sua comunidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha - Integrante / Marilene Ritter - Coordenador.
2018 - Atual
Medicina do mato: a ciência e a tecnologia aliadas na preservação do conhecimento tradicional guarani.
Descrição: ste projeto visa aliar a sabedoria tradicional da medicina indígena com a ciência e tecnologia moderna de modo a documentar o conhecimento tácito da tribo Mbya Guarani sobre as plantas medicinais e suas aplicações. Para isso, será criado uma ?Cartilha das plantas medicinais da cultura indígena Mbya Guarani?, da Aldeia Indígena Nhu Porã, situada no município de Torres-RS. Assim, foi desenvolvida uma parceria entre o Instituto Federal de Santa Catarina- IFSC, a Universidade Federal de Santa Catarina ? UFSC , onde de forma concomitante às disciplinas de Língua e Cultura Guarani e Ciências, trabalhadas na aldeia indígena, os alunos aprenderão sobre as espécies das plantas e suas partes, bem como seu uso medicinal, além disso, utilizarão dispositivos móveis (tablets) para acessar o microscópio do Laboratório de Experimentação Remota ? RexLab da UFSC, tornando as aulas mais ricas e interessantes. Será dado prioridade para o protagonismo indígena e valorização da cultura local, pois os alunos participarão de todo o processo de confecção da cartilha: escolha e análise das plantas medicinais usadas na aldeia, fotografia, escrita e tradução. Com isso, espera-se contribuir com a preservação dos conhecimentos sobre a medicina tradicional indígena e propagação dessa cultura que persiste há muitos séculos..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha - Coordenador / Marilene Ritter - Integrante / Angela Paula Drawanz Gotzke - Integrante / Isabela Nardi - Integrante / Juarez Bento da Silva - Integrante / Simone Meister Sommmer Bilessimo - Integrante / Rosilaine Bitencourt Marcelino Magagnin - Integrante.
2018 - Atual
HISTÓRIA ILUSTRADA: Relatos da cultura e história Mbya Guarani sob a ótica indígena
Descrição: Durante muitos séculos as comunidades indígenas do Brasil têm sofrido um processo histórico de exclusão, preconceito e quase extermínio. Assim como o povo indígena, a cultura, tradição e história dessas pessoas vêm se perdendo ao longo do tempo. Diante desse cenário, este projeto tem como objetivo a confecção de um livro de histórias em quadrinhos sobre o cotidiano da comunidade indígena Nhu Porã, situada no município de Torres-RS. O livro será composto por uma série de histórias curtas, que serão elaboradas pelos estudantes da Escola Indígena Nhu Porã, e cada uma destas histórias abordará um tema específico sobre o cotidiano da comunidade. Para que a realização das histórias em quadrinhos seja possível, serão oferecidas oficinas gratuitas de Histórias em Quadrinhos, através das quais os estudantes de 1ª a 6ª do ensino fundamental da Escola Indígena Nhu Porã aprenderão sobre roteiro e narrativa, divisão de páginas e diagramação, onomatopéias e balões de fala, entre outros recursos necessários para a criação de uma história em quadrinhos. Após a elaboração das histórias, estas serão agrupadas em um único livro, e serão escritas em guarani, porém com legendas em inglês, português e espanhol constando abaixo de cada texto. Cumprido o objetivo geral, espera-se que a cultura indígena se torne mais valorizada, uma vez que, por conta de seu formato lúdico, o livro de histórias em quadrinhos seja bem aceito tanto entre crianças indígenas quanto entre crianças que não sejam de comunidades indígena. A criação do livro será benéfica para ambos: indígenas passarão a ser melhor representados, pois terão o poder de expressar-se sobre como realmente vivem; pessoas de fora da aldeia se tornarão mais informados em relação ao cotidiano das comunidades indígenas do sul do Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha - Coordenador / Marilene Ritter - Integrante / Angela Paula Drawanz Gotzke - Integrante / Isabela Nardi - Integrante / André Vinício Bialeski Vieira - Integrante / Juarez Bento da Silva - Integrante / Jadson de Stefani - Integrante / Loren Mattana Viegas - Integrante / Isabela Nardi da Silva - Integrante / Simone Meister Sommmer Bilessimo - Integrante.
