Raphael Coelho Neto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0125878309345447
  • Última atualização do currículo em 16/11/2018


Licenciatura e bacharelado em História pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2006-2011). Especialização em História e Culturas Políticas pela Universidade Federal de Minas Gerais (2011-2013). Mestrado em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014-2016). Doutorando em História e Culturas Políticas pela mesma instituição. Como bolsista da CAPES, pesquisou, durante o mestrado, o exílio, o papel dos intelectuais e a literatura de resistência política nas revistas chilenas Literatura Chilena e Araucaria de Chile, publicadas no exílio durante a ditadura de Augusto Pinochet. No momento, desenvolve pesquisa sobre o projeto editorial que envolveu a criação da revista Chile-América no exílio e da editora Cesoc no Chile. Integra o Núcleo de Pesquisa em História das Américas (NUPHA), coordenado pelas professoras Dra. Adriane Vidal Costa e Dra. Kátia Gerab Baggio, e é membro associado da Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas (ANPHLAC). Tem interesse nas seguintes temáticas na área de História da América: Ditadura no Chile, Exílio, Revistas, História da Edição e dos Livros. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Raphael Coelho Neto
Nome em citações bibliográficas
COELHO NETO, R.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.
Av. Antônio Carlos, 6627
Pampulha
31270901 - Belo Horizonte, MG - Brasil
Telefone: (31) 34095050


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: O projeto editorial Chile-América/Cesoc (1974-1990): resistência política, direitos humanos e redes intelectuais durante a ditadura militar chilena,
Orientador: Adriane Aparecida Vidal Costa.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Ditadura Militar no Chile; Resistência cultural e política no exílio; Projeto Editorial; Direitos Humanos.
2014 - 2016
Mestrado em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Exílio, intelectuais, literatura e resistência política nas revistas Literatura Chilena en el Exilio/Literatura Chilena, Creación y Crítica e Araucaria de Chile (1977-1989),Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Adriane Aparecida Vidal Costa.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Ditadura Militar no Chile; Resistência cultural e política no exílio; Revistas.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Intelectuais exilados.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Revistas Culturais e Políticas.
2011 - 2013
Especialização em História e Culturas Políticas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Culturas Políticas de esquerda na América Latina nos anos 1920: revolução e libertação nacional em José Carlos Mariátegui, Haya de la Torre e Julio Antonio Mella.
Orientador: Adriane Aparecida Vidal Costa.
2006 - 2011
Graduação em História.
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, PUC Minas, Brasil.
Título: Contendas ideológicas em Minas Gerais: os pensamentos liberal e conservador na Igreja Católica em Mariana(1826-1831).
Orientador: Caio César Boschi.




Formação Complementar


2018 - 2018
História do Tempo Presente: teoria, metodologia e perspectivas. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2014 - 2014
O Ensaio e suas questões na América Latina. (Carga horária: 3h).
Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas, ANPHLAC, Brasil.
2013 - 2013
As revistas como objetos de investigação histórica. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2012 - 2012
Reflexão crítica acerca da imprensa. (Carga horária: 8h).
Associação Nacional de História - Seção Minas Gerais, ANPUH/MG, Brasil.
2012 - 2012
Matrizes do Republicanismo. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador bolsista CAPES Doutorado História, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Desenvolve pesquisa pelo Programa de Pós-Graduação em História da UFMG, com financiamento da CAPES, sobre o projeto editorial Chile-América/Cesoc (contexto da ditadura militar chilena), sob orientação da professora doutora Adriane Aparecida Vidal Costa.

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Integrante Núcleo de Pesq. Hist. das Américas, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor da disciplina "Repressão política, neoliberalismo, resistência e direitos humanos durante a ditadura militar chilena (1973-1990)", ofertada no curso de graduação em História durante a realização do estágio docente como bolsista Capes do doutorado.

Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor substituto voluntário de "História das Relações Internacionais II", disciplina do curso de graduação em Relações Econômicas Internacionais, vinculada ao Departamento de História da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas.

