Felipe Milanez Pereira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7864564954901404
  • Última atualização do currículo em 11/01/2019


Professor adjunto de Humanidades no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos (IHAC), da Universidade Federal da Bahia. Professor permanente no Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade (Poscultura), no IHAC, e professor colaborador do Mestrado Profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas, no Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL/UFRB). Foi professor adjunto de "descolonização do conhecimento: universidade, sociedade e ambiente" na UFRB entre 2015-2018. Doutor em Sociologia pelo Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra, Portugal (diploma revalidado pela UFPE em 2016), mestre em ciência política pela Université de Toulouse (diploma revalidado pelo IUPERJ em 2004). Foi pesquisador no CES com a bolsa Marie Curie Fellow Researcher (Initial Training Network - FP7) pelo programa de Ecologia Política - European Network of Political Ecology (Entitle), e pesquisador visitante na School of Environment, Education and Development da Universidade de Manchester, Inglaterra (2013), e no Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém (2014). É líder do Grupo de Pesquisas em Ecologia Política: Ambientes Indisciplinados e Outras (R)existências; membro do Grupo de Trabalho Ecologia Política Desde América Latina Abya Yala, no CLACSO, e da The Society for the Anthropology of Lowland South America (SALSA). Os atuais trabalhos de pesquisas têm por tema principal o paradigma da ecologia política, com foco nas alternativas ao desenvolvimento, conflitos ecológicos, epistemologias decoloniais e os comuns. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Felipe Milanez Pereira
Nome em citações bibliográficas
MILANEZ, F.;MILANEZ, Felipe

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Bahia, Reitoria.
Rua Barão de Jeremoabo
Ondina
40170115 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 32836788


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2015
Doutorado em Democracia no Século XXI - Ecologia Política.
Centro de Estudos Sociais, laboratório associado Universidade de Coimbra, CES, Portugal.
Título: "A Ousadia de Conviver com a Floresta": Uma Ecologia Política do extrativismo na Amazônia, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Stefania Barca.
Coorientador: Alf Hornborg (Lund University).
Bolsista do(a): Research Executive Agency Marie Curie Actions, REA, Portugal.
Palavras-chave: Ecologia Política; Conflitos Ecológicos; Ambientalismo Popular; Extrativismo; violência.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
2002 - 2003
Mestrado em Ciência Política.
Université Toulouse 1 Capitole, TOULOUSE 1, França.
Título: Catastrophe et militantisme: L?explosion de l?usine AZF et l?association Plus jamais ça ? Ni ici ni ailleurs ? Croix de Pierre à Toulouse,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: J.L Loubet del Bayle.
Palavras-chave: Movimentos sociais; Ambientalismo; Desastre industrial.
Grande área: Ciências Humanas
1997 - 2001
Graduação em Direito.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.




Formação Complementar


2015 - 2015
Institutions, Justice and Democracy. (Carga horária: 58h).
Boðaziçi University, Bogazici, Turquia.
2015 - 2015
Navigating the Job Market. (Carga horária: 39h).
Humboldt-Universität Zu Berlin, HUB, Alemanha.
2014 - 2014
Extensão universitária em Project Management and Contribution to Policy. (Carga horária: 34h).
Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, UAB, Espanha.
2014 - 2014
Ecologia Política y Alternativas al Desarrollo. (Carga horária: 4h).
Universidad de Chile, UC, Chile.
2014 - 2014
Spring School on Social Movements. (Carga horária: 50h).
Lund University, LUND, Suécia.
2014 - 2014
Effective Communication Strategies. (Carga horária: 42h).
Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, UAB, Espanha.
2014 - 2014
Research for Civil Society. (Carga horária: 44h).
Centro di Documentazione sui Conflitti Ambientali, CDCA, Itália.
2013 - 2013
Commons, Conflicts and Disasters. (Carga horária: 52h).
Karokopio University, HUA, Grécia.
2013 - 2013
Research Design and Methods in Political Ecology. (Carga horária: 42h).
Universitat Autònoma de Barcelona - UAB, UAB, Espanha.
2013 - 2013
Advances in Political Ecology theory. (Carga horária: 50h).
University of Manchester, MANCHESTER, Inglaterra.


Atuação Profissional



Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor adjunto de Humanidades no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos


Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

07/2017 - Atual
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
Ciclo Revoluções Populares e a cultura popular: Nego Fugido.
06/2017 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

05/2017 - Atual
Ensino, Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Meio Ambiente, Saúde e Saneamento
Produção, descolonização, legitimidade do conhecimento: Universidade, Sociedade e Ambiente
10/2016 - Atual
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
Ambientes Indisciplinados: Educação, Cultura e Ecologia Política no Recôncavo e Além.
09/2016 - Atual
Ensino, Interdisciplinar em Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção, Descolonização, Legitimidade do Conhecimento: Universidade, Sociedade e Ambiente
09/2016 - Atual
Ensino, Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção, Descolonização, Legitimidade do Conhecimento: Universidade, Sociedade e Ambiente
09/2016 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT.

Atividade realizada
Membro do Grupo de Ecologia Política - CLACSO.
09/2016 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciência da Saúde, Centro de Ciência da Saúde.

Atividade realizada
Membro do NEGRAS: Grupo de Estudos em Gênero, Raça e Saúde.
09/2016 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT.

Atividade realizada
Membro da sociedade de pesquisas The Society for the Anthropology of Lowland South (SALSA).
08/2016 - Atual
Direção e administração, Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Cargo ou função
Vice-Coordenador de Área de Conhecimento Políticas de Formação, Interculturalidade e interdisciplinariedade.
05/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Cargo ou função
Membro da comissão paraelaboração do projeto de Mestrado Strictu Sensu em Cultura, Linguagens e Tecnologias, do Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas:.
05/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Pesquisa e Pós-Graduação..
03/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

09/2016 - 06/2017
Extensão universitária , Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas, .

Atividade de extensão realizada
Palestrante do Acervo audiovisual de pesquisa e extensão dos docentes da UFRB, atividade vinculada ao Programa Saberes Abertos, coordenado por Ariston de Lima Cardoso, promovido pela Superintendência de Educação Aberta e a Distância - SEAD, realizado em C.
05/2017 - 05/2017
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
IV Cultura e Negritude.
12/2016 - 12/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
membro da Comissão Organizadora da Exibição de "Mostra Panorama 2016", atividade vinculada ao Projeto Cineclube Guido Araújo, coordenado pela professora Maria Laura Bezerra Lindner.
12/2016 - 12/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
Palestrante, atividade vinculada ao Projeto Cineclube Guido Araújo, coordenado pela professora Maria Laura Bezerra Lindner.
11/2016 - 11/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
coordenador da atividade: Viver sem precisar crescer: Roda de conversa e troca de saberes com Giacomo D?Alisa e povos de santo de Santo Amaro,, em Santo Amaro - BA, no dia 25 de novembro de 2016, perfazendo uma carga horária total de 6 horas de atividades.
09/2016 - 09/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
palestrante da Mesa: "Cultura, identidades e ambientes", realizada durante a I Semana de Pesquisa do Cecult, coordenada por Regiane M. de Oliveira Nakagawa.
08/2016 - 09/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Cargo ou função
Comissão.
03/2016 - 08/2016
Ensino, Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção, Descolonização, Legitimidade do Conhecimento: Universidade, Sociedade e Ambiente
03/2016 - 08/2016
Ensino, Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção, Descolonização, Legitimidade do Conhecimento: Universidade, Sociedade e Ambiente
04/2016 - 05/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
Membro da Comissão Organizadora do III Cultura e Negritude.
04/2016 - 04/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
Membro da Comissão Organizadora da Exibição de "Nas Terras do Bem-Virá", atividade vinculada ao Projeto Cineclube Guido Araújo , coordenado pela professora Maria Laura Bezerra Lindner.
04/2016 - 04/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
Palestrante, atividade vinculada ao Projeto Cineclube Guido Araújo, coordenado pela professora Maria Laura Bezerra Lindner, promovido pelo Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas - CECULT / UFRB, realizado em Santo Amaro - BA, no dia 26 de a.
03/2016 - 03/2016
Extensão universitária , Centro de Cultura, Linguagens e Tecnologias Aplicadas ? CECULT, .

Atividade de extensão realizada
Coordenador da sessão de lançamento de livros do I Enicecult ? Encontro de Cultura, Linguagens e Tecnologias do Recôncavo, coordenado por Regiane Miranda de Oliveira Nakagawa.

Centro de Estudos Sociais, laboratório associado Universidade de Coimbra, CES, Portugal.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Investigador júnior, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisador em ecologia política

Atividades

12/2015 - 12/2015
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Estudos Sociais, Centro de Estudos Sociais.

Atividade realizada
Organizador do ENTITLE Workshop Pós-extrativismos, decrescimentos e alternativas de existências: as perspetivas das resistências ecológicas.
10/2012 - 12/2015
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Estudos Sociais, .

05/2015 - 05/2015
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Estudos Sociais, Centro de Estudos Sociais.

Atividade realizada
Organizador da Oficina 150 anos de Rondon: reflexões sobre política indigenista e política indígena no Brasil.
03/2015 - 03/2015
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Estudos Sociais, Centro de Estudos Sociais.

Atividade realizada
Organizador do Entitle Workshop on Political Ecology: theory, research and activism in Lisbon.
02/2015 - 02/2015
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Estudos Sociais, Centro de Estudos Sociais.

Atividade realizada
Organizador do Seminário Avançado ALICE / Entitle: A questão indígena na Comissão Nacional da Verdade (CNV), com Manuela Carneiro da Cunha.
04/2014 - 04/2014
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Estudos Sociais, Centro de Estudos Sociais.

Atividade realizada
Organizador do ENTITLE intensive workshop Environmental justice: engagement, research, and writing.
12/2013 - 12/2013
Extensão universitária , Centro de Estudos Sociais, .

Atividade de extensão realizada
Organizador da Mostra Cinematográfica Ecologia e lutas sociais: homenagem a Chico Mendes (1944-1988).

Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante

Atividades

09/2014 - 12/2014
Outras atividades técnico-científicas , Diretoria, Diretoria.

Atividade realizada
Elaboração da Proposta de Projeto de Exposição: No Coração das Trevas do capitalismo e do colonialismo.

