Andrea Quilian de Vargas

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6112538992333166
  • Última atualização do currículo em 15/10/2018


Pós-doutorado em andamento na Universidade Federal de Santa Maria. Doutorado em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Mestrado em Letras pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); graduação em Letras Licenciatura - Habilitação Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa - pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), campus Cachoeira do Sul. Professora nas redes privada e pública (municipal e estadual) em Cachoeira do Sul e Santa Maria, no período compreendido entre 1993 e 2011. Ênfase da pesquisa, no período de Mestrado, no estudo das manifestações literárias que privilegiam questões de alteridade em contextos ditatoriais e fragmentados, relação entre história e literatura, memória e crítica da cultura. O tema do projeto de doutoramento foi a obra do escritor e dramaturgo italiano Luigi Pirandello, com destaque para as questões concernentes à antirrepresentação, à modernidade, à desumanização da arte e às narrativas fantásticas. Atualmente, a pesquisa está direcionada para a análise dos contos de Luigi Pirandello e Murilo Rubião, com ênfase nos aspectos de crítica social que os perpassam. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Andrea Quilian de Vargas
Nome em citações bibliográficas
Andrea Quilian de Vargas;VARGAS, A. Q.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Santa Maria.
Av. Roraima, 1000 - Prédio 16, Centro de Artes e Letras
Camobi
97105-900 - Santa Maria, RS - Brasil
Telefone: (55) 32208000
URL da Homepage: www.ufsm.br


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2017
Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Letras.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: O conflito da representação nas narrativas de Luigi Pirandello: a (des) humanização da arte, Ano de obtenção: 2017.
Orientador: Andrea Quilian de Vargas.
Coorientador: Rosani Úrsula Ketzer Umbach.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2011 - 2013
Mestrado em Letras.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: Tropical sol da liberdade: entre o mar e as amendoeiras, resgates e rupturas através da narrativa,Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Rosani Úrsula Ketzer Umbach.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Letras / Subárea: Literatura Brasileira.
1998 - 2001
Graduação em Letras.
Universidade Luterana do Brasil, ULBRA, Brasil.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes


Formação Complementar


2016 - 2016
Doutorado Sanduíche.
Università degli Studi Roma Tre, UNIROMA, Itália.
2012 - 2012
General English Course. (Carga horária: 300h).
University of New South Wales, UNSW, Austrália.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Estadual de Educação João Neves da Fontoura, IEEJNF, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 42


Escola Estadual de Educação Básica Augusto Ruschi, EEEBAR, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 42


Prefeitura Municipal de Cachoeira do Sul, PMCS, Brasil.
Vínculo institucional

1993 - 1995
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 22


Colégio Sinodal Barão do Rio Branco, CSBRB, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1997
Vínculo: Professora, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 22


Precisão Pré-Vestibular, PPV, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 2003
Vínculo: Sócia proprietária, Enquadramento Funcional: Coordenação Pedagógica, Carga horária: 40


Advance Escola de Línguas, AEL, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Sócia proprietária, Enquadramento Funcional: Administração, Carga horária: 20