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado em História e Culturas Políticas, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Integrou, de 2013 a 2016, o grupo de pesquisa Dimensões Culturais e Políticas do Exílio Latino-Americano, coordenado pela Profa. Dra. Adriane Vidal Costa. Pesquisou as revistas culturais e políticas de exílio Araucaria de Chile e Literatura Chilena en el Exilio/Literatura Chilena, Creación y Crítica.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Realizou estágio docente em que ministrou a disciplina "As revistas latino-americanas como fonte e objeto de pesquisa histórica", ofertada na graduação do curso de História da UFMG.

Atividades

03/2018 - 07/2018
Ensino, Abi - História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Repressão política, neoliberalismo, resistência e direitos humanos durante a ditadura militar chilena (1973-1990)
03/2017 - 07/2017
Ensino, Relações Econômicas Internacionais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História das Relações Internacionais II
08/2014 - 12/2014
Ensino, Abi - História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
As revistas latino-americanas como fonte e objeto da pesquisa histórica

Renascence, RENASCENCE, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor de Sociologia


Núcleo de Estudos Orientados, NEO, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor de História
Outras informações
Reforço e acompanhamento escolar - alunos do ensino médio e fundamental. Preparação para vestibular e para provas que possibilitem a entrada em instiuições de ensino médio (CEFET, SEBRAE, COLTEC e demais escolas).


Diretoria de Patrimônio Cultural, DIPC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: estágio, Enquadramento Funcional: estagiário, Carga horária: 20


Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, P/BELO HORIZONTE, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: estágio, Enquadramento Funcional: estagiário, Carga horária: 20
Outras informações
Trabalho de pesquisa, em fontes primárias e secundárias, realizado em diversas instituições, de modo a fornecer subsídio para os trabalhos desenvolvidos pela Diretoria de Patrimônio Cultural da cidade de Belo Horizonte (DIPC). Elaboração de textos históricos para a complementação de estudos sobre a cidade de Belo Horizonte. Realização de trabalhos técnicos de maneira a compor dossiês de tombamento e registros de bens imateriais.


Sociedade Buritis de Educação LTDA, MAGNUM, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: estágio, Enquadramento Funcional: estagiário, Carga horária: 25
Outras informações
Monitoria aos alunos do ensino fundamental; colaboração no acompanhamento escolar, desenvolvendo atividades ligadas à disciplina História.



