Fernanda Cabral Cidade

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1757366041943729
  • Última atualização do currículo em 11/09/2018


Bacharela (2015) e licenciada (2017) em Geografia e Mestra em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (2017) ambas pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM), atualmente pesquisadora do Núcleo de Estudo e Pesquisa das Cidades da Amazônia (Nepecab) na UFAM. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Fernanda Cabral Cidade
Nome em citações bibliográficas
CIDADE, F. C.


Formação acadêmica/titulação


2015 - 2017
Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia.
Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Título: Água para beber: uma análise socioambiental da água para o consumo humano em vilas indígenas do Alto Solimões - Amazonas,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Tatiana Schor.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas, FAPEAM, Brasil.
Palavras-chave: vilas indígenas; acesso e abastecimento de água; amazonas; Brasil.
Grande área: Outros
Setores de atividade: Administração pública, defesa e seguridade social.
2010 - 2014
Graduação em Geografia.
Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Título: DA COLETA A COMERCIALIZAÇÃO: A CADEIA PRODUTIVA REVERSA DE PÓS CONSUMO NA CIDADE DE MANACAPURU - AMAZONAS.
Orientador: PROF. DR. JOSÉ ALDEMIR DE OLIVEIRA.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas, FAPEAM, Brasil.
2003 - 2009
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Militar de Porto Alegre, CMPA, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante Bolsista, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Outro (especifique) Estudante, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 5