University of Manchester, MANCHESTER, Inglaterra.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Visiting Researcher


Fundação Nacional do Índio, FUNAI, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Prestador de serviço, Enquadramento Funcional: Editor da revista Brasil Indígena, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Editor da revista Brasil Indígena de divulgação das questões indígenas e atuação do órgão

Atividades

01/2006 - 04/2007
Outras atividades técnico-científicas , Assessoria de Comunicação, Assessoria de Comunicação.

Atividade realizada
Editor da revista Brasil Indígena.

National Geographic Society, NGS, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Editor assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Editor assistente da redição brasileira da revista National Geographic, publicada pela Editora Abril


Ministério da Justiça, MJ, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessor do Consultor Jurídico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Revista CartaCapital, CARTA, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador
Outras informações
Colaborador da revista CartaCapital



Linhas de pesquisa


1.
Ecologia Política

Objetivo: Estudos de ecologia política em geral.
2.
Democracia, violência e desenvolvimento

Objetivo: Investigar as dinâmicas entre democracia, crescimento econômico, desenvolvimento e violência na Amazônia.
3.
Ecologia Política

Objetivo: Investigar as relações de poder associadas ao uso, acesso e apropriação dos recursos naturais, os conflitos distributivos e as resistências ecológicas desde o ponto de vista do Sul.
4.
Educação popular e descolonialidade

Objetivo: Investigar as dinâmicas e possibilidades descoloniais da educação popular.
Palavras-chave: Educação Popular; Descolonialidade.
5.
Outras Epistemoloigias
6.
Ecologia política e conflitos ambientais


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Racism and Anti-Racism in Brazil: the case of indigenous peoples
Descrição: The original inhabitants of Brazil are facing one of the most dangerous moments in their recent history. Cattle-ranching, large-scale agriculture, logging, and land speculation are destroying the Amazon forest and leading to the invasion of indigenous reservations and the violent displacement of their inhabitants. FUNAI (Bureau for the protection of indigenous peoples) has been seriously de-funded, and its existence is now being threatened altogether. Assassinations of native indians have increased by over 200% in the last ten years, and cases of openly racism against them, such as refusal to offer medical services, exclusion from public transport, verbal and physical attacks as well as disparaging remarks in the press or social media have become a routine. At the same time, indigenous activism is stronger than it has ever been, with Amerindian groups organising themselves in unions and associations, and using traditional and new media to discuss and counter the violence against them. For the first time, indigenous authors are publishing their own books, and there has been a well documented surge of indigenous cinema production, as well as an increasing number of visual artists and musicians who are making use of Western media and venues to express themselves and, in their own words, educate the non-indigenous population about their own ways of life. The purpose of this Research Network is to organise three events that will bring together indigenous leaders, artists and intellectuals with academics from the Humanities and Social Sciences with a view to discuss the current rise in racism and violence against indigenous peoples in Brazil, as well as strategies to resist it and contain it. Guided by recent theoretical debates on racism in the Humanities and Social Sciences, as well as by the natives' own experiences as discussed in loco and expressed in political and artistic works, the participants will attempt to answer such questions as: Why is racismagainst native populations growing so dramatically in Brazil in contradiction with politics of social-economic inclusion? How do cultural and environmental racism relate to racism more broadly? How is racism against native peoples propagated in the media and creative arts? How can the media and creative arts help to contain and revert the current increase in racism against native peoples? In which ways do the current economic and ecological pressures on the Amazon and other natural environments fuel (and are fuelled by) racism? How are indigenous leaders and their communities seeing the current rise in prejudice against them and how are they resisting it? What tools can traditional native knowledge bring to the debate about racism and the environment? What tools can current theories about race and ethnicity/indigeneity in Latin America bring to discussions about racism and prejudice against native peoples in Brazil? Can changes to the education system and school curricula help contain or revert the current rise in racism against native peoples? How does racism against native people relate to racism against Black rural communities and maroon communities? What practical and policy measures can be taken to contain and reverse racism? The Network will bring together scholars from the University of Manchester, Universidade Federal do Reconcavo Baiano, and Nucleo de Cultura Indigena. The two events in Brazil will culminate with the delivery of a document to government officials summarising the discussions and proposing a series of measures to be taken by the Government in order to contain and reverse racism against indigenous populations and improve the welfare of indigenous communities whilst promoting sustainable development. The meeting in Manchester will bring the conclusions from the events in Brazil onto a broader theoretical forum, and thus advance knowledge about racism and race r.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Biografias tóxicas: narrativas de guerrilha
Descrição: O objetivo deste projeto de pesquisa é produzir e coletar autobiografias toxicas, em colaboração com movimentos de base, associações e jovens pesquisadores e pesquisadoras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Este projeto integra o Grupo de Pesquisa Ambientes Indisciplinados e Outras Re-Existências, se associando à duas linhas de pesquisa: Ecologia Política e conflitos ambientais; Outras epistemologias e descolonizaçãoo do conhecimento. De caráter internacional, objetiva a internacionalização da universidade e se associa à rede ToxicBio, coordenada pelo laboratório sueco KTH, através do ToxicBios: a guerrilla narrative project, financiado por SeedBox. Autobiografias toxicas é um novo gênero literário emergente e representa uma nova forma de grupos marginalizados denunciar injustiças ambientais a que estão submetidos. Como gênero literário, as autobiografias toxicas ainda são praticamente ausentes no Brasil. Este projeto inovador visa justamente preencher esta lacuna, construindo uma ponte entre movimentos sociais e academia na busca por justiça ambiental..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2018
Neo-extrativismo, grilagem e conflitos ambientais: uma ecologia política no sudeste do Pará
Descrição: O objetivo central deste projeto é investigar os conflitos por terra e território no sul do Pará a partir do paradigma da ecologia política, identificando as percepções dos agentes locais a respeito das instituições democráticas, as diferentes linguagens de valoração em disputa e os projetos territorializados de vida que vão além de uma percepção homogênea da ideia de desenvolvimento. O conhecimento dos conflitos, das circunstâncias nas quais são praticados atos de violência, podem contribuir para a construção de projetos de paz, e de mecanismos políticos de resolução de conflitos, sendo, aqui, a política funcionando como uma ?anti-violência?. Como objetivo específico, propomos a elaboração de uma cartografia dos conflitos ambientais no sul do Pará, pela perspectiva da justiça ambiental, para identificar as disputas entre diferentes linguagens de valoração, e identificar as relações de poder associadas a certo tipos de linguagens de valor..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2016
European Network of Political Ecology (ENTITLE)
Descrição: ENTITLE, the European Network of Political Ecology is coordinated by ICTA at the Universitat Autònoma de Barcelona (Spain) with the collaboration of 8 Universities, 2 NGOs, 1 environmental consultancy, and 2 associate partners. ENTITLE trains 19 researchers (fellows), specifically 12 early stage (doctoral) researchers (ESR) and 7 experienced (post-doctoral) researchers (ER), in the inter-disciplinary field of political ecology (PE). ENTITLE aims to advance the theory, methods and social relevance of PE, helping it mature into a distinctive supra-disciplinary field. The social and political relevance of PE is promoted by embedding research projects in concrete socio-political processes and by including in the network partners from the private and the non-governmental sector involved in policy-advice and social action. ENTITLE aspires creating a critical mass of young political ecologists and boost the research field by developing the first PhD program in PE in Europe. Furthermore, ENTITLE seeks to build links between PE research, consultancy and action in the private and NGO sectors. The project has training, research, dissemination, and career development components. The training component?s goal is to teach the next generation of political ecologists different theories and methods as well as complementary skills and competencies useful in non-academic contexts. Training is achieved through supervised research and mentoring, local courses, specialized intensive courses, summer schools, and secondments in civil society organizations. Research involves in-depth case study work by each fellow on a variety of topics, in five thematic areas: commons, conflicts, disasters, social movements and democracy. Project dissemination involves a variety of activities, ranging from the project website and active presence in online social networks, to a blog developed by fellows, presentations in mass media, and organization of talks and events. All along the process, mentors and fellows work together on a career development plan, designing the training, research and other activities that will build the desired profile for the fellows..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (12) .
Integrantes: Felipe Milanez Pereira - Integrante / Stefania Barca - Integrante / Joan Martinez-Alier - Integrante / Giorgos Kallis - Coordenador / Alf Hornborg - Integrante.Financiador(es): Research Executive Agency Marie Curie Actions - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 30