Projetos de pesquisa


2013 - 2016
Dimensões culturais e políticas do exílio latino-americano
Descrição: O exílio sempre foi uma tradição na cultura latino-americana, afirmou certa vez o crítico uruguaio Ángel Rama. A história da América Latina tem sido, desde o século XIX, marcada pelo exílio, seja ele forçado ou voluntário, seja para países do Continente Americano ou para a Europa. Grandes figuras do século XIX ilustram essa tradição: Sarmiento, no Chile; Montalvo, na Colômbia e na França; José Martí, na América Central e EUA. No século XX, o século do exílio, continuaram a tradição Octavio Paz, Julio Cortázar, Pablo Neruda, Vargas Llosa, García Márquez, Ferreira Gullar, Guillermo Cabrera Infante e tantos outros. O exílio tem sido uma das mais importantes formas de expressão política na América Latina. A condição exílica é relevante nos estudos sócio-históricos e literários e é considerada como categoria de discussão a respeito das produções daqueles que estão, por diversas razões, fora de sua terra de origem. O grupo de pesquisa pretende contribuir para a ampliação dos estudos sobre as dimensões culturais e políticas do exílio latino-americano nos séculos XIX e XX ao investigar as ideias culturais e políticas que circulam em periódicos, narrativas literárias e biográficas criadas por intelectuais no exílio. Para tal, analisar-se-á as práticas políticas e as estratégias de intervenção intelectual motivadas pela condição exílica. O grupo congregará pesquisadores, estudantes de graduação, pós-graduação e participantes externos que se dedicam a temas relacionados ao exílio latino-americano. As pesquisas produzidas pelos membros do grupo se ampliarão sob aspectos temáticos, conceituais e de possibilidades historiográficas, explorando fontes de natureza variada (impressos, romances, biografias, petições, manifestos, correspondências) e buscando promover ampla discussão e divulgação de produção acadêmica. Promover-se-á seminários nacionais e internacionais, participação dos membros em congressos e buscar-se-á edições de textos em livros e artigos em periódicos. DIRETÓRIO D..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Bairros históricos de Belo Horizonte: patrimônio cultural e modos de vida
Descrição: A pesquisa buscou investigar a relação entre as políticas de preservação do patrimônio cultural do município de Belo Horizonte e a manutenção de modos de vida urbanos e relações de vizinhança típicas de bairros residenciais mais tradicionais. Para tanto, foram estudados três conjuntos de bairros, a saber: Santa Tereza/Floresta, Lagoinha/Bonfim e Carlos Prates/Padre Eustáquio. Além de preservarem características da ocupação inicial na arquitetura de suas casas e nos seus equipamentos urbanos, essas regiões pericentrais mantém características de vida já extintas nos bairros mais centrais da cidade. Ou seja, apesar de todas as transformações ocorridas na cidade, ainda é possível encontrar nesses bairros exemplares das primeiras residências, descendentes de seus primeiros moradores, assim como núcleos comerciais, áreas públicas de encontro e de lazer que sustentam uma relação de proximidade e vizinhança típica de bairros residenciais mais tradicionais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2017 - Atual
Periódico: Palimpsesto. Revista Científica de Estudios Sociales Iberoamericanos
2018 - Atual
Periódico: VERINOTIO (BELO HORIZONTE)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Ditadura no Chile.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Intelectuais exilados.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Revistas.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Edição e dos Livros.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
COELHO NETO, R.2018COELHO NETO, R.. Exílio, literatura e solidariedade: Pablo Neruda, a guerra civil espanhola e a ditadura pinochetista nas revistas Araucaria de Chile e Literatura Chilena. Palimpsesto. Revista Científica de Estudios Sociales Iberoamericanos, v. X, p. 26-42, 2018.

2.
COELHO NETO, R.2017 COELHO NETO, R.. Memória da violência política da ditadura chilena na literatura de testemunho publicada pelas revistas Literatura Chilena e Araucaria de Chile. Palimpsesto. Revista Científica de Estudios Sociales Iberoamericanos, v. IX, p. 97-113, 2017.

3.
COELHO NETO, R.2015 COELHO NETO, R.. As representaçõessobre as revoluções cubana e sandinista na revista exílica Araucaria de Chile (1978-1990). Latinoamérica. Revista de Estúdios Latinoamericanos, v. 61, p. 157-184, 2015.

4.
COELHO NETO, R.2015 COELHO NETO, R.. O papel dos intelectuais e a literatura de resistência política na revista Literatura Chilena en el Exilio. Revista Eletrônica da ANPHLAC, v. n.19, p. 152-185, 2015.

5.
COELHO NETO, R.2014COELHO NETO, R.; PRATES, T.H.O. . Revistas de intelectuais exilados como objeto de pesquisa: o caso de Araucaria de Chile e Encuentro de la Cultura Cubana. FACES DA HISTÓRIA, v. 1, p. 124-146, 2014.

6.
COELHO NETO, R.2012COELHO NETO, R.. Reflexões sobre o marxismo na América Latina nos anos 1920: José Carlos Mariátegui, Haya de la Torre e Julio Antonio Mella. Temporalidades, v. 4, p. 89-112, 2012.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
COELHO NETO, R.. Exílio, intelectuais, literatura e resistência política nas revistas Literatura Chilena e Araucaria de Chile (1977-1989). 1. ed. Rio de Janeiro: Multifoco, 2017. 464p .

Capítulos de livros publicados
1.
COELHO NETO, R.; CORREA, B. C. . Carlos Prates e Padre Eustáquio: processo de ocupação, formação do perfil socioeconômico e conformação atual. In: Luciana Teixeira de Andrade; Michele Abreu Arroyo. (Org.). Bairros pericentrais de Belo Horizonte: patrimônio, territórios e modos de vida. 1ed.Belo Horizonte: PUC Minas, 2012, v. , p. 192-205.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
COELHO NETO, R.. Crítica literária, exílio e política na revista Literatura Chilena en el Exilio: reflexões a partir das resenhas bibliográficas. In: VII Congresso Internacional de História e XXXV Encuentro de GeoHistoria Regional, 2015, Maringá. Políticas, Culturas e Narrativas na América Latina. VII Congresso Internacional de História e XXXV Encuentro de GeoHistoria Regional. Maringá: UEM, 2015. p. 359-373.