2017 - 2017
CONSTRUINDO SABERES COM BASE NA ECONOMIA POPULAR E SOLIDÁRIA
Descrição: O Projeto de Extensão tem como objetivo principal o acompanhamento/capacitação de um grupo de artesãos que fazem parte do Brique do SESC de Araranguá visando contribuir para o empoderamento dos participantes, a constituição e o fortalecimento de empreendimentos econômicos solidários e sua inserção na Economia Solidária e no desenvolvimento local e regional sustentável. Por meio de oficinas e palestras que abordarão temas voltados para a autogestão, identidade visual, consumo consciente, comércio justo, formação de preço e marketing do produto, o presente projeto pretende contribuir para a aproximação/estreitamento da relação IFSC Câmpus Araranguá e a comunidade, contribuindo para o atingir os ODS- Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, quais sejam: a oferta de uma educação básica e de qualidade para todos; Também pretende assegurar uma educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos; Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos. Apoia-se no princípio de atuação das instituições de ensino junto a iniciativas de estímulo ao cooperativismo, reunindo professores, técnicos e estagiários em atividades que associam conhecimentos acadêmicos a iniciativas e saberes populares..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha - Coordenador / Emileyne Monteiro - Integrante / Marilene Ritter - Integrante / Angela Paula Drawanz Gotzke - Integrante.
2016 - 2017
Acompanhamento de egressas Progama Mulheres Sim Araranguá
Descrição: Consiste na coleta de informações, a fim de apoiar a construção de dados estatísticos sobre avaliação do programa Mulheres SIM, monitoramento e acompanhamento das egressas no mundo do trabalho.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Jaqueline Josiwana Steffens da Rocha - Coordenador / Marilene Ritter - Integrante / Renata Moreira - Integrante.
2015 - 2016
Programa Mulheres SIM IFSC Araranguá
Descrição: Esse curso surge como uma demanda do Programa de Extensão Mulheres SIM, na qual durante a análise de sua primeira edição em 2014, as coordenações locais identificaram junto as alunas e egressas do Programa Mulheres Mil/Pronatec a necessidade de uma formação que desse continuidade aos saberes adquirido no curso FIC de Extensão Educação e Gênero, bem como nos cursos do PRONATEC modalidade Mulheres Mil, com foco específico em conhecimentos tecnológicos que valorizem os produtos já desenvolvidos ou em desenvolvimento, agregando valor e consequentemente ampliação de renda..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2015 - 2015
IFSComunidade
Descrição: Este projeto visa proporcionar a mulheres e a pessoas portadoras de necessidades especiais em situação de vulnerabilidade social o aprendizado de técnicas manuais com materiais recicláveis. Tendo como objetivo principal, além de fomentar a criatividade e a habilidade dos alunos, incentivar a geração de renda e economia solidária e proporcionar a aproximação da comunidade externa com o IFSC Araranguá. Além disso, pretende-se contribuir para o atingimento dos Objetivos do Milênio: educação básica dequalidade para todos, igualdade entre os sexos e valorização da mulher, qualidade de vida e respeito ao meio ambiente. Tais objetivos serão alcançados por meio da divulgação e inserção/apresentação dessas pessoas ao ambiente acadêmico (cursos, projetos e demais atividades) do IFSC Araranguá; trabalho com mulheres que frequentam clubes de mães, elevando sua auto-estima, etc.; e também contribuir para a preservação e conscientização ambiental através do uso de materiais recicláveis..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
Qualificação profissional em LIBRAS: Aplicação nos diferentes contextos sócio-culturais