Projetos de extensão


2017 - 2017
Ciclo Revoluções Populares
Descrição: A atividade consiste em integrar o mês de julho, sagrado na comunidade quilombola de Acupe com a prática do ritual Nego Fugido e dos Careteiros, fenômenos da cultura popular que celebram a luta popular contra a escravidão, para oferecer, no sentido de ?Devolver? para a comunidade, pesquisas acadêmicas sobre revoluções populares. Esta atividade procura avançar em uma perspectiva no relacionamento da universidade com a comunidade quilombola de Acupe, favorecendo a troca de saberes e o dialogo. Em um método dialógico e seguindo o paradigma das trocas de saberes, trazer o conhecimento e a experiência de revoluções sociais no mundo, durante o período em que se encena o Nego Fugido, pode ajudar a comunidade a imaginar e pensar formas de emancipação social, de se questionar o seu lugar no mundo, formas de união e solidariedade, e conhecer, sobretudo, os efeitos do colonialismo, do capitalismo e do patriarcado. Esta atividade tem sido pensada e planejada a partir de diálogos com intermediadores culturais e lideranças da comunidade, estudantes de Acupe na UFRB, e vem a se somar a uma série de atividades de extensão e pesquisa que a universidade tem desenvolvido em parceria com a comunidade, com o objetivo de um conhecimento compartilhado e comum..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Felipe Milanez Pereira - Coordenador / Monilson dos Santos Pinto - Integrante / Paulo de Freitas Castro Fonseca - Integrante.
2016 - 2018
Ambientes Indisciplinados: educação, cultura e ecologia política no Recôncavo e Além
Descrição: O projeto de pesquisa e extensão "Ambientes Indisciplinados: educação, cultura e ecologia política no Recôncavo e Além", acontece em seu primeiro momento ("fase Guaí"), junto da comunidade remanescente de quilombo Guaí, e é um projeto construído em diálogo com a comunidade para oferecer oficinas em trocas de saberes e conhecimentos de interesse da comunidade para promover reflexões sobre perspectivas e ideias de desenvolvimento sustentável e das alternativas ao desenvolvimento. Essas oficinas acontecem sob a forma de rodas de conversas com exposição de filme e debates sobre temas de interesses discutidos previamente com a comunidade. O projeto tem um caráter educativo pensado a partir do componente curricular que integra o projeto NUVEM "Descolonização do Conhecimento: Universidade, Sociedade e Ambiente", com foco especial em questões culturais e político-ecológicas. O objetivo é compartilhar conhecimentos produzidos na universidade com a comunidade, e aprender com a comunidade sobre conhecimentos produzidos na luta e que possam ser transformadores da universidade. Como resultado, serão produzidos documento em conjuntos e cartilhas eletrônicas em video com o objetivo de contribuir para a circulação do conhecimento nas escolas e na comunidade. A segunda fase, em andamento paralelo, promove perspectivas decoloniais de educação popular junto de comunidades do Recôncavo da Bahia, através de atividades específicas.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Felipe Milanez Pereira - Coordenador / Michel Fernandes da Rosa - Integrante / Elder Ribeiro - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2016 - 2017
Decrescimento: viver sem precisar crescer
Descrição: Decrescimento é um projeto de extensão e pesquisa sobre alternativas de existência à dinâmica crescimentista/desenvolvimentista, relacionada e desenvolvida a partir do projeto "Ambientes Indisciplinados: educação, cultura e ecologia política no Recôncavo e Além". Esta extensão visa ampliar o debate em torno da ideia de decrescimento ("degrowth", em inglês, e "decroissance", em francês), para perspectivas possíveis em construção no Brasil, e acontece por meio de diálogos de saberes, provocando reflexões sobre pós-desenvolvimento a partir de outros conhecimentos e através de uma abordagem articulada com as comunidades envolvidas. A primeira atividade, de 25 de novembro de 2016, promove o lançamento do livro "Decrescimento: vocabulário para um novo mundo", com a presença do organizador do livro, Giacomo D´Alisa, investigador da Universidade Autônoma de Barcelona, em roda de conversas com com a presença de líderes de Povos de Terreiro de Santo Amaro - Babá Pote Santo Amaro do Ilê Axé Oju Onirê, do Babá Gilson de Oxóssi do Ilê Axé Omorodé Loni Omorodé Oluaiê, e da Egbon Manuela de Ogun Já do Ilê Axé Oju Onirê..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Felipe Milanez Pereira - Coordenador / Michel Fernandes da Rosa - Integrante / Elder Ribeiro - Integrante.


Membro de corpo editorial


2018 - Atual
Periódico: TEMÁTICAS (UNICAMP)
2017 - Atual
Periódico: Vukapanavo: Revista Terena


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Revista Crítica de Ciências Sociais
2016 - Atual
Periódico: Etnográfica
2016 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciência Política
2017 - Atual
Periódico: Ciencia Política
2018 - Atual
Periódico: NEW POLITICAL ECONOMY


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Ecologia Política.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2016
Fala Magistral de Encerramento, Congreso Latinoamericano de Ecologia Política.
2012
Herói da Floresta na América Latina e Caribe: Forest Heroes Programme and Awards, ONU - United Nations Forum on Forests Secretariat.
2012
Finalista do Prêmio Greenvana Greenbest de melhor Jornalista e Blogueiro (categoria: Academia), Greenvana.
2011
Prêmio Abril de Jornalismo, Editora Abril.
2009
Prêmio Abril de Jornalismo (finalista): Melhor Texto de reportagem, Editora Abril.
2008
Premio Abril de Jornalismo (finalista): Melhor Texto de Reportagem, Editora Abril.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1MILANEZ, Felipe2018MILANEZ, Felipe. A vida contra a ordem genocida. Flauta de Luz, v. 5, p. 27-33, 2018.

2.
4ARISI, B.2017 ARISI, B. ; MILANEZ, Felipe . Isolados e ilhados: indigenismo e conflitos no Vale do Javari, Amazônia. ESTUDOS IBERO-AMERICANOS (PUCRS. IMPRESSO), v. 43, p. 49-66, 2017.

3.
2MILANEZ, F.2017MILANEZ, F.; PINTO, M. S. . Nego Fugido y la rebelión esclava contra el Antropoceno. ECOLOGÍA POLÍTICA, v. 53, p. 72-75, 2017.

4.
3MILANEZ, F.2017MILANEZ, F.; WEDEKIND, J. ; MOORE, J. . Del Capitaloceno a una nueva política ontológica. ECOLOGÍA POLÍTICA, v. 53, p. 108-110, 2017.

5.
5SALLEH, A.2017SALLEH, A. ; LAAN, M. V. D. ; RONCATO, M. S. ; TOITIO, R. ; MILANEZ, F. . A tecnociência pós-moderna e o trabalho de cuidado (revisão da tradução). Cadernos Cemarx, v. 10, p. 175-196, 2017.

6.
8MILANEZ, Felipe2016MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . The Few Remaining: Genocide Survivors and the Brazilian State. TIPITI, v. 14, p. 131-134, 2016.

7.
7MILANEZ, F.2016MILANEZ, F.; MARTINEZ-ALIER, J. . Ecologismo dos pobres, Colonialismo e Metabolismo Social. InSURgência, v. 1, p. 8-18, 2016.

8.
6MILANEZ, Felipe2016MILANEZ, Felipe. Tipiti Book Review: The Unconquered: In Search of the Amazon?s Last uncontacted Tribe, by Scott Wallace. TIPITI, v. 14, p. 243-247, 2016.

9.
9MILANEZ, Felipe2015 MILANEZ, Felipe; TROCATE, C. . La búsqueda de la soberanía entre la neo-extracción y el viejo acaparamiento de tierras. Ecología Política, v. 49, p. 42-50, 2015.

10.
10MILANEZ, F.2013MILANEZ, F.. Le frontiere di sangue dell'Amazzonia. Zapruder. Storie in movimento, v. 30, p. 1, 2013.

11.
11MILANEZ, F.2012MILANEZ, F.. Resenha: Susanna B. Hecht (2013), The Scramble for the Amazon and the Lost Paradise of Euclides da Cunha. Chicago: University of Chicago Press, 632 pp.. E-cadernos CES (Online), v. 17, p. 205-213, 2012.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
MILANEZ, Felipe. Memórias Sertanistas: Cem Anos de Indigenismo no Brasil. 1. ed. São Paulo: Sesc, 2015. v. 1. 424p .

2.
Alcantara, Araquem (Org.) ; MILANEZ, F. (Org.) . Mata Atlantica. 1. ed. São Paulo: Terra Brasil, 2008. v. 5000. 212p .

Capítulos de livros publicados
1.
MILANEZ, F.. COMPRESSÃO E APROPRIAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO NO NEOEXTRATIVISMO: UMA CRÍTICA PELA ECOLOGIA POLÍTICA. In: Marta Inez Medeiros Marques, Carina Inserra Bernini, Eduardo Castro, Lucia Cavalieri, Pietra Cepero Rua Perez, Andrei Cornetta, José de Sousa Sobrinho. (Org.). Perspectivas de Natureza: Geografia, formas de natureza e política. 1ed.São Paulo: Annablume, 2018, v. 1, p. 14-.

2.
MILANEZ, Felipe; RIBEIRO, E. ; ROSA, M. F. . Vicer sem precisar crescer: roda de conversa e trocas de saberes com Giacomo D'Alisa e povos de Santo Amaro. In: Lia Lordelo. (Org.). Cecult em Ação: Relatos Extensionistas. 1ed.Santo Amaro: UFRB, 2018, v. 1, p. 40-45.

3.
ROSA, M. F. ; BONFIM, C. A. ; MILANEZ, Felipe . Epistemologias insurgentes e outras indisciplinariedades. In: NAKAGAWA, R.M.O; MARTINS, W.R.M.O; CORDEIRO, I.R.D.S; BRITO, T.F.S.. (Org.). Diálogos interdisciplinares: intercâmbios e tensionamentos nos estudos de cultura e linguagens.. 1ed.Salvador: Editora da UFBA, 2018, v. 1, p. 197-208.

4.
MILANEZ, F.; NIXIWAKA, B. B. . Uma nova Era, a Era do Amor: Espiritualidade e luta por liberdade do povo Yawanawá. In: Julie Dorrico; Leno Francisco Danner; Heloisa Helena Siqueira Correia; Fernando Danner (Orgs.). (Org.). Literatura indígena brasileira contemporânea: criação, crítica e recepção. 1ed.Porto Alegre: Editora Fi, 2018, v. 1, p. 85-112.

5.
MILANEZ, Felipe. Comprender, luchar y transformar el mundo. In: Rodríguez Garavito, César. (Org.). Por un medio ambiente sano que promueva los derechos humanos en el Sur Global. 1ed.Ciudad Autónoma de Buenos Aire: Siglo Veintiuno Editores, 2017, v. 1, p. 337-352.

6.
MILANEZ, Felipe. Knowledge, Struggle, and Transforming the World. In: Rodríguez-Garavito, César. (Org.). Fighting the Tide. Human Rights and Environmental Justice in the Global South. 1ed.Bogota: Center for the Study of Law, Justice and Society, Dejusticia, 2017, v. 1, p. 334-348.

7.
MILANEZ, Felipe. A aceleração do crescimento e a resistência descolonial no Brasil. In: Héctor Alimonda ; Catalina Toro Pérez ; Facundo Martín. (Org.). Ecología política latinoamericana : pensamiento crítico, diferencia latinoamericana y rearticulación epistémica. 1ed.Buenos Aires: CLACSO, 2017, v. 1, p. 287-301.

8.
MILANEZ, Felipe. Violence and Capitalism: when money drains blood. In: María J. Beltrán, Panagiota Kotsila, Gustavo García López, Giorgos Velegrakis, Irina Velicu. (Org.). Political Ecology for Civil Socviety. 1ed.Roma: CDCA, 2016, v. , p. 59-65.