2.
COELHO NETO, R.. Debates acerca da função política do intelectual exilado nas revistas Araucaria de Chile e Literatura chilena en el exilio/Literatura chilena, creación y crítica (1977-1989). In: ANPHLAC, 2014, Niterói. Anais do XI Encontro Internacional da ANPHLAC. Niterói: ANPHLAC, 2014. p. 1-18.

3.
COELHO NETO, R.. As representações sobre a Revolução Sandinista nas páginas da revista exílica Araucaria de Chile (1978-1990). In: II Encontro de Pesquisa em História da UFMG, 2013, Belo Horizonte. Anais do II EPHIS. Belo Horizonte: UFMG, 2013. v. II. p. 523-537.

4.
COELHO NETO, R.. Diferentes apreensões do marxismo na América Latina (década de 1920): os embates intelectuais entre Haya de la Torre, José Carlos Mariátegui e Julio Antonio Mella. In: I Encontro de Pesquisa em História da UFMG, 2012, Belo Horizonte. Anais do I EPHIS. Belo Horizonte: UFMG, 2012. v. II. p. 641-651.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
COELHO NETO, R.. Mediação intelectual, direitos humanos e resistência política à ditadura militar chilena por meio da revista de exílio Chile-América. In: XIII Encontro Internacional da Anphlac, 2018, UFOP, Mariana. Caderno de resumos do XIII Encontro Internacional da Anphlac, 2018. p. 216-217.

2.
COELHO NETO, R.. Aproximações e divergências entre as revistas Araucaria de Chile e Literatura Chilena en el Exilio/Literatura Chilena, Creación y Crítica na resistência cultural e política à ditadura militar no Chile. In: XII Encontro Internacional da Anphlac, 2016, Campo Grande - MS. Caderno de resumos do XII Encontro Internacional da Anphlac, UFMS, 2016. p. 47-47.

3.
COELHO NETO, R.. Crítica literária, exílio e política na revista Literatura Chilena en el Exilio: reflexões a partir das resenhas bibliográficas. In: VII Congresso Internacional de História - Políticas, Culturas e Narrativas na América Latina, 2015, Maringá. Caderno de Resumos do VII Congresso Internacional de História. Maringá: UEM, 2015. p. 26-27.

4.
COELHO NETO, R.. Intelectuais, política e exílio na revista Araucaria de Chile (1978-1990). In: III Encontro de Pesquisa em História da UFMG, 2014, Belo Horizonte. Caderno de Resumos. Belo Horizonte: UFMG, 2014. p. 131-132.

5.
COELHO NETO, R.. Debates acerca da função política do intelectual exilado nas revistas Araucaria de Chile e Literatura chilena en el exilio/Literatura chilena, creación y crítica. In: XI Encontro Internacional da Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas, 2014, Niterói. Caderno de Resumos da ANPHLAC. Niterói: UFF, 2014. p. 124-125.

6.
COELHO NETO, R.. Literatura e resistência política nas revistas exílicas Literatura chilena en el exilio/Literatura chilena, creación y crítica e Araucaria de Chile (1977-1989). In: II Jornadas de trabajo sobre Exilios Políticos del Cono Sur en el siglo XX. Agendas, problemas y perspectivas conceptuales, 2014, Montevideo. Libro de resúmenes II Jornadas de trabajo sobre Exilios Políticos del Cono Sur en el siglo XX. Agendas, problemas y perspectivas conceptuales. Montevideo: Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación. Universidad de la República. Uruguay, 2014. p. 62-63.

Artigos aceitos para publicação
1.
COELHO NETO, R.. Intelectuais, exílio e resistência política na revista Araucaria de Chile. História Social (UNICAMP), 2015.

