Daniela Freitas Guerra

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5861922198623985
  • Última atualização do currículo em 01/05/2018


Bacharel em Educação Física pela Escola de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); membro (desde 2011) do Grupo de Estudos sobre Doença de Parkinson (GEDOPA) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Daniela Freitas Guerra
Nome em citações bibliográficas
ARAUJO, D.F.G.H.;GUERRA, D.F.


Formação acadêmica/titulação


2015 - 2017
Mestrado em Educacao Fisica.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Tradução, adaptação trancultural e validação do Questionnaire for impulsive-compulsive disorders in Parkinson's disease-rating scale (QUIP-RS) para a lingua portuguesa-brasileira.,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Clynton Lourenço Corrêa.
Coorientador: Leandro Nogueira Salgado Filho.
Palavras-chave: QUIP-RS; doença de Parkinson; transtornos psiquiátricos; propriedades de medida.
2010 - 2014
Graduação em Educação Física.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Estudo de Caso: Percepção de Dor de um Praticante de Hidroginástica com Síndrome da Dor Patelo-femoral e Obeso, após a Prescrição de Exercícios Resistidos para Abdutores/Adutores de Quadril..
Orientador: Leandro Nogueira Salgado Filho.




Atuação Profissional



Centro de Estudos de Fisiologia do Esporte, CEFISPORT, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Membro, Enquadramento Funcional: Estudante

Atividades

06/2010 - 06/2010
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Estudos de Fisiologia do Esporte, Centro de Estudos de Fisiologia do Esporte.

Atividade realizada
Participação como Avaliador em Avaliações de Antropometria.

Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Mestranda, Enquadramento Funcional: Integrante de pesquisa

Atividades

09/2011 - 12/2014
Outras atividades técnico-científicas , Serviço de Fisioterapia do HUCFF/UFRJ, Serviço de Fisioterapia do HUCFF/UFRJ.

Atividade realizada
2011_ 2014 - Iniciação científica no Grupo de Estudos sobre Doença de Parkinson (GEDOPA).
2012 - 2014
Ensino, Educação Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
2012_ 2014 - Monitora bolsista de Neurofisiologia (CFF204) dos cursos de Licenciatura e Bacharel em Educação Física.
2012 - 2013
Estágios , EEFD/UFRJ, .

Estágio realizado
2012_2013 - Estágio (510 horas) no projeto de extensão Hidroginástica na Obesidade Mórbida vinculado ao projeto de pesquisa Atividade Física na Obesidade Mórbida, do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do HUCFF/UFRJ - Código SIGMA-UFRJ 10382..


Projetos de pesquisa


2015 - 2017
Tradução, adaptação trancultural e validação do Questionnaire for impulsive-compulsive disorders in Parkinson's disease-rating scale (QUIP-RS) para a lingua portuguesa-brasileira