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
FANTÁSTICO UMORISTICO E BANALIZADO: DIÁLOGOS INSÓLITOS E TRANSGRESSIVOS ENTRE LUIGI PIRANDELLO E MURILO RUBIÃO
Descrição: O objetivo deste projeto é abrir um espaço de leituras e debates sobre narrativas fantásticas de diferentes períodos e contextos, partindo dos textos clássicos de Poe, Hoffmann, Gogol, Maupassant, Gautier, entre outros, alargando as reflexões, posteriormente, para as narrativas curtas de Luigi Pirandello e Murilo Rubião, escritores que, nos primórdios do século XX, ressignificaram a ficção fantástica tematizando e problematizando a condição perturbadora do homem moderno. O evento insólito em si, a partir da reflexão crítica umoristica de Pirandello e da banalização do sobrenatural de Rubião, torna-se secundário. Ao desmontar a realidade objetiva por intermédio do emprego de elementos característicos da literatura fantástica, ambos os autores subvertem a noção de realidade, ao mesmo tempo em que conferem a seus contos um caráter transgressivo e de crítica aos costumes e à configuração da sociedade de seus respectivos contextos. Partindo desse pressuposto, o objetivo do projeto é elucidar, de forma sistemática, de que forma as questões sociais e culturais são abordadas nos contos fantásticos de Pirandello e Rubião..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Anti-mímesis e conflito da representação na obra de Luigi Pirandello: a desumanização da arte
Descrição: Luigi Pirandello se destacou no cenário da literatura e da dramaturgia italianas no final do século XIX e início do XX. No que se refere à representação, evidencia-se, em sua obra, uma importante diferença entre ele e seus predecessores: enquanto as personagens veristas pretendiam ser cópias do real, apontando para um modelo humano do qual acreditavam ser as intérpretes, as criações pirandellianas reivindicavam seu lugar como personagens exclusivamente, como ideias dissociadas de qualquer intenção de representar o ser humano, entendido por Pirandello como um ser complexo, fragmentado e duvidoso. Tal concepção pessimista acerca da espécie humana é perceptível em textos que apontam para um processo de "desumanização" do homem, sendo que o termo deve ser apreendido sob duas perspectivas: a morte do homem liberal, absorvido e vilipendiado pelo aparato moderno; a ruptura com os moldes naturalistas de representação que tinham no homem seu centro gravitacional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Andrea Quilian de Vargas - Integrante / Rosani Úrsula Ketzer Umbach - Coordenador.
2011 - 2013
Tropical sol da liberdade: entre o mar e as amendoeiras, resgates e rupturas através da narrativa
Descrição: O Grupo de Pesquisa Literatura e Autoritarismo tem por objetivo desenvolver projetos referentes à produção e recepção de obras literárias em contextos políticos autoritários. Entre seus horizontes preferenciais, estão as experiências do autoritarismo alemão durante o nazi-fascismo e o comunismo, os períodos de autoritarismo brasileiro no Estado Novo e na ditadura militar recente, e as formas ditatoriais na América Hispânica. As reflexões críticas envolvem cânone, censura, recepção de obras associadas à defesa de ideologias autoritárias, bem como comparações entre escritores marcados por diferentes formas de autoritarismo. A dinâmica de produção do grupo procura articular as diferentes instituições envolvidas, e consolidar as suas linhas de pesquisa nos cursos de pós-graduação em que atuam os docentes, em especial na instituição-sede, a UFSM. Os pesquisadores desenvolvem atividades de ensino, pesquisa, extensão e formação de recursos humanos, incluindo docência em graduação e pós-graduação, estudo de documentos, organização de publicações, promoção de eventos e orientação de alunos. Durante o período de 2000 a 2002, o grupo desenvolveu uma série de atividades, que foram apresentadas em Relatório enviado ao CNPq em fevereiro de 2001. Os professores Rosani Ketzer Umbach e Jaime Ginzburg receberam bolsas de produtividade de pesquisa do CNPq. Foram envolvidos no trabalho estudantes de graduação, alguns deles com bolsas de iniciação científica, e pós-graduação. Foram organizados quatro eventos no ano de 2001 com apresentação de trabalhos de membros do grupo e de convidados. Além de organizar o n. 22 da Revista Letras da UFSM, com o tema Literatura e Autoritarismo, membros do grupo publicaram artigos no país e no exterior, com resultados de seu trabalho. Em agosto de 2002, o relatório recebeu aprovação do CNPq. Desde 2003, o Grupo também disponibiliza a Revista Literatura e Autoritarismo Online, ISSN 1679-849X, disponível em www.ufsm.br/la no link "revista eletrônica"..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Andrea Quilian de Vargas - Integrante / Andrea de Vargas Binttencourt - Integrante / Rosani Úrsula Ketzer Umbach - Coordenador.


Projetos de extensão


2018 - Atual
Fantástico humorístico e banalizado: diálogos insólitos entre Luigi Pirandello e Murilo Rubião
Descrição: Luigi Pirandello e Murilo Rubião são escritores que, nos primórdios do século XX, ressignificaram a ficção fantástica tematizando e problematizando a condição perturbadora do homem moderno. O evento insólito em si, a partir da reflexão crítica umoristica de Pirandello e da banalização do sobrenatural de Rubião, torna-se secundário. Ao desmontar a realidade objetiva por intermédio do emprego de elementos característicos da literatura fantástica, ambos os autores subvertem a noção de realidade, ao mesmo tempo em que conferem a seus contos um caráter transgressivo e de crítica aos costumes e à configuração da sociedade de seus respectivos contextos. Partindo desse pressuposto, o objetivo do projeto é elucidar, de forma sistemática, de que forma as questões sociais e culturais são abordadas nos contos fantásticos de Pirandello e Rubião..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Andrea Quilian de Vargas - Coordenador.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VARGAS, A. Q.2018VARGAS, A. Q.. As manifestações do mal em O sopro, O filho trocado e Mal da lua, de Luigi Pirandello. MISCELÂNEA (ASSIS. ONLINE), v. 23, p. 193-211, 2018.