9.
ARISI, B. ; MILANEZ, F. . De índios isolados a ignorados: conflitos no Vale do Javari, AM. In: Gilse Elisa Rodrigues, Michel Justamand, Tarcísio Santiago Cruz. (Org.). Fazendo antropologia no Alto Solimões: diversidade étnica e fronteira. 1ed.Embu das Artes: Alexa Cultural, 2016, v. , p. 37-65.

10.
MILANEZ, Felipe. O que pode vir a ser no Brasil a ideia de decrescer?. In: Giacomo D?Alisa, Federico Demaria e Giorgos Kallis. (Org.). Decrescimento: vocabulário para um novo mundo. 1ed.Porto Alegre, RS: Tomo Editorial, 2016, v. , p. 9-13.

11.
MILANEZ, Felipe. Os Sertanistas. In: Milanez, Felipe. (Org.). Memórias Sertanistas: Cem Anos de Indigenismo no Brasil. 1ed.São Paulo: Sesc, 2015, v. , p. 33-64.

12.
MILANEZ, Felipe. A ditadura e o país desertificado. In: Milanez, Felipe. (Org.). Memórias Sertanistas: Cem Anos de Indigenismo no Brasil. 1ed.São Paulo: Sesc, 2015, v. 1, p. 65-84.

13.
MILANEZ, Felipe. O futuro da tradição sertanista. In: Milanez, Felipe. (Org.). Memórias Sertanistas: Cem Anos de Indigenismo no Brasil. 1ed.São Paulo: Sesc, 2015, v. 1, p. 407-418.

14.
MILANEZ, Felipe. Zuruahá: Contágio nas Matas. In: Beto Ricardo e Fany Ricardo. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2006/2010. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011, v. 1, p. 408-410.

15.
MILANEZ, Felipe. Akuntsu: Tristeza Índia. In: Beto Ricardo e Fany Ricardo. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2006/2010. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011, v. 1, p. 545-549.

16.
MILANEZ, Felipe. Isolados Piripkura: Sombras da Selva. In: Beto Ricardo e Fany Ricardo. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2006/2010. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011, v. 1, p. 573-576.

17.
MILANEZ, Felipe. Floresta de sombras. In: Felipe Milanez. (Org.). Mata Atlântica. 1ed.São Paulo: Terra Brasil, 2008, v. 1, p. 179-189.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MENTON, M. ; MILANEZ, F. . Brazil?s next president threatens the people and forests of the Amazon. New Scientist, 07 nov. 2018.

2.
MILANEZ, F.. Bolsonaro encourage les massacres et l?holocauste écologique. Mediapart.fr, 26 out. 2018.

3.
MILANEZ, F.. É pela própria vida que devemos defender os direitos humanos. CartaCapital, 18 out. 2018.

4.
MILANEZ, F.. Bolsonaro insufla carnificina no campo e holocausto ecológico. CartaCapital, 13 out. 2018.

5.
MILANEZ, F.. Em encontro inédito, indígenas debatem racismo no Recôncavo da Bahia. CartaCapital, São Paulo, 14 maio 2018.

6.
MILANEZ, Felipe. A VIDA CONTRA O PROGRESSO/CRESCIMENTO E CONTRA A ORDEM GENOCIDA. Biblioteca Virtual Consuelo Pondé, Salvador, 23 abr. 2018.

7.
MILANEZ, Felipe. Retorno de massacres marca 22 anos de Carajás. CartaCapital, São Paulo, 17 abr. 2018.

8.
MILANEZ, F.. No Festival de Berlim, indígenas lançam manifesto contra intolerância. CartaCapital, São Paulo, 18 fev. 2018.

9.
MILANEZ, Felipe. Intolerância é a arma do assassinato do professor Marcondes Namblá. CartaCapital, São Paulo, 10 jan. 2018.

10.
MILANEZ, Felipe. James O?Connor (1930-2017): um grande ecossocialista nos deixou. CartaCapital, São Paulo, 20 dez. 2017.

11.
MILANEZ, Felipe. Dias de angústia e terror no Pará. CartaCapital, São Paulo, 28 nov. 2017.

12.
MILANEZ, Felipe. No Parlamento Europeu, indígenas denunciam ataques do governo Temer. CartaCapital, São Paulo, 23 out. 2017.

13.
MILANEZ, Felipe. Morre Afonso Alves da Cruz, sertanista ícone do Xingu. CartaCapital, 02 out. 2017.

14.
MILANEZ, Felipe. 'Os índios isolados foram massacrados, mas Funai diz que não há provas'. CartaCapital, Sao Paulo, 11 set. 2017.

15.
MILANEZ, Felipe. MPF suspeita de massacre de indígenas no Amazonas. CartaCapital, 08 set. 2017.

16.
MILANEZ, Felipe. Mudanças internas na Funai preocupam indígenas e servidores. CartaCapital, 06 set. 2017.

17.
MILANEZ, Felipe. 'Marco temporal', um argumento racista para legitimar massacres. CartaCapital, 15 ago. 2017.

18.
MILANEZ, Felipe. Ministério solta portaria fascista contra indígenas e quilombolas. CartaCapital, São Paulo, 13 jul. 2017.

19.
MILANEZ, F.. Pará, bloody Pará. ENTITLE Blog, Barcelona, Espanha, 15 jun. 2017.

20.
MILANEZ, F.. Pará, sangrento Pará. MST, mst.org.br, 29 maio 2017.

21.
MILANEZ, F.. Um adeus ao sertanista Porfírio de Carvalho. CartaCapital, São Paulo, 17 maio 2017.

22.
MILANEZ, Felipe. Felipe Milanez: jovem resistência indígena enterrará velhos ruralistas. Outras Palavras, São Paulo, 12 maio 2017.

23.
MILANEZ, F.. A espoliação da terra e da vida do índio. CartaCapital, São Paulo, 05 maio 2017.

24.
MILANEZ, F.. A jovem resistência indígena vai enterrar os velhos ruralistas. CartaCapital, São Paulo, 02 maio 2017.

25.
MILANEZ, F.; ARISI, B. . Xingu, the clamor coming from the forest in Rio de Janeiro?s Carnival. ENTITLE Blog, Barcelona, Espanha, 23 fev. 2017.

26.
MILANEZ, F.. A conjuntura da política indigenista se afunila para um extermínio total: Entrevista com Dinamam Tuxá. CartaCapital, São Paulo, 17 fev. 2017.

27.
MILANEZ, Felipe. Na Funai e no Incra, governo aposta em pastores e ruralistas. CartaCapital, São Paulo, 13 jan. 2017.

28.
MILANEZ, F.. É hora de honrar aqueles que nos deixaram. CartaCapital, São Paulo, 21 dez. 2016.

29.
MILANEZ, F.. Zé Claudio e Maria: justiça histórica. CartaCapital, São Paulo, 12 dez. 2016.

30.
MILANEZ, Felipe. Golpe, Funai e a resistência indígena em Brasília. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 25 out. 2016.

31.
MILANEZ, Felipe. Martírio: um filme para indignar Brasília. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 22 set. 2016.

32.
MILANEZ, Felipe. Indígenas denunciam violência e racismo na ONU. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 21 set. 2016.

33.
MILANEZ, Felipe. Indígenas ocupam Dsei há 10 dias no MT. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 14 set. 2016.

34.
MILANEZ, Felipe; TAKUMAN, T. . Takumã Kuikuro, um indígena em Brasília no dia do golpe. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 07 set. 2016.

35.
MILANEZ, Felipe. Sete tristes troncos, diplomacia e um protesto. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 22 ago. 2016.

36.
MILANEZ, Felipe. Memória de ambientalista assassinado sobrevive a tentativa de difamação. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 13 ago. 2016.

37.
MILANEZ, Felipe. Um adeus a Léia, guerreira Kaiowá Guarani. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 16 jun. 2016.

38.
MILANEZ, F.. The Few Remaining: Genocide Survivors and the Brazilian State. ENTITLE Blog, Barcelona, Espanha, 10 jun. 2016.

39.
MILANEZ, Felipe. A morte de Konibu e o crime de genocídio de Romero Jucá. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 02 jun. 2016.

40.
MILANEZ, Felipe. Relatora da ONU critica governo interino e alerta para etnocídio. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 17 maio 2016.

41.
MILANEZ, Felipe. A gigante Vale contra o professor no Pará. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 06 maio 2016.

42.
MILANEZ, Felipe. Por trás de uma demarcação, a poderosa imagem dos índios isolados. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 28 abr. 2016.

43.
MILANEZ, Felipe. A explosão da violência na luta pela terra e território. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 15 abr. 2016.

44.
MILANEZ, Felipe; ACOSTA, A. . ¡El Buen Vivir es para todos y todas, o no lo es!. Entitle Blog, Barcelona, p. 1, 18 mar. 2016.

45.
MILANEZ, Felipe. Xavantes acusam polícia de racismo no MT. CartaCapital, Sã Paulo, p. 1, 10 mar. 2016.

46.
MILANEZ, Felipe; KRENAK, A. . Ailton Krenak: um professor formado na luta. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 03 mar. 2016.

47.
MILANEZ, Felipe. Indígenas e MPF suspendem o céu no Pará. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 18 fev. 2016.

48.
MILANEZ, Felipe. A violência racial se vence com união e luta. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 26 jan. 2016.

49.
MILANEZ, Felipe. Omissão da Funai pode ter levado a conflito violento no Vale do Javari. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 19 nov. 2015.

50.
MILANEZ, Felipe. Guerra e omissão na Amazônia. CartaCapital, São Paulo, p. 1 - 1, 19 nov. 2015.

51.
MILANEZ, Felipe. Mariana: desastres viram chance de ganhar dinheiro sobre o sofrimento. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 12 nov. 2015.

52.
DA SILVA, M. do E. S. ; MILANEZ, Felipe . A ousadia da mulher guerreira: a reflexão de Maria do Espírito Santo. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 04 nov. 2015.

53.
BENITES, T ; MILANEZ, Felipe . Os ataques a indígenas no MS na visão de uma liderança. CartaCapital, São Paulo, p. 1, 16 set. 2015.

54.
MILANEZ, Felipe; LOPEZ, G. G. ; DE ROSA, S. . A conversation with Rob Nixon. Entitle Blog, Barcelona, p. 1, 04 set. 2015.