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
SABA - Relation entre variabilité hydrologique et Sécurité Alimentaire dans le Bassin Amazonien: analyse à la frontière Brésil-Pérou.
Descrição: Les berges des rivières et des lacs regroupent une bonne partie des populations rurales et urbaines d Amazonie, en particulier dans les régions très humides à l ouest et au centre du bassin, là où, en l absence de routes, les rivières sont les principales voies de communication. De la même façon, les infrastructures liées aux activités de production, d extraction, de commerce, de soin, d éducation, etc sont concentrées sur les rives. Les extrêmes hydrologiques (crues, étiages très bas) sont alors sources de perturbations. Nous allons nous interroger ici sur l approvisionnement alimentaire dans l ouest de l Amazonie, lors d extrêmes hydrologiques. Cela suppose de comprendre comment l offre et la demande d aliments s organisent dans ce domaine. Actuellement un processus d urbanisation lié à l augmentation de la population et une financiarisation explicite dans les politiques publiques de développement social transforme rapidement les habitudes alimentaires de la population et donc la demande. La production rurale traditionnelle en Amazonie brésilienne et péruvienne, l offre donc, ne subvient pas aux besoins des villes et des villages. Cette production est très dépendante des processus écologiques et pluviométriques amazoniens. Cette dépendance et le fait que l accès à la majorité des villes se fasse par voie fluviale implique l existence d un réseau complexe de production et d approvisionnement. Ce réseau est fortement défini par la saisonnalité des crues et des étiages, au marnage parfois très important des rivières tout comme au remplissage et à la vidange des lacs, qui eux-mêmes impliquent une forte saisonnalité de la production et du temps nécessaire pour aller d un endroit à l autre (Salonen et al. 2012). C est pourquoi deux questions sont posées : Comment s organisent les réseaux de production et de commercialisation des aliments dans l ouest de l Amazonie où les routes sont fluviales , à la frontière entre Brésil et Pérou ? Comment la variabilité hydrologique influence cette dynamique ? Répondre à ces questions est très important pour mettre en place des politiques publiques qui visent la sécurité alimentaire des populations amazoniens, et ce d autant plus que l on se place dans un contexte de changement climatique. Nous proposons, pour commencer à répondre à ces questions, de réaliser les actions suivantes: 1. Décrire la variation spatiale et temporelle des prix des produits proposés sur les marchés de la région après avoir défini un contenu de cesta basica adapté à la région amazonienne.2. Identifier l origine des produits.3. Analyser le système d approvisionnement des villes. 4. Améliorer la méthodologie pour mettre en relation la production et le coût des aliments, l approvisionnement avec les aspects hydrologiques..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Integrante / Heitor Paulo Pinheiro - Integrante / TATIANA SCHOR - Coordenador / THIAGO GUIMARÃES FRANCO - Integrante / MISAEL PANTOJA CARNEIRO - Integrante / GABRIELA COLARES SANTANA - Integrante / JOSYANE RONCHAIL - Integrante.
2014 - Atual
Cidades Invisíveis na Amazônia Brasileira: o caso de Tonantins e da Vila São Francisco de Tonantins, Amazonas.
Descrição: Os municípios que compõem a microrregião do Alto Solimões apresentam os mais baixos índices de desenvolvimento social, não só do Amazonas mas do Brasil. A agricultura familiar praticada nesta microrregião está pautada fortemente na produção de farinha, frutas e algumas raízes tuberosas (macaxeira, cará). O extrativismo e a pesca também compõe a cesta de oferta de produtos que são comercializados nas cidades oriundos da agricultura local. Qual a importância das Vilas neste abastecimento? De que forma o comércio é organizado? Qual a estrutura existente nestas localidades? São estas questões que orientam esta pesquisa, pois considera-se que a discussão sobre a segurança alimentar, a vulnerabilidade hidrológica e os impactos das estrutura comercial na produção local é de extrema importância para se subsidiar políticas públicas voltadas ao fortalecimento da agricultura local e da rede urbana microrregional. Ao se buscar bibliografia sobre o tema muito pouco foi encontrado e nenhuma referência que se propusesse analisar o papel que estas Vilas tem na rede urbana no Amazonas. No Alto Solimões, microrregião foco desta proposta identificamos Vilas com mais de mil habitantes, quais sejam: Feijoal/Benjamin Constant com 1069hab; Jui/Santo Antonio do Içá com 1078hab; Campo Alegre/São Paulo de Olivença com 1686hab; São Francisco do Tonantins/Tonantins com 1968hab; Copatana/Jutaí com 1001hab e Belém/Tabatinga com 1846hab (IBGE, 2010). Esta estrutura de configuração de rede urbana e o pouco conhecimento que se tem dela motivou o desenvolvimento desta proposta de pesquisa-diagnóstico que aqui se apresenta. Assim sendo a proposta tem como objetivo geral compreender o papel das Vilas na estruturação da rede urbana e no abastecimento na Microrregião do Alto Solimões, tendo como estudo de caso a cidade de Tonantins e a Vila de São Francisco de Tonantins e como metas (1) Traçar o perfil urbano da Vila selecionada; (2) Identificar os fluxos de mercadorias entre as Vilas