2.
VARGAS, A. Q.2017VARGAS, A. Q.. Esfinge revisitada: a transfiguração do mito em território selvagem. Revista de Letras Norte@mentos, v. 10, p. 145-163, 2017.

3.
VARGAS, A. Q.2017VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Imagens em 'Quaderni di Serafino Gubbio operatore': engano ou representação?. TERRA ROXA E OUTRAS TERRAS, v. 32, p. 21-31, 2017.

4.
VARGAS, A. Q.2017VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Sombras e dissonâncias em Pirandello. ESTUDOS LINGUÍSTICOS E LITERÁRIOS, v. 56, p. 6-25, 2017.

5.
VARGAS, A. Q.2016VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Verismo italiano e subjetividade: o reverso em Luigi Pirandello. Desenredo (PPGL/UPF), v. 12, p. 239-263, 2016.

6.
VARGAS, A. Q.2016VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Mattia Pascal e Serafino Gubbio: os homens degenerados de Luigi Pirandello. Revista todas as letras (MACKENZIE. Online), v. 19, p. 12-25, 2016.

7.
VARGAS, A. Q.2016VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Dualidades em L'Esclusa, de Luigi Pirandello: lições de 'umorismo'. Revista e-scrita: revista do curso de etras da UNIABEU, v. 7, p. 28-40, 2016.

8.
VARGAS, A. Q.2016VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Loucura e sensatez em Belucca e Moscarda: os loucos de Pirandello. Todas as Musas: Revista de Literatura e das Múltiplas Linguagens da Arte (Online), v. 8, p. 1-12, 2016.

9.
VARGAS, A. Q.2016VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . O riso desconcertante em Il fu Mattia Pascal: lições de umorismo. Revista Língua & Literatura (Online), v. 18, p. 124-139, 2016.

10.
VARGAS, A. Q.2016VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . PERSONAGGIO UOMO E PERSONAGGIO PARTICELLA: RESQUÍCIOS DE HUMANIDADE EM KAFKA E PIRANDELLO. Literatura em Debate (URI), v. 10, p. 147-159, 2016.

11.
VARGAS, A. Q.2015 VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . As personagens autorreflexivas de Pirandello: ser ou parecer?. Revista Letras, v. 1, p. 89-107, 2015.

12.
VARGAS, A. Q.2015VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Pirandello e a inquietude moderna. Boletim de Pesquisa NELIC (on-line), v. 15, p. 211-226, 2015.

13.
VARGAS, A. Q.2015VARGAS, A. Q.. A cidade das damas no campo movediço da literatura comparada e dos estudos feministas. Cadernos do IL (UFRGS), v. 51, p. 1-19, 2015.

14.
VARGAS, A. Q.2014 VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . A narrativa resistente em Pirandello: uma questão de ética. Vozes dos Vales, v. 6, p. 1, 2014.

15.
VARGAS, A. Q.2014VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Os paraísos artificiais de Des Esseintes, um esteta decadente. Línguas & Letras (Online), v. 15, p. 1-13, 2014.

16.
VARGAS, A. Q.2014VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . A MULHER NOS ANOS 60: FRÁGIL OU SUBVERSIVA?. Literatura e Autoritarismo (UFSM), v. 1, p. 82-92, 2014.

17.
Andrea Quilian de Vargas2013Andrea Quilian de Vargas ; UMBACH, R. U. K. . O ressentimento dos exilados em Tropical sol da liberdade, de Ana Maria Machado: uma questão sensível. Estação Literária, v. 10, p. 81-97, 2013.

18.
VARGAS, A. Q.2013 VARGAS, A. Q.; UMBACH, R. U. K. . Tropical sol da liberdade: narrativa pós-traumática, espaço de dor e esquecimento. MOARA, v. 37, p. 14-23, 2013.

19.
VARGAS, A. Q.2013VARGAS, A. Q.. Tropical sol da liberdade: narrativa e resistência em tempos de barbárie. Literatura em Debate (URI), v. 7, p. 263-280, 2013.