55.
MILANEZ, Felipe. A destruição em Belo Monte virou atração: o sítio-escola. CartaCapital, p. 1, 21 jul. 2015.

56.
MILANEZ, Felipe. Grilagem de terra e saque de recursos: a máquina de matar na Amazônia. CartaCapital, São Paulo, 24 maio 2015.

57.
MILANEZ, Felipe. A strange mirror in the Amazon frontier. Entitle Blog, Barcelona, p. 1, 06 maio 2015.

58.
MILANEZ, Felipe. Um ato contra a impunidade no Pará. CartaCapital, São Paulo, 30 abr. 2015.

59.
MILANEZ, Felipe. O cinema mostra o rosto da Amazônia. CartaCapital, São Paulo, 28 abr. 2015.

60.
MILANEZ, Felipe. Para sair da crise, não adianta esgotar os recursos naturais. CartaCapital, São Paulo, 28 abr. 2015.

61.
MILANEZ, Felipe. Vale suspende recursos a indígenas e causa reviravolta em comunidades. CartaCapital, São Paulo, 19 abr. 2015.

62.
MILANEZ, Felipe. Os 19 anos dos 19 mortos em Eldorado dos Carajás. CartaCapital, São Paulo, 18 abr. 2015.

63.
MILANEZ, Felipe. Matando por Terras na Curva do Massacre. CartaCapital, São Paulo, 16 abr. 2015.

64.
MILANEZ, Felipe. ?Se o bicho avançar, vamos encarar de pé?, diz Ailton Krenak. CartaCapital, São Paulo, 10 abr. 2015.

65.
MILANEZ, Felipe. Mro'ô, um grande chefe kayapó que nos deixou. CartaCapital, São Paulo, 07 abr. 2015.

66.
MILANEZ, Felipe. Decolonisation and the Munduruku Protocol: It?s time to listen and to respect. Entitle Blog, p. 1, 18 mar. 2015.

67.
MILANEZ, Felipe. Uma década sem Dorothy Stang e com muito sangue na terra. CartaCapital, São Paulo, 12 fev. 2015.

68.
MILANEZ, Felipe. Malthus e a crise hídrica em São Paulo. CartaCapital, São Paulo, 02 fev. 2015.

69.
MILANEZ, Felipe. Indígenas protestam contra sentença e ação missionária. CartaCapital, São Paulo, 12 dez. 2014.

70.
MILANEZ, Felipe. Sentença da Justiça Federal acirra conflitos em Santarém. CartaCapital, São Paulo, 12 dez. 2014.

71.
MILANEZ, Felipe. Tribunal concede habeas corpus para soltar cacique Suruí. CartaCapital, São Paulo, 03 dez. 2014.

72.
MILANEZ, Felipe. 'Somos Zumbi', dizem quilombolas do Marajó contra o agronegócio. CartaCapital, São Paulo, 20 nov. 2014.

73.
MILANEZ, Felipe. Apos 14 dias preso, cacique Suruí aguarda decisão de recursos. CartaCapital, São Paulo, 11 nov. 2014.

74.
MILANEZ, Felipe. Dinheiro é veneno no Xingu. CartaCapital, São Paulo, 31 out. 2014.

75.
MILANEZ, Felipe. PF prende cacique Suruí no Pará; família diz que prisão é política. CartaCapital, São Paulo, 30 out. 2014.

76.
MILANEZ, Felipe. Polícia do Pará não cumpre mandado de prisão de quem mandou matar casal de ambientalistas. CartaCapital, São Paulo, 24 out. 2014.

77.
MILANEZ, Felipe. Cacique Babau vota em Dilma contra o ?Carlismo? na Bahia. CartaCapital, São Paulo, 22 out. 2014.

78.
MILANEZ, Felipe. Relatório recomenda remover aldeias e alagar área indígena para construir usinas no Tapajós. CartaCapital, São Paulo, 25 set. 2014.

79.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . A Tale of Two Contacts: The Government Approach to Isolated Peoples. Indian Country Today, Estados Unidos, 19 set. 2014.

80.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . From Head-Ball to Hunter-Gatherers: The True Story of the Mashco-Piro. Indian Country Today, Estados Unidos, 18 set. 2014.

81.
MILANEZ, F.; SHEPARD JR, G. H. . Mashco-Piros: Missionaries and ?human safaris? initiate contact in Peru. Indian Country Today, Estados Unidos, 17 set. 2014.

82.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Isolados, índios Mashco Piro são alvo de 'safári humano'. CartaCapital, São Paulo, 09 set. 2014.

83.
MILANEZ, Felipe. Arqueólogos se posicionam contra licenciamento de barragens nos rios Tapajós e Teles Pires. CartaCapital, São Paulo, 06 set. 2014.

84.
MILANEZ, Felipe. Índios acusam governo de manipulação em consulta sobre saúde. CartaCapital, São Paulo, 03 set. 2014.

85.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Contato dos Xatanawa põe fim a resistência centenária. CartaCapital, São Paulo, 07 ago. 2014.

86.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Quiet War in Amazon: The Uncontacted Tribes Vs. Drug Lords and Loggers. Indian Country Today, Estados Unidos, 06 ago. 2014.

87.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Banana Diplomacy: Making First Contact With Uncontacted Tribe in Amazon. Indian Country Today, Estados Unidos, 05 ago. 2014.

88.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Murderous Drug Traffickers Force Isolated Group in Amazon to Make Contact. Indian Country Today, Estados Unidos, 04 ago. 2014.

89.
MILANEZ, Felipe. Julho sangrento no país da pistolagem. CartaCapital, São Paulo, 24 jul. 2014.

90.
MILANEZ, Felipe. Justiça do Pará revê caso de assassinato de ambientalistas. CartaCapital, São Paulo, 20 jul. 2014.

91.
MILANEZ, Felipe. Mercado verde, madeiras de sangue. CartaCapital, São Paulo, 26 maio 2014.

92.
MILANEZ, Felipe. Dois passos contra a impunidade no 'coração das trevas' da Amazônia. CartaCapital, São Paulo, 13 maio 2014.

93.
MILANEZ, Felipe. Na Amazônia, a Justiça tarda e falha. CartaCapital, São Paulo, 05 maio 2014.

94.
MILANEZ, Felipe; FEARNSIDE, P. . Cheias no rio Madeira: um desastre anunciado. CartaCapital, São Paulo, 13 mar. 2014.

95.
MILANEZ, Felipe. Dilma decreta 'Estado de Exceção' e envia Exército para conflito no sul da Bahia. CartaCapital, São Paulo, 18 fev. 2014.

96.
MILANEZ, Felipe. 'Na Amazônia, ainda há muitos conflitos', diz Gomercindo Rodrigues. CartaCapital, São Paulo, 22 dez. 2013.

97.
MILANEZ, Felipe. 'Chico Mendes está pulando dentro do túmulo', diz amigo. CartaCapital, São Paulo, 22 dez. 2013.

98.
MILANEZ, Felipe. 25 anos sem Chico Mendes. CartaCapital, São Paulo, 22 dez. 2013.

99.
MILANEZ, Felipe. STF garante direitos constitucionais indígenas. CartaCapital, São Paulo, 24 out. 2013.

100.
MILANEZ, Felipe; GUDYNAS, E. . Não há futuro em exportar matérias primas. CartaCapital, São Paulo, 08 out. 2013.

101.
MILANEZ, Felipe. Ex-presidentes da Funai analisam ataque aos direitos indígenas. CartaCapital, São Paulo, 01 out. 2013.

102.
MILANEZ, Felipe. 'Brasília não escuta a gente', diz chefe do povo Kuikuro. CartaCapital, São Paulo, 27 set. 2013.

103.
MILANEZ, Felipe. Em defesa das almas indígenas. CartaCapital, São Paulo, 11 set. 2013.

104.
MILANEZ, Felipe. Em defesa das sociedades indígenas. CartaCapital, São Paulo, 09 ago. 2013.

105.
MILANEZ, Felipe. Justiça manda prender fazendeiro acusado de chacina, há 28 anos, no Pará. CartaCapital, São Paulo, 10 jul. 2013.

106.
MILANEZ, Felipe. O efeito boomerang da bala de borracha. CartaCapital, São Paulo, 17 jun. 2013.

107.
MILANEZ, Felipe. A nova 'guerra justa' aos índios. CartaCapital, São Paulo, 05 jun. 2013.

108.
MILANEZ, Felipe. O gosto amargo da impunidade. CartaCapital, São Paulo, 24 maio 2013.

109.
MILANEZ, Felipe. Mais uma barbárie impune. CartaCapital, São Paulo, 05 abr. 2013.

110.
MILANEZ, Felipe. Brazil's Xavante People Struggle for Their Territory ? Marãiwatséde. Indian Country Today, 31 out. 2012.

111.
MILANEZ, F.. http://rollingstone.uol.com.br/edicao/49/medo-e-tensao-no-oeste#imagem0. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 jun. 2012.

112.
MILANEZ, F.. O mercado de almas selvagens. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 dez. 2011.

113.
MILANEZ, Felipe. Entrevista com um escravo. CartaCapital, São Paulo, 28 jul. 2011.

114.
MILANEZ, Felipe. Os últimos momentos. CartaCapital, São Paulo, 03 jun. 2011.

115.
MILANEZ, Felipe. Assassinato e barbárie na floresta. CartaCapital, São Paulo, 24 maio 2011.

116.
MILANEZ, F.. Utopia real: os 50 anos do Parque Indígena do Xingu. Revista Rolling Stone, São Paulo, 01 abr. 2011.

117.
MILANEZ, F.. Zé Cláudio e a Majestade. Revista Vice, São Paulo, 28 out. 2010.

118.
MILANEZ, F.. Transando a Amazônica, Essa Quarentona. Revista Vice, São Paulo, 04 out. 2010.

119.
MILANEZ, F.. Medo e tensão no Oeste. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 out. 2010.

120.
MILANEZ, F.. Pô, Funai, Recontrata o Afonsinho!. Revista Vice, São Paulo, 23 jul. 2010.

121.
MILANEZ, F.. Genocídio na Selva. Revista Vice, São Paulo, 04 jun. 2010.

122.
Neves, Eduardo G. ; MILANEZ, F. . Brasil: Ano Mil. National Geographic, São Paulo, 01 maio 2010.

123.
MILANEZ, F.. Tristeza Índia. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 dez. 2009.

124.
MILANEZ, F.. Calha Norte: A outra margem do rio. National Geograhic, São Paulo, 01 set. 2009.

125.
MILANEZ, F.. Madeiras de Sangue. Revista Rolling Stone, São Paulo, 01 jul. 2008.

126.
MILANEZ, F.. Uma visita a Colniza, a cidade mais violenta do Brasil. Revista rollingStone Brasil, São Paulo, 01 dez. 2007.

