Luiz Henrique Doria Vilaça

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3981787812460549
  • Última atualização do currículo em 28/01/2017


Possui graduação em Engenharia de Produção e Ciência Política, ambas pela Universidade de Brasília (UnB). Atualmente é mestrando em Ciência Política na mesma universidade e membro do grupo de pesquisa Resocie (Repensando as Relações Estado-Sociedade). Tem experiência nas áreas de implementação de políticas públicas, movimentos sociais, ação coletiva e mídias digitais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luiz Henrique Doria Vilaça
Nome em citações bibliográficas
VILAÇA, L. H. D.


Formação acadêmica/titulação


2015
Mestrado em andamento em Ciência Política.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil. Orientador: Marisa von Bülow.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2015 - 2016
Graduação em Ciências Políticas.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Democracia e Inclusão: A Atuação do Ministério Público no Brasil pós-1988.
Orientador: Rebecca Naeara Abers.
2009 - 2014
Graduação em Engenharia de Produção.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Análise do desenvolvimento de planejamento estratégico para a coordenação de tecnologia de informação de um órgão público federal.
Orientador: Annibal Afonso Neto.




Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de mestrado
Outras informações
Bolsista de mestrado na linha "Democracia e Sociedade" do Instituto de Ciência Política (IPOL) da Universidade de Brasília

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Auxílio a Pesquisador, Carga horária: 30
Outras informações
Bolsista do CPD (Centro de Informática da UnB), no Projeto da Escola Nacional de Defesa Cibernética (ENaDCiber).

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Auxílio a Pesquisador, Carga horária: 30
Outras informações
Bolsista do Núcleo de Multimídia e Internet (NMI).

Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de iniciação científica, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisador de iniciação científica do grupo Resocie - Repensando as Relações entre Estado e Sociedade Civil



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Ativismo Institucional: A Ação do Burocrata na Construção e Transformação das Políticas Públicas Brasileiras

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Karine Pereira em 30/01/2017.
Descrição: Esta pesquisa busca investigar a participação de burocratas governamentais na construção de políticas públicas e na transformação incremental das instituições políticas. Insere-se em uma agenda mais ampla de pesquisa que visa abrir a ?caixa preta? do poder executivo e examinar por dentro dele o processo de formulação e implementação das políticas públicas. Partimos do pressuposto de que burocratas não necessariamente se conformam às expectativas predominantes nos estudos da política. A literatura sobre burocracia tende a se dividir entre dois grupos: o que presume que burocratas são principalmente seguidores de ordens, e o que presume que esses são atores egoístas e racionais. Propomos ir além desta dicotomia, entendendo a ação burocrática como guiada por uma multiplicidade de orientações e metas. Buscamos compreender um tipo de ação que não se encaixa entre aqueles dois pólos: o ativismo. Seguindo a perspectiva da literatura emergente sobre agência, entendemos burocratas como agentes situados, constrangidos por contextos sociais, discursivos e institucionais, porém capazes de interpretar e às vezes modificar estes contextos. Entender burocratas como agentes situados significa presumir que práticas criativas ou mesmo contestatórias sejam possíveis no interior da burocracia, mesmo se essas não forem comuns. Sabemos que a vida burocrática é caracterizada por limites e frustrações. Quais são as possibilidades de superar estes limites, pelo menos de forma incremental? Que tipo de pessoa busca fazer isso? Quais estratégias empregam? O objetivo geral do projeto é explorar os condicionantes e dinâmicas do que chamamos de ativismo institucional, através de um estudo comparativo de políticas públicas em diferentes setores da burocracia federal brasileira. A partir do reconhecimento de que houveram mudanças importantes na composição social e política da burocracia federal em tempos recentes, a pesquisa busca responder às seguintes perguntas: A incorporação de indivíduos bem qualificados no serviço público, em alguns casos engajados em movimentos sociais, fez alguma diferença na forma que as políticas públicas são construídas e implementadas? O que leva alguns burocratas a buscar influenciar as políticas públicas e as instituições burocráticas que as implementam? Ou seja, por que se tornarem ativistas? Em quais condições tais ativistas têm a capacidade de contornar ou transformar as estruturas burocráticas, tornando-as mais capazes de contribuir para o bem público e a justiça social? Quais são os principais problemas que estes enfrentam nestas tentativas? Burocracias ineficientes? Oposição de elites? Relações hierárquicas? Quais são as estratégias que utilizam para enfrentar estes problemas? Quais recursos mobilizam? Qual o papel de redes profissionais e políticas de dentro e fora do estado na atuação dos ativistas institucionais? Como e quando as estratégias de mudança são melhor sucedidas?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (2) .
Integrantes: Luiz Henrique Doria Vilaça - Integrante / Rebecca Naera Abers - Coordenador / Ariadne de Oliveira Santiago - Integrante / Rafael Rocha Viana - Integrante / Roberto Rocha Pires - Integrante / Igor Brandão - Integrante / Camila Penna - Integrante / Marília Oliveira - Integrante.
2014 - Atual
Relações entre Estado e Sociedade na Política de Infraestrutura