e as sedes municipais (3) produzir material científico e de divulgação científica. Neste contexto, de vulnerabilidade social, compreender a estrutura da rede urbana e o papel que as Vilas tem no abastecimento da região é de suma importância para se promover políticas públicas mais adequadas a realidade local. O desconhecimento do papel que estas localidades tem na segurança alimentar e no fluxo de pessoas e mercadorias tem fortes implicações na manutenção das desigualdades sociais que assolam o país. Neste sentido, esta proposta visa construir uma metodologia de pesquisa voltada para o entendimento do papel que as Vilas e comunidades têm na rede urbana amazônica e no abastecimento local com ênfase em subsidiar políticas públicas que fortaleçam os elos entre a sede do município e o interior do mesmo criando mecanismos de combate a pobreza extrema na região. Esta proposta está inserida no contexto do PRONEX/FAPEAM ? NEPECAB - ?Cidades Amazônicas: dinâmicas espaciais, rede urbana local e regional?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (5) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Integrante / Heitor Paulo Pinheiro - Integrante / TATIANA SCHOR - Coordenador / MOISES AUGUSTO TAVARES PINTO - Integrante / THIAGO GUIMARÃES FRANCO - Integrante / MISAEL PANTOJA CARNEIRO - Integrante / GABRIELA COLARES SANTANA - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Segurança alimentar, a vulnerabilidade hidrológica e comércio: um estudo-diagnóstico do papel das Vilas na microrregião do Alto Solimões, Amazonas.
Descrição: Os municípios que compõe a microrregião do Alto Solimões apresentam os mais baixos índices de desenvolvimento social, não só do Amazonas mas do Brasil. A agricultura familiar praticada nesta microrregião está pautada fortemente na produção de farinha, frutas e algumas raízes tuberosas (macaxeira, cará). O extrativismo e a pesca também compõe a cesta de oferta de produtos que são comercializados nas cidades oriundos da agricultura local. Qual a importância das Vilas neste abastecimento? De que forma o comércio é organizado? Qual a estrutura existente nestas localidades? São estas questões que orientam esta pesquisa, pois considera-se que a discussão sobre a segurança alimentar, a vulnerabilidade hidrológica e os impactos das estrutura comercial na produção local é de extrema importância para se subsidiar políticas públicas voltadas ao fortalecimento da agricultura local e da rede urbana microrregional. Ao se buscar bibliografia sobre o tema muito pouco foi encontrado e nenhuma referência que se propusesse analisar o papel que estas Vilas tem na rede urbana no Amazonas. No Alto Solimões, microrregião foco desta proposta identificamos Vilas com mais de mil habitantes, quais sejam: Feijoal/Benjamin Constant com 1069hab; Jui/Santo Antonio do Içá com 1078hab; Campo Alegre/São Paulo de Olivença com 1686hab; São Francisco do Tonantins/Tonantins com 1968hab; Copatana/Jutaí com 1001hab e Belém/Tabatinga com 1846hab (IBGE, 2010). Esta estrutura de configuração de rede urbana e o pouco conhecimento que se tem dela motivou o desenvolvimento desta proposta de pesquisa-diagnóstico que aqui se apresenta. Assim sendo a proposta tem como objetivo geral compreender o papel das Vilas na estruturação da rede urbana e no abastecimento na Microrregião do Alto Solimões e como metas (1) Traçar o perfil urbano das Vilas selecionadas; (2) Realizar o diagnostico da produção rural nas Vilas selecionadas; (3) Identificar os fluxos de mercadorias entre as Vilas e as sedes municipais (4) produzir material científico e de divulgação científica. Neste contexto, de vulnerabilidade social, compreender a estrutura da rede urbana e o papel que as Vilas tem no abastecimento da região é de suma importância para se promover políticas públicas mais adequadas a realidade local. O desconhecimento do papel que estas localidades tem na segurança alimentar e no fluxo de pessoas e mercadorias tem fortes implicações na manutenção das desigualdades sociais que assolam o país. Neste sentido, esta proposta visa construir uma metodologia de pesquisa voltada para o entendimento do papel que as Vilas e comunidades têm na rede urbana e no abastecimento local com ênfase em subsidiar políticas públicas que fortaleçam os elos entre a sede do município e o interior criando mecanismos de combate a pobreza extrema na região. Esta proposta conta com o apoio logístico do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas - IDAM Central e Local (da microrregião) e da Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas (SEPROR) e está inserida no contexto do PRONEX/FAPEAM ? NEPECAB - ?Cidades Amazônicas: dinâmicas espaciais, rede urbana local e regional?...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Integrante / Heitor Paulo Pinheiro - Integrante / TATIANA SCHOR - Coordenador / MOISES AUGUSTO TAVARES PINTO - Integrante / THIAGO GUIMARÃES FRANCO - Integrante / GABRIELA COLARES SANTANA - Integrante / ANDRÉ DE OLIVEIRA MORAIS - Integrante / Lady Mariana Siqueira Pinheiro - Integrante / Ellen Anjos Camilo - Integrante / Etelvino Rocha Araújo - Integrante / Alex Butel - Integrante / Eduardo Rizzo - Integrante / Martha Benfica - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Segurança alimentar e rede urbana na Amazonia: um estudo-diagnóstico das Vilas na microrregião do Alto Solimões, Amazonas.