127.
MILANEZ, F.. A emergência da esquerda indígena contra o fascismo. CartaCapital.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MILANEZ, Felipe. A ousadia do ambientalismo popular. In: 40 ANPOCS, 2016, Caxambu. Anais do 40º Encontro Anual da Anpocs, de 24 a 28 de outubro de 2016, em Caxambu - MG.. Caxambu: ANPOCS, 2016.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MILANEZ, F.. Compressão e apropriação do tempo e do espaço no neoextrativismo: uma critica pela ecologia política e pelo decrescimento. In: Seminário Perspectivas de Natureza, 2017, São Paulo. Seminário Perspectivas de Natureza, 2017.

2.
BARCA, S. ; MILANEZ, Felipe . Laboring the Amazon. The experience of the ?Extractive Reserves? and the contested legacy of Chico Mendes. In: Colóquio Internacional Epistemologias do Sul:aprendizagens globais Sul-Sul, Sul-Norte e Norte-Sul, 2014, Coimbra. Colóquio Internacional Epistemologias do Sul:aprendizagens globais Sul-Sul, Sul-Norte e Norte-Sul. Coimbra: Centro de Estudos Sociais ? Laboratório Associado Universidade de Coimbra, 2014. p. 468-478.

Artigos aceitos para publicação
1.
ARMIERO, Marco ; ANDRITSOS, T. ; BARCA, S. ; BRAS, R. ; CAUYELA, S. R. ; DEDEOĞ ; PIERRI, M. ; FERNANDES, L. O. ; GRAVAGNO, F. ; GRECO, L. ; GREYL, L. ; IENGO, I. ; LINDBLOM, J. ; MILANEZ, F. ; PEDRO, S. ; PAPPALARDO, G. ; PETRILLO, A. ; PORTALURI, M. ; PRIVITERA, E. E. ; SARI, A. C. ; VELEGRAKIS, G. . Toxic Bios - Toxic Autobiographies. A public environmental humanities project. Environmental Justice (Print), 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
MILANEZ, Felipe. Ecologia política e justiça ambiental. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MILANEZ, F.; Rastelli, M. . Nego Fugido and the Slave Revolution against the Anhtropocene. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
MILANEZ, F.. Toxic amazon: Violence against environmental defenders. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MILANEZ, F.. Decolonizaing the approach to the violence against forest defenders. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
MILANEZ, F.. Uma ecologia polítyica do isolamento e da soberania. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
MILANEZ, Felipe; CARRASCO, Cristina ; QUINTELA, Sandra . Diálogo entre as economias alternativas: Economia feminista, economia solidária, Economia ecológica e decrescimento. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
MILANEZ, Felipe. Resistência Política Ameríndia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
MILANEZ, Felipe. O Mercado de Almas selvagens. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
MILANEZ, F.. Compressão e Apropriação do Tempo e do Espaço no Neoextrativismo: uma crítica pela ecologia politica e pelo decrescimento. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
MILANEZ, Felipe. Resistiendo al extractivismo y escapando de la colonialidad: una ecología política del aislamiento. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
MILANEZ, Felipe. Poder do Estado e resistência ambientalista: a luta pelo comum e o cercamento da vida na Amazônia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
MILANEZ, Felipe; EMPINOTTI, V. ; PADUA, J. A. . Ambientes Indisciplinares: Ecologias Políticas a partir do Sul. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
MILANEZ, Felipe. Projeto Ecologia Política: Programa Saberes Abertos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
MILANEZ, Felipe. Resistência Política Ameríndia no Brasil atual. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
MILANEZ, Felipe. Gandhi e a Revolução Descolonial. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
MILANEZ, Felipe; ARAOZ, H. M. ; LANDER, E. ; MERLINSKY, G. . La depredación de la Naturaleza y la naturaleza del capitalismo colonial-periférico-dependiente. Extractivismo(s), re(ex)sistencias y alternativas en América Latina. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
MILANEZ, Felipe. Notícias do front: a cobertura ambiental a partir dos conflitos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
MILANEZ, Felipe. Ecologia Política do Extrativismo na Amazônia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
MILANEZ, Felipe. A Ousadia do Ecologismo Popular. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
MILANEZ, Felipe. La Audacia del Ecologismo Popular. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
MILANEZ, Felipe; Rastelli, M. . Nego Fugido and the decolonial resistance to the Anthropocene. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
MILANEZ, F.. In defense of indigenous spirits: Environmental conflicts, violence and contradictions of sustainable development in Brazil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
MILANEZ, Felipe; BARCA, S. . Trabalhando a Amazônia: a experiência das Reservas Extrativistas e a disputa pelo legado de Chico Mendes. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
MILANEZ, Felipe. O ecologismo popular e a ecologia dos saberes: violência, resistência e ecologia política na Amazônia. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
MILANEZ, Felipe. Genocídio nas memórias sertanistas e violências na transição. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

26.
MILANEZ, Felipe. Labouring the Amazon. The ´Extractive Reserve´ Experience, from Chico Mendes to Present. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
MILANEZ, Felipe; BARCA, S. . Laboring the Amazon. The experience of the ?extractive reserves? and the contested legacy of Chico Mendes. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
MILANEZ, Felipe; LOYOLA, B. . Toxic Amazonia e a a ecologia política da violência. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

29.
MILANEZ, Felipe; LOYOLA, B. . Toxic Amazon: introdução e comentário. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

30.
MILANEZ, Felipe. La frontera agro-petrolera, extractivismo y genocidio Indígena en Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

31.
MILANEZ, F.. Violence in the forest: from ECO92 to Rio+20. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
MILANEZ, F.. Post-Political and The Political In Political Ecology. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
MILANEZ, F.. Violence and institutions in the Amazon. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

34.
MILANEZ, Felipe. Les veines sèches de l'Amazonie. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
MILANEZ, Felipe. Os desafios do jornalismo e sua contribuição para o desenvolvimento sustentável na Região Amazônica. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
MILANEZ, Felipe. Violence against environment and traditional environmentalists in the Amazon: from Eco 92 to Rio+20, a constant presence. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
MILANEZ, Felipe. Ailton Krenak: Catálogo do Cine Kurumin. Salvador: Cine Kurumin, 2017 (Texto).

2.
MILANEZ, Felipe; TROCATE, C. . Prefácio. Marabá, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
MILANEZ, Felipe. Os Inimigos de Adrian Cowell: Catálogo do Forum Doc. Belo Horizonte: Forum Doc, Universidade Federal de Minas Gerais, 2013 (Texto).

4.
MILANEZ, Felipe. Meio Século do Cinema Documental de Adrian Cowell: Catálogo. São Paulo: Sesc, 2012 (Texto).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
MILANEZ, Felipe. Ex-Pajé e intolerância religiosa. 2018.

2.
MILANEZ, Felipe. Carvão vegetal e desmatamento. 2010.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MILANEZ, Felipe. Epidemic of violence sweeping Brazil. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
MILANEZ, Felipe. Vazamento de óleo contamina a Baía de Todos-os-Santos (BA), denunciam quilombolas. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
MILANEZ, F.. Temer tem declarado guerra aos povos indígenas, afirmam lideranças. 2018. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
MILANEZ, F.. RTP Portugal: Razão de Ser ? Mariana Oliveira com Felipe Milanez. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
MILANEZ, Felipe. Suposto massacre de tribos isoladas está ligado à mineração de ouro. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
MILANEZ, Felipe. Brazil: Indigenous groups condemn alleged massacre. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
MILANEZ, Felipe. Uma voz contra a violência no campo. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
MILANEZ, Felipe. Alleged Massacre of Uncontacted Tribe Linked to Gold Mining. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

9.
MILANEZ, Felipe. Brésil: le pouvoir couvre les exactions contre les Indiens d'Amazonie. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

10.
MILANEZ, Felipe; Hill, D. . Never seen it so bad: violence and impunity in Brazil?s Amazon. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

11.
MILANEZ, Felipe; PARKER, M. . O jornalismo legitima a violência contra os índios no Brasil. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

12.
MILANEZ, Felipe. Roda Viva - entrevistador. 2015. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

13.
MILANEZ, Felipe; TRIGUEIRO, André . Brasil tem o maior número de mortes de ativistas ambientais. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

14.
MILANEZ, F.. The Price of Activism. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

15.
MILANEZ, Felipe. Um teimoso defensor da vida amazônica. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

16.
MILANEZ, Felipe. Jornalismo em defesa da floresta e dos direitos indígenas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

17.
MILANEZ, F.; OLIVEIRA, D. . 'A violência na Amazônia é uma coisa muito séria', diz Felipe Milanez. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

18.
MILANEZ, Felipe. Imprensa não sabe o que acontece na Amazônia, critica jornalista. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

19.
MILANEZ, F.. Artigo19 Entrevista: Felipe MIlanez. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

20.
MILANEZ, Felipe. In Brazil?s violent backwoods, environmental destruction and murder go hand in hand. 2011. (Programa de rádio ou TV/Comentário).

21.
MILANEZ, Felipe. PONTO ENTREVISTA: FELIPE MILANEZ. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
MILANEZ, F.. Colunista - CartaCapital. 2015; Tema: Ecologia política, meio ambiente, conflitos sociais e questões indígenas. (Site).

2.
MILANEZ, Felipe. Entitle blog. 2014; Tema: Blog colaborativo sobre ecologia política de pesquisadores da rede Entitle. (Blog).

3.
MILANEZ, F.. Blog do Felipe Milanez. 2013; Tema: Ecologia política, sociedades indígenas, meio ambiente e conflitos ambientais. (Blog).