Apresentações de Trabalho
1.
COELHO NETO, R.. Mediação intelectual, direitos humanos e resistência política à ditadura militar chilena por meio da revista de exílio Chile-América. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
COELHO NETO, R.. Debates sobre as violações aos direitos humanos durante a ditadura militar chilena na revista Chile- América. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
COELHO NETO, R.. Memória da violência política pinochetista na literatura de testemunho publicada pelas revistas Literatura Chilena e Araucaria de Chile. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
COELHO NETO, R.. O projeto editorial Chile-América/Cesoc (1974-1990): resistência política, direitos humanos e redes intelectuais durante a ditadura militar chilena. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
COELHO NETO, R.. Revista Araucaria de Chile: porta-voz do Partido Comunista chileno?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
COELHO NETO, R.. Aproximações e divergências entre as revistas Araucaria de Chile e Literatura Chilena en el Exilio/Literatura Chilena, Creación y Crítica na resistência cultural e política à ditadura militar no Chile. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
COELHO NETO, R.. Crítica Literária, exílio e política na revista Literatura Chilena en el Exilio: reflexões a partir das resenhas bibliográficas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
COELHO NETO, R.. Exílio da crítica chilena: análises da literatura de resistência política na revista Literatura Chilena en el Exilio (1977-1980). 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
COELHO NETO, R.. Intelectuais, política e exílio na revista Araucaria de Chile (1978-1990). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
COELHO NETO, R.. Debates acerca da função política do intelectual exilado nas revistas Araucaria de Chile e Literatura chilena en el exilio/Literatura chilena, creación y crítica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
COELHO NETO, R.. Literatura e resistência política nas revistas exílicas Literatura chilena en el exílio/Literatura chilena, creación y crítica e Araucaria de Chile (1977-1989). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
COELHO NETO, R.; PRATES, T.H.O. . Revistas de intelectuais exilados como fonte/objeto de pesquisa na História: o caso de Araucaria de Chile e Encuentro de la Cultura Cubana. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
COELHO NETO, R.. As representações sobre a Revolução Sandinista nas páginas da revista exílica Araucaria de Chile (1978-1990). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
COELHO NETO, R.. As representações sobre os processos revolucionários latino-americanos na revista exílica Araucaria de Chile (1978-1990). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
COELHO NETO, R.. Reflexões sobre o marxismo na América Latina nos anos 1920: José Carlos Mariátegui, Haya de la Torre e Julio Antonio Mella. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
COELHO NETO, R.. Exílio, intelectuais, literatura e resistência política nas revistas Literatura Chilena en el Exilio/Literatura Chilena, Creación y Crítica e Araucaria de Chile (1977-1989) 2016 (Dissertação (mestrado)).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
COELHO NETO, R.. Parecer ad hoc para a revista Palimpsesto. Revista Científica de Estudios Sociales Iberoamericanos. 2018.

2.
COELHO NETO, R.. Parecer ad hoc para Verinotio ? Revista on-line de Filosofia e Ciências Humanas. 2018.

3.
COELHO NETO, R.. Parecer ad hoc para a revista Palimpsesto. Revista Científica de Estudios Sociales Iberoamericanos. 2018.

4.
COELHO NETO, R.. Parecer ad hoc para a Revista Eletrônica do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte. 2017.

5.
SOUZA, F. J. O. ; DINIZ, V. N. ; COELHO NETO, R. ; CORREA, B. C. . Dossiê de Tombamento do Conjunto de Murais da Artista Yara Tupynambá. 2009.

6.
SOUZA, F. J. O. ; SILVA, S. P. ; COELHO NETO, R. ; CORREA, B. C. ; BICALHO, C. H. . Dossiê do Conjunto Urbano Avenida Barbacena - Grandes Equipamentos. 2009.


Demais tipos de produção técnica
1.
COELHO NETO, R.. Resistência cultural e política à ditadura militar chilena. 2018. (Curso de curta duração ministrado).