Descrição: O IF-SC há mais de 18 anos vem implementando a Educação de Surdos em Santa Catarina, desencadeando o desenvolvimento intelectual, cultural, linguístico e social das Pessoas Surdas. Exemplo disto é a Formação Docente Surdos pela UDESC e a criação do Curso de Graduação em Letras/Libras na UFSC, ações onde o IF-SC esteve presente no consolidar de suas bases teóricas e metodológicas. E ainda nos últimos cinco anos o IF-SC foi referência no oferecimento de Cursos de Formação Inicial e Continuada de Língua Brasileira de Sinais. Sendo assim, com a implantação do Campus Palhoça Bilíngue, torna-se um compromisso continuar a oferecer tais cursos cada vez mais atualizados em suas perspectivas teóricas e metodológicas. O Curso FIC de Libras visa tornar cada vez mais natural a condição bilíngue dos surdos e contribuir com a desconstrução da visão monolíngue que se tem do Brasil, uma vez que há inúmeras línguas de comunidades culturalmente distintas oficializadas e faladas no território brasileiro. A proposta de realizar cursos de formação em Libras situa-se historicamente dentro do contexto dos movimentos de surdos iniciados pela Federação Nacional de Educação e Integração de Surdos ? FENEIS e Associações de Surdos de todo Brasil. Além disso, responde ao reconhecimento da cultura surda respaldada na Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002, regulamentada pelo Decreto nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
Arte e Superação
Descrição: Este projeto visa proporcionar a mulheres em situação de vulnerabilidade social o aprendizado de técnicas manuais com diversos materiais, como garrafas pet, retalhos, roupas usadas, entre outros. Tem como objetivo principal de fomentar a criatividade e a habilidade das alunas para que elas sejam capazes de confeccionar produtos artesanais, gerando a oportunidade de criar uma fonte de renda com esses trabalhos, incentivando assim a economia solidária e o cooperativismo..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2013 - 2013
Mãos que tecem, mãos que ajudam
Descrição: Este projeto de extensão visa atender as famílias carentes das alunas do curso de Tecelão de Tecidos Planos do IFSC Câmpus Araranguá. Durante a aula, as alunas aprendem a confeccionar tapetes, mantas e cachecóis, porém, o material produzido muitas vezes acaba esquecido, deixado de lado, não tendo um destino útil. Dessa forma, sabendo da necessidade e da carência financeira das famílias das alunas desse curso, o material produzido durante as aulas será totalmente doado para seus familiares. Isso contribuirá para o estímulo ao acesso, a permanência e o êxito das alunas no curso, uma vez que suas famílias serão diretamente beneficiadas, além de evitar que os materiais feitos pelos alunos sejam simplesmente inutilizados. Importante ressaltar que as alunas do curso de Tecelão de Tecidos Planos são oriundas da primeira turma do Programa Mulheres Mil do IFSC Câmpus Araranguá, e que por sua singularidade, exige um olhar e uma atenção especial no que tange o estímulo a formação continuada dessas mulheres..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2013 - 2013
Transformando vidas, multiplicando sonhos
Descrição: Promover a inclusão social de mulheres em vulnerabilidade social, por meio da oferta de formação focada na autonomia e na criação, sendo estas alternativas para a inserção no mundo do trabalho e consequente melhoria na qualidade de vida, estendendo aos seus pares e as suas comunidades..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2013 - 2013
Ler e escrever, nunca é tarde para aprender
Descrição: O presente projeto busca dar a oportunidade para que mulheres não alfabetizadas, residentes nas comunidades carentes Flor do Campo e Favela do UCCA, situadas ao redor do IFSC Araranguá, tenham a chance de aprender a ler e escrever, promovendo dessa forma a inclusão, socialização e democratização do ensino.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2013 - 2013
Voleibol na Escola
Descrição: Projeto que tem por objetivo incentivar o esporte escolar, promovendo a integração entre alunos das escolas do município de Araranguá-SC.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Prêmios e títulos