4.
MILANEZ, Felipe. Terramagazine: Coluna Felipe Milanez. 2010; Tema: Coluna na revista digital Terramagazine sobre meio ambiente e conflitos socioambientais. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
MILANEZ, F.; MARQUES, D. F. ; IAMAMOTO, S. ; NASCIMENTO, C. O. C. ; ROZALSKI, M. ; ALVES, R. C. D. P. ; COSTA, L. A. . Revoluções Populares. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
MILANEZ, Felipe; GARCIA, O. G. . Paulo Freire e a comunicação como uma extensão contra a invasão cultural. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Capacitação de produtores de cacau - Fermentação. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso documentário).

4.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Capacitação de produtores de cacau - Armazenamento. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso Documentário).

5.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Capacitação de produtores de cacau - Secagem de amêndoas. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso documentário).

6.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Capacitação de produtores de cacau - Agricultura biológica e preparo da biocalda. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso Documentário).

7.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Capacitação de produtores de cacau - Poda de cacaueiro. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso Documentário).

8.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Capacitação de produtores de cacau - Colheita e quebra dos frutos. 2016. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso documentário).

9.
MILANEZ, Felipe. Estratégias para documentar e narrar os conflitos socioambientais na região Amazônica. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Renda e preservação: a produção de cacau com responsabilidade socioambiental na Amazônia. 2012. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Filme).


Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
MILANEZ, Felipe. Exposição de Fotografia 'Conflitos Amazônicos' em: Ecologia Política: teoria, investigação, ação. 2015. Fotografia.

Outras produções artísticas/culturais
1.
MILANEZ, F.; BOLOGNESI, L. . Guerras do Brasil.doc. 2017 (Filme documentário).

2.
MILANEZ, F.; PADILHA, P. . A Luta Guarani. 2012 (Documentário).

3.
MILANEZ, Felipe; LOYOLA, B. . Sound Machines of the Amazon. 2012 (Filme).

4.
MILANEZ, Felipe; PADILHA, P. . Renda e preservação: a produção de cacau com responsabilidade socioambiental na Amazônia. 2012 (Documentário).

5.
MILANEZ, F.; LOYOLA, B. . Toxic Amazon. 2011 (Documentário).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MILANEZ, F.; NASCIMENTO, W. F.; SOUSA, N. H. B.. Participação em banca de Daiara Hori Figueroa Sampaio. Ukushé: Direito à memória e à verdade na perspectiva da educação cerimonial de quatro mestres indígenas. 2018. Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade de Brasília.

2.
MARQUES, D. F.; MILANEZ, Felipe; MELLO, M. M.. Participação em banca de Ane Sesma Gracia. O Capital no Deserto: A Soja, As Vacas e o Dinheiro no Oeste Baiano. 2017. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

3.
MILANEZ, Felipe; MARQUES, D. F.; LUCIANO, F. F.. Participação em banca de Rogério Ferrari de Souza. "Nós Outros, os Ciganos. Entre o Estigma e a Resistência". 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

Teses de doutorado
1.
ALMEIDA, A. J. F. S.; MILANEZ, F.; SENA JUNIOR, C. Z. F.; ANDRADE, E. S.; CAMARA, A. S.. Participação em banca de Luís Antônio de Araújo Costa. Disputa de Hegemonia e Integração Regional nas Práticas Discursivas de Lula e Chávez na Implantação da IIRSA na Pan-Amazônica. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

2.
ALMEIDA, A. J. F. S.; CAMARA, A. S.; IAMAMOTO, S. A. S.; CANCELA, F. E. T.; MILANEZ, Felipe. Participação em banca de FERNANDO JOSÉ LARREA MALDONADO. ESTADO E MOVIMENTO INDÍGENA NO EQUADOR: Do multiculturalismo neoliberal ao Estado plurinacional degradado (1990-2017) Salvador. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

3.
BOMBARDI, Larissa Mies; MILANEZ, F.; MARCOS, V.; FURLAN, S. A.. Participação em banca de Gustavo Henrique Cepolini Ferreira. A obra cinematográfica de Adrian Cowell: legado de resistências e territorialidades para a Amazônia. 2018. Tese (Doutorado em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
MILANEZ, Felipe; OLIVEIRA, A. U.; BOMBARDI, Larissa Mies. Participação em banca de Gustavo Henrique Cepolini Ferreira. A Questão Agrária Amazônica na Obra Cinematográfica de Adrian Cowell: A Década Da Destruição 1980 a 1990. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Geografia (Geografia Humana)) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
BONFIM, C. A.; SANTOS, A.; MILANEZ, F.. Participação em banca de José Balbino de Santana Junior. Kiriri tem Voz!: tecnologias e mídias livres na ​retomada​ étnico-cultural do povo kiriri através da formação e desenvolvimento da Rádio Kiriri FM.. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Cultura e Sociedade) - Universidade Federal da Bahia.

2.
MILANEZ, F.; OLIVEIRA, R. J.; OLIVEIRA, R.. Participação em banca de Lilian soares da silva. Comunidade remanescente de quilombo: uma realidade educaçional a ser desvendada. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas) - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

3.
MARQUES, D. F.; MILANEZ, Felipe; CAMARA, A. S.. Participação em banca de Ane Sesma Gracia. O Capital no deserto:a soja, as vacas & o dinheiro no Oeste Baiano. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Oslo Tropical Forest Forum 2018: Supporting At-Risk Defenders: Addressing the root causes of attacks on environmental and indigenous advocates. Decolonizing the approach to violence against environmental defenders. 2018. (Congresso).

2.
POLLEN Biennial Conference 2018. Nego Fugido and the Slave Revolution against the Anthropocene. 2018. (Congresso).

3.
Seminário Ciência, Universidade e Diálogo de Saberes: desafios à Justiça Ambiental.Ecologia política e justiça ambiental. 2018. (Seminário).

4.
Seminário Povos indígenas em isolamento voluntário: repensando as abordagens antropológicas.Uma ecologia política do isolamento e da soberania. 2018. (Seminário).

5.
Diálogos difíceis, diálogos possíveis: questões contemporâneas dos feminismos.Decrescimento e ecofeminismo. 2017. (Seminário).

6.
Seminário Perspectivas de Natureza.COMPRESSÃO E APROPRIAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO NO NEOEXTRATIVISMO: UMA CRITICA PELA ECOLOGIA POLITICA E PELO DECRESCIMENTO. 2017. (Seminário).

7.
Transformações e tendências no campo religioso no Brasil.O Mercado de Almas ZSelvagens. 2017. (Seminário).

8.
VIII ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM AMBIENTE E SOCIEDADE. Ambientes Indisciplinares: Ecologias Políticas a partir do Sul. 2017. (Congresso).

9.
XXXI Congreso Asociación Latinoamericana de Sociología ?Las encrucijadas abiertas de América Latina. La sociología en tiempos de cambio. Poder do Estado e resistência ambientalista: a luta pelo comum e o cercamento da vida na Amazônia. 2017. (Congresso).

10.
40ª Encontro anual da ANPOCS (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais). A Ousadia do Ecologismo Popular. 2016. (Congresso).

11.
Aldeia SP: Bienal de Cinema Indígena. A Revolta do Olhar. 2016. (Exposição).

12.
II Congreso Latinoamericano de Ecologia Politica. La Audacia del Ecologismo Popular. 2016. (Congresso).

13.
Stories of the Anthropocene Festival. Nego Fugido and the decolonial resistance to the Anthropocene. 2016. (Congresso).

14.
Undisciplined Environments. Pensamentos Decoloniais: O Que Pode ser Mudado?. 2016. (Congresso).

15.
Congresso Luso‐Afro‐Brasileiro, XII CONLAB. Trabalhando a Amazônia: a experiência das Reservas Extrativistas e a disputa pelo legado de Chico Mendes. 2015. (Congresso).

16.
Seminário: Índios no Brasil: Vida Cultura e Morte.Genocídios nas memórias sertanistas e violências na transição. 2015. (Seminário).

17.
V COLÓQUIO INTERNACIONAL DOS DOUTORANDOS DO CES. O ecologismo popular e a ecologia dos saberes: violência, resistência e ecologia política na Amazônia. 2015. (Congresso).

18.
2º Simpósio Brasileiro de Saúde & Ambiente (2ºSIBSA) - Desenvolvimento, Conflitos Territoriais e Saúde: Ciência e Movimentos Sociais para a Justiça Ambiental nas Políticas Públicas.Toxic Amazonia. 2014. (Simpósio).

19.
International Colloquium Epistemologies of the South: South-South, South-North and North-South Global Learnings. LABORING THE AMAZON. THE EXPERIENCE OF THE ?EXTRACTIVE RESERVES? AND THE CONTESTED LEGACY OF CHICO MENDES.. 2014. (Congresso).

20.
Second World Congress of Environmental History Environmental History in the Making. Labouring the Amazon. The ´Extractive Reserve´ Experience, from Chico Mendes to Present. 2014. (Congresso).

21.
Tales from Planet Earth. Apresentação do filme Toxic Amazonia. 2014. (Exposição).

22.
Tales from Planet Earth. Toxic Amazon: introdução e comentário. 2014. (Exposição).

23.
Barrage de Belo Monte (Brésil) : point sur une catastrophe écologique et humanitaire aux ramifications internationales.Les veines sèches de l'Amazonie. 2013. (Seminário).

24.
Sustainability and Empowerment Lateinamerikanische Perspektiven auf Post-Rio+20.Violence against environment and traditional environmentalists in the Amazon: from Eco 92 to Rio+20, a constant presence. 2012. (Seminário).

25.
TEDTalentSearch.In the Amazon, simplification kills. 2012. (Outra).

26.
TEDxAmazônia. O Grande Genocídio Brasileiro: o masscare as nações indígenas. 2010. (Congresso).

27.
Jornalismo Ambiental: os desafios para a cobertura na Amazônia.Ética jornalística e a questão indígena. 2008. (Seminário).

28.
Manual da Mídia Legal: Comunicadores pela Não-Discriminação.Antropologia, respeito e a questão indígena. 2008. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MILANEZ, Felipe; SA, L. ; KRENAK, A. . Racismo e antirracismo no Brasil: o caso dos povos indígenas. 2018. (Congresso).

2.
MILANEZ, Felipe. I Encontro Internacional de Cultura, Linguagens e Tecnologias do Recôncavo. 2017. (Congresso).

3.
MILANEZ, Felipe; Medeiros, Evandro . III FIA-CINEFRONT Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2017. (Festival).