Descrição: Os municípios que compõe a microrregião do Alto Solimões apresentam os mais baixos indices de desenvolvimento social, não só do Amazonas mas do Brasil. A agricultura familiar praticada no Amazonas e por conseguinte nesta microrregião está pautada fortemente na produção de farinha, frutas com destaque para o banana, abacaxi e melancia, alguns tuberculos. O extrativismo e a pesca também compõe a cesta de oferta de produtos que são comercializados nas cidades oriundos da agricultura local. Qual a importância das Vilas neste abastecimento?de que forma o comércio é organizado? Qual a estrutura existente nestas localidades? São estas questões que orientam esta pesquisa pois considera-se que a discussão sobre a segurança alimentar, a vulnerabilidade hidrológica e os impactos das estrutura comercial na produção local é de extrema importância para se subsidiar políticas públicas voltadas ao fortalecimento da agricultura local e da rede urbana microrregional. Os estudos de abastecimento, em especial de produtos frescos oriundo da agricultura familiar local, apontaram para a importância das Vilas e comunidades ribeirinhas para o abastecimento das cidades sedes-municipais e uma visita técnica as Vilas de Copatana (Jutaí) e a Vila de Caiambé (Tefé) evidenciou a importância das Vilas na estruturação da rede urbana na região. Ao se buscar bibliografia sobre o tema muito pouco foi encontrado e nenhuma referência que se propussese a analisar o papel que estas Vilas tem na rede urbana no Amazonas. No Alto Solimões, microrregião foco desta proposta identificamos Vilas com mais de mil habitantes, quais sejam: Feijoal/Benjamin Constant com 1069hab; Jui/Santo Antonio do Içá com 1078hab; Campo Alegre/São Paulo de Olivença com 1686hab; São Francisco do Tonantins/Tonantins com 1968hab; Copatana/Jutaí com 1001hab e Belém/Tabatinga com 1846hab (IBGE, 2010). Esta estrutura de configuração de rede urbana e o pouco conhecimento que se tem dela motivou o desenvolvimento desta proposta de pesquisa-diagnóstico que aqui se apresenta. Assim sendo a proposta tem como objetivo geral compreender o papel das Vilas na estruturacão da rede urbana eno abastecimento na Microrregião do Alto Solimões e como metas (1) Traçar o perfil urbano das Vilas selecionadas; (2) Realizar o diagnostico da producão rural nas Vilas selecionadas; (3) Identificar os fluxos de mercadorias entre as Vilas e as sedes municipais. Neste contexto, de vulnerabilidade social, compreender a estrutura da rede urbana e o papel que as Vilas tem no abastecimento da região é de suma importância para se promover políticas públicas mais adequadas a realidade local. O desconhecimento do papel que estas localidades tem na segurança alimentar e no fluxo de pessoas e mercadorias tem fortes implicações na manutenção das desigualdades sociais que assolam o país. Neste sentido, esta proposta visa construir uma metodologia de pesquisa voltada para o entendimento do papel que as Vilas e comunidades tem na rede urbana e no abastecimento local com enfâse em subsidiar políticas públicas que fortaleçam os elos entre a sede do município e o interior criando mecanismos de combate a pobreza extrema na região. Esta proposta conta com o apoio logístico do IDAM Central e Local (da microrregião) e da Secretaria de Produção Rural do Estado do Amazonas (SEPROR) e está inserida no contexto do PRONEX/FAPEAM ? NEPECAB - ?Cidades Amazônicas: dinâmicas espaciais, rede urbana local e regional?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Integrante / Heitor Paulo Pinheiro - Integrante / TATIANA SCHOR - Coordenador / MOISES AUGUSTO TAVARES PINTO - Integrante / THIAGO GUIMARÃES FRANCO - Integrante / MISAEL PANTOJA CARNEIRO - Integrante / GABRIELA COLARES SANTANA - Integrante / ANDRÉ DE OLIVEIRA MORAIS - Integrante / Lady Mariana Siqueira Pinheiro - Integrante / Ellen Anjos Camilo - Integrante / Etelvino Rocha Araújo - Integrante / Martha Benfica - Integrante / sonia alfaia - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas - Auxílio financeiro.
2013 - 2014
PRIMEIRA INFÂNCIA RIBEIRINHA: SAÚDE, HÁBITOS ALIMENTARES E SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NA RDS RIO NEGRO.
Descrição: A preocupação com o crescimento e desenvolvimento das crianças tem sido abordada no âmbito da política pública para atender a essa demanda da primeira infância, o governo Federal em Maio de 2012, lançou um novo programa de âmbito nacional, denominado de Brasil Carinhoso, que tem o objetivo oficial beneficiar 2 milhões de famílias que tenham crianças de até 6 anos. Todavia, como se desdobra um programa como este no âmbito de uma unidade de conservação de uso sustentável no Amazonas? O objetivo deste trabalho é avaliar a condição de saúde das gestantes e crianças de 0 a 6 anos nas UCs de uso sustentável no Amazonas. Para compreender a complexidade do questionamento acima mencionado, sobre o real impacto de tais políticas públicas buscou-se um entendimento do contexto ao qual se encontra as crianças de 0 à 6 anos e gestantes incluindo um conjunto de atores (Lideres Comunitários, Agentes Comunitários de Saúde, Professores, Gestante e Mãe/Cuidador) que poderão de forma conjunta revelar um retrato diagnóstico. Este trabalho pretende colaborar com a análise de como as políticas públicas estão atingindo o público-alvo (primeira infância e gestantes) no interior dos municípios do Amazonas, mas especificamente nas comunidades pertencentes a RDS Rio Negro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Integrante / Heitor Paulo Pinheiro - Integrante / TATIANA SCHOR - Coordenador / THIAGO MARINHO PIMENTEL - Integrante / MOISES AUGUSTO TAVARES PINTO - Integrante / DAIANA SARITA HAMBURGUER - Integrante.