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Karine Pereira em 30/01/2017.
Descrição: Este projeto explora a complexa relação entre atores dentro e fora no estado no processo decisório em torno de grandes projetos de infraestrutura. Um eixo central de análise é a dificuldade de se construir arranjos participativos formais capazes de dar vazão aos conflitos em torno de tais projetos e de proteger os interesses das comunidades vulneráveis afetadas por elas. Outro eixo central é a dinâmica de tomada decisão interna ao estado, afetada pela capacidade estatal diferenciada de diferentes burocracias, tanto no sentido de execução de projetos quanto no sentido de interagir e negociar com a sociedade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Internet em Movimento: o movimento estudantil chileno e as redes virtuais
Descrição: O objetivo do projeto é analisar os impactos que o uso de diferentes plataformas da internet têm em movimentos sociais, a partir do estudo de caso do movimento estudantil chileno entre 2011 e 2012. Mais especificamente, o projeto busca estudar o processo de aprendizagem dos líderes do movimento, que ao longo do tempo aprenderam a usar as várias plataformas virtuais.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Luiz Henrique Doria Vilaça - Integrante / Marisa von Bülow - Coordenador.
2011 - Atual
Atravessando fronteiras entre Estado e sociedade: Redes de ativismo nas políticas publicas brasileiras

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Ana Karine Pereira em 30/01/2017.
Descrição: O objetivo geral deste projeto é contribuir para novas análises sobre a transformação do Estado brasileiro ao examinar o papel de redes que atravessam a fronteira entre o Estado e a sociedade civil na formulação e negociação de políticas públicas ambientais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Ciência Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas/Especialidade: Análise do Processo Decisório.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Estado e Governo/Especialidade: Estrutura e Transformação do Estado.


Idiomas


Alemão
Compreende Pouco, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
VILAÇA, L. H. D.. Ativismo no caso da usina de Belo Monte: movimentos sociais e o Ministério Público cruzando fronteiras. In: IX Encontro da ANDHEP, 2016, Vitória. GT 13 Movimentos Sociais e o Direito, 2016.

2.
VILAÇA, L. H. D.. Práticas de Ativismo entre Estado e sociedade: o caso de Belo Monte. In: 40º Encontro Anual da ANPOCS, 2016, Caxambu. SPG16 ? Interações entre Estado e movimentos sociais: repertórios, repressão e resistência, 2016.

3.
SANTIAGO, A. O. ; VILAÇA, L. H. D. . Como atuam os burocratas? Reflexões analíticas sobre o papel da técnica na burocracia. In: 10º Encontro Anual da ABCP, 2016, Belo Horizonte. AT Estado e Políticas Públicas, 2016.