2.
COELHO NETO, R.. Dawson Isla 10. 2017. (Cinema Comentado).

3.
COELHO NETO, R.; SIQUEIRA, L. M. M. ; DRUMMOND, C.M.F. ; ANDRADE, C. M. ; LIMA, F. L. T. ; ROCHA, M. M. L. ; SUSIN, I. V. . Histórias, Memórias e Representações nas Américas entre os séculos XIX e XXI. 2017. (Coordenação de Simpósio Temático).

4.
COELHO NETO, R.; PRATES, T.H.O. ; GOMES, W. A. ; DRUMMOND, C.M.F. ; SCHEID, N.I.S. ; LUZ, M.C.P. . Cultura, economia e política na América independente. 2016. (Coordenação de Simpósio Temático).

5.
COELHO NETO, R.; CARVALHO, M.H.M. ; PRATES, T.H.O. . As revistas como objetos de investigação: debates teóricos e metodológicos. 2016. (Curso de curta duração ministrado).

6.
COELHO NETO, R.; ALCÂNTARA, C. P. ; PEREIRA, A. M. ; LOTT, W. P. ; GOMES, W. A. ; PRATES, T. H. O. . Política, Cultura, Economia e Sociedade nas Américas nos séculos XIX e XX. 2015. (Coordenação de Simpósio Temático).

7.
COELHO NETO, R.; PRATES, T.H.O. ; CARVALHO, M.H.M. . As revistas como fonte e objeto de pesquisa para o historiador. 2015. (Curso de curta duração ministrado).

8.
SOUZA, F. J. O. ; ARROYO, M. A. ; COELHO NETO, R. ; CORREA, B. C. . Fotógrafo lambe-lambe: retratos do ofício em Belo Horizonte. 1.ed. Belo Horizonte: Fundação Municipal de Cultura, 2011, 120p.. 2010. (Entrevista; Transcrição; Textos).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Colóquio Pensar as Direitas na América Latina no século XX. 2018. (Outra).

2.
I Simpósio de História das Américas: resistências culturas e práticas políticas.Minicurso intitulado Resistência cultural e política à ditadura militar chilena. 2018. (Simpósio).

3.
VII Encontro de Pesquisa em História da UFMG. 2018. (Encontro).

4.
XII Encontro Internacional da Anphlac.Mediação intelectual, direitos humanos e resistência política à ditadura militar chilena por meio da revista de exílio Chile-América. 2018. (Encontro).

5.
II Colóquio Internacional sobre Violência Política no século XX. UFF. Memória da violência política pinochetista na literatura de testemunho publicada pelas revistas Literatura Chilena e Araucaria de Chile. 2017. (Congresso).

6.
Semana de História PUC Minas - História, Poder e Registros: desafios contemporâneos.Cinema Comentado. Análise do filme Dawson Isla 10, do cineasta chileno Miguel Littín.. 2017. (Outra).

7.
VI Encontro de Pesquisa em História da UFMG.Debates sobre as violações aos direitos humanos durante a ditadura militar chilena na revista Chile- América. 2017. (Simpósio).

8.
V Encontro de Pesquisa em História UFMG.Coordenação de simpósio temático, apresentação de trabalho e curso de curta duração ministrado. 2016. (Encontro).

9.
XII Encontro Internacional da Anphlac, UFMS.Aproximações e divergências entre as revistas Araucaria de Chile e Literatura Chilena en el Exilio/Literatura Chilena, Creación y Crítica na resistência cultural e política à ditadura militar no Chile. 2016. (Encontro).

10.
IV Encontro de Pesquisa em História UFMG.Coordenação de Simpósio Temático e Curso de Curta Duração Ministrado. 2015. (Encontro).

11.
Primo Levi: o poético e o político na literatura de testemunho. 2015. (Seminário).

12.
VII Congresso Internacional de História e XXXV ENCUENTRO DE GEOHISTORIA REGIONAL - UEM/Universidad Nacional del Nordeste. Crítica Literária, exílio e política na revista Literatura Chilena en el Exilio: reflexões a partir das resenhas bibliográficas. 2015. (Congresso).

13.
XII Semana de História e VII Colóquio de Iniciação Científica do Centro Universitário Estácio de Sá.Exílio da crítica chilena: análises da literatura de resistência política na revista Literatura Chilena en el Exilio. 2015. (Encontro).