2012 - 2013
A rede de comercialização dos materiais recicláveis em Manaus - AM
Descrição: Este projeto tem a finalidade de estudar a rede de comercialização dos materiais recicláveis na cidade de Manaus correlacionando com a Nova Política Nacional dos Resíduos Sólidos que prevê a implantação de uma logística reversa em todo o Brasil. Desta forma o projeto irá estudar as medidas de adequação a nova lei e identificar as pessoas que trabalham com os lixos recicláveis para se compreender a forma de funcionamento da rede de receptação e comercialização do material reciclável na cidade de Manaus..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado do Amazonas - Bolsa.
2011 - 2012
Lixo ao Luxo: A comercialização dos materiais recicláveis e os depósitos finais de resíduos sólidos nas cidades de Tabatinga, Tefé e Parintins
Descrição: Faz parte de um projeto maior, Programa Rede Urbana na Calha Solimões - Amazonas. Financiado pela Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM). Busca entender a rede urbana das três cidades estudadas a partir da comercialização dos materiais recicláveis e os depósitos finais dos resíduos sólidos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Cidades amazônicas: dinâmicas espaciais, rede urbana local e regional
Descrição: A proposta visa gerar informações que possibilitem caracterizar a rede urbana na calha do Solimões-Amazonas se concentrando nas cidades de: Benjamim Constant, Tabatinga, Tefé, Coari, Manacapuru, Itacoatiara e Parintins identificando os padrões de diferenças e semelhanças entre as cidades bem como propor uma tipologia que incorpore parâmetros relacionais, pois considera-se necessário compreender o papel de cada cidade na estruturação da rede urbana para se elaborar políticas públicas urbanas específicas para a região, sem as quais a possibilidade de desenvolvimento, aqui entendido de acordo com Sen (2000), como liberdade das pessoas que habitam essas localidades e sustentabilidade da vida nelas, fica reduzida a padrões homogêneos que não modificam as estruturas sociais. A metodologia de pesquisa está articulada a Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias (ReCiMe) o que possibilita a articulação do estudo de cidades médias no Brasil e em alguns países da América do Sul..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Integrante / JOSÉ ALDEMIR DE OLIVEIRA - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 1
2008 - 2011
O impacto da consolidação do Polo Industrial de Manaus nas cidades do Amazonas: o caso de Itacoatiara e Parintins.
Descrição: Manaus é o centro dinâmico da Amazônia Ocidental, com o maior contingente populacional e com o PIB municipal ultrapassando o das principais capitais do Brasil . A SUFRAMA vem atuando no desenvolvimento econômico da região desde 1967 e tem mostrado uma importante capacidade de se adaptar às mudanças no contexto economico mundial. A partir da abertura política de mercado do Governo Federal na década de 90 o modelo de desenvolvimento baseado na Zona Franca de Manaus ganhou uma nova dinâmica que o caracteriza como Pólo Industrial de Manaus (PIM). Esta dinâmica se consolidou a partir de 2003 com a prorrogação dos incentivos fiscais até o ano de 2023. Neste contexto, a SUFRAMA estabeleceu novas linhas estratégicas que visam um impacto maior no desenvolvimento da região da Amazônia Ocidental, em especial o programa de Interiorização do Desenvolvimento da Amazônia (AMOC), diferenciando o período da Zona Franca do atual Pólo Industrial. Este fato pode ser objetivamente considerado a partir do Objetivo XIV do Planejamento Estratégico da SUFRAMA: Aprimorar o processo de interiorização dos efeitos do modelo Zona Franca de Manaus , para tal pretende fomentar a produção no interior da região, com agregação de valores através de indústrias vinculadas que aumente a produção, a atividade econômica e renda regional. Nesta perspectiva, considera-se uma mudança significativa entre o período anterior a 2003 que chamaremos de Zona Franca de Manaus, para o período posterior que denominamos de período Pólo Indústrial de Manaus. Consideramos como hipótese de pesquisa que a consolidação do Pólo Industrial de Manaus, em especial do Programa de Interiorização do Desenvolvimento da Amazônia, afetará o crescimento urbano das cidades no Amazonas. No caso da analise do impacto do PIM e do AMOC tem-se como hipótese auxiliar que devido a localidade e posicionamento na rede urbana do Estado do Amazonas as cidades de Itacoatiara e Parintins deverão sofrer transformações físicas e econômicas deco..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Fernanda Cabral Cidade - Integrante / TATIANA SCHOR - Coordenador.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CIDADE, F. C.2017 CIDADE, F. C.; OLIVEIRA, J. A. . DA COLETA À COMERCIALIZAÇÃO: A CADEIA PRODUTIVA REVERSA DE PÓS-CONSUMO NUMA CIDADE AMAZÔNICA / FROM THE COLLECTING TO COMMERCIALIZATION: THE REVERSE PRODUCTIVE CHAIN OF POST-CONSUMER IN AN AMAZON CITY. GEO UERJ (2007), v. 0, p. 474-503, 2017.