4.
VILAÇA, L. H. D.; VON BULOW, Marisa ; ABELIN, Pedro . Aprendendo a Usar o Facebook: o movimento estudantil no Chile e o ativismo digital. In: 39ª Encontro Anual da Anpocs, 2015, Caxambu. GT04 Ciberpolítica, ciberativismo e cibercultura, 2015.

5.
VILAÇA, L. H. D.. Instituições, criatividade e processos políticos: a atuação do Ministério Público no caso da usina de Belo Monte. In: 1º Seminário Internacional de Ciência Política, 2015, Porto Alegre. Instituições Políticas, 2015.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
PEREIRA, Ana. ; MERTENS, F. A. G. ; VILAÇA, L. H. D. . Collaborative Network in Contentious Policies: the effects of activism in the decision making process of hydroelectric dams in the Brazilian Amazon. In: Sunbelt XXXIII, 2013, Hamburgo. International Network for Social Network Analysis, 2013.

Apresentações de Trabalho
1.
VILAÇA, L. H. D.. Creativity in a relational bureaucracy: the Brazilian Ministério Público. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
VON BULOW, Marisa ; VILAÇA, L. H. D. ; ABELIN, Pedro . Social Media in Movement: students and mobilization in Chile. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
VILAÇA, L. H. D.. Democracia e Inclusão: o papel do Ministério Público no Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
FRANCO, B. ; SANTIAGO, A. O. ; DIAS, T. ; VILAÇA, L. H. D. . Who is behind the Anti-Rape Hashtags? A comparative analysis between Brazil and Argentina. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
VILAÇA, L. H. D.; PEREIRA, Ana. . A efetividade de processos políticos de accountability vertical e horizontal: a atuação do Ministério Público no caso da usina hidrelétrica de Belo Monte. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
VILAÇA, L. H. D.. Desenvolvimentismo, grupos minoritários e accountability: a atuação do Ministério Público Federal no caso de Belo Monte 2014 (Relatório de Pesquisa).

2.
VILAÇA, L. H. D.. Democracia e Mecanismos Participativos: uma análise do processo decisório da hidrelétrica de Belo Monte 2013 (Relatório de Pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
10º Encontro Anual da ANDHEP - Direitos Humanos, Sustentabilidade, Comunidades Tradicionais e Circulação Global. Ativismo no caso da usina de Belo Monte: movimentos sociais e o Ministério Público cruzando fronteiras. 2016. (Congresso).

2.
1º Seminário Internacional de Ciência Política.Instituições, criatividade e processos políticos: a atuação do Ministério Público no caso da usina de Belo Monte. 2016. (Seminário).

3.
3º Simpósio sobre Democracia e Desigualdades.Democracia e Inclusão: o papel do Ministério Público no Brasil. 2016. (Simpósio).

4.
40º Encontro Anual da ANPOCS. Práticas de Ativismo entre Estado e sociedade: o caso de Belo Monte. 2016. (Congresso).

5.
Contemporary Political Youth Culture & Communication Symposium.Social Media in Movement: students and mobilization in Chile. 2016. (Simpósio).

6.
Seminario Internacional.Creativity in a relational bureaucracy: the Brazilian Ministério Público. 2016. (Seminário).

7.
39º Encontro Anual da Anpocs. Aprendendo a Usar o Facebook: o movimento estudantil no Chile e o ativismo digital. 2015. (Congresso).

8.
20º Congresso de Iniciação Científica da UnB. Desenvolvimentismo, grupos minoritários e accountability: a atuação do Ministério Público Federal no caso de Belo Monte. 2014. (Exposição).

9.
Terceira Jornada de Ciências Sociais UFJF. A efetividade de processos políticos de accountability vertical e horizontal: a atuação do Ministério Público no caso da usina hidrelétrica de Belo Monte. 2014. (Congresso).

10.
19º Congresso de Iniciação Científica da UnB. Democracia e Mecanismos Participativos: uma análise do processo decisório da hidrelétrica de Belo Monte. 2013. (Exposição).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/11/2018 às 15:59:49