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Clynton Lourenço Corrêa em 20/02/2017.
Descrição: Introdução: A doença de Parkinson (DP) é uma desordem degenerativa a qual tem o pontencial para gerar tanto prejuízos motores quanto prejuízos não-motores. Sobre estes últimos, destacam-se, as desordens do controle do impulso (ICDs) e as desordens relacionadas. As ICDs são transtornos psiquiátricos que podem atingir cerca de 15% a 35% da população de indivíduos com DP. Ademais, esses transtornos podem causar danos de cunho financeiro, psicossocial, afetivo, legal e de saúde física. No tocante à avaliação das ICDs, há na literatura vários instrumentos de medida desenvolvidos para esta finalidade, porém nenhum está traduzido, adaptado transculturalmente e validado para o português-brasileiro especificamente para a população com DP. Objetivo: À vista disso, o objetivo do presente estudo foi traduzir, adaptar transculturalmente e investigar algumas propriedades de medida do Questionnaire for Impulsive-Compulsive Disorders in Parkinson?s Disease-Rating Scale (QUIP-RS) para o idioma português-brasileiro. Métodos: O atual trabalho é caracterizado como um estudo transversal de adaptação transcultural/validação realizado basicamente em três fases: (1) tradução e retradução; (2) análise e consolidação de toda a documentação feita na 1ª fase, e produção da versão pré-final do QUIP-RS Brasil realizadas por um comitê de especialistas; e (3) exame das propriedades de medida (confiabilidade teste-reteste, confiabilidade intra-avaliadores, confiabilidade interavaliadores, validade discriminante, validade de conteúdo, consistência interna, a mínima mudança detectável e o efeito piso e teto) do QUIP-RS Brasil. A amostra foi composta por 24 pacientes com DP idiopática recrutados do Instituto de Neurologia Deolindo Couto, Rio de Janeiro, Brasil. Resultados: Os resultados da amostra foram os seguintes: as confiabilidades interavaliador, teste-reteste e intra-avaliador para a pontuação total do QUIP-RS Brasil, foram consideradas excelentes, 0,98, 0,87, 0,96, respectivamente. A consistência interna apresentou alta confiabilidade α= 0,90. Acerca da validade discriminante, ficou inviabilizada qualquer conclusão tendo em vista a díspar distribuição da amostra nos estágios da escala de H&Y modificada. A Mudança mínima detectável (MDC) do QUIP-RS Brasil foi estabelecida em 3 pontos. Houve observação de efeito piso, mas não de efeito teto. Os resultados da validade de conteúdo indicaram que os profissionais, em sua maioria, foram favoráveis à compreensão dos itens do QUIP-RS Brasil. Conclusão: Em suma, o QUIP-RS versão portuguesa-brasileira possui altos níveis de confiabilidade e valores de validade de conteúdo adequados os quais indicam a possibilidade do referido questionário ser capaz de identificar a gravidade das ICDs em pacientes com DP. Contudo, é necessário esclarecimento acerca da validade discriminante, e confirmação ou refutação do efeito piso..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Daniela Freitas Guerra - Integrante / Clynton Lourenço Corrêa - Coordenador.
2012 - Atual
Os efeitos da realidade virtual não-imersiva na funcionalidade de membros superiores e inferiores de pacientes com doença de Parkinson
Descrição: Contextualização: A doença de Parkinson (DP) é uma desordem neurodegenerativa, progressiva e crônica que acomete o sistema nervoso central. É caracterizada principalmente pela desordem de movimento em pessoas idosas e a causa dessa doença ainda permanece desconhecida. Existem muitas possibilidades de intervenções de reabilitação física para esses pacientes, incluindo, a realidade virtual não-imersiva. Contudo, nós não encontramos estudos que utilizassem essa ferramenta terapêutica nos pacientes com DP de acordo com a nossa abordagem. Objetivo: os objetivos desse projeto são estudar os efeitos da realidade virtual não-imersiva considerando aspectos funcionais dos membros superiores e membros inferiores dos pacientes com DP. Desenho: Amostra de conveniência, estudo longitudinal usando grupo controle pré e pós-teste. Local: Laboratório universitário de pesquisa. Métodos: Este projeto será submetido ao Comitê de Ética e Pesquisa de acordo com a resolução CNS 196/1996. Pessoas de ambos os sexos com DP, estágio 2 e 3 da escala modificada de Hoehn e Yahr, serão avaliados com testes funcionais para membros inferiores (Escala de Equilíbrio de Berg; teste de caminhada de 6 minutos; Timed up and go test; teste dos passos nos 4 quadrados; comprimento e velocidade do passo) e para membros superiores (Test d Évaluation des Membres Supérieurs de Personnes Âgées TEMPA; teste dos nove pinos, acelerômetro e força manual). Esses pacientes serão divididos em 2 grupos grupo de treinamento de membros superiores (GTMS) e grupo de treinamento de membros inferiores (GTMI). Ambos os grupos receberão 50 minutos de sessão de treinamento de atividade física baseado na realidade virtual não-imersiva (Nintendo Wii ), 2 vezes por semana por 12 semanas, por um total de 24 sessões. Todos os pesquisadores estarão envolvidos em todos os estágios desse projeto. Palavras-chave: Doença de Parkinson; Reabilitação; Realidade virtual ...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Daniela Freitas Guerra - Integrante / Clynton Lourenço Corrêa - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Educação Física.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
VIEIRA, G. P.2014 VIEIRA, G. P. ; ARAUJO, D.F.G.H. ; LEITE, M. A. A. ; Orsini, M. ; CORREA, C. L. . REALIDADE VIRTUAL NA REABILITAÇÃO FÍSICA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON. Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano, v. 24, p. 31-41, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
PAZ, T. S. R. ; GUERRA, D.F. ; BRITTO, V. L. S. ; CORREA, C. L. . Função manual em pacientes com ou sem congelamento da marcha com doença de Parkinson. 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
GUERRA, D.F.; WENTRAUB, D. ; LEMOS, A. E. ; NOGUEIRA, L. ; CORREA, C. L. . Versão portuguesa-brasileira do Questionnaire for impulsive-compulsive disorders in Parkinson's disease - rating scale (QUIP-RS). 2018. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
PAZ, T. S. R. ; ARAUJO, D.F.G.H. ; GAMA, M. P. ; BRITTO, V. L. S. ; CORREA, C. L. . Correlation between handgrip strength and dexterity in freezers and non- freezers with Parkinson's disease. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
LOURENCO, E. M. ; ARAUJO, D.F.G.H. ; CORREA, C. L. ; LEMOS, A. E. ; WENTRAUB, D. . Tradução, adaptação transcultural e investigação de propriedades de medida da versão portuguesa brasileira Questionnaire for impulsive-compulsive disorders in Parkinson's disease rating-scale (QUIP-RS). 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
COELHO, V. F. S. M. ; ARAUJO, D.F.G.H. ; GAMA, M. P. ; BRITTO, V. L. S. ; CORREA, C. L. . Correlação de função de membros superiores, cognição e congelamento de marcha na doença de Parkinson. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
VIGARIO, N. R. L. ; ARAUJO, D.F.G.H. ; LOURENCO, E. M. ; ARAUJO, E. A. ; BRITTO, V. L. S. ; REIS, M. S. ; CORREA, C. L. ; SILVA, P. G. C. . Avaliação da Capacidade Funcional de pacientes com Doença de Parkinson: dados preliminares.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
ARAUJO, D.F.G.H.; LINHARES, R. D. ; FERNANDES, P. R. ; REGIS, J. ; FERNANDES FILHO, J. ; NOGUEIRA, L. . Case Study: Perception of pain from an obese subject with patellofemoral pain syndrome after resistance aquatic exercises for the hip adductors and abductors.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
CORREA, C. L. ; Vieira, G.P. ; ARAUJO, D.F.G.H. . Possible effects of non-immersive virtual reality in upper extremeties in a patient with PD: a single case report.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
ARAUJO, D.F.G.H.; LINHARES, R. D. ; NOGUEIRA, L. ; FERNANDES FILHO, J. . Percepção de Dor de um Praticante de Hidroginástica com Síndrome Patelo-Femoral e Obeso, após a Prescrição de Exercícios Resistidos para Abdutores/Adutores de Quadril. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
ARAUJO, D.F.G.H.; DOMINGUES, D. D. ; CALADO, P. L. ; SHOLL-FRANCO, A. . Práticas em Neurofisiologia e a Construção de Conhecimento por Alunos de Graduação do Curso de Educação Física. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
NOGUEIRA, C. ; CORREA, C. L. ; BRITTO, V. L. S. ; ARAUJO, D.F.G.H. ; VIANNA, T. . É isso aí. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica


Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VI Jornada de Estudos da Doença de Parkinson. 2018. (Outra).

2.
Cochrane Interactive Learning:For completing Conducting an Intervention Review Module 1: Introduction to conducting systematic reviews. 2017. (Outra).

3.
Cochrane Interactive Learning:For completing Conducting an Intervention Review Module 3: Searching for studies. 2017. (Outra).

4.
Cochrane Interactive Learning: For completing Conducting an Intervention Review Module 4: Selecting studies and collecting data. 2017. (Outra).

5.
I Simpósio Itinerante de Distúrbios do Movimento do Estado do Rio de Janeiro. 2015. (Simpósio).

6.
I Fórum da Câmara Técnica de Fisioterapia Desportiva do Crefito-2. 2014. (Outra).

7.
III Simpósio da Câmara Técnica de Fisioterapia Neurofuncional do Crefito-2.. 2014. (Simpósio).

8.
IV Encontro de Educação Física Adaptada e Inclusiva. 2014. (Encontro).

9.
II Curso de Verão em Neurociências. 2013. (Outra).

10.
II Curso de Extensão de Formação Continuada em Neuroeducação.Monitora e auxiliar na organização do evento.. 2012. (Outra).

11.
II Curso de Extensão de Formação Continuada em Neuroeducação. 2012. (Outra).

12.
Laboratório Aberto Práticas do Museu Itinerante de Neurociências, na.Monitora em uma oficina. 2012. (Outra).

13.
III Seminário Ciências e Cognição / I Encontro Ciências e Cognição:Novas Fronteiras Cognitivas. 2011. (Seminário).



Educação e Popularização de C & T



Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
NOGUEIRA, C. ; CORREA, C. L. ; BRITTO, V. L. S. ; ARAUJO, D.F.G.H. ; VIANNA, T. . É isso aí. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).



Outras informações relevantes


Estágio em docência (nível mestrado) realizado na disciplina Fisioterapia Neurofuncional I ( turma graduação - 5º período). Orientou as seguintes aulas sob coordenação do orientador: Controle motor; Aprendizado motor; Neuropatia; Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 14/11/2018 às 10:01:52