2.
CIDADE, F. C.2017 CIDADE, F. C.; SCHOR, T. . O Acesso à água para o consumo em vilas indígenas no Alto Solimões Amazonas - Brasil. REVISTA POLÍTICAS PÚBLICAS & CIDADES, v. 5, p. 106-124, 2017.

3.
CIDADE, F. C.2012CIDADE, F. C.; Reis, A. O. ; Lemos, E. C. C. . Um olhar geográfico no campesinato apartir de duas famílias camponesas localizadas em Anori - Amazonas. Revista Espaço Científico Livre, v. 7, p. 64-70, 2012.

Capítulos de livros publicados
1.
CIDADE, F. C.. A cadeia produtiva reversa de pós-consumo na Amazônia: o caso da tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru. In: Tatiana Schor. (Org.). Dinâmica Urbana na Amazônia brasileira: geografia e cidades na tríplice fronteira Brasil-Peru-Colômbia. 1ed.Manaus: EDUA, 2016, v. 3, p. 175-184.

2.
CIDADE, F. C.. A comercialização dos materiais recicláveis na rede urbana do Amazonas: o caso de Itacoatiara e Parintins. In: Tatiana Schor; Paola Verri de Santana. (Org.). Dinâmica Urbana na Amazônia Brasileira. 1ed.Manaus: Editora Valer, 2015, v. 2, p. 167-183.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
André Oliveira Morais ; CIDADE, F. C. ; PINHEIRO, H. P. ; LEITE, A. D. . Inovação Matodológica em Trabalhos de Campo em Cidade da Amazônia Brasileira. In: 1º Congresso de Inovação Metodológica, 2011, Manaus - AM. Visão e pratica em diferents contextos, 2011.

Apresentações de Trabalho
1.
Vilagelim, G. ; OLIVEIRA, J. A. ; CIDADE, F. C. . CONTRIBUCIONES DEL USO DE SISTEMAS DE INFORMACIÓN GEOGRÁFICA (SIG) EN LA GESTIÓN Y EL ORDENAMIENTO DEL TERRITORIO DE LAS CIUDADES DE AMAZONÍA. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CIDADE, F. C.. A comercialização dos materiais recicláveis na rede urbana do Amazonas: o caso de Itacoatiara e Parintins. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CIDADE, F. C.. CONSÓRCIOS MUNICIPÁIS, UMA ESTRATÉGIA GEOPOLÍTICA PARA O DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL NA AMAZÔNIA BRASILEIRA: O CASO DA REGIÃO DO ALTO SOLIMÕES ? AMAZONAS.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
CIDADE, F. C.. Lixo ao Luxo: A comercialização dos materiais recicláveis e os depósitos finais de resíduos sólidos nas cidades de Tabatinga, Tefé e Parintins. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
MORAIS, A. O. ; CIDADE, F. C. ; LEITE, A. D. ; PIMENTEL, T. M. ; SENA, T. E. A. ; SCHOR, T. . Inovação metodológica em trabalhos de campo em cidades na Amazônia brasileira. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Demais tipos de produção técnica
1.
CIDADE, F. C.; Lemos, E. C. C. ; SENA, T. E. A. ; ESCOBAR, F. B. ; MELO, I. C. ; RODRIGUES, K. N. F. . ESTUDO DE IMPACTO DE VIZINHANÇA - MINISTERIO INTERNACIONAL DA RESTAURAÇÃO. 2013. (Relatório de pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VII ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE ESTUDIANTES DE GEOGRAFIA.Consórcios Municipais, geopolítica, desenvolvimento territorial, Amazônia, Alto Solimões. 2014. (Encontro).