4.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. ; OPAS, M. ; TORRES, L. F. . Special debate on ?Indigenous peoples in isolation: terminology, territory and processes of contact?. 2017. (Congresso).

5.
Medeiros, Evandro ; MILANEZ, Felipe . II FIA CINEFRONT Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2016. (Festival).

6.
BARCA, S. ; ARMIERO, Marco ; MILANEZ, Felipe ; GOROSTIZA, S ; LEONARDI, E. ; VELICU, I. ; CENTEMERI, Laura . Undisciplined Environments. 2016. (Congresso).

7.
LINDNER, M. L. B. ; MILANEZ, F. . Mostra Panorama 2016. 2016. (Festival).

8.
MILANEZ, Felipe; KRENAK, A. ; BENITES, T ; TALLBEAR, Kim ; OHMAN, M. ; LEON, C. . Undisciplined Environments: Mesa Redonda: Decolonial Thoughts: What Can Be Changed. 2016. (Congresso).

9.
MILANEZ, Felipe; HORSTMANN, N. D. ; REGASSA, A. ; DEV, L. ; DORRONSORO, B. . Undisciplined Environments; Session: Indigenous Perspective. Undisciplined Environments. 2016. (Congresso).

10.
MILANEZ, Felipe; FLORIN, I. ; SILVA, A. P. ; SATEESH, D. ; EHRNSTROM-FUENTES, M. ; WILEN, K. . Undisciplined Environments, session: Post-Colonial and De-Colonial Ecologies. 2016. (Congresso).

11.
MILANEZ, Felipe; KONCZAL, A. A. ; GALARZA, L. ; IYENGAR, S. ; MABELE, M. B. . Undisciplined Environemnts: session: Forest Ecologies. 2016. (Congresso).

12.
MILANEZ, F.. Undisciplined Environemnts: Membro da Comissão Científica. 2016. (Congresso).

13.
Medeiros, Evandro ; MILANEZ, Felipe . II FIA CINEFRONT - Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2016. (Festival).

14.
Medeiros, Evandro ; MILANEZ, Felipe . I FIA CINEFRONT Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2015. (Festival).

15.
MILANEZ, F.; CARNEIRO, M. L. T. . Seminário: Índios no Brasil: Vida, Cultura e Morte. 2015. (Congresso).

16.
MILANEZ, F.; Medeiros, Evandro . I FIA CINEFRONT - Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2015. (Festival).

17.
MILANEZ, F.. Mostra Cinematográfica: Ecologia e lutas sociais: homenagem a Chico Mendes (1944-1988). 2013. (Festival).

18.
MILANEZ, Felipe. Amazônia 50, Meio século do Cinema Documental de Adrian Cowell. 2012. (Festival).

19.
MILANEZ, F.. Seminário: Memórias Sertanistas: 100 anos de indigenismo no Brasil. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Orientações de outra natureza
1.
Camila dos Santos Silva. TUTORIA. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. (Orientador).

2.
Antônio Carlos das D. da Silva. TUTORIA. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. (Orientador).



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
Alcantara, Araquem (Org.) ; MILANEZ, F. (Org.) . Mata Atlantica. 1. ed. São Paulo: Terra Brasil, 2008. v. 5000. 212p .

1.
MILANEZ, Felipe. Zuruahá: Contágio nas Matas. In: Beto Ricardo e Fany Ricardo. (Org.). Povos Indígenas no Brasil 2006/2010. 1ed.São Paulo: Instituto Socioambiental, 2011, v. 1, p. 408-410.

2.
MILANEZ, Felipe. A ditadura e o país desertificado. In: Milanez, Felipe. (Org.). Memórias Sertanistas: Cem Anos de Indigenismo no Brasil. 1ed.São Paulo: Sesc, 2015, v. 1, p. 65-84.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Murderous Drug Traffickers Force Isolated Group in Amazon to Make Contact. Indian Country Today, Estados Unidos, 04 ago. 2014.

2.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Banana Diplomacy: Making First Contact With Uncontacted Tribe in Amazon. Indian Country Today, Estados Unidos, 05 ago. 2014.

3.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . Quiet War in Amazon: The Uncontacted Tribes Vs. Drug Lords and Loggers. Indian Country Today, Estados Unidos, 06 ago. 2014.

4.
MILANEZ, F.; SHEPARD JR, G. H. . Mashco-Piros: Missionaries and ?human safaris? initiate contact in Peru. Indian Country Today, Estados Unidos, 17 set. 2014.

5.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . From Head-Ball to Hunter-Gatherers: The True Story of the Mashco-Piro. Indian Country Today, Estados Unidos, 18 set. 2014.

6.
MILANEZ, Felipe; SHEPARD JR, G. H. . A Tale of Two Contacts: The Government Approach to Isolated Peoples. Indian Country Today, Estados Unidos, 19 set. 2014.

7.
MILANEZ, Felipe. Brazil's Xavante People Struggle for Their Territory ? Marãiwatséde. Indian Country Today, 31 out. 2012.

8.
MILANEZ, F.. O mercado de almas selvagens. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 dez. 2011.

9.
MILANEZ, F.. Medo e tensão no Oeste. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 out. 2010.

10.
MILANEZ, F.. http://rollingstone.uol.com.br/edicao/49/medo-e-tensao-no-oeste#imagem0. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 jun. 2012.

11.
MILANEZ, F.. Tristeza Índia. Revista RollingStone Brasil, São Paulo, 01 dez. 2009.

12.
MILANEZ, F.. Uma visita a Colniza, a cidade mais violenta do Brasil. Revista rollingStone Brasil, São Paulo, 01 dez. 2007.

13.
MILANEZ, F.. Genocídio na Selva. Revista Vice, São Paulo, 04 jun. 2010.

14.
MILANEZ, F.. Zé Cláudio e a Majestade. Revista Vice, São Paulo, 28 out. 2010.

15.
MILANEZ, F.. Transando a Amazônica, Essa Quarentona. Revista Vice, São Paulo, 04 out. 2010.

16.
MILANEZ, Felipe. Dias de angústia e terror no Pará. CartaCapital, São Paulo, 28 nov. 2017.


Apresentações de Trabalho
1.
MILANEZ, Felipe. Notícias do front: a cobertura ambiental a partir dos conflitos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MILANEZ, Felipe. Ecologia Política do Extrativismo na Amazônia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MILANEZ, Felipe; CARRASCO, Cristina ; QUINTELA, Sandra . Diálogo entre as economias alternativas: Economia feminista, economia solidária, Economia ecológica e decrescimento. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
MILANEZ, Felipe. Resistência Política Ameríndia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
MILANEZ, Felipe. Estratégias para documentar e narrar os conflitos socioambientais na região Amazônica. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
MILANEZ, Felipe; Hill, D. . Never seen it so bad: violence and impunity in Brazil?s Amazon. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
MILANEZ, F.. The Price of Activism. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
MILANEZ, Felipe; PARKER, M. . O jornalismo legitima a violência contra os índios no Brasil. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
MILANEZ, F.. RTP Portugal: Razão de Ser ? Mariana Oliveira com Felipe Milanez. 2017. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
MILANEZ, F.; OLIVEIRA, D. . 'A violência na Amazônia é uma coisa muito séria', diz Felipe Milanez. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
MILANEZ, F.. Artigo19 Entrevista: Felipe MIlanez. 2011. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MILANEZ, F.. Mostra Cinematográfica: Ecologia e lutas sociais: homenagem a Chico Mendes (1944-1988). 2013. (Festival).

2.
Medeiros, Evandro ; MILANEZ, Felipe . I FIA CINEFRONT Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2015. (Festival).

3.
MILANEZ, F.; CARNEIRO, M. L. T. . Seminário: Índios no Brasil: Vida, Cultura e Morte. 2015. (Congresso).

4.
Medeiros, Evandro ; MILANEZ, Felipe . II FIA CINEFRONT Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2016. (Festival).

5.
BARCA, S. ; ARMIERO, Marco ; MILANEZ, Felipe ; GOROSTIZA, S ; LEONARDI, E. ; VELICU, I. ; CENTEMERI, Laura . Undisciplined Environments. 2016. (Congresso).

6.
MILANEZ, Felipe; Medeiros, Evandro . III FIA-CINEFRONT Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2017. (Festival).

7.
MILANEZ, F.; Medeiros, Evandro . I FIA CINEFRONT - Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2015. (Festival).

8.
LINDNER, M. L. B. ; MILANEZ, F. . Mostra Panorama 2016. 2016. (Festival).

9.
MILANEZ, Felipe; KRENAK, A. ; BENITES, T ; TALLBEAR, Kim ; OHMAN, M. ; LEON, C. . Undisciplined Environments: Mesa Redonda: Decolonial Thoughts: What Can Be Changed. 2016. (Congresso).

10.
MILANEZ, F.. Undisciplined Environemnts: Membro da Comissão Científica. 2016. (Congresso).

11.
Medeiros, Evandro ; MILANEZ, Felipe . II FIA CINEFRONT - Festival Internacional Amazônida de Cinema de Fronteira. 2016. (Festival).


Redes sociais, websites e blogs
1.
MILANEZ, F.. Colunista - CartaCapital. 2015; Tema: Ecologia política, meio ambiente, conflitos sociais e questões indígenas. (Site).

2.
MILANEZ, Felipe. Terramagazine: Coluna Felipe Milanez. 2010; Tema: Coluna na revista digital Terramagazine sobre meio ambiente e conflitos socioambientais. (Site).



Outras informações relevantes


Líder do Grupo de Pesquisas em Ecologia Política ARCO: Ambientes Indisciplinados e Outras (R)existências (UFRB). Integra o NEGRAS: Núcleo de Estudos em Gênero, Raça e Saúde (UFRB), desde 2016; o Grupo de Trabalho Ecologia Política no Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO 2016-2016), a rede European Network of Political Ecology (ENTITLE), desde 2012, é membro da Society for the Anthropology of Lowland South America (SALSA), desde 2013, e integra o Núcleo de Estudos sobre Políticas Sociais, Trabalho e Desigualdades (POSTRADE), desde 2012, do Centro de Estudos Sociais (CES), laboratório associado da Universidade de Coimbra (UC), onde foi pesquisador (2012-2015).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 16:23:14