14.
História do Brasil Nação. 2014. (Seminário).

15.
II Congreso de Historia Intelectual de América Latina. La Biografia Colectiva en la Historia Intelectual Latinoamericana. Buenos Aires. Revistas de intelectuais exilados como fonte/objeto de pesquisa na História: o caso de Araucaria de Chile e Encuentro de la Cultura Cubana. 2014. (Congresso).

16.
III Encontro de Pesquisa em História, UFMG.Intelectuais, política e exílio na revista Araucaria de Chile (1978-1990). 2014. (Simpósio).

17.
II Jornadas de trabajo sobre Exilios Polìticos del Cono Sur en el siglo XX. Agendas, problemas y perspectivas conceptuales. Montevideo. Literatura e resistência política nas revistas exílicas Literatura chilena en el exilio/Literatura chilena, creación y crítica e Araucaria de Chile (1977-1989). 2014. (Congresso).

18.
XI Encontro Internacional da Associação Nacional de Pesquisadores e Professores de História das Américas, UFF.Debates acerca da função política do intelectual exilado nas revistas Araucaria de Chile e Literatura chilena en el exilio/Literatura chilena, creación y crítica. 2014. (Encontro).

19.
II Encontro de Pesquisa em História, UFMG.As representações sobre a Revolução Sandinista nas páginas da revista exílica Araucaria de Chile (1978-1990). 2013. (Encontro).

20.
I Jornada de Estudos Latino-Americanos "Nuestra América: Cenários e Perspectivas". 2013. (Encontro).

21.
VI Congresso Internacional de História, UEM. As representações sobre os processos revolucionários latino-americanos na revista exílica Araucaria de Chile (1978-1990). 2013. (Congresso).

22.
História Oral: um lugar de interseções. 2012. (Seminário).

23.
I Encontro de Pesquisa em História, UFMG.Reflexões sobre o marxismo na América Latina nos anos 1920: José Carlos Mariátegui, Haya de la Torre e Julio Antonio Mella. 2012. (Encontro).

24.
XVIII Encontro Regional Anpuh (UFOP): Dimensões do poder na História. 2012. (Encontro).

25.
O Brasil em dois Tempos: História, Pensamento Social e Tempo Presente. 2011. (Seminário).

26.
Rastros da Cultura Política Comunista em Gota D´água. 2011. (Outra).

27.
A teoria da Ação Comunicativa e sua aplicação para os estudos sobre democracia na América Latina. 2009. (Outra).

28.
Memória, História e Instituição. 2009. (Seminário).

29.
Encontro Nacional dos Estudantes de História. 2008. (Encontro).

30.
Populismo no contexto sócio-político atual. 2008. (Simpósio).

31.
Resistência, valorização e resgate da tradição cultural andina. 2008. (Simpósio).

32.
As ciências do humano no universo do conhecimento: para além do utilitarismo, do pragmatismo e da burocracia. 2007. (Simpósio).

33.
Por que pensar e quem somos nós na América Latina?. 2007. (Simpósio).

34.
Para quem pesquisamos?. 2006. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
COELHO NETO, R.; SUSIN, I. V. ; DRUMMOND, C.M.F. ; ANDRADE, C. M. ; ROCHA, M. M. L. ; LIMA, F. L. T. ; SIQUEIRA, L. M. M. . Simpósio Temático Histórias, Memórias e Representações nas Américas entre os séculos XIX e XXI - VI Ephis. 2017. (Congresso).

2.
COELHO NETO, R.; PRATES, T.H.O. ; GOMES, W. A. ; DRUMMOND, C.M.F. ; LUZ, M.C.P. ; SCHEID, N.I.S. . Simpósio Temático Cultura, economia e política na América independente - Ephis V. 2016. (Congresso).

3.
COELHO NETO, R.; ALCÂNTARA, C. P. ; PRATES, T.H.O. ; PEREIRA, A. M. ; LOTT, W. P. ; GOMES, W. A. . Simpósio Temático Política, Cultura, Economia e Sociedade nas Américas nos séculos XIX e XX - Ephis IV. 2015. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/11/2018 às 8:50:48