2.
XIV Encuentro de Geógrafos de América Latina, Peru 2013..Lixo ao Luxo: A comercialização dos materiais recicláveis e os depósitos finais de resíduos sólidos nas cidades de Tabatinga, Tefé e Parintins. 2013. (Encontro).

3.
1º Congresso Internacional de Criatividade e Inovação: visão e prática em diferentes contextos. INOVAÇÃO METODOLÓGICA EM TRABALHOS DE CAMPO EM CIDADES NA AMAZÔNIA BRASILEIRA. 2011. (Congresso).

4.
Encontro Nacional das Licenciaturas. 2010. (Encontro).

5.
I Semana de Geografia Física da Amazônia: Impactos Ambientais. 2010. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CRUZ, M. J. M. ; NOGUEIRA, R. J. B. ; SAMPAIO, F. P. R. ; CIDADE, F. C. . I Encontro dos Estudantes de Geografia do Estado do Amazonas. 2012. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
CIDADE, F. C.2017 CIDADE, F. C.; OLIVEIRA, J. A. . DA COLETA À COMERCIALIZAÇÃO: A CADEIA PRODUTIVA REVERSA DE PÓS-CONSUMO NUMA CIDADE AMAZÔNICA / FROM THE COLLECTING TO COMMERCIALIZATION: THE REVERSE PRODUCTIVE CHAIN OF POST-CONSUMER IN AN AMAZON CITY. GEO UERJ (2007), v. 0, p. 474-503, 2017.

2.
CIDADE, F. C.2012CIDADE, F. C.; Reis, A. O. ; Lemos, E. C. C. . Um olhar geográfico no campesinato apartir de duas famílias camponesas localizadas em Anori - Amazonas. Revista Espaço Científico Livre, v. 7, p. 64-70, 2012.


Livros e capítulos
1.
CIDADE, F. C.. A cadeia produtiva reversa de pós-consumo na Amazônia: o caso da tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru. In: Tatiana Schor. (Org.). Dinâmica Urbana na Amazônia brasileira: geografia e cidades na tríplice fronteira Brasil-Peru-Colômbia. 1ed.Manaus: EDUA, 2016, v. 3, p. 175-184.

2.
CIDADE, F. C.. A comercialização dos materiais recicláveis na rede urbana do Amazonas: o caso de Itacoatiara e Parintins. In: Tatiana Schor; Paola Verri de Santana. (Org.). Dinâmica Urbana na Amazônia Brasileira. 1ed.Manaus: Editora Valer, 2015, v. 2, p. 167-183.


Apresentações de Trabalho
1.
MORAIS, A. O. ; CIDADE, F. C. ; LEITE, A. D. ; PIMENTEL, T. M. ; SENA, T. E. A. ; SCHOR, T. . Inovação metodológica em trabalhos de campo em cidades na Amazônia brasileira. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CIDADE, F. C.. Lixo ao Luxo: A comercialização dos materiais recicláveis e os depósitos finais de resíduos sólidos nas cidades de Tabatinga, Tefé e Parintins. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
CIDADE, F. C.. A comercialização dos materiais recicláveis na rede urbana do Amazonas: o caso de Itacoatiara e Parintins. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Vilagelim, G. ; OLIVEIRA, J. A. ; CIDADE, F. C. . CONTRIBUCIONES DEL USO DE SISTEMAS DE INFORMACIÓN GEOGRÁFICA (SIG) EN LA GESTIÓN Y EL ORDENAMIENTO DEL TERRITORIO DE LAS CIUDADES DE AMAZONÍA. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CRUZ, M. J. M. ; NOGUEIRA, R. J. B. ; SAMPAIO, F. P. R. ; CIDADE, F. C. . I Encontro dos Estudantes de Geografia do Estado do Amazonas. 2012. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/10/2018 às 18:51:53