20.
Andrea Quilian de Vargas2012 Andrea Quilian de Vargas ; UMBACH, R. U. K. . O Brasil de 64 sob o olhar feminino em Tropical sol da liberdade: tristes terras, tristes tempos. Scripta UNIANDRADE, v. 9, p. 124-141, 2012.

21.
Andrea Quilian de Vargas2011Andrea Quilian de Vargas ; Elaine dos Santos . Tropical sol da liberdade, memórias de um espírito libertário. Literatura e Autoritarismo (UFSM), v. 18, p. 20-38, 2011.

22.
Andrea Quilian de Vargas2011Andrea Quilian de Vargas ; UMBACH, R. U. K. . A identidade em questão em Budapeste, de Chico Buarque. Estação Literária, v. 8, p. 66-74, 2011.

23.
Andrea Quilian de Vargas2011Andrea Quilian de Vargas ; UMBACH, R. U. K. . O deslocamento do 'ex-cêntrico' no romance pós-ditatorial brasileiro. REVELL - Revista de Estudos Literários da UEMS, v. 2, p. 91-99, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
VARGAS, A. Q.. Teoria e ficção em "Uno, nessuno e centomila". In: Sílvio Takeshi Tamura. (Org.). Estudos de Literatura Comparada. 01ed.Rio de Janeiro: Mares Editores, 2017, v. 01, p. 219-243.

2.
VARGAS, A. Q.. Jogo de espelhos: um diálogo entre a pintura e o metateatro. In: Pamela de Simas Rodrigues; Renato Martins e Silva. (Org.). Leituras e releituras: aspectos literários e linguísticos. 1ed.Rio de Janeiro: Mares Editores, 2017, v. 1, p. 42-71.

3.
VARGAS, A. Q.. Tropical sol da liberdade: quem são as testemunhas?. In: Rosani ketzer Umbach; Hertz Wendel de Camargo. (Org.). Imagem, mídia e violência. 1ed.Londrina: Syntagma Editores, 2016, v. 1, p. 383-412.

4.
VARGAS, A. Q.. A desumanização da arte em Pirandello. In: Ana Cristina Pelosi; Cristiane Lindemann; Ernesto Sohnle Jr; Eunice Piazza Gai; José Arlei Cardoso; Rafael Eisinger Guimarães. (Org.). Literatura, linguagem e mídia. 1ed.Águas de São Pedro: Livronovo, 2016, v. 1, p. 97-103.

5.
VARGAS, A. Q.. A negação do romance harmônico em Pirandello: ecos da modernidade. In: Marcela Ferreira da Silva; Claudia Vanessa Bergamini. (Org.). Literatura e sociedade em estudos acadêmicos. 1ed.Rio de Janeiro: Mares, 2016, v. 1, p. 146-180.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VARGAS, A. Q.. Inverossimilhanças em Pirandello: reflexos dos tempos modernos. In: XI SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA DA LITERATURA, 2015, PORTO ALEGRE. ANAIS DO XI SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA DA LITERATURA. PORTO ALEGRE: EDITORA PUC/RS, 2015. v. XI. p. 1-9.

2.
Andrea Quilian de Vargas . Tropical sol da liberdade: metaficção historiográfica?. In: IX Seminário Internacional de História da Literatura, 2011, Porto Alegre. IX Seminário Internacional de História da Literatura. Porto Alegre: Edipucrs, 2011. v. 9. p. 1073-1073.

Apresentações de Trabalho
1.
VARGAS, A. Q.. A desumanização da arte em Pirandello: uma perspectiva moderna. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
VARGAS, A. Q.. Inverossimilhanças em Pirandello: reflexos dos tempos modernos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
VARGAS, A. Q.. Luigi Pirandello e a inquietude moderna. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
VARGAS, A. Q.. A antirrepresentação em Pirandello: uma perspectiva moderna. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
Andrea Quilian de Vargas . Tropical sol da liberdade: metaficção historiográfica?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
VARGAS, A. Q.. Ana Maria Machado, literatura que liberta. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
Andrea Quilian de Vargas . O 'ex-cêntrico'subvertendo a história no romance pós-ditatorial brasileiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Demais tipos de produção técnica
1.
VARGAS, A. Q.. O romance desconcertante de Luigi Pirandello: uma perspectiva moderna e humorística. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
"Bloom foi dormir- Relato de um Ulysses concluído". 2011. (Outra).

2.
Seminário de Literatura, Comparatismo e Crítica Social. 2011. (Seminário).

3.
XII Congresso Internacional da Abralic. 2011. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/10/2018 às 21:24:50