2012
Destaque Acadêmico Curso de Graduação em Administração, Universidade do Sul de Santa Catarina- UNISUL.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
Rocha, Jaqueline J. S.2018 Rocha, Jaqueline J. S.; Silva, I.N. ; Billessimo, S.M.S ; SILVA, J. B. . Uso de dispositivos móveis na disciplina de guarani para estudantes de uma escola multisseriada indígena. RENOTE. REVISTA NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO, v. 16, p. 1, 2018.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
Rocha, Jaqueline J. S.; RITTER, M. ; MOREIRA, R. ; MONTEIRO, E. . PROGRAMA MULHERES SIM: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA NO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA, CÂMPUS ARARANGUÁ. In: Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, 2017, Florianopolis. Anais do 7º Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC, 2017. v. 1. p. 1.

2.
Gotzke, Angela P. D. ; Rocha, Jaqueline J. S. ; SILVA, S. M. ; ESTEVES, P. C. L. . Análise de subsistema de geração e difusão do conhecimento no estado de Santa Catarina com foco na inovação. In: CIKI - Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação, 2017, Foz do Iguaçu. Anais do VII Congresso Internacional de Conhecimento e Inovação, 2017. v. 1.

Apresentações de Trabalho
1.
Rocha, Jaqueline J. S.; RITTER, M. . Construindo Saberes com Base na Economia Popular e Solidária. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
Rocha, Jaqueline J. S.; Silva, I.N. ; SILVA, J. B. ; Billessimo, S.M.S . Uso de dispositivos móveis na disciplina de língua portuguesa para estudantes de uma escola multisseriada indígena. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
Rocha, Jaqueline J. S.; Gotzke, Angela P. D. ; ESTEVES, P. C. L. ; SILVA, S. M. . ANÁLISE DO SUBSISTEMA DE GERAÇÃO E DIFUSÃO DO CONHECIMENTO NO ESTADO DE SANTA CATARINA COM FOCO NA INOVAÇÃO. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
Rocha, Jaqueline J. S.; LOHN, R. ; DUARTE, P. ; RITTER, M. ; PESCADOR, L. D. ; PELEGRINI, J. ; OLIVEIRA, A. H. P. . Seminário Re-Valorizando o Artesanato Local. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
Rocha, Jaqueline J. S.; RITTER, M. . Identidade Visual. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
Rocha, Jaqueline J. S.; RITTER, M. ; GOTZKE, A. P. D. . Programa Muheres SIM: Um relato de experiência no Instituto Federal de Santa Catarina Campus Araranguá. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
Rocha, Jaqueline J. S.. Mapa da vida no Programa Mulheres Mil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
36º Seminário de Extensão Universitária da Regional Sul - SEURS.Construindo Saberes com Base na Economia Popular e Solidária. 2018. (Seminário).

2.
Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação.Programa Muheres SIM: Um relato de experiência no Instituto Federal de Santa Catarina Campus Araranguá. 2017. (Seminário).

3.
I Capacitação de Gestores Locais do Programa Mulheres Mil.Mapa da vida no Programa Mulheres Mil. 2013. (Seminário).

4.
Fórum PROEJA do IFSC. 2012. (Seminário).

5.
VII Jornada Unisul de Iniciação Científica JUNIC e VII Seminário de Pesquisada.Mercado de Trabalho, perfil e expectativas dos formandos 2011 do curso de Administração da Unisul Câmpus Araranguá. 2012. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PASCOALI, S. ; RITTER, M. ; Rocha, Jaqueline J. S. ; SANCHES, M. P. F. P. ; MANENTTI, D. S. ; CECHINEL, E. . Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense. 2016. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Rocha, Jaqueline J. S.. Mapa da vida no Programa Mulheres Mil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
Rocha, Jaqueline J. S.; Gotzke, Angela P. D. ; ESTEVES, P. C. L. ; SILVA, S. M. . ANÁLISE DO SUBSISTEMA DE GERAÇÃO E DIFUSÃO DO CONHECIMENTO NO ESTADO DE SANTA CATARINA COM FOCO NA INOVAÇÃO. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PASCOALI, S. ; RITTER, M. ; Rocha, Jaqueline J. S. ; SANCHES, M. P. F. P. ; MANENTTI, D. S. ; CECHINEL, E. . Simpósio de Integração Científica e Tecnológica do Sul Catarinense. 2016. